No ar o guia de Maceió

Camille Panzera 21 · janeiro · 2014

Orla arborizada, culinária diversificada, preços que cabem no bolso e muitas praias bonitas – a capital alagoana é um dos destinos mais gostosos do nordeste brasileiro e apesar de não ter tanta fama quanto outras capitais da região, vem despontando como um maravilhoso destino de praias do Brasil. Maceió tem estrutura de cidade grande, mas a qualidade de vida de uma cidade pequena.

Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca – guarde esses nomes. A capital tem uma das orlas urbanas mais bonitas do Brasil e essas três praias são responsáveis por grande parte do sucesso da cidade. Arborizada e animada dia e noite, a orla de Maceió chama a atenção pelo movimento constante de pessoas. Com venda de artesanato e barracas ótimas para curtir a praia ou a vida noturna, o calçadão da orla é o coração da cidade. 

Maceió - Melhores Destinos

Quem não perde a oportunidade de fazer um bom passeio achará Maceió o lugar perfeito pois a cidade oferece uma infinidade de passeios para praias e piscinas naturais da região. Mesmo quem fica 7 ou 10 dias na capital alagoana consegue fazer todo dia um passeio diferente. Não deixe de incluir no roteiro uma visita às piscinas naturais de Pajuçara, além de passeios para o litoral norte ou sul. Ao sul você pode conhecer a Praia do Francês, a belíssima Praia do Gunga e a Foz do Rio São Francisco. Ao norte estão Paripueira, Maragogi e Carro Quebrado.

Para quem começa a planejar a viagem pensando no lado gastronômico, as notícias são animadoras. Maceió tem uma enorme variedade de restaurantes e eles servem desde lagostas às tapiocas feitas com coco na beira da praia. Se quiser um prato tradicional, peça um Chiclete de Camarão no Imperador dos Camarões e depois curta um sorvetinho da Bali. Pela noite, “a boa” é aproveitar a música ao vivo do Lopana ou do Kanoa, ambos no calçadão e com uma brisa boa que vem do mar.

Ficou com vontade de conhecer melhor essa deliciosa cidade? Então confira nosso guia na íntegra, leia nossas dicas, detalhes de quando ir, como chegar, onde ficar e o que fazer. Para planejar seu roteiro, leia nossas informações sobre praias, passeios, onde comer, pontos turísticos, compras, vida noturna, transporte e atrações próximas.

Já esteve em Maceió? Deixe-nos uma avaliação contando sua experiência!

Publicado por

Camille Panzera

Camille

  • Alessandro

    Fui em maceió o ano passado, fiquei uma semana, achei apenas razoável.

    os restaurantes sao bons, as praias bem tranquilas e sem ondas com uma cor realmente única.

    A praia do gunga é muito bonita para ver de longe… perto foi a praia com mais lixo e sujeira que já vi, restaurantes nojentos com um mal cheiro de urina saindo do fundo e da cozinha que da vontade de sair correndo e preços fora da realidade, fiz o passeio de buggy tirei umas fotos legais e fui embora o mais rapido possível.

    um passeio que nao dava nada e que achei demais foi a foz do rio sao francisco, foi o lugar mais lindo que visitei em alagoas! as dunas sao maravilhosas, o farol no meio do rio, fora que ficamos nas dunas para ver o por do sol, um passeio que foi fora do normal, realmente maravilhoso.

    fiz os mergulhos, mas perderam o controle, vao pessoas demais e o ecossitema nao está suportando, vai acabar logo, nao tem quase nada para ver, o mergulho que fiz em natal (maracajaú) tinha uma beleza e variedade de vida muito maior.

    fora que nos ultimos 10 anos de viagem foi a primeira vez que presenciei assaltos, e nao foi uma unica vez e todas visando turistas, lá nao me senti seguro, infelizmente pois tem o litoral mais bonito que ja visitei no Brasil.

    • Jepson

      Na verdade a praia do Gunga é uma praia particular e o dono não investe em infra-estrutura no local, e os restaurantes do local é bem precário mesmo devido a falta de estrutura no local, realmente perderam o controle e como vc falou logo o nosso estado vai perde esse eco-sistema que possuímos, antes era bem fiscalizado hoje em dia………, Concordo mais uma vez quando vc fala em insegurança o nosso estado realmente esta muito violento e tudo isso culpo uma pessoa o nosso governador que nada faz para melhorar a segurança no estado e principalmente em Maceió, não concordo quando vc diz que todos são visando turistas, na verdade eles assaltam qualquer um pois tenho vários amigos que já foram assaltados, muitas vezes os alvos são os turistas mas a população tbm sofre com esses delinqüentes safados que estão sujando a inda mais a imagem do nosso estado. E como vc falou no final do raciocínio bem vindo a o paraíso das águas onde se encontra o litoral mais bonito do Brasil, mais ultimamente muito violento.

    • beto

      minha experiência foi muito parecida com a do Alessandro.
      voltei a Maceió recentemente numa promoção da Gol de volta por 2000 milhas.

      Praia do Gunga? só se for durante a semana. tive azar de ir num domingo, achei suja, mal cuidada e ainda parou uma lancha com som no último volume, como se já não bastasse o que vem das barracas de praia que espalham cadeiras de plástico pela areia. Só gostei mesmo da bela vista do imenso coqueiral que se tem do mirante na estrada (não fiz o passeio do buggy, pois fiz em outro lugar).

      Barra de São Miguel num fim de semana é entupida e impossível de se aproveitar em paz. Nem preciso falar da parte mais conhecida do Francês. Só é para quem quer muita muvuca e farofada.

      O problema do esgoto é sério. Apesar do belo mar em Ponta Verde e em toda a orla de Maceió, ao lado da barraca Kanoa tinha água (de chuva?) estagnada na praia exalando mau cheiro. E, novamente, parou uma lancha, o pessoal desceu, mas a lancha ficou ali com o som no último volume e que se danem as outras pessoas na praia.

      O que mais gostei da viagem também foi o passeio à Foz do São Francisco. É um dia longo, pode ser cansativo para uns, mas valeu a pena.

      Como não gosto de praias cheias, o passeio à praia do Capitão Nicolas foi o outro que gostei. Pois andando um pouco para longe desse resort onde os passeios te largam, a praia fica vazia. e, toda a tranquilidade que não tive nas outras praias, tive lá. E com um buggy fomos até a ponta, que é a praia de Carro Quebrado.

      A orla de Maceió (Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca) em geral está bem cuidada para se caminhar, comer algo nas barraquinhas etc. Mas, em Pajuçara, andou uma quadra pra dentro, a coisa já muda. Em Jatiúca, dá para ir umas quadras a mais. Mas, infelizmente, dá para ver que Alagoas é bem mais pobre que outros estados do Nordeste (como PE, RN, CE, SE).

      Para comida em restaurante com decoração turística, valeu a pena a Bodega do Sertão. E a sorveteria com vários sabores em Pajuçara (acho que é Bali).

  • Andressa Berto

    Estive em Maceió por duas vezes….É sem duvida um dos melhores destinos do Nordeste.
    Praias calmas e cristalinas, povo hospitaleiro, restaurantes e hotéis de excelente qualidade.
    As praias de Pajuçara e Ponta Verde são estruturadas e belíssimas.
    Maragogi é o que se pode definir de melhor em Alagoas. Vale a pena passar uns dias la ou então, se tiver disposição pular cedo da cama e fazer o passeio de dia todo por lá.
    As famosas e deliciosas bolachinhas de Maragogi são uma tentação a parte.
    Para o interior, cidades históricas como Penedo me encantaram também.
    Já em Maceio, as praias do Gunga e Francês são divertidas e movimentadas.

  • Fabiano

    Não vá no Reveillon!!!!!!Tudo lotado……

  • Marcos

    Estive em Maceió semana passada… excelente!
    Para quem for, não perca a praia de Tabuba. Fica logo após Paripueira.

  • Fernanda

    Estive em Maceió em dezembro/2013 e adorei. A orla da cidade é linda, o mar calmo e quentinho, perfeita para diversas atividades. A comida lá é maravilhosa. O chiclete de camarão do Imperador do Camarão é imperdível. Outro restaurante muito bom é o Akuaba. Os preços são bem acessíveis, tudo mais barato que aqui no sul. O povo Alagoano também é muito prestativo e alegre. De tudo o que visitei, o que mais recomendo são praia do Gunga, Carro Quebrado e a Foz do Rio São Francisco. São lugares espetaculares. Maragogi é lindo também, mas preferi me hospedar por lá mesmo alguns dias para conhecer melhor a região e não me arrependi, o bate e volta é cansativo e não dá pra conhecer quase nada do litoral norte de alagoas. Para quem puder se hospedar em Maragogi, recomendo, além das Galés, as praias de Japaratinga, Burgalhau, e Carneiros, essa última em Pernambuco, mas bem perto de Maragogi. Além de tudo, o mar do Alagoas é o mar mais azul claro que vi na vida, parece o Caribe. Fui a Recife e não gostei, Maceió é muito melhor.

  • João Paulo

    Estive em Maceió 2 vezes em 2013 para mergulhar, recomendo muito! Para quem tiver interesse procure o pessoal da Let's Dive lá que o serviço é ótimo (palavra de um paulistano chato com atendimento). Outra coisa que gostei bastante foram os bares na beira do rio na Massaguera, para um petisco de final de tarde.

  • Elton

    Oque acham de viajar sozinho ? será é ruim em maceió ?

    • Arthur

      Dá pra vir sozinho sim. Se você for solteiro escolha o verão ou a época das festa juninas.

      • Elton

        obrigado arthur

  • Nelson

    Quando se chega na cidade de carro pela orla, a imagem da praia com as águas cristalinas é fantastica. Realmente parece caribe. Perfeito.

  • Samantha

    Visitei Maceió 2x, em nov/2010 e set/2013. A orla é bacana, não tive problemas de andar por lá e tem muitos atrativos. Já se afastando da praia realmente não se sente muito seguro, locais com pouca iluminação, etc. Os melhores passeios são fora de Maceió, muitos já citados acima. Também recomento incluir na programação São Miguel dos Milagres, com as praias de Patacho, Porto da Rua, Praia do Toque, Riacho, Marceneiro e o projeto Peixe-Boi em Porte de Pedras. Para quem quer descansar, esses são os melhores destinos. Maragogi e Japaratinga são boas opções no extremo norte, merecendo uns dois dias de visitação. Já para bate-e-volta de Maceió, além de Carro Quebrado, Paripueira e Tabuba, acrescento Sonho Verde (entre Tabuba e Paripueira) e Angra de Ipioca, onde fica o Hibiscus – restaurante dentro de um condomínio, mas se pode visitar e usufruir da infraestrutura, com camas sobre o mar, massagem relaxante e comida, claro. Ao sul, Francês só merece uma passada rápida – a não ser que você queira passar o dia dizendo "não, obrigada" aos ambulantes. Vá para Barra de São Miguel, de beleza e traquilidade superior. De lá, partem barcos para o Gunga, podendo conhecer tudo no mesmo dia. Em Gunga, há buggys e quadriciclos para as falésias que valem a pena, além da praia, mas não comam lá. Voltem a Barra de São Miguel que as barracas são ótimas e baratas (ou comam antes de ir pro Gunga). Ainda voltarei à região para conhecer cidades históricas e à margem do São Francisco, como Piranhas e Penedo, além da foz…

  • Recomendo que visitem o Palato Farol para tomar um bom vinho, o café da manhã do Palato Ponta Verde, esse não provei, me disseram que é muito bom e dá para 2 pessoas.
    Gosto muito do Bar do Pato em Massagueira, principalmente para quem vai com crianças porque lá tem um parquinho muito legal.
    Nessa minha última visita, em dezembro 2013, conheci a pizzaria Piratas do Picuí e tb recomendo. Tivemos que aguardar um pouco para conseguir uma mesa, mas valeu a pena. Pizza boa, crianças se divertindo na área kids e bom atendimento.
    Um alerta para quem for em Jatiúca próximo ao Maikai, Armazém Guimarães, ali tem muitos bares agora o que favorece os assaltos, portanto nada de dar mole ao sair dos carros e quando sair dos barzinhos para pegar o carro. Falo isso porque já tive uma amiga assaltada nessa região e em dezembro quando eu estava lá assaltaram um ex vizinho da minha mãe. Sou alagoana e moro em Balneário Camboriú atualmente. Amo Maceió, mas devia ser uma cidade mais bem cuidada pelos governantes.

  • Alexandre

    Eu fui passar o reveillón com a família em Maceió, na praia de Tabuba, em Barra de Santo Antônio, ao norte de Maceió (38km). Foi a segunda vez que fui para lá. Bem, as praias, realmente, todas são belas, algumas belíssimas, de um verde encantador. Mas Maceió tem uma beleza de um lado e de outro vários problemas: ao norte a infraestrutura é péssima; em todos os lugares que passamos em Maceió sentíamos cheiro de esgoto; ao norte de Maceió não tem quase nada de qualidade, os restaurantes são fracos. O comércio desta região é lastimável. Cheguei a entrar em mercadinhos onde a margarina era guardada em prateleiras e não em refrigeradores. Comprar carne para fazer um churrasco? Nem pensar fazer isso fora de um mercado grande. O trânsito não chega a prejudicar, mas me deparei com muitos maus motoristas. Ah, e todos buzinam em Maceió, seja para cumprimentar conhecidos, seja para reclamar do trânsito. é muuuito comum. Eu não deixaria de voltar para lá por esses motivos, mas ficaria muito mais satisfeito se essas coisas melhorassem. Alguém também me disse que na cidade ocorrem frequentes roubos e arrastões, mas felizmente não vi nada durante minha estada.

  • Sanscrito

    Passei uma semana em Maceió recentemente e tive duas impressões bem distintas. A primeira é que as praias da orla são muito poluídas e exalam um mau cheiro quase insuportável. Como um bom viajante, eu sei muito bem que praias próximas a orlas de cidades grandes geralmente não são próprias para banhos. Mas eu achava que, por se tratar de uma cidade menor do que as grandes capitais do Nordeste – Fortaleza, Recife e Salvador -, encontraria menos poluição. Ledo engano. As praias próximas ao centro de Maceió são as mais poluídas que já vi na vida. A segunda impressão foi quando me afastei da capital alagoana. As praias realmente são belíssimas, tranquilas e de águas cristalinas. No litoral sul, vale a pena conhecer a praia do Francês, a belíssima praia do Gunga e a Foz do Rio São Francisco. Ao norte, além de Paripueira, Maragogi e Carro Quebrado, recomendo especialmente São Miguel dos Milagres, um lugar perfeito para quem procura paz, descanso e belezas naturais. A praia do Gunga é uma das mais bonitas que eu já visitei, mas como os ACESSOS à praia são particulares (e não a própria praia, como erroneamente dizem), não há investimento em infraestrutura, já que o dono dos acessos é milionário e não se importa com isso. Como resultado desse descaso, as barracas da praia do Gunga são precárias e têm banheiros fétidos, o que compromete a higiene da comida servida no local. Por essas razões, a visita à praia do Gunga deve ser rápida (sem refeições), o suficiente para tirar dezenas de fotos das fantásticas belezas desse (quase) paraíso.

  • Estive em maceió por três vezes, e na última vez foi lamentável, a praia da cidade "ponta verde" está poluída, o gunga suja, a cidade convive com uma pobreza forte, ainda vemos pessoas que acordam de madrugada para ir até o canavial, isso corta o coração.
    A cor do mar no litoral de alagoas é cinematográfica, e ainda acho que para quem nunca foi, vale a pena, visite a praia de ipioca, que é linda.
    Não passe nem perto da praia do Francês, pois você será roubado loga na entrada ao tentar estacionar seu carro (flanelinhas).
    A foz do rio são francisco vale muito a pena.
    Maragogi tem sua praia principal poluída, mas as outras são lindíssima, contudo comida e acomodações são apenas razoáveis, é tudo precário, a não ser que você pague o preço dos resort, que ao meu ver não vale o custo benefício, já que pelo preço você pode ser dar ao luxo de ir ao Caribe.

  • Vicente

    As praias urbanas em Maceio estão poluídas. A cidade não oferece estrutura para o turismo. Há muito lixo, os restaurantes deixam muito a desejar. Não há segurança e tão pouco uma certa educação ne3cessária.

  • Renata

    As praias da orla de Maceió, Jatiúca, Ponta Verde e Pajuçara, apesar de serem belíssimas não são recomendadas para banho, em época nenhuma do ano. Para banho apenas as praias do litoral norte ou sul. É assim q fazem os moradores da cidade q possuem condições para se deslocarem.

  • Robson

    Moro em Maceió há 1 ano e meio. A cidade tem belas, mas mal cuidadas praias. As vias de trânsito não comportam um fluxo turístico, pois nem o fluxo normal está andando… São poucas rotas para acesso, entrada e saída da cidade. Não há avenidas, entroncamentos com viadutos que facilitem os deslocamentos. Os bairros da orla, superpovoados, tem ruas deficientes, além de que os moradores, na maioria maceioenses, não respeitam as leis de trânsito e sequer as de boa convivência… estacionam onde querem, dirigem na contramão, são ruas estreitas. O esgoto é uma constante. Escoa na praia e, quando chove, sobe às ruas infestando com mau cheiro e dejetos…Maceió não tem indústrias, assim não tem emprego, levando a maioria da população a sobreviver da economia informal… ambulantes na praia… Tomemos o exemplo de João Pessoa, vejamos as praias sem ambulantes… O poder público em Alagoas é totalmente omisso… Muitos alagoanos se orgulham de ter um ex-presidente e atual senador, também se orgulham de ter o presidente do Senado… mas de que isso vale, se a cidade que tem lindas praias não pode oferecer qualidade aos moradores e turistas???

    Vamos repensar Maceió!!!

  • Natalia

    Olá, passei a minha lua de mel no Salinas de Maceió, ótimo hotel.
    Não há como comparar Maceió com outros lugares, lindo, tudo maravilhoso. Pessoas hospitaleiras, fizemos quase todos os passeios com o táxi do Jimmy, serviços muito bem prestados por sinal, recomendo, como sendo de SP, desconfiamos de td, mas depois do primeiro passeio, fizemos todos os outros com ele.
    Fomos a Pajucara, Francês, Paripueria, Ponta Verde, Sereia, Gunga, esta por sinal é linda com o coqueiral, o passeio de bug vale a pena fazer tb para ver os canyons maravilhosos, mas realmente deixa a desejar na infraestrutura principalmente nas comidas.
    Maragogi, muito lindo.
    E até para Porto de Galinhas nos fomos, sem comentários lá eu não voltaria, muita muvuca, o pessoal das barracas brigando pra vc sentar pra gastar naquela ou na outra barraca, pratos caríssimos…. Não via a hora de voltar pra Maceió.
    Mas indico com muito prazer para todos irem para Maceio, não vão se arrepender.

  • Renato Teixeira

    Fui com minha família três vezes e pretendo voltar novamente. Na primeira vez, ficamos no hotel tambaqui, na rua de trás da orla. Achamos ótimo pq ficava perto das feirinhas e restaurantes, muito legal. Andamos bastante e encontramos outros lugares mais baratos e com boa qualidade também.
    O Imperador dos Camarões é EXCELENTE, porém o preço fica de acordo com a qualidade. Conhecemos o restaurante do Carlitos, que fica em Ponta Verde. Lá também tem um chicletinho de camarão que vale a pena a parada para experimentar.
    O que não vi ninguém falando aqui foi sobre Dunas de Marapé. Um lugar maravilhoso onde reina a natureza e as paisagens, de um lado rio de água doce e do outro mar, mar a perder de vista. Lá tem um mirante, não precisa pagar para subir. A estrutura, na praia, não é requintada, mas no restaurante por onde se tem o acesso a praia tem boa variedade de comida e excelente estrutura! Ótimo também para algumas fotos engraçadas.
    Também não vi ninguém falando do restaurante Picuí, onde lá eles também tem o serviço de buscar o turista e deixá-lo de volta no hotel. Excelentes pratos!
    Também não vi ninguém falando do sorvete caro, mas acho muito gostoso, que é o da a sorveteria Don Fredo. Meu sabor favorito de lá é Amarena.

    Agora fiquei curioso pra saber de Angra de Ipioca, pois estava fechado até a ultima vez em que fui, como praia particular. Voltou a funcionar??? Pra mim a melhor praia!!! Tranquila e de paisagem maravilhosa, onde se tem boa comida (uma peixe com alcaparras que nunca vi, sabor incrível). Ah e no mar tem lugar que vc sente a água fria nos pés e quente por cima ou o contrário… sensação muito engraçada… e a mais de 300 metros de distância das barracas a água estava na cintura.

    Ai que saudade do céu do sal e do sol de "Maceó" rsrs voltarei assim que puder

    • Ana PAula

      Bom dia ,

      Como vc detalhou muito bem gostaria de tirar umas dúvidas. Estou indo agora em MAIO;2014, nao tenho muito tempo pra ficar, vou tentar conhecer um pouco e algo que de pra curtir sem me estafar… rs Meu sonho era conhecer esse mar tipo CARIBE, e gostaria de saber as praias e passeios que fazem diferença, MARAGOGI quero ir. Vai depender dos passeios da mare… outra duvida ficar no centro (hotel) ou em uma cidade menor ? já que é unanime sobre segurança precaria,, esgoto e algumas praias poluídas.. Dúvida se alugo carro , já que o tempo é curto , apesar de poder aproveitar melhor os passeios e sair quando quiser. O que acha?