Temporada de neve na Argentina: conheça as principais estações de esqui do país

Denis Carvalho 12 · junho · 2014

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Estamos próximos do início da temporada de inverno na Argentina e as estações de esqui dos nossos vizinhos já estão preparadas para receber a invasão dos brasileiros. Com novos voos da Aerolíneas e da TAM, competição de companhias de peso como Qatar, Emirates e Turkish e as promoções frequentes de passagens da GOL e até da BQB desde a época da saudosa Pluna não víamos tantas oportunidades de viajar para a Argentina.

A Argentina conta com oito estações de esqui – que iniciam a temporada de neve por volta do dia de 20 de junho. De Mendoza à Terra do Fogo, são opções que buscam corresponder à expectativa do viajante: Caviahue, Cerro Bayo, Cerro Castor, Cerro Catedral, Cerro Chapelco, La Hoya, Las Leñas e Penitentes. 

Bariloche-cerro-bayo

Nesse post vamos dar um pequeno perfil de cada uma delas e o que têm a oferecer aos visitantes brasileiros.

Caviahue 

Caviahue fica na Província de Neuquén, a uma altitude de 1.647 metros, em plena Cordilheira dos Andes. É um centro de esqui familiar, mais intimista, pela tranquilidade e segurança que oferece, já que se trata de uma vila de montanha com 900 habitantes.

A estação fica a 357 quilômetros da capital Neuquén e 1.560 quilômetros de Buenos Aires. Esse centro de esqui se situa numa vila de montanha, ao pé do Vulcão Copahue, cercada por bosques de araucárias, lagos, lagunas e cascatas. O percurso de descida de pista é de 8 quilômetros, desde a boca do vulcão até a base do centro.

Oferece uma estrutura bacana, com 12 meios de elevação, 22 pistas e capacidade para receber 7.800 esquiadores por hora. As pistas podem ser utilizadas durante os cinco meses – junho a outubro – da temporada de neve. Conta com 1.200 camas de hotéis.

Mais informações: www.caviahue.com

 

Cerro Bayo

Também na província de Neuquén, Cerro Bayo é conhecido como Centro de Esqui Boutique da Argentina. Está localizado em Villa la Angostura, a 45 minutos do Aeroporto de Bariloche e a uma hora e meia de San Martin de los Andes.  A altitude, no ponto mais alto do Cerro, é de 1.805 metros e na base, de 1.050 metros.

Possui 14 quilômetros de percurso, somados em suas 23 pistas – para principiantes e experts – praticantes de esqui e snowboard e 16 meios de elevação. A capacidade do centro de esqui é de 1.200 pessoas/hora. De Cerro Bayo é possível ter uma das melhores vistas da região, junto ao lago Nahuel Huapi e em meio à cordilheira. Entre as atividades mais procuradas estão as caminhadas com raquetas – passeios guiados pelo bosque, de uma hora de duração, com grupos de no máximo 10 pessoas. 

Mais informações no nosso Guia de Bariloche ou no site www.cerrobayoweb.com

Cerro Bayo
Cerro Bayo

Cerro Castor 

Cerro Castor está a 26 quilômetros de Ushuaia, no extremo da Patagônia Argentina, a 195 metros sobre o nível do mar e montanha de 1057 metros. Fica a 3.496 quilômetros de Buenos Aires. Por ser o ponto turístico mais austral do planeta, concentra a maior quantidade de neve do país e da América do Sul.

Possui 32 quilômetros de pistas com diferentes níveis de dificuldade, 650 hectares esquiáveis, 11 meios de elevação, 1 snowpart e uma área para principiantes. 12 canhões produzem neve artificial, o que assegura neve até a base durante toda a temporada.

Mais informações: www.cerrocastor.com

 

Cerro Catedral 

É o centro de esqui mais antigo da Argentina – está em funcionamento há mais de 70 anos. Fica na Província de Río Negro, na cidade de San Carlos de Bariloche. Está a 30 quilômetros do Aeroporto de Bariloche, a 11 quilômetros do centro da cidade e a 1.621 quilômetros de Buenos Aires. O ponto mais alto da montanha está a 2.180 metros sobre o nível do mar e na base a altitude é de 1.030 metros.

Possui a maior superfície para a prática de esqui da América do Sul, ao todo 9 quilômetros de pista. Recebe 250 mil visitantes a cada temporada de inverno. Com 39 meios de elevação, 1.200 hectares de área, oferece acesso direto e próximo à encosta e vista panorâmica para o lago Nahuel Huapi.  São mais de 7 mil equipamentos de esqui e 2 mil de snowboard, 12 canhões produzem neve artificial e 14 máquinas para plainar a pista.

Mais informações no nosso Guia de Bariloche ou no site www.catedralaltapatagonia.com

Cerro catedral
Cerro Catedral

Cerro Chapelco 

Fica no noroeste da Patagônia, província de Neuquen, a 1.980 metros acima do nível do mar e distante 20 quilômetros de San Martín de los Andes.  A distância de Buenos Aires é de 1.600 quilômetros. Cerro Chapelco oferece 25 pistas de esqui – totalizando 5,3 quilômetros, em área de 1.600 hectares.  O traçado das pistas proporciona a prática de esqui e snowboard com vários níveis de dificuldade, atendendo tanto o principiante quanto os experts no esporte.

Para aqueles que buscam uma atividade mais extrema na neve, Chapelco oferece o programa Back Bowls, descidas em neve virgem do outro lado da montanha. Veículos auxiliam o esquiador a retornar ao alto da pista. São 12 meios de elevação, com capacidade para transportar 18 mil esquiadores/hora.

Mais informações: www.chapelco.com

 

La Hoya 

La Hoya está situado a noroeste da Província de Chubut, a 12 quilômetros do município de Esquel e a 1.965 quilômetros de Buenos Aires. A montanha onde está o centro de esqui tem 1.430 metros no seu ponto mais elevado. O aeroporto próximo está a 18 quilômetros de Esquel e recebe oito voos regularespor semana.

Ao todo 10 meios de elevação, incluindo uma telecorda na área destinada àqueles que estão iniciando no esporte. La Hoya é mais indicada para famílias e grupos de amigos, por tratar-se de uma estrutura mais intimista. Mas também atende esquiadores profissionais. Para os pequeninos, há um parque de neve com 200 metros quadrados.

Mais informações: www.cerrolahoya.com

 

Las Leñas 

Las Leñas é um resort de esqui fica na província de Mendoza e a cidade mais próxima é Malargüe. O acesso não é dos melhores: 80 quilômetros em estrada de terra, por aproximadamente 1 hora e 15 minutos. Mas o desconforto inicial é compensado por atrativos como neve de qualidade, gastronomia internacional e boas instalações hoteleiras, com SPA, piscina coberta, discoteca e cassino.

A estação oferece 30 pistas de esqui (entre principiantes, intermediários, avançados e experts),13 meios de elevação, com capacidade para transportar 12.100 esquiadores por hora. Está a 2.240 metros do nível do mar e no topo da montanha a uma altitude de 3.430 metros.

Mais informações: www.laslenas.com

Penitentes
Penitentes

Penitentes

Penitentes fica a 168 quilômetros de Mendoza, o que facilita a visita dos brasileiros que chegam pelo aeroporto da cidade, e a 1.257 quilômetros de Buenos Aires. Suas 25 pistas oferecem percursos e desníveis para os diversos níveis. Ao todo são 300 hectares de pistas esquiáveis.

Com paisagem peculiar, Penitentes está próximo de pontos de interesse do visitante como o Parque provincial Aconcágua, Laguna de Horcones e Cerro Aconcágua, Puente del Inca, Las Cuevas e Cristo Redentor. Os meios de hospedagem estão instalados ao pé do centro de esqui, com vista privilegiada para as pistas e a comodidade dos esquiadores saírem esquiando da porta de seu próprio alojamento.

Mais informações – www.penitentesweb.com

Já visitou algumas dessas estações de esqui na Argetina? Compartilhe suas opiniões e dicas nos comentários!

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe