Temporada de neve na Argentina: conheça as principais estações de esqui do país

Denis Carvalho 12 · junho · 2014

Estamos próximos do início da temporada de inverno na Argentina e as estações de esqui dos nossos vizinhos já estão preparadas para receber a invasão dos brasileiros. Com novos voos da Aerolíneas e da TAM, competição de companhias de peso como Qatar, Emirates e Turkish e as promoções frequentes de passagens da GOL e até da BQB desde a época da saudosa Pluna não víamos tantas oportunidades de viajar para a Argentina.

A Argentina conta com oito estações de esqui – que iniciam a temporada de neve por volta do dia de 20 de junho. De Mendoza à Terra do Fogo, são opções que buscam corresponder à expectativa do viajante: Caviahue, Cerro Bayo, Cerro Castor, Cerro Catedral, Cerro Chapelco, La Hoya, Las Leñas e Penitentes. 

Bariloche-cerro-bayo

Nesse post vamos dar um pequeno perfil de cada uma delas e o que têm a oferecer aos visitantes brasileiros.

Caviahue 

Caviahue fica na Província de Neuquén, a uma altitude de 1.647 metros, em plena Cordilheira dos Andes. É um centro de esqui familiar, mais intimista, pela tranquilidade e segurança que oferece, já que se trata de uma vila de montanha com 900 habitantes.

A estação fica a 357 quilômetros da capital Neuquén e 1.560 quilômetros de Buenos Aires. Esse centro de esqui se situa numa vila de montanha, ao pé do Vulcão Copahue, cercada por bosques de araucárias, lagos, lagunas e cascatas. O percurso de descida de pista é de 8 quilômetros, desde a boca do vulcão até a base do centro.

Oferece uma estrutura bacana, com 12 meios de elevação, 22 pistas e capacidade para receber 7.800 esquiadores por hora. As pistas podem ser utilizadas durante os cinco meses – junho a outubro – da temporada de neve. Conta com 1.200 camas de hotéis.

Mais informações: www.caviahue.com

 

Cerro Bayo

Também na província de Neuquén, Cerro Bayo é conhecido como Centro de Esqui Boutique da Argentina. Está localizado em Villa la Angostura, a 45 minutos do Aeroporto de Bariloche e a uma hora e meia de San Martin de los Andes.  A altitude, no ponto mais alto do Cerro, é de 1.805 metros e na base, de 1.050 metros.

Possui 14 quilômetros de percurso, somados em suas 23 pistas – para principiantes e experts – praticantes de esqui e snowboard e 16 meios de elevação. A capacidade do centro de esqui é de 1.200 pessoas/hora. De Cerro Bayo é possível ter uma das melhores vistas da região, junto ao lago Nahuel Huapi e em meio à cordilheira. Entre as atividades mais procuradas estão as caminhadas com raquetas – passeios guiados pelo bosque, de uma hora de duração, com grupos de no máximo 10 pessoas. 

Mais informações no nosso Guia de Bariloche ou no site www.cerrobayoweb.com

Cerro Bayo
Cerro Bayo

Cerro Castor 

Cerro Castor está a 26 quilômetros de Ushuaia, no extremo da Patagônia Argentina, a 195 metros sobre o nível do mar e montanha de 1057 metros. Fica a 3.496 quilômetros de Buenos Aires. Por ser o ponto turístico mais austral do planeta, concentra a maior quantidade de neve do país e da América do Sul.

Possui 32 quilômetros de pistas com diferentes níveis de dificuldade, 650 hectares esquiáveis, 11 meios de elevação, 1 snowpart e uma área para principiantes. 12 canhões produzem neve artificial, o que assegura neve até a base durante toda a temporada.

Mais informações: www.cerrocastor.com

 

Cerro Catedral 

É o centro de esqui mais antigo da Argentina – está em funcionamento há mais de 70 anos. Fica na Província de Río Negro, na cidade de San Carlos de Bariloche. Está a 30 quilômetros do Aeroporto de Bariloche, a 11 quilômetros do centro da cidade e a 1.621 quilômetros de Buenos Aires. O ponto mais alto da montanha está a 2.180 metros sobre o nível do mar e na base a altitude é de 1.030 metros.

Possui a maior superfície para a prática de esqui da América do Sul, ao todo 9 quilômetros de pista. Recebe 250 mil visitantes a cada temporada de inverno. Com 39 meios de elevação, 1.200 hectares de área, oferece acesso direto e próximo à encosta e vista panorâmica para o lago Nahuel Huapi.  São mais de 7 mil equipamentos de esqui e 2 mil de snowboard, 12 canhões produzem neve artificial e 14 máquinas para plainar a pista.

Mais informações no nosso Guia de Bariloche ou no site www.catedralaltapatagonia.com

Cerro catedral
Cerro Catedral

Cerro Chapelco 

Fica no noroeste da Patagônia, província de Neuquen, a 1.980 metros acima do nível do mar e distante 20 quilômetros de San Martín de los Andes.  A distância de Buenos Aires é de 1.600 quilômetros. Cerro Chapelco oferece 25 pistas de esqui – totalizando 5,3 quilômetros, em área de 1.600 hectares.  O traçado das pistas proporciona a prática de esqui e snowboard com vários níveis de dificuldade, atendendo tanto o principiante quanto os experts no esporte.

Para aqueles que buscam uma atividade mais extrema na neve, Chapelco oferece o programa Back Bowls, descidas em neve virgem do outro lado da montanha. Veículos auxiliam o esquiador a retornar ao alto da pista. São 12 meios de elevação, com capacidade para transportar 18 mil esquiadores/hora.

Mais informações: www.chapelco.com

 

La Hoya 

La Hoya está situado a noroeste da Província de Chubut, a 12 quilômetros do município de Esquel e a 1.965 quilômetros de Buenos Aires. A montanha onde está o centro de esqui tem 1.430 metros no seu ponto mais elevado. O aeroporto próximo está a 18 quilômetros de Esquel e recebe oito voos regularespor semana.

Ao todo 10 meios de elevação, incluindo uma telecorda na área destinada àqueles que estão iniciando no esporte. La Hoya é mais indicada para famílias e grupos de amigos, por tratar-se de uma estrutura mais intimista. Mas também atende esquiadores profissionais. Para os pequeninos, há um parque de neve com 200 metros quadrados.

Mais informações: www.cerrolahoya.com

 

Las Leñas 

Las Leñas é um resort de esqui fica na província de Mendoza e a cidade mais próxima é Malargüe. O acesso não é dos melhores: 80 quilômetros em estrada de terra, por aproximadamente 1 hora e 15 minutos. Mas o desconforto inicial é compensado por atrativos como neve de qualidade, gastronomia internacional e boas instalações hoteleiras, com SPA, piscina coberta, discoteca e cassino.

A estação oferece 30 pistas de esqui (entre principiantes, intermediários, avançados e experts),13 meios de elevação, com capacidade para transportar 12.100 esquiadores por hora. Está a 2.240 metros do nível do mar e no topo da montanha a uma altitude de 3.430 metros.

Mais informações: www.laslenas.com

Penitentes
Penitentes

Penitentes

Penitentes fica a 168 quilômetros de Mendoza, o que facilita a visita dos brasileiros que chegam pelo aeroporto da cidade, e a 1.257 quilômetros de Buenos Aires. Suas 25 pistas oferecem percursos e desníveis para os diversos níveis. Ao todo são 300 hectares de pistas esquiáveis.

Com paisagem peculiar, Penitentes está próximo de pontos de interesse do visitante como o Parque provincial Aconcágua, Laguna de Horcones e Cerro Aconcágua, Puente del Inca, Las Cuevas e Cristo Redentor. Os meios de hospedagem estão instalados ao pé do centro de esqui, com vista privilegiada para as pistas e a comodidade dos esquiadores saírem esquiando da porta de seu próprio alojamento.

Mais informações – www.penitentesweb.com

Já visitou algumas dessas estações de esqui na Argetina? Compartilhe suas opiniões e dicas nos comentários!

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Renato

    Galera do MD nunca viajei para fora do Brasil e to com viagem de 10 dias para Buenos Aires na primeira quinzena de agosto, quero conhecer como todo brasileiro neve mais to achando as passagens de BSAS para Bariloche muito caro, já to pensando em ir de la para Santiago-Chile e ir para o vale nevado, Alguem tem alguma sugestão pra mim? Uma certeza que tenho é que vou estar em Buenos Aires já, então qualquer destino terei BSAS como partida.

    • Rodrigo

      Olá Renato , existem várias estações na argentina, mas infelizmente vc já estará em buenos, as passagens de lá são mais caras que saindo do Brasil geralmente, se for pro preço, pode ir em qualquer uma, a neve é demais em todas, aí escolhe a mais barata. Agora se quiser mais coisas pra fazer, vai ou pra bariloche, santiago(longe da estação,mas da pra ir e voltar) ou ushuaia, nessa ordem.
      Vou fazer show todos os anos na argentina e Chile, esse ano vamos na mais barata que é lá hoya.
      Abraço

    • Estou na mesma situação, mas os 10 dias são agora em Junho, até o dia 25. Valeria a pena ir por volta do dia 23, quando está começando a temporada e partindo de bsas?

    • Erick Frota

      Olá, fui de BA para Bariloche de ônibus pela Crucero del Norte. Tb há empresas concorrentes. Viagem legal pela paisagem da chegada, bus cama com todo serviço de bordo. O preço é convidativo. Saimos lá pelas 16;30 e chegamos lá pelas 10h do dia seguinte. Muito conforto a bordo.

    • Nelson Fernandes

      Renato, eu acho Bariloche muito "muvuca" nesta época do ano. Se for para esquiar legal, prefira Chapelco ou Ushuaia. Os centros de esquí são ótimos, as pistas muito interessantes, neve boa e ambas com cidade com bom movimento a noite. Chapelco tem, para mim, as vistas mais lindas dos centros que conheço. Tem uma pista que contorna a montanha que dá vontade de parar a cada metro !!! Também a Vila de Angostura é muito legal, pois embora o centro de esquí seja menor do que os que citei, fica muito próximo da cidade e na cidade tem muito movimento a noite. E de lá dá prá esticar até Bariloche, se quiser curtir esta cidade algum dia. Quanto ao Vale Nevado dá para ficar hospedado em Santiago – cidade belíssima – e ir e voltar no mesmo dia. É meio cansativo mas dá prá fazer e vir dormindo na Van na volta !!! Ficar lá eu acho meio isolado, embora tenha muita atividade noturna, baladas, etc. O que pouca gente fala/conhece é que existem mais 3 ou 4 estações no caminho do Vale Nevado e que também são boas opções. Abs Nelson

    • Rael

      Renato, escrevi esse comentário mas você pode não ter visto ele:
      Estive em Las Leñas com a esposa em junho. A estrada não é mais tão ruim, no caminho de Malargüe a Las Leñas passamos pela laguna de la Niña Encantada, e na volta pelo Pozo de Las Animas, lugares lindos como toda a região. Recomendo Las Leñas para quem estiver de bobeira em Buenos Aires no inverno: pegamos um ônibus da viação Andesmar na rodoviária de Retiro(a principal de Bs As) de noitinha e viajamos a noite toda em direção a San Rafael, onde chegamos lá pelas dez da manhã. De lá compramos uma passagem na hora pra Malargüe e meio dia já estávamos vendo picos nevados. Recomendo fortemente alugar um carro em San Rafael, porque passamos o pior perrengue de toda a viagem tentando conseguir um carro na única locadora de Malargüe (Patagônia Nord), e nos arranjaram um uno velho caindo aos pedaços que nem fechava a porta direito. Aliás, não espere nenhum serviço decente em Malargüe, tivemos uma decepção atrás da outra. A volta também foi tranquila, já tínhamos comprado a passagem Bs As – San Rafael – Bs As na rodoviária de Buenos Aires mesmo, foi só comprar na hora em Malargüe a passagem até San Rafael.

  • Cristiano

    Pesquise passagens para Mendoza, se conseguir bons preços vale a pena. Já que possui várias estações de esqui na região.
    Inclusive se quiser esticar de lá para Santiago no Chile por via terrestre, são menos de 400km, numa estradinha com paisagens alucinantes.

  • Estou querendo ir a bariloche, porém só tenho disponibilidade no final de agosto e tenho medo da qualidade da neve. Mas ao mesmo tempo não estou disposto a ficar isolado do mundo como ficaria em Las Lenas ou em Valle Nevado. Alguem que já foi pra Bariloche nessa época pode me dizer se vale a pena?

    • WALTER

      Nesse período, é melhor ir para Ushuaia. Fui o ano passado e, enquanto o Cerro Catedral em BAriloche estava com pouca neve, as pistas de Ushuaia estavam cobertas de neve.

    • Nelson Fernandes

      Andrey eu acho Bariloche muito "muvuca" nesta época do ano. Se for para esquiar legal, prefira Chapelco ou Ushuaia. Os centros de esquí são ótimos, as pistas muito interessantes, neve boa e ambas com cidade com bom movimento a noite. Chapelco tem para mim as vistas mais lindas dos centros que conheço. Tem uma pista que contorna a montanha que dá vontade de parar a cada metro !!! Também a Vila de Angostura é muito legal, pois embora o centro de esquí seja menor do que os que citei, fica muito próximo da cidade e na cidade tem muito movimento a noite. E de lá dá prá esticar até Bariloche, se quiser curtir esta cidade algum dia. Abs Nelson

    • Nancira Anesi

      Agosto cai bastante neve em Bariloche. É ótimo.

  • samy_sbz

    Vale sim, Andrey. Na verdade a neve é imprevisível, mas tem grandes chances. Estive em 2011 na segunda quinzena de agosto e peguei muita neve, mas aquela mais "molhada", não tão boa. Como era a primeira vez, curti muito. Já ano passado, estive na última semana de julho (clássica) e não nevava há um bom tempo, só tinha neve acima de 1600m e não nevou nenhum dia. Mais adiante, em agosto, nevou novamente. Minha mãe já foi em setembro e pegou neve caindo. É questão de sorte, mas se eu fosse voltar hoje, iria no meio de agosto =p

  • samy_sbz

    OBS: há informações erradas nesse post ou no mínimo muito desatualizadas no que diz respeito à extensão de pistas e quantidade de visitantes. Por exemplo, Cerro Catedral possui aproximadamente 120 KM de pistas, e não 9…

    • rafael miranda

      Outro erro também é em relação a chegada até Las Lenas. A pista não é de terra (asfalto e bom) como informa o post e o melhor jeito de chegar até lá é por Malargue ou San Rafael! A estrada é de asfalto e o visual é sempre demais………………………………….

    • Oi Samy, tudo bem? Nós recebemos essas informações do Ministério do Turismo da Argentina e das próprias estações de esqui, mas pode sim ter alguma coisa desatualizada.

  • Rafael

    As estações de esqui do Chile são melhores que as da Argentina, tanto na infraestrutura dos teleféricos, hospedagem e qualidade da neve. Deve-se levar em consideração a distancia da estação às cidades, a oferta de equipamentos para alugar e a quantidade de pistas para o seu nível. A Argentina ganha no preço, por uma questão cambial. Bariloche e Chapelco só tem neve boa no topo (para esquiadores experientes), já um lugar como Valle Nevado voce consegue aproveitar a montanha toda quase que a temporada toda. Existe um fator sorte, de nevar bastante bem quando vc estiver lá, mas em geral é ruim. Claro que quem quer só ver neve e não aprender o esporte, a Argentina está valendo. De preferencia às estaçoes de maior altitude. Do resto recomendo o Chile. Agora, neve fantástica e estrutura imbatível seria o hemisfério norte, mas isso é outro papo.

    • Rodrigo

      Concordo quanto a qualidade de neve, Chile é melhor, porém estrutura de pista e teleférico, pra mim, Bariloche é disparada melhor, além de ser maior, tem muito mais acesso pra esquiadores pelos seus 37 meios de elevação. Mas como vc mesmo disse, Bariloche precisa de sorte pra ter neve até a base.

  • rodrigo

    tambem irei para argentina no inicio de agosto, ficarei em buenos aires mesmo, sera que la perto tem algum lugar de neve?? sera minha primeira vez fora do Brasil

    • Pedro

      Acho que o mais próximo será pelo menos 1600 km. Se tivesse algo mais próximo seria excelente. Lembrando que a Cordillera é onde se encontra as estações em elevados de .300 à 3.000 metros de altitude.

      • Pedro

        Correção: 1.300 metros

  • Marcos

    Já esquiei no Cerro Castor, próximo a Ushuaia. A baixa altitude faz com que tenhamos mais ar para respirar, facilitando a atividade física. Além disso, a estrutura é espetacular!

  • Se eu for para argentina em setembro consigo pegar alguma neve?? Qual o melhor destino e próximo a Buenos Aires, para que eu possa ir de carro??

    • Daniella Carneiro

      Olá Ricardo. Estive em Cerro Castor (Ushuaia) na segunda quinzena de Setembro/2012, e tinha bastante neve, e boa. Inclusive com as equipes olímpicas da França e Itália treinando lá.
      Só que Ushuaia fica a 3.000km de Buenos Aires, você perderia muito tempo de férias indo de carro. Mas se você se animar, aproveita e dá uma paradinha em Puerto Madryn p/ avistar as baleias francas. É imperdível.

    • Patricia

      Ricardo,
      fui para Ushuaia em meados de outubro e peguei a maior nevasca, além, claro, muita neve no Cerro Castor, porém já fechada a temporada de esquis.
      no feriado de 12/10, que é a padroeira de Ushuaia sempre cai neve, como os habitantes dizem…..
      pode cair uma nevasca tb em janeiro ou fevereiro, por exemplo, uma vez que está mais próximo do polo sul
      boa viagem e aproveite

  • Thiago Queiroz

    Em Ushuaia se encontra a neve de maior qualidade, precisamente em Agosto…

  • Patricia

    no geral, entre os dois paises, qual o mais barato: Argentina ou Chile??
    isso para inicio de agosto, levando em conta passagens, hospedagem, alimentação, esqui, passeios em geral.
    obrigada
    Patty

    • A princípio é a Argentina, devido ao câmbio mais favorável

  • Deborah

    Meu filho (13 anos) quer ver neve. Solicito sugestoes de lugares para passear, no Chile, e ver neve em julho…

  • andre

    Galera sem querer me intrometer mas ja me intrometendo esquiar nao custa barato. Ideal ir para valle nevado pois a infraestrutura de la e das melhores inclusive para quem nunca esquiou na vida.

  • Carlos

    Viajamos em julho de 2014, ,contratamos com Mendoza Gost Osa Viajes – Guia Damian Almeida as suas excelentes indicações. Mesclamos as sugestões com nossas preferências e realmente o serviço oferecido foi além das expectativas. Qualidade e limpeza dos carros, assim como a preocupação do Damian com a nossa segurança e conforto foi sensacional. Alta Montanha foi maravilloso . Atencioso, pontual e conhece os principais contatos nas vinícolas, conseguindo reprogramar visitas, garantindo serviços Vips. Altamente recomendável.
    Muito discreto e respeitoso.
    Em nossa próxima visita à Mendoza, com certeza vamos contrata-lo novamente.
    email damian.almeida86@hotmail.com
    facebook Mendoza Gost Osa Viajes
    tel- +54 0263 154412992
    +54 0261 4511140
    nextel 54*625*5692

  • Reinaldo

    Estou pensando em ir com a família, para Santiago na semana de 04 à 11 de Outubro (semana de férias das crianças) e gostaríamos de ver neve. Será que conseguiremos? Atualmente tem ótimas opções de voos e está barato ir para lá, queria aproveitar. Também andei pesquisando e seria possível ir de carro para Portillo, outra estação de esqui. Qual a orientação que me dariam?

  • Mai

    so posso viajar na primeira semana de janeiro, qual seria a melhor opção para estada de 1 semana?

  • Rael

    Estive em Las Leñas com a esposa em junho. A estrada não é mais tão ruim, no caminho de Malargüe a Las Leñas passamos pela laguna de la Niña Encantada, e na volta pelo Pozo de Las Animas, lugares lindos como toda a região. Recomendo Las Leñas para quem estiver de bobeira em Buenos Aires no inverno: pegamos um ônibus da viação Andesmar na rodoviária de Retiro(a principal de Bs As) de noitinha e viajamos a noite toda em direção a San Rafael, onde chegamos lá pelas dez da manhã. De lá compramos uma passagem na hora pra Malargüe e meio dia já estávamos vendo picos nevados. Recomendo fortemente alugar um carro em San Rafael, porque passamos o pior perrengue de toda a viagem tentando conseguir um carro na única locadora de Malargüe (Patagônia Nord), e nos arranjaram um uno velho caindo aos pedaços que nem fechava a porta direito. Aliás, não espere nenhum serviço decente em Malargüe, tivemos uma decepção atrás da outra. A volta também foi tranquila, já tínhamos comprado a passagem Bs As – San Rafael – Bs As na rodoviária de Buenos Aires mesmo, foi só comprar na hora em Malargüe a passagem até San Rafael.

  • Suelen Reis

    Olá pessoal,
    Estarei em Buenos Aires na segunda quinzena de outubro. Será possível encontrar neve neste período?

    Qual é o local mais em conta?

    • Elber

      Prezados,

      Quem pode me dar uma ajudinha.

      Nunca viajei para fora, irei a Buenos Aires , em 07/05 e retornarei dia 13/05.

      I – Sabem me informar se neste período tem neve e qual a estação de Skee, mais proxima de Buenos Aires.

      II – Se puder me passar também outras dicas bem como lugares para compra de roupas, locais para comer e etc, ficarei grato.

  • Bom dia gente vou para Buenos Aires dia 11 de junho ficando somente uns 4 ou 5 dias
    Sei que Buenos Aires tem muitos lugares maravilhosos para conhecer e passear mas como primeira viagem para fora do Brasil queria muito ver neve
    alguém pode me informar como conseguiria me locomover de Buenos Aires para uma cidade próxima com neve

  • Giselle

    Pessoal, quero viajar agora no feriado de corpus cristi, primeira semana de junho, consigo neve em alguma pista? Obrigada.

  • Lorena

    Olá. Estou pensando em ir para Ushuaia em Janeiro. Neva lá nesse periodo?

  • Athena Vaz

    Conheci o Cerro Bayo (que fica em Villa La Angostura – https://alieacola.wordpress.com/2015/06/29/villa-la-angostura-um-encanto-de-cidade-na-argentina/), o Cerro Catedral (de Bariloche) e o Cerro Castor (de Ushuaia – https://alieacola.wordpress.com/2015/06/10/ushuaia-no-fim-do-mundo/). O que mais gostei foi o Castor. Tanto quanto à estrutura, organização, quantidade de pessoas e qualidade da neve.

  • JUNIOR

    Estudo muito os lugares antes de viajar. Quando planejei nossa viagem para Bariloche, vi que o ideal seria contratar um remi, pois GPS não funciona e não perderíamos tempo para chegar nos lugares. Foi a melhor coisa que fizemos. Bariloche é um lugar para disfrutar a neve e para isso, nada melhor do que tranquilidade. Foi que fui em busca de um remi. Ouvi muitos elogios do Damian Almeida. Conversei com ele muitas vezes antes da viagem. Fizemos todo o planejamento do que seria feito e foi tudo maravilhoso. as excursoes : Morro Catedral- Ilha Vitoria- Arrayanes e caminho dos 7 lagos Maravilhoso- San Martin dos Andes – Bariloche perfeito!!! Ele é super tranquilo, pontual, excelente profissional e fala português. tem um carro novisimo Toyota corolla novo- Muito obrigado, Damian, pelo sua atenção!! Para quem estar com viagem marcada para lá o e mail dele é: damian.almeida86@hotmail.com – whats app +5492634412992