11 pubs imperdíveis de Londres

Gisela Cabral 5 · fevereiro · 2016

Em Londres encontram-se alguns dos restaurantes mais famosos do mundo, porém, sentar-se em um tradicional pub, pedir uma cerveja, algo gostoso para comer e aproveitar a atmosfera única do lugar, continua sendo – com toda certeza – um dos programas gastronômicos (e culturais) mais interessantes da capital da Inglaterra.   

Em minhas últimas andanças pela cidade, com o objetivo de renovar o Guia de Londres do MD, visitei pubs que fizeram cada segundo do meu precioso tempo de “repórter investigativa de turismo” valer a pena. E não só pela gastronomia, mas pela experiência em si: história desses lugares, ambiente informal e atendimento cortês. Isso sem contar com o fator “preços mais em conta” em comparação aos preços da grande maioria dos restaurantes da cidade.

Antes de apresentar os estabelecimentos em que estive, gostaria de fazer algumas considerações. Dicas simples que podem ser válidas para quem nunca esteve em um pub e não conhece muito bem o sistema. Lembrando que no nosso guia você encontra um material completo sobre a bela capital, atualizado logo após esta viagem.

Nos pubs londrinos a cerveja é tirada na pressão
Nos pubs londrinos a cerveja é tirada na pressão

Entrada gratuita

Para entrar em um pub você não paga nada, a não ser que haja algum evento especial por lá. E apesar de serem considerados verdadeiros “templos” da bebida alcoólica, os pubs, em princípio, não barram a entrada de crianças, especialmente, os gastropubs (pub + restaurante). Na dúvida, vale o bom senso ou consultar as regras do estabelecimento a ser visitado. O website oficial do local pode trazer esta informação.

Pedido no balcão

Na maioria dos pubs, o pedido, seguido pelo pagamento, é feito no balcão do bar e não na mesa para o garçom, como num restaurante convencional. Se você pedir apenas uma bebida, vai recebê-la de imediato, mas, antes disso, certifique-se do tipo/nome da bebida que pretende tomar. A lista, em geral, encontra-se no cardápio ou afixada na parede. Pedir uma dica ao atendente também é bastante comum, caso esteja em dúvida.

Os pubs de Londres servem uma grande variedade de bebidas, não somente cervejas
Os pubs de Londres servem uma grande variedade de bebidas, não somente cervejas

Os tipos de cervejas mais encontradas nos pubs são a Pilsen, a Ale e a Stout. As bebidas estão disponíveis on tap, ou seja, tirada de uma torneira (estilo chopp) e também em garrafas. Aqueles que pretendem pedir um vinho devem especificar o tipo: red (tinto), white (branco) ou rosé.  

Já a comida, depois de paga, é levada até a mesa assim que fica pronta. Não é preciso preocupar-se em ser encontrado no recinto, pois, geralmente, o cliente recebe um número ou o atendente pede que você mostre o local onde está sentado. Parece confuso, especialmente se o estabelecimento está cheio, mas no final dá tudo certo. Informalidade é a palavra de ordem na maioria dos pubs da capital da Inglaterra!

Área de jantar

Alguns estabelecimentos da capital oferecem a chamada dinner area, uma área reservada e mais tranquila para refeições que fica, geralmente, no andar de cima. Ao sentar-se nestes locais apropriados, você deve ser atendido na mesa.

Outra informação importante é em relação ao horário de funcionamento dos pubs, que não ficam abertos madrugada adentro. Em geral, abrem por volta das 11h – experimente tomar um brunch típico e não vai se arrepender – e fecham por volta das 23h (nos finais de semana os horários podem sofrer variações). O lado bom disso é que se você decidir almoçar num pub às 16h, você vai encontrar comida boa e quentinha!

linguiça assada, servida com purê de batatas e molho gravy
linguiça assada, servida com purê de batatas e molho gravy

Round

Um costume bem comum dos grupos que frequentam os pubs ingleses é o chamado round de drinques (principalmente a cerveja). Funciona assim, cada uma das pessoas da mesa tem a sua vez de pagar e buscar as bebidas no balcão. Dessa forma, todos se divertem e não pagam a mais por isso.

TVs ligadas

Pub sem TV ligada no canal de esportes não é um pub que se preze, não é mesmo?! Então, aproveite e se junte aos locais para assistir ao evento esportivo do momento, como um jogo de rugby ou de futebol. Em tempos de campeonato, os pubs se tornam verdadeiros points de encontro para isso.

Rounds são práticas bastante comuns nos pubs da capital da Inglaterra
Rounds são práticas bastante comuns nos pubs da capital da Inglaterra

E os preços?

Em tempos de crise, câmbio nas alturas, não dá para dizer que comer em um pub de Londres seja algo barato, mas se compararmos uma refeição em um restaurante tradicional e uma feita em um pub, é bem possível que a segunda seja mais em conta. Nos estabelecimentos em que estive, por exemplo, era possível se alimentar muito bem gastando a partir de £10 (prato + bebida).

A dica para os que não pretendem gastar tanto, mas, ainda assim, conhecer os pubs de Londres é fazer uma refeição ocasional nestes locais, já em outros períodos do dia optar por alternativas mais em conta, lanchonetes e redes de fast food como o Pret a Mangerou comprar comida pronta (ingredientes para cozinhar “em casa”, caso esteja hospedado em um apartamento) em supermercados como o Tesco (Tesco Metro e Tesco Express) e Sainsbury’s.

Gorjeta

Em geral, não se deixa gorjetas para os atendentes dos pubs londrinos. Não quer dizer que não aconteça, caso você tenha sido muito bem atendido e queira deixar um extra. O mais comum nesse sentido é oferecer um drinque ao prestador de serviços, em vez de deixar dinheiro.

Ao pagar a sua conta, apenas diga have one for yourself – um para você, na tradução para o português. A atitude, no entanto, é mais comum quando o cliente está tomando alguns drinques e batendo um papo com o bartender, mas não nos casos em que o cliente vai até o balcão para adquirir uma bebida apenas.

Confira abaixo os pubs visitados pelo MD

tradicional fish & chips do pub The Victoria
tradicional fish & chips do pub The Victoria

The Victoria

A uma curta caminhada da estação de Paddington encontra-se este pub, construído em 1838. Reza a lenda que o estabelecimento – batizado em homenagem à rainha Victoria – era frequentado pelo escritor Charles Dickens, que teria dado vida à obra “Our Mutual Friend” no local. Vale ressaltar que os músicos Liam Gallagher (ex-Oasis), Ronnie Wood e a atriz Keira Knightley também já frequentaram muito o The Victoria.

Histórias e celebridades à parte, o The Victoria é um pub super completo. Lá você vai encontrar um ambiente tradicional, piso, mesas e cadeiras de madeira, lustres de “época”, TV ligada no canal de esportes, uma variedade de cervejas – entre elas a famosa London Pride – e um cardápio sazonal cheio de delícias, com destaque para o delicioso fish & chips, testado e super aprovado. No The Victoria os pratos principais variam de £11 a £17, confira o cardápio completo aqui.

Sobremesa do pub Bear & Staff: Burnt cream. Os ingleses dizem que o Crème Brulée foi inspirado nele
Sobremesa do pub Bear & Staff: Burnt cream. Os ingleses dizem que o Crème Brulée foi inspirado nele

The Bear & Staff

Se você é fã do sabor adocicado, encorpado e frutado da cerveja Ale vai adorar conhecer este pub que fica a poucos passos da movimentada Leicester Square. No local, além de um variado menu de cervejas (conheça a livraria virtual), há, ainda, uma grande quantidade de pratos deliciosos.

Os “especiais da semana”, por exemplo, são refeições individuais que custam £11 (prato principal + bebida), mas também há outras delícias no menu fixo: entradinhas para dividir (ou não) como o Nicholson’s sharer – mac ‘n’ cheese, asinhas de frango, pão de alho, nachos, linguiça assada- pratos clássicos, como o Mixed Grill, hambúrgueres, tortas salgadas, o tradicional fish & chips e muito mais.   

O The Bear & Staff tem uma sala de jantar, no andar de cima, calma e reservada para os que desejam um ambiente tranquilo, com atendimento feito na mesa. Já na parte de baixo, encontra-se a área de um típico pub londrino, com música, TV ligada no canal de esportes e muito movimento. Chegue cedo caso queira acomodar-se bem na área do bar.

Cerveja tirada na hora do Ye Olde Cheshire Cheese. Todas as cervejas do pub são da cervejaria Samuel Smith
Cerveja tirada na hora do Ye Olde Cheshire Cheese. Todas as cervejas do pub são da cervejaria Samuel Smith

Ye Olde Cheshire Cheese

A primeira impressão que se tem ao entrar no recinto do Ye Olde Cheshire é de estar voltando ao passado. E não é para menos, o pub – que luta pelo título de mais antigo da  cidade – foi reconstruído após o grande incêndio de 1666, mas manteve os mesmos labirintos de salas que se conectam por meio de passagens estreitas. Em seu interior, vários elementos em madeira que o deixam com o aspecto de uma verdadeira taverna medieval!

Além de ser um estabelecimento cheio de história, o Ye Olde tem um cardápio de cervejas e comidas de respeito. No dia em que estivemos por lá pedimos, de entrada, um saboroso queijo de cabra empanado, cuja receita leva cerveja. Difícil descrever em palavras a crocância e o sabor desta entradinha.

Para o prato principal optamos pela tradicional linguiça assada, servida com purê de batatas e gravy, um molho de carne simplesmente divino. Para acompanhar este banquete, uma Samuel Smith sugerida pelo simpático bartender (todas as cervejas do pub são desta marca).

Os pratos do Ye Olde Cheshire variam de £5 a £10.50;

English breakfast, a refeição dos campeões
English breakfast, a refeição dos campeões

The Red Lion

No mesmo sítio que um dia abrigou uma taverna medieval, a poucos passos do Parlamento Britânico, encontra-se o pub vitoriano ideal para os que amam história política. Além da bela decoração – com direito a fotos de personagens marcantes, nas paredes – o local oferece um cardápio com uma boa variedade de cervejas e várias comidinhas deliciosas.

Visitei o pub no fim da tarde, bem na hora do happy hour, e como não havia almoçado ainda, experimentei um bom e crocante fish & chips, acompanhado de ervilhas, molho tártaro e batatas fritas super crocantes. Segundo a atendente, o prato que mais tem saída na casa!

Para acompanhá-lo, optei por uma caneca da cerveja London Pride. Lembrando que no menu há ainda várias outras opções: hambúrgueres, sanduíches e tortas como a Steak Pie, recheada com carne, um clássico da gastronomia local.

No Red Lion os pratos variam de £9.95 a £13.95;

Cerveja servida no Princess Victoria
Cerveja servida no Princess Victoria

Princess Victoria Kensington

O pub situado em Kensington existe desde 1830, mas hoje em dia é comandado por uma chef espanhola, que trouxe para o menu uma série de delícias da gastronomia daquele país. No cardápio, uma variada seleção de bebidas – cervejas, vinhos, sangria e coquetéis.

Já no cardápio de almoço, o destaque vai para as saborosíssimas tapas, pequenas porções de petiscos como o chorizo espanhol (£6), batatas bravas com molho alioli (£4) e camarões salteados com chilli e molho da casa (£7.90). Excelentes opções para serem compartilhadas!

Já o menu convencional conta com clássicos como o fish & chips (feito com bacalhau fresco), salmão escocês grelhado e sobremesas como o crema catalana feito com carquinolis, deliciosos biscoitinhos típicos da Espanha. No site da casa você confere preços e cardápio de comidas e drinks completo.

Dica do MD: nas sextas à noite o pub tem música ao vivo!

Camden Brewery em Camden Town
Camden Brewery em Camden Town

Camden Town Brewery

O estabelecimento em questão “sai” um pouquinho da proposta do post, mas, em se tratando de cerveja boa, a dica acaba sendo válida aqui também. Até mesmo porque se você é um apaixonado pela bebida, não pode deixar de ir até Camden Town para conhecer a Camden Brewery e, por que não, fazer um tour para saber tudo sobre a marca (mais sobre o passeio aqui).

No cardápio clássico estão presentes seis tipos diferentes de cervejas: Camden Hells e Unfiltered Hells, ambas do tipo lager, a Camden Pils (pilsen), a Camden Pale Ale, a Gentleman’s Wit (trigo) e Camden Ink (stout). E se bater aquela fome durante a visita ao local, é só experimentar alguma delícia em uma das barracas que vendem comida de rua, na área externa da cervejaria. Lembrando que do lado de fora também há mesas e cadeiras, excelentes pedidas para os dias de Sol.

Dica do MD: a cervejaria está situada a poucos minutos de caminhada dos mercados de Camden. Que tal aproveitar a sua visita ao local para explorar este vibrante bairro londrino? Saiba mais sobre eles aqui.

Painel de cervejas no pub Brewdog. Você pode experimentar a cerveja da marca em São Paulo
Painel de cervejas no pub Brewdog. Você pode experimentar a cerveja da marca em São Paulo

Brewdog

O pub/bar escocês abriu a sua primeira filial fora do país de origem em Londres, justamente no bairro de Camden Town. Porém, eu já havia frequentado o Brewdog em Birmingham, há cerca de um ano. Bem, o Brewdog conquistou o meu coração pelo cardápio especializado em cervejas, pints que custam a partir de £3.95. Lá você encontra não só cervejas da marca, mas também de outras partes do mundo.

Outro ponto a favor é que todos os pubs da rede Brewdog têm uma atmosfera incrível, música, excelente atendimento, wifi gratuito e comidinhas deliciosas, caso você goste de petiscar enquanto degusta as cervejas. Quer uma dica? Experimente os hambúrgueres e os hot dogs da casa, garantimos que não vai se arrepender!

Dica do MD: o Brewdog tem franquia em São Paulo!!!!

Cerveja servida no pub Red Lemon
Cerveja servida no pub Red Lemon

Red Lemon

A alguns metros do Portobello Market fica este pub de Notting Hill onde você vai poder experimentar cervejas como a Portobello APA, a Pale e a Portobello Star. Alem do mais, o Red Lemon tem um cardápio gostoso e, digamos, mais requintado, com pratos como o sirloin steak, servido com batatas fritas e molho béarnaise. A boa notícia, no entanto, é que os preços não fogem da média dos pubs da capital.

Dica do MD: o bairro de Notting Hill abriga uma das feiras mais interessantes de Londres, o Mercado Portobello. O melhor dia para conhecê-lo é aos sábados, uma visita que vale tanto para os que desejam fazer umas comprinhas quanto para os que querem apenas conhecer e sentir a vibrante atmosfera do local. Lá é possível encontrar roupas e acessórios, antiguidades (interessantíssimas, por sinal) e comida gostosa.  O mercado Portobello abre das 9h às 19h e a dica para aqueles que não gostam de locais cheios, é chegar cedo.

Comidinhas de pub - queijo de cabra empanado, servido com uma saladinha e molho feito com mel
Comidinhas de pub – queijo de cabra empanado, servido com uma saladinha e molho feito com mel

The Edinboro Castle

No dia em que estive no Edinboro Castle, em um sábado à tarde, havia um torneio esportivo importante e boa parte dos frequentadores estava de olho na TV. Muita movimentação, cervejas excelentes – oriundas de pequenas cervejarias, marcas mundialmente renomadas, etc – além de um cardápio de comidas sensacional.

No menu, pratos tradicionais como a salsicha com purê de batatas e gravy, hambúrgueres apetitosos, o Sunday Roast (para os domingos), entre outras delícias. Ah, e se o clima estiver bom, não deixe de sentar-se no jardim cercado, que fica na parte de fora do pub. No verão, o espaço é usado para churrascos e também abriga um bar temático.

Pratos principais variam de £7.50 a £15;

Tradicional Sunday Roast do Truscott Arms
Tradicional Sunday Roast do Truscott Arms

The Truscott Arms

Neste pub vitoriano você vai encontrar um bar completíssimo, excelentes cervejas, vinhos e outras bebidas, além de um cardápio fantástico, sob comando do chef Aidan McGee, lembrando que este é o local ideal para os que desejam experimentar o tradicional Sunday Roast.

Para quem ainda não conhece, a gente esclarece. O Sunday Roast é um tipo de refeição que ingleses e irlandeses costumam fazer aos domingos, normalmente, composta por uma carne assada e batatas (às vezes pode ser substituída por purê de batatas),Yorkshire pudding, vegetais e gravy.

Uma refeição farta e que no Truscott Arms vale muito a pena. Lá experimentamos o porco assado com molho de mostarda e também o pernil de cordeiro defumado, tudo isso acompanhado de vegetais assados, yorkshire pudding e molho. Esta refeição “dos campeões”, para duas pessoas (ou mais, dependendo do apetite), custou £36.  

The Churchill Arms

Ao pesquisar este pub na internet, antes de conhecê-lo pessoalmente, me encantei pela história do lugar que, reza a lenda, era frequentado pelos avós do primeiro ministro Winston Churchill. Lenda ou não, a verdade é que o local construído em 1750 tem uma atmosfera envolvente, coleção de objetos que homenageiam o famoso primeiro ministro, bons drinques e, claro, boa comida.

Inclusive, este foi o primeiro pub londrino a servir pratos tailandeses. E comida muito boa, diga-se de passagem, pratos custando £8.50 (veja o cardápio completo aqui). E como todo bom pub que se preze, no Churchill Arms você também acompanha os principais eventos esportivos do momento, uma tradição que não se perde nos bons estabelecimentos do tipo, da capital.

E você, leitor do MD? Quer nos ajudar a aumentar esta lista? Deixe a sua sugestão de pub nos comentários e nos conte o que o local tem de especial.

Publicado por

Gisela Cabral

Editora de Destinos

  • Antonio Passos

    Um bem completo guia sobre pubs em Londres pode ser encontrado no endereço http://www.fancyapint.com/.

    Nele, você encontra avaliação de frequentadores, pode realizar pesquisas por bairro, estação de metrô, atração, ver fotos e saber como chegar até lá.

    Um outro site muito interessante era o http://www.londonaletrail.co.uk/, que fornecia roteiros de pubs. Um verdadeiro achado! Uma pena que esses dias tentei acessar, mas estava fora. Tomara que tenha sido uma indisponibilidade temporária e que volte logo.

  • Gustavo Bretas

    Putz, eu precisava deste post em Abril/2015, mas vou guardar aqui pra quando eu voltar la :D, vlw MD!!

  • Carolina

    Pessoal, já é o segundo post que escrevem Camden de forma equivocada (Candem), eu não ia alertar, mas como se repetiu…

    • Gisela Cabral

      Oi Carolina, na verdade, você está enganada. Camden com “m” no início mesmo. Dá um google aí que você vai confirmar.

    • Carolina

      Gisela, recebi seu feedback por email. Havia grafia errada em algum momento na reportagem e, conforme podes verificar, eu indiquei a grafia correta (Camden) e a equivocada utilizada por vocês em algum momento (Candem). Não é vergonha para ninguém cometer equívoco.
      Meu comentário foi extremamente educado e, btw, não preciso “dar um google” porque já estive lá algumas vezes.

      • Gisela Cabral

        Carolina, a mensagem foi apagada por que logo após escrevê-la, percebi o meu erro. Havia, sim, uma palavra escrita de maneira errada no texto (em negrito) e prontamente foi corrigida. O erro foi meu e a mensagem foi devidamente apagada, mas se seguiu por e-mail (no automático), peço desculpas.

  • Osvaldo Silva

    Belas dicas Gisela.
    O The Victoria é um dos melhores. Adoro o local.
    Nao sei se vc conhece, mas da próxima visite o Blackfriar.
    Abs

    • Gisela Cabral

      Valeu, Osvaldo! Vou por na lista 🙂

  • Kavklov

    Esse que era Pub bom… Ia muito lá.

    Bob’s Goodtime Blues (Station Tavern)

    For over 20 years there was Blues music 7 days a week at the Station
    Tavern, promoted by Bob Bravington. Regulars included James Hunter, Paul
    Lamb, Big Joe Louis, Shakey Vick, and Little George Shueref.

  • Grace Santana

    Saudades de tudo isso! Com certeza visitarei alguns na próxima viagem 😉