Empresas e Infraero vão barrar bagagens de mão fora de padrão

Denis Carvalho 31 · agosto · 2011

Os abusos de passageiros com relação bagagem de mão estão na mira das empresas aéreas. Reuniões com a Infraero estão definindo detalhes para a instalação de gabaritos de medida e balanças para verificar o cumprimento das normas para as bolsas e mochilas transportadas no interior do avião. De acordo com a Anac, cada passageiro tem direito de levar uma bagagem com no máximo de 5 kg e 115 cm de volume. Como não há fiscalização, porém, muitos passageiros não observam este limite e preferem levar consigo volumes grandes, evitando filas no check-in e ganhando tempo no desembarque.

Oficialmente, a Infraero confirma que está em negociação com empresas aéreas. Consultada pelo Melhores Destinos, a assessoria de imprensa da estatal disse que estão sendo realizadas “reuniões”, mas que não há nenhuma definição sobre quando terá início o controle e como será feito.

A Anac também confirmou o processo. Segundo a agência, não haverá necessidade de uma nova norma, já que a Portaria n.º 676/GC-5, de 13 de novembro de 2000, já determina as medidas e peso da bagagem. “O que as companhias farão a partir de agora é exigir o cumprimento da regra, já que o os abusos na bagagem de mão atrasam o embarque, a acomodação das malas nos bagageiros e geram atrasos em cadeia”.

Nos bastidores do setor, acredita-se que a medição tenha início nos meses de outubro ou novembro, com o objetivo de estar em todos os aeroportos até o início da alta temporada. Uma das possibilidades é que a medição seja feita na área de embarque, junto à inspeção por raio-X da Polícia Federal. O problema, nesse caso, seria a dificuldade para o passageiro retornar ao balcão da empresa para despachar a mala, já que correria o risco de perder o voo.

Outra possibilidade seria a medição dos volumes durante o check-in, para que o passageiro fosse avisado com antecedência e despachasse o volume excedente antes de ser barrado no embarque.

Segundo declarações de diretores do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), a medida trará mais agilidade ao embarque e desembarque de passageiros, evitará a lotação dos compartimentos de bagagem, que muitas vezes torna difícil a acomodação da bagagem dos que embarcam por último e trará até mais segurança aos viajantes, já que objetos e malas fora do padrão podem cair dos compartimentos.

Com dica do leitor James e informações da Anac, Infraero e companhias aéreas

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Roberto

    Muito justo! Tudo em prol do bom funcionamento dos serviços, horários, atendimento… Enfim, é um problema pequeno, que somado com muitos, desencadeia uma série de problemas no setor aéreo.

  • gustavo

    Concordo! O pessoal anda abusando demais!

  • Cássio Reis

    Eu sempre uso nas minhas viagens um mochila de 60L ou de 50L, e sempre despachava. Mas depois de um voo da Gol que peguei, que ao final peguei ela na esteira rasgada, parei de despachar, e desde então sempre passei a levar comigo como bagagem de mão. Se as empresas responsáveis tomassem conta da bagagem, eu despachava tranquilamente.

    • Alexandre

      Amigo, um erro não justifica o outro…

      Temos é que reclamar dos descasos das companhias com as bagagens… porém, evitamos fazê-lo porque sempre estamos correndo, com pressa… passando a fazer isso corretamente, as malas pararão de vir destruídas… já fiz 2 vezes e obtive sucesso…

  • Fernanda Antunes

    Se o desembarque em aeroportos como Congonhas, JK, Guarulhos não fosse tão ruim, talvez as empressas não teriam tanto problema com bagagem de mão.

    Ninguém mais quer despachar e esperar 1h para conseguir a sua bagagem…

    • Leonardo Marques

      Oi Fernanda eu concordo com você. Se não precisasse ficar 30, 40minutos esperando as bagagens as pessoas não fariam tanta questão de levar as bagagens dentro do avião. Isso sem falar nos extravios…

      Agora tem gente que já tá levando 20k dentro do avião 🙂

    • Alexandre

      Concordo em partes… durante o ano passado passei 6 meses trabalhando em Porto Alegre, e em momento algum tive problemas com a bagagem ou esperei mais de 10 minutos na esteira (vôos semanais).

      O mesmo esse ano em que passei 2 meses trabalhando em Uberlândia… acredito que tenham muitos exageiros por parte das pessoas… o correto é o correto… deveriamos nos acostumar com isso…

  • Felipe

    Completo absurdo! Como o cara vai viajar com aquela bagagem padrão que o próprio George Clooney utiliza no filme Amor Sem Escalas?

    Será que vão aumentar o número de pessoas para fazerem o check-in e também a agilidade ao colocar as malas nas esteiras?

    Duvido!

    Completo absurdo!

    • Renan

      Absurdo, meu caro, é eu comprar passagem para os assentos da frente, em que os passageiros embarcam por último, e ter que colocar a minha mochila (dentro do padrão) nos pés porque um espertinho resolveu levar consigo uma mala enorme e colocou no espaço destinado à mim.

      Um passageiro que leva uma mala como bagagem de mão é tão errado quanto uma companhia que não é ágil no check-in. E os que fazem o certo são prejudicados…

  • Chavo

    Sobre os 40~50 minutos pra receber a mala na esteira ninguém se manifesta, né?

  • José

    Em companhias como a LAN e AA o limite para bagagem de mão é 8 kg. Por qué não se considera um padrão internacional??

    • Renan

      No aeroporto de Santiago (SCL) as malas são medidas no Check-in e ganham uma etiqueta. Se forem grandes, têm de ser despachadas. Vi pessoas na minha frente tendo que despachar a bagagem pois queriam levar uma mala gigante na mão.

  • Gisele

    Acho justo que fiscalizem o tamanho das bagagens de mão. No entanto, as mesmas companhias aéreas recomendam que todos os computadores portáteis e aparelhos eletrônicos sejam transportados na bagagem de mão, e isso não é leve. Ora, o peso próprio de qualquer mala rígida pequena que proteja tais eletrônicos consome boa parte dos 5 kg permitidos, também. Confesso que tenho problemas coordenando isso todas as vezes em que viajo de avião, especialmente se pensarmos nos impactos e literais cambalhotas no ar a que nossa bagagem despachada é constantemente submetida (mesmo aquela identificada como frágil, muitas vezes).

  • Acho ótimo. Tem muita gente querendo dar uma de espertinha quanto a isso…

  • "115 cm de volume" não dá né?! Cuja a soma das dimensões seja de até 115cm.

  • JODER CHAVES

    MUITO BOMM….

  • Leonardo do Rosario

    Concordo com os amigos, despacho a minha mochila com o coracao apertado, enquanto nao retiro a no destino nao fico sossegado. Sinceramente, por mim como alguns disseram ia comigo la em cimas mais como nao pode, temos que correr esse risco, q risco!!!

  • Joana

    Existem alguns itens que SÓ podem ser levados como bagagem de mão.

    A Gol, por exemplo, fala que garrafas de vinho só podem ir na bagagem de mão.

    Como serão tratados estes casos?

  • Paulo

    ERRADO É O PESO DE 5KG! O bagageiro da cabine de um A320 comporta 30kg. Nele cabem duas malas tamanho padrão "carry-on". Ou seja, com segurança cada uma poderia ter até 15kg.

    Uma malinha dessas vazia pesa entre 3 e 5 kg.

    Quem viaja pela Europa e EUA sabe que não existe esse limite de 5kg, mesmo em vôos domésticos.

    O importante é verificar o TAMANHO dos volumes trazidos a bordo.

    • Alexandre

      Continuando seu comentário, quem viaja pela Europa e EUA sabe que existe a mesma loucura na hora de embarcar… quem pega os bancos da frente tem que deixar a mala lá no fundo porque espertinhos com malas gigantescas vieram antes… as vezes tem nego com 2… uma carry on e uma mochila…

      Isso é a raça humana… sempre querendo vantagem e achar pontos onde ele pode achar uma desculpa para justificar seu ato…

  • Arthur Carrao

    La vamos nós ao circulo vicioso…

    As empresas aéreas e prestadoras de serviços (leia-se SATA, SWISSPORT, etc) prestam um PESSIMO serviço de bagagens, jogando as malas, rasgando, e demorando na entrega das malas na esteria…. isso leva a todos nao quererem despachar devidamente as bagagens…

    Aí querem que todo mundo seja "civilizado" e "educado" transportando dentro das medidas padrao e peso de 5kg?

    Outra coisa… por que em outros países os limites sao maiores…as vezes até 18 kg para bagagem de mao?

    Voce despacha sua bagagem sem saber se vai recebe-la do outro lado, ou se a mesma virá ragada ou quebrada… e já fizeram a conta do trabalho que dá fazer uma reclamaçao formal à companhia e ANAC, para ter algo ressarcido?

    Acho que se querem nos obrigar a despachar bagagem, devem em contrapartida oferecer o melhor serviço possivel, confiavel, rapido e seguro para os passageiros…

  • Alexandre

    Apoiado!

  • Felipe

    "já que o os abusos na bagagem de mão atrasam o embarque, a acomodação das malas nos bagageiros e geram atrasos em cadeia”.

    COMO É????

    atrasam qual embarque? porque eu veiajo ao menos 2 vezes por mês de avião e nunca vi um problema desses.

    COMO MUITOS RECLAMAM AQUI, o problema é o desrespeito com as mala despachadas, que são constantemente rasgadas, amassadas ou até roubadas.

    Eu me recuso a usar um serviço que é constantemente acusado de descuido para com os pertences dos clientes, seja fisicamente ou por atrasos absurdos que chegam a 40 minutos, isso se a mala chega realmente no caminho desejado.

    • Alexandre

      Volto a dizer… um erro não justifica o outro…

      Concordo que o serviço é acusado constantemente de descuido… mas usei constantemente por muitos meses, semanalmente, e nunca tive problemas graves… uma vez ou outro o parafuso da mala sumiu, reclamei e a GOL pagou o conserto…

      É o correto…

      • Felipe

        Eu fiz duas viagens intarnacionais, ambas por companhias brasileiras ou por meio de terceirização. A 1a vez tive problema na ida e na volta. A segunda, 2 malas foram perdidas na volta.

        No Brasil, isso se tornou comum pra mim. Seja por desvio, atraso ou até rasgos que não parecem descuido, mas sim um deboche.

        É o correto? ok, mas continuo recusando um absurdo desses. "Ah isso mostra que somos grotescos tupiniquins comparado com europeus"

        Foi mal ae, mas vi o mesmo por lá, tenho contato direto com eles e já conversei sobre isso. A esmagadora maioria disse que faria o que estou fazendo. E adianto que não faço porque eles disseram, mas porque é o jeito de desviar dos erros que são sempre vistos no mercado aeronáutico.

        Minha mala geralmente pesa 8 Kg / 75×25 cm

        Realmente não acho que o avião não consiga comportar uma mala dessas.

  • Ana

    Ouviram minhas preces! O pessoal está abusando. Essa é uma das razões que atrasa os embarques e desembarques. As pessoas ficam horas acomodando e tirando coisas dos compartimentos. Tem gente levando mala enorme e de rodinha para avião.

    Só falta exigir que as empresas respeitem nossas bagagens despachadas e agilizem em colocá-las na esteira. Triste quando, no desembarque, olho pela janela e vejo recolherem as malas do avião e arremessarem naqueles carrinhos.

    • Felipe

      Ana,

      Sinceramente o que vejo nos atrasos é apenas uma saída para os clientes. Quando eles liberam a porta traseira tudo fica mais fácil. O problema é que o abuso só acontece porque existe um descuido absurdo com a mala despachada. Isso inclui danos físicos, perda, roubo e demora na entrega da mala.

  • Filippo

    O complicado é o limite -> 5Kg. Totalmente fora dos padrões internacionais (em geral 8Kg). A maioria das malas de mão de tamanho padrão para viajar na cabine pesam uns 3Kg VAZIAS.

    E esta fiscalização mais dura já está acontecendo, pelo menos na ponte aérea SDU-CGH da TAM eles estão enchendo o saco com isso faz tempo.

    • Alice Cunha

      Verdade, só o peso da mala já vai boa parte do peso.

      • Necy

        Concordo e digo mais; Tem coisas muito mais urgentes aguardando uma solução da parte deles e a prioridade vai p o que se pode exigir dos passageiros.E os poucos e velhos carrinhos de bagagem?

        É PIADA.

        • Susie

          E a segurança e cuidado da bagagem despachada, alguém vai verificar? Todo mundo que viaja sabe que a mala vai nova e volta um trapo e, as vezes, violada.

    • Nadia

      Realmente, só com o notebook já vai boa parte do peso.

  • Alexandre

    Gisele,

    Uma mala de mão com um computador, um caderno e alguns itens de escritório não pesará mais que 5kg…

    A questão é que tem gente que leva um mini-baú, e isso que atrapalha completamente o embarque.

    Mas não é o Brasil apenas que é assim… temos que reconhecer que apenas fazemos o que outros países fazem… acabo de voltar dos EUA, onde peguei vôos domésticos, e é exatamente a mesma loucura…

  • Alice Cunha

    Tens toda a razão Cassio. As empresas não tem o menor cuidado com as bagagens, fora que o tempo de espera na esteira é absurdo. Em viagens rápidas é fundamental agilidade.

  • Felipe

    Gisele,

    é possível carregar o laptop fora da mala. Inclusive deixam você o acomodar no seu colo, seja no pouso ou decolagem.

  • Gustavo

    Beleza!

    Isso me incomoda profundamente, muitas pessoas passam do ponto, mas creio que a norma seja um pouco rígida! 5Kg é muito pouco, o problema maior é o espaço e não o peso!

    Agora só vão precisar de:

    > Mais agilidade nas filas para despachar bagagem;

    > Mais segurança com as bagagens (roubos e danos);

    > Mais agilidade para disponibilizar as bagagens após o desembarque;

    Só isso!

    Vamo lá Brasil…a Copa do Mundo tá chegando!

    • Igor – Poa

      Concordo ainda mais na parte de "5Kg é muito pouco"

  • Gisele Mello

    Pois é. Também já tive minha mala rasgada (por acaso também após um voo da Gol). Eu até continuo despachando numa boa, mas eles deveriam cuidar melhor dos nossos pertences.

  • é claro… os atrasos constantes de mais de 30min, chegando a horas, é tudo culpa dos grandes volumes. Óbvio! Mas sabe como é né?! lá na Europa ninguém mede (excluindo low costs que o fazem) e os vôos saem pontualmente devido as forças do além que ajudam as pessoas a se acomodarem rápidamente por lá.

    .

    Só podem estar de brincadeira né?! Tudo bem que eu fico brava quando aparece gente com uma mala enorme! estes devem despachar.

    Contudo, eles só estão se preocupando com isto porque nos querem ver pagando volume extra, já que as dimensões e peso permitidos são ridículos.

    Só a mala tem 2kg (já pesou a sua? elas são pesadas!) e meu notebook tem mais uns 3kg… se eu também levar minha carteira e uma escova de dente, já era, vou ter de despachar.

    • Alice

      É o que eles querem. Que você despache e pague exesso, inclusive. Pois só tem direito a 1 volume de 23kg. Se for viajar com roupas + uma malinha descrita por você com notebook, já era $$$!

  • RABUGENTO

    Quando realmente isso acontecer, espero que demore muito, haverá mais extravio e destruição de bagagens assim como aumentarão o lucro das empresas aéreas.

    Eu, particularmtente, viajo só com o note, alguma roupa e as comprinhas do freeshopping o resto despacho tudo no "priority bag" 😉

    Já meu filho gosta de viajar com a mochila também e na última internacional pareciam um par de mulas de carga ele e a namorada.

    Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

    Que role um bom senso de ambas as partes.

  • Comigo nunca disseram nada quando levo a minha mala de mão (geralmente pesa entre 8 e 9kg).

    Mas na minha última viagem a duas semanas pela Gol, na volta em JPA quando eu fui fazer o checkin (porque tinha esquecido de fazer o Online) o funcionário exigiu que eu pesasse a minha mala e me fez despachar, não sei se isso tem a ver com a medida…

    Como a minha mala é pequena (é pesada porque é rígida) eu nunca despacho porque ela não atrapalha na acomodação, mas tem gente realmente que não tem bom senso, e leva mochila e mala e não quer despachar.

  • Erick Andrade

    peguei um voo GRU-FOR gol no começo do ano…. tinha uma passageira levando enfeites de aniversário.. acredita???? todos de isopor.. ela praticamente usou todo o compartimento!!! muita sacanagem!

    • Igor – Poa

      Acredito vi pessoas com sacolas de compra embarcando na Avianca de Porto Alegre para Ji-Paraná!!!!

  • Alex

    Acho que os excessos devem ser barrados, é claro, mas nem em sonho eu despacharia uma mochila com qualquer companhia aérea. Se eles já conseguiram destruir uma mala minha, imagina uma mochila que é bem mais frágil. Neste episódio eles pagaram outra mala pra mim, mas isso durou semanas, dores de cabeça, diversas ligações, etc. Acredito que o regulamento de 11 anos atrás precisa ser revisado.

  • Fatima Fontes

    JÁ NÃO ERA SEM TEMPO. HÁ PESSOAS QUE LEVAM UM ABSURDO DE OBJETOS – MALA, SACOLA, SACO, BOLSA DE COSTAS, DENTRO DO AVIÃO. ABUSAM MESMO. INFELIZMENTE AINDA SOMOS MAL EDUCADOS.

  • Luiz Carlos

    Fatos:

    – o pessoal realmente abusa e atrasa os voos

    – o serviço de check-in é lento e não há garantia de recebimento dos volumes em perfeito estado de inviolabilidade

    Impacto da solução que será adotada:

    – filas ainda maiores no check-in sem ampliação da capacidade logística tanto pela Infraero quanto pelas empresas

    – a ocorrência de atrasos será reduzida em 10% sendo que os outros 90% de origem técnica e/ou logística continuarão acontecendo e os passageiros não perceberão melhoras nesse quesito

    – os pedidos de indenização por furto/extravio de bagagem aumentará

  • Aliás a acomodação dos passageiros de primeira classe é muito lenta… nossa! Lá eles levam qualquer volume, de praticamente qualquer tamanho, cabem muito bem nos compartimentos, e ninguém fala nada. Vamos ver se vão medir os itens da primeira classe e executiva.

    Experiência própria, você realmente leva o que quiser, e não o problema algum, afinal, você está dando lucro né?

  • Felipe

    Renan,

    todas as vezes que embarquei num vôo, não tive essa experiência de ter que embarcar por último porque fui o primeiro.

    O problema é o volume, e não o peso.

    O que se reclama também é o descaso com as malas dos clientes, quando são despachadas

  • Larissa Pereira de C

    Na Europa o limite de bagagem de mão é de 10 kg e eles têm um caixote com a dimensão exata das bagagens no check in. Dessa forma, basta passageiro inserir sua bagagem dentro do caixote para verificar se está dentro do padrão. Se não estiver, tem que despachar! As empresas 'low cost' até incentivam legar bagagem de mão e não despachar. Se despachar paga um valor mais caro! Eu até comprei uma mala nos padrões europeus para usá-la aqui, mas fica com o dobro do peso permitido. Mas o tamanho da mala é suficiente para uma viagem de uma semana, e olha que eu sou mulher!!! A ANAC poderia muito bem aprovar bagagem de mão de no máximo 10 kg, já que a dimensão do nosso país é muito maior que o próprio continente europeu.

  • Rodrigo

    Renan, infelizmente vc esta um pouco errado. O problema é que nas primeiras fileiras a maior parte do bagageiro superior é ocupado por produtos de segurança de voo, dependendo da aeronave, até um bote inflavel vai naquele compartimento, tanto que dificilmente vc não encontra lugares não disponíveis no bagageiro na parte posterior do avião.

    O que acho absurdo não é quanto ao tamanho, acho bem correto o tamanho de 115 cm de perímetro da bagagem, o que é ABSURDO é o limte de 5 kilos, ainda mais se vc levar em questão que só uma mala de bordo vazia tem mais de 2 kilos. Já voei em companhias que eram permitos 8 kg e outras que permitiam até 12 kg, portanto não vejo o menor problema que esse limite ficasse próximo dos 10 kg.

    • Alex

      Concordo plenamente, Rodrigo. O problema é justamente o peso. A regra de 11 anos atrás precisa ser revisada antes de ser enforçada.

  • RABUGENTO

    Alexandre,

    Pelo visto você não tem frequentado os aeroportos de Cumbica, Galeão ou mesmo Viracopos.

    Não dá para comparar POA com esses outros.

    O tráfego é infinitamente menor.

    • Alexandre

      ´Frequento sim… moro em SP, os aeroportos de chegada são Cumbica ou Congonhas… e mantenho minha opinião… 10 minutos em média estava com minha bagagem em mãos…

  • Feliciano Martins

    Acho que é uma boa medida, principalmente quando os vôos estão lotados. Eu mesmo já tive que viajar em uma parte do avião e minha bagagem de mão em outra parte, porque meus "vizinhos" de vôo lotaram os bagageiros acima do meu lugar.

    Assim acho que deveriam educar os passageiros também. O que não é fácil: educar as pessoas. Todo mundo quer ter direitos e não reconhece os direitos dos outros.

  • Rogerio

    Sou a favor do limite volumétrico, mas não do limite de peso. 5kg não dá para nada! Uma mala de mão de qualidade pesa uns 2kg. Mais se for de couro. Um laptop de trabalho normal, mais 2kg. Pronto, praticamente acabaram os 5kg!

    Em geral, as companhias aéreas internacionais não têm limite de peso para bagagem de mão.

    • thais fenandes

      [2]

      Só mochila + notebook já dá quase uns 4kg… e o resto?

      Na boa… confiança ZERO pra despachar qualquer coisa, quanto mais notebook com documentos pessoais/corporativos

      Revisão de PESO já!!!

  • Gabriel

    Ridiculo. Eles primeiro deveriam corrigir a demorada entrega de bagagens e a pontualidade dos aviões antes de se preocupar com esses pontos. Levar uma bagagem de 10kg não causa impactos… Quem chega 1 minuto antes de embarcar e quer achar espaço exclusivo e reclama, deveria primeiro se organizar no seu horário..

  • Cássio Reis

    Um erro não justifica o outro, mas o outro só está ocorrendo por conta que um ocorreu. Isso sem falar que uma vez minha bagagaem veio no voo seguinte BSB-CNF, e tive que esperar no saguão o próximo voo chegar.

    • Necy

      Concordo e digo mais; Tem coisas muito mais urgentes aguardando uma solução da parte deles e a prioridade vai p o que se pode exigir dos passageiros.É PIADA.

  • rodrigo orestes

    Algumas pessoas levam a sua mala em mãos !!!

    E depois ficam tentando de TODAS as maneiras empurrar aquele bagulho no compartimento !

    POW, dá vontade de falar para o fdp voltar e despachar aquele trambolho !

    Infelizmente o bom senso parece não ser o ponto forte do brasileiro, uma pena.

  • vale lembrar que também há muito espaço ocupado pelo material da própria aeronave em alguns assentos, logo não há um espaço destinado a você sobre sua poltrona dependendo do lugar, então vc tem de colocar em outro.

    Outro ponto é a galera que realmente abusa, e vale lembrar que algumas pessoas tem direito a dois volumes de mão, e cabe ao bom senso que elas coloquem este segundo sob o assento.

    De qualquer forma não vejo nenhum incomodo nisto, a não ser que sua própria bagagem não caiba em baixo de tal assento, logo ela também não obedece as dimensões.

    • Renan

      Luiza,

      O equipamento de segurança de um Boeing 737-800 não ocupa todo o espaço das 5 primeiras fileiras. Quando tive este problema, vi malas de passageiros ocupando todo o espaço. Inclusive em uma das escalas tudo ficou vazio. Não creio que a companhia tenha deixado o material de segurança na escala.

      Quanto à mala caber ou não sob o banco, é um outro problema. Tenho 1,86m de altura e é complicado acomodar uma mala, mesmo dentro das dimensões, nos pés. De qualquer forma, não vejo problemas nisso, desde que o espaço destinado à mim no bagageiros não esteja ocupado por malas que deveriam ser despachadas.

    • Fred

      Eu sempre carrego minha mochila – que se enquadra no limite de tamanho – sob o banco. Por uma questão pessoal – acho mais fácil de pegar o computador e outras coisas que estão lá. Porém, quando viajo, só levo a tal, que com roupas, laptop, etc., fica com mais que os ditos 5 quilos.

      Não creio que seja nem questão de espaço nem questão de peso, mas um problema de bom senso. Ao mesmo tempo que alguns levam de um tudo sem despachar, outros ocupam menos espaço que o determinado.

      Infelizmente, pela impossibilidade da cooperação do usuário, restrições devem ser utilizadas. Porém, fico com dúvida sobre a questão operacional: a bagagem de mão, cuja soma é 115 cm, será medida como? Vez que ela pode ser um cubo 38,33cm, ou possiur um metro de comprimento, aqueles medidores com formato padrão não resolvem. Infelizmente, pensam na regulamentação sem pensar na implementação.

  • Gabriel

    O mau do brasileiro é olhar o próprio umbigo… O problema é SDU, CGH e etc… não são aeroportos de baixo tráfego..

  • JAVIER

    Agora fiscalizar e diminuir a qtdade de bagagens extraviadas eles nao fazem nada….devia fazer isso tb pra bagagens extraviadas

    • Igor – Poa

      Verdade!

  • Luciana

    Viajo bastante, e acho o tempo de espera na esteira normal realmente algumas demoram um pouco ou então colocam 2 voos em uma mesma esteira, acho que é mais a nossa ansiedade em chegar no destino final do que o tempo real de espera da bagagem, tem que pensar que elas saem do avião, chegam até a esteira depois são colocadas na esteira e as vezes, tem mais de um carregamento de bagagem, o perfeito seria abrirem a porta do aviao e nossa mala já estar na porta…risos

    • Alex

      Tem razão, Luciana, mas daí acho que deveriam incluir o tempo de espera na esteira no tempo total do voo. O chato é as vezes esperar 5 minutos e outros dias 40 minutos. Sinceramente fica difícil se planejar ou não se irritar.

  • Gustavo

    Concordo ! A esteira demora muito. O problema é que na cabine, tem camarada levando 2 – 3 malas. Não vejo problema nenhum em levar uma mala qua caiba dentro do avião. Já cheguei , em voo da AA, que retirei a mala que estava acima da minha poltrona, coloquei-a no chão e arrumei a minha. O cidadão que estava sentado umas 5 fileiras da minha, veio reclamar comigo, apenas disse que estava alocando a minha bagagem no lugar devido e ele deveria fazer o mesmo. O comissário me deu plena razão. Mas uma vez a maioria será prejudicada, por infelizes que querem dar uma de malandro.

  • João Paulo

    Concordo com a medida em relação ao tamanho. Nos EUA a bagagem a ser transportada é 115cm (como aqui) e 18kg. Como os modelos de avião nos EUA são os mesmos que aqui, o bagageiro suporta o peso. Deviam aumentar o peso permitido, mesmo que seja para 10 ou 15kg.

  • ELISANDRO

    5 kg? piada!! Raio-X? piada!

    já embarquei com caranguejos vivos na bagagem de mão!!! SSA-BSB

  • Simone

    Realmente voce viajando com maquina fotografica + notebook + ipad + jóias + relógios ou + qualquer coisa de valor irá passar dos 5kg fácil. Como voce deve proceder? Despachar?? e rezar para não roubarem tudo! Enquanto os roubos a malas continuarem no Brasil essa restrição vai ser difícil de pegar!

  • Antonio

    Completamente favoravel. Viajo sempre dentro das normas para evitar problemas, e as vezes ate eles acontecem, mas não por causa minha. Tem gente que abusa sim. e leva uns trambolhão junto consigo. Daqui a pouco so falta galinha e cachorro viajar junto tambem.

  • Onizes Araujo

    A medida, se colocada em execução, é correta e deve merecer todo o apoio. Há passageiros que abusam no transporte de objetos na mão que, se forem medidos e pesados, ultrapassam os limites estipulados. Isso é corriqueiro e quem viaja com frequência sabe muito bem que tem sido assim.

    Paralelo a isso, a questão que fica é a DEMORA EXCESSIVA NA LIBERAÇÃO DAS BAGAGENS DESPACHADAS nas esteiras de desembarque. Tumultos, balburdias, discussões, malas danificadas, malas arrombadas e uma série de "senões" que devem merecer um estudo qualificado por parte das empresas aéreas, do Infraero e da Policia Federal.

    O problema não é tão simples assim e seria interessante que os passageiros fossem ouvidos para opinarem a respeito.

    Que tal fazerem uma pesquisa com quem viaja, com questionários distribuidos durante os vôos por um período de 30 dias e sentir o que pensam os usuários ?

  • RABUGENTO

    Infraero e empresas aéreas bem que poderiam ler os comentários aqui e dar alguma sugestão.

    Como alguns comentários que li, comprovadamente em outros países o pessoal é muito mais mochileiro que os brasileiros. Levam de tudo e muito mais no compartimento superior de bagagem.

    Pior que nossos ônibus da farofa para o litoral de SP.(Mongaguá) 😉

  • Tatiana

    E se a pessoa for pegar um vôo doméstico para depois ir no internacional, o peso será 5 ou 8kg? e as dimensões?

  • Mendonça J&ua

    Pois é… Também sou daqueles que, juntamente com as próprias companhias aéreas e a infraero, gostam de descumprir as regras nos aeroportos.

    Primeiro, o índice de furto de bagagem e de objetos de dentro da bagagem nos aeroportos brasileiros, ao que consta, são os maiores do mundo. Além disso, nunca, em viagens nacionais, e olha que viajo muito, minha bagagem despachada vem intacta, sempre tem avaria em alguma das malas, nem que seja um pequeno rasgado. Na última viagem que fiz (retornei agora no dia 27/08), utilizei mochila cargueira, que não é dura e mais difícil de quebrar, mas simplesmente quebraram uma das fivelas. No dia anterior, um casal amigo, retornando de Buenos Aires, ao pegar a bagagem na esteira a alça da mala, que era nova — havia sido comprada em Buenos Aires durante a viagem —, simplesmente estava quebrada. E vá questionar isso à companhia… Somente preenchem um formulário e pode esquecer… Em último caso, é ingressar com ação no juizado especial e esperar deitado em berço esplêndido.

    Alguém por acaso já viu como é feita a acomodação das bagagens no avião? Eu já tive oportunidade de ver e eles simplesmente fazem arremesso de mala. É um absurdo!

    Também nunca vi check-in tão desorganizado quanto os dos aeroportos brasileiros, com filas enormes. Quem já viajou por Congonhas e Brasília, principalmente, sabe do que estou falando.

    Por fim, são incontáveis as vezes em que o passageiro vai para um destino e as malas para outro. A GOL é campeã em fazer isso. Comigo já aconteceu. Será que foi só comigo?

    E a demora para retirar a bagagem na esteira? Alguém já conseguiu passar menos do que 20 minutos? Eu sim! Uma única vez em dezenas de viagens já realizadas.

    E a troca de bagagem na esteira? Alguém aqui já utilizou a etiqueta-comprovante para sair com as bagagens, ou seja, alguém já foi barrado por algum funcionário da companhia aérea ou da Infraero para conferição? No meu caso, as etiquetas só serviram até agora para acumular papel.

    Como então exigir o cumprimento de uma norma sem garantir que as demais sejam respeitadas?

    Está bem, concordo que as regras sejam cumpridas, pois afinal regras são regras! Então, companhias aéreas e Infraero, que tal passar a não danificar as bagagens despachadas e, quando danificadas, ressarcirem os prejuízos? Que tal ter mais respeito pela bagagem dos passageiros e não desviarem o destino? Que tal colocar mais funcionários para agilizar o check-in e evitar filas intermináveis? Que tal ter responsabilidade com a devolução das bagagens não demorando na entrega e fazendo a checagem para evitar a troca?

    Sim! Concordo que todos nós cumpramos as regras, mas até que as companhias aéreas continuem nos desrespeitando — e não só isso, continuem nos dando prejuízos —, vou continuar tomando as medidas para não despachar a bagagem. Se até para controlar a bagagem de mão as companhias e a Infraero são incompetentes, quanto mais para regularizar os demais problemas.

    • Caroline

      Nossa… depois de tudo isso, acho que devo ser uma sortuda mesmo. Viajo constantemente, de norte a sul e de leste a oeste… conheço quase todos os aeroportos e companhias (inclusive Buenos Aires). A pior coisa que aconteceu foi minha mala chegar na esteira toda embrulhada em plástico, estava aberta, mas nada quebrado ou faltando… então, depois do depoimento do Mendonça, acho que ganhei na Mega Sena dos passageiros!

  • Alex

    Esse é um grande problema que precisa ser visto, pois eu trabalho neste segmento e sempre preciso levar garrafas comigo. Por isso que acho que a questão do peso precisa ser revista. Os aviões comerciais hoje aguentam muito mais peso do que antigamente.

  • RABUGENTO

    A culpa é mesmo do governo.

    Nunca tantos voaram tanto.

    Nunca as aéreas abusaram tanto de seus passageiros.

    Maioria de vocês nunca viajou num bonde cheio. Os aviões de hoje são os bondes dos anos 50/60.

    Em breve voaremos em pé. Já existe projeto.

    • camila

      se for seguro e barato, eu apoio!

  • JORGE

    EXCELENTE NOTÍCIA, ESTAVA MAIS DO QUE NA HORA DE ACABAR COM ESTE TIPO DE ABUSO. É UMA TOTAL FALTA DE EDUCAÇÃO POR PARTE DE ALGUNS PASSAGEIROS, QUE CHEGAM COM MOCHILAS ENORMES E VÃO EMPURRANDO TUDO QUE EXISTE PELA FRENTE., NÃO IMPORTANDO O QUE OUTROS PASSAGEIROS TENHAM COMO BAGAGEM DE MÃO.

    PARABÉNS A ANAC EM POR LIMITES NESTES ABUSADOS.

  • Necy

    Concordo e digo mais; Tem coisas muito mais urgentes aguardando uma solução da parte deles e a prioridade vai p o que se pode exigir dos passageiros.É PIADA.

    Ainda temos que levar 1 muda de roupa pois viajar aqui é sempre uma surpresa. Eu já fiquei esperando no aeroporto e também já fui p hotel por culpa da empresa.

  • Marlene Lopes Alves

    eu concordo,desde que as empresas se responsabilizem pela nossa bagagem para que haja extravio nem dano na mesma.

  • Valdelicio Ribeiro F

    É claro que um padrão deve ser respeitado, mas 5kg são insuficientes para a viagem de um executivo. A mala de mão ou a mochila muitas vezes já pesa mais de 2kg. As companhias aéreas americanas aceitam até 10kg, porque as brasileiras também não o fazem assim. Evitariam despachos de malas desnecessários e, de quebra, sobrariam espaços para aumentarem suas rendas com o transporte de mercadorias.

  • Victor

    O limite de 5kg é ridículo. Na Europa o limite é de 10kg e cabe tranquilamente. 5kg não cabe nada!

    O tal tempo perdido pelas "dificuldades de acomodação de passageiros dentro do avião" não é nada comparado à demora para fazer checkin e espera das malas no desembarque.

    Qlqr pessoa que viaja sabe disso.

    Concordo que tem gente que exagera. Mas viajo mais de uma vez por mês e nunca vi ngm ficar sem lugar pra botar sua mala por conta disso.

    Além disso, há um risco ainda maior de extravio e danos nas bagagens.

    A consequencia disso será uma só:

    Atrasos para fazer checkin + Maior risco de pessoas perderem voos + Maior número de bagagem despachada = Maior faturamento das empresas com emissão de novas passagens e excesso de peso!!

    • RABUGENTO

      O que atrasa mesmo a acomodação dos passageiros é a largura estupenda dos corredores e das poltronas nos voos de hoje.

      Saudade da Varig, Transbrasil e até da Vasp…

      Lembro-me que me acomodava bem melhor.

      Minha mulher agora só quer voar de executiva e nos A330. Nos menores ela reclama.

  • Jonatas

    Sinceramente, eu acho este tempo de 30 a 40 minutos razoável. Não sei como funciona o processo de acomodação das bagagens no avião, mas suponhamos um cenário(terrível) de um voo para vários destinos e em cada escala um sobe e desce de bagagens e que não haja compartimentos separados para cada destino? Quanto tempo se gastaria somente para separar estas bagagens e depois transporta-las e coloca-las na esteira?

  • Ever CWB

    Acho correto, visto que muita gente abusa, o pessoal sempre reclama de tudo mas nunca faz a sua parte, se queremos cobrar tarifas baixas, pontualidade e bons serviços da empresas temos de fazer a nossa parte também.

  • patricia

    concordo por um lado por outro lado não, eu por exemplo gosto de levar minhas coisa de mais valores na bagagem de mão, por questões de segurança. agora eles também deveriam fazer reuniões para garantir a fiscaliza coes das bagagens do passageiro, coisa que eles não fazem. Eu entrei com um processo contra a TAM, nos mês de dezembro eu viajei e trouxe seis malas, paguei um esessso de bagagem de 390,000 reais, e mandei embalar uma das malas que tinha coisa de mais valores e ate hoje está mala não chegou ate a mim. foi um prejuízo de onze mil reais. como que vamos despachar determinadas coisa se não temos segurança que vamos receber nossas malas de volta com segurança. eles deveriam colocar funcionários para conferir os tiks de bagam nas saídas de desembarque

  • Caroline

    Como muitos aí disseram, abusos acontecem dos dois lados (passageiros e companhias). Tudo bem que 5Kg é pouco. Sorte a minha que bolsa de mão posso levar no colo, pq só na bolsa devo carregar o limite, mais mochila com note, não ia rolar…

    Agora, que eu me estresso com aqueles espertinhos… isso me irrita enormemente. Outro dia, entrei por último num voo saindo de BSB, pois minha poltrona era das primeiras fileiras (aí ja começa o bom senso ao meu ver, pois o passageiro do lado foi um dos primeiros a entrar e deve ter trancado todo o pessoal atras) enfim, quando fui guardar minha bagagem, cadê que encontro espaço? E não, não estava ocupado com material da cia. Pior ainda foi depois, quando entrei na conexão, em GRU, fui novamente uma das últimas (corri de um portão ao outro literalmente) e qdo fui guardar… novamente sem espaço!!! Tive que deixar minha mochila umas 5 fileiras mais a frente, então, qdo estávamos para descer, abriram a porta traseira e eu fiquei ali atravancando o corredor, contando com a boa vontade dos outros passageiros para alcançarem minha bagagem… e detalhe, literalmente tinham duas malas, daquelas totalmente despacháveis ocupando os compartimentos. Então gente, bom senso, por favor!!!

    • João Rodolfo

      É isso aí. Sou da mesma opinião. Falta bom senso e civilidade.

  • Fábio Guimar&

    Concordo com a medida tomada sim.

    Queremos nossos dereitos respeitadados mas temos a manía de esquecer que temos deveres.

  • Fatima

    Eu acho que o peso das bagagens estão totamente fora da realidade, uma vez que uma mala deve ter apenas 23 kg,sendo que hj em dia as estação do ano nos faz ter de carregar variedades de roupas e calçados que pesa acredito que se aumentasse para no minimo uns 30 kg ajudaria a evitar bagagem de mão com excesso, e quanto a bagagem de mão acho que no minimo deveria ter 10 kg uma vez que transportamos notbook e outros aparelhos de trabalho para facilitar nossa correria, acho que isso deveria ser pesado apenas na esteira uma vez que somos obrigados a passar por tantos constragimentos nessa parte antes do voo,vcs deveriam reavaliar mais o dia a dia com essa tecnologia .

  • Silvio

    Concordo que seja cumprida a regra, porém, como muitas já citaram, a própria infraero e empresas acabam incitando tal prática. Basta ver a quantidade de extravios e danos as malas e a dor de cabeça que estes problemas nos trazem.

    É muito fácil cobrar os deveres dos passageiros, mas e os direitos? Quanto tempo se leva para recuperar uma mala extraviada ou mesmo danificada nos embarques e desembarque? Sem falar na demora nas restituição da mesma?

  • angela

    se a mala for destruida , a companhia tem que repor ,isto é fato .

    se há demora no despacho das bagagens e o passageiro já sabe do problema ou viaja com a roupa do corpo ou restrinja sua bagagem a uma mochila com poucos ítens, ou se acalma e espera

    O problema é falta de educação doméstica nada justifica os passageiros embarcarem com mala grande como se o fosse bagagem de mão o fosse e usar praticamente todo o gabageiro se ele comprou uma só passagem e o bagageiro é para ser compartilhado por 04 passageiros

    agora se o passageiro comprar 04 passagens ai sim acho justo ele levar toda sua bagagem como se bagagem de mão o fosse , não esta utilizando o espaço nem o direito de nimguem .

  • Nelson

    Acho tudo isso uma grande cortina de fumaça para os problemas que realmente afetam o passageiro brasileiro. Nossos aeroportos são um verdadeiro lixo, os serviços prestados são pessimos. Mas a ANAC e nossas cias aéreas já descobriram o responsável pelos atrasos dos voos: É VOCÊ, PASSAGEIRO!!!!! Limitar o volume da mala, tudo bem, mas o peso também? Ridículo!!

  • Quando alguém diz que 5kg "não é nada", certamente está pensando apenas em si.

    É só multiplicar 5kg por 180 passageiros e já temos 900kg de bagagem embarcada sem despacho, ou seja, sem pesagem.

    Evidentemente o cálculo da distribuição do peso em aviões comerciais, para garantir o balanceamento e o peso máximo operacional de cada aeronave, já contempla essa margem de até 5kg por passageiro. Mas se cada passageiro achar que pode levar mais do que isso, já começa a se criar um peso excedente – não computado – dentro do avião.

    Peso e centro de gravidade em aeronaves são de altíssima relevância à viabilidade e segurança dos voos (há uma explicação sobre isso aqui: http://www.manutencaodeaeronaves.eng.br/principal… – sendo que isso também se aplica a aeronaves de médio e grande porte).

    O engraçado nisso tudo é que tem pessoas que precisam ser fiscalizadas, ou seja, que não conseguem se submeter a uma regra simples que visa garantir a segurança delas próprias.

    As regras sobre o transporte de bagagem de mão não foram criadas pelas companhias, e sim pelos órgãos que controlam a aviação civil. Em geral essas regras são iguais no mundo inteiro, mas pode haver uma variação aqui ou acolá. As que regulam a aviação comercial brasileira podem ser baixadas aqui: http://www2.anac.gov.br/dicasanac/pdf/novo/anac_p

    Além da questão do peso em si, é muito importante o passageiro compreender que numa aeronave se deslocando a 850 km/h, e que eventualmente entra numa zona de forte turbulência, qualquer objeto "solto" na cabine de passageiros pode virar arma letal.

    Os bins (bagageiros acima dos assentos) estão cada vez mais espaçosos, graças aos novos designs internos, mas isso não significa que o espaço cúbico deles deva ser 100% preenchido. Ou que o fato de caber uma bigorna dentro deles torne sensato transportar uma na cabine de passageiros.

    E violação/extravio de bagagem despachada não ocorre apenas no Brasil ou com companhias aéreas brasileiras: isso é um problema mundial – acontece nos EUA, na Europa, na Ásia etc. Nos melhores aeroportos e com as melhores companhias.

  • Alexander

    Se o problema a ser resolvido é a rapidez no embarque, deviam utilizar métodos mais práticos e eficientes, como o do Dr. Steffen:
    http://www.gizmodo.com.br/conteudo/toda-empresa-a

  • João Rodolfo

    Tá correto.

    Vejam a perda de tempo quando as pessoas levam 5, 6 volumes. É mais uma medida pra se ganhar tempo na inspeção.

    E não podemos deixar de pensar em quando os últimos a embarcar encontram os bagageiros lotados porque alguns folgados levam volumes em quantidade e peso acima do permitido.

    Quanto ao fato de ser 8 ou 5 quilos, no contrato de venda das passagens está estipulado 1 volume de até 5 quilos e, ainda, dentro de determinada dimensão. Só que ninguém lê. E só que ninguém barrava.

  • monica

    Realmente é ridícula a posição das empresas aéreas. 5 Kg é pouco. Como disseram os amigos, muita coisa ão dá pra despachar por causa da falta de cuidados das empresas. Sempre rasgam minhas malas(quando não extraviam) e entregam minhas coisas quebradas e malas muuuuuito sujas. Um horror!

  • Luiz Regi

    Duvido que as empresas aéreas cumpram o regulamento. Duvideodó. Luiz

  • Raquel

    Cada viagem, uma mala destruida.

    Deveriam se preocupar com isto tbm.

  • Paulo

    É importante ter as regras e, mais ainda, cumpri-las. Isso vale para ambos os lados. Não há uma decisão que seja tomada com coerência porque se juntam infraero e cias aéreas pra definirem as coisas. Onde fica a opinião do passageiro? Esta foi consultada? Logo essas decisões são tendenciosas demais.

    Será que reduzindo a quantidade absurda de poltronas dentro das aeronaves para, além de te dar conforto, diminuir o número de bagagens a serem guardadas não ajudaria a resolver o problema? Certamente é uma medida que não interessa às companhias. É mais fácil impor uma regra mal formulada e exigir o cumprimento dela por parte dos passageiros. Quem é magro já se sente desconfortável naquelas "poltronas". Quem é gordo mal consegue baixar a bandeja à frente, imagina ficar confortável!

    Voltando ao problema das bagagens, é um absurdo de nossa parte guardar malas grandes/pesadas no compartimento para bagagem de mão. Quem nunca chegou por último e ficou sem/quase sem lugar para guardar sua pequena mochila por conta de alguns exagerados? Eles conseguem ver esse problema, mas não querem ver que o passageiro tem medo de despachar porque sua bagagem corre grande risco de ser avariada/furtada/perdida/despachada em outro vôo. Não querem ver que tem passageiro demais numa única aeronave. Não querem ver que parte do bagageiro está comprometido com itens que não são dos passageiros, logo aqueles que sentam abaixo destes bagageiros terão que ocupar os compartimentos vizinhos. Mais fácil impor um limite de 5kg que só vai dar pra carregar teu notebook ou então tu terás que despachar. Vejo que em breve irão vender franquia de bagagem de mão também, já que quase todo ser humano carrega mais que 5kg na bagagem de mão, geralmente por conta da própria bagagem vazia + um notebook.

    Concordo com a regra (tirando a parte do limite de 5kg), ela tem que existir e ser cumprida, mas também não dá pra fazer vista grossa pra tudo que encadeia esse problema e tentar resolvê-lo superficialmente.

  • Kantynho

    E a questão do laptop? Hoje eles permitem uma mala de mão e uma bolsa de laptop à parte. Será que vão barrar isso?

  • paulino

    tabem precisa de controle de bagagens,nos desembarques,pois niguem cofere nada.

  • Igor

    Prezados,

    Se preparem para despachar seu notebook que tanto você ama e que possui todos os tipos de documentos pessoais armazenados. Mala+Notebook > 5kg. ABSURDO!

    É muito mais justo limitar por volume do que por peso.. ou então dar um limite de peso grande tipo 10-12kg (para evitar que as pessoas coloquem uma mega pedra dentro da mala)

  • Mendonça J&ua

    Ou então eu deve ser o pior dos azarões.

    Acho mais fácil você ser sortuda pois conheço muita gente que também já teve problemas com bagabem.

    Em Buenos Aires também nunca tive problemas. Como coloquei, o problema está nos aeroportos brasileiros.

  • Nelson

    Não estou defendendo a falta de regras, mas que sejam factíveis.Como muitos ja disseram, a mala vazia já pesa de 2-3 kg, ou seja, poderemos carregar mais 2kg.Algém consegue acomodar neste peso o note book, eletronicos,garrafas de bebidas objetos pessoais, uma muda de roupa (indispensável, tendo em vista a grande quantidade de bagagem extraviada)? Se querem uma norma sobre o assunto, então que utilizem uma de padrão internacional. Aliás, aproveitem a ocasião e normatizem também os serviços pelos quais pagamos.

  • Roberto Pereira

    Já que querem rigidez nas normas, quando tiver atraso nas partidas o passageiro deve dar queixa no Juizado Especial contra a Cia e contra a responsável pela fiscalização a ANATEL. Tenho a impressão que os passageiros saem ganhando em grande maioria.

  • Luiz Henrique Rodrig

    Pelo numero elevado de comentarios postados já dá para ter uma ideia da polemica que envolve o assunto. Concordo plenamente que as cias aereas não tem o menor cuidado com nossas bagagens, já tive diversos problemas (extravios, danos, roubo). Utilizo em minhas viagens minha bagagem de mão (sempre que possivel), e obvio que o peso sempre na casa dos oito ou dez quilos. Ultimamente as cias tem verificado isso mais de perto, infelizmente vem olhando apenas por este lado. Voces já tiveram a curiosidade de conhecer uma sala que cada cia tem nos aeroportos onde ficam guardadas as bagagens extraviadas?

    Eu infelizmente já conheci a de Goiania, Uberlandia e Buenos Aires (da Gol e da Tam, separadamente)e fiquei assustado com a quantidade de malas ali encontradas, bem como o estado que estavam.

    Concordo que algo possa ser feito para que tanto passageiros quanto cias aereas otimizem seu tempo e a viagem como um todo, o que não é justo é que apenas o "PASSAGEIRO" (é assim que somos tratados pelas aereas)pague "o pato".

    Medidas internacionais,serviços internacionais seria uma otima alternativa, mas desde que seja VERDADEIRA e nunca unilateral (apenas cobrar pelo excesso não é solução!)Eu particulamente não acredito, mas fica aqui registrado a opinião de mais um "PASSAGEIRO"….

  • O problema vai ser viajar com equipamento fotografíco na Mochila… As Cias não aceitam levar embaixo do avião pois não se responsabilizam com itens caros e frágeis – Ainda mais com tantos furtos acontecendo com as bagagens nos aeroportos. Como fica para nós profissionais da fotografia? Uma mochila com duas lentes mais um laptop já passou dos 5 kilos… Acho que precisaria de uma revisão o sistema, ou muitos prejuizos para a imprensa brasileira ocorrerão…

  • Joyce

    Sou suuuuper a favor! Infelizmente, não é possível contar com o bom senso das pessoas. Só se respeitam as regras quando há punição, então paciência!

    Voo toda 2f e 6f e todas as vezes é a mesma novela com as malas não despachadas se amontoando no Espaco pra maletas. Os passageiros ganharão com essa medida, pois não teremos mais que nos preocupar em entrar primeiro pra conseguir Espaco livre pra acomodar a bagagem.

    Esta com pressa pra chegar ao destino final? Sae em um voo mais cedo!

    Não deveríamos ser penalizados pela folga e falta de cidadania dos demais passageiros!

    • Felipe

      A regra é obsoleta e, para que possa ser aplicada, deve ser revista.

      Limitar o peso da bagagem de mão a 5 kg é absurdo. Dependendo da mala e do notebook, não dá para levar mais nada . Nem mesmo uma roupa de inverno para quem vai para o sul.

      E nem dá para dizer que o limite de peso é por causa da segurança. A Easyjet, por exemplo, que já tem em todos os aeroportos que opera os equipamentos para medir o tamanho das malas, não limita peso.

      Não acho que os passageiros irão ganhar com a medida. Ao contrário, irão perder mais tempo esperando no check in (que obviamente, com mais pessoas despachando malas, ficará mais demorado) e alguns ainda correrão, sem necessidade, o risco de ter malas extraviadas ou destruídas destruídas.

      O problema da falta de espaço a bordo poderia ser facilmente resolvido com a limitação no tamanho das bagagens (sem limitação do peso) ou, como fazem algumas companhias, com a própria tripulação remetendo as malas para o porão da aeronave caso falte espaço.

  • KDM

    Cara Luiza, a diferença é que o preço de uma passagem de 1ªclasse corresponde a mais de 10 das de economica, e nimguem que viaja de 1ª leva aquela tralha que a maioria dos de economica leva. Acho otimo esta nova norma(aqui no Brasil, quem não gostar que viaje de onibus, carro,caminhão de mudança…

    • Elker

      KDM,

      se você não gosta do jeito que está hoje pq não viaja de táxi aéreo? É bem mais rápido!

      • Jordana

        Caro KDM, as regras para a bagagem de mão seriam válidas inclusive para a 1ª classe, ou o nobre sr. não leu o trecho que diz que a fiscalização poderia ocorrer inclusive no setor de raio-X? Além disso vejo que sua capacidade monetária 10x maior do que a da população média não o ajudou a ser uma pessoa mais educada, não é mesmo? E realmente, se as "tralhas" daqueles que pagam 10vezes menos para chegar ao MESMO DESTINO E ao MESMO TEMPO te incomodam tanto assim, há sempre as opções de táxis aéreos.

  • Luiz Henrique Rodrig

    Larissa, apoio plenamente! Medidas internacionais e serviços idem….Dez quilos de bagagem de mão seria uma excelente alternativa, como na Europa. Vamos seguir os bons exemplos!!!

  • paulo j m

    Gente esta fora de controle as malas de mão tem gente trazendo mochila e malas não tendo espaço no bagageiro , as suas malas tem que ficar três bancos atras de vc quando tem lugar, tb isso é um absurdo, vamos despachar as malas já.

  • Paula

    Em todas as ocasiões que observei os "excessos", notei que as pessoas trazem diversos pacotes na bagagem de mão pois não há mais lugar na mala despachada. Na única vez que fui aos Estados Unidos, na volta, uma família ocupou um espaço imenso, trazendo até uma impressora numa sacola, carrinho de bebê, almofadas e bichos de pelúcia.

    Todas as vezes que vejo a "falta de noção" tem a ver com não querer pagar excesso de bagagem regulamentar e tentar socar as sobras das compras na bagagem de mão.

    O que acho é que poderia ficar mais claro quanto custa uma mala a mais, ou uma caixa despachada, pois muita gente fantasia que é um preço absurdo e que não compensaria sair do país para fazer compras e pagar excessos. O mesmo para os impostos da alfândega.

  • Oscar Luiz

    Nos EUA, o passageiro pode levar a bordo duas malas, sendo uma carry on de até 18 kg (!) e uma pequena para ir debaixo da poltrona na frente.

    Em compensação, a bagagem despachada é paga. Se não tiver mais espaço nos bagageiros, eles despacham de graça na porta do avião.

    • Jordana

      pois é, o problema todo é esse…..5kg não dá para nada, está totalmente fora dos padrões internacionais. Mesmo nas cias low cost na Europa, é permitida 1 bagagem de mão de 10kg. A insegurança ao despachar a bagagem nos faz (com toda a razão) querer carregar o máximo de coisas possíveis à mão, especialmente os objetos de valor. Com uma redução drástica dessas, seríamos obrigados a despachar mais coisas visadas pelas pessoas que têm acesso à bagagem. Fora que, quanto mais pesada a mala despachada, mais ela é maltratada……não adianta colocar advertência de frágil, não raramente sua mala chega completamente quebrada ao destino, e as cias diversas vezes se esquivam de pagar pelo prejuízo. Por que não se preocupam em ter uma rigidez maior no controle das malas despachadas? Ao invés disso, preferem prejudicar ainda mais os passageiros. Se ficarmos quietos e conformados, o próximo passo será começar a cobrar pelas bagagens despachadas também.

  • Oscar Luiz

    Ontem eu peguei um voo CGH/POA da Gol, e tinha uma moça que levava mala, bolsa e mochila de notebook. A mala dela estava tão pesada que não conseguia colocar no bagageiro. Fui ajudar, e parecia que tinha um corpo dentro!

    Chamei a atenção da comissária e ela disse que isso não era problema dela.

  • Tania L,

    Concordo com a preocupação de segurançca dos passageiros, apesar de que só 2 kg ou mais vâo das bolsas vazias.Então ficam as minhas perguntas:

    1- Porque não colocar o mesmo peso das empresas aéreas internacionais?

    2- Porque nâo há tanta preocupação com a safadeza com a bagagem despachada dos passa-

    geiros que são furtadas descaradamente de dentro de suas malas ?

    3- Será que a infraero e as empresas aéreas não querem enchergar o problema dos passageiros ou só querem ver o lado deles?

    4- Será que os passageiros ao transportarem a maioria dos seus pertences em mãos não estão querendo ter a certeza que vão chegar ao seu destino com seus devidos pertences?

  • Paulo Menezes

    Finalmente uma medida que vai evitar que muitos passageiros transportem a pia do banheiro como bagagem de mão.

    É notorio em muitos vôos que excessos acontecem e sem nenhuma consciência muitos passageiros exageram ao levar grandes malas entupidas de trecos e afins como bagagens de mao. Colocam como bagagem de mão desde tacos de golfe, pranchas de surf, varas de pescar, e malas e malas ou sacolas gigantescas como bagagem de mao sem levra em conta o quesito de segurança no ambiente das cabines uma vez que muitos lotam os bagageiros de mão unicamente com suas vassouras, varas de pesca, sacolas gigantes impedindo o uso devido e seguro de quem seguea as regras de segurança aérea. Já vi vôo aqui em Manaus para Tefé em que um passageiro levava varias sacolas gicantes com camisas para um veredor do referido municipio de Tefé mas uma grande quantidade de paneiros de farinha. Um descaso total da fiscalização sem levar em conta o risco ao voo com tantas sacolas que sao colocadas debaixo dos assentos sem nenhuma segurança, soltos e colocando em risco toda a aeronave. Há de se ter uma legislação que coiba o excesso por parte dos passageiros quanto aos objetos ou sacolas de mão.

    O correto seria o passageiro – caso tenha – muitas bagagens despachar antecipadamente para evitar transtornos no embarque e desembaraque deviso a esses exageros.

    Sucesso na proposta !!! e passageiros paneiro e taco de golfe e varas de pesca – nao sao bagens de mão!!!!

    Paulo Menezes

    usuário de vôos reginaia no interior do Amazoans e centro oeste, sudeste e sul do Brasil… já vi de tudo….

  • Adriano

    É uma pena ver a Infraero defendendo interesses das companhias aéreas.

    O atraso não é decorrente de grandes volumes.

    Não precisa ser muito inteligente para perceber que a fiscalização intensa da Infraero visa aumentar a renda das companhias com excesso de bagagem.

    O pior é que ninguém defende o fato que somos praticamente forçados a levar o máximo possível na bagagem de mão, afinal, os riscos de extravio, danos na bagagem e furtos, são reais. E bota realidade nisso.

  • Sergio

    Concordo inteiramente! A Infraero tem mais é que se preocupar com isso mesmo. Os aeroportos operando fora da capacidade, o passageiro esperando 1 hora para embarcar e mais outra para desembarcar (quando isso não ocorre na pista) somado a mais meia hora de atraso na entrega das bagagens, quando essas não chegam violadas ou danificadas, é bem menos importante do que o tamanho/peso da bagagem despachada. Não vou nem incluir no comentário a infraestrutura dos aeroportos brasileiros…piada!

  • Sergio

    Realmente Angela, nós não temos que nos preocupar com o atraso das cias aéreas, temos é que comprar uma passagem para viajar mais cedo, independente do horário. Não temos que levar bagagem de mão, pois os bagageiros são para levar uma necessaire ou objetos pessoais dos tripulantes. Enquanto existir brasileiros com esse pensamento submisso e sem exigir seus direitos, vamos continuar tendo os nossos (pequenos) direitos ceifados. Não é nada pessoal contra você, mas contra seu pensamento de colocar a culpa toda nos passageiros e esquecer as obrigações das cias aéreas e da ANAC.

  • enyey

    Ate que enfim pensaram em melhor conforto no desembarque, acabando com estes paus de araras, e tao facil despachar a mudança.

  • Isabella

    Finalmente! Nem falo só do peso (que acho pouco), mas da quantidade. Tem gente que viaja com 4 ou 5 frasqueiras (ou mala pequena, ou qq coisa de mão). Já vi isso acontecer em vários aeroportos, em várias cidades e principalmente na TAN.

  • Mirian

    Sempre levo na mão pra evitar mesmo. É por causa desses descasos com nossa bagagem que só despacho quando não tem jeito. É agora que os arrombadores de mala farão a festa. E o tempinho pra pegar a mala no aeroporto? Vai triplicar….

  • Jehmysson

    Pelo menos a bolsa de notebook tem que ser permitido!

  • Suellen Almeida

    Poxaa!!! Tentei embarcar SSA-BHZ com 1L de pimenta e eles não deixaram!! Ficou lá minha pimentinha… =(

  • Thales

    "Cuja a soma" não dá né?! Cuja soma.

  • Outro Felipe

    Vocês sabem por que demora tanto pra pegar bagagem? Porque o avião tem prioridade. SEMPRE!

    Enquanto o avião manobra, o carrinho de bagagem tem que esperar. Enquanto o avião está encostando na ponte com o mecânico embaixo balançando as plaquinhas, as malas têm que esperar. Imaginem agora no horário de pico com 15 aeronaves manobrando ao mesmo tempo? Chega a dar fila de 10 carros esperando os aviões passarem para poder entregar as malas. E sabe o que acontece se o operador passar? A INFRAERO toma a credencial dele e manda ele fazer um curso de reciclagem que só tem uma vez por mês. Se o curso tiver sido no mês anterior, o coitado fica um mês sem poder dirigir e ai, com menos um motorista ,demora mais ainda pra bagagem chegar.

    Tem tanto avião na pista que não cabe e tem q ir avião pro terminal de carga, que fica longe. Como a maioria dos aeroportos tem limite de velocidade de 30, 40km/h, imaginem o tempo que gasta para fazer varias viagens para descarregar os cada vez maiores aviões. Quem fala q a bagagem nao demora é porque chega no aeroporto vazio.

    Sabiam que a responsabilidade de consertar a mala é da empresa que coloca as malas lá e não da companhia aérea? Por isso q eles não tão nem ai, se estragar a mala não serão elas que vao pagaro conserto. Mas nao para por ai. A responsabilidade é de quem tira a mala do avia e nao de quem coloca. entao eles poem de qualquer jeito, pq se estragar, é o bobao que entrega a mala pro passageiro q paga, nao ele.

    Com relaçao a bagagem de mao, sou totalmente a favor de verificar os tamanhos e quantidade, mas a questao do peso é ridicula. alguem sabe quanto pesam 4 camisetas? e um tenis?ja tive que despachar bagagem por causa de 3 camisetas. ridiculo!

    • Aline

      Somente no Brasil que temos esse problema de demora para retirar as bagagens ou avarias nas malas. Em outros países, mesmo os mais pobres não existe esse problema. Já viagei para Asia, Europa e America do Norte e nunca tive problemas. Aqui realmente eu tento viajar somente com a bagagem de mão, e por esse motivo sou contra essa medida de restringir somente os 5kg permitidos. Sinceramente me dá muita preguiça de voar doméstico… É lamentável o sistema de bagagens da Infraero.

  • carlos augusto gomes

    o note é considerado fora da bagagem de mão

  • Rubens

    Acho sim justo levarem mais a sério essa questão, mas acho também que deveriam ter mais cuidado com as bagagens… Cada conexão que tu faz é um pedaço da tua mala que fica… Alças nelas ja nao existem mais ao fim da viagem. #´ridiculoisso!

  • Vitor Borges

    Outra questão importante é quando o passageiro que despachou uma mala, perde o embarque. Ano passado fiz dois voos com a TAM para GRU-LIM e GRU-MVD em Julho e Agosto, e em ambos o atraso foi superior a duas horas porque tiveram de procurar malas de passageiros que não estavam a bordo. Se todos tiverem de despachar mesmo bagagens que em outros países são aceitas, a incidência de atrasos poderá inclusive aumentar, afinal quase sempre há passageiros que perdem o voo. Além disso, as etiquetas de prioridade de bagagem da TAM aqui no Brasil e fora simplesmente não funcionam.

  • Moacir

    Preparem-se…
    É o primeiro passo para cobrarem por QUALQUER bagagem despachada…
    Fazem essa medida, depois dizem que "graciosamente vão aumentar o limite para 8 ou 10kg, permitindo agilidade, blá, blá, blá e depois cobrarem por toda bagagem despachada.

  • Mário S&eacut

    Já pararam para pensar o porque de se levar a bagagem consigo? É simplesmente para evitar que a mesma seja mutilada, extraviada ou mesmo violada. Quando passarem a respeitar os nossos pertences como todo mundo gostaria que fosse, todo usuário acreditaria no sistema de despacho. Sem querer ser engraçado, observem em detalhes como nossos pertences são movimentados nos aeroportos: com certeza as pessoas encarregadas destas tarefas, dariam bom arremessadores de pesos em qualquer olimpiada.

  • Jordana

    5 kg é um limite completamente ridículo…..realmente não é o limite padrão dos outros países. Se não fizermos nada a esse respeito, o próximo passo será começarem a cobrar p/ despachar a bagagem. Mais uma vez, é a corda arrebentando par ao lado mais fraco: os passageiros da classe econômica.

  • Fernando

    Concordo com a Susie. Qual será o cuidado com a nossa bagagem despachada? Minhas malas todas já foram destruidas em poucas viagens.

  • Marco

    Ao autor do artigo, cm não é unidade de volume e sim comprimento (distância, perímetro, comprimento).

    Parabéns àqueles que fazem o Melhores Destinos.

  • Jorge Gaudéri

    Fala sério!!!

    Faço minhas as palavras de quem escreveu: …"um erro não justifica outros"… .Para os "sabichões" de plantão, tudo deve ser permitido, em nome das mais estapafurdias justificativas. Estragos, violações, demoras, etc. devem ser objeto de reclamação formal junto às cias. aéreas e aos órgãos de fisclaização! Não dá para aguentar quem tenta justificar o injustificável! Se a norma existe, tem sim que fazer cumprir! Ou fazer algo (quem se dispõe???) para mudá-la! Os mesmos que hoje pregam a "liberalidade" total, serão os primeiros a bradar indignação quando alguma das enormes "tralhas" hoje transportadas livremente, provocar danos à alguém!

  • Tem cada uma!!! De de São Paulo para Natal, entrou um passageiro de bermuda, camiseta regata,chinelo de arrasto,barbudo, de óculos escuro e com uma mochila preta nas costa. De onde ele vem não sabemos, mas que desceu em Natal e todos com medo dele, sim.

    Vocês num acham que tá na hora de também mudarem as regras nas vestes de quem viaja?

  • Jordana

    Rodrigo, você está coberto de razão. Realmente a principal preocupação aqui não é com o volume, que obviamente deve mesmo seguir padrões razoáveis. A grande questão é que 5kg está muito abaixo do usual, e torna praticamente impossível uma viagem sem despachar a bagagem (ainda que curta), o que retardaria ainda mais o check in, já tão ineficiente.

  • José

    Está certo. eles conferem o volume. O que eu reclamo são os kg. Só a mala padrão(vazia) pesa 1,8kg.

  • Giovanna

    Acho que tudo é bom senso…

    Não precisa prejudicar a fila de check-in e/ou embarque medindo e pesando as bagagens de mão.

    Mas tbm os passageiros não devemos levar bagagens grandes demais, atrasando o embarque/decolagem.

    Todo passageiro sabe o "padrão" de uma bagagem de mão. É só ninguém abusar. Eu prefiro levar minhas bagagens comigo, mas quando viajo com uma malinha maior (e mais pesada), entendo que "devo" despachar, pra não atrapalhar o embarque.

    Bastaria o bom senso. Como o povo não tem, precisamos da lei…

  • Wagner

    Favorável com certeza. Tem vôos que faltam espaço nos compartimentos, além do tempo para embarque e desembarque. Quanto ao problema de destruição das malas, basta exigir seus direitos. Pequenas causas resolve isso rapidinho. Experimentem que melhora para todos.

  • bozoh

    3kg de mala de mão vazia, só se for aquelas com rodas, mas ai deixou de ser "de mão"

    • guilherme

      Nao vou nunca despachar computador, camera fotografica, eletronicos pequenos, …

      Fora que quando tenho pouca bagagem prefiro mesmo nao despachar. Os serviços de malas sao lentos, vulneráveis e despreocupados com o conteúdo ou malas.

      Já experimentaram aguardar por malas em BSB, capital federal? O serviço de malas mais lento do mundo!!!

  • Jordana

    O fato de a bagagem de mão ser tão restrita poderia até adiantar em alguns poucos minutos o embarque….porém, certamente atrasaria, E MUITO, o check in, já que praticamente 100% dos passageiros teriam que ficar nas filas (já enormes mesmo atualmente) para despachar a bagagem.

  • Denis Carvalho

    Marco, boa observação, mas é melhor mandar à Anac, já que é a unidade que consta na resolução oficial.

  • ilca abreu

    Em realidade, tenho uma valise tamanho padrão pra ir dentro do avião, só que, qd vou passar no check in em geral tem 8ks e já não deixam passar. Se a valise vazia pesa 3ks…copiam as coisas dos países desenvolvidos qd chega a parte boa pra gente cortam pela metade. Eles devem saber que já passamos desse tempo de boboca.

  • Sério? Esta informção está correta? Viajo quase toda semana e não sabia disso… Sempre carrego uma mochila com notebook como minha "bolsa" e uma mala pequena..

    Eu gostaria de um post esclarecendo essas regras, com essas peculiaridades como a citada acima!

  • Ana

    Sim Felipe, como eu havia dito, é muito triste quando eles arremessam as nossas bagagens. Cada vez que viajo minha mala perde um pedaço…

  • sarah

    Fico pensando quando e vôo de conexão.Vir de outro país onde se pode bagagem de mão com 8kg e chega em são paulo para pegar conexão para outro estado como fica.

  • guilherme

    Concordo plenamente. A Infraero deveria estar se preocupando mais com sua estrutura precária, sua desorganização, falta de pessoal e infra, e nao em punir e arrecadar mais dos passageiros.

  • guilherme

    Tempo para embarcar? Piada mesmo, nao é? Nem ao menos embarcar certas poltronas 1o, como as do fundo, ou embarque por zonas nos avioes, como os americanos fazem, acontece aqui. As companhias nao tem preocupacao e organizacao nenhuma quanto a isto. Ja perceberam tambem o desrespeito as prioridades? É tipo: 'passageiros idosos, com criancas, dificuldade de locomocao, portadores dos cartoes fidelidade rosa, verde e azul, dos cartoes de credito banco de marte, banco solar e banco do planeta solar, ….' 'empurrem os outros passageiros, se embolem ai na frente, e passem na frente dos outros usando dos seus proprios meios porque o embarque já comecou! Virem-se ai, povo maldito!" 🙁

  • Soraya Gutierrez

    Se eles conseguirem fiscalizar apenas o tamanho da bagagem já será de grande utilidade, pois muitas vezes não temos nem como acomodar nossa bagagem devido aos volumes de outros passageiros que ocupam muito espaço nos bagageiros!

  • odulia

    Concordo com limites na bagagem de mao pelas empresas. Infelizmente as pessoas nao tem educaçao, levam volumes de varios tamanhos e pesos, nao se importam se vao ocupar o seu e ainda o espaço do outro. Penso que tbem para nao pagar excesso de bagagem. Vê se qdo.veem dos EEUU eles descumprem as normas…A questao é EDUCAÇAO e o jeitinho de ter vantagem…

  • Oscar Luiz

    Nos EUA o limite da carry on é 18 kg.

  • Oscar Luiz

    11 mil reais? Daí você estava forçando né? Deveria ter mandado com seguro. Ou despachado com carga.

    • Victor

      Para fins de alfândega, só pode entrar no Brasil sem despacho aduaneiro se transportado como "bagagem".

  • Oscar Luiz

    Tu não tá falando sério, né?

    • Victor

      Espero que não… Se for sério, ele deve ser daquele grupo contra "gente diferenciada".

  • KDM

    Não viajo de taxi aereo porque a 1ªclasse me basta, é muito confortavél,com bastante espaço e um atendimento impecavel(TAM), agora acho que quem não entedeu o que eu disse foi vc cara Jordana, que deve fazer parte do grupo das "SACOLEIRAS" aereas!!!

  • Eliana

    Tenho a mesma dúvida do Carlos A.Gomes: o computador portátil é considerado à parte da bagagem de mão? E ainda: um violão pode ser barrado porque excede ao volume de 115cm? Pode o computador portátil mais um violão? E concordo com o Paulino: ELES NÃO CONFEREM A BAGAGEM NA SAÍDA, PORTANTO, FICA FÁCIL ROUBAR A BAGAGEM DOS OUTROS!!!

  • Eliana

    Concordo. A dificuldade é grande quando fazemos voos internacionais com escalas e depois, dentro do país, o 2º voo não tem as mesmas regras dos voos internacionais, limitando ainda mais a bagagem. E aí o que fazer? Vou agora de Lisboa para Fortaleza com determinadas regras e depois, de Fortaleza para Belém as regras já são mais limitativas. O que fazer?

  • Victor

    Fiscalizar tamanho tudo bem, mas o peso é palhaçada. Tem que ser que nem nos EUA, onde a bagagem de mão não tem limite de peso, só de tamanho.

    Aproveitando o assunto, o brasileiro também é mala. Viajei nos EUA com minha mala de mão (que está dentro do tamanho permitido) sem problemas, quando peguei o voo internacional para o Brasil foi difícil acomodar porque as madames ocuparam todo o espaço com suas bolças. Duas bolças que veriam estar embaixo do assento ocupando espaço de duas carry-ons… Empilhei-as no canto e ocupei o espaço!

    • Victor

      em tempo, bolsas :$

  • Deyse Araújo

    Pois bem, deveriam se preocupar com coiass mais importantes como extravios de malas, meu filho até veio de viagem e a mala foi extraviada. E aí quem garante que vai estar completamente com tudo que ele estava trazendo? Pois se há falta de controle não? Espero que apareça a mala dele e que esteja tudo que ele trouxe,acho ridículo quando temos que colocar cadeados nas malas e ou outro tipo de lacre. Absurdo mesmo, falta de respeito com os passageitos.

  • FABIO

    ato típico da infraero anac e companhias aéreas que naum resolvem os grandes problemas da aviação brasileiro e ficam interferindo onde não há necessidade…

  • Luciana Ribeiro

    Concordo com aqueles que falaram das pessoas sem noção e mau educadas que ocupam o seu espaço e o dos outros. Quando voltei de Foz do Iguaçu agora em maio, tive o maior problema para acomodar minha bagagem de mão, diga-se, dentro do limite permitido, pois pessoas que nem era da minha fileira tinham acomodado seus "grandes" volumes ali. Vi pessoas com malas de rodinhas enormes entrarem no avião. Um absurdo!!! Que é um saco esperar a bagagem na esteira é, mas despachar a bagagem é o mais correto a fazer quando se carrega um monte de tranqueira.TEM QUE HAVER FISCALIZAÇÃO SIM!!!

  • Victor Barros

    Antes tarde do que nunca, a prioridade deve ser a segurança de voo, e tudo isto faz parte para que possamos ter um voo mais seguro possível, mais investimentos e a fiscalização adequada no que diz respeito ao tema aqui discutido poderiam facilitar e pôr em prática tudo isso. Obrigado

  • anne claire

    É ei feita por ladrão para beneficiar ladrão!!!

  • Bruno

    Isso é ridículo. Então voce pode levar seu note e um agasalho e já dá os 5 kg, mas pra quem passa no free shop pode levar 12 garrafas de bebidas e o que mais comprar.

  • Bruno

    Isso é ridículo. Pra quem está precisando de agilidade pelo menos 10kg nao fazem nenhum mal. Ok, excessos devem ser evitados, mas me digam…porque eu so posso viajar com meu note e um agasalho e quem passa no free shop pode levar o peso de 12 garrafas de bebidas de vidro mais tudo mais que comprar a bordo???????????????????????

  • Marco

    Denis, a portaria citada da Anac está com o texto correto. Eles não definem o volume, mas sim a soma da altura + largura + comprimento.

    Veja que na Seção IV do Art. 42 alínea a) eles escrevem: "que o peso total não exceda a 05 (cinco) quilogramas e que a soma de suas dimensões (comprimento + largura + altura) não seja superior a 115 (cento e quinze) centímetros."

  • Marco

    Giovana, cada um tem o seu bom senso. A sociedade precisa é de regras bem definidas, fiscalização eficiente e punição exemplar.

  • Marco

    Victor, a colocação do Walter Leite não lhe permite caracterizá-lo como pertencente a algum grupo. Conheço um dos maiores especialistas em segurança na aviação que só viaja de boné, camisa com manga longa e calça comprida, tendo em vista que o avião possui muito plástico no teto em seu interior e em caso de incêndio a consequência é clara. Não digo que seja o exemplo a seguir, mas exigir calçado fechado pode ser uma boa medida.

  • jcraz

    Viajarei mes que vem e preciso levar um aparelho de ultrassom médico que pesa 9kilos. Posso pagar excesso para bagagem de mão?

    Não vou despachar um aparelho de R$80mil. O que posso fazer?

  • Felipe Marques

    Vou repetir o que falei no Facebook, e já apontado por outros aqui nesta page: 5 kg é muito pouco. O bin, porta-bagagem, etc., aguenta muito mais. Além disso, as regras em outros países dão direito a um limite de peso muito maior. Lá fora, equipamentos esportivos como raquetes, esquis, tacos de golfe, dentre outros, são levados como bagagem de mão, e é de interesse da companhia aérea que o levem como tal, pois isentam a companhia de ser a responsável pela guarda destes itens, que são frágeis. Os voos atrasam no Brasil, porém não por culpa da bagagem de mão. Esta medida prejudica severamente o passageiro, e sem justificativa razoável, pois os atrasos são por culpa das próprias empresas aéreas e da infraestrutura aeroportuária. Eles estão colocando a culpa em cima do passageiro, querendo aumentar a lucratividade em cima do usuário, em vez de se reunirem com a Infraero para resolver problemas de alçada exclusiva deles. Uma mala com as dimensões especificadas, se preenchida só com folhas de sulfite, vai ter mais de cinco quilos. Quer dizer, este limite penaliza tanto o executivo que queria levar uma muda de roupa e um tênis junto com seu notebook e os papéis necessários ao seu trabalho (folders, prospectos de negócios, material institucional de sua empresa, que são valiosíssimos, pois contém informações confidenciais e insubstituíveis), quanto o passageiro de baixa renda, que ainda vai, com seus pertences pessoais mais valiosos (e às vezes únicos) dentro do avião, porque as companhias não garantem a entrega sem dano da bagagem despachada. Só aqui que o macaco rouba, esfola e come a banana, e dão um jeito de colocar a culpa no cacho… 🙁 Dislike e thumbs down x 1000!!!

  • Vcs já olharam a bagaguem dos comisarios de bordo piloto e outros, duvido se pesa cinco quilos. Só se aquelas bolsas estiveren vasias.

  • Por que não colocou em baixo do assento?

  • Andre

    Eles estão se preocupando com o tempo de check-in já que o volume de pessoas irá aumentar para despachar as malas? Se a preocupação é somente com atraso, eles estão esquecendo de um bom detalhe..

  • Guilherme

    Taí um bom exemplo de alguém que deixa o dinheiro inflar seu egoísmo… Aliás, o que alguém que não se preocupa com quanto gasta faz num site como este? Ehhh, que eu saiba aqui se fala de promoções e direitos aos consumidores, nada que pareça interessar a este tal KDM. No mínimo contraditório!

  • Lucia

    So a mala vazia pesa 3 kilos, o lap top mais 1 kilo, mais o pijama, cosmeticos, creme dental… um livro, maquina fotografica. Menos de 8 quilos fica muito complicado. E a bagagem despachada as vezes leva dias pra ser encontrada, e geralmente chega quebrada, as vezes aberta, com o zipper estragado…

  • Lucia

    Os avioes que voam no Brasil nao sao diferentes dos que que voam no estrangerio, no brasil nao sao piores e mais frageis, aguentam a bagagem de mao de 10 kilos como aceitam muitas companias internacionais. O tamanho e a quantidade de volumes é importante, e muita gente abusa sim, mas poderiam controlar os abusos, e mudar esta lei para algo mais razoavel, como 8 ou 10 kilos. 5 kilos não tem razao de ser.

  • Denis Carvalho

    Acho que a melhor saída é despachar, mas fazer um seguro. Consulte a empresa aérea sobre este procedimento, em geral você tem que fazer uma declaração do valor despachado e contratar o seguro no check-in.

  • hugo vargas soliz

    Dizer que essa medida irá agilizar mais o embarque dos passageiros… RIDÍCULO!!!

  • Luiza

    hahaha é verdade, corrigi o erro matemático, o português é com você.

  • Tainá

    Ninguém precisa de sacoleiros dentro dos vôos, mas 5kg é uma piada! Quanto as medidas é muito válido e relativamente fácil de se cumprir já q a maioria das malas pequenas já são fabricadas dentro dos padrões mais utilizados internacionalmente.

    Quer evitar atraso? É aprender que o jeitinho brasileiro não cabe em qualquer circunstância (que fique claro que não sou a favor de total inflexibilidade, mas tem limite!). Quantas vezes já não se ouviu chamar inúmeras vezes por um mesmo passageiro? O vôo tem hora! Não chegou a tempo? Azar! Cabe a cada um fazer a sua parte.

    Nós brasileiros pecamos muito na pontualidade.

    Não me importo em liberarem um passageiro caso o vôo já esteja atrasado, mas daí a atrasar o vôo por conta de passageiro não dá.

    E as empresas aéreas devem ser cobradas com mais rigidez quanto ao cuidado com nossas bagagens. E nós precisamos ser mais pacientes porque, muito provavelmente, maior cuidado com nossas bagagens implicará num maior gasto de tempo no desembarque.

    Lembro que quando criança meus pais sempre guardavam os comprovantes das malas despachadas com cuidado porque na saída sempre se conferiam os números. É sacal? É! Mas é o que nos garante a segurança de não irão sair com a nossa mala. Do jeito que está hoje, só não rouba mala alheia quem não quer.

    Esquece-se constantemente que exigir direitos também exige que se cumpra com seus deveres. E é impossível agradar a gregos e troianos. É preciso ser sensato.

    Até onde sei, poucos seriam os que reclamariam se, apesar de um desembarque demorar até 20 min as malas chegassem impecáveis, fosse conferidas na saída e os vôos não atrasassem. Pois por mais que a saída demorasse, seríamos capazes de calcular o tempo a ser gasto e nos agendar de forma a não nos atrasar para outros compromissos.

  • Alvaro

    Viajei pela TAM no trecho Miami – São Paulo semana passada e infelizmente essa "regra" dos 5kg estava sendo cumprida com total rigor… Tanto que discuti com os funcionários do balcão, mas no final não teve jeito: tive que reduzir as bagagens de mão ao limite de 5kg e distribuir o peso excedente nas malas despachadas.

    É fato que algumas pessoas exageram na bagagem de mão, mas também é fato que 5kg por pessoa é um limite ridículo! Como já foi postado, a maioria das malas DE MÃO pesam uns 3kg vazias, mesmo as menores, que se enquadram em todos os limites de tamanho; é fato também que todas as companhias internacionais admitem limites de peso maiores (ex: 8kg, 10kg) E operam na regra de 1 mala + 1 item pessoal.

    Porém parece que, pra variar, as empresas brasileiras estão resolvendo os problemas do jeito mais comum e mais fácil: que se dane o cliente!

  • Mendes

    Se as malas demorassem menos no desembarque as pessoas nao teriam tanto panico para despachá-las. Mas concordo plenamente que devem fiscalizar as bags de mao, há voos que nao há lugar pra guardar mala pq pessoas levam 3 volumes e ocupam todo o compartimento.

  • Maria Beatriz Rocha

    Concordo existem pessoas que levam sacolas para dentro do avião que é um absurdo. Passam mesmo do limite que deveria ser cobrado.

  • sarah

    Não viajo muito, e quando decido é repentinamente. Nunca vi problema em despachar, mesmo tendo uma péssima experiencia na minha primeira viagem, onde minha mala voltou completamente danificada, e a demora na esteira foi horrenda, cerca de meia hora até minha bendita mala aparecer do além.

    Desde então passei a viajar com uma simples mochila e uma bolsa. E sempre despachava a mochila. Mesmo que na maioria das vezes ela voltava horrorosa, mas enfim… o que mais me encomoda é o fato dela aparecer meia hora depois.

    Desde então passo a levar como bagagem de mão. Com absoluta certeza se tomassem maior cuidado com a bagagem despachada e com a agilidade para ela finalmente retornar ao seu dono e maior fiscalização na saída, muitos optariam pelo despacho sem problema algum.

    Mesmo sendo obvio que várias pessoas exageram MUITO na bagagem de mão, defendo a hipotese de que melhorando outros aspectos (especificamente no despacho e nao na bagagem de mão) tais problemas seriam facilmente quitados.

  • LUCIANA PORTO

    Até que enfim este problema vai acabar.

    Tem passageiro que leva uma mala imensa como bagagem de mão e as cias não falam nada.

    Está passando da hora da infraero tomar uma providencia. Do jeito que está não dá para continuar.

    Parabens…

  • Muita gente vai reclamar, mas ao meu ver é algo muito justo.

    Tem gente que abusa do tamanho e causa o maior transtorno.

  • Marcelo J

    toda viagem que vc compra o o trecho completo exemplo

    miami – florianopolis.

    este voo tem conexao em sao paulo ou outra cidade.

    as regras de bagagem, pesos das malas sao as regras do voo internacional. sempre que vc tenha adquirido o trecho completo, agora se vc comprou miami – sao paulo, e separado florianopolis ai nao tem choro.

    mochila com notebook nao e bagagem de mao. (isto em qualquer companhia,) ja viagei por companhias no brasil, argentina, mexico, usa e europa, e a mochila com o note nao e considerada bagagem de mao, assim como as bolsas das damas. nao sao considerasdas bagagem de mao

  • Raquel

    Decisão que ao mesmo tempo que é justa é também complicada… Desde que furtaram objetos dentro de minha mala despachada, NUNCA MAIS despachei uma mala… pois ainda não estão resolvendo esse problema. E quando isso ocorre, note que o discurso das cias aéreas é sempre o mesmo: "a responsabilidade é sua senhora." Desde então sigo a risca o conselho dos funcionários mal pagos levo a bagagem comigo, já que sou eu a responsável.

    O bom é que aprendi a reduzir o que levar numa viagem.

  • André Dutra

    Simplesmente ridículo!! A Infraero é obsoleta, os aeroportos são péssimos e colocam a culpa nos clientes?? Viajens pelo Canadá pude levar 2 malas de mão. Sendo uma de 16 e outra de 10kg. O desembarque foi rápido e fácil, sempre. Agora aqui, ninguém quer resolver o problema, só jogar a corda pro lado mais fraco!!! E tem gente que acha isso certo!!!

  • Levi Carlos

    Pessoal preciso transportar uma peça de decoração redonda que mede 43cm de diâmetro por 15cm de altura, esta peça precisa ser transportada como bagagem de mão devido a sua fragilidade, o peso é inferior a 1 kg. não sei a profundidade do compartimento de bagagem da aeronave da Tam A320 para saber se dá para levar pro interior da aeronave, tentei junto ao call center da Tam e não consegui, tentei o google tbm sem êxito, alguém pode me ajudar?

  • Henrique Silva

    Até hoje nada.