Anac facilita a liberação do uso de celulares e outros eletrônicos durante voos no Brasil

Denis Carvalho 30 · outubro · 2014

A Anac vai facilitar o processo de liberação do uso de aparelhos eletrônicos, como celulares e tabletes, durante todas as fases dos voos no Brasil. A agência publicou hoje no Diário Oficial da União a Instrução Sumplementar 91.21-001, que torna mais simples o processo de solicitação de autorização pelas companhias aéreas brasileiras à agência. Hoje, a GOL também divulgou que fez a solicitação para a liberação dos aparelhos junto à Anac – a TAM já havia apresentado o pedido há duas semanas.

Entre os chamados dispositivos eletrônicos portáteis (Portable Equipment Devices – PED) estão celulares, tablets e câmeras fotográficas, entre outros. Para autorizar o uso desses equipamentos a bordo pelos passageiros, principalmente durante pousos, decolagens e taxiamento da aeronave, as empresas aéreas devem cumprir uma série de requisitos de segurança, incluindo assegurar que o uso desses equipamentos pelos passageiros em todas as fases do voo não causa interferências nos sistemas de comunicação e navegação de suas aeronaves. Como forma de auxiliar as empresas nesta determinação, a nova IS apresenta um método padronizado e aceitável pela agência.

Atualmente, há diversas restrições ao uso de dispositivos eletrônicos portáteis (PED) a bordo de aeronaves, como a proibição do uso de celulares (emissores intencionais) durante todo o voo e a utilização de alguns PED (emissores não intencionais) somente na fase de cruzeiro (mais de 10.000 pés acima do nível do solo).

Segundo a Anac, a nova regulamentação divulgada hoje vai auxiliar as companhias aéreas brasileiros a realizar uma análise de sua frota, determinando se é segura a expansão do uso de PED a bordo em outras fases de voo, além da fase de cruzeiro.

A agência informou ainda que já recebeu havia algumas solicitações de empresas brasileiras para expansão do uso de PED, que estão em análise. A IS brasileira foi elaborada com base em estudos feitos pela agência reguladora da aviação civil dos Estados Unidos – Federal Aviation Administration (FAA).

Dica da leitora Marcia Aparecida Ribeiro

 

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Excelente notícia! Infelizmente, com alguns meses de atraso em relação aos Estados Unidos e semanas após a Europa liberar. Vamos ver agora quanto tempo mais a burocracia da ANAC vai exigir, já que os aviões que voam no Brasil são os mesmos dos países onde os eletrônicos foram liberados em pousos e decolagens.

  • Tem um vídeo do College Humor publicado em 2013 que deveria ter feito o mundo inteiro abolir essa idiotice =P

    https://www.youtube.com/watch?v=JYAq-7sOzXQ

  • Aline

    Certo, então como explicar a utilização destes mesmos aparelhos pelos prórpios pilotos e co-pilotos? Pois existem inumeros vídeos registrando pousos e decolagens da cabine de comando da aeronave…
    Acho essa proibição algo realmente sem sentido!

  • Rodrigoclt

    A muito tempo que não desligo meu celular e nem mesmo coloco em modo avião quando estou em voo. Só desligo se estiver precisando economizar bateria. Sinceramente se eu achar que o meu celular ligado irá fazer o avião cair, eu nem entraria nele.

    • anderson

      Sabado passado um amigo meu desligou o primeiro aparelho mas esqueceu do outro. Quando lembrou já estávamos em velocidade de cruzeiro ai ele desligou. Não caiu o avião. Isso é idiotice. É uma lenda.

  • André Felipe

    Nunca houve comprovação técnica de que os celulares poderiam dar interferência no pouso e na decolagem. É tão sem sentido que conheço diversos comissários e comandantes que nem desligam o celular.

    • Luiz Fernando

      Acho que não deveria ser liberado, é desagradável estar viajando ao lado de um imbecil mal educado que não consegue parar de falar ao celular e que não pensa que o passageiro ao lado não quer ouvir sua conversa. Ja não basta os doentes que compram passagem para viajar no corredor, abre a mesa e coloca seu computador e quando quem esta na janela pede licença por precisar ir ao banheiro o mal educado ainda olha de cara feia.

      • Lais

        Será que teria sinal lá em cima? Com certeza se a operadora for tim, continuaremos tranquilos!

  • mvpereira

    Até hoje não foi provada que a frequência emitida por esses PEDs fosse nociva à aeronave. Entretanto, com nosso saber popular de sempre nos acharmos acima de qualquer lei ou norma, mantínhamos nossos aparelhos ligados, ou os ligávamos assim que a aeronave tocasse o solo. É que as normas são feitas para serem seguidas, mas não somos muito fãs disso no Brasil. Então, como forma de protesto, descumprimos essas e outras regras para mostrar que a regra está errada ou antiquada. Quem liga o celular antes de estar liberado tem o mesmo perfil de quem tira o cinto de segurança antes da parada total da aeronave, e até mesmo levanta e pega a mala no bagageiro antes que isso seja autorizado.

  • Pilot145

    Finalmente liberaram algo que não fazia mais sentido. Os equipamentos de comunicação e navegação dessas aeronaves são protegidos contra interferências de outros equipamentos eletrônicos, quase que blindados. A navegação é baseada em GPS e Inercial a laser, totalmente independente de fontes externas. A comunicação é feita em frequências bem diferentes da banda de operação dos celulares. O que realmente atrapalha as comunicações entre aeronaves e o controle do tráfego aéreo são as Rádios Piratas que operam na banda de frequencias aéreas, e também utilizam transmissores com potência elevadíssima, a ponto de inclusive bloquear o canal de comunicação, obrigando muitas vezes a tripulação arremeter a aeronave nas operações de pouso e decolagem, causando grandes transtornos para a aviação. Apesar desses contratempos, voar é seguro.

  • Bruno Bastos

    Pois eu desligo o celular simplesmente porque não quero ser incomodado. Dependendo da viagem pra ler um bom pedaço de um livro.

  • Paulo Magno
  • Mas vai ser liberado em “modo avião” eu imagino, não vai dar pra ficar falando

  • Nos EUA muitas empresas já liberar faz tempo