Consórcios com empresas da África do Sul, França e Argentina vencem leilão de privatização dos aeroportos

Denis Carvalho 6 · fevereiro · 2012

A Infraero concluiu com sucesso o leilão de privatização dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília, realizado agora de manhã na sede da BM&F Bovespa, em São Paulo. Os grupos vencedores pagarão R$ 24,535 bilhões ao governo federal – um ágio  de 348% sobre o preço mínimo de R$ 5,477 bilhões definido no edital.

O aeroporto de Cumbica, o mais importante do Brasil, será administrado pela Acsa, da África do Sul, parte do consórcio formado pela Invepar. O lance foi de R$ 16,2 bilhões, com ágio de 373,5%. O mínimo era de R$ 3,4 bilhões.

A ACSA – Airport Company South Africa – opera os três principais terminais da África do Sul, O.R. Tambo, Cape Town e King Shaka, que juntos receberam, em 2010, cerca de 30 milhões de passageiros. Também opera, desde 2006, o aeroporto de Mumbai, na Índia. Já o grupo Invepar administra as rodovias Linha Amarela (RJ),  Raposo Tavares (SP), Litoral Norte (BA), Bahia Norte (BA), RioTeresópolis (RJ), Rota do Atlântico (PE) e a metroviária MetrôRio.

O leilão para concessão do aeroporto de Campinas foi vencido pela Triunfo Participações e Serviços, com o operador Egis Avia, da França. O lance foi de R$ 3,8 bilhões, com ágio de 159,7%. O mínimo era de R$ 1,5 bilhão. O grupo Triunfo engloba empresas de administração de estradas  e portos, enquanto a companhia francesa opera 11 aeroportos no mundo, entre eles os da Costa do Marfim, Gabão e da Ilha de Bora Bora, na Polinésia Francesa.

Já o consórcio Engevix, com a Corporación América (Argentina) como operador, venceu o leilão de concessão do aeroporto de Brasília. O lance foi de R$ 4,5 bilhões, com ágio de 673%. O mínimo era de R$ 582 milhões. A empresa argentina controla 33 aeroportos argentinos e outros sete em países como Equador, Peru, Itália e Armênia. É a operadora do primeiro aeroporto privatizado no Brasil (São Gonçalo do Amarante, em Natal) que ainda será construído.

O leilão teve a participação de algumas das maiores operadoras do mundo, como ADC&Has (Houston), Aena (Madri e Barcelona), Ferovial (Heathrow, Londres), ADP (Charles De Gaulle, Paris), Schiphol (Amsterdã e Nova Iorque), Fraport (Frankfurt) e Changi (Cingapura)

Como fica
Com o leilão, o setor privado passa  a ter 51% de participação na nova sociedade que vai gerir os aeroportos. Já a Infraero possuirá 49%, sendo esse o limite máximo. Essa participação pode ser diluída ao longo dos anos e diminuir. Nesse caso, a participação do setor privado aumenta.

O valor será pago ao longo do prazo de concessão, que é de 20 anos no caso de Guarulhos. Para Campinas, o tempo estipulado foi de 30 anos e, em Brasília, 25 anos. Os concessionários pagarão ainda um percentual sobre a receita. Além disso, vão se comprometer a realizar investimentos de longo prazo, sendo de R$ 4,6 bilhões em Guarulhos até o final da concessão. Considerando os três aeroportos, os investimentos totalizarão R$ 16,1 bilhões (R$ 8,7 bilhões em Campinas e R$ 2,8 bilhões em Brasília).

Entre as obras previstas estão a construção de um novo terminal em Guarulhos, com capacidade para 7 milhões de passageiros por ano. Em Campinas, haverá um novo terminal com capacidade para 5,5 milhões de passageiros por ano, enquanto o novo de Brasília deverá suportar até 2 milhões de pessoas anualmente.

Com informações dos jornais Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • GiL

    Alguém tem referência aos aeroportos administrados pelos vencedores? Já os perdedores administram aeroportos conhecidos pela maioria…,

  • Nilson

    E nenhuma das melhores operadoras do mundo venceu o leilão (Changi, Fraport, etc)… porque?

    Porque não tinha como pagar valores altos e dar serviço de qualidade. Essas daí, que são primariamente brasileiras, sabem que vai dar pra dar um "jeitinho brasileiro" no passageiro e lucrar mais.

    Não tem vantagem nenhuma o governo arrecadar muito dinheiro – o importante seria garantir um serviço de qualidade nos aeroportos brasileiros, o que dificilmente acontecerá.

    Vamos torcer pra pelo menos ficar melhor que a Infraero…

  • Elaine

    Não sei se privatizar é o melhor caminho, é a solução. A mim parece tirar das mãos dos brasileiros e passar para pessoas que nem ao menos conhecem a realidade e as necessidades dos aeroportos brasileiros.. Sei lá me lembra aquela frase do Murphy Se alguma coisa pode ser pior acredite que irá piorar… Enfim, tomara que dê certo, que diminuam os transtornos nos aeroportos…

  • Luiz Henrique Rodrig

    O primeiro passo foi dado, agora vamos aguardar por investimentos e tomara que nós passageiros possamos desfrutar de bons e respeitosos serviços.

    Muito o que fazer e mudar ate lá, desde pessoal da Infraero como das cias aéreas.

    Eu particularmente acredito muito mais na iniciativa privada, vamos aguardar!!!

  • Alexandre

    Prezados,

    Muito me preocupa esse ágil e as empresas que venceram as licotações. Primeiro que as empresas que venceram administram aeroportos pouco importantes no mundo, e mesmo assim pagaram valores exorbitantes. Porque as empresas que administram grandes aeroportos no mundo não deram lances maiores. E olha que a previsão de crescimento de passageiros nos terminais é grande.

    Talvez porque saibam que se pagam caro, tem que cobrar caro do consumidor e, como empresas sérias que são, não acham que vale a pena, pois tarifas caras não significam bons serviços.

    Podem ter certeza: taxa de embarque duplicada até 2018, serviços cada vez mai caros, ampliação de aeroportos visando os próximos 5 anos e esquecendo que tem mais 20 anos pela frente….

    Infelizmente, isso é o Brasil

  • Regis

    E como ficam as tarifas praticadas pelo aeroporto? Cada terminal terá liberdade de estabelecer os valores?

  • Alex Freitas

    Resta vermos ao longo dos anos se as empresas cumprirão o compromisso firmado, dizem que pagarão, o que veremos então ?

  • Decio

    Sem preconceito, mas poderiam ser os ganhadores, administradores de aeroportos dos EUA, Inglaterra, França, Asia…..

    Dá lhe Brasil!

  • Thiago Archie

    O que a gente espera é que a coisa melhore no aeroporto de Guarulhos. Mas, assim como aconteceu com as rodovias privatizadas, que ficaram melhores depois do processo de privatização, com Guarulhos deve ocorrer o mesmo. Só que quem vai bancar essa conta bilionária são os passageiros, fato! Já que as taxas cobradas atualmente passarão a fazer parte da receita do consórcio vencedor seria bom nós sabermos quais são as regras para reajuste dessas taxas (prazos e percentuais). Pois dirigir numa rodovia privatizada é muito mais seguro, mais confortável, um sonho. Mas quando aparece o primeiro pedágio, com suas tarifas abusivas, a gente acorda do sonho rapidinho.

  • Brum

    ALELUIA! FINALMENTE!!

    até q enfim o governo finalizou essa concessão que já era p/ ter sido feita há muito tempo. Agora vamos torcer pra que as principais obras sejam concluídas antes da Copa. Caso contrário…vamos passar vergonha.

    Acabei de ver no Jornal Hoje que enquanto isso no aeroporto de Guarulhos, quadrilhas roubam bagagens dentro da área restrita do aeroporto:

    http://g1.globo.com/jornal-hoje/videos/t/edicoes/

  • Daniel

    Se Cumbica chegar aos pés dos aeroportos Sul Africanos sairemos no lucro!

    • Edgar

      Alguém lembra do caos que foi durante a copa do mundo lá??????????????????????????

  • titobosco

    Ficamos com as operadoras xing-lings e ainda teremos que suportar os aumentos que, segundo o governo,nao serao passados para os usuarios. Êeeeeeee "BraziU"

  • Marcos

    As pessoas não entendem um princípio básico do capitalismo – não é a privatização que melhora algo, é a concorrência. Se não existe concorrência, os serviços PIORAM, afinal, ocorre maximização de lucros com corte de custos e aumento de receita (taxas). Alguém pode dizer, "mas o governo pode remover a concessão e conceder a outra empresa". Pode, mas sabemos que não faz. Vide as barcas S/A, que aqui no Rio de Janeiro aumentaram em nada menos que 60 % o preço das tarifas, oferecendo um serviço horroroso. Esperem e verão, o Brasil oferecia uma das menores taxas de aeroporto do mundo, embora o serviço deixasse um pouco a desejar. Agora, sendo muito otimista, pode até melhorar um pouco, mas podem ter certeza, vai pesar bastante no bolso de cada um. Mercado não faz filantropia e não está nem aí para o social.

    • kako_df

      Bem falado, Marcos.

      Foi feito o que o povo queria, e do jeito que o povo foi levado a achar que é certo. E quando digo o povo, não é subjugando. Falo do formador de opinião mesmo, aquele que usa os aeroportos. De fato, precisamos, antes de tudo, de pistas, pátios, a parte operacional mesmo. Trabalho no setor aéreo, conheço alguns aeroportos afora, e também suas tarifas. Sinceramente, seria um desastre para alguns grupos se entrassem aqui, pelo simples fato de que eles estão endividados até o pescoço. Quanto às tarifas, importante ressaltar que a ANAC baixou algumas resoluções relativas a valores de serviços nos aeródromos. Quem quiser saber mais pode verificar no sítio da agência.

      Sobre a concorrência, quem sabe… de repente a Infraero decide abrir novos terminais…

      Bom, o importante é estarmos atentos e, caso seja necessário, agirmos.

      Abs.

  • Paulo R

    Fica Tranquilo Nilson, garanto que tem dinheiro do BNDES nessa brincadeira, e posso apostar que a família Sarney tá nessa, ajudando ou atrapalhando…

  • Rodrigoclt

    Concordo plenamente, pagam muito porque sabem que aqui é terra sem lei! Depois de arrematados vão fazer o que quizer e vai ficar por isso mesmo, assim como o metrô, os trens, as empresas de energia, gás e água. Qual desses serviços privatizados oferecem excelência em serviços???? Pois sabem que as reguladoras nada fazem, basta uma propina e tudo fica bem.

  • Rodrigo

    Tem gente que adora criticar, mas nem se dá ao trabalho de verificar se o que fala é verdade!

    A Engemix controla o Aeroporto de Guayaquil, que foi eleito o melhor aeroporto regional e o segundo melhor no geral da américa do sul.
    http://www.worldairportawards.com/Awards_2011/rgn

    Os três melhores aeroportos da África (continente) são administrados pela ACSA.
    http://www.worldairportawards.com/Awards_2011/bes

    Da Egis Avia não encontrei nada.

    Parem de criticar tudo e todos sem saber o que dizem….

    • Bianca

      Boa Rodrigo!

      Concordo com você!

    • Nilson

      Complicado, nem acerta o nome da empresa (EngeVix, com V).

      A Engevix não administra nada, ela é uma empresa de construção civil. Quem já administra é a sua parceira, que administra 33 aeroportos no total (incluindo o de Guayaquil, que parece ser um ótimo aeroporto *regional*).

      Administrar os melhores aeroportos da África não conta muita coisa, pra ser sincero – não serve de parâmetro. E a empresa participará apenas com 10%, ou seja, vai ser participação mais "no papel" do que efetiva mesmo.

      O mesmo acontece com a a francesa. Administra aeroportos menores na França (mas não o CDG) e só tem participação de 10%, ou seja, só "no papel".

      Vamos ver no que vai dar… melhorar, deve melhorar sim, porque a Infraero é triste… mas vamos ver se vai melhorar significativamente.

    • Edgar

      Rodrigo e Bianca,

      Que bom que vocês estão confortáveis de que o melhor foi feito pelo País… Eu não me sinto assim, bem como não se sentem assim muitos do que aqui estão expressando, democraticamente, suas opiniões e receios…

      Se vocês realmente são entendidos no assunto, sabem que a preocupação da maioria tem total fundamento, posto que as privatizações, em todo o mundo , colecionam fracassos, e a história política deste País não nos deixa muito esperançosos quando o assunto envolve a coisa pública…

      Pode ser que a maioria esteja enganado… espero estar… mas essa privatização cheira, como diz o famoso âncora da TV, "uma vergonha"…

    • Fernanda S.

      "Os três melhores aeroportos da África (continente) são administrados pela ACSA."

      Rodrigo,

      Vc já esteve em algum destes aeroportos? Eu vou frequentemente a Hong Kong via Johannesburg e o aeroporto está longe de ser considerado dos melhores do mundo. A única coisa boa de lá é a sala VIP da South African, que eu sempre uso para tomar banho quando estou em transito, mas que poucos tem acesso.

      O serviço é ruim e os acessos também. E e o pior de tudo, é que é super freqüente o sumiço de malas no Tambo, especialmente daquelas melas em transito da Ásia.

      Concordo com os outros. O governo arrecadar é apenas um sinal de que seremos provavelmente mais explorados como passageiros.

  • Rodrigo

    No Brasil não temos o 'know-how'.. Os aeroportos bons estão lá fora, então tem que vir gente de fora pro pessoal daqui começar a se mexer também.

    • Edgar

      Rodrigo, quantos aeroportos você conhece do mundo? Quantos você visitou? Quantos são privados? Fale mais, com dados… Não insista na tese de que repetir uma falácia torna a mesma uma verdade… falácia sempre será uma falácia….

  • Julia

    "A solução pro nosso povo

    Eu vou dá

    Negócio bom assim

    Ninguém nunca viu

    Tá tudo pronto aqui

    É só vim pegar

    A solução é alugar o Brasil!…

    Nós não vamo paga nada

    Lalalalá!

    Nós não vamo paga nada

    É tudo free!

    Tá na hora agora é free

    Vamo embora

    Dá lugar pros gringo entrar

    Que esse imóvel tá prá alugar

    Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!…"

  • João Guilherm

    Sò uma correção, não é privatização, é concessão.

    Depois do período estipulado em contrato, o aeroporto volta pra Administração da União.

    • Vagner Santana

      Essa concessão, por padrão, sempre é renovada, como nas estradas paulistas são todas concessão. Acho que os aeroportos vão melhorar, o que temos que nos preocupar é quanto isso vai nos custar, já que no Brasil tudo é muito mais caro.

  • antonio

    Indiretamente o Brasil está sendo colonozado novamete.Só que antes de privatizar os aeroportos, primeiramente deveria privatizar boa parte do senado, onde reina os 'coroneis'. (Onde já se viu um analista legislativo ganhar mais de 20.ooo,00?)Isso prova a plena incompetencia de se administrar a porta de entrada do país.

  • Reginaldo Leme

    O Governo Federal mostrou que não tem capacidade em adm aeroportos. Até empresa hermana ganha uma licitação dessas…nada contra os argentinos. Onde estão as Hi-Tech em adm Alemã, Americana, Francesa…?

  • Paiva

    Brasileiros não tem capacidade para adminstrar nada.

    As coisas aqui só funcionam dessa maneira.

    Enquanto o governo estiver no meio, nunca teremos serviço TOP, de QUALIDADE e referencia pro resto do MUNDO. A unica referencia é má adminstração de tudo e principalmente de desvio de verba.

    • Fernanda S.

      Não nos chame de incompetentes, pois não é verdade. Incompetência tem em todo o lugar. O que temos aqui é uma política que detona tudo.

  • Allison Auriema

    Estive na África do Sul em Novembro de 2011, fiquei impressionado com a qualidade, agilidade e organização. Se realemnte Cumbica ficar no mesmo padrão dos Aeroportos de Johannesburg e Cape Town, daremos um salto gigantesco, pois a administração desses aeroportos são Excelentes, sem contar com o conforto, agilidade para pegar as malas nas esteiras, estacionamento gigante e aviões A380 no pátio.

  • Marcelo

    Ainda que as tarifas de embarque continuem tabeladas, há inúmeras outras taxas que são cobradas das aéreas. Será interessante ver CGH, VCP e GRU competindo entre si.

    • Robismar

      Só me lembro do aeroporto de Roma, onde se cobra 2 euros pra poder usar o carrinho pra bagagem. Podem esperar isso e muito mais, como aumento dos alugueis de lojas, que implicarão em repasse pra os consumidores etc.

  • Fran Hardy

    Já passei pelos aeroportos de Mumbai, Johannesburg e Lima (aeroportos administrados pelas vencedoras)não achei esses balaios. Seria um "balaio" se viessem administrar Goiânia. Até o aeroporto de Augangabad, no interior da Índia, é mais confortável. Isso aqui é uma vergonha!

  • Edgar

    Pode aguardar… A tarifa vai aumentar… e muito!!!!!!!!

    Tornar a INFRAERO uma empresa eficiente não era prioridade, pois não geraria suficiente "lucro"… melhor desacreditar a INFRAERO e fazer esta orgia com o dinheiro público…. afinal, alguém sabe quanto, na verdade, será dinheiro novo e quanto será custeado pelo BNDES (leia-se Brasil)?

  • guilherme

    a infraero com 49% mais uma parte dos outros 51%, que é composto por fundos de pensão, não deixa na prática guarulhos na mão do governo?

  • Lilian

    Inicialmente, preocupou-me a questão da ASCA, mas lendo matérias encontrei dizeres que realizaram enorme investimento na época da Copa do Mundo de 2010 e em contra partida há relatos de problemas humanos nos aeroportos.

    Enfim, se estão dispostos a modernizar e melhorar nossa vida e se os trabalhadores brasileiros continuarem a tecer seus serviços, creio que o pós-copa nos aeroportos ainda serão bons! Vamos ver o que farão realmente de bom!

    Só não podem aumentar os custos dos consumidores! Ah, não! rs

  • ALEXANDRE TOCHETTO

    O que questiono é porque as empresas de Londres, França, Alemanha e outras de grandes aeroportos do mundo não quiseram bancar a compra e perderam para empresas argentinas e sul africanas?!

    Brasileiros, fiquemos ligados, espertos, porque essa concessão custará caro para cada um de nós! Como são caríssimos os pedágios brasileiros e o serviço devolvido não são ao nivel do que é cobrado!

    Se nossos impostos caríssimos não nos garante serviço de qualidade, que acabem com a P#### dos impostos!

  • ADRIEL

    BYE, BYE PREÇOS CAMARADAS E DEMANDA SEMPRE CRESCENTE!

  • Ricardo

    Viracopos saiu de graça.. teve o menor lance e receberá o maior investimento.. ai tem coisa.. o.O

  • A concessão deveria ser dada a quem apresentasse o melhor projeto de expansão da infra-estrutura, aliado ao menor preço, sem cobrança.

    Ou onde todos acham que terão que explorar para que, além de pagar este valor bilionário ao governo também possam investir na melhoria e ao mesmo tempo dar lucro???

    • Obs. Sem cobrança da concessão. Apenas oferecer melhor infraestrutura, melhores serviços aliados ao menor preço = ganha o melhor custo benefício.

  • Kaique S.

    Pegue as taxas do Aeroporto de Heathrow (Londres) como parâmetro, agora pense no Brasil, o país do lucro e da robalheira, pois é.

  • Ricardo Daniel

    Certo, ok, tudo leiloado e aeroportos concedidos. E agora? Onde é que nós passageiros iremos entrar de fato? O que deveremos pagar e receber em troca por isso? Mais taxas? Mais conforto? Mais atenção para nós todos? E ai?

  • silva

    vc esta totalmente enganado. a infraero e a 2a maior operadora d aeroportos do mundo e a primeira da america latina. tire como exemplo os aeroportos no nordeste como fortaleza salvador e recife, que servem de exemplo a outros aeroportos do brasil. excelencia em atendimento e infraestrutura. a iniciativa publica tambem tem competencia, ja esqueceu do banco do brasil, caixa economica, eletrobras, petrobras…que tem parceira publico privada? e a telefonia? a oi tim? vc consegue segurar a ligacao por 3 minutos? consegue ouvir bem quem esta do outro lado da linha? é uma pena a gente se conformar e aceitar a ideia de que somos incompetentes e achar que so iniciativa privada resolve a solucao…se preparem paulistas e brasilienses…alem de pedagios em estradas e tudo que vcs pagam…vao pagar tambem em aeroportos…boa sorte a todos voces!!!!!!!!!!!!!!

  • silva

    isso mesmo..estive no lax los angeles international airport e tudo é pago…ate esses carrinhos para carregar bagagens…tomei um susto quando vi o preço…e ainda a midia mostra uma mulher insatisfeita dizendo quem nao tem carrinho disponivel no estacionamento pra carregar as bagagens. se é de graca nao custa nada ir coletar o carrinho que fica disponivel em todo calcadao de embarque como em todo aeroporto. espera um dia ela ver um carrinho disponivel no estacionamento e cobrar dela 10 reais. viva a era das privatizacoes!!!!!!!!!!!!!

  • Nilson

    Lima é administrado pela Fraport, que não é uma das vencedoras.

  • silva

    vc esta enganado. ha muito aeroporto com excelencia em serviço e infraestrutura. viaja um pouco mais e conhece melhor o teu pais. fortaleza, salvador, recife, curitiba, porto alegre sao exemplo de excelencia em administracao publica

    • Vinicius

      Ve-se claramente que nunca saíste do país. Chega a ser vergonhoso todos estes aeroportos que você citou.. perto dos grandes aeroportos mundiais.

  • RABUGENTO

    Muito bem lembrado.

    Abafaram que os torcedores tiveram caminhar km e km a pé para chegar aos seus destinos…

    • Daniel

      Pois é, a organização é essencial em todo grande evento, porém os aeroportos não são utilizados somente em grandes eventos. Tive a oportunidade de visitar dois dos aeroportos administrados pela ACSA e na minha opinião eles possuem uma infra estrutura muito boa, tudo bem que eles não recebem um fluxo grande de passageiros como Cumbica, mas acredito que estejam preparados para tal.

  • RABUGENTO

    O ÁGIO pago pelos pretendentes à concessão mostra a confiança que tem na expansão de nossos aeroportos.

    Resta saber se as cias. aéreas tem o mesmo pensamento e se propõem a melhorar a qualidade de seus serviços.

    A maior parte das reclamações da utilização de nossos aeroportos é, na verdade, referente aos procedimentos das aéreas…

  • RABUGENTO

    Você quis dizer ágio, certo?

  • Raphael Chaves

    Pena não ter ganhado a empresa que administra o aeroporto de Madri. Fantástico aquele aeroporto!

  • werner

    Muito bom, seu comentário.

    As pessoas estão fazendo muitas críticas sem fundamento e também falando muita besteira. Socorro…mais formação, mais inteligência, mais conhecimento.

  • Cleiton Marquesini

    O contrato de concessão dos aeroportos é extremamente amarrado. Existe farta legislação que regula o setor e impede abusos por parte dos concessionários. As tarifas que os aeroportos vão cobrar são aquelas estipuladas na lei e reguladas pela ANAC. Sendo assim não existe o risco delas "explodirem" ou que sejam criadas novas tarifas, como "tarifa do carrinho", "tarifa de uso do ar condicionado", como tem sido aventado por aqui. Existe grande expectativa dos aeroportos melhorarem muito os serviços. Entretanto, acredito que os concessionário não irão investir em "perfumaria". Serão novos terminais funcionais e simples arquitetonicamente, mas que as coisas serão bem dimensionadas e funcionarão.

    Privatização/ Concessão é a mesma coisa, passa-se para o privado um serviço público. Isso foi feito com grande exito nas telecomunicações(a tim hoje está ruim pq o MP não deixa ela instalar novas torres, ela tem dinheiro pra isso) e nos setores de energia ( Santo Antonio e Girau serão entregues 2 anos antes do prazo). Ponto pro governo atual…que está aprendendo muito bem com os êxitos de governos passados. Se fosse um governo sério mesmo, venderia todos os aeroportos e acabava com a Infraero que é um grande cabide de empregos.

  • Guilherme

    Uma pena os grandes consórcios mundiais não terem ganho. Vi os Aeroportos de Frankfurt e Charles de Gaule agora em janeiro e o Aeroporto de Guarulhos parece mais com o estacionamento de carros (e olha lá) desses aeroportos. Nossos Aeroportos são ridículos perto do exterior. E sem motivo, visto o tamanho do nosso país. Ainda vamos ter que morrer e nascer denovo pra ver esse país desenvolvido.

  • Thiago Castro

    Eu ja estive em uns 6 ou 7 aeroportos no exterior e todos (com excecao do de Caracas q eh horroroso!!) eram melhores q qqer um no Brasil hj. Nao tenho dados, nem nada. Mas foi a impressao q eu tive.

  • Ginúbio

    Não sei para vocês, mas pouco me importa estes números mostrados no leilão.

    O que realmente importa, e acho que pra MAIORIA, é saber o quanto isto vai pesar no bolso do consumidor?

    Se houver diminuição no custeio de passagens aéras (passagens/taxas de embarque, etc) ai sim, OTIMO, que sejam leiloados mais aeroportos.

    Mas o que me incomoda,é achar que tudo isto vai aumentar e muito as passagens aéras bem como as taxas de embaraque.

    Tomara que eu "queime minha língua" no futuro.

    Sds,

  • Julio

    Eu estive em Mumbai na India e pude constatar a precariedade do serviço prestado. Na chegada foram muito tempo para pegarmos a bagagem, a esteira desarmava toda hora e ficava parada ate um funcionário religa-la. Filas enormes e etc…

    Espero aquali seja muiiito melhor ,pq se não tá dificil…

  • Ronaldo

    PT privatizante…quem diria hein?

  • Carlos Silva Wirtane

    Os comentários estão cheios de emoção o que está impedindo uma comunicação satisfatória.Um fato é que as vencedoras do leilão não são boas.No entanto,acredito que irão melhorar o serviço até um certo nível e depois disso não poderemos esperar mais nada.O Brasil têm Aeroportos bons desde que você saiba colocá-los nos seus devidos lugares.O Salgado Filho é muito bom para um aeroporto de um estado que não tem um posição geográfica interessante para ser um Hub.Recife tem um aeroporto com um nível aceitável para a demanda regional e uma quantidade restrita a uns 10 voos internacioanais.O chocante é GRU e GIG,as maiores portas de entrada do país fazerem vergonha a nação.Ano passado fui à Tel Aviv e dois amigos meus vieram comigo.Não tinha vaga no extinto voo MAD-FOR-REC(na época eu estava morando em Recife)e nós voltamos por GRU.Eles ficaram traumatizados com as condições do aeroporto visto que o Ben Gurion de Tel Aviv é administrado pelo governo.Quando chegamos à Recife eles comentaram que o aeroporto de entrada deveria ser o Guararapes pelo conforto,limpeza,agilidade da bagagem.Então,não importa se a administração é pública ou privada o que deve ser observado é a potencialidade do aeroporto.No nosso caso GRU precisa melhorar no mínimo 500% até a copa.Achei um erro o Galeão não ter sido leiloado ao invés de Viracopos visto que GIG é a segunda maior entrada do país e a Infraero nunca conseguiu melhorar a estrutura e os serviços por lá e ele acaba sub-utilizado.O Governo não fez mau negócio ao ceder os aeroportos o problema é que demoraram demais para fazer isso.Quem sabe quando acabar os prazos estabelecidos e ocorrerem novos leilões as grandes administradoras se interessam mais pela estrutura já melhorada e arrematam com lance maiores.Infelizmente,todos que escreveram aqui irão morrer e nunca verão no Brasil um aeroporto do nível Changi-Cingapura.

  • Fábio Muniz

    Edgar, só para constar, o BNDES não da dinheiro e não paga nada para ninguem, apenas empresta, combrando juros como qualquer outro banco.

  • Fernando

    "…comentaram que o aeroporto de entrada deveria ser o Guararapes pelo conforto,limpeza,agilidade da bagagem"

    Daí iria virar o que Guarulhos é hoje.

    • Carlos Silva Wirtane

      Verdade.Espero que o fluxo em REC não aumente muito ou a qualidade do serviço já era.

  • Nestor Breda

    Parabéns pelo comentário.

    Temos sim, muita capacidade nós BRASILEIROS. Devemos acreditar e buscar em nós e divulgar as nossas competências e reprimir a incompetência como a corrupção, seja pública ou privada.

    Breda

  • Danilo

    É pra calar a boca dos petista. Batam palmas para o FHC. Rssssssss!!!

  • Danilo

    Pega a 10% e empresta a 1%. Negócio da china.

  • silva

    respondendo ao teu comentario, o brasil nao tradição em obras "faraonicas" como em dubai e a asia. nao se ve esse tipo de arquitetura aqui e nao vai ser em aeroportos, onde o custo operacional é alto em todo o mundo, que o brasil vai começar a criar edificações faraonicas…precisamos sim é de aeroportos acessiveis a todas as classes, aeroportos para todos e temos sim competencia a nivel publico para isso. o brasil e muitos outros paises tem essa tradição. o historico de aeroportos privatizados mundo afora nao é bom. acho que voce nao le muito. procure se informar mais

  • Pingback: Governo exige a troca das empresas que iriam operar os aeroportos de Brasília, Campinas e Guarulhos()

  • Renata Osorio Umbre

    Já que foi lembrado, vamos falar sobre o aeroporto de Recife. Não consigo entender porque ele recebeu um investimento tão considerável, sendo Guarulhos e o Galeão as portas de entrada das conexões internacionais e nacionais nos aeroportos do Brasil, ele deveria oferecer o mesmo que os aeroportos de 1º mundo, tendo em vista o montante gasto em sua construção, verba que era destinada a ampliação do aeroporto de Guarulhos, não me recordo bem do fato, mas acho que foi aquele caso em que envolvia a acessora Eleusa e o presidente da infraero Carlos Wilson.Gostaria de salientar que além de aeroportos e estádios, precisamos de estradas, avenidas, metros, meio de locomoção terreste. Temos focado nossas atenções apenas para o transporte aéreo, enquanto, esquecemos nosso dia a dia, pois a copa durará menos de um mês, e nossa rotina todos os dias, ponto para os nossos governantes, que estão tirando mais uma oportunidade de conquistarmos alguma infraestrutura digna de um país que tem um impostômetro crescente minuto a minuto.