Latam vai lançar voos de Fortaleza, Salvador e Recife para os Estados Unidos e América do Sul!

Leonardo Cassol 5 · dezembro · 2017

A Latam anunciou hoje a intenção de operar novos voos internacionais próprios na região Nordeste do Brasil. A companhia deve lançar América do Norte e a América do Sul a partir de Fortaleza, Salvador e Recife. Todos os voos devem ser operados pela Latam Brasil, que ainda aguarda a aprovação das autoridades para confirmar os lançamentos.

Fortaleza será a cidade com o maior número de investimentos, com uma nova rota para Orlando (EUA) e aumento das operações para Miami (EUA). Outras novidades previstas são o lançamento da rota Salvador-Miami e a transformação do voo temporário Salvador-Buenos Aires em operação regular. A companhia planeja ainda ampliar as operações nas rotas Recife-Miami e Recife-Buenos Aires.

Mais detalhes sobre todas as novas operações internacionais serão comunicados oportunamente, após a aprovação das autoridades.

Pelo visto, a ideia de ter uma única base de operações internacionais no Nordeste foi mesmo abandonada pela Latam. Resta saber que aeronaves a companhia pretende utilizar nesses voos, já que atualmente ela usa os Airbus A320, os mesmos que voam dentro do Brasil, entre Belém e Miami.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.
  • Gabriel Maxi

    a320 neo? será?

  • Gabriel Maxi

    finalemente voos de salvador para miami, já nao era sem tempo

    • Moises Freitas

      Exatamente!!!

      • Rossini Borges

        Acho um absurdo, uma capital como Salvador não ter um Consulado para emissão de visto americano… Retornará com voos diretos para os EUA, será uma maravilha, mas se tivéssemos um Consulado aqui, acredito que a demanda aumentaria mais, pois, só o custo de viajar, hospedagem,etc, só pra tirar um visto, fazem com que, muita gente desista de ir pra lá…

        • Fabiano Rei Dos Micos

          Acho um absurdo você ser alienado,terra de capitalista que te odeia.Não vou lá nunca mesmo morando a minutos do consulado.

        • Adriana French

          Fiz em Recife por ser mais perto. Mas é dispendioso

  • Italo Silveira

    Sentindo cheiro de Hub da Latam aqui em Fortaleza! Já vem o da Gol, o da Latam também virá. Obrigado Fraport.

    • Tarcísio Medeiros

      Não necessariamente, A LATAM provavelmente aumentou a quantidade de voos pra Flórida mais em Fortaleza do que Recife pois a Azul já tem voo pra lá. Logo poderia dar em um excesso de oferta de assentos.

      • Italo Silveira

        É apenas uma opinião, pode ser ou não. Mas você pode ter certeza que a Fraport está mexe do os pauzinhos dela pra trazer o Hub. Sem falar que geograficamente fortaleza é melhor para voos nas Américas central e do norte e Europa do que Recife.

        • Gabriel Maxi

          faz sentido! a azul já domina recife, faria sentido ir para outra cidade! a localizacao de fortaleza permite fazer os voos com uma tripulacao ligeiramente mais barata por conta da duracao do voo! apesar que com o a320neo e o a321neo podem tornar interessante qualquer cidade do nordeste

          • Tarcísio Medeiros

            A questão de Azul dominar Recife, eu concordo. Mas isso da tripulação não acho que é realmente significante pois são meros 15min de voo de diferença.

        • Tarcísio Medeiros

          Será que a posição geográfica de Fortaleza é melhor mesmo? Pois você pensa apenas no ponto no mapa, mas as coisas não funcionam assim. Você não analisa, por exemplo, que Fortaleza é pior conectada com o resto do nordeste que o Recife. Logo o aeroporto do Recife para um vôo desses internacional englobaria no mínimo Maceió, João Pessoa e Caruaru, e não muito difícil Natal. Há voos e condições mais fáceis de se deslocar entre essas cidades e Fortaleza? Humm… Acho que não! No entanto além da menor proximidade entre essas cidades e o Recife, também temos o hub da Azul a todas as cidades, incluindo interior, pra cá. Portanto se tratando de posição geográfica, o Recife é mais central, possibilitando voos com maior ocupação. Isso determina mais do que simples distância entre cidades. Pois o custo que ela vai ter pra levar cada pessoa das outras cidades pra Fortaleza será bem maior do que essa economia de 600km. Visto que serão assentos ocupados em voos nacionais. Posso estar errado, mas até onde eu sei não tem vôo de João Pessoa e Maceió a Fortaleza….

          • Paulo André Metchko

            Concordo Tarcísio, voos saindo de JPA para FOR é um parto, tem que se descolar para BSB, GIG ou SAO isso pela Gol, Azul nem ouso voar, muitos cancelamentos para JPA saindo de REC.
            No geral, saindo aqui do Paraná, vejo mais promoções da TAM para REC, agora depende como a TAM irá estabelecer sua base no futuro aí no nordeste.

          • Nonato Rocha

            A Azul devolveu mais oito aeronaves para reduzir custos.

          • Italo Silveira

            Tarcísio, claro que a posição geográfica é apenas um dos fatores a se levar em consideração, creio que os principais fatores, além desse, é o político/empresarial, que no meu ver, o Governo do Ceará está correndo fortemente atrás desse Hub, como correu atrás da Gol e também é de grande interesse da Fraport, nesse meio política e dinheiro mandam. Já que você citou uma concorrente da Latam, no caso da azul, me permita citar a Gol, que nas minhas buscas diárias, por conta do novo Hub, lançou diversos destinos com voos diretos que não tinham de Fortaleza, como Porto Alegre, Goiânia e Vitória, além do reforço de voos diretos em outros destinos, como Manaus e Belém; a volta dos voos diários diretos para Juazeiro do Norte e Natal. Me permita utilizar o seu pensamento para discordar de você: as duas únicas capitais do nordeste onde não tem voo direto saindo/chegando em Fortaleza são Maceió e João Pessoa, por enquanto, pois provavelmente a Gol vai lançar esses voos, e justamente pela proximidade com Recife, atualmente torna elas bem viáveis para voos daí pra cá, pois facilmente a pessoa chega no Recife saindo dessas duas capitais e pega um voo pra cá por pouco mais de R$100,00 ou 3500 milhas em vários voos da Gol, Latam ou Azul diários, não justifica fazdr conexão no sudeste, salvo promoção bem atraente. Sem dúvida Recife é uma candidata excelente ao Hub, mas nesse momento eu vejo Fortaleza em vantagem por várias questões geográfico/político/econômico/empresariais vigentes. Posso estar enganado, mas tenho essa sensação.

          • Tarcísio Medeiros

            Segundo o site da GOL, Aracaju também não possui voos para Fortaleza, então seriam 3 capitais. E apesar de eu não levar em conta outras regiões, o Recife também tem voos diretos para Belém, Goiânia, Curitiba e Porto Alegre, e ainda Vitória (apesar de que esse parece que é sazonal). Sendo mais importante para o caso, o Recife tem voo pra Petrolina, Jericoacoara, Parnaíba, Campina Grande e Fernando de Noronha (e de bônus, Serra Talhada que está pra começar). Ou seja, além das 3 capitais faltantes, o Recife ainda tem mais 5 voos regionais (FEN não acho que faça diferença pra internacional, então nem contei). Então se eles analisarem o mercado que podem atender, o do Recife está na frente. E lembrando que o Aeroporto do Recife também será privatizado, o que irá acirrar ainda mais essa disputa.

            Se bem que eu concordo com a opinião do Melhores Destinos. A LATAM disse que anunciaria isso se bem me lembro no final de 2015, até agora nada feito. Então não acho que ela de fato vai fazer um hub no nordeste. Provavelmente ela vai anunciar voos aqui, e voos acolá.

          • VIX só tem voos diretos pra CNF, SDU, GIG, GRU, CGH, BSB e vai começar pra PLU. Quem dera se tivesse pra alguma capital do nordeste!

          • Rossini Borges

            Tem voo para Salvador Guilherme, agora, terá mais uma frequência saindo de VIX, às 23:25, inclusive nesse fds, já pegarei esse voo partindo dai pra cá….!

          • Italo Silveira

            Tem voo direto indo e voltando pra Fortaleza pela gol. Olha aí 30/12, 30/01. Tem outros dias também.

          • Nonato Rocha
          • Fabiano Rei Dos Micos

            Não sabem votar,votam nos mesmos ha mais de 20 anos,e nem aeroporto eles fizeram,so prometem,desde os tempos de José Ignácio!

          • Tarcísio Medeiros

            Tem sim, tem pra Salvador pela GOL. simulei pra junho e tinha. Agora tem alguns voos extras nas férias de verão pra outras cidades. Eu vi uma matéria do ano passado dizendo que tinha pra Recife, Natal e Fortaleza, não sei se chegou a ser implantado, mas pra 2018 só vi voos sazonais pra Fortaleza mesmo. (não conferi pra NAT)

          • Sydney Ipiranga

            Voce ta com uma visao tacanha, pensando em cidades num raio de 300 km de Recife, este hub da Gol e da Latam estao pensando em atender o Norte/Nordeste/Centro Oeste, que seria muito mais economico e de menor distancia vir destas regioes a Fortaleza para partir pra USA ou Europa do que fazer uma conexao em Sao Paulo ou Recife, e neste ponto, Fortaleza e muito mais central do ponto de vista geografico do que Recife, se pegar de Manaus/Cuiaba/Brasilia/Salvador. Outra questao e que temos a Fraport que administra o aeroporto de Fortaleza e voces a ineficiente Infraero, pra finalizar da certeza do HUB da LATAM em Fortaleza, quem administra o HUB da LATAM em Lima/Peru e a Fraport, deu pra entender?

          • Tarcísio Medeiros

            São tantos erros que eu nem sei por qual começar. Você diz que eu tenho visão tacanha por achar que pessoas virão ao Recife para aproveitar voos mais baratos (coisa que eu vejo toda hora acontecer), mas você acredita piamente que o hub de Fortaleza vai ter influência sobre o centro-oeste e o norte? Ou seja, você acha mesmo que empresas vão criar voos de aproximadamente 2000km pra levar pessoas do centro-oeste aos EUA ou para América do Sul, enquanto podem tranquilamente aproveitar os voos já existentes para SP e BSB? Além do que, se tratando de centro-oeste as distâncias são tecnicamente as mesmas entre Recife e Fortaleza. Logo nem se admitíssemos essa possibilidade maluca, Fortaleza teria um ponto nesse aspecto. Do Norte, Manaus já tem voo pros EUA, deixando a única grande cidade em que seria uma real vantagem, Belém. Só que esta já poderia aproveitar voos tanto pra Manaus quanto até pra Brasília. Falando nela, de Brasília é outra cidade que a distância é a mesma (inclusive insignificantemente mais perto do Recife). E por último, Salvador está aprox 30% mais longe de Fortaleza que o Recife.

            Portanto “geograficamente” Fortaleza não tem vantagem reais nenhuma. Ter uma concessão privada é uma vantagem, mas Recife também será privatizada, e privatização não garante nada, tanto que a Azul não escolheu Fortaleza como HUB regional. Até pq se fosse por isso o Aeroporto de Natal também é privatizado. E OBS: Peru não é HUB da LATAM. Ela tem muitos voos partindo de lá, mas não são voos de conexão. os HUBs da LATAM são Santiago e São Paulo.

          • Gabriel Andrade

            Vc ta pensando somente em transporte de passageiros Tarcisio, e um HUB passa por muito mais do que isso, e a posição geográfica de Fortaleza será sim um grande diferencial pela proximidade maior não só da América do Norte em relação a Recife como também a proximidade em relação à Europa.
            Veja as noticias em relação ao transporte de cargas após a implantação do hub da Air France/KLM em Fortaleza e verá o que estou dizendo.

          • Nonato Rocha

            Além de Fortaleza ser mais bem localizada para voos para os EUA, o custo do combustível devido ICMS reduzido é o mais importante.

          • Nonato Rocha

            E o mais importante, o custo do combustível é um atrativo do governo do Ceará.

  • Rosiane Carvalho

    BH só mofando nas rotas internacionais… com muito, muito custo, voltou a rota da Azul para Orlando. Qual o problema com BH, afinal? 🙁

    • Átila

      Proximidade de SP e RJ

      • Rosiane Carvalho

        É a explicação que me faz algum sentido, Átila. Ocorre que BH tem mercado próprio, e, além disso, houve a (interminável) obra de reforma e ampliação do aeroporto de Confins. O aeroporto está imenso. Não posso acreditar que planejaram fazer os passageiros andar quase meia hora até os portões para simples voos ponte-aérea. É o que mais ocorre.

    • Hugo Leonardo

      Para um mineiro ir até o Rio ou SP fazer uma conexão aumenta pouca coisa na duração total, diferente de um nordestino, então os mineiros estão mais predispostos a se deslocarem até GIG ou GRU e aproveitar as tarifas menores desses aeroportos mais concorridos do que pagar uma tarifa maior saindo de BH… quando a demanda crescer, pode ter certeza que os voos aparecerão, até lá……

    • Renato Silva

      Pelo contrário as estimativas são ótimas, esse mês além da rota para MCO, a frequencia pra Buenos Aires passa a ser com o airbus a320, em breve BH deve ser atendido pra FLL. O que acontece pra BH é que tem mercado pra pelo menos mais um vôo para os EUA (NY ou Boston), e mais um vôo para a Europa (MAD ou CDG). Se surgir algo ano que vem provavelmente fica nisso.

      • Rosiane Carvalho

        Renato, Deus te ouça! Realmente, há o voo para Buenos Aires, este para Orlando e quem sabe talvez retorne o da Azul para Fort Lauderdale. Mas para uma cidade do porte econômico e populacional de BH, cuja região metropolitana é a 3° do país, convenhamos que é muito pouco. Temos acompanhado, ultimamente, uma explosão de novas rotas internacionais fora do eixo RJ – SP, e o que tem vindo para cá? Quase nada. Europa, por exemplo, nos resta apenas a TAP com seu voo para Lisboa. América do Sul, Central e Caribe – fora Buenos Aires, para onde mais voamos? Além disso, cias que operam em BH, qnd oferecem promoções boas de verdade, dificilmente nos incluem. American Airlines, por ex, e a citada Tap. Os preços partindo de Confins continuam às alturas. Tá difícil por aqui, Renato. Vou tentar compartilhar de sua esperança.

        • Beto

          Vale lembrar que muitos dos voos internacionais para o Nordeste são para a Argentina. Existe um grande e crescente fluxo turístico da Argentina para as praias do Nordeste, desde Porto Seguro até Jeri; há um bom tempo os argentinos deixaram de ir só para Santa Catarina e Búzios. Isso não existe para BH – não tem praia, que é o que os argentinos querem basicamente quando vem para o Brasil. Então o fluxo turístico de BH é mão única para esses mercados (brasileiros indo para lá). Hoje em dia sai mais barato para um turista classe média argentina pegar praia no Nordeste brasileiro do que no seu próprio país ou Uruguai (sem contar que as praias e temperaturas são muito melhores). Os argentinos são o maior mercado de turistas estrangeiros no Brasil. E outros sul americanos (Chile, Uruguai e Paraguai) são o terceiro, quarto e quinto. E é basicamente tudo turismo de praia.

          • Rosiane Carvalho

            Com certeza, Beto! O interesse dos hermanos é decisivo. Esse mercado tem crescido. Mas falo em relação a destinos internacionais fora desse eixo, para os quais há bastante demanda pelos mineiros. Na América, não temos voos para destinos populares e relativamente próximos, como México, Colômbia, Peru. Não vamos a lugar nenhum no Caribe sem 1 ou 2 escalas. Nos EUA, atualmente, só voamos para a Flórida. Nem a Nova York chegamos. Europa, com seus muitos destinos tradicionalíssimos, só Lisboa. Aquela mineirada no voo de conexão para SP ou RJ e depois de novo no voo internacional. Um desavisado até confunde, achando que é novo voo para Guarapari… rsrs

  • Valfrido Silva

    Tmb queria saber. As principais capitais estão recebendo voos internacionais, só bsb que não ganhou nenhum novo. Não dá pra entender.

  • Átila

    Custo operacional

  • Renato Silva

    Movimento de defesa, Fortaleza tá ganhando hub GOL Air France/Klm com a Joon, a Azul vem crescendo de maneira sólida pra Argentina começou com um voo de embraer 195 e já vai pra 2 vôos de airbus a320 e agora vai começar vôos para os EUA também, na Argentina também pode ter novas empresas em breve. Em resumo ou a Latam age agora ou então vai virar coadjuvante se o mercado retomar um crescimento forte.

  • Eros Alexandre

    Poderia ser até BSB-MIA, desde que direto

  • Moises Freitas

    American Airlines, vocês foram embora da rota Salvador-Miami, mas a Latam vem aí para pegar o vazio que a American Airlines deixou!!!!
    Espero que o preço seja parecido com que a American Airlines operava!!!!!!

  • Matheus

    E a Latam segue esquecendo que Porto Alegre e Florianópolis existem…

  • Leandro de Souza Ferreira

    Sinceramente eu não entendo essa enorme paixão por Orlando…

    • Fabiano Rei Dos Micos

      Brasileiro tem complexo de vira lata,se ver americanofilo, é provável que faz a continência para seu feitor!

  • Fabiano Rei Dos Micos

    Vergonhoso obrigarem nós, cariocas, a irmos a SP,andar de avião.
    Antes de pensarem isso,deveriam utilizar mais o Galeão aonde não tem voo deles,mas sim de Iberia.TAP,Copa,Taça,Swissair,Air France, entre outras.Ou seja,todas as internacionais voam para o Rio,menos eles.

  • Marcelo

    A cada notícia desse tipo que leio, falando sobre novos voos internacionais a partir de outras capitais que não Rio de Janeiro e São Paulo, não posso deixar de lamentar o descaso das companhias aéreas com Brasília. Não que as outras capitais não mereçam também, mas é muito estranho que as companhias não queiram mais oferecer voos internacionais a partir de Brasília, que tem um ótimo aeroporto e uma localização geográfica privilegiada. É uma dor de cabeça ter de descer até o Rio de Janeiro ou São Paulo para fazer viagens internacionais. Isso porque, para os Estados Unidos, só nos sobrou o voo direto da American Airlines para Miami, operado numa “lata-velha” de um Boeing 757 sem entretenimento individual. A Latam acabou com os voos diretos para Miami e Orlando, que só viviam cheios. A Delta tinha também um voo para Atlanta, que depois virou Orlando, e tinha ocupação excelente também, mesmo com preços nem sempre atrativos. Até a Air France deixou de voar para Paris e a Aerolineas Argentinas parou de operar a rota para Buenos Aires. Não entendo o que acontece.

  • Vamos ver se duram… Já cansei de ver a criação dessas rotas FOR->USA e pouco tempo depois serem desativadas.

  • Daniel Bacellar

    Eduardo, o vôo pode retornar com escala em Fortaleza. Muito melhor que voar para o sul para depois voltar para o norte, em uma perna mais longa. É menos conveniente que o vôo direto, mas tende a ser mais barato que o vôo por São Paulo.

  • Alexandre Bodo

    aqui está cheio de invejosos que não aceita a escolha das companhias aéreas! parabéns fortaleza!!!!

  • Nonato Rocha

    A Azul teve que devolver oito aeronaves para reduzir custos.
    Amigo, hoje o que mais importa não é a distância, é o custo do combustível, as companhias preferem voar mais e pagar menos ICMS pelo combustível.

    • Tarcísio Medeiros

      Concordo parcialmente. Pois apesar de cada vez mais incentivos fiscais serem importantes, posição geográfica (especificamente falando: onde estão os consumidores) também é importante. Você nao vai ver hub em Maceió ou Aracaju mesmo com incentivos fiscais, por exemplo.

  • Paulo Silva

    esses voos já existem.eles vão apenas aumentar.