Latam inicia venda de lanches e cobrança por bagagem despachada em seus voos domésticos

Denis Carvalho 13 · junho · 2017

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Latam apresentou hoje grandes mudanças em seus voos nacionais. A primeira é o sistema de venda de lanches nos voos domésticos, o Mercado Latam. A companhia também detalhou como será a cobrança pelo despacho de bagagem, nas tarifas mais baratas que não oferecerão o serviço. As mudanças foram anunciadas em novembro, exceto a cobrança pela bagagem, que foi aprovada pela Anac posteriormente.

O serviço de vendas de lanches será implantado nos voos nacionais nas próximas três semanas e com ele a companhia oferecerá apenas água de graça nos voos.  O Mercado Latam terá várias opções de lanches, sobremesas e bebidas para serem comprados pelos passageiros durante o voo. Ao todo, serão 52 opções disponíveis no cardápio, incluindo produtos frescos, como sanduíches, wraps e saladas, snacks doces e salgados, menu para crianças e opções vegetarianas, veganas, kosher, para celíacos ou passageiros com intolerância a lactose.

Segundo a Latam, o Brasil é o quinto país do grupo a implantar o serviço, que já é oferecido em voos domésticos na Colômbia, Peru, Chile e Argentina. A companhia destacou que foram incluídos produtos tipicamente brasileiros, como brigadeiros e bolo de banana. A previsão é que o cardápio seja renovado a cada dois anos.

Com relação às bagagens, a companhia detalhou que agora terá quatro perfis de tarifa: Promo, Light, Plus e Top. As passagens Promo e Light terão o menor preço, mas terão cobrança para despachar uma mala de 21 kg para compras pela internet.

O valor será de R$ 30 para a primeira mala caso o passageiro compre junto com a passagem. Para comprar posteriormente pelo site, call center, lojas Latam, aplicativo ou durante o web check-in o preço sobe para R$ 50. Quem deixar para comprar no balcão do check-in, totem ou lojas do aeroporto vai pagar caro: R$ 80 para despachar a primeira mala. As tarifas Plus e Top continuarão a ter o serviço incluído.

A Latam informou que durante o lançamento das novas tarifas a reserva de assento vai estar disponível em caráter promocional para as tarifas Promo e Light.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe