Má notícia! Latam vai limitar upgrades cortesia para passageiros frequentes às tarifas mais caras!

Leonardo Cassol 12 · dezembro · 2017

A Latam vai limitar a partir de 1° de março de 2018 o uso dos upgrades cortesia que são concedidos aos clientes Latam Fidelidade Black Signature e Black para voar em Classe Executiva (Premium Business) ou Premium Economy com bilhetes comprados em classe econômica.

Com a nova regra, os upgrades ilimitados e os cupons de upgrade não poderão mais ser utilizados em passagens compradas na família de tarifas “Base”. Apenas nas famílias de tarifas Access e Control, que são mais caras, como já valia para quem era Platinum e Gold.

Os bilhetes emitidos com pontos vão continuar permitindo o upgrade sem restrição.

Além disso, também a partir de março, mudarão as prioridades para solicitar o upgrade de cabine. A “opção Upgrade”, que é o leilão de vagas na classe executiva e premium economy, na qual o passageiro faz um lance, terá mais prioridade que os membros Latam Fidelidade Gold, mas menos que os membros Black Signature, Black e Platinum.

São mudanças bem relevantes para os passageiros frequentes da Latam que voam para o exterior, e que agora terão que pagar mais se quiserem utilizar o benefício.

Fizemos uma simulação para uma viagem de ida e volta de São Paulo a Paris, e a diferença da passagem na classe tarifária “Base” (que a partir de março não será mais válida para upgrade), para a “Access” foi de R$ 1.734. A passagem salta de R$ 3.184 para R$ 4.918. É apenas um exemplo, e esses valores variam bastante, conforme a rota e a data do voo.

Por outro lado, quem estiver disposto a pagar mais, deverá ter mais chances de conseguir o benefício, já que haverá menor concorrência.

Como passageiro frequente da Latam, eu já utilizei muitas vezes esse benefício e posso dizer que funcionava muito bem. É uma pena mudarem a política, mantida todas as demais regras do programa, que são bem restritivas para se chegar as categorias mais altas que concedem upgrades de forma ilimitada. Na minha opinião, era mais válido limitar a quantidade de upgrades, como nos programas norte-americanos, do que obrigar o passageiro a gastar muito mais no valor da passagem.

Ao menos avisaram com antecedência! (corrigindo… não avisaram, a “novidade” apenas apareceu no site da companhia)

Mais informações na página do Latam Fidelidade.


A qualificação de categoria do Latam Fidelidade também mudou em 2017

Esse ano a Latam também alterou as regras de qualificação para as categorias do seu programa de fidelidade, atrelando a pontuação Elite à quantidade de milhas voadas. Para os passageiros que fazem majoritariamente voos domésticos, mesmo pagando muito caro pelas tarifas, ficou bem complicado manter ou crescer de categoria, já que os voos rendem muito pouco.

Talvez por reconhecer isso, em outubro desse ano, a Latam reduziu de 40 para 24 a quantidade de trechos anuais necessários para qualificação à categoria Platinum do programa. Mas o upgrade através da quantidade de pontos elite foi mantido em 40 mil no ano e nada mudou para as categorias Black e Black Signature.

Latam Fidelidade x Outros programas

De fato, para quem voa pelo Brasil, o Latam Fidelidade já havia se tornado o programa com uma das piores equações de custo-benefício para passageiros frequentes, se comparado aos principais concorrentes nacionais.

Por exemplo, nas bagagens, os passageiros frequentes do Latam Fidelidade Black Signature, Black e Platinum têm direito a apenas 1 volume de até 23kg, sendo que, de acordo com a empresa, o nível Gold nem franquia vai ter em breve. Enquanto isso, os clientes Smiles Diamante têm direito a despachar 3 volumes de até 23kg gratuitamente, Smiles Ouro 2 volumes de até 23kg, e Smiles Prata 1 bagagem. A Azul oferece respectivamente 33kg e 38kg de franquia para clientes TudoAzul Safira e Diamante. A Avianca oferece 1 volume de até 23kg para clientes Silver e Gold e 2 volumes para clientes Diamond.

Outro exemplo, para utilizar os assentos premium de voos nacionais, aqueles com mais espaço, os clientes Latam Fidelidade tem à disposição apenas a primeira fileira e a da saída de emergência. E, na primeira fileira, não tem espaço para bagagem e você ainda corre o risco de ter que ceder seu assento para pessoas com dificuldade de locomoção. Enquanto isso, membros Smiles Diamante têm à disposição o uso ilimitado de 7 ou 8 fileiras de assentos GOL + conforto, mais as saídas de emergência, com bagageiros livres e exclusivos. Na Azul, os clientes têm entre 5 e 7 fileiras de espaço azul, também com bagageiros exclusivos, apesar da quantidade de cupons ser limitada.

Clientes Smiles Diamante e TudoAzul Diamante têm direito a emitir gratuitamente 1 passagem de ida e volta para um acompanhante, uma vez ao ano. Na Smiles a passagem pode ser em voos nacionais e internacionais da GOL. No TudoAzul, em voos nacionais da Azul. Esse benefício não é concedido pelo Latam Fidelidade.

Ainda considerando os passageiros frequentes que voam pelo Brasil, a Latam fechou todas as suas salas VIP domésticas, enquanto a GOL/Smiles abriram duas salas nos aeroportos de Guarulhos e Galeão, que são bem confortáveis e contam com um bom serviço.

No acúmulo de milhas, a Latam é a única que possui tarifas que não pontuam em voos nacionais, as da família “Promo”. As demais companhias oferecem acúmulo de pontos ou milhas em todos os voos nacionais, sem exceção. Além disso, a Latam garante um acúmulo mínimo de 500 pontos por voo para os passageiros com status, enquanto a GOL oferece um acúmulo mínimo de 1.000 milhas por voo para clientes Smiles Diamante, e 500 para clientes Gold. E, desde o meio do ano, a Smiles é a única que considera trechos de passagens resgatadas com milhas como válidos para mudança de categoria.

A Latam também acabou com o serviço de bordo gratuito em voos nacionais, que ainda é oferecido pela Avianca e pela Azul, e é a única que pretende cobrar pela marcação de assentos quando o cliente optar pela tarifa mais barata (a companhia informou que pretende fazer isso em breve, sem especificar uma data).

Em favor da Latam, sua malha aérea internacional, que hoje já é de longe a maior, e ainda será fortemente ampliada em 2018 (novos voos de São Paulo para Lisboa, Roma, Boston e Israel, além de novos voos do Nordeste para os EUA e América do Sul) e os custos de resgate de passagens com pontos, que subiu menos que nos concorrentes, especialmente nos voos para o exterior, apesar de também ter aumentado bastante. Por fim, mesmo que de maneira restrita, a partir de março continua sendo a única cia. a ter uma política formal de upgrades, que a Avianca, Azul e Gol não têm.

O que tudo isso quer dizer? Que com mais essa mudança na política dos upgrades, o Latam Fidelidade perderá seu principal diferencial, se tornando menos competitivo também para quem voa para o exterior. De diferencial relevante para quem voa muito, só sobrou mesmo os benefícios na aliança oneworld (o Amigo oferece benefícios na Star Alliance, que é uma aliança mais completa) e a tabela de resgate diferenciado, que também já sofreu duas desvalorizações, e hoje faz pouca diferença na vida do passageiro frequente, isso quando não mostra o trecho custando mais do que para clientes sem status por problemas no sistema de tarifas. Esqueci alguma coisa que os outros não ofereçam igual ou melhor?

Será que o Latam Fidelidade vai mesmo jogar a toalha em termos de vantagens para passageiros frequentes, retirando benefícios, enquanto os concorrentes melhoram seus programas?

Amanhã a Latam vai reunir jornalistas para falar sobre perspectivas para 2018. O programa de fidelidade não está na pauta, mas vamos aguardar e torcer por alguma notícia boa!

Agradecemos a contribuição do leitor Daniel Soares.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.
  • Tiago Torres

    Latam continuando no topo dos piores serviços prestado além das piores aeronaves. Tão de parabéns!

  • Leandro Marinho

    Bom, mesmo com tudo isso, no mercado ainda é a milha mais valiosa, o que indica que tem melhores opções de resgate em relação às outras, ou menos oferta de pontos. É a que menos da bônus em transferências de cartao de crédito também.
    Em geral, sendo platinum apenas em ponte aérea, pra mim não mudou muito, pois já não tinha o benefício da base.
    O que piorou foi a redução de trechos, pois eu tinha o status com 40, e a redução do acumulo, que até abril dava 1000 por trecho, e agora dá 500.

    • Leandro Alves

      Isso mesmo, nao tem como competir principalmente quem emite voos internacionais, nao da pra competir, é disparado o melhor pra usar na maioria dos trechos, vi azul miami, aqui do nordeste, sai no minimo 200k milhas 🙂 Avianca, furada total, depois daquela promocao 120% da caixa, os trechos foram pra 50 – 60k cada. Acompanho sempre, e digo uma coisa, pra quem é qualificado Tam é de longe o melhor, o que adianta ser diamante na gol se os resgates sao dificilimos?

  • Cristiano Santos

    Primeira vez que comento no site, e com pesar que digo estar completamente desanimado com o que li. O lado bom é que já vou me adiantar e mudar tudo o que puder para a Gol. Limites de upgrade, dificuldades para manter ou subir de categoria, praticamente os piores benefícios de programa, decaindo cada vez mais comparado a concorrência (Gol já possui aeronaves com Wifi e a LATAM nem sonhando)… A verdade que no Brasil estamos nivelado sempre por baixo, não importa o serviço, empresa ou seguimento.

    • Raeder Do Valle

      Pra que WiFi se te cobram absurdamente caro por isso?
      Pra que Smiles se cancelam voos e voos diariamente?
      Pra que tudo azul se colocaram os preços muito longe da proposta de quando chegaram? A azul tem os preços mais altos no Brasil.
      Ainda prefiro a Latam/Multiplus. Pra quem resiste, paciência.

      • Cristiano Santos

        Na questão do Wifi: trabalho em uma multinacional é possuímos um plano global, o qual me salva de horas a menos de sono ao poder trabalhar durante os vôos. O que para uns pode ser supérfluo, para outros pode ser essencial. Já na outros pontos não posso opinar, mas ate hoje não tive voo cancelado pela Smiles, mas acredito no seu depoimento.

  • Leny Eggert

    Passada!!! Além das aeronaves ñ terem tanto conforto. Agora querem dificultar os upgrades!?

  • Rebeca Rodrigues

    Aproveitando o gancho do tema de programa fidelidade, quando sairá o melhor programa eleito em 2017? Queria investir em um clube de milhagens e condicionar meus voos a uma empresa (quando a diferença monetária entre elas me permitir).

    • Oi Receba, em breve. Devemos fazer no início de 2018, pois na última edição alguns programas mudaram regras depois da pesquisa ser realizada.

  • Elvis

    Pra mim Gol mesmo com a inflação de pontos tem o melhor programa. Eu o uso mais pra voos domesticos e os horarios sempre atendem melhor

  • Cesar Werlich

    Sempre tem como piorar não é mesmo

  • Victor Joao

    Desculpem a opinião contrária, mas eu acho que foram mudanças justas. Sou Plátinum, usei meus benefícios e para mim não valerá a pena manter o status. Ano que vem serei rebaixado, foi bom enquanto durou.

  • Não troco meu PL Skyteam por nada nesse mundo.

  • Khalil Chaves

    Quer mais uma? Sou Gold e viajei pra Joanesburgo, estava animado com a possibilidade de um upgrade cortesia. Consultei dias antes e o voo ainda tinha varios lugares livres na business. Opa! Bom, quando chegou a hora de tentar usar, vi que haviam alterado a quantidade pra Joanesburgo, de 1 para 3 cupons, ou seja, sem chance para o Gold.

    • Victor Joao

      Sim, por isso eu achei que não foi muito relevante colocar o opção upgrade na frente do Gold em termos de prioridade. Os cupons acabam servindo só para rotas curtas dentro da América do Sul em aviões que, na sua maioria, nem cabine premium têm.

      • Pois é, eu também não entendi muito qual a função dessa nova regra.

        • luiz paulo alencar

          A regra é dificultar a vida do passageiro e fazer com que se pague a premium business. Meu voo dia 19/11 GIG-mia , tinha 14 assentos livres na premium business. Depois do leilão tinha 8 e quando entrei na cabine acho que os 8 assentos estavam vazios.

      • Eu só consegui um upgrade num voo scl-gru (o voo era akl-scl-gru, e havia tomado o cuidado de escolher o último trecho num 767). Por essas e outras tenho acumulado mais pontos no smiles.

  • Verdade, João. O Platinum tem mesmo prioridade. Já ajustei. Obrigado.

  • gilberto

    Xii, eu comprei uma ida e volta bsb-cwb, só para almoçar em Curitiba, somente para completar os 24 trechos para subir de nível, e me vem essa !

    • gilberto

      É sempre assim, quando eles soltam algo de bom em seguida dão um jeito de tornar esse algo inútil, fazem isso somente para irmos correndo comprar algo sem necessidade !

      • luiz paulo alencar

        o que soltaram de bom ?

        • gilberto

          os 24 trechos

  • Gustavo

    Leonardo, e no caso de passagem emitidas com milhas, como fica o upgrade cortesia? Vai continuar valendo para todas as tarifas?

    • André Eddine

      Exatamente o que eu iria perguntar…

    • Gustavo, vou confirmar com a Latam
      e retorno.

      • Gladson Barreto

        Boa pergunta!

    • Carlos Zahlouth Júnior

      Passagens resgatadas com pontos Multiplus no LATAM Fidelidade são elegíveis e não possuem restrição de tarifa.

    • Victor Joao

      Sim, na página da LATAM confirma que continuará valendo para todos com pontos.

    • Vai sim, eles já confirmaram.

  • NTC

    Perda de tempo. Foi-se o tempo da finada VARIG em que uma ida e volta aos EUA era 30k na baixa e 40k na alta. América do Sul, 20k. Todas as empresas brasileiras vem reduzindo não só esse benefício, como serviço de bordo, espaço entre as poltronas, bagagem despachada. E ainda tem o desplante de fazer propaganda do tipo: “o cliente em primeiro lugar”…

  • Luciano

    Poderiam trazer uma novidade, por exemplo, pontos Elite excedentes, poder aproveitar no ano seguinte para qualificação.
    Exemplo: aculumou 110.000 pts entre Jan e Dez, menteve o Black, mas não o BSignature e esses 10.000 sobram, portanto nada mais justo que usá-los para o ano seguinte. Delta / Gol fazem isso.

  • Luciano

    Com pontos não terá restrição

  • Matheus

    Sou cliente Platinum há muito tempo(ex-vermelho) e esse ano pela primeira vez não atingirei a qualificação para o status. As mudanças feitas esse ano tornaram o programa inviável. A Latam se consolida como a pior empresa aérea do Brasil.

  • Raoni Fonseca Duarte

    Sinceramente? Cada vez mais desestimulante manter o Fidelidade e querer voar com a Latam… Optei de uns tempos para cá manter meus pontos concentrados no Smiles e não me arrependo – é possível, sim, encontrar bons resgates por lá (consegui, por exemplo, voos BSB-SP por apenas 2,5k milhas o trecho) além de ser mais fácil de atingir os status mais elevados e de as aeronaves da GOL estarem melhores e mais confortáveis que as da Latam.

  • RAFA ALVES OLIVEIRA

    Cadê aquele avatar da TAM que vem comentar fofinho nas notícias “boas”? Quando é má notícia não dá o ar da graça.

    • Rafa, é a Multiplus que comenta aqui. E eles não tem responsabilidade sobre essa mudança, já que isso é da alçada da Latam.

      • RAFA ALVES OLIVEIRA

        Sim 2 pontos. 1º toda promoção da TAM a Multiplus comenta aqui, quando é notícia “boa”. 2º A Latam é dona de 73% da Multiplus.

  • Todas as vezes que procurei saber sobre esse sistema de milhagens da TAM, sempre vi que era um tipo que não valia a pena. Optei pelo Smiles e não me arrependo, as vantagens oferecidas para quem sobe de categoria, as opções de voos, até mesmo a facilidade em subir de categoria, não me fizeram arrepender nem um pouco de ter entrado no Smiles.
    Sempre consegui excelentes voos, nunca aconteceram cancelamentos, tem excelentes companhias parceiras como a TAP e a copa, e respeitam o cliente.
    Ações como estas da TAM reforçam a impressão de uma falta de respeito com quem simplesmente faz com que eles ganham dinheiro. Será que acham que vão lucrar mais com isso? Com essas ações mais pessoas vão deixar o programa! É justamente quando você oferece mais opções para o cliente é que você atrai mais clientes, eu mesmo já comprei passagens “à toa” na GOL somente para subir de categoria, e vejo que muitas pessoas já fizeram isso! Olha o lucro que conseguem quando oferecem boas vantagens!!

  • Matheus

    Como a Latam está cada vez mais abandonando Porto Alegre e Florianópolis, não faz diferença para mim.
    Pra quem mora nessas duas cidades, vale a pena prestar mais atenção no TudoAzul…consigo quase que quinzenalmente emitir passagens com pontos pro Sul ou Sudeste por 4k o trecho, em horários bons. Tem que consultar diariamente, por que muda bastante, mas vale a pena.
    Ex: ontem emiti passagem pro dia 28/12 POA-FLN (altissima temporada) em horário “nobre” da aviação por 5k o trecho. Hoje já está 20k.

  • Fabiano Rei Dos Micos

    Isso é para Paulista,pois não há saídas do Rio.
    Prefiro andar com copa,taca,Air France e outras que reconhecem ser o Galeão a porta de entrada do pais

  • Guilherme

    Acho que em 2019 eles anunciam que upgrade pago tem prioridade sobre qualquer status, eles querem seu dinheiro, nao sua lealdade.
    Como ficou a questao de passagem emitidas por milhas? Ainda eh possivel upgrade?

    • Devemos ter uma resposta logo mais sobre o upgrade das passagens com pontos.

    • Oi Guilherme, a Latam confirmou que as passagens emitidas com pontos vão continuar permitindo o upgrade sem restrição, mesmo após 1/3.

  • Paulo

    Leandro, bom dia.

    Com relação as passagens emitidas com pontos, alguma alteração? A matéria acima indica que a nova politica começa a valer a partir de Março de 2018, entretanto a TAM normalmente respeita bilhetes ja emitidos, não seria o caso desta alteração tbm? abracos

    • Paulo, estamos checando com eles.

    • Paulo, a Latam nos informou que aguarda um parecer jurídico para decidir o que fazer com bilhetes já emitidos para voar após março de 2018. A princípio eles entendem que o benefício não é vinculado ao bilhete, portanto, quem for voar após 1 de março não deve ter direito ao upgrade, independentemente de quando tenha comprado a passagem. Mas a palavra final, segundo eles, só depois do jurídico se pronunciar.

      • Paulo

        Obrigado Leandro. E com relação aos bilhetes emitidos com pontos, alguma posição por parte da TAM?

        • Eles confirmaram que as passagens com pontos continuam valendo.

  • Victor Pires

    Que grande novidade 😫😫… só viajo na executiva se eu comprar … nunca consegui fazer a up grade com os cupons! Não vejo mais vantagens em acumular pontos no Multiplus se o objetivo for os ‘beneficios’ Latam. Smiles está beeeeem melhor!

  • marcosvalenca

    Finalmente uma matéria perspicaz no Melhores Destinos que, em geral, produz textos similares aos dos relações públicas das empresas.

  • gilberto

    Quanto vc. Pagou por esses upgrades ?

    • luiz paulo alencar

      R$ 1300,00

  • Wilson Ruela

    Este ano fiz 35 trechos internacionais sendo que consegui upgrade em uns 25(sou black). Mesmo sendo mais dificil conseguir o upg, pelo menos ela é a unica que da essa possibilidade(por enquanto). No caso da quantidade de pontos para emitir, é so se programar. Ja fui até pra Tailandia(3 pessoas) com os pontos latam. Para o ano que vem consegui GRU-Roma por 32k milhas o trecho. Mas sim, ta piorando e acho que a tendencia das proximas alteraçoes é essa mesmo.

  • Hildo Junior

    Amigo, antes dessa regra maldita entrar eu ganhei o upgrade sim, 6 em cada 10 voos. Mas nunca MIA, raríssimas vezes MCO, pouco JFK. LHR e MXP achei relativamente fácil.
    PORÉM: só quando fiz o check in bem cedo 72h antes e postulei rapidinho pra ficar em primeiro na lista. E o status vale, sim, o Black tem prioridade né? Até aí a fidelização tava valendo pro meu nivel. Depois de março, com as tarifas mais caras, daí não… =(

    Entendo sua frustração e passei por ela nos status mais baixos. Lamento por isso! Mas quando vc subia, recebia sim! =)

  • RABUGENTO SFQNS

    Lembram-se que quando anunciaram a fusão das empresas?
    Muitos comentaram aqui que seria melhor etc e tal…

    Hahahahahahaha!!!

    A saudade da VARIG aumenta a cada momento.

  • RABUGENTO SFQNS

    Lembre-se de que havia uma grande quantidade de participantes dos debates do MD afirmando categoricamente que as alterações autorizadas melhorariam preços e serviços. HAHAHAHAHAHA!!!

  • mario silva

    Gostaria de parabenizar a LATAM por se esforçar tanto em ser a pior Cia aérea deste país, não basta ser a pior no check in, bagagem, serviço de bordo, e conforto de poltronas, tem que ser a pior no programa de milhagem também
    . Assinado cliente Black

  • Scalarovit Helbert

    Falando em pesquisa, uma sugestao seria, o MD fazer uma pesquisa, para mostrar a todos os leitores, sobre preco de voos internacionais. Ficara nitido o absurdo dos precos praticados pela Latam. para destinos da Europa e Estados Unidos.

  • Winsley de Oliveira

    Latão Airlines, ruim como sempre foi…