Últimos dias para clientes Latam Fidelidade Platinum e Black emitirem passagens com o teto de 15 mil pontos!

Leonardo Cassol 3 · outubro · 2016

Atenção! Conforme já alertamos, os clientes Latam Fidelidade das categorias Platinum, Black e Black Signature têm até o próximo dia 9 de outubro para emitir passagens nacionais com o limite de 15 mil pontos, na tabela exclusiva que a Latam disponibiliza para essas categorias. A partir de 10 de outubro o teto de pontos para resgatar um trecho nacional passa de 15 mil para 25 mil pontos.

Os valores mínimos não sofrerão alteração, bem como a tabela de resgate dos demais clientes, que permanece com teto de 35 mil pontos por trecho nacional. Apesar da má notícia para os passageiros frequentes, o teto continua sendo um diferencial positivo do programa, em relação aos seus concorrentes, que tem um limite bem maior, como 50 mil no caso do Amigo/Avianca, ou não tem nenhum limite, como a Smiles e o TudoAzul.

Clientes com direito a esse benefício que quiserem emitir passagens para o Natal, Réveillon, Carnaval ou feriados, quando os preços em pontos costumam ficar bem caros, não devem perder a oportunidade. Nossa recomendação é emitir logo, antes dessa mudança. Afinal, os trechos mais disputados devem ficar até 10 mil pontos mais caros de um dia para o outro!

Em nota ao Melhores Destinos a companhia destacou que os valores mínimos para emissão de passagens com pontos serão alterados. Confira:

“O LATAM Fidelidade informa que, a partir de 10 de outubro, o valor máximo de pontos Multiplus para o resgate de bilhetes aéreos para trechos domésticos de clientes das categorias Black Signature, Black e Platimum será alterado para 25 mil pontos.”

 “Já o valor mínimo de pontos Multiplus para o resgate de bilhetes aéreos para trechos domésticos de clientes das mesmas categorias (Black Signature, Black e Platimum) permanece inalterado.”

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.
  • Não.

    • Rafa Alves de Oliveira

      Leo, será que se mudarmos nosso endereço pro Chile conseguimos emitir como latampass?