LAN começa a operar novo Boeing 787 no próximo ano

Denis Carvalho 23 · junho · 2011

A companhia chilena LAN Airlines anunciou a compra de 32 aviões Boeing 787 Dreamliner, considerado um dos mais modernos do mundo. Essa aquisição representa um dos maiores investimentos de sua história: US$ 3,5 bilhões. Os primeiros 787 da LAN devem ser entregues a partir do segundo trimestre de 2012.

A LAN afirma que será a primeira companhia aérea da América Latina a voar com o novo jato, que também já foi encomendado pela Avianca e AeroMéxico.

O 787 promete gerar um grande impacto indústria aérea ao incorporar tecnologias de última geração. Com capacidade para transportar de 200 a 350 passageiros, será o primeiro avião comercial fabricado primariamente com material composto e fibra de carbono e terá autonomia para até 15 mil quilômetros, proporcionando rotas diretas que hoje são impossíveis. Entre as novidades do jato estão um aumento de 40% na área das janelas, que também passarão ter um sistema eletrônico de escurecimento.

O novo modelo é dotado de 30% a mais de espaço para acomodação da bagagem de mão
Além disso, a Boeing afirma que haverá uma redução de impacto ao passageiro no caso de turbulências graças à aerodinâmica e a tecnologia do Boeing 787, que inclui novo sistema de umidificação do ar, 60% menos ruído e menos emissão de poluentes.

A380
Outra estrela da aviação mundial, o Airbus A380 continua sem previsão para estreia no Brasil. O Superjumbo é considerado o maior avião de passageiros do mundo, com capacidade para até 853 passageiros, e chegou a fazer uma visita de apresentação ao País em 2007.

Diversas empresas como Lufthansa, Air France, British Airways e Emirates já demonstraram interesse em fazer uso da nova aeronave em suas linhas para o Brasil e a Airbus considera que ela seria ideal para várias rotas, inclusive operadas pela TAM, que é sua parceira. O problema é que para receber o A380 os aeroportos nacionais precisam passar por adaptações em sua estrutura tanto na pista e principalmente nos terminais de passageiros e bagagens, que não teriam capacidade para atender as centenas de passageiros nos embarques e desembarques.

A expectativa é que a concessão dos terminais brasileiros, entre eles o de Guarulhos, abra caminho para que o Brasil possa enfim receber o novo jato, oferecendo mais capacidade de transporte e conforto nas linhas internacionais.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Rodrigo

    Desde quando a British Airways possui o A380-800 em sua frota?!

  • Paulo

    Tá na hora do País receber aeronaves novas e modernas !!! é uma vergonha dizer que um pais dos G20 não tem aeroporto pro 380!!! qd vou a Miami/Mco só pegamos aviões velhos !! um novinho nestas rotas seria ótimo !! e acho que a cia q colocasse novos aviões iria vender mais !!!

  • Otavio

    Umidificação sem "h".

    • Denis Carvalho

      Otavio, obrigado! Estava errado no texto base que recebemos da LAN e acabei não percebendo! 🙂

      • Arthur Glugoski

        Não está necessariamente errado "umidificar" com "h", já que em Portugal escreve-se assim.

        • Wescley

          Melhor, não está errado. Umidificar é forma variante de Humidificar. A "versão original" é com H.

  • EmersonMH

    Esses 787 devem ser maravilhosos mesmo, pois se o 777 já é uma alegria em termos de conforto, imagina seu irmão maior e cheio de tecnologia embarcada.

    O único porém é o material composto. Nada contra esse material, mas é que eu vi um documentário que mostrava que mais de 90% das cias aéreas não tinham um setor de manutenção adequado para este tipo de composto, que exige um tipo de aparelho que faz uma espécie de radiografia na fuselagem pra ver se a mesma está em bom estado. E os aparelhos antigos não servem pois eles detectam problemas somente nos "antigas" aeronaves, cujas fuselagens são feitas basicamente de alumínio, zinco, cobre e aço.

    Eu vi esse documentário há cerca de 4 anos. Nessa época eles mostraram vários acidentes causados pela simples desintegração do leme e de parte das asas que, na época, recebiam esse tipo de material. Não sei se as cias aéreas melhoraram seus sistemas de manutenção desde então, já que esses novos aviões são praticamente fabricados com esse novo composto em toda fuselagem.

  • andre

    Alguem sabe quais podem ser as possiveis rotas operadas pelas novas aeronaves?

  • Carlos

    Parabéns a LAN e ansioso para os A350 da TAM.

  • Fabricio

    Airbus? Nem pensar! Que venham os novos Boeing!