LAN começa a operar novo Boeing 787 no próximo ano

Denis Carvalho 23 · junho · 2011

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A companhia chilena LAN Airlines anunciou a compra de 32 aviões Boeing 787 Dreamliner, considerado um dos mais modernos do mundo. Essa aquisição representa um dos maiores investimentos de sua história: US$ 3,5 bilhões. Os primeiros 787 da LAN devem ser entregues a partir do segundo trimestre de 2012.

A LAN afirma que será a primeira companhia aérea da América Latina a voar com o novo jato, que também já foi encomendado pela Avianca e AeroMéxico.

O 787 promete gerar um grande impacto indústria aérea ao incorporar tecnologias de última geração. Com capacidade para transportar de 200 a 350 passageiros, será o primeiro avião comercial fabricado primariamente com material composto e fibra de carbono e terá autonomia para até 15 mil quilômetros, proporcionando rotas diretas que hoje são impossíveis. Entre as novidades do jato estão um aumento de 40% na área das janelas, que também passarão ter um sistema eletrônico de escurecimento.

O novo modelo é dotado de 30% a mais de espaço para acomodação da bagagem de mão
Além disso, a Boeing afirma que haverá uma redução de impacto ao passageiro no caso de turbulências graças à aerodinâmica e a tecnologia do Boeing 787, que inclui novo sistema de umidificação do ar, 60% menos ruído e menos emissão de poluentes.

A380
Outra estrela da aviação mundial, o Airbus A380 continua sem previsão para estreia no Brasil. O Superjumbo é considerado o maior avião de passageiros do mundo, com capacidade para até 853 passageiros, e chegou a fazer uma visita de apresentação ao País em 2007.

Diversas empresas como Lufthansa, Air France, British Airways e Emirates já demonstraram interesse em fazer uso da nova aeronave em suas linhas para o Brasil e a Airbus considera que ela seria ideal para várias rotas, inclusive operadas pela TAM, que é sua parceira. O problema é que para receber o A380 os aeroportos nacionais precisam passar por adaptações em sua estrutura tanto na pista e principalmente nos terminais de passageiros e bagagens, que não teriam capacidade para atender as centenas de passageiros nos embarques e desembarques.

A expectativa é que a concessão dos terminais brasileiros, entre eles o de Guarulhos, abra caminho para que o Brasil possa enfim receber o novo jato, oferecendo mais capacidade de transporte e conforto nas linhas internacionais.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe