Dicas da Jordânia, um oásis de história e cultura ao lado de Israel

Wendell Oliveira     7 · novembro · 2018

Uma casa silenciosa em meio a uma vizinhança barulhenta. Assim poderia ser definida a Jordânia. Encravada no Oriente Médio, ao lado de Israel e seus vizinhos árabes, o país não só é um oásis de história e cultura, mas também de tranquilidade, em meio à uma região tão conturbada.

A Jordânia é uma nação de beleza estonteante. Por aqui se encontram camelos, nômades, tendas beduínas e tesouros perdidos. O maior exemplo é Petra, a principal atração turística do país. O famoso sítio arqueológico já foi cenário do filme Indiana Jones e guarda os resquícios de uma imponente cidade esculpida na rocha há mais de 2.000 anos.

Confira o nosso Guia da Jordânia.

petra Jordânia

Petra, a atração mais famosa da Jordânia 

O que fazer na Jordânia

Ofuscada por Israel, a Jordânia é um destino completo e seguro no Oriente Médio, com atividades turísticas que vão desde passeios culturais por sítios arqueológicos, até excursões pelo deserto e atividades de mergulho! Separe alguns dias da sua viagem pela Terra Santa e faça um desvio para imergir na cultura árabe, desfrutar das tradições beduínas e colecionar experiências inesquecíveis.

Tesouro de Petra

Al-Khazneh, o “tesouro” de Petra

É difícil resistir ao espírito aventureiro quando se visita uma cidade com origens milenares, Patrimônio Mundial da Unesco, Nova Maravilha do Mundo Moderno e cenário de filme do arqueólogo mais famoso da história do cinema. Petra é um destino de tirar o fôlego, que merece ser apreciado com calma! Seja de excursão ou por conta própria, permita-se ficar perdido em meio a uma imensidão de monumentos grandiosos e caminhos formados por paredes rochosas de até 80 metros de altura!

Se a sua imagem de deserto é apenas um monte de areia sem forma, melhor repensar: Wadi Rum tem montanhas de pedra em tons avermelhados construídas pelo vento, com uma aparência que lembra a lua! A vasta paisagem desértica é lar de nômades beduínos, que oferecem passeios de 4×4, jantares tradicionais na fogueira e uma noite com vista para o céu estrelado em tendas de luxo. Embarque em uma viagem com camelos, música árabe e visite os lugares por onde Lawrence da Arábia passou!

Wadi Rum

Deserto de Wadi Rum, também conhecido como “O Vale da Lua”

Quem se arrisca a explorar a Jordânia além de Petra tem boas surpresas, e a capital Amã é uma delas. A metrópole vibrante reúne uma Cidadela com ruínas bem preservadas e monumentos históricos que se misturam a shoppings e mercados a céu aberto. Mesmo um passeio sem compromisso pela cidade pode valer por uma aula de História, com visitas a museus e ao suntuoso Teatro Romano.

Amã, a capital da Jordânia

Amã, a capital da Jordânia

Cada quilômetro rodado em terras jordanianas é a certeza de um horizonte encantador, passando pelo fértil Vale do Jordão e estradas cênicas que conectam as águas cristalinas do Mar Vermelho e as super salgadas do Mar Morto.

Saiba mais sobre os pontos turísticos da Jordânia.

Como chegar à Jordânia

Não há voos diretos do Brasil para a Jordânia. Aproveitar uma promoção para Israel e posteriormente atravessar a fronteira por terra costuma ser a opção mais barata. Quem optar por voar até a Jordânia terá de fazer ao menos uma conexão na Europa ou Oriente Médio. Como chegar a JordâniaFronteira terrestre entre Israel e Jordânia

Brasileiros precisam de visto de turismo para a Jordânia, que pode ser obtido diretamente na chegada ao aeroporto/fronteira. Mas desde a implantação do Jordan Pass, viajar para a Jordânia ficou bem mais prático. O Jordan Pass é um ticket combo que inclui ingressos para diversas atrações e também isenta o custo do visto para estadias superiores a 3 noites (4 dias).

Jordan Pass

Jordan Pass – Isenção de visto e ingressos combinados para mais de 40 atrações

Saiba mais sobre Como chegar à Jordânia.

Quando ir à Jordânia

Aproximadamente 80% do território da Jordânia é formado por desertos, o que traz uma sensação de calor causticante no verão e noites frias durante o inverno. Para aproveitar melhor sua viagem e fugir de variações climáticas extremas, a época ideal para visitar a Jordânia é entre os meses de março a maio, embora algumas regiões tenham seu próprio microclima.

Por se tratar de um país com maioria muçulmana, feriados religiosos e datas comemorativas também devem ser levados em consideração na hora de decidir quando viajar.

Saiba mais sobre quando ir à Jordânia.

Transportes na Jordânia

Locomover-se pela Jordânia costuma ser uma tarefa fácil. O país é pequeno, com praticamente duas estradas principais que vão de norte ao sul, todas em boas condições e facilmente percorridas em poucas horas. Alugar carro é definitivamente uma boa ideia.

Transporte na Jordania

Aluguel de carro, ônibus intermunicipais e excursões

Quem chega ao país através de excursões vindas de Israel não precisa se preocupar, já que os guias são os responsáveis pelo transporte em ônibus e minivans. Para quem viaja de forma mais independente, os ônibus intermunicipais serão o principal meio de transporte pelo país. A companhia Jett (Jordan Express Tourist Transportation) possui uma frota moderna e confortável, com destinos e horários definidos, visando atender principalmente aos turistas.

Saiba mais sobre o transportes na Jordânia.

Comida na Jordânia

Apaixonados por comida árabe não terão do que reclamar. O país oferece uma grande variedade de pratos típicos em porções generosas e preços modestos. A tradição beduína de comer muita carne — especialmente de cordeiro — é uma constante nos principais menus. Por aqui, tudo começa e termina em chá. Sente-se sem pressa e desfrute da hospitalidade jordaniana.

Comida na Jordânia

Chá beduíno

Dicas da Jordânia

– O Ramadã é o maior evento muçulmano, onde os fiéis são incentivados a fazer jejum do nascer ao pôr do sol durante um mês. A data varia anualmente, mas em 2019 a celebração vai de 5 de maio a 4 de junho. Comer ou beber em público durante este período não é visto com bons olhos e pode atrair atenção indesejada.

Protecao Sol Jordania

Proteja-se do sol, use filtro solar

– Evite usar a mão esquerda. A mão esquerda é considerada “impura” na etiqueta local, já que é utilizada para tarefas de higiene pessoal. Ao cumprimentar alguém, comer (com as mãos ou talheres) ou até entregar alguma coisa, use sempre a mão direita.

– O véu sobre a cabeça para mulheres não é obrigatório. Você verá muitas jordanianas andando livremente com os cabelos à mostra, graças ao posicionamento liberal do país, que se orgulha do seu papel progressista no mundo árabe.

– Mantenha-se hidratado e use filtro solar. O calor da Jordânia pode ser cruel em algumas épocas do ano, exigindo atenção redobrada de quem não está acostumado às altas temperaturas do país.

– Leia mais dicas no nosso Guia da Jordânia!


Deu vontade de viajar para a Jordânia? Deixe seu comentário!