Jericoacoara – Dicas de um paraíso na terra

Redação 29 · junho · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Em março deste ano o leitor Marcio Vicco viajou para Jericoacoara, a famosa vila do município de Jijoca, a 300km de Fortaleza, na costa oeste do Ceará. Entre dunas, mar, lagoas e mangues, a vila é um refúgio diante da modernidade das grandes cidades. A dificuldade do acesso ajuda a manter esse clima singelo e “Jeri” atrai turistas do mundo inteiro. Confira o relato do Marcio e as dicas dele sobre o que fazer nesse verdadeiro paraíso! Boa leitura!

Assim que chegamos no vilarejo de Jericoacora, no Ceará, distrito de Jijoca de Jericoacara, tivemos uma grande surpresa na beleza que emana uma energia tão positiva e a certeza que naquela natureza está a prova da existência de uma força maior.

Mas também tivemos algumas surpresas não muito agradáveis como visitantes de primeira viagem a esse vilarejo mágico. A primeira foi que o aeroporto fica na cidade de Cruz, a uma distância de uns 50 minutos e você terá que desembolsar uma média de R$ 75,00 por pessoa para pegar uma caminhonete 4×4, pois uma parte do caminho é de asfalto, mas a outra parte é entre as dunas que possui um visual muito bonito e já mostra o potencial daquela viagem, mas com um carro normal é perigoso ficar no meio do caminho.

A outra surpresa não tão boa foi que tivemos que desembolsar R$ 5,00 por dia que você vai ficar por lá por pessoa como taxa de turismo, que é possível pagar antecipadamente pela internet (http://www.jijocadejericoacoara.ce.gov.br/) ou na entrada do vilarejo.

Tirando esses pequenos imprevistos Jericoacoara é pura magia.

Chegamos bem próximo ao final da tarde e tivemos o privilégio de apreciar o pôr do sol na Duna do Pôr do Sol que é simplesmente único, mas devido às nuvens nem sempre é possível deslumbrá-lo. Ainda mais que fomos em março, que junto a abril é a época que mais chove, mas passa rápido e logo o sol reaparece.

Uma coisa que é preciso tomar muito cuidado é com o sol, ele é bem forte mas como venta bastante uma brisa refrescante acaba diminuindo a sensação de calor, não descuide do protetor solar.

Quer receber as promoções do Melhores Destinos no seu Whatsapp? Clique aqui e se cadastre! É grátis!

Ficamos em uma pousada que é rústica mas bem aconchegante e tem um preço legal. Chama-se pousada do Pôr do Sol que fica bem próximo a Duna do Pôr do Sol, uns 5 minutos do centro a pé e tem um visual muito bonito.

O centro é bem aconchegante com aquela cara de vilarejo de pescadores mas com muitas lojinhas de artesanato e restaurantes para todos os gostos e bolsos.

Em relação aos passeios são divididos em leste e oeste onde você vai conhecer a praia do Preá, a Lagoa Azul, a Lagoa do paraíso e da Torta onde há aquelas redes muito legais dentro da água para você relaxar e restaurantes para você tomar aquela cervejinha boa.

Tem também a famosa Árvore da Preguiça que devido aos vento ficou com esse aparência bem interessante.

E a pedra furada que compensa ir a pé admirando a natureza, mas cuidado para não ir quando o sol está muito forte pois pode se tornar uma verdadeira furada, mas realmente é uma obra de arte da natureza.

Você vai pagar uma média de R$60,00 por pessoa em uma 4×4 compartilhada ou uns R$ 250,00 de Bug e uns R$ 350,00 de quadricículo.

Fora isso ficar ali na praia na frente do vilarejo, que não é muito grande, é bem gostoso e vale ficar uns dias por ali mesmo. E o céu no final da tarde fica um espetáculo.

Resumindo Jericoacora, é um dos pedaços do paraíso que ainda é preservado na terra. Vale muito a pena!


Agradecemos ao Marcio por esse relato de viagem! Quer mandar suas dicas e roteiro de viagem para o MD? Entre em contato com a gente pelo e-mail convidado@melhoresdestinos.com.br

Autor

Redação - Equipe Melhores Destinos