Hotel no Aeroporto de Guarulhos: como é o Slaviero Fast Sleep

João Goldmeier 29 · março · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

O retorno tarde de uma viagem internacional e a falta de opções de voo doméstico no mesmo dia foram os fatores determinantes para finalmente testar os serviços do hotel Slaviero Fast Sleep do Aeroporto Internacional de Guarulhos, que tem como proposta estadias curtíssimas (a partir de 1h) e serviços enxutos. Quer saber como foi? Confira:

O Slaviero Fast Sleep fica dentro do Aeroporto, no Terminal 2, Asa D, piso térreo, logo após o desembarque leste. Como desembarquei naquele terminal, voltando do voo inaugural da Ethiopian para Buenos Aires, não levei nem cinco minutos para sair com as bagagens e chegar até o hotel.

O balcão de check-in fica logo na entrada e no balcão há uma tabela de preços pra quem quer reservar o quarto por hora- não era o meu caso, tinha feito a reserva por diária antecipadamente. Pelo Booking.com paguei R$ 258 a diária.

Foi a minha sorte pois os 65 micro-apartamentos estavam ocupados naquela noite. Após um rápido cadastro recebi a chave e as instruções sobre o uso dos banheiros, que são compartilhados e limpos após cada uso.

Os quartos medem 4 m2 e são equipados com bicamas. Apesar do aperto, havia um suporte para mala, tomadas e uma televisão, além do wi-fi grátis. Lembrou um pouco os famosos hotéis capsula do Japão. O espaço diminuto não foi empecilho para dormir, já que estava cansado e minha estadia seria de apenas algumas horas – mesmo assim senti falta de um controle individual de temperatura (a temperatura é única em todas as áreas do hotel).

Antes de deitar fui conferir o banheiro. O espaço estava limpo e, como o hotel, é simples e funcional: conta com um box com chuveiro (que contém sabonete líquido e xampú), uma privada, uma pia e secador de cabelos.

No dia seguinte foi só deixar as chaves na recepção e sair do hotel rumo ao check-in, já que a cobrança da estadia é feita na entrada. Muito rápido e conveniente.

O hotel conta ainda com maleiro, ferro de passar, apartamentos conjugados e adaptados para portadores de necessidades especiais.

É sem dúvida nenhuma uma ótima opção para estadias curtas, já que o tempo de espera do transfer mais o translado (na ida e na volta) consomem preciosas horas de sono. Mais alguém já se hospedou por lá? O que achou?

Autor

João Goldmeier - Editor