GOL apresenta rampa de acessibilidade para embarque de passageiros

Thayana Alvarenga 27 · setembro · 2016

A GOL apresentou hoje uma rampa especial que facilitará o embarque e desembarque de passageiros em suas aeronaves em posições sem ponte de acesso ao terminal (finger). O equipamento, inédito no Brasil, já está à disposição dos passageiros nos aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

Vale lembrar que no ano passado a GOL teve que pagar uma multa de R$ 31,5 mil após uma passageira cadeirante ter sido obrigada a se arrastar por 15 degraus para conseguir embarcar em Foz do Iguaçu.

gol-voo-deficientes-acessibilidade

A nova rampa foi apresentada na tarde desta terça-feira, no Hangar da GOL em Congonhas. Segundo a companhia, as operações da rampa de acessibilidade foram iniciadas no mês passado, entre os Jogos Olímpicos e os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro. Durante estes dois eventos foram transportados cerca de 5.600 passageiros com deficiência.

O vice-presidente de Operações da GOL, Sérgio Quito, destacou que a receptividade foi muito positiva, com o objetivo principal de tornar eficiente o acesso ao avião, facilitando para que todos possam voar juntos. “Isso aumenta os laços da família. É muito importante priorizar o acesso às pessoas com algum tipo de deficiência. Foi criado um comitê para cuidar disso com várias vertentes, para tornar a acessibilidade possível a todos”, disse.

gol-embarque-cadeirante

A rampa de acessibilidade conta com uma cobertura para proteger os passageiros em dias chuvosos ou de muito sol. A GOL informou que no ano que vem novas rampas serão disponibilizadas nos aeroportos para as pessoas com mobilidade reduzida.

E aí, o que achou da novidade? Conte para a gente nos comentários!

Autor

Thayana Alvarenga - Repórter
  • Hélio

    que máximo, que visionários, com o surgimento dos cadeirantes, que se deu o inicio em 2016, eles tiveram essa brilhante ideia.

  • Bruno Santos

    Precisou tomar uma multa para começar a tratar os cadeirantes com mais eficiência. A parada é transparente, como é que vai proteger do sol?

  • Mauricio Laukenickas

    Precisou tomar multa pra ter essa brilhante ideia? Já que só assim resolvem tomar atitudes, que tome também muitas multas por atraso de voos, descaso com passageiros, cancelamentos, valores abusivos de reembolsos e alterações dentre tantos outros motivos.

  • Gilmar Piauhy Dos Santos

    Melhor do que descer carregado por dois funcionários com cadeira de rodas e tudo, para embarcar na remota do Aeroporto do Galeão…pode???

  • Vitor

    Pela minha experiência, posso dizer que a Gol é uma das empresas que mais se preocupa com a pessoa com deficiência. Tanto é que se ela precisar de um acompanhante, este nao paga nada da tarifa. Claro que nenhuma empresa é perfeita, mas Pode melhorar com as falhas, tanto é que apresentou essa rampa especial. Parabéns pela iniciativa.

  • Tom Ferreira

    Mesmo com atraso, parabéns a Gol pela iniciativa. Pior seria se a empresa estivesse se recusando a implantar esse tipo de serviço.

  • Felippe Uhlein

    Acho a iniciativa boa, mas por que colocar em Congonhas e no Santos Dumont? Dezenas de aeroportos do Brasil não possuem fingers (Foz do Iguaçu, por exemplo). Não seria melhor priorizar estes aeroportos?

  • Claudio Cordovil Oliveira

    Belíssima iniciativa da Gol! Vi de perto esta estrutura metálica colossal, podemos dizer, em Congonhas, e fiquei encantado. Pensei comigo: a Gol não mediu esforços para dar dignidade e conforto aos cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. Que belo exemplo de cidadania! Poucas empresas pensariam em soluções tão complexas. Ganha a espécie humana com este exemplo, cadeirantes ou não.