Furtos e golpes em Buenos Aires: saiba como não ser a próxima vítima!

Denis Carvalho 11 · agosto · 2011

Uma cidade encantadora, com muitos atrativos culturais, turísticos e culinários e onde nosso dinheiro vale muito. Tantos motivos têm transformado Buenos Aires no principal destino turístico para brasileiros no exterior.

Realmente, visitar a capital argentina vale muito a pena. O problema é que diante de tantos atrativos da metrópole de ar europeu muitos brasileiros baixam a guarda e facilitam a vida de marginais como batedores de carteiras e taxistas desonestos, que são comuns tanto lá quanto aqui.

Apesar de não ser uma cidade violenta, Buenos Aires é uma grande capital e exige os mesmos cuidados com seus pertences que você teria em qualquer metrópole brasileira, como São Paulo, Rio de Janeiro ou Salvador. Isso se aplica especialmente em áreas de grande fluxo turístico, como La Boca e Centro – sobretudo na famosa Calle Florida e no Subte, o metrô.

O principal problema enfrentado pelos turistas nas terras argentinas são os furtos, especialmente de carteiras, bolsas, máquinas fotográficas e demais itens de valor. Apesar de serem atos não-violentos – sem abordagem nem agressão – os crimes trazem transtornos enormes para as vítimas, especialmente quando além do dinheiro são levados documentos e cartões de crédito.

O aumento do número de casos levou o Consulado-Geral do Brasil em Buenos Aires a divulgar uma série de recomendações essenciais para se ter uma viagem tranquila e evitar ser mais uma vítima dos ladrões. Os alertas valem ainda para evitar outros golpes comuns, como cobrança indevida por taxistas e o recebimento de notas falsas.

Confira as principais recomendações:

1. Tenha toda atenção ao transitar nas áreas onde ocorrem este tipo de crime, especialmente no Centro, sobretudo em caso de abordagem por estranhos;

2. Deixe cópia do passaporte ou carteira de identidade no hotel ou em lugar seguro. Essa cópia poderá ser útil em caso de necessidade de emissão de Autorização de Retorno ao Brasil (ARB). Tenha também cópia de cartões de créditos e telefones úteis em local seguro;

3- Antes de viajar, identifique corretamente sua bagagem, etiquetando ou numerando. Nos aeroportos e em locais de muita circulação, inclusive nos hotéis, não descuide da bagagem.

4- Nunca deixe bolsas abandonadas, penduradas em cadeiras ou poltronas: mantenha-as sempre à vista. Em restaurantes, não pendurar casacos e bolsas na cadeira nem deixar a bolsa sobre a mesa;

5- No hotel, solicite sempre um cofre para depositar jóias, dinheiro, documentos ou objetos de valor. Feche a porta do quarto com chave sempre que sair;

6- Ao tomar um táxi, observe o cartão de identificação do motorista na parte traseira do assento. Dentro do táxi, não conte dinheiro nem exiba objetos de valor. Pague o taxi preferencialmente com notas de pequeno valor. Evite tomar táxis na rua, preferindo radio taxis ou remises.

7- Não carregue grandes somas de dinheiro nem guarde todo o dinheiro em um só lugar.

8- Evite transitar em ruas ou praças desertas após as 22h. Desconfie de quem, na rua, adverti-lo sobre manchas na roupa ou se ofereça para ajudá-lo a tirá-las, pois geralmente trabalham em grupos de duas ou três pessoas.

9 – Contrate excursões apenas com companhias conhecidas, sem aceitar promoções oferecidas na rua.

10- Nunca troque moeda na rua, mas apenas em bancos ou casas de câmbio.

Para mais informações acesse a página do Consulado-geral do Brasil. Também vale a pena dar uma lida nas dicas do blog Mão de Vaca, que comenta uma  matéria do programa Mais Você sobre o assunto.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Ademar

    E o golpe mais comum em Buenos Aires que é o da nota falsa. O taxista recebe a sua nota de 100 ou 50 pesos e devolve uma nota falsa, dizendo que não tem troco. FIQUEM BASTANTE ATENTOS POIZE EXISTEM MUITAS NOTAS FALSAS circulando pela Argentina.

    Em uma semana entrei em contato com duas notas falsas.

    • Leandro

      A dica nesse caso é sempre guardar o número de série da nota quando for entregar ao taxista. Se for muito grande pelo menos os últimos números já ajudam. Assim pode conferir a que ele lhe devolveu é a mesma ou se trocou. Se não foi, aí é brigar mesmo.

  • Cristiano GO

    Adoro BA… mas os perigos são constantes.. uma amiga já deixou a bolsa no chão para experimentar calçados na Calle Florida… e levaram.. mesmo com câmeras em toda a loja, não fizeram nada ! Outros deixaram o iphone carregando e o notebook dentro do HOTEL e quando chegaram… nada ! O negócio é ter malícia e ficar esperto, ficar em hoteis bons e com cofre e levar apenas id, dinheiro e 1 cartão. Passaporte, ou copia de id e o restante somente em cofre. O negócio com os taxistas é ter sempre trocado a mão e deixar o troco… assim. nunca se tem problemas !

  • Agnaldo

    Atenção aos viajantes que desejam ir para a Europa neste segundo semestre. No site da Iberia alguns trechos estão com o preço muito bom! Fortaleza-Madrid-Fortaleza sai por 684 cada trecho já com as taxas! E há outros destinos também! Não é A promoção, mas ta valendo a pena. R$1389,00 ida e volta pra Europa!

  • Antonio

    Faltou dizer: não vá ao Caminito.. é um passeio bobo, cheio de turistas e pessoas querendo explorá-las. Fui assaltado em plena luz do dia. :-S

  • Ótimas as dicas!

    E creio que elas não valem só pra Argentina, vamos usar isso sempre, em qualquer lugar do mundo. Os oportunistas, como eles costumam denominar esses ladrões que não abordam nem agridem, existem em qualquer lugar.

    Se você não se chama Alice, então não acredite em País das Maravilhas… 😉

  • rodrigo

    Obrigado Melhores Destinos, esto indo pra lá no final do mês graças à suas dicas de promoção.

    • Denis Carvalho

      Legal, Rodrigo! Com qual empresa aérea você vai?

  • André

    Ótimas dicas! Valem também especialmente para o Brasil!

  • Luciane

    Minha mãe voltou recentemente de um mês em Buenos Aires e são incontáveis as histórias de assaltos, roubos e problemas em hotéis. Escutei historias de turistas que tomaram todos os cuidados acima descritos e mesmo assim foram vitimas de assaltos a mão armada em plena calle Florida ao meio dia! Eu acho uma cidade encantadora mas pensarei duas vezes antes de escolhe-la como meu proximo destino.

    • André

      De onde você é Luciane?

    • Rodrigo

      Olha, eu particularmente não gosto de Buenos Aires e tão pouco dos nossos hermanos, mas lá existem muitos "oportunistas" sim, mas violencia a mão armada com certeza há muito menos que aqui no Brasil. Garanto que Buenos Aires é pelo menos 10 vezes mais segura que Salvador.

    • Adriano

      Eu fui Vítima de nota falsa com taxista de rádio táxi e mesmo após ligar reclamando para a central eles falaram que nada poderiam fazer.

  • Nuss, importante dicas! Interessante é que, apesar de já ter ido muitas vezes a Buenos Aires, nunca fui assaltado ou tido qualquer problema por lá! Sempre deu tudo certo. Mas em uma das vezes que fui a Bs As teve um espanhol amigo meu, que estava viajando comigo, foi abordado perto de onde estávamos hospedados, na avenida corrientes. Estorquiram-o e conseguiram levar pesos e euros. Pra mim é lamentável pois acho Bs As, junto com Santiago do Chile e o Rio, a cidade mais encantadora da América do Sul.

  • Infelizmente aconteceu comigo e com a minha irmã, na calle florida roubaram o balckberry dele e fomos perceber do nada qndo notamos a bolsa aberta. E dinheiro falso na argentina tem mto, mas mto mesmo, pra começar ja peguei nota falsa da casa de cambio confidence aqui no Brasil, e na argentina o taxista me deu outra de 50 pesos. Fique esperto pq tem mta gente tentando ti passar a perna em BsAs a todo momento, é um lugar incrivel mas tem que ficar esperto. Para ver se a nota é falsa é mto simples, ela tem alguns pontilhados prata, qndo vc expoe ela a luz esse pontilhado fica uma linha comum e nao pontilhada. Apesar de ter mtas notas falsas se fzr isso percebera na hora pois são de mta má qualidade

  • evelyn

    q xato saber disso, fui a bs as em junho (pagando bem poco, gracas as dicas do MD obvio,,hehe)e tive dias maravilhosos, mas eh isso ai, cuidado nunca eh demais, valeu MD…

  • Taty

    Eu fui a Buenos Aires há algum tempo, e desde que fui eu escuto essas historias, sério, não sei se tá pior, mas quando fui isso em 2008. ja ouvia a historia das notas falsas, do roubos em caminito, ou nas ruas, centro, florida, e sinceramente, eu nao vi nada disso, além de não ter acontecido comigo, E olha que fiquei 2 meses, andando de metrô, de onibus, taxi, andando no centro, caminito, florida,inclusive andando a pé na madrugada , sou apaixonada por Buenos Aires. Acho que claro não vai da bobeira, mas tambem nada de paranoia galera, vá conheça a cidade, aproveitem tudo que ela tem a nos oferecer, e vale muito a pena…Muito mesmo..Eu recomendo, e outra valem a pena ir sim em Caminito, quem nao quer conhecer as casinhas rosas de Buenos Aires?? hahahahahha! Todo cuidado é pouco, mas sem paranoia… aproveitem!

    • Mari

      Obrigada colega. Assim eu tenho um treco com tantos comentáros negativos! ahahahah

  • Edu

    É, um país com a economia falida, tudo caindo, pessoas sem emprego, nao podia dar em outra. Esta virando a Bolivia, Paraguay da America Latina. É a Argentna americalatinizando. O problema maior é que os Argentinos nao enxergam isso, e seguem vivendo como Europeus. Pobrecitos! rs

  • Eduardo Henrique

    Buenos Aires é uma cidade com arquitetura europeia, praças, transporte publico para qualquer ponto da cidade (velhos mais eficientes) e com muitos problemas sociais. Além dos assaltos, existem muitas favelas e nos famosos cafés e bares com mesas nas calçadas pessoas comem restos dos pratos de turistas. Até mesmo em Puerto Madero depois de revitalizado (lugar fantastico), pedintes entram e saem dos restaurantes/bares geralmente com crianças de colo e não são abordados por ninguem do restaurante/bar (isso não ocorre nos restaurantes/bar que possuem seguranças em suas portas)e uma pequena distração seu celular, camera, bolsa desaparece como por encanto e ninguem viu… Temos que tomar cuidado….

  • Heinz Backer

    isso é para turista mongo que só sabe ficar se mostrando. eu mochilo para todo buraco nessa america do sul e nunca aconteceu nada comigo, só ser esperto e nao dar mole!

  • José

    O problema é que nós ficamos muito atentos na rua e no metrô, mas, quando entramos num hotel, restaurante ou loja, acabamos desligando inconscientemente nosso "alarme mental". Cuidado, pessoal!! Furtaram a bolsa da minha noiva num restaurantezinho chique em Palermo. Enquanto ela ia ao banheiro e eu olhava o cardápio, alguém levou a bolsa que estava praticamente na minha frente! Não havia documentos nem cartões na bolsa, mas ficou aquela sensação ruim de impotência e não deixou de ser uma chateação. Olho, pessoal!!

  • Eduardo

    Estive em buenos aires em março, e nao tive absolutamente problema nenhum.. Nem vi nada de ameaçador.. Pelo contrario, fiquei até surpreso, pois bem na epoca teve uma reportagem na Ana Maria Braga falando dos roubos.. Andei a noite pelas ruas, e nao vi mendigos nem assaltantes.. Posso ter dado sorte, mas curti muito! Fiquei no Hotel Elevage

  • Eu fui a uns meses pra BA e tomei os cuidados que já tomo naturalmente por morar em São Paulo (e também sou um cara bastante desconfiado).

    Não tive problemas com nada, apesar de ter ficado hospedado em quarto coletivo de albergue, de ter andado sozinho no centro inteiro e arredores (durante o dia) e os bairros de Palermo alto e baixo (durante a noite).

    O importante é seguir essas dicas básicas e não perder a atenção dos seus pertences.

  • dayse

    Também recebi uma nota falsa de troco do taxista, aí me avisaram para nunca pagar o taxi com notas grandes

  • Eduardo

    Estive 2x em Buenos Aires nos últimos 12 meses. Em nenhum momento tive contratempos. A cautela mínima ajuda, se você vai com Passaporte deixa ele no hotel e anda com o RG se vai com o RG deixe no hotel e utilize a carteira de motorista é aceita em todos os lugares, Menos na alfandega no momento de entrada e saída.

    Brasileiro tem mania de sair do Brasil e achar que não tem violência, pobreza e problemas, infelizmente isto acontece no mundo todo.

    Em Buenos Aires não tive problema algum pois andava esperto com os oportunista, não dar trela para vendedores de rua. Eles quase nunca vão te oferecer bom negócio. Ande com dinheiro trocado e se não tiver trocado use cartão.

    Na mesma viagem estive em Santiago e lá o negócio também é ficar esperto em uma semana duas amigas foral assaltadas porque deixaram a bolsa 1 segundo quando provavam uma roupa, é o tipo de coisa que acontece no mundo todo.

    Eu mesmo já fui assaltado, tive o carro arrombado dentro do Magik Kindon em orlando, alias este é o golpe mais comum atualmente na Flórida e isto aconteceu comigo tem 4 anos já.

    O negócio é ficar esperto e não ficar andando com coisas de valor no bolso, leve só o necessário. Certamente BA é muito menos violenta e perigosa que Rio e SP.

  • Julio

    Buenos Aires é um lixo, não entendo o fascínio dos brasileiros por aquela porcaria de cidade. Na Argentina, Mendoza é infinitamente mais organizada e mais receptiva com os turistas.

  • Fernando Ribeiro

    Caro Leonardo,

    Desculpe-me antecipadamente por postar essa pergunta neste tópico, mas gostaria de saber do colega, que possui vasta "experiência" no assunto, se poderá haver nas próximas semanas ou no próximo mÊs promoções de passagem aérea para os EUA ou Europa para voar em outubro ou novembro?

    Abs.

  • Carol Vieira

    Acredite, eu peguei uma nota falsa no banco Santander!! Assim que saquei o dinheiro percebi que a nota era falsa!! Meua amigos não acreditavam que era falso, por que me viram tirar do banco e era uma nota de 100 então não teria como ter recebido de troco de alguém! Dinheiro em BA só na boca do caixa e com muita atenção!

    Boa viagem!!

  • haha mando mto heinz.. eu tb kkk e ainda bebo todas e saio no rolê sem medo e nunca rolou nada kkk.. o lance é nao dar mole… andar com o money belt.. outra coisa..sempre faço cambio na rua kkkk viva o cambio negro kkkk

  • Nana Barreto

    Eu já fui vítima, roubaram minha bolsa no balcão de checkin da Gol, com câmera digital e todas as fotos maravilhoras, cartões, documentos. Não fui bem atendida na delegacia do turista, meu vôo em cima da hora. A sorte que eu estava com o passaporte na mão, embarquei.

  • Celso Rios

    Olha, não sei se é bem paranóia a palavra certa, pois estive lá em novembro e TODOS os hóspedes do albergue que fiquei passaram por essas situações. Teve um casal mineiro que foi roubado no Caminito, um paulista ficou sem a carteira no metrô, uma holandesa que bobeou e 2 pivetes arrancaram a mochila dela enqto um perguntava as horas. Foram uns dez relatos de pessoas diferentes.

  • Luiz Carlos

    Sempre vou à Buenos Aires, eu, minha esposa e grupo de amigos. Sempre adoramos!!!! Buenos Aires é realmente´um lugar maravilhoso de se ir: cultura, entretenimento e comida boa e brata. Lamento ouvir esses detalhes, sabendo-se ser uma grande metrópole, por óbvio, haverá sempre problemas derivados disso.

  • Muito bom o post. Mas, certamente, qualquer cidade grande do Brasil é n vezes mais perigosa que BA.

  • Lorena

    Nossa. Esse tipo de comentário realmente me deixa triste. A Argentina é um país lindo do começo ao fim, e Buenos Aires é uma cidade encantadora, mas que enfrenta os mesmos problemas que qqr outra grande metrópole.

    Tomara que o atual bom momento econômico que o Brasil está vivendo não nos torne os arrogantes da vez.

  • beto

    tb adoro Buenos Aires e vou lá há mais de 20 anos. realmente o país empobreceu e passaram a ter mais roubos e furtos (mas ainda acho bem mais seguro que a maioria das metrópoles brasileiras).

    muita atenção com pertences DENTRO de restaurantes especialmente perto de áreas turísticas como a feira de San Telmo. Estava com um amigo DENTRO do restaurante e ele deixou o celular em cima da mesa. Duas mulheres com um bebê no colo fingiram estar esperando mesa e furtaram. Por acaso, me dei conta que o celular tinha sumido e percebi que foram as mulheres. Corri atrás, a polícia veio, inclusive um a paisana (numa outra viagem até o reconheci!). em resumo: a polícia argentina foi 100%, fomos todos pra "comisaria" (delegacia), as ladras foram todas pra cadeia, celular recuperado, mas perdemos um dia todo com essa confusão.

  • Luciane

    de Curitiba, pq?

  • Marcus Costa

    Estive várias vezes em Buenos Aires. Não vi nada de estranho, violento ou assaltos. É 20X mais segura que o Rio, Salvador ou Sampa. Andar de ônibus é muito fácil, barato -R$ 0,40-,e confortável. Não são as carroças brasileiras. O metrô é bem velho, dizem que tem 100 anos e a porta fecha de repente podendo machucar os desavisados. O problema são alguns taxistas, principalmente de Aeroparque, que gostam de passear além da conta. Mas nada que não dê prazer de admirar. Uma cidade limpa, bonita, bem cuidada, com 20.000 táxis. Levem reais e troquem nas casas de câmbio próximas ao BB – fica no 2º andar. Saques com o cartão VISA. As pessoas lá são diferentes dos argentinos grosseirões que andam em Búzios. São muito educadas. Acho que esta é uma campanha para evitar que as pessoas usufruam desta cidade maravilhosa, sem violência e gastem na imunda Salvador, lotada de trombadões!

  • Luis Ricardo

    Já estive em BA por 5 vezes, e das ultimas 3 vezes fui em março de 2008, junho 2009, setembro de 2010. Nunca aconteceu nada, e sempre vou aos pontos de interesse, inclusive a jogos de futebol.

    Mas já fui abordado nas ruas, moças oferecendo programa, ajuda, panfletos, vendedores suspeitos, etc. O tipo de coisa que você não daria confiança na sua cidade aqui no Brasil.

    A dica é ficar sempre alerta, nas primeiras vezes que fui, ficava horas conversando num centro de atendimento ao turista da corrientes por ter feito amizade com uma moça que trabalhava lá.

    Eu sempre via muita gente reclamaando de furtos, roubos, pequenos delitos, mas um mais grave foi de um rapaz que chegou alarmando que foi parado por uma moça nas esquinas da rua florida, dizendo que tinha um bar muito frequentado com garotas e ele foi, mas chegando lá era golpe, extorquiram ele.

    Depois me falaram que era um golpe comum, eles atram as pessoas para locais fechados, dentro de prédios, e são extorquidos, ameaçados por supostos seguranças armados, não restando à vítima outra opçao senao dar todo o dinheiro que tem.

    Mas note que é uma coisa que você jamais faria aqui no Brasil, mas tem gente que baixa a guarda no país dos outros…

    BA, assim como o Rio ou Santiago, é uma cidade turistica, logo existirão muitas pessoas tentando tirar proveito disso. Fique atento!

  • Fabiano

    Eu nunca tive problemas por lá, mas lá fiquei sabendo de um caso que me assustou: existem taxistas maldosos que te levam do aeroporto até o hotel/hostel, quando vc desce do taxi pq chegou no local que vai ficar eles arrancam com o taxi e somem com a suas malas e vc fica a ver navios. Socorrooooo

    • Eduardo

      Isto á fácil resolver é só contratar o serviço de taxi dentro do aeroporto.

  • Rodrigo

    Vou de Gol, deu 900,00 ida e volta para 2 pessoas com todas taxas incluídas.

    • Denis Carvalho

      Legal, boa viagem!

  • Cristiano GO

    Também sou de Gyn e já fui várias vezes a BA, Caio.. concordo com vc… gosto muito daquela cidade.. nunca fui assaltado, mas uma amiga que estava conosco em uma das vezes foi roubada dentro de uma loja. O negócio é sempre ficar só com o essencial no bolso e ficar de olho como em qualquer lugar.

  • Brayner Diniz

    O meu cartão de visitas em Buenos Aires, foi um taxista desonesto desses.

    Cheguei na capital Argentina à noite e cansado e optei por pegar um taxi convencional e me ferrei; um taxista prosa boa que me apresentara diversos pontos turísticos, mas que no fim da corrida me levara $100; trocou minha nota em um deslize meu… mas pelo azar dele eu tinha a placa do seu taxi, e o denunciei.

    Não tive meu dinheiro de volta, mas ao menos esse infeliz deve ter sido expulso da companhia! (:

    No mais, optei pelos autobuses e subtes!

    Buenos Aires apesar dessas intempéries vale muito a pena !

    Abraços e ótima viagem !

  • Pisco

    Desculpe, mas Buenos Aires é uma cidade violenta sim.

    Esse pensamento de que não é violenta é justamente o que faz com que brasileiros, americanos e europeus caiam nos golpes idiotas dos argentinos/portenhos.

    Entre os três, os norte americanos são os mais rápidos ao perceber essa fraude de dizer que Buenos Aires não é violenta e os mais rápidos em desmenti-la.

  • Pisco

    Que importa, André? Vai dizer que o Brasil é mais violento, blablablá, a velha máxima?

    Sorry, mas ninguém quer ser assaltadíssimo em férias num país estrangeiro.

    Morei MUITOs anos em Buenos Aires e vi essa violência crescer. Sempre vi brasileiro se dando MUITO mal com esse pensamento. E vão continuar assim, se não mudarem.

    Sabe pq? Pq até os argentinos caem nesses golpes, imagine quem não é de lá. Simples assim.

  • Pisco

    Não importa o que é MAIS violento.

    Importa que quando VC tem problema, o SEU índice de violência é de 100%. Se vc morre, sua mãe vai achar que Buenos Aires é 100% mais violenta que Salvador, e é mesmo. Ela não tá errada de pensar isso.

  • Pisco

    Pior: eles SABEM que são o que são mas POSAM. Esse é o problema. Vc está certíssimo.

  • Schalke

    Acho que parar de andar com camisa da Seleção ou clube brasileiro já ajudaria a não despertar atenção dos que estão ali para assaltar turistas, não sei a extrema necessidade que brasileiro tem de fazer isso, de mostrar em qualquer lugar do mundo que é turista brasileiro com muito orgulho com muito amor.

    • Denis Carvalho

      Além disso, roupas muito coloridas e descontraídas também chamam a atenção. Enquanto todo mundo está vestido para um dia de trabalho é claro que o cara de boné e bermuda florida é turista! =)

  • Lilian

    Buenos Aires é muito mais segura do que várias cidades do Brasil! Mas, nós brasileiros não podemos ir para lá e "relaxar"…

    Tomando todos os cuidados necessários, a viagem fica tranquila! Já fui para lá duas vezes e nada de ruim aconteceu comigo! Mas, sempre vou com uma bolsa a tiracolo, que não sai da minha frente nunca!

    Recomendo a viagem, afinal a cidade é encantadora!

  • Alisson

    Agora imaginem no fim do ano passado Independiente e Goiás, final da Copa Sulamericana de Futebol, teve torcedor do Goiás que apanhou até dentro do hotel, nossos ônibus apedrejados, bairros perigosos, um clima de tensão constante. Lá sim, nos estádios, a violencia é explícita.

  • José

    Esse manja!! Deve acreditar que o Brasil é uma potência!! Já viu o IDH do Brasil e o da Argentina?

  • Larissa

    Passei 8 dias em Buenos Aires, andei muito no centro e nada de furtos e roubos.

    Andava sempre sem bolsa, com roupas que tivessem bolsos fechados.

    Foi a melhor coisa que fiz. Soube de varias amigas que tiveram as bolsas roubadas no meio da rua

  • Patricia Freire

    pois é, estive em Bs em março, e confesso que fiquei meio assustada… estavamos em um grupo de excurssão e fomos ao cemitério visitar o famoso túmulo da Evita. Acho que é Recoleta o bairro. Quando menos esperamos um motoqueiro passou e se agarrou na bolsa de uma amiga e ela não soltou (louca), ficou a briga no meio da rua, ela puxava para um lado e ele quase caindo, ainda resistia pouxando pro outro. Em plena luz do dia, os cafés ao redor todos lotados, e tds olhando sem fazer nada. Até que num deslize do ladrão, ele caiu da moto e soltou a mão para se apoiar. Foi qdo saimos correndo e ele como uma lebre subiu na moto e foi embora. Mas não parou por aí, fomos à um shopping perto da rua flórida, e quando estavamos comendo fomos avisados para recolher nossas sacolas da cadeira ao lado (q estava bem encostada na nossa mesa) pois tinha uma pessoa de olho, ficamos sem acreditar, a praça de alimentação estava lotada! Fora as notas falsas que pegamos nos taxis, depois de apanhar um pouquinho aprendemos a distinguir! Estou voltando em outubro para lá, mas com os mesmos cuidados de sempre, q tomamos em todo lugar! E mais esperta do que na viagem anterior! e a verdade, que é fato, é que sempre achamos que nada vai acontecer com a gente… Cuidado sempre!

  • Suelen

    A violência de Buenos Aires não é nem 1 décimo da violência no Rio de Janeiro.

  • Margarida

    Pior são os aeroportos. Vc chega ao Brasil com sua mala aberta e sem seus pertences. Fui a Buenos Aires 8 vezes e todas as vezes tive minha bagagem roubada. Principalmente xse for pela GOL. Eles (da GOL) não tomam nenhuma providência e quem sai no prejuizo é a gente que não tem a quem recorrer!!!!

    • Eduardo

      Tem quem recorrer sim é só voce procurar um advogado e providenciar um processo junto ao juizado especial civel. Sou advogado e tive alguns casos assim alem de receber o que tinha dentro recebe-se uma bela indenização que pode pagar sua viagem.

  • Elizabeth

    Também nunca tive problemas em Buenos Aires nem em outras cidades que dizem ser perigosos. Ouvi horrores da Rússia, mas em nenhum momento tive problemas ou me senti insegura, como me sinto sempre no Rio, SP ou Salvador. Também não ando ostentanto nem bestando, não deixo dinheiro nem em cofre de hotel: hoje em dia paga-se tudo no Cartão de crédito e saca-se dinheiro fácil, então não precisa andar com muito dinheiro.

  • Ivana

    Estive em Buenos Aires em setembro do ano passado com meu marido,e em janeiro deste ano com minhas filhas. Não tive problema algum,e olha que andamos muito. Antes de viajar, segui as dicas para ter trocados para dar aos taxistas,e comigo funcionou,não recebi nenhuma nota falsa,quando me davam troco eu examinava a nota na frente da pessoa. Mas, teve gente que não teve tanta sorte assim,pois uma senhora que estava hospedada no mesmo hotel que eu e meu marido foi assaltada,levaram a bolsa com todos os documentos dela, a dica é deixar uma cópia no hotel.

    Amo Buenos Aires, vale muito a pena conhecer, tanto que dia 13 de setembro estou voltando, graças a uma dica dos melhores destinos com uma promoção de milhas da Gol,só paguei 131,90 das taxas.

  • Ivana

    Essa do carro arrombado em Magic Kindom, fiquei de boca aberta. Bom saber para tomarmos mais cuidado mesmo.

    • Eduardo

      Isto aconteceu em 2008. A Disney não se responsabilizou por nada, tinha passado numa loja pra pegar uma encomenda e deixei no porta malas. Cansei de fazer isto na California, Chigado e outras cidades americanas e nunca tive problema. Cheguei na Disney e levei um susto.

      Queriam tentaram de tudo evitar que eu chamasse a polícia, no entanto eu peguei o celular e chamei. No outro dia fui na central de segurança e fiquei abismado ao saber que no estacionamento da disney não tinham câmeras de segurança. O Policial não acreditava também quando ficou sabendo. Fiz vairas reclamações depois mas não fui ressarcido em nada que foi roubado.

  • Leonardo

    ah pera lá né pessoal. Moramos no Brasil, assaltos são rotina em qualquer lugar desse país. Todas as dicas acima são basicamente manual de sobrevivência pra quem mora aqui, no Brasil mesmo. Já fui 2x pra Buenos Aires, já andei tarde da noite a pé, de mochila, etc e nunca me aconteceu nada. Imagina se os argentinos resolvem fazer um guia desses pra quem vai pro Rio ou SP… uma cartilha praticamente.

    • Leonardo Marques

      Leonardo, na sua próxima ida lá você dá um pulo na delegacia que atende a Florida. Você vai ver que a coisa não é simples assim.

  • Vinicius

    A dica mesmo é só passar o dinheiro quando ver o troco… por que uma vez na mão do cara e trocada vai ser difícil de provar. e conferir bem as notas do troco, por que eu já recebi uma de 5 pesos falsa de troco num taxi… e era de uma radio taxi… então não pense que eles são 100% seguros também

    O melhor é andar com notas pequenas ai se te derem falsa o prejuízo é pequeno..

    abs

  • Fabio_bsb

    Ótimas dicas. Estou indo a BA com um grupo de amigos no mês que vem e essas dicas ajudarão muito.

  • João Paulo

    Recomendo Buenos Aires, vale a pena, nunca tive problemas na cidade, exceto vez ou outra com algum garçom mal humorado. Sabe o que vc mais ouve nas ruas de BA? Cambio e ticas, não é recomendável trocar moeda na rua, muito menos entrar em algum estabelecimento aonde as "ticas" trabalharem, ouvi relato de um turista que foi a um desses estabelecimentos, e a experiência dele não foi nada agradavel, tomou um refrigerante, ficou devendo $300,00, e quase apanhou de uns três seguranças quando se recusou a pagar a dívida, então os "seguranças" tomaram sua carteira (assalto), a pessoa em questão, somente teve a carteira devolvida, quando ameaçou ir até a polícia. Então cuidado com as "ticas"!!!

  • João Ximenes

    Ainda bem que só li esse post agora, depois de passar o fim de semana em Buenos Aires. Se fosse antes ficaria com muito medo…

    Não tenho do que reclamar da cidade. Inclusive em relação a Taxi que era o que tinha mais medo, sempre ateciosos, educados e honestos.

    PS: Pra falar que não tenho nada pra reclamar, vou reclamar do abuso de alguns homens. Mulher bonita eles olham e mexem mesmo. Fui com minha namorada e chegou a ser engraçado…

    • Décio

      Minha dica como velho viajante, serve para qualquer lugar do mundo. Scaneie todos seus docs(RG,passaporte, cartões de crédito,etc)frente e verso, e mande para seu email mesmo. Assim, se houver algum problema, basta acessar seu email de qualquer lugar, recepção do hotel, lan house, etc. É um procedimento facil, mas que pode evitar grandes transtornos.

      Abraço a todos.

  • Marcelo

    Na chegada ao hotel após o jantar e o vinho, abrí a porta do taxi, desci;quando ele virou para traz para dar o troco, nós dois vimos a minha câmera, que havia caído do bolso, no banco de tráz: ele arrancou com a porta aberta mesmo, eu corri atráz fingindo que anotava a placa.

    Ainda bem que a máquina era barata!

  • Marcelo

    Adoraria que os problemas de segurança na minha cidade se resumissem esses de Buenos Aires.

    Dito isso, nunca tive problemas com furtos ou assaltos por lá. Já peguei taxistas desonestos (peço logo pra descer), já fui importunado por tradicionais enchedores de saco (que tem em qq cidade grande), mas nunca tive medo de andar por lá, onde quer que seja. Sempre fui e voltei a pé de Puerto Madero à noite.

  • Suri Naibert

    Estive há 2 meses nessa bela cidade e a dica que recebi no hotel é, quando pegar taxi na rua, NUNCA pegar aqueles sem um anúncio luminoso no teto do carro. Geralmente são de não "cooperativados" e o golpe da troca da nota verdadeira por uma falsa é praticamente certo. No mais, é agir atento como andamos aqui no Brasil.

  • Eduardo

    Concordo o negócio é ter um outro documento, deixar o principal Passaporte ou RG trancado no cofre do hotel e andar com um outro, somente ele. Mas tem gente que anda com RG, CPF, Título de Eleitor, Certificado de Reservista e ai vai tudo na carteira.

    Nos EUA mesmo você pode usar a carteira de motorista para praticamente tudo. Se eventualmente pedirem o passaporte você informa que está no hotel, caso seja necessário vão te acompanhar para ir busca-lo.

    Só use o passaporte se voce for viajar, caso contrário o lugar dele é no hotel trancado no cofre.

  • Daniel

    Também vou para BsAs em Setembro, graças ao Melhores Destinos, paguei 730 ida e volta para duas pessoas, na Pluna.

    • Denis Carvalho

      Legal, Daniel! Com certeza você vai aproveitar muito!

  • YuriBF

    Sou um cara bem desconfiado de tudo e todos. Já viajei bem pelo Brasil e Europa e nunca tinha tido qualquer problema. Chego em Buenos Aires e fui alvo dos famosos pickpockets. Mas confesso, eu vacilei. Estava bem distraído no momento. Então fica a dica: é só não baixar a guarda que dificilmente acontecerá alguma coisa. Abs!

  • rafael lopes

    e infelizmente, montevideo esta no mesmo caminho. cheio de malandro em tudo que e canto. dei de pateta e andei com a mochila nas costas na feira de tristan navajo. resultado: celular e camera roubados. serviu de alerta, agora so mochila pra frente, ate mesmo dentro de shoppings :p

  • YuriBF

    Não tem a quem recorrer se você realmente não quiser recorrer. Já ouviu falar em Juizado Especial Cível? Sempre tive meus danos reparados.

  • Taty

    Deve ser por que não tinha cara de turista, ou de Brasileira… Sei la, ou tinha cara de pobre… kkkkkkkkkkkkkkkk….

  • Taty

    Eles dão em cima de qualquer mulher, principalmente brasileiras… FATO!

  • MArcelo GO

    Fui e recomendo plenamente Buenos Aires, quem fica atento evita situações risco. Fiquei no hotel em pleno centro, andei por lá e senti o nível de segurança bem maior do que em qualquer metrópole do Brasil.Minha opinião pessoal, Recomendo p todos!

  • Marcio Manoel

    Já fui a Buenos Aires duas vezes e graças a Deus não tive qualquer problema, muito pelo contrário. Acho que as precauções a serem tomadas são exatamente as mesmas de qualquer grande cidade brasileira. O que ocorre é que muitas vezes, pelo clima da viagem, alguns turistas "baixam a guarda" e dão bobeira com bolsas, máquinas fotográficas e outros. Bobo não tem mais em lugar nenhum, diga-se de passagem.

    • Igor – Poa

      Bobo não tem mais em lugar nenhum, diga-se de passagem.²

  • Gilvam

    Uma dica que tenho com relação a dinheiro: separe o dinheiro em diferente bolsos. Quando for pagar num restaurante ou loja use as notas maiores pois vc sempre tem mais tempo de verificar o troco. Outra coisa é ter sempre as notas mais baixas cobrindo as mais altas, assim não se sabe o que tem. Eu nem uso carteira… deixo o dinheiro dobrado daí as baixas estão sempre por fora!

    No taxi é sempre bom ter trocado pois se o taxista tb não tiver troco a perda é pequena.

  • MOISES BRAGA

    RODRIGO TUDO ISTO QUE VOCÊ LEU AQUI É PURA VERDADE, VI DE TUDO LÁ.TODO CUIDADO É POUCO E BOA VIAGEM

  • André

    Sabe o que mais me dá raiva? É brasileiro reclamar de violência em outros países! É o Sujo querendo falar do mal lavado! E por que "velha máxima" de que o Brasil é mais violento que outros lugares, especialmente Argentina, se é a mais pura verdade? Vi alguém aqui falando das delegacias de B. Aires. Pô, vá fazer um BO numa delegacia brasileira pra ver se não demora umas 6 ou 7 horas. Ontem deu nos jornais de que gangues estão assaltando como nunca das imediações de Congonhas. Vi também uma história de alguém que se deu mal com as "ticas" em B. Aires. Pô, será que ele achou elas estavam dando mole?? Brasileiro quando viaja pela primeira vez ao exterior acha que pode carregar a câmera no pescoço, carteira no bolso de trás da calça, tranquilo como se nada pudesse acontecer. Vamos acordar galera!! Cuidados básicos de segurança temos de ter em qualquer lugar do mundo! Muito mais dentro do próprio Brasil!

    Em SP, só nesta semana, vários gringos tiveram um cano em suas cabeças durante assaltos em vários restaurantes! Tiveram sorte pois o mais comum seria se tivessem perdido suas vidas!

    • André

      Só um adendo: Já foi n vezes para a Argentina, visitar várias cidades além de B. Aires e jamais passei por problemas relacionados a isso. Não tem nada a ver com "malandro é malandro e mané é mané". Poderia ter acontecido algo de ruim? Claro que sim, mas ter simplesmente tomado os mesmos cuidados que tomo em qualquer lugar do Brasil diminui muito as possibilidades de ter acontecido algo de ruim.

      E pra finalizar, a Argentina dá um banho em infraestrutura turística se comparado ao Brasil.

      • Luiz Silva

        Mais ou menos… o problema é que em BA, a picaretagem e a trapaça está enraizada na cultura. Como eles são uns falidos (estão quebrados e não há como negar) sentem terrível despeito dos brasileiros que estão em melhor situação econômico-financeira. Estudo em BA, vi vários tipos de golpes (presenciei 80% de tudo escrito acima) e é TUDO verdade. Acrescento, muitos comércios te voltam troco errado "pra ver se cola", os restaurantes costumam cobrar várias taxas extras não apresentadas no Cardápio, taxistas que passeiam, os golpes das massagistas, etc.
        É perigoso sim, a diferença é que a violência em BA é mais sútil, mas não menos cruel.

  • Edu

    Isso mesmo caro José. Vai viver 2 anos na Argentina para ver a decadencia que anda aquele país. Nao estamos falando de IDH, pois nao é esse o unico indice que mostra a situacao de um país. Veja tambem PIB, Reservas Internacionais, Consumo, Tecnologia, e lembre que isso é America Latina e nao Europa. Lembre tambem que Brasil tem 190 milhoes de habitantes, e ARgentina 40 milhoes. Se com apenas 40 milhoes de habitantes o país nao consegue se reerguer e crescer, imagina com 190 milhoes.

  • Fernanda

    Ótima dica Décio!

    Vou pra Buenos em novembro que com certeza farei isso!

  • Leonardo

    falo pelas 2 experiencias que eu tive. Aqui no Brasil a ida em qualquer delegacia tb mostraria q a coisa nao é tao simples assim.

  • Nilza M.

    Estive em Buenos Aires pelo menoss seis vezes em anos diferentes, e nunca tive problemas.Adoro B.A.Já deram todas as dicas necessárias, entâo, a principal é estar sempre atento. Mulheres,evitem bolsas grandes, use pequenas e bem presas no ombro e sob o sovaco!!!e isto só para dinheiro trocado. O cartão, mais dinheiro e documento , na bolsinha de tecido, presa na cintura, sob a roupa..Compre em lojas de esportes ou de artigos para viagem.Aproveite e sinta-se na Europa…e tome os mesmos cuidados como se estivesse lá. Malandro tem em todo lugar!!!

  • Amanda

    Estive em Buenos Aires em Dezembro do ano passado e, apesar de não ter sido vítima de NENHUM ato de violência, confesso que fiquei bastante decepcionada com a cidade, principalmente depois de tantos comentários sobre "Buenos Aires ser a Paris da América do Sul". Apesar da viagem sair BASTANTE barata, não acredito que deve ser primeira opção de escolha na América do Sul… viajar pro Chile também sai bem em conta e eu considerei milhares de vezes melhor! Os argetinos são extremamente arrogante e tratam brasileiros muito mal… E quanto a comparação com Paris… bem… só pra quem nunca foi em Paris mesmo! =)

  • Amanda

    Antonio, achei o Caminito de loooooooonge o passeio mais legal de Buenos Aires, apesar de estar apreensiva depois de tantos comentários sobre assaltos lá… É praticamente o único lugar de Buenos Aires onde se pode ver alguma coisa diferente da cidade feia e mal cuidada que é ela é…

  • RABUGENTO

    Nossa!!!

    Por todos estes posts de hoje, da pra notar que BUE está mesmo sendo invadida por brasileiros. 😉

    Nestes últimos anos estive duas vezes por lá. Uma em março de 2008 e outra agora em março de 2011, logo após o carnaval.

    Diferenças que senti: Em 2008 as principais avenidas eram lavadas com água e sabão durante a noite. Fiquei no Ibis Congreso. Já havia problemas de trombadinhas no subte, principalmente em horários de "não pico".

    Neste ano fiquei no Ibis Obelisco na av. Corrientes. Desta vez não vi lavarem as avenidas durante a madrugada e as fezes de animais e de HUMANOS, espalhavam-se por todas as calçadas no horário da manhã.

    Evitei andar de subte. Infelizmente também há famílias morando em suas estações.

    Nas caminhadas (estávamos em 4 pessoas), sempre me mantive atrás de meu filho, namorada e minha esposa, pretando muita atenção no que ocorria em volta.

    Os hermanos gostam muito de esbarrar e, se alguém estiver com mochilas nas costas, enquanto um esbarra o outro rapidamente abre os zíperes e retira o que tiver dento da mochila. O transeunte nem percebe que foi roubado.

    Quanto à troca de dinheiro. Ao desembarcar em Ezeiza, procurem o Banco de La Nación e solicitem cédulas miúdas.

    Precisam trocar mais? Procurem as casas de câmbio da calle Sarmiento.

    Querem saber quem está pagando melhor o Real?

    Verifiquem este site online: http://dolarhoy.com/

    Alguém num comentário acima colocou que há preços bons para viagens a Madrid.

    Lembrem-se que o aeroporto de Barajas é o que mais ocorrências de furtos tem na Europa.

    BOA VIAGEM!!!

  • Amanda

    Acho que o problema maior é que a grande maioria dos brasileiros que visitam Buenos Aires são marinheiros de primeira viagem e não estão habituados aos cuidados básicos que se deve ter em qualquer viagem, mesmo em países desenvolvidos como EUA e Europa…

  • Amanda

    Fique em Buenos Aires durante 5 dias e faltou água e energia por várias horas, no meio do dia, TODOS os dias que eu fiquei lá… A Argentina está enfrentando uma crise econômica muito séria e a qualidade de vida lá é infinitamente inferior a do Brasil…

  • Amanda

    Concordo 100%

  • Edu

    Exatamente. POSAM e muito. Morei 2 anos em Buenos Aires e nao recomendo a ninguem. O restaurante esta falindo mas eles insistem em usar guardanapo de pano. A empresa indo pro buraco e os empregados chegam as 11 da manha para trabalhar. Atendimento nivel ZERO, grosseria rola solta, esforco para vender ou cativar o cliente NENHUM, nem em ter troco para o cliente eles se preocupam.. hahaha. Afinal de contas, isso é Europa ou America Latina? Bora cair na realidade hermanos! rs

  • Lily

    Eu e 3 amigos fomos a Buenos Aires em junho. Sofremos golpes de taxistas. Primeiro tentamos pagar o taxi com 100 pesos, e ele substitui por 10 pesos e ainda disse que faltava completar… caímos. Na segunda vez, o mesmo trajeto que fizemos varias vezes ficou o dobro do preço, pois o taxista andou a cidade inteira antes de nos deixar no nosso destino.

    Tem que ficar bem atento mesmo.

    PS: Lembrei de outro. Teve um taxista que, quando não olhávamos, apertava um botão para girar o taximetro mais rápido. Meu amigo viu, e fez questão de mostrar que viu ao taxista.

  • ray

    Em maio fui pela 1ª vez em BA. Foi maravilhoso!

    quero retornar em breve, apesar da dificuldade com o espanhol. Sobre violência urbana não presenciei nenhuma situação. Pelo contrário, esqueci minha bolsa com documento e dinheiro em um café, próximo a Praça do Congresso Nacional. A garçonete correu gentilmente ao meu encontro para devolver-me a bolsa. Agradeci feliz seu gesto humano. É claro que ela havia recebido uma boa gorjeta pelos serviços. rsrsrs

    obs: adoro MD.

  • ADRIEL

    AQUI EM MINAS A GENTE FALA EM "DÁ UMA DE MIGUÉ", OU DE "JOÃO SEM BRAÇO". É O SE COLAR, COLOU": ME DERAM O GOLPE DO TROCO NÃO CONFERIDO, MAS RECUPEREI A TEMPO. COMPREI DUAS PASSAGENS DE TREM, DEMOREI UM POUCO PARA CONFERIR O TROCO, QUE ESTAVA A MENOS. VOLTEI, RECLAMEI. O CAIXA DEU A DESCULPA DE QUE NÃO ENTENDEU E ME DEVOLVEU O VALOR CERTO. SE NÃO PRESTO ATENÇÃO, TINHA DANÇADO! OLHO VIVO!

  • Muito boa a Postagem, ela mostra um modo de segurança para os turistas que vão visitar a cidade.

    parabéns

  • Line

    O Rio é violento sim. Mas nasci aqui, tenho 30 anos e nunca fui assaltada. Em Buenos Aires tive meu celular roubado.

  • marli siqueira

    Todos estão vestidos para um dia de trabalho?? Em que mundo? Hoje é difícil saber quem é turista ou não, principalmente em grandes cidades. Na verdade, o que os diferencia não são nem as vestimentas, mas o fascínio pelo lugar, que os leva a filmar e tirar fotos.

    • Denis Carvalho

      Marli, uma vez eu perguntei para um ambulante na Calle Florida como ele reconhecia os brasileiros. A resposta foi esta que postei: as roupas! rsrsrsrs

  • Rosangela

    Se for passear e tiver que tomar todas estas medidas troca de lugar. Afinal tem cidades muito bacanas para conhecer. Vá para Lisboa. Tem preços ótimos, passagens em promoções, hotéis no centro da cidade na praça Marquês de Pombal com preços bem bacanas ou hostell de qualidade, metrô que te leva prá tudo qto é lugar por um euro e o melhor de tudo!!! Segurança. Ando sozinha por Lisboa sem medo algum. Pego um trem e vou até cais cais tomar um chopinho gelado, comer uma sardinha vendo o por do sol. Pega um trem e vai até Porto, andar no calçadão e ver os surfistas.Programa bem carioca com segurança.

  • Rosangela

    Em relação a dinheiro. Se vcs tem o vosaeletron internacional pede autorizaçào ao seu banco para uso no exterior e falam os dias. Em qq. lugar do mundo vc usa o visaeletron como débito, direto da sua conta . Pode sacar dinheiro de qq. caixa eletrônico direto da sua conta corrente.E o melhor , o câmbio é oficial( o menor de todos ) eo IOF é uma merreca.Não uso cartão de crédito nem na Europa. É só visa eletron.Ou cartão de débito bandeira Master. Converse com seu banco.

  • Fátima

    Eu moro em Baires já faz muitos anos e acho engraçado como os brasileiros se comportam quando vao para o exterior. Realmente relaxam e se descuidam dos seus pertences. Cansei de ver gente comprando nas lojas da Florida e deixando as bolsas sobre o balcao da loja, levando bolsa, mochila para atras. Nao ostentem joias, dinheiro e objetos sucessiveis a roubo. Como qualquer lugar do mundo (inclusive Brasil, estamos sujeitos a roubo). As dicas sao válidas e verdadeiras. Concordo plenamente com André.

    O lance é viajar pra qualquer lado do mundo com um olho no padre e outro na missa já dizia minha mãe.

  • Rosangela

    Se tiver cartão de débito internacional, bandeira VIsa ou Master não precisa trocar dinheiro em casa de câmbio,em lugar nenhum do mundo.Procure o seu banco e conversa com ele. O meu banco é o Banco do Brasil e há anos eu viajo usando cartão de débito. A maioria da máquinas no exterior passa o visa eletron ou o Master débito e a maioria dos caixas eletrônicos do exterior permitem o saque com o cartão de débito. Converse com o seu banco.

  • Rosangela

    Adorei esta idéia. Eu normalmente ando com uma xeros colorida autenticada , na rua. E deixo o passaporte original no cofre do hotel

  • Fátima

    É verdade Denis, eu moro em Buenos Aires e além de reconhecer pela vestimenta, se conhece tb pelos gritos e a maneira que o povo brasileiro tem de falar alto. Nao estou criticando os brasileiros, porém sejam mais discretos, atentos em tomar radio taxi e nos restaurantes e bares tb. Pra vc ter uma ideia nao rola roubos em onibus e metros (subtes) o que é mto frequente no Brasil.

  • André

    Ou um olho no peixe e outro no gato! rsrsrs

  • Estevao

    O maior bandido argentino definitivamente eh o taxista! Semana passada um sem vergonha do Aeroparque cobrou 3 pesos adicionais por cada mala carregada! Depois pesquisei e descobri que isso nao existe! Bando de picaretas!!

  • Fui a BS no ultimo NATAL e tomei bastante atenção com essas coisas . GRAÇAS A DEUS FOI TUDO ÓTIMO E PRETENDO VOLTAR.

  • Kétulle

    Fui a Buenos Aires esse ano, tomei todas as precauções possíveis mas caí no golpe da nota falsa, SUGIRO a todos que comprem a caneta/pincel especial que fica na cor diferente quando a moeda é falsa…

  • sarah galhano

    Estive em buenos aires em julho, com marido 2 filhos e mais 3 pessoas,andamos por todos os lugares,no ônibus aberto,na florida,pegamos táxi,andamos muito a pé.E sinceramente não vi nenhum assalto,não tivemos problemas com táxi,e adorei, achei o povo bem educado,fizemos amizades.Usei a bolsa sempre na minha frente,passaporte na cintura.sinceramente adorei.Fomos a Florida várias vezes entramos e saimos de lojas e tudo bem.

  • sarah galhano

    Não sei acho que tem muito tempo que vc não vai lá.comi muito bem,e não vi estas pessoas mal educadas que esta dizendo.E uma cidade linda e mesmo com frio que fez em julho muito bom de passear.adorei,não conheci esta Buenos aires que vc esta falando.

    • Lorena

      Olha Edu, é uma pena que voce tenha morado em buenos aires e sofrido tanto durante 2 anos. Deve ser duro morar tanto tempo num lugar que a gente despreza tanto.

      Eu moro em Buenos Aires há dois anos, e felizmente, tenho uma visão da cidade melhor que a sua. Sei que a cidade tem seus problemas, mas quais nao tem? Se vc esperar que as coisas e as pessoas aqui sejam iguais ao Brasil, certamente vc irá se decepcionar, porque graças a deus, existe diversidade, modos de agir, pensar, se relacionar com pessoas diferentes.

      Por exemplo, vc nunca parou pra pensar que o uso do guardanapo de pano seja porque aqui na argentina ainda se valoriza o ritual da comida, parar, comer com calma, tomar uma taça de vinho, e não simplesmente encher um prato de comida por quilo, e comer correndo porque vc está atrasado.

      Não estou dizendo que aqui é melhor que o Brasil. É diferente, só isso.

      Conheço um monte de brasileiro que reclama da comida na Argentina. Óbvio, vêm pra cá, pra comer arroz e feijão. "Nossa, esse arroz é uma porcaria."

      Tentar entender a cultura local as vezes ajuda um pouco a deburrar esses preconceitos e essas visões esteriotipadas tão tristes.

  • deni

    Gostaria de saber se é obrigatorio levar o passaporte para BA ou posso levar so a identidade? E se alguem tem ideia do preço de taxi do aeroporto para o obelisco.

  • Lorena

    Nossa Amanda, que estranho, porque é rarrisimo faltar agua e luz na Argentina. Digo rarrisimo mesmo. Moro aqui há dois anos e nunca acabou nem a agua nem a luz na minha casa. Voce deve ter passado por algum problema muito especifico.

    E gente, espera ai, falar que a qualidade de vida da argentina é mt inferior ao brasil? Em que Brasil vcs vivem? Eu sei que o brasil melhorou mt, e bla bla bla, e to super feliz por isso, mas argentina ainda tem o melhor salario real da America Latina, ainda tem educação pública de qualidade, tem universidade de graca pra todo mundo, e na saude publica, ng morre na fila. Voces podem me explicar como o brasil tá melhor?

  • tania

    Estive em BAires. várias vezes,adoro a Cidade,com seus cafés maravihosos e paisagens incriveis.Mas da última vez(foi no carnaval),fui roubada no hotel,levaram blusa,bijoterias,bolsas etc.mas na rua e nos taxis sempre fui muito bem tratada.

  • Rodrigo

    Europa tornou-se um país a partir de quando?rs

  • Denis Carvalho

    Apenas a identidade, pois faz parte do Mercosul.

  • Inis

    Obrigada MD, foi muito legal este bate papo

    vou tomar coragem e fazer esta viagem para BAires, abraços.

  • Inis

    Roubo pessoal tem em todo lugar,há 2anos atrás fui para Paris com 5amigas e 2 de nós foram roubadas dentro do vagão do metrô perto da Torre Eiffel,em plena 10horas da manhã,não sabemos como abriram a bolsa e roubaram carteira com dinheiro,cartão,etc,descemos na estação seguinte fomos a delegacia fazer o BO para dar baixa no cartão no Brasil, passamos o dia inteiro para concretizar a queixa do roubo e o que ouvimos foi que o local que pegamos o metrõ tinha muitos estrangeiros e foram eles que fizeram o roubo, informamos a eles que quem roubou eram pessoas brancas e não neg

  • Inis

    e não pessoas negras (africanos,marroquinos,etc) como eles queriam culpar, ficou por isso mesmo, ficamos 7dias em Paris e pedindo para passar rápido para voltarmos, é muito constrangedor vc estar em outro país e acontecer isso, imagino os turistas que são roubados aqui no Brasil, vc. fica totalmente indefeso e sem saber a quem pedir ajuda.

  • Sue

    Prezados,

    O brasileiro tem mesmo uma memória muito curta. Há muito pouco tempo atrás, vivemos uma situação financeira bastante semelhante à que a Argentina vive hoje.

    O país desenvolveu uma maneira bastante eficiente de "distribuição de renda", sem burocracia ou grande potencial ofensivo. Assim sendo, fique atento com seus objetos de valor, ainda que sejam relativamente baratos!

    Àqueles que vão estudar, redobrem a atenção sobre máquinas, bolsas, computadores e carteiras. Alguns "alunos" das universidades parecem ter assimilado bem esse mecanismo social de distribuição de renda.

    Deni,

    Depende de qual aeroporto você está se referindo. Se for do Ezeiza, que fica fora da cidade, compre o seu descolamento por um dos postos que ficam dentro do aeroporto. Este custa em torno de 150 pesos. Embora o preço seja maior, vale a pena. Jamais pegue nenhum táxi (mesmo os preto e amarelo) parado em algum ponto ou oferecido por agentes desconhecidos.

    Caso desembarque no Aeroparque, que fica dentro da cidade, você deve desembolsar uns 20 a 30 pesos, no máximo, dependendo do horário. Busque no google maps o trajeto para não ser enganado com as voltas que eles costumam fazer pelas ruas da cidade, antes do destino final.

    Não se engane com o trânsito de BsAs. Em determinados horários é pior que o de SP.O transporte urbano é bom e barato, mas somente são aceitas moedas para o pagamento.

    Outro detalhe importante: não pague com notas altas. Já vi situações em que o passageiro paga com uma nota de 100 e o taxista afirma ser apenas 10. A palavra de um contra a do outro.

  • Diego Rafael-DF

    Sugiro a todos que assistam alguns filmes argentinos de ponta, pra vocês verem que o estelionato faz parte da cultura de Buenos Aires… Nove Rainhas é um ótimo exemplo. O importante é lembrar que B.A. parece a Europa, é linda como Madrid, é charmosa como Paris, mas é malandra como os vizinhos. OBS: Eu amo Buenos Aires mesmo assim, o importante é ter atenção SEMPRE. OBS1: Fui sacaneado pelo 1o taxi que peguei em Buenos Aires, ainda no aeroporto – o golpe da nota de 50 que vira 5 na mão do taxista. Desde então nunca mais, aprendi a lição cedo.

  • Diego Rafael-DF

    Hehehe, pois é por ai mesmo, é praticamente impossível um malandro meter a mão no seu "pacote" pra furtar coisas de dentro da sua calça. O negócio é ficar esperto e se preparar sempre como se fosse andar pelo centro de SP de madrugada.

  • Sonia

    Perfeito, Rosangela!!! Faço minhas suas palavras. Lisboa é demais, aliás, Portugal é lindo demais. Vale a pena, sempre.

    E esse problema de Buenos Aires é antigo, já desisti, prefei optar por outros rumos…

  • Cynthia

    Gente, fui a Buenos Aires e acho que estão fazendo um terror com algo que não existe nessa proporção! O fato é que em todos os locais vc não pode bancar o bobão, deixar a mostra objetos de valor e vacilar! Tomando esses cuidados a estadia é maravilhosa. Quanto aos taxistas, também acho que isso é LENDA URBANA. Só peguei taxis na rua e todos muito profissionais. Como no Brasil, o aconselhavel é dar notas trocadas, para facilitar o troco, só isso. Sejamos atentos! AMEI BUENOS AIRES.

  • Cynthia

    Gente, pelo amor de Deus, como uma pessoa deixa uma bolsa no chão no meio da rua pra provar sapato? É pedir pra ser roubada! Amei Buenos Aires e acho que estão fazendo um terrorismo com tudo isso.

    O conselho é não deixar objetos de valor a mostra e ser atento, como em qualquer lugar do mundo.

    Na verdade o segredo é ser um pouco mais esperto do que os outros turistas, que fazem atitudes do tipo "deixar uma bolsa no chão no meio da rua!"!

  • Cynthia

    Cordordo, André!! E pra não ser vítima, é só não dar uma de turista bobão!

  • Antonio

    Em Buenos Aires e em Paris me furtaram a carteira no metrô. Felizmente o passaporte estava em outro bolso e no hotel tinha outro cartão de crédito e o dinheiro maior dentro do cofre. Agora só ando com doleira de pescoço…

    Com relação a cofre, em Orlando deixei varios valores e pertences dentro do cofre e quando cheguei estava abert, que susto! Felizmente nada foi levado. Fechei o cofre novamente e quando acordei estava aberto. Cuidado com cofres digitais… Este estava com defeito e por sorte ninguem entrou no quarto depois que abriu sozinho!

  • Cláudio

    Furtaram minha carteira no péssimo metrô deles (Subte), em 27/10/2011. Não fui ou banquei o otário, na ocasião. Simplesmente, fui vítima, mesmo tendo me resguardado e tomado os necessários cuidados. Não teve jeito. São ladrões habituais. E carregam ranço contra os brasileiros. Sobretudo de uma população que está com raiva da nossa invasão turística, como se fóssemos nós os responsáveis pela decadência econômica deles. A polícia me tratou muito mal, no caso. Foram rudes, antipáticos, debochados e nada profissionais (deram todo o tempo necessário ao ladrão para usar meus cartões de crédito). E já é sabido que há a conivência da própria polícia nos crimes patrimoniais lá realizados. Está na hora do Governo do Brasil se posicionar mais energicamente com a "compañera Cristina", acerca desses recorrentes fatos. Não é possível termos uma campanha aqui em nosso território, incentivando o turismo em Bs As, para nos colocar em situação de risco total lá. Aqui, temos problemas também. Mas as nossas delegacias especializadas no atendimento ao turista funcionam (pelo menos no RJ). E a nossa população é sempre solidária com a vítima. Lá, a população é solidária com o criminoso, com o algoz, pois este é argentino. Simplesmente ignoram seu apelo, como se nada tivesse acontecendo, ou olham com risos debochados e provocativos no canto da boca. E a vítima, brasileira, passa ser duplamente vilipendiada. Não é possível termos dois pesos e duas medidas, comparando lá e aqui. E a estarrecedora conivência da autoridade policial leva a crer que parte das autoridades estão envolvidas. O que torna mais grave, pois deixa de de ser apenas a prática de um crime comum, para se tornar uma orientação de origem estatal. E nisso, o Governo do Brasil precisa se posicionar. Os brasileiros, que pagam altíssimos impostos aqui, precisam ser também protegidos como cidadãos brasileiros, mesmo fora do país. Como fazem os americanos com os seus nacionais. É ou não é ? Acabei de chegar desta cidade que se tornou infernal. A coisa lá está muito feia, mesmo. Muitos camelôs na Florida, rufiões oferecendo prostitutas e ladrões bem vestidos, gerando um clima de tensão constante. Na prática, abrem mochilas, bolsas, metem as mãos em seus bolsos, cortam bolsas femininas, enfim, um inferno. Tudo isso, na área comercial, de compras. Ora, quem faz compras, sai corregando embalagens e sacolas. Pronto! Vítima em potencial. E uma autoridade policial que finge nada ver, pois leva parte do produto do roubo (segundo confirmaram brasileiros residentes e argentinos que não compactuam, e a minha própria impressão, como vítima que fui). A cidade, mesmo suja, continua charmosa e cultural. Mas está decadente e favelizada, aumentando a tensão. Os orelhões das ruas do Centro (Calle Florida, Calle Lavalle etc.) estão colados com dezenas de papéis de prostitutas e travestis que se oferecem. Grupos numerosos de pedintes tomam as ruas. Os taxistas, de um modo geral, são rudes, antipáticos e espertalhões. Não conseguem superar a rivalidade existente no futebol. Transcendem isso, e a colocam na vida real. Contra nós, é fato. Penso que eles creem que devemos ser roubados mesmo, simplesmente por sermos brasileiros. Para se alimentar, você acha que paga barato. Mas não é bem assim, não. Eles também aprontam pra cima dos turistas brasileiros. Lá não existe os 10% do garçon. Mas quem atende cobra o "servicio". Até aí, nada de mais. Você acaba dando 10% para o garçon (que geralmente lhe atende muito bem). O problema é que lá existe um tal de "cubierto", que nada mais é do que a cobrança pela utilização de pratos, copos, xícaras, talheres, guardanapos etc., do estabelecimento. O que já deveria ser uma obrigação do comerciante. É uma aberração, essa cobrança. Não bastasse, os "malondrones" cobram o que querem. Geralmente um percentual sobre a conta. E você fica vendido, tendo que pagar e sem ter a quem recorrer. É um roubo descarado. No final, percebe que pagou a mesma coisa, ou até mais, que no Brasil. Outro detalhe: os preços já não estão em conta. Não há diferença. Se você paga um produto por R$100,00, no Brasil, vai pagar o mesmo produto por AR$236,00, na Argentina, por exemplo. Só há variação cambial, nada mais. Não há ganho real. E você acaba perdendo, pois no câmbio (troca de moedas) você já deixou alguns "reales" para os "hermanos". Por fim, faço um apelo a quem lê: não vá a Buenos Aires, pelo menos neste momento. Não está compensando. E você acabará sendo vítima. E ao Governo do Brasil, deixo o recado: a "companheirada bolivariana" não é tão amistosa conosco, não. Podem ser com vocês, autoridades. Mas para o cidadão brasileiro comum, é barra pesada. Nós somos os gringos, tratados como "hinchadas". Acordem, pois somos os únicos diferentes da América do Sul. Temos a maior economia, a maior população e falamos outra língua, com muito orgulho. Vocês não devem e não podem ser tão irresponsáveis, ao ponto de expor os nacionais brasileiros, em nome de uma unidade no Mercosul, abrindo as pernas e fechando os olhos para as anomalias e crimes. Eles não nos têm como um país irmão, como vocês querem passar. Apenas nos aturam, porque nossa economia é infinitamente superior à deles, e porque precisam desesperadamente de nós. Agora, se fosse ao inverso, será que os bufões de San Martin nos veriam como "hermanos"? Vamos ser justos. Sobretudo, com os brasileiros, que estão constantemente sendo vítimas naquele país, onde as autoridades nada fazem (a não ser enriquecer com o produto do roubo).

  • Cláudio

    Realmente, essa Fátima não mora no Brasil. Há assaltos no metrô do RJ ? Onde ??? Agora, naquela porqueira que é o subte, tem toda hora.

  • Cláudio

    Está coberto de razão, meu caro. É violenta, sim. E apinhado de malandros (metade da população).

  • Cláudio

    Concordo contigo. Mas não é fascínio, não. É marketing. A "companheirada bolivariana" se juntou com a "companheirada PTelha" para salvar da crise os "hermanos". Estamos sustentando aquela porcaria lá, direta e indiretamente. Temos a Petrobras, o Pré-Sal etc., mas a gasolina lá é MAIS BARATA do que aqui. Como pode ? Não bastasse, agora fingem que nada está acontecendo em função da violência e do roubo.

  • Cláudio

    Lorena, onde é isso ? Na favela do Forte Apache ? Nos moradores de rua do Caminito ? Na enorme favela perto do aeroparque ? Estás louca ? Não há o que se comparar. Talvez o fato de você morar há algum tempo em Buenos Aires tenha lhe afetado a razão. Noto em suas palavras a habitual prepotência e arrogância dos portenhos. Mas estes, nada mais são que filhos de italianos, que falam espanhol e acham que vivem em Paris. Acorde. Faz o seguinte: vá comer "papas", carne (sem sal) e trigo, que são os únicos alimentos que este lugar tem.

  • Fabi

    Golpe do catchup…na Plaza Naciones Unidas cartão postal de Buenos Aires, a “Floralis Genérica”. Nosso grupo estava tirando fotos quando uma amiga verificou sua bolsa suja de catchup…e um homem com mochila ofereceu para limpar…tirando da mochila varias folhas de papel toalha… Nessa hora percebemos e fomos ao encontro dela que segurava fortemente sua bolsa. O homem saiu rapidamente da praça… Ao observamos as fotos verificamos que estavam em três…se passando por turistas..todos três com mochilas … Cuidado! Pegamos metro… e vimos um batedor de carteira em ação …Rapaz novo bem vestido….com um casaco no braço.

    Fiquem atentos… BUE de 10/11/11 a 13/11/11.

    E no metro…ao pagar as passagens a caixa (mulher)entregou troco a menos !! Observamos reclamamos e ela valou que tinhamos dado apenas $7,00 mostrando umas notas….Mas tinhamos pago com uma nota $20,00 !Não tinha como provar !! Que vergonha tratar visitantes dessa forma !!

  • Fabi

    * falou rsrs

  • Fabi

    Cláudio…Vc descreveu muito bem..o que pude observar nos quatros dias que estive lá…

    Um certo charme da cidade mais Europeia da América…mas tudo isso misturado ao medo de ser a próxima vítima !!!

  • Pedrones

    Acabei de voltar de lá.

    Nada aconteceu comigo, mas com a namorada do meu primo.

    Cidade cara, nosso dinheiro vale o dobro, mas o preço das coisas são 5x mais!

    Agora que já fui 2x nem pilho em voltar mais lá, só se for para assistir a um Classico River x Boca e voltar pra casa =)

    Abs

  • Daniel

    Bem decepcionado com a cidade.

    O problema é a ideia que fazemos da "Europa Sul-americana" e quando chegamos vemos uma cidade com jardins sujos, calçadas quebradas, mendigos dormindo a luz do dia e ônibus barulhentos que incomodam na hora de dormir.

    Fomos vítimas do passeio de táxi (ainda que o prejuízo tenha sido pequeno, já que o Real tá 2,40 por aqui) e também furtaram (sabe Deus como) uma sacola de compras enquanto caminhávamos na Avda. Paraguay.

    Buenos Aires parece uma cidade brasileira há 20 anos atrás. Tirando algumas construções realmente belíssimas (e pixadas), é pura decepção.

    Se quer ver algo europeu, vá pra Europa.

    Se quiser ver uma grande capital latino-americana, com prós e contras de uma capital latino-americana, aí sim, Buenos Aires pode ser um destino.

    Só pra corrigir uma informação: Os IDHs de Rio, SP e Brasília são maiores que o de Buenos Aires.

  • Daniel

    Nem tanto ao mar, nem tanto a terra…

    Não sei onde vc mora, mas os ônibus no Rio ou em São Paulo são muito mais novos que os de Buenos Aires… Quanto aos índices de roubos a turistas, Buenos Aires está na mesma faixa do Rio.

    Buenos Aires tem 40 mil táxis, o mesmo tamanho de frota do Rio (que é uma cidade menor) e ainda que a maioria dos roubos seja de menor violência que no Brasil, eles existem sim e cudiados devem ser tomados.

    A comparação com Salvador chega a ser infatilóide… Não se compara destinos tão diferentes com públicos tão díspares.

  • eliana

    CLAUDIO!!! MUITO BEM, vc relatou exatamente oque eu penso e que gostaria de falar(mas infelizmente como vc mesmo viu acima pelos relatos) a maioria dos brasileiros ficam BABANDO por BA!!! por aquele povo que nao teem identidade nao sabem se sao latinos ou europeus,Nos SOMOS a FORCA DA AMERICA LATINA!!! e o NOSSO GOVERNO (ABRE NAO SO OS BRACOS MAS AS PERNAS E O CORPO TODO)nao so para os hermanos como para qq pais da america latina!!NOS SUSTEMOS ELES AQUI E LA!!!! imagina vc que aqui em SP esta INFESTADOS de BOLIVIANOS!!!e ano passado o governo abriu ANISTIA para muitos estrangeiros que estavam aqui a pelo menos 1 ano, INFELIZMENTE estas coisas nao sao muito DIVULGADAS, imagina se isso acontece conosco em qq pais do primeiro mundo!!!NUNCA!!!(nao que eu seeja CONTRA PESSOAS e RACAS!!, muito pelo contrario, so que os primeiro nao somos um pais considerado RICO, segundo NAO TEMOS O SUFICIENTE para dividir em termos sociais com outros, ja vi boliviano no hospital recebendo tratamento e medicamento(ate ai e HUMANITARIO) nao sou CONTRA deixo bem CLARO!! Sou contra esta lei brasileira PROTECIONISTA! pq la fora somos considerados de segunda classe, inclusive por estes ACLAMADOS HERMANOS, OQUE QUE TEM EM BA!!!ME POUPE ESTE PESSOAL!!! que maravilha vcs veem naquela cidade!(DEVE SER A MANIA DE BRASILEIRO ELOGIAR SEMPRE OQUE E DE FORA!!!)sem NUNCA LUTAR pra tentar melhorar oque tem de melhor na sua propria casa.Alem de que aquela arquitetura MISTUREBA de (euripeu) que existe naquela cidade so pode ser admirada por quem NUNCA foi a europa de verdade!(a parte para mim a cidade mais LINDA!!(em termos urbanos para mim e PARIS) porem ali tem COISAS PESSIMAS!!! metro sujo, a maioria dos franceses estupidos, os restaurantes tao FAMOSOS nao sao nada amistosos para quem preza a limpeza(ja estive varias vezes em paris e pretendo ir outras varias vezes)mas cada vez volto mais magra, uma vez entrei em um bistro que a roupa do garcon era mais suja que a calcada preta da rua, (nao aconselho paris para quem e exigente com higiene na alimentacao)vera tb um monte de pedintes(mais doque em SP) prox ao arco do triunfo e em varios pontos turisticos, estao os velhos MALANDROS tentando aplicar GOLPES, TEM GOLPE PARA TUDO!! basta vc querer cair em algum deles.Porem e uma cidade REALMENTE LINDA!!! de dia de noite a tarde, no inverno no verao enfim…aquilo sim e cidade cultural, Andar em qq um dos parques da cidade ou simplesmente admirar o rio SENA ja vale a pena atravessar o oceano(Bem provavelmente vai aparecer aqui alguem pra discordar) Tudo que estou falando e para o pessoal parar de SUSTENTAR, LITERALMENTE nos estamos SUSTENTANDO os HERMANOS, e ir para um lugar com PERIGOS sim, mas com QUALIDADE REAL!!Obviamente que a europa no momento ta mais decadente doque a dez anos atras quando comecei a viajar pra la, antes da comunidade europeia, acho que a unificacao DESTRUIU a europa, ate mesmo em seu charme.Mas PESSOAL!! valorizar demais a ARGENTINA em detrimento do Brasil, ficar comparando a violencia de la com a daqui…(violencia e sempre violencia em qq parte do mundo)E CLAUDIO vc tem toda RAZAO em seu bem colocado discurso, so nao me aprofundei mais nele pq vc ja FALOU E DISSE, assino embaixo.Em sintese, TA NA HORA DA CLASSE POLITICA E DOS BRASILEIROS PARAREM DE FICAR BABANDO OVO PRA GRINGO, PRINCIPALMENTE ESTES DA AMERICA LATINA.PENSEM E SE FOSSE AO CONTRARIO!!(NOS FOSSEMOS ELES)!!!!

  • Rick

    Estive em Buenos Aires em Janeiro de 2011 e time US 400 furtados na Calle Florida. Tenho certeza que Tudo aconteceu depois de uma pergunta que fiz a atendente do Burger KIng onde poderia trocar dolares. Ela me a direcao errada e tive a bolas Aberta. Cuidado ao circular na Florida.

  • Jose Carmo

    Não é terrorismo não, vc fala isso pq não aconteceu contigo. É importante este tipo de alerta para o turista. Fui furtado na 9 de Julio em menos de 100 metros, roubaram minha carteira e meu passaporte. Vc não imagina o transtorno.

    • Telmo

      Eu imagino porque eu também fui vitima. Me levaram a carteira e tive a sorte de não terem levado o meu passaporte. Isso foi na av independencia, perto da azopardo. Mesmo assim, fica um enorme susto e a vontade de nunca ir mais e nunca recomendar a cidade para algum amigo. Buenos Aires, é com tristeza que digo isso, está um lixo. Cheio de batedores de carteira e suja demais.

  • José Ronald

    Engraçado, ir a um local para passear e distrair e se gabar que "teve sorte de não ser assaltada". Melhor ver BA pela televisão…

  • Lucim

    Caramba! Devo ser o turista mais sortudo de todos os tempos q jah passou por BsAs… ja fui lah umas 4x e NUNCA me aconteceu nada! carteira, dinheiro, câmera, taxi, tudo isso ae q foi dito q nao eh pra fzer nada me ocorreu e olha q sempre gostei muito de andar a pé por la a qqr hora do dia ou da noite… seja por san telmo, microcentro, 9 de julho, sempre andei a pe e a noite, principalmente tardao indo pras boites… e sinceramente? meu sentimento de perigo sempre foi muito maior em salvador do q em buenos aires, mas d toda forma, claro, nao vamos dar milho pra bode exibindo uma linda cam na rua, pacotao de dinheiro no bolso, notas altas pra se ferrar ne galera? outra coisa curiosa eh ver relatos q nos hoteis as pessoas sao furtadas e talz, em todas as minhas viagens fico em hosteis/albergues e NUNCA fui furtado em nem um único centavo e olha q os albergues nao primam taaaanto assim por vc guardar seus pertences com total segurança. Mas gostei da dica aí acima de conhecer Portugal, vou considerar pra proximo roteiro.

  • Jana

    Hoje mesmo passei um sufoco no metrô. Sou megacuidadosa, ando com a mochila pegada junto ao meu corpo na minha frente, e não nas costas. Fui a feira de San Telmo e comprei um leque, que aqui se chama abanico. No metro me distraí brincando com o leque, chega um EDITADO e me arrancou a bolsa que estava no meu colo. Saí em disparada atrás do infeliz, gritando e correndo como nem eu esperava ser capaz. O tipo viu que eu não ia desistir e me jogou a bolsa de longe, pois sabia que seria pego na saída da estação. Os próprios passageiros me disseram que a linha B, vermelha, é a mais perigosa. E é fato, eles sabem quem são brasileiros. Já vim aqui 4 vezes, e isso me deixou bem chateada. Esses golpes dos taxis, são frequentes. Já nem pego mais taxis, tento fazer tudo de metrô ou à pé. Também já peguei nota falsa em casa de câmbio, então, atenção: mesmo que a taxa de câmbio no Banco de La Nación do aeroporto internacional não seja a melhor, é lucro trocar ali – vc se livra das notas falsas e da exposição de entrar em uma casa de câmbio em pleno centro comercial. Boa sorte a todos!

  • Sid

    Estive la ano passado e fiquei num hotel recomendado por amigos, ja sabia que o valor do taxi aeroparque-hotel seria por volta de 55 pesos. Fiquei na fila do taxi no aeroporto e quando cheguei no hotel ele me cobrou 196 pesos como estava marcando no taximetro, apenas paguei 60 e disse que ia todo mes para la e sabia qual era o valor, ele me xingou de tudo quanto foi nome e saiu arrancando. Na volta pedi pelo Hotel o Radio Taxi e acreditem, paguei apenas 37 pesos. Ou seja tem que ser muito esperto!

  • Gizelli

    Fui assaltada na Av 9 de julho. Me senti pessíma. Nunca fui assaltada no Brasil. Além de me sentir lesada pela companhia(Pluna) aerea que me cobrou U$10 o kilo do excesso de bagagem. Não ando mais de Pluna nem quero volta a Buenos Aires tão cedo.

  • Eriston

    Voltei de Buenos Aires hoje de madrugada. Na chegada a Porto Alegre notei o cadeado da minha mala arrebentado e as alças rasgadas. Ao abrir a mala, estava toda revirada, até a necessaire os caras abriram procurando itens de valor. Tinha alguns frascos de perfume, mas não levaram nada. Abri uma queixa e as autoridades no aeroporto de POA me disseram que isso é COMUM em EZEIZA. Eles procuram por itens eletrônicos, dessa forma, JAMAIS leve eletrônicos na bagabem, somente consigo.

  • Hugo

    Discordo de quem fala que em qualquer lugar do mundo é preciso ficar encanado com segurança. Até mesmo na América do Sul é possível aproveitar com tranquilidade. Santiago e Montevidéu são exemplos de capitais seguras. Infelizmente, Buenos Aires está perigosa. Não tem o narcotráfico como o Rio, nem a violência de SP, mas oferece grandes riscos a turistas.

  • Luiz Gustavo

    Desculpa, Eliana, mas vc é bem amarga hem? Cadê o prazer de viajar pelo mundo (isso é, se vc tiver condições financeiras e "humor" para isso)? Vai chegar ao final de sua vida reclamando dos brasileiros que viajam, e que para você, não estão nem aí para os problemas de seu país? E esse negócio de ódio por "nuestros hermanos" é tão velho… Levanta, sacoda a poeira e dá a volta por cima,pois você não sabe o que está perdendo só ficando aí em Sampa! (leve isso como conselho, não como crítica inconsequente,ok?)

  • Daniel Matos

    Do jeito que falam aí, parece que é praticamente certo que o taxista vai te roubar no troco tentando te empurrar nota falsa.

    Fui pra Buenos Aires em 2003 e fiquei 9 dias la. Nao passei por NENHUM problema de furto de qlq espécie em nenhum lugar la. Sera q atualmente está tão ruim assim? Desse jeito parece q nao tem como pegar taxi de jeito nenhum la…

    E eu tava pensando em voltar la em janeiro.

    O que fazer nesse caso? Tentar usar uma nota falsa em outra compra ou taxi? Acho difícil, eles devem saber reconhecer essas notas.

  • Daniel Matos

    Aqui no Brasil turista é assassinado até. hahaha

    Os roubos daqui não são furtos ou tentativas amadoras de golpes. São assaltos à mão armada mesmo.

    Nego fala pra caramba de Buenos Aires e parece que nao enxerga o próprio rabo. Querem medidas do Governo Brasileiro contra esses "absurdos" contra os turistas brasileiros mas esquecem que o povo daqui (e quem vem de fora) é refém de vagabundo muito pior e fortemente armado na maioria das vezes. Sinceramente, eu temo menos ser furtado ou tentaterem me passar notas falsas do que um desgraçado botar uma pistola na minha cabeça pra levar um celular.

    Imagina o que o gringo europeu (muito mais rico e facilmente identificável) não passa quando vem pra ca…

  • Daniel Matos

    Antes de falarem mal dos nossos pobres vizinhos que nos odeiam e bla bla bla, pesquisem mais ou leiam mais jornais sobre o que acontece aqui debaixo do nosso próprio nariz com os turistas:
    http://oglobo.globo.com/rio/assassinato-de-turisthttp://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/frhttp://www.jornalnh.com.br/pais/308063/turista-arhttp://www.jb.com.br/rio/noticias/2010/12/29/turi

    ASSASSINATOS contra turistas!

    Mas é isso aí. Feio mesmo é taxista dar volta na cidade pra te cobrar mais caro ou tentar te empurrar uma nota falsa de 100 pesos…

    Assassinar deve ser tranquilão…

    rsrs

  • Kati

    Fomos para Buenos Aires e achei uma cidade muito linda, pena que tive muitas surprezas nessa viagem. Começando pelas reservas, fiz uma reserva pelo site Hoteis.com me mandaram por email a confirmação e o valor, mas cobraram 100 reais a mais no meu cartão, depois fomos visitar o Caminito e entramos em uma restaurante que tem um palco bem na frente, e fomos tomar uma cerveja e pedimos algo para beliscar, um petisco, o garçon nos disse que eiria mandar um choriço, (linguiça). Resumindo comemos 2 gomos,um pedaçode queijo e um espetinho e tomamos um cerveja e nos cobraram 280 pesos um assalto praticamente. Depois fomos no jardim Botânica e pegamos o metro perto do obelisco a linha verde e descemos na Plaça Italia e na volta nos roubaram a nossa camera e nem percebemos, pegaram de dentro do bolso do casaso do meu esposo. Quando foi no outro dia fomos no Rosedal e pegamos o metro no mesmo lugar, mas não era mas em dia de semana e de pico, então fomos mais tranquilos mas espertos. Mas vieram com mais um golpe simularam que estavam passando mal e forçando vmitos em cima a gente para tumultuar e nos encuralar em cima dos outros pilantras,sorte q uma mulher começou a gritar e eles sairam correndo. Mas mesmo assim um deles nos seguiu até o parque Rosedal esperando q nos voltassemos para o metro para acabar o q tinham começados mais aí despistamos ele e entramos em um onibus. Nesse trajeto todo não vi nenhum policial, uma pena Buenos Aires é uma cidade tão linda.

  • solange camargo

    eu fui roubada dentro do hotel no cofre aida 150,00 reais a amenos

  • solange camargo

    estou de acordo cidade muito atrazada e uma falta de higiene

  • Thiago Távora

    Buenos-Aires é linda,não achei uma cidade suja,muito menos esquecida,claro que não vou comparar com as cidades européias,mas em comparação a Belém-PA,a Manaus,a Salvador e etc e etc,ela dá de 10,muito melhor.

    O problema é esses filinhos de papai que nunca viajaram na américa latina,cobrarem uma coisa que os portenhos tentam ser,Europeus,tire a trave do olho antes de falar de seu irmão…

  • Tatiana

    Eu tive uma péssima impressão de BAs por isso mesmo, me senti acuada, pensei 'como o cara dá um golpe bem na minha cara?', eu havia pesquisado e sabia desses golpes, no taxi, não teve jeito, entreguei várias notas (corrida tinha sido cara) e incluía uma nota de 100, o taxista me enrolou dizendo que eu tinha dado uma de 10, eu disse que não bla bla, ficou aquele rolo, no final ele me deu mais 10 dizendo que ele tinha se enrolado, aff Maria!!!! Da outra vez, dei 3 notas de 10 que era o valor exato da corrida, aí veio um 'caliô, caliô', taxista dizendo que a nota devia ter caído pois na mão dele só tinha duas, aff. Meu marido achou tanta cara de pau que deu mais 10 e disse toma, não acredito que você ta querendo ganhar 10 pesos? Nunca mais volto pra BAs, odiei.

  • Luísa Ribeiro

    Também concordo. Os golpes aplicados por alguns taxistas em Buenos Aires são inaceitáveis e a melhor resposta seria deixarmos de visitar a cidade, já que há lugares bem melhores e mais seguros, pelo mesmo custo praticamente.

  • Marcio Plaisant

    Boa Edu!!! Se tem uma coisa que argentino nunca foi é humilde!!! Mais é sempre assim!!! O esfarrapado, baixo clero proletariado argentino, acha que está bem na foto! Quem somos nós para contrariar? Somos apenas Brasileiros!

  • marcelo

    Totalmente de acordo com você. Moro e trabalho aqui a quase 10 anos. E realmente ainda não consigo entender como tem gente que ainda perde tempo em vir a uma cidade, cara onde você é mal atendido porque a grosseria impera em todos lados e alem de tudo ao contrario do que muitos brasileiros pensam, cheia de trambiqueiros e super violenta! Buenos aires tirando Porto Madero, Recoleta, belgrano e uma parte de Palermo é a cara mais nua e crua da decadência.

  • marcelo

    esse charme só existe em 3 ou 4 bairros muito pontuais e turisticos… o resto da ciadde tem a cara mais crua da decadência… sao 4 10 anos morando e trabalahndo aqui, periodo em que aprendi o real sentido de viver sem segurança! e sem falar da alma tranbiqueira, do oportunismo que levam no sangue!

  • marcelo

    Daniel você falou tudo!!! queria estar do teu lado agora e te aplaudir de pé!! moro e trabalho aqui em buenos aires a quase 10 anos. Isso aqui de europa só tem a fama e alguns predios em determinados bairros que não são muitos. A sujeira, a indigência e a violência imperam em qualquer lugar… A maioria dos brasileiros vem aqui e acha que buenos aires é puerto madero ou recoleta! é preciso ser muito pouco iformado pra creditar nisso… Me chamou muito a atenção o que você falou sobre a rua paraguay, é bem assim mesmo! tudo aqui é um brsil de 20 ou 30 anos atras… respira decadência! Os onibus alem de barulhentos poluem muito porque estão a anos sem manutenção e a fumaça é insuportável misturada ao barulho, e misturado aos 35º graus do verão os ònibus aqui são uma tortura!… Bem como vocè falou, quer ver a europa va a propria! porque buenos aires é uma roubada em todos os sentidos… aqui você nem precisa ser assaltado! Com os preços da cidade o assalto ja vem embutido no pacote!!! Brilhante comentário o seu!

  • marcelo

    Moro aqui a 10 anos e posso te mostrar likns de jornais com assassinatos a turistas e a população local como mínimo 2 vezes por semana! em buenos aires alem de muito malandro tem muita pistola dentro das calças andando pela ciadade inteira!!!

  • marcelo

    Uma coisa é andar pela florida que é o eixo da cidade… mas como morador a quase 10 anso na cidade recomendo ñ se confiar tanto… buenos aires tem um assalto seguido de morte a cada 2 dias! estadistica oficial do jornal Clarin e policia federal.

  • marcelo

    queee?¿??? quer ter os problemas de segurança daqui na sua ciadde!!?!?!? moro aqui em buenos aires a quase 10 anos.. aqui em nota oficial existe uma media de uma morte a cada 2 dias! Porto madero nem é argentina… é um capital estrangeiro onde vivem traficantes colombianos e mexicanos misturados a alemães que compraram terras no sul do pais! uma cidade super perigosa, e saindo dos 3 principais bairros o unico que sabe respirar é decadência, malandragem e violência ( e da pesada!!) Tenta voltar a pé de qualquer bairro da zona oeste ou sul da cidade e depois relate a sua experiência!

  • marcelo

    impossivel não mexer!!! as argentinas sãop feias, relaxadas, mal arrumadas e a feminilidade é algo que elas não conhecem.

  • marcelo

    buenos aires tem indices oficiais de 1 assalto seguido de morte a cada 2 dias! e falo com conhecimento porque moro aqui a muito tempo… prefiro o que eu vejo nos jornais brasileiros e não que vejo nos jornais argentinos!

  • marcelo

    moro em buenso aires a quase 10 anos e me sinto muito mais seguro no rio de Janeiro. Buenos aires tem uma população em geral muito pobre e você aqui pode morrer por um nokia 1100!

  • marcelo

    Você não sabe o que está dizendo!!

  • marcelo

    sim essa Fatima mora numa bolha!! alem do metrô de buenos aires ser horrivel, roubam o tempo todo lá!! ja no metrô do brasil nunca tive problemas! …moro em buenos aires a quase 10 anos e aqui roubam muito nos transportes… e muitos casos seguidos de morte… mas turista vem e toma onibus do centro pra recoleta e acha que sabe tudo!!… 75% da cidade é considerada area de insegurança.

  • marcelo

    Super violenta!!! moro aqui a quase 10 anos e as cifras de assasinatos e assaltos seguidos de morte são alarmantes…media de 1 a cada 2 dias… Mas brasileiros aindam acham que buenos aires é a europa! falta de informação total!

  • marcelo

    Moro aqui a quase 10 anos e lamentavelmente essa sua conta de 20x mais segura está desarualizada, isso poderia ser nos anos 80, mas é só ler os jornais daqui e você vai mudar de opinião!Assaltos seguidos de morte aqui nos jornais não são novidade pra ningum aqui na cidade ( buenos aires)

  • marcelo

    barata??????? você comeu onde?? dormiu onde?? tudo aqui é 3x mais caro que no brasil! e olha que falo com conhecimento porque moro a quase 10 anos! alem da cidade ser super violenta!

  • marcelo

    falou tudo! esse povo aqui vive graças a nós brasileiros! coisa que me da muita raiva!!… moro aqui e anos ja e aclaro uma coisa, a gasolina aqui hoje é mais cara que no brasil, quase 7 pesos o litro!

  • marcelo

    Moro aqui a 10 anos e concordo plenamente com você!!! Suja, violenta, gente mal educada, decadente!

  • marcelo

    eu tambem!!!

  • marcelo

    Moro aqui a 10 anos e concordo plenamente com você!!! Suja, violenta, gente mal educada, decadente! parece o brasil decadente dos anos 70! inrrecomendável! argentina é hoje a cara mais nua e crua da america latina…Brasil é os estados Unidos do lado dela!

  • marcelo

    Nã concordo que buenos aires seja menos violenta que rio ou sampa! e olha que moro aqui en B.Aires a quase 10 anos!

  • marcelo

    bem assim,, muita roupa velha na rua,,, muita gente andando de carro velho ou pegando onibus! deprimente, mas ainda acham que sao os bons!! sao detestaveis!

  • marcelo

    Essa lorena ñ sabe nem oq ue fala!! moro aqui a 10 anos e falta agua, luz,, os hospitais publicos sao um horror e morre gente na fila sim!! argentina e buenos aires sao o retrato da decadencia!!

  • marcelo

    Moro aqui a 10 anos, e venha ver na real o ID deles… aqui a pobreza , a viuolencia e miseria imperam! 6 de cada 10 argentinos atualmente ñ terminam o 2º graus.. Recomendo para que vejam um programa daqui se chama PERIODISMO PARA TODOS, coloca no youtube!ee vejam a realidade argentina!

  • marcelo

    Com certeza edu!!! eu aqui a 10 anos falo o mesmo que você…nada é mais decadente que esta cidade! tudo aqui está quebrando! sempre comem ovo e arrotam salmão!! essa Lorena tem uma problema acho, ela é cega e ainda ñ percebeu!! Lorena venha aqui no bar que esta na rua guemes esquina coma armenia, sempre como alguma coisa ali! e conversamos porque vc realmente precisa de ajuda! Buenos aires é o retrato da decadencia! é o brasil dos anos 70!

  • marcelo

    sim!!! com ccerteza… isso aqui ( buenos aires) é uma decadência só!!! parece o brasil de antes, o brasil dos anos 70…. brasil é estados unidos do lado da aregentina… e falo com conhecimento porque moro aqui a quase 10 anos… mas ja voltando em 2013!! graças a Deus!!!!

  • marcelo

    Cidade suja, cara e de gente mal educada! alem de super violenta! moro aqui a 10 anos e volto pro braisl em 2013…Buenos aires é o retrato da decadência!

  • marcelo

    Moro aqui a 10 anos! e posso te mostrar relatos recentes daqui muito piores que estes porque aqui os relatos saem toda semana! seja extrangeira a vitima ou local!Buenos aires é super violenta e perigosa!

  • marcelo

    Realmente posso falar porque moro aqui em buenos aires a quase 10 anos. A cidade é super perigosa sim! e não só batedores de carteira, aqui assaltos seguidos de morte não são novidade pra ninguem! Buenos Aires não se resume somente a puerto Madero, Recoleta e Palermo ( mesmo sendo este um dos bairros com altissimo indice de assaltos a domicilio), a cidade tem indices altos de falta de seguraça por todos lados, e não só contra os turistas, todos aqui são alvo. a preferêncioa ao turista vem porque aqui a população em geral tem um poder aquisitivo muito BAIXO e isso faz com os brasileiros e turistas em geral sejam o alvo preferido! Mas como o consumo de crack é muito alto é comum ver roubos de coisas insólitas como um Nokia 1100 8 que no braisl é jogado ni lixo, mas aqui ainda tem valor). Ja fui roubado 4 veces, 1 delas no meu apartamento e demais roubos na rua, celular e carteira, e nada de batedor de carteira! assalto com faca ou revolver. todos os meus amigos aqui ja foram roubados, e todo mundo vai ter uma historia para contar. Não falo isso pra assustar, sóq ue ja é hora do brasileiro parar de achar que vem pra europa! de europa aqui ñ tem nada!… cidade suja, gente que atende mal, aspecto decadente em muitos lugares, calçadas mal cuidadas, lojas simples, com roupa que no brasil se ve no bras ou na 25 de março.. o que é bom é muito mais caro que no brasil, mas mesmoa ssim o nosso comercio brasileiro é infinitamente melhor que o de buenos aires… a cidade esta super empobrecida e falta variedade, falta tudo aqui…. Estando aqui conheçam um suoermercado argentino ( que ñ sao grandes) e compare com o da sua cidade no brasil, você vai se iopressionar, até o armazem pequeno do lado da sua casa vai ser melhor! aqui tudo é basico e muito caro!! venham , conheçam mas ñ esperam limpeza, higiene nos comercios, educação das pessoas pra mim o unico lndo daqui é a arborização das ruas e alguns predios antigos! só isso!! Porto Madero como o povo daqui fala, nem é argentina, lá todos sao de fora, capital extrangeiro… paraiso de traficantes colombianos e mexicanos… lembre-se palermo, recoleta e puesrto madero são só uma parte da cidade, não pensem que tudo é assim.. ou melhor pense! assim você vai se arrempender menos de não ter iso pra Paris!!! rsrsrrsrsrs…

  • marcelo

    Você viajou pouco e por isso acha aqui muito bom! e conheceu só o lado leste da cidade ou seja o que beira o rio… Claro que vc ñ deve comprar com Belem, nem com salvador e nem manaus!! mas tente comprara com o rio de janeiro, sao paulo, curitiba, porto alegre florianopolis ou blumenau! buenso aires é o retrato da decadència… moro a 10 anos aqui e sei porque te falo…

  • Marli Jeronimo de Al

    Amiga, estou indo a BAires, importante nome do hotel,pode me passar?

  • wanda

    Eu e meu marido estamos em Buenos Aires no Tango Hotel onde fomos roubados com todos nossos pertences, inclusive os remedios controlados que tomamos, tanto o hotel como a policia turistica local negaram qualquer ajuda e disseram nada poder fazer. Eles sao um total desrespeito ao turista, fazem piadinha, sao extremamente agressivos, nao pudemos nem utilizar o telefone do hotel para chamar a policia que eles disseram que poderia procurar porque sabem que ninguem faz nada.

  • Marcelo Borges

    Minha mãe teve o celular furtado dentro do metro de Buenos Aires hoje, estávamos encantados com a tranqüilidade da viagem, apesar as voltas e voltas de alguns taxistas e pelo fato da cidade estar mais deteriorada do que em 2008, quando estive aqui pela primeira vez. Nesta ocasião fui puxado para dentro de um prostíbulo e juro que fui sem saber, fecharam as portas, serviram duas miríndas para duas mocas da casa e me cobraram 100 pesos ara e deixar sair, ameacei chamar a policia e então me liberaram após eu pagar 30 pesos…mesmo assim é melhor e mais seguro do que o Rio e mina Niterói, onde a violência é muito maior

  • gutemberg

    olha ,estou com medo ,eu ate estava pensando em conhecer la bombonera mas nao vou mais nao so pelo relatos dos amigos aqui ,mas tambem por muitas alertas de um amigo argentino que mora aqui em bh,ele como argentino me disse me sinto muito mais seguro aqui em belo horizonte do que em meu pais,me disse buenos aires era tranquila quando tinha 15 anos hoje nao aconselho ninguem a ir para la.ja morei em sidney 3 anos e sugiro a todos é um modelo para todo mundo quem nao conhece pode acreditar a australia é um pais incrivel,pena que o verao tem teperaturas muito quentes ,cheguei a pegar 46 graus

  • nidongo

    Realmente parece assustador mesmo . Todos falam tanto do que na Argentina acontece porem esquecem de como nosso lindo pais é podre , tudo na argentina o Brasil consegue ser melhor no quesito nojjeira , se é roubo lá voce nem percebe aqui alem de assaltado a qualquer hora do dia tem sequestro relampago , saidinha de banco arrastão na praia , arrastão em shopping , a policia deixa a ceu aberto cracolandia com endereço fixo , o metro quadrado ais caro do mundo fica em São conrado em frente a rocinha , maior favela da america latina , no centro do rio de janeiro em qualquer lanchonete tem pedinte.pivete malandro so esperando para atacar e sempre em grupo . Economia falida ? Quem no brasil ganha um salário bom o suficiente para viajar dentro dele mesmo . se fosse tão bom não nos importariamos em visitar os vizinhos de fronteira para passear por um valor igual ou ate menor . Em fim adoro ver que essa mensagem esteja sendo cada vez mais passada de que não vale a pena a argentina Argentina pois ao menos terei que conviver com menos brasileiros ignorantes por aqui . Parabens por seus politicos eles sao um exemplo para o mundo do que não se deve ser .

  • Martha

    Cuidado com as lojas de sapatos da Calle San Jose, no micro centro, perto da Corrientes. Cobraram-me 06 pares de botas.Havia comprado apenas 02.

  • Gabriel

    Estive em Buenos Aires no dia 05 ao dia 09 de novembro 2014 hospedado no Hotel Vista Sol … Cadastrei minha senha no cofre do quarto pra guardar meu dinheiro, pegava somente o necessário pra gastar durante o dia! Sábado quando fui pegar já não tinha nada! Ficou somente a carteira, sendo que nem o quarto nem o cofre tinha sinal de arrombamento! Comuniquei a gerencia, fui até a delegacia registrar o roubo mais até agora nada aconteceu … Estou aguardando uma posição do Hotel Vista Sol e da CVC do shopping de Poços de Caldas – Além de estragar a viagem , o que mais me incomodou foi o descaso de ambos! Uma pelo hotel não se responsabilizar por algo que aconteceu dentro do estabelecimento (como um cofre pode ser aberto por qualquer funcionário?) Outra coisa é esta em um país desconhecido e simplesmente não ter o que fazer a não ser aguardar! Sorte a minha que tinha dinheiro pro taxi ao aeroporto! (Valor de R$2.500,00 foi roubado do cafre do hotel) Tem algo que devo fazer pra agilizar esse processo? Já preenchi um formulário na CVC e também estou aguardando um posicionamento.

  • Anibal

    Viajando de Montevideo, Buenos Aires e Santiago. Embarquei em Montevideu e em Buenos Aires na esteira de desembarque de bagagem notei a falta de uma maquina fotográfica que levava para fotografar a final de esqui no Chile, minha esposa um perfume usado e quando cheguei ao Chile meu perfume tambem tinha sumido, em Buenos Aires reclamei a falta da Camera, fiz ocorrência no próprio aeroporto, malas foram pesadas e ocorrência feita e atrasado para embarcar no aeroporto internacional em Buenos Aires, fui a guiché da Aerolinea Argentina, que mandou pegar táxi até o próximo aeroporto que a companhia restituir, paguei 50dolares pela corrida e taxista emitiu nota de 60dolare. Entrei em contato com Aerolinea Argentina que pediu e enviei, ocorrencia, ticket malas, nota fiscal da camera, embarque, identidade da minha irmã (estávamos entre três, eu, esposa e minha irmã) , e todas as malas foram embarcadas em nome da minha irmã . No final de toda dor de cabeça recebi uma proposta da empresa de pagar por tudo, 27 dólares, a princípio achei ser brincadeira. Que estímulo ao roubo de malas……… Adeus Buenos Aires, nunca mais!!!