Finja surpresa: amanhã não terá greve dos aeronautas

Leonardo Marques 19 · dezembro · 2013

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Pode ficar tranquilo, amanhã não terá greve  dos aeronautas. Funcionários e empresas entraram em acordo e sua tão esperada viagem de final de ano terá apenas os problemas de sempre da aviação brasileira. Aliás, a aviação brasileira baterá amanhã o recorde de passageiros transportados em um único dia, aproximadamente 400 mil passageiros. Portanto, tente chegar um pouquinho mais cedo no aeroporto, especialmente se você for embarcar no aeroporto de Brasília, ele passa por uma profunda reforma e você pode se enrolar lá. 

Sobre a greve, todo ano é a mesma coisa:

–  aeronautas e aeroviários ameaçam greve como forma de obter êxito nas suas reivindicações.

– a impressa corre para assustar os passageiros falando que a greve está confirmada.

– os passageiros se descabelam pensando como farão a sua tão esperada viagem de fim de ano.

– empresas e funcionários chegam a um acordo e não tem greve.

Agora você já sabe o motivo de o Melhores Destinos não fazer posts com essas ameaças de greve. Elas fazem parte do jogo dessas negociações e quando acontecem causam um transtorno imenso e prejuízos enormes. Por isso, quase sempre fecham um acordo e evitam.

Veja aqui o que pleiteiam os aeronautas.

Veja o comunicado do Sindicato Nacional dos Aeronautas

Os aeronautas, categoria composta por pilotos, copilotos e comissários de voo, decidiram aceitar as propostas das companhias aéreas, encerraram o estado de greve e cancelaram a paralisação do setor, que estava prevista para iniciar nesta sexta-feira (20/12). A decisão foi tomada em Assembleia realizada hoje, 19, em cinco bases do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) – Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre.

Depois de várias negociações entre o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) e o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA), os tripulantes aceitaram reajuste salarial de 5,6% e diversos itens sociais para melhores condições de trabalho, como estabelecimento de piso salarial para copiloto e comandante; previsão de vale alimentação para quem recebe salário líquido até R$ 3.248,01; melhores condições de escala para as tripulantes num prazo de seis meses após o retorno da Licença Maternidade; passe livre (permite que os aeronautas da aviação regular utilizem voos domésticos das empresas congêneres).

Segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas, Marcelo Ceriotti, “em respeito aos usuários do transporte aéreo e pela fragilidade do sistema da aviação brasileira, decidimos cancelar a paralisação, mas vamos continuar nossa busca por melhores condições de trabalho e para o setor. Buscaremos junto ao governo um trabalho conjunto para implementação de melhorias sustentáveis para o sistema de aviação nacional”.

Autor

Leonardo Marques - Diretor do Melhores Destinos