Férias de julho: 23 dicas para aproveitar muito e gastar pouco na sua viagem!

Thayana Alvarenga 1 · julho · 2016

As férias de julho chegaram e nada melhor do que aproveitar para descansar com a família ou com os amigos, não é mesmo? O foco dos viajantes normalmente vai desde conhecer lugares novos a fugir da rotina e estresse de trabalho diário. Para facilitar o planejamento e te ajudar a aproveitar ao máximo suas férias, o Melhores Destinos listou uma série de dicas para evitar que você tenha problemas inesperados em sua viagem, principalmente quando se está longe de casa. Confira!

Para onde eu vou?

1 – Ainda não decidiu seu destino? É importante pensar para onde será sua viagem e planejar, já que isso pode reduzir os gastos que são consequência da alta temporada. Cidades de inverno como Campos do Jordão e Gramado estão em alta, assim como as principais cidades do Nordeste. Por um lado, essas cidades ganham atrativos adicionais, como o Festival de Inverno de Campos do Jordão. No entanto, restaurantes e pontos turísticos lotam, o trânsito fica congestionado, sem contar no preço dos produtos e serviços que aumenta significativamente. Vale a pena calcular tudo antecipadamente e colocar na ponta do lápis.

2 – Naturalmente, a alta temporada é o período em que o comércio mais consegue faturar com o turismo. O problema é que em julho todo mundo quer passear e, consequentemente, os preços vão parar lá em cima. E isso vale para tudo, viu? Desde passagens aéreas, diárias em hotéis, alimentação, entre outros. Escolher destinos menos disputados pode ser uma alternativa de economia.

3 – Lembre-se que a alta temporada não é apenas no Brasil. Destinos da Europa e EUA estão em alta agora, especialmente porque lá é o auge do verão e das férias escolares. O mesmo vale para destinos de neve, onde o inverno é o principal atrativo, como o Chile. Verifique bem o período mais disputado da cidade para onde você gostaria de ir e evite surpresas e falências.

4 – Uma comparação de preços pode ser uma ótima opção para quem pretende viajar nas férias de julho. A dica é criar uma planilha e ir anotando valores, datas e outras informações importantes de cada destino. Depois disso, cabe a você analisar o custo X benefício. Mas não seja tão radical. Não compensa viajar para um lugar que não te agrade ou que não vá te proporcionar o descanso ideal apenas para ter um baixo custo. Lembre-se de aproveitar 100% do seu passeio.

5 – Caso escolha um destino em alta, procure comprar passeios e entradas para as atrações com antecedência. Hoje em dia quase todos vendem ingressos pela internet. Essa pode ser uma ótima maneira de economizar, especialmente em tempo e paciência que seriam gastos em filas quilométricas!

Passagens aéreas

6 – Apesar de ser mais fácil encontrar passagens com antecedência, para quem tem disponibilidade  nas datas é possível encontrar mais promoções imperdíveis! Baixe nosso aplicativo para celular e fique atento ao site, redes sociais como Facebook e Twitter e assine nossa newsletter para não perder nenhuma promoção de passagens e de diárias em hotéis!

7 – Encontrou um preço bacana? Compre! Não pense que os preços das passagens para o período de férias vão estar mais baixos amanhã. Aquelas mega promos com tarifas baixíssimas são apenas para a baixa temporada, sem contar que para compras efetuadas com um bom tempo de antecedência. Como já estamos em julho, garanta logo seu bilhete. Conforme os voos vão enchendo, os preços sobem também. Fique atento.

8 – Nem sempre a opção mais barata é a melhor para a sua situação. É fácil encontrar passagens aéreas com preços atrativos, porém muitas vezes os voos são para horários que podem te fazer perder parte do seu passeio com extensas e cansativas escalas. Será que vale a pena perder horas da sua viagem dentro dos terminais por uma diferença na tarifa? É algo a se colocar na balança e pensar.

Hotéis

9 – Garanta suas passagens aéreas primeiro, para depois planejar o hotel que vai ficar. É sempre mais fácil encontrar bons preços de hotéis do que passagens, já que as opções são muito maiores. Além disso, sem reservar o hotel você tem mais disponibilidade de datas e flexibilidade para reservar os voos. Você pode reservar o hotel antes da passagem caso tenha a possibilidade de cancelamento grátis de sites como o Booking, por exemplo.

10 – A localização da hospedagem é um ponto importante a ser estudado, já que na alta temporada há mais carros circulando pelas ruas, o que aumenta o trânsito. Um hotel centralizado facilita o deslocamento, pois possibilita chegar a alguns destinos caminhando, sem que você dependa de transporte público ou um táxi, economizando dinheiro e ganhando belas paisagens na lembrança.

11 – Ao invés de se hospedar em um hotel tradicional, você já pensou em reservar diárias em hostel  ou alugar um apartamento? A prática está cada vez mais comum para os viajantes que priorizam economizar. Uma das vantagens é a cozinha que fica à disposição, reduzindo gastos com refeições. As opções podem surpreender positivamente, já que também favorece a criação de novas amizades. Fazer isso no exterior é ainda melhor, já que possibilita experimentar a sensação de ser um morador local.

12 – Seu chefe te deu poucos dias de férias? Isso não pode se tornar um problema. Um resort ou hotel fazenda pode ser uma ótima alternativa de descanso. Busque lugares com pensão completa e bebidas inclusas nos pacotes, especialmente em cidades fora do fluxo turístico. Surpresas muito agradáveis podem surgir!

Vou viajar de carro, o que fazer?

13 – Prioritariamente: Faça a revisão no seu veículo. Compensa levar seu carro à oficina e, assim, evitar surpresas desagradáveis quando estiver com o pé na estrada. É importante verificar freios e alinhar/balancear pneus, por exemplo. Lembre-se de estar em dia com o IPVA e a documentação. Em alguns estados há radares nas estradas que identificam débitos e você pode ter o carro apreendido.

14 – Será que vale a pena? Coloque na ponta do lápis gastos com gasolina, pedágios, o cansaço de horas na frente do volante, engarrafamentos, estacionamentos, sem contar os imprevistos que podem surgir. Se mesmo assim você achar que compensa, a viagem de carro pode ser uma opção positiva.

15 – Procure por destinos próximos. Nem sempre o mais longe é melhor. Muitas vezes a felicidade mora ao lado. Explore a sua vizinhança.

E mais…

16 – Se você vai viajar para a região Nordeste, é importante ter alguns cuidados específicos. O surto da zika vírus tem assustado muitos turistas, mas não é motivo para pânico. A dica principal é não se esquecer de usar repelente. Roupas compridas, mosquiteiro em berços e até tela nas janelas também são úteis.

17 – Em período de férias, é bom se precaver e chegar cedo ao aeroporto. Os terminais costumam estar lotados nesta época do ano, por isso vale aumentar a antecedência para duas horas em voos nacionais e três nos internacionais. Não se esqueça de checar se houve alguma alteração de horário junto à companhia.

18 – Economize nos pequenos detalhes, eles podem fazer muita diferença no final do orçamento. Comer na rua, por exemplo, está bastante caro! Então que tal passar no supermercado, comprar algumas comidinhas e bebidas do seu gosto e levar tudo geladinho pra praia ou para o passeio em uma bolsa térmica? Certeza que você gastará menos e poderá investir em um belo jantar ao final do dia.

19 – Evite gastos desnecessários! Faça as malas com calma para não esquecer nada e ter de comprar em lugares bem mais caros. Nada de deixar o biquíni e o calção de banho para trás ou aquele protetor solar que você investiu tanto pra levar nas férias. Eles poderão custar o olho da cara, um braço e até um rim em destinos muito turísticos.

20 – Caso você esteja pensando em alugar um carro, não deixe para ver isso quando chegar ao aeroporto. É bem melhor fazer a reserva antecipada e garantir seu veículo, muitas vezes com desconto. O mesmo vale para passeios com operadoras locais, principalmente na alta temporada. Pesquisando por receptivos no Google você encontra muitas opções e consegue negociar com antecedência. Vai usar transporte público? Muitas cidades oferecem o horário e itinerário de ônibus e metrô e é fácil pesquisar com antecedência.

21 – Tome cuidado com seus pertences. Com tudo muito cheio é importante cuidar bem de documentos e malas, sobretudo em cidades grandes. Vai viajar com crianças? Atenção redobrada pois um descuido é suficiente para que elas se percam na multidão de uma praia cheia!

22 – Leve uma sacolinha de lixo com você. Ela será importante no momento em que você comprar algo na rua, como um refrigerante, e não encontrar um cesto de lixo para se desfazer dele depois. Guarde e leve com você até a cesta mais próxima. É sempre bom manter a educação e os bons costumes, principalmente quando se é turista e está na cidade dos outros. O meio ambiente agradece.

E a última – talvez a mais importante de todas:

23 – Descanse! Lembre-se que você está de férias e que elas são curtas! Não vale a pena perder tempo ou se irritar com filas, multidões, lugares cheios ou as inevitáveis mudanças de roteiro. Coloque um sorriso no rosto e lembre-se que os piores perrengues se tornam as melhores histórias de viagem da sua vida!

Tem alguma dica bacana que ficou fora da lista? Compartilhe com a gente nos comentários e participe!

Publicado por

Thayana Alvarenga

Repórter

  • Muryllo Lopes

    ótimas dicas! a melhor é a 23! desligar-se um pouco é muito bom para curtir as férias plenamente!

    • Jonatas Elias

      “O objetivo de uma viagem não é demarcar território, ticar uma lista de obrigações ou esquadrinhar uma região para o Google Earth.
      O objetivo de uma viagem é criar uma seqüência de dias gostosos e memoráveis, em que você vai ver ao vivo velhos conhecidos dos livros (ou das telas), vai fazer descobertas próprias, vai se divertir e vai para a cama à noite com a sensação de estar de férias, e não de ter cumprido compromissos de trabalho.”
      Ricardo Freire

  • FabioPalmeiras

    Turma do MD…. vem alguma promoção de aniversário este ano?

  • HAPRI

    Muito boas as dicas. Parabens pelo artigo.