Esquema de milhas infinitas vira caso de polícia e matéria no Fantástico

Denis Carvalho 4 · agosto · 2014

O mundo dos milheiros foi abalado ontem por uma notícia veiculada pelo Fantástico, sobre um esquema que teria sido usado por um técnico de informática para acumular milhas infinitas. Com uma renda mensal declarada de R$ 1.7 mil ele teria movimentado R$ 39 milhões no último ano, o que teria rendido milhas suficientes para diversas viagens internacionais nos últimos três anos.

De acordo com o delegado, Bruno Will poderá ser indiciado por formação de quadrilha, estelionato, falsidade ideológica, uso de documentos falsos e lavagem de dinheiro. “Somadas, as penas podem chegar a 23 anos de cadeia”, disse na reportagem. 

E no que consistia o tal esquema, que segundo a Globo classificou como “uma armação cheia de criatividade. Digna de cinema”? Simplesmente na emissão de boletos bancários para ele mesmo, que eram pagos no cartão de crédito para o acúmulo de milhas.

Não vamos entrar na questão do carnaval que a matéria fez em torno do assunto, mas a questão é que a emissão de tais boletos é uma prática relativamente comum entre os milheiros. Nunca a recomendamos e não a utilizamos, mas vários leitores já registraram nos comentários que faziam uso dela, especialmente quando era mais vantajoso o pagamento de contas nos cartões de crédito.

Talvez o caso de Bruno tenha se tornado público devido o grande volume que foi movimentado, mas ele não é o primeiro a ter problemas com esse tipo de esquema. Alguns leitores já relataram que tiveram de dar explicações à Receita Federal por conta disso.

Aproveitamos o caso para reforçar que atalhos ilegais nunca devem ser encarados como uma alternativa para acumular milhas e emitir passagens. Não é raro vermos leitores atrás de artimanhas, como a compra e venda de milhas no mercado negro, o que é proibido pelas empresas aéreas, apesar de permitido pela lei.

Não se trata de moralismo, a questão é que a piora dos programas de milhas, que se acentua a cada dia, tem nessas práticas uma de suas razões. Diante do prejuízo causado com um esquema que movimenta R$ 39 milhões por ano por apenas um usuário o que fazem os bancos? Cortam cada vez mais os pontos oferecidos, criam taxas, aumentam a quantidade mínima para transferências, desvalorizam seus pontos em comparação às companhias e tomam outras medidas que prejudicam a todos.

Em resumo: a esperteza e o jeitinho de uns poucos fazem com que tudo piore para a todos, inclusive para eles mesmos! Obviamente não é este o único motivo das medidas péssimas adotadas por nossos bancos, mas tenham certeza de que eles nunca perdem dinheiro: a corda sempre vai arrebentar para o lado mais fraco e não precisamos dizer que é o nosso!

Você pode ler ou assistir a reportagem completa no site do Fantástico. Deixe sua opinião nos comentários!

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Eu entrei no perfil deles no facebook pra stalkear ahahaha

    • jose

      qual o facebook deles?

  • Mark

    Certamente já aproveitaram promoção aqui no MD. Pensei nisso quando anunciaram a matéria.

  • Pra mim, ele jogou com o regulamento. Imoral? Talvez, mas não ilegal… Inclusive, os bancos cobram taxas e juros nessas transações de pagamento de contas com o cartão e as cias aereas/programas de milhagem recebem pelas milhas transferidas do banco. Não há "santo" e nem "vitima" nesta historia.

    • Leonardo Pereira

      Como não é ilegal? A própria matéria citou todas as leis que eles infringiram, a lavagem de dinheiro é muito nítido, além dos demais pontos da lei que foram infringidos.

      • Lavagem de dinheiro??? Que dinheiro que ele lavou??? O problema desse país é que existem burros demais falando essas asneiras!

        • Marcelo

          Não. O problema deste país é que existem safados demais querendo sempre levar a melhor sobre tudo e todos, com o "jeitinho".

          O que ele fez é crime sim, passível de prisão e multa. Quem falar do contrário n~eo tem boa índole.

          • Sergio Pioli

            Pode comprovar a alegação?

          • DiegoSantos

            Só o fato do cara omitir o pagamento de tributos configura crime, não importando se foi licito ou não.

        • Mss

          Rodrigo, qualquer coisa ilegal que vc faça ficar legal de algum jeito configura lavagem. Nesse caso houve lavagem de milhas. E, pelo menos até onde sei, vc só adquire milhas usando dinheiro.
          Pronto… Tá aí a resposta para "que dinheiro ele lavou?". Pelo menos é dessa forma q eu encarei a situação.

          • Sergio Pioli

            Lavagem de milhas? srsrsrsrsrsrsrsrsr

        • Fabio

          Estelionato e formação de Quadrilha sim, lavagem dependerá da interpretação do juiz.

          A emissão de fatura(boleto) duplicata ou notas que não corresponda a mercadoria vendida ou serviço prestado configura crime de Estelionato Cod Penal Artigo 172.
          Além de gerar para si e para família uma renda que não existia, eles puderam pegar cartões com limites altos nos bancos, o que provavelmente aconteceu. Alem de desviar dinheiro das Cias aéreas para venda de milhas e compras de passagens.

        • Eduardo

          Ganhar um salário de $ 1.700,00 e pagar $ 39 milhões em cartão de crédito é o quê??? Asneiras??

          • leo

            acho que o amigo Eduardo declara tudo que recebe para a receita e tb nao entendeu como funciona o ping pong dos boletos.

          • Eduardo

            Amigo Leo, declaro tudo sim, como aliás é o certo. Além disto fui bancário por 9 anos e além de entender o "ping pong de boletos" conheço outros "ping pongs" e é crime contra a economia popular, segundo o Código Civil e também demostrado em normas do Banco Central a muito tempo. Antigamente se fazia isto com cheques, onde o cliente depositava cheque seu de uma conta na outra para, aproveitando do tempo de compensação, aplicar o valor em investimentos diários e ganhar dinheiro ilegal. Mesmo na época, onde nem era necessário que a movimentação fosse nominal, ainda assim se pegavam bandidos fazendo isto e dava cadeia.

      • Tony

        Pelo contrário, não tem nenhuma lavagem de dinheiro aqui. Não tinha dinheiro na história.

        • Thiago

          Tinha dinheiro sim! Ele vendia as milhas acumuladas com o esquema fraudulento.

          • Leo

            Thiago pelo jeito teve acesso aos altos do processo pq ja ate sentenciou o reu. rsrs

          • Tiburcio

            aUtos

          • Tony

            Isso não é lavagem de dinheiro.
            Lavagem é ter um dinheiro ilícito e legalizá-lo com falcatruas.
            Nesse caso ele fazia dinheiro com as falcatruas, mas não se preocupou em lavá-los. É um caso de anti-lavagem de dinheiro.

    • adriano

      uma coisa é o banco cobrar pelo serviço. Outra coisa é você usar de maneira ilegal o serviço.
      Você pagar uma conta verdadeira no seu cartão mensalmente é uma coisa. Você fazer ping pong das contas em dois cartões indo e voltando é lavagem de dinheiro.

      • Carlos

        Lavagem de dinheiro é quando o dinheiro não tem procedencia.

        Se o dinheiro que entra for relacionado ao que sai e nao fica nada, nao tem lavagem. Tem suspeita e só !

        • Euo

          Tem lavagem, quando eles venderam as milhas para pegar em dinheiro ficou caracterizado o crime de lavagem de dinheiro.

          • Sergio Pioli

            Acho que vc não entendeu o comentário do amigo aí em cima.

      • Sergio Pioli

        Porque, se o cara pagou tudo o q o banco cobrou?

      • Leo

        Opa espera ai adriano, quem disse para vc que eu nao posso pagar a fatura do cartao com o pague contas de outro banco>

    • Cara, isso é estelionato puro, se liga..

    • Sergio Pioli

      Nem imoral, Milton. Afinal, ele pagou por tudo o que lhe foi cobrado.

    • Espera, nada de errado? O cara gera um boleto de algo que não existe, paga, pega as milhas, e pega o dinheiro de volta…
      Qual crime eles cometeram eu não sei, mas gerar boleto falso tenho quase certeza que seja fraude…

      • Alex

        no cartão de crédito pré pago MEOCARTAO do banco bonsucesso única forma de você recarregar o cartão é pagando um boleto. Ou seja, você paga o boleto que vai para sua própria conta…único serviço que tem envolvido aí é você poder utilizar o cartão de crédito deles com o saldo. Não há mercadorias envolvidas. Eles ganham com taxas, principalmente compras internacionais.

        • Denilson

          O cara usou a regra do jogo, agora que perceberam que ele tava se dando bem, dao um jeito de ferra-lo…somente os bancos e operadoras podem cobrar taxas de 15% e nao vao pra cadeia…

    • Joao Carlos

      Com certeza ele fez lavagem de dinheiro…fica claro que ele comercializava tambem com agencias de viagens, assim ele ganhava dinheiro vendendo estas milhas.

      • Denilson

        vender milhas nao é ilegal, as operadoras informam que nao pode fazer, mas isso é uma regra delas, legalmente sem valor.

  • Diego

    Sinceramente, não vi nenhum dos crimes mencionados pelo delegado na conduta do "milheiro" em questão.

    • Daniel Belini

      De acordo com a reportagem eles usavam boletos falsos para eles mesmos e pagavam com os cartões deles.
      Isso é fraude, lavagem de dinheiro.
      Agora se a reportagem informou algo de errado, não é culpa minha.

      • Daniel

        Descculpa mas vc ta mto mal informado! Lavagem de dinheiro??? Impossível!!! Só se esse dinheiro viesse de algo criminosos, oq não eh o caso. Pelo q entendi eles pagavam com o dinheiro deles e isso não eh crime! Vou te falar, isso não vai dar em nada! Pra mim isso foi mateira PAGA, pelas próprias cias pra assustar…

      • Sergio Pioli

        primeiro, o boleto não é "falso". Eram boletos com mesmo cedente e sacado. Isso não é ilegal.
        Segundo, lavagem de dinheiro é outra coisa.

        • Cidadao

          Nossa! Delegado e a equipe de polícia e promotores estão o indiciando por crime e um cara da internet tá falando que não é crime. E agora, em quem acreditar?

    • zuka

      É porque nem o delegado nem os leitores leigos entenderam o esquema ainda. Nao existe boleto falso e o cara pagou horrores de juros pros bancos. Esse ping pong eh como fazer doc de uma conta p outra. Eh suspeito mas nao ilegal

    • Denilson

      porque nao existe, mais um caso de obediencia publica aos banqueiros, mais um caso que sera arquivado.

  • Diego

    E, ilegalidade por ilegalidade, tô pra ver quem as cometam mais do que os bancos.

  • Concordo com a ideia geral do site de que alguns poucos prejudicam todo um sistema feito, de início, para ser uma via de mão dupla.
    Só acho um grande exagero todo esse alarde. O cara não pode emprestar dinheiro de um cartão para o outro (foi exatamente essa a operação realizada, empréstimo de dinheiro). Onde está a ilegalidade e, ainda mais, todos esses crimes? Por acaso é proibido emprestar dinheiro e tomar empréstimos? Se o banco, baseado em seus critérios internos de avaliação, concedeu um limite de crédito para o cara usar no cartão, por qual motivo ele não poderia fazê-lo? Formação de quadrilha? Estelionato? Lavagem de dinheiro? Ele não criou dinheiro, apenas movimentou. Enfim, não concordo com o "jeitinho" brasileiro do cara, mas também acho que estão querendo pegá-lo para bode expiatório…

    • Daniel Belini

      Trecho da reportagem da "Grobo":
      "O problema é que o grupo decidiu cometer uma fraude e fabricar boletos falsos para acelerar o ganho de milhas. Bruno e a mulher emitiam boletos no nome deles. E eram pagos por eles mesmos.
      Segundo a polícia, não havia qualquer produto ou serviço vinculados aos pagamentos. "

      • Debora

        Eu tiro dinheiro direto da conta do Itaú e jogo na da Caixa Econômica. Nada ilegal. Exatamente o que o cara fez hahahahaha
        Acho que o erro dele foi vender as milhas, aí sim ele estava GANHANDO dinheiro ilegalmente.

        • Daniel Belini

          Débora, mas você tem uma fonte de renda, trabalhou e recebeu no Itaú e transferiu para a Caixa.
          Ele não. De acordo com a reportagem esse pessoal gerava boletos para eles mesmos e pagavam nos cartões para ganhar mais milhas.
          Por que foi gerado um boleto se não houve nenhum serviço ou venda?
          E você gerar um boleto e você mesma pagar caracteriza fraude.

          • Sergio Pioli

            Qual a fraude? quem foi o fraudado?

          • Rogerio

            Tambem queria saber, até agora ainda não vi o crime…

          • Eduardo

            Anota aí Rogério: 2967-1234, Oculista. e anota outro número aí: 146 – Receita Federal.

          • Rogerio

            Não amigo, fiz melhor… fui procurar a lei! Foi mais construtivo que sua ideia idiota de oculista… E outra se eu tivesse com problema na visão eu PRIMEIRO tinha que procurar o Oftalmo, não o "oculista". Bobão!
            http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/c….
            Duplicata Simulada
            Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
            Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata.

          • Sergio Pioli

            Oftalmo ou oculista ainda tá fazendo falta.
            vou repetir, pela trigésima vez:

            BOLETO BANCÁRIO NÃO É FATURA,NEM DUPLICATA, NEM NOTA FISCAL.

            Portanto, parem de ficar copiando esse art. 172.

          • Rogerio

            Não amigo, fiz melhor. Procurei a Lei. Foi mais construtivo! E outra, se eu tivesse com problema de visão eu procurava o Oftalmo primeiro, não o "oculista".
            http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/c….
            Duplicata Simulada
            Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
            Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata.

          • Eduardo

            De uma forma ou de outra, agora vc viu o crime, certo? Até mais.

          • Rogerio

            Eu ja tinha pesquisado isso ontem e até colei diversas vezes em alguns comentários aqui… mas como num é só eu que preciso de um "oculista" né… rsrs

        • Sergio Pioli

          Vender milhas não é ilegal.

        • Qual a graça? Tirar de um e colocar no outro banco só vai te fazer dever em um enquanto paga o outro… Depois vai acabar devendo nos dois e ficar sem crédito! Como vai conseguir chegar ao valor que o espertalhão movimentou? O negócio é maiscomplicado, se chama estelionato, por isso não deve ser defendido.

    • Impossível essa história do jeito que foi contada!… Mas o pior é achar que o cara está certo! É por isso que continuamos sendo terceiro mundo!

  • E desde quando voce pagar um valor para você mesmo, seja através de boleto, cheque, cartão, depósito, é crime ?
    Nos EUA existem diversos casos de "milhonarios", pessoas que ganharam milhões de milhas em programas de milhagens, explorando brechas nos regulamentos e nem por isso foram presas, muito menos acusadas de crime.

    • Sergio

      Quando a pessoa obtém, para si ou para outro, vantagem ilícita, em prejuízo alheio. No caso, as companhias aéreas e bancos

      • Marcia

        O problema é o tal "prejuízo alheio". O banco só concede as milhas pq ele cobra tarifas por isso. Se o banco teve prejuízo, quer dizer que em todos os pagamentos de boleto no cartão de crédito o banco tem prejuízo mas mesmo assim concede milhas?
        Eu ainda não consigo ver prejuízo aí, apenas infrações contratuais ou administrativas.
        Pelo que eu li até agora o único crime foi ter vendido muitas milhas e não ter declarado o dinheiro pra Receita.

        • Gabriel Q.

          Além de taxas, os bancos e cias aéreas faturam indiretamente com o marketing em torno dos programas de fidelidade.

        • Sergio

          Já ouviu falar na frase “não existe almoço grátis”? O banco não ganhou nenhuma tarifa em um boleto gerado e pago por ele. O banco lucra com os juros do cartão e com as tarifas pagas pelos lojistas quando um cliente (outra pessoa) compra com ele. Ele estava claramente tentando levar vantagem em cima dos bancos . Estava sendo “malandro” e apesar de muitos brasileiros concordarem com isso, eu não acho bonito. Como o MD falou, os bancos e companhias aéreas acabam prejudicando todos para compensar o prejuízo causado por poucos

          • Sergio Pioli

            Ah, sim. vc paga contas com o cartão de crédito e o banco não te cobra nada…banco bonzinho…

            Acorda, cara…pelo menos estude antes de falar as bobagens.

          • douglasom

            Se o banco teve de compensar com milhas é claro que o banco perdeu muito mais do que ganhou, né?

          • Carlos

            Como eu gero um boleto sem pagar nada? Isso é um serviço bancário também, portanto cobrado.

        • Jefferson

          Concordo plenamente com a Márcia!! Não vejo crime nenhum aí, só um sensacionalismo e ignorância extrema de quem não conhece quase nada do operacional do sistema de milhagem e fica admirado e com inveja de quem consegue aproveitar as possibilidades do sistema bancário.

          No máximo houve infrações CONTRATUAIS, nas quais o banco com certeza "nunca toma prejuízo', afinal se pagam taxas para obter os pontos, e taxas cada vez mais caras. Ademais, os bancos têm mecanismos para inibir e mesmo retirar o serviço do cliente, caso queiram, por julgar que porventura esteja sendo usado abusivamente.

          As empresas aéreas também não têm prejuízo, afinal com certeza recebem um valor pactuado dos bancos por cada milha que concedem.

          Lavagem de dinheiro? Caso Bruno esteja simplesmente usando o limite pague-conta ou rolando dívida de um banco para outro, que ilegalidade e que dinheiro sujo existe aí??! Aliás, pelo jeito é um esquema em que o dinheiro na verdade pode ser completamente virtual, aparece e desaparece com o único propósito de pontuar, PAGANDO para receber os pontos. Quadrilha, estelionato? Só especulação, qualquer advogado derruba todas essas teses no direito penal, que observa uma tipificação estrita do crime para evitar injustiças.

          No máximo pode ser enquadrado na sonegação fiscal, e isso se tiver convertido os pontos em dinheiro (aliás, crime muuuiito comum entre todos os seres humanos, tanto políticos, polícia, empresários e qualquer cidadão brasileiro que possa se safar ou reduzir a enorme carga tributária e seu mal uso no país). Afinal, nunca ouvi falar que temos que pagar imposto sobre os pontos que se recebem por fidelidade a certas empresas.

          Pode ser que os usuários de cartão como um todo até sofram algum prejuízo por restrições que os bancos ou aéreas vão criando devido ao uso abusivo, mas naõ creio que seja só por isso que os bancos, de modo geral, já arruinaram quase toda a vantagem que se poderia ter em "comprar" milhas deles, é 90% de pura ganância bancária que faz as taxas aumentarem cada vez mais, eles estão ganhando muuiito com isso, também.

          O que me admira é como bruno conseguia lucrar alto com esse negócio nos tempos atuais? Tempo em que a milha está muito cara e geralmente está mais vantajoso comprar passagens a dinheiro. Aí sim, pode ter algum esquema fraudulento que não conheçamos e que continuava dando alto lucro. Dentro das possibilidades normais do sistema bancário, não há nada de crime e tem muita gente que COMPRA (não é "rouba" não), COMPRA milhas dos bancos daquele modo.

          • Montolide

            Jefferson, é fácil lucrar quando você paga um boleto de 3 mil, por exemplo, ganha 500 milhas e paga R$1,90 de IOF (considerando o cartão Santander Free) e vende as milhas por sei lá, 15 reais. Aí você pensa que aqueles 3 mil que você "gastou" no boleto voltam para você, e continua fazendo isso.
            Pensando que o cara movimentou 39 milhões de reais, isso dá 6,5 milhões de milhas por R$24.700 de IOF que você vende a 195 mil. Isso pensando em um cartão que dá pouco ponto. Nada mal, não é?

      • Sergio Pioli

        Demonstre onde está o prejuízo sofrido por elas, por favor.

    • Victor

      Foi bom você ter citado o caso dos EUA, pois, não é só aqui que acontecem " espertezas". Ruim é quando atrelam qualquer "malandragem" ao jeitinho brasileiro. Golpes acontecem no mundo inteiro, mas valorizam o que um estrangeiro faz, pois, ele usou de " inteligência " e aqui somos " malandros".

      • douglasom

        Vários seriados americanos tiram sarro dessas malandragens que muitos deles mesmos cometem. Não é bem visto, não. Ex. comprar produto em loja, utilizá-lo por alguns dias e retorná-lo recebendo o dinheiro inteiro de volta.

    • DiegoSantos

      Amigo, você quanto obtem lucro deve pagar imposto sobre tal.

      Se você vender para alguém na quantidade da reportagem deve pagar ICMS sobre a venda.

    • Denilson

      ele pagava pra ele mesmo, e pagava todas as contas cobradas pelos bancos na operaçao…tudo foi iniciado com seu proprio dinheiro;

  • MTorres

    Gerar boletos pra ele mesmo pagar foi burrice. Eu não sou milheiro, pois quando "descobri" ja não valia mais a pena, mas caso entrasse declararia 100% dos ganhos.

    O unico erro dele foi gerar boletos dele para ele mesmo. Isso eu acho crime. O resto, não! Só blablabla.

    • Gerar boletos para si mesmo não é crime. No MÁXIMO é uma infração às regras do programa de pontos.
      Que cancelem o cartão dele, então. Mas crime é algo muito pior do que isso…

      • MTorres

        O vacilo todo é que ele provavelmente virou profissional. Quando decidiu viver disso, deveria ter se resguardado. Salvado TODOS os comprovantes e tal. Alias, nem pagar IR ele devia pagar, pelo que ele recebia. Se ele movimentava uma divida que não tinha como pagar e usava dela para gerar milhas (que estava virando GRANA, pq ele passou a vender), então é estelionato e lavagem de dinheiro. Ou não? kkk

        Um dos maiores debates esta formado! Eu senti inveja dele pelas milhas, mas tambem senti pena pq teoricamente nem tem dinheiro pra pagar advogado.

        • cara, vc viu a casinha onde eles moram? Tudo bem, no suburbio do Rio, mas ainda assim uma casa de respeito. viu os carrinhos na garagem? Dinheiro eles têm…

        • Ele provavelmente vai pagar em milhas kkkkk

      • PB1

        Gerar boletos para a própria pessoa equivale ao correntista que saca recursos no caixa para os depositar em sua própria conta.

        No caso dos boletos incidem tarifas pelo uso/pagamento/recebimento dos boletos; No caso dos saques em conta corrente e depósitos, dependendo do relacionamento com o banco, também incidem tarifas.

        Em ambos os casos não há lavagem de dinheiro nem crime porque os recursos são plenamente rastreaveis e todas as transações ocorreram dentro do sistema financeiro nacional autorizado.

        • Fabio

          PB1. É crime sim a emissão de fatura(boleto) duplicata ou notas que não corresponda a mercadoria vendida ou serviço prestado. Crime de Estelionato Cod Penal Artigo 172.
          Além de gerar para si e para família uma renda que não existia, eles puderam pegar cartões com limites altos nos bancos, o que provavelmente aconteceu. Alem de desviar dinheiro das Cias aéreas para venda de milhas e compras de passagens.

          • Vc está enganado, amigo! O código penal trata de duplicata, que é um título de crédito, diferentemente do boleto, que é apenas um dopcumento de cobrança. Se isso fosse verdade, não seria possível doações por boleto.

    • Rodrigo

      Se ele movimentou R$ 39 mi, transformando isso em milhas e vendendo no mercado negro geraria um valor de aproximadamente R$ 800.000,00.
      Acho que o erro dele foi não ter declarado esse ganho à Receita Federal (lavagem de dinheiro).

      Ninguém tem as provas, mas se levaram documentos falsos para comprovar renda nos bancos e conseguirem limites maiores pode ser considerado outro crime (uso de documentos falsos).

      No caso de falsidade ideológica também, vai depender do que mais usaram nesse esquema…

      • Nem sempre é preciso documentos falsos para aumentar renda nos bancos. Conforme as pessoas vão utilizando os créditos e pagando em dia, o próprio sistema do banco aumenta o limite de crédito.

        • Rodrigo

          Concordo com a sua opinião Flávia, só estava tentando justificar uma forma de enquadrar cada um dos casos.
          Só ainda não entendi em qual caso se encaixaria o "estelionato".

      • Antonio

        Lavagem de dinheiro: Art. 1o Ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de infração penal.
        Só há de se falar em lavagem de dinheiro se entendermos que a emissão dos boletos e o seu pagamento se enquadrariam como infração penal, no caso o estelionato ou o uso de documentos falsos.
        Excluido o estelionato e o uso de docmentos falsos, a lavagem de dinheiro e a formação de quadrilha.deixam de existir.

      • Depende se ele usou como comprovante o boleto de outro cartão de credito, tenho cartão itaú a 20 anos e meu credito é de 50mil mas ganho declarado 4 mil, solicitei um infinite na porto seguro, sabendo que o exigido é renda de 15 mil, mandei como comprovante, minha fatura mostrando 50 mil de credito do itaú,mas a fatura estava em 1,900 eles concederam um infinite com 30 mil, sem problema algum, em algum lugar este sistema está furado, não considero isso falsificação, e não que dizer que eu vá usar os 50, ou 30 mil, é credito não financiamento.

    • Gerar boletos sem uma venda ou prestação de serviço real é crime de acordo com o artigo 172 do código penal.

    • Denilson

      voce ACHA crime??? E o que a legislaçao fala? O que o juiz ira decidir? Isso é o que importa. Achar por achar, acho que o delegado esta agindo como braço direito dos bancos.

  • Também acho que ele foi pega para dar exemplo……..mais não ouve tipo de crime nenhum…e se ele pegar uma advogado bom e capaz de receber até uns danos morais pela exposição na mídia.Sacanagem os caras foram até na igreja do cara pra pegar no pé dele.

  • Daniel Henriques

    Li a matéria no site do G1. Não a vi no Fantástico. Pelo exposto, o problema não é usar o cartão de crédito para pagar contas. Isso é permitido. O problema é criar um boleto em que você é o cedente e o cliente ao mesmo tempo. Neste caso vem a questão: qual é o serviço/mercadoria negociado? Nenhum. Para o Estado brasileiro toda a geração de renda está passível de tributação. No caso objeto da matéria a renda foi gerada sem contrapartida tributária.

    • Thaís

      Exatamente….

    • Tony

      Pelo que entendi ele não era o cedente e cliente ao mesmo tempo.
      Era uma ação entre amigos dentro da família, um pagava para outro, que pagava para outro, que pagava para outro. A grana inexistente ficava dando voltas sem a devida cobertura fiscal nessa emissão de boletos.
      Também daria falsidade ideológica? Não creio, se não usaram laranjas.

      • Denilson

        Isso aih Tony, muita gente falando sem ler a materia. So que a grana existe, pois tinham que pagar o cartao de credito neh, entao nao era inexistente.

    • Debora

      Eu passo cheques pra mim mesma sempre. Pra transferir dinheiro de uma conta de um banco para outro sem pagar tarifas de DOC. Qual o crime disso? Acho que essa história do boleto seria exatamente a mesma coisa.

      • No caso dele, milhas são ganhas. E milhas tem valor financeiro. Está aí a renda gerada.

      • Eu tb faco isso.

      • Rogerio

        Duplicata Simulada
        Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
        Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata. http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/c

        • Daniel Belini

          Pronto, se a Lei diz que não pode fazer algo e eles fizeram, então pode se dizer que cometeram crime.

          • Bau

            Não é duplicata! é boleto!

      • Denilson

        Cuidado, vai ser presa…e cade a sua cobertura fiscal? Gerou renda? pagou IR? rsrrs

    • Sergio Pioli

      Onde está a "geração de renda", se o dinheiro saiu do bolso dele e voltou pro mesmo lugar?

    • DiegoSantos

      Nossa até que enfim li algo sensato.

      Claro que é crime o que foi feito.

      • Denilson

        Isso vai depender da legislaçao e da interpretaçao do juiz, nao da nossa opiniao. Lembrando que a legislacao permite voce transfira dinheiro para cartoes pre pagos de amigos, familiares atraves de boleto, nao sendo crime.

    • Boa Daniel, até eu enfim alguém esclarecido viu que isso é impossível. É claro que não descreveram bem o golpe, afinal porque dariam a receita para esse povinho imitar… A discussão em torno do assunto mostra que o brasileiro está cada vez mais adepto da "lei de Gerson"! O pilantra (estelionatário) arranjou um jeito de se dar bem, e um monte de recalcados o defendem, mas esquecem que o sistema piora para os honestos cada vez que isso acontece! Ainda temos que melhorar muito!

  • guilherme

    Não acredito que tenha tanto cara de pau com coragem de vir aqui achar desculpa para defender o cara. Ainda se consideram pessoas honestas. Aposto que essa é a mesma galera que fura fila em aeroporto, estaciona em vagas destinadas a idosos e deficientes, tem TV a gato etc.

    O infrator não passa de alguém que procura viver uma vida que ainda não tem condição de levar. Se ele fosse alguém de boa fé, esperaria o tempo que fosse até juntar milhas suficientes para viajar usando o salário de 1700 reais dele.

    • Paula

      Concordo com vc. Estas pessoas depois vão para rua protestar contra corrupção, mas quando é para o seu ganho acham certo, este é o nosso Brasil, onde o problema é o brasileiro.

    • Andre

      Sempre tem um caga regra pra pagar sermão. Vamos falar da lei, cite aí qual dispositivo da lei o cara infringiu, e por quê. Vamos falar de fatos e da lei, porque moralismo de opinião é relativo e cada um tem o seu.

      • guilherme

        Relativo é o caráter. O você tem ou não tem.

        • Marcelo

          Exatamente. Agora aparecem advogados querendo falar de dispositivos de lei, subterfúgios para justificar um roubo.
          Se eu ganho R$ 2.000,00 por mês eu não posso nem devo comprar uma ferrarri .
          Ele não tem condições de fazer tantas viagens, esta lesando a compania aérea e vem falar de lei? justificar malandragem é pior ainda.

      • Ricardo

        Veja somente o crime de falsidade ideológica, previsto no Código Penal. Esse é só um dos crimes cometidos ao emitir boletos bancários fictos: "Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante".

        • Sergio Pioli

          E onde vc viu isso, em um boleto onde cedente e sacado eram a mesma pessoa?

          • Ricardo

            Reveja com atenção a reportagem

          • Sergio Pioli

            Reveja você.

          • Tiburcio

            Na reportagem.

      • Eduardo

        Segundo um dos que estão no debate:

        Duplicata Simulada
        Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
        Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata.

    • Marcelo

      Exatamente guilherme! Como pode defenderem algo tão errado? Se voce não ganha o suficiente para fazer tantas viagens infelizmente voce não pode fazê-las.
      Eu mesmo só viajei uma vez de milhas para os EUA e olha que ganho um poucado a mais que o infrator.

    • Henrique

      Pensei a mesma coisa…
      É evidente que esse oportunista estelionatário lesou as CIAS aéreas e o prejuízo, como sempre, é repassado a nós consumidores.
      Sempre tem um malandrão que se acha mais esperto que os outros, ultrapassando pelo acostamento, furando a fila, fazendo gato de tv. Quem paga são os cidadãos de bem, que esperam na fila e pagam a tv a cabo mais cara (pelo prejuízo repassado).
      Esses cidadãos que estão defendendo o oportunista, são aqueles que chegam em casa, abrem o jornal e começam a xingar os políticos, reclamando da corrupção, mas não percebem que os políticos do nosso país são o reflexo do povo, usando o famoso "jeitinho brasileiro" para tudo.

      • zuka

        Lesou as cias? Hahaha os bancos pagam pras cias esses assentos e os bancos ganham juros no pgto de boletos.

        • Eveline

          Os bancos só ganham os juros se o boleto estiver atrasado…. Se as faturas forem pagas em dia, o lucro do emissor do cartão vem da anuidade que o titular paga e da porcentagem que o emissor cobra das lojas/empresas que aceitam pagamento via cartão… Então não sei qual seria o grande lucro que os bancos/emissores ganharam nisso aí….

          • Thiago

            Putz! Pelo visto não entende absolutamente nada de mercado financeiro…
            Cada boleto pago é taxado em sua emissão e no seu pagamento. Pago com cartão, mais taxas! E a operadora de cartão investe o dinheiro nesta janela entre o repasse, faturando bilhões. Ou acha que anuidade paga alguma coisa?
            Sabe de nada, inocente!

          • Eveline

            Tá certo…. esqueci desse detalhe de investir o valor pago pela fatura no intervalo até o pagamento à empresa emitente mas como disse outra comentarista, é possível pagar R$10,00 pela emissão de uns 250 boletos… tirando isso, não dá pra dizer que os bancos ganham tantos juros assim com o simples pagamento dos boletos… Não sou a favor dos lucros absurdos dos bancos e nem dos juros abusivos que eles cobram mas não é pq eles estão errados que é certo o que os caras fizeram….

    • Ufa!! Já estava apavorada achando que todos iriam defender essa calhordice.
      Que alívio!
      Esses dias fui ao banco e peguei uma ficha para atendimento naquelas torres. Um rapaz que chegou depois foi até a porta giratória e viu que não tinha ninguém esperando e passou direto. Ele tinha pilhas e pilhas de boletos e contas para serem pagas. Resultado: o único caixa atendendo ficou mais de 20 minutos só para liberá-lo, enquanto eu, que havia chegado primeiro, fiz o procedimento correto e só queria fazer uma transação fiquei aguardando feito uma pateta. Ele fez algo ilegal? Não, não fez.

    • Daniel

      Com um salário de 1.700,00 ele possivelmente nunca conseguiria juntar milhas suficientes para viajar elas expirariam antes.

      Acho que ele poderia sim ser taxado pela receita e talvez ter todos os seus bens recolhidos e só. Que cobrem dele os impostos.

    • glsuvia

      Nossa até q enfim alguém q não está defendendo , concordo plenamente com vc Guilherme brasileiro é gosta de tirar vantagem em tudo e depois q pregar bons costumes, roubo é roubo não importa de qual maneira. É igual o caso do zôo q a família já está vendo para processar o estado e pedir indenização já esta qrendo lucrar com a tragédia do filho com a inresponsabilidade de um pai. Brasileiro sempre terá essa fama de tirar vantagem em tudo infelizmente.

    • fred k. chagas

      GUILHERME, O MPF tá de olho nesse pessoal. Vai ter muita gente tendo surpresas nos próximos meses…

  • Rodrigo Lemes

    Tenho uma dúvida que alguem possa me ajudar…
    Os boletos que tenho a pagar de compras, tributos, etc, se pagar no cartão (no meu caso Itau), eu irei acumular milhas? Ou somente compras usando o cartão de créditos irão acumular?
    Desde já, agradeço!

    • Daniel Henriques

      Cara, varia de banco para banco. No Santander, se usar o cartão para pagar uma conta (boleto) acumulam-se milhas sim, mas com metade do valor.

    • No itaú dava para fazer isso. Acumulei muuuuitas milhas até 2011 com isso. Depois eles encerraram essa vantagem…

    • Gabriel Q.

      O Itaú já foi bom para acumular milhas. Hoje deve ser o pior…
      Não acumula mais com pagamento de boletos, tem ágio na cotação do dólar e deságio para transferir para os programas de milhagem, etc.

      • Daniel Belini

        Qual você considera o melhor cartão?
        Eu pensei em trocar meu itaucard platinum por um Itaucard da Tam.

          • Gabriel Q.

            Lembrando que o ranking será atualizado mensalmente e que ainda não está considerando a cotação do dólar.

            Um cartão muito lembrado nos comentários do ranking, mas que ainda não está ranqueado, é o Caixa Platinum Turismo (Visa ou Mastercard). Além da pontuação normal de 1,5 pontos por dólar, ele dá pontuação de 1,8 para todos os gastos ligados a turismo e entretenimento, além da cotação do dólar dos cartões da Caixa ser uma das melhores, muito abaixo das cotações do Itaú e do Santander.

          • OFF TOPIC: Gabriel, Qto você consideraria barato para uma passagem para Seattle em Junho? Estou mto sem parâmetro e penso que você deve ter uma noção pq acompanha preço de passagens já há tempos. Se puder ajudar agradeço e se não souber agradeço tb. Tks

          • Gabriel Q.

            Não tenho assim um conhecimento científico, mas se eu fosse a Seattle, ficaria feliz de encontrar passagem de ida e volta por R$2000,00 + taxas. Abs

          • Uau, caro heim. Bom, lá é longe né. Enfim, super obrigada e boa noite.

  • Lamentável matéria do Fantástico, certamente financiada pelos bancos. Esta questão de pague-contas é/foi um diferencial competitivo que, querendo ou não, atraiu milhares de clientes a pagarem todas as contas (boletos) no cartão de crédito para ganhar milhas. Os bancos faziam marketing disso, mandavam mala direta pra sua casa, estimularam as pessoas a pararem de pagar na conta corrente para pagar usando o cartão de crédito. As pessoas compraram a idéia, aderiram a cultura criada pelo próprio banco. Qual a ilegalidade disso? Eles ganharam muito dinheiro com isso pois nada era de graça, cobraram juros e taxas por operação. Agora pegam o tal do Bruno pra bode expiatório, quantos não foram beneficiados? Todos dentro do regulamento que o próprio banco criou. Posso até estar enganado, mas até onde eu sei não há lei alguma que proíba emitir boletos cujo beneficiário e emissor são a mesma pessoa. E outra, todos sabem que o cerco fechou para os "milheiros", bastou o banco fazer alterações no regulamento, nenhuma conta paga no cartão gerando milhas, pronto, o esquema desmoronou sem precisar sequer de polícia e rede esgoto de televisão. Agora vão colocando o 'playboyzinho da classe-média' (na visão global) como criminoso? Que exagero!! Novamente: Lamentável!

  • Thomas H.

    – Pagar boletos com cartão, e a fatura com outros cartões, infinitamente, não é crime.
    – Vender as milhas não é crime mas é contra o regulamento, e a cia. aérea pode sim entrar com uma ação cível indenizatória contra o cara e a agencia que vendia passagens emitidas com milhas, pois foi lesada.
    – Gerar boletos sem haver um serviço ou produto caracterizado, pra mim, é crime sim (falsidade documental e até lavagem de $)

    • Leo

      "- Vender as milhas não é crime mas é contra o regulamento, e a cia. aérea pode sim entrar com uma ação cível indenizatória contra o cara e a agencia que vendia passagens emitidas com milhas, pois foi lesada. "

      Há dúvidas nessa frase, pois as cias já receberam o valor das milhas,seja dos bancos ou de quem for, que estão na conta do cliente, e existe jurisprudência provando que, as milhas sim, são de direito de quem as possui, e a cia aérea, não pode obster que ele use da forma como bem entender, tem muito pano pra manga uma ação dessas, vide o "breakage", que é o maior lucro das milhas para as cias, que são as milhas vencidas, e não usadas, que são a maior fonte de renda dos programas de milhagens, uma ação dessas vai longe, num debate., visto que essas cláusulas de vencimento e outras mais, são todas abusivas, e questionadas judicialmente.

    • Adorei sua resposta pois concordo plenamete. Fraude como o proprio nome diz é um esquema ilicito, como ocorreu e de má fé. Portanto é crime. O problema das pessoas é o pensamento de que "se ele fez e nada acontece pq eu não posso fazer?!" Isso é pensamento de pessoas sem educação.

    • rafael

      vender milhas não é ilegal, mas todos que o fazem se tornam ilegais pois ninguem declara os rendimentos, consequentimente não paga imposto sobre…

      quando a pessoa vende um imovel declara….
      quando vende um carro também [apesar de não haver tributação]
      mas ninguem declara as milhas que vende, em geral por serem valores baixos, mas no caso do cara 39 milhões movimentado ele deve ter conseguido uns 10milhões de milhas que se vendidas a 300 reais cada 10mil renderam uns 300mil reais… ou seja algo passível de ser fiscalizado pela receita.

      O cara não vai ser preso, aposto dinheiro nisso, vai ser no maximo condenado por lavagem de dinheiro, pegar 4 anos e se não tiver precedentes vai ter a pena convertida em cesta basica. Mas o erro dele foi nao ter aberto uma empresa para emitir nota fiscal sobre a venda, caso o fizesse estaria totalmente dentro da lei.

  • Rodrigo Lemes

    Tenho uma dúvida, se alguem puder me ajudar..

    Eu pagando meus boletos (água, luz, tributos, etc.) com meu cartão Itaú, vou acumular pontos? Ou somente vou acumular se usar o cartão como crédito em lojas?

    • Fred

      Vai acumular pontos sim, mas nem sempre isso é vantajoso, pois se o vencimento da conta for anterior ao vencimento do cartão, rola um juros… e rola tbm uma taxa% por conta…

      • Rodrigo Lemes

        Então qual o modo seria melhor para pagar esses boletos???
        Acumulei muito poucos pontos …

        • Mss

          Os pontos, geralmente, são na proporção de um pra cada dólar pago, o que configura mais ou menos 1 ponto a cada R$ 2,35(hj). Se sua conta for de R$ 235,00, vc ganha 100 pontos.
          Não tem como ganhar mais que a regra. O melhor a fazer é sempre pagar a conta com no máximo 3 dias de antecedência do fechamento da fatura, pra que os juros sejam menores. Menos que isso, corre o risco do débito só ser efetuado na fatura do mês seguinte, te deixando com mais de 40 dias de juros pra pagar.

    • Camila

      Boletos não geram mais milhas nos cartões do Itaú, ja faz algum tempo isso!! Vc so ganha o prazo para pagamento da conta, porem paga uma taxa de 2,99% sobre o valor do boleto!!

      • Jonas

        Se vc tem uma conta salário onde a empresa que vc trabalha tem parceria com o santander. não eh cobrado absolutamente nada para pagar com cartão de crédito. Nenhuma taxa nem juros. Faço isso a um ano com minhas contas e já verifiquei tanto no extrato da conta corrente quanto no cartão de crédito. Na tela de pagamento do já vem escrito "0%". Mas tenão que pagar no Free porque Platinum cobra taxa.

  • Eduardo

    O famoso jeitinho brasileiro… vergonhoso… mas o que mais surpreende são os comentários do tipo: "não é ilegal, não há santo na história, os bancos também são imorais, isso não é crime, etc". Definitivamente, com essa forma de pensamento nunca iremos construir uma sociedade melhor.

    • Diego

      Cara, por favor, aponta especificamente as condutas criminosas do sujeito em questão.

      • Gerar um boleto, ele só fazia isso porque tinha acesso. Vc consegue gerar um boleto pra vc mesmo? Então começa por ai. Além disso o boleto era falso e não estava ligado a nada, nenhuma mercadoria ou serviço. Girar uma quantidade enorme de dinheiro sem declarar para a Receita. Constitui lavagem de dinheiro. É só vc olhar nas acusações dele.

        • Diego

          E se você gerar um boleto do Mercado Pago e pagar no cartão para você mesmo? Ou algum familiar próximo…

        • jonas

          Quando vc paga um boleto não eh necessário informar o cedente pro banco. Como a polícia ou a reportagem chegaram a conclusão que o cedente e beneficiários eram os mesmos? Não importa. Se eu quiser sacar da minha conta no caixa e depositar denovo por envelope eu não vou poder por ser "crime"?

      • Alvaro

        Gerar boleto para si próprio sem que haja prestação de serviços é crime contra o sistema financeiro;

        • Marcia

          Onde essa conduta se amolda na Lei 7.492? Eu olhei a lei e não achei nada. Só achei uma circular do banco central falando que os boletos devem corresponder a mercadoria ou serviço.

        • Tony

          Ele não gerava boleto contra ele mesmo.
          Gerava contra outro membro da família que por sua vez gerava para outro.
          Ficavam direto trocando chumbo e pagando boletos com uma grana inexistente.

        • Diego

          Por quê?

          Emitir duplicata que não possui negócio subjacente é crime, mas boleto… onde está tipificada essa conduta?

        • Roberto

          Eu pergunto: onde está escrito isso? nesse paíszinho só é crime aquilo que estiver previsto em lei !

          onde está escrito que minha mulher não pode emitir um boleto sobre uma "prestação de serviço" que seja lavar meus pés ? o serviço está prestado … existem muitas outras ilegalidades que vai desde o não recolhimento do ISS sobre o serviço prestado, como o INSS do autônomo que prestou o serviço … mas, emitir um boleto sem a respectiva prestação … aí sim, começam os problemas para conseguir fazer tudo correto, dentro da Lei.

      • Eduardo

        Diego, nem questiono se foi crime ou não! Questiono o jeitinho imoral, às vezes amoral de se conseguir as coisas. E como escrevi… o que mais assusta é que muita gente acha isso normal. Respeito as opiniões diversas, mas assusta. O interessante é que achamos maravilhoso quando vamos ao exterior e enxergamos o comportamento em outros países. Vide exemplo da Áustria, onde o leite fica fora da padaria, cada um pega a quantidade desejada e joga as moedinhas num pote, sem ninguém conferir, ou em Atenas, onde os metrôs não tem catracas e ainda assim cada um compra seu bilhete. Isso é educação e cidadania.

        • Se querem pessoas educadas, não inventem crime que não existe. Deem educação a população. Aceito dizerem que foi imoral, anti ético, mau caratismo, mas crime definitivamente não é. No máximo formação de quadrilha.

          • Eduardo

            Rodrigo Teixeira, a velha mania de achar que o governo tem que educar o povo. Educação e formação de caráter vem de casa, do convívio familiar. As escolas proveem o conhecimento. São coisas totalmente diferentes.
            Outra coisa: Formação de quadrilha é o quê pra você?

          • Eveline

            Educação vem de casa. O governo tem a obrigação de prover a transmissão do conhecimento…

          • DiegoSantos

            Formação de quadrilha não é crime ? Seja coerente.

        • jonas

          Não estamos discutindo imoralidade. E sinceramente pra mim, nem imoral é. Se o banco paga milhas pela movimentação de dinheiro. O que o cidadão fez, foi movimentar dinheiro para ser recompensado porisso. O banco disse "paguem no credito", ele pagou. Se o dinheiro foi pra conta do João ou Pedro pro banco eh tudo a mesma coisa. Pro banco eh lucrativo de qualquer jeito. De quem procedeu a denúncia? Isso ser crime realmente estaríamos na República das bananas.

    • sabbathbh

      Talvez inspirado no famoso jeitinho norte americano: http://en.wikipedia.org/wiki/David_Phillips_(entr

    • Luzia Barbosa

      Faço minhas as suas palavras Eduardo!

  • Mauro Santos

    Como dizia o saudoso Bezerra da Silva, "malandro demais se atrapalha"… O "espertalhão" no caso em tela está com "viagem agendada e hospedagem reservada em Bangu 1" e ainda não sabe…

  • PB1

    Vale registrar que 39 milhões em um ano, quinze pessoas envolvidas e, pelo menos uns 4 cartões de crédito de diferentes bancos, logo movimentavam 50,000 reais mensais por cartão.

    Os bancos apenas oferecem limites de 50,000 por cartão a quem é bom cliente e ótimo pagador de seus compromissos.

    Se existiu lucro financeiro nas operações com vendas, então cada contribuinte da família necessita fazer declaração retificadora do Imposto de Renda pagando apenas o imposto devido e juros do atraso, sem pagamento de multa – porque a Receita não os intimou.

    Reportagem péssima e sensacionalista que começa informando que quando a polícia chegou de manhã, acordando-os, eles estavam de pijama. Queriam que dormissem de que forma ?! Sensacionalismo da Globo de baixíssimo nível quando os persegue até na Igreja e no culto religioso. A Globo deveria ter vergonha.

    • Oscar Luiz

      Eu não sei aonde é que teve crime. Aonde que está escrito que não pode fazer o que fizeram? Nem crime fiscal teve: o cara apenas fez circular o dinheiro dele, como se fizesse TED de uma conta para outra, infinitamente.

      Obviamente que a Receita Federal achou estranho, mas basta explicar pro auditor que é o mesmo dinheiro e pronto! Nem crime fiscal é.

      Eu não vejo quem foi lesado. O banco ganhou dinheiro na emissão dos boletos, a cia. de cartão de crédito ganhou com o juro + taxas, a cia. aérea ganhou porque o cartão de crédito paga para ela para creditar as milhas, o cliente ganhou as milhas e O GOVERNO GANHOU COM O IOF.

      Todos ganharam. Afinal, que foi o lesado?

      Para variar, mais uma palhaçada do país que quer controlar tudo, a imprensa irresponsável e as cias. aéreas que visam o lucro absoluto acima de tudo.

      • Marcio

        Acredito que falsificar uma venda ou cobrança de um serviço, é crime sim.

        Quem perde, é quem utiliza o programa de milhagem da maneira correta, ou pelo menos como foi idealizado, pois as cias. aereas aumentar a quantidade de milhas, ou diminuem a disponibilidade para evitar prejuízos. Não concorda que sem estes "espertinhos" teria muita mais disponibilidade ou valores menores para resgate de uma passagem aerea?

        • Antonio

          Crime é apenas o que está escrito na lei como tal. E não o que acreditamos que seja crime.

      • Gabriel Q.

        A globo é parceira do Itaú

      • "Todos ganharam. Afinal, que foi o lesado?"

        Lesado só pode ser quem acredita que 39 milhões surgem do nada e "todos ganharam"… Esse dinheiro saiu de algum lugar…
        E alguém viajou demais sem conseguir ter comprovação de renda pra esse tipo de consumo…
        Com certeza alguém foi lesado.

        • Carlos

          O unico crime ai foi se ele vendeu as milhas e não declarou.

          E ele não ganhou as milhas. Pagou por elas. Pode ter pago barato mas pagou.

          O banco cobra taxa pra receber boleto. O governo cobra taxa pra pagar com cartão de credito.

          Essas taxas foram todas pagas.

          Alem da sonegação, se houve algo contra a lei foi a regra questionavel dos bancos onde diz que so podem ser pagos boletos de consumo pessoal. Mas como o banco deixou passar 39 milhoes ?

          Na minha opiniao, o banco viu isso (obvio que viu) e nao falou nada pois estava recebendo uns % em cima de cada boleto.

          Ou alguem acha que um ninguem paga 39 milhoes e o banco não ve ?

          Moralismo a parte (e inveja de muitos por nao ter feito a mesma coisa ou nao ter viajado tanto quanto ele), eu quero ver o fim desse processo que eu acho extremamente sensacionalista.

        • zuka

          Se vc fizer 39 milhoes de teds de 1 real ida e volta entre 2 contas vc gera o valor da reportagem sem na verdade gerar nada. O acrescimo eh zero

          • Não.

            O máximo que você faz é transferir 1 real um milhão de vezes. No fim, você continua com 1 real em uma conta e zero em outra. Não gerou nada. Não é o milagre da criação de dinheiro.

            Segundo que se você não tiver um pacote de serviços que libere transferências ilimitadas sem cobrar taxas, o máximo que você consegue é ir entregando 100% do seu dinheiro pro banco.

            Exemplo: Você tem 100 reais em uma conta, outra com 0, o banco cobra 5 reais por transferência. Você não tem saldo pra transferir 100 e pagar a taxa, então transfere 95, dá 5 pro banco. A outra conta recebe 95. Pra transferir de volta é 90, 5 pro banco… E assim sucessivamente.

            No fim das contas, todo seu dinheiro ta na mão do banco. E você sem nada.

            Então não, não se gera 39 milhões de reais assim. Arranjem outra desculpa.

      • Sergio Pioli

        Exatamente, Oscar. E o zé povinho indignado, pq o cara fez tudo ABSOLUTAMENTE DENTRO DA LEI, foi esperto, viu uma oportunidade e se beneficiou dela. Inveja é uma M….

        Zé povo, entendam: Não houve ninguém lesado, TODOS ganharam. E parem com essa bobagem de dizer que o programa de milhagem está ruim por isso. Esse cara é uma gota no oceano de milhas Brasileiro. Caso vocês não saibam, 80% das milhas concedidas são perdidas pelos beneficários, por tempo e/ou desconhecimento. Vender milhas para bancos é um excelente negócio para todos.

    • Lica

      "Se existiu lucro financeiro nas operações com vendas" eles não devem só IR, devem também ICMS.

      • DiegoSantos

        Pode ser considerado sim.

  • josé c. j. moraes

    Sou advogado e também não entendi a tipicidade do crime. Para poder receber um valor na sua conta via cartão de credito é necessário ser credenciado e ter um contrato com o cartão que cobra uma taxa sobre o valor recebido. É exatamente esta taxa que permite remunerar o cartão e o Banco pagador, que pode então oferecer milhas. Normalmente a taxa é me torno de 5%. Se ele movimentar R$100.000 vai pagar de taxa R$5.000 para receber quando muito 100.00 milhas. Ora, com R$5.000 posso comprar muito mais do que com 100.000 milhas….

    • Eduardo

      É isso aí! O negócio é muito ruim pro cara! Não entendo a vantagem que ele levou. Nem sei como é possível, pagar boleto com Cartão de Crédito!! muito estranho

      • Robson

        Exato. Fiquei pensando exatamente isso quando vi a matéria. Se o cara fabrica um boleto de, por exemplo, R$10.000,00 e paga com cartão. O credor desse valor receberá em sua conta os R$10.000,00 já descontada a taxa de administração. Se for 2,5%, vão se embora R$250,00. E no meu cartão, cada U$1,00 equivale a 1 milha, portanto, convertendo os 10.000 reais em dolar (cotação de 2,33 o turismo), equivale a 4.292 milhas. Aqui no Brasil isso, quando em promoção das boas, é um trecho nacional.
        Para trechos na América do Sul o mínimo são 10.000 milhas. em viagens para os EUA pode dar sorte de encontrar a 20.000 milhas e para a europa vi gente comemorando quando achou por exemplo um trecho para a itália por 40.000 milhas.
        Ué! Se pagando R$250,00 em taxas para uma transação de R10.000,00 se acumula 4.300 milhas (arredondando), então seria preciso um volume de transação de R$93.023,00 e pagar taxa de administração equivalente à R$2326,00 para conseguir 40.000 milhas. Se vemos no Melhores Destinos promoções de passagens ida e volta entre R$1500,00 e R$2000,00, onde será que esse cara saiu lucrando? A conta não fechou

      • Denilson

        Parece que nao surgiu todos os detalhes da operaçao, da forma como esta, a operaçao nao eh vantajosa, faltam dados ainda nessa historia.

    • Vocês estão fazendo o caminho contrário. Cartão só é cobrado de empresas, não de boletos. Os boletos gerados devem ser de empresas de terceiros que geram boletos gratis para qualquer um com um CPF cobrando taxas fixas de R$10,00, vc pode gerar 250 boletos, e receber o valor integral depositado na sua conta. Se vc (no caso usando um gerador de boletos online) gerar 100 boletos de 50 mil, pagar 4 boletos em 4 cartões, terá movimentado 200 mil em apenas um mês. E não pagará taxa nenhuma, exceto os 10 reais do boleto.

      • Camila

        Mas os cartão de crédito cobra uma taxa de pelo menos 3% sobre o valor do boleto para que ele possa ser pago com o cartão de crédito!! Se vc pagar um boleto de 1000,00 reais logo para pagá-lo com o cartão de crédito vai pagar 30,00 de tarifa. E se for com os cartões do Itaú nao vai acumular milha nenhuma, pq desde o ano passado qdo descobriram este esquema cortaram as milhas referentes a pagamento de boletos!!

    • Caio

      Meu caro, ele vendia as milhas para uma agencia de viagem e recebia milhares de reais por isso mensalmente. É vantajoso sim, só aprender a fazer conta!

      • Denilson

        coisa que voce ainda nao aprendeu Caio, use o conselho pra voce mesmo. Ja que nao sabe fazer, veja as contas acima, por exemplo do Robson. Agora, nao sei se voce vai entender.

    • Roberto

      também entendo desta forma…

    • Renata

      Nossa, se você é advogado e não viu o crime que espécie de profissional você é?

      • josé c. j. moraes

        Um profissional que raramente perde uma causa. Acusar é fácil, mas o crime precisa ter uma conduta perfeitamente definida no código penal e neste caso pelas informações da reportagem não consegui identificar. Lavagem de dinheiro certamente não é, pois não existe dinheiro recebido de atividades ilícitas e para o que se quer dar uma origem lícita. Falsidade ideológica também não, pois não utilizou identidades falsas. Sobra talvez estelionato, mas para isto é necessário que exista uma lei definido claramente que não se pode emitir boletos para si mesmo. Todos boletos que recebo para pagamento, seja de condomínios, clubes, compras pela internet, etc nenhum deles é possível pagar com cartão de crédito. Talvez seja a ganância dos bancos que permitiu esta pretensa falha. Digo pretensa, pois a reportagem é bastante falha ao detalhar o esquema.

        • Fábio

          Esqueceu da sonegação dr advogado!

        • Renata

          Leia os artigos 171, 172 e 288 do código penal. Isso sem contar as demais provas contidas no inquérito policial, ao qual não temos acesso. Essa família cometeu inúmeros crimes e é por causa de pessoas assim que não conseguimos condições mais vantajosas na aquisição e troca de milhas.

          • jonas

            surtou?

        • Denilson

          Jose, pelo Banco do Brasil se paga quase todo tipo de boleto pelo cartao de credito. Pelo amex se paga alguns boletos tambem, isso é comum, esses boletos que citou sao possiveis de serem pagos sim, mas estou contigo, ate agora nao vi o crime na historia.

    • Alberto

      Aí que está a questão, o banco cobra 5% AO MÊS para pagamentos de títulos, mas como ele emitia um boleto em seu próprio nome e pagava com o cartão, no dia seguinte o dinheiro já estava na sua conta novamente e ele pode pagar o cartão antes da data do vencimento, assim nem os 5% ele paga, paga somente os juros referentes ao único dia que ficou aberto a fatura, ou seja micharia. Lógico, somado a isso o valor de emissão de boleto para o banco, algo em torno de 3 reais.

      • Denilson

        Alberto, o BB cobra por operaçao, e nao por periodo que ficou em aberto a conta. Entao pode ser que esse cara achou um vacilo de um banco que acabou permitindo essa operaçao acima.

    • DiegoSantos

      Sonegação fiscal é crime amigo.

      Lembrando que pelo CTN não importa se é fruto de ato ilicito.

  • Juca Alves

    Ainda bem que a torneira de milhas fechou para essa família!

    São falcatruas como essa que inviabilizam emissão de passagens por pessoas que não se aproveitam de brechas, que não dão jeitinhos, etc.

    Geralmente, esses indivíduos que possuem milhões e milhões de milhas emitem passagem para a família toda para todo canto do mundo, fazendo com que a disponibilidade de passagens se esgote rapidamente.

    Espero que o cerco aumente cada vez mais contra essas fábricas clandestinas de milhas, pois só assim nós (que não fazemos esquema) conseguiremos emitir passagens aéreas com nossas suadas milhas.

    • Falou tudo, não compactuo com a irregularidade, o que um "esperto" faz, prejudica os demais.

    • Caio

      Concordo. Por conta de pessoas deste tipo que todos pagam a conta, a famosa falcatrua, jeitinho brasileiro.

    • Ademir

      Perfeito Juca.

      Você abordou a coisa de forma prática.

      O que realmente fizeram se é crime ou não é outra coisa, vai depender das investigações, mas de uma coisa se sabe não é possível/sustentável que todos façam o que eles fizeram.

      Então tem que haver mecanismos para evitar esta prática para o bem de todos (ou pelo menos da maioria).

    • Sergio Pioli

      Sabe de nada, inocente.

      • O chororô é livre.
        Há milhares de voos diários para milhares de lugares. 15 pessoas não são capazes, fisicamente, de ocupar, sequer, uma parcela ínfima desses assentos.
        Seria necessária uma cadeia internacional de milhas para que os lugares fossem todos "ocupados".
        Cartões americanos, onde o mercado é muito mais aberto, dão 100.000 milhas de bônus para alguém que os contrata. Isso com a AA emitindo USA – BRA por 40000 round trip. Essa família faria 1,5 milhão de milhas só com um cartão desses.
        Aqui somos muito cordeirinhos e as grandes corporações apenas nos sugam, sem dar nada em troca.
        O cara exagerou na dose e não soube utilizar o caminho que ele tinha encontrado. Tivesse sido mais inteligente, teria essas viagens pela vida toda.
        Morreu pela ganância, mas, repito, não consigo ver crime algum até agora. Nem fiscal. Se ele sonegou dinheiro, antes da propositura da ação, o pagamento dos impostos encerra o processo… Está na lei e vale para todos.

    • Mas aí nem milhas deveriam existir… por que inventaram isso ?

      Ao invés de te dar milhas, por que não dão o desconto na passagem ? Os bancos e operadoras aéreas criaram um mercado alternativo ao criar as milhas… alguém foi mais esperto que eles.

      O único problema que eu vejo no esquema dele (não sou especialista em nada) é ele receber valores e não declarar à receita… é contraditório, mas ele receber dele mesmo também não deveria ser receita.

  • Andre Felipe

    Infelizmente esse estardalhaço todo começou com um erro do banco: como eles dão um limite tão alto para alguém com renda menor que dois mil reais? Por mais que você não precise hoje documentar quanto você ganha em vários cartões de crédito (apesar de que tive que comprovar em todos os meus cartões), não justifica um banco sair dando limite elevadíssimo pra quem não tem condições de pagar. Não estou querendo defender os milheiros (pelo contrário, acho que eles devem responder pelos devidos crimes de uso de documentos falsos e lavagem de dinheiro, que o uso de boletos em que o cedente e o sacado seja o mesmo), mas faltou MUITA seriedade do banco em ser coerente diante de toda a documentação que diz que exige para emissão de um cartão de crédito.

    • PB1

      Prezado André Felipe,

      Quem falou que eles "não tem condições de pagar" ? Tanto tinham condições de pagar, que sempre efetuaram pagamentos pontuais, o que prova que são extremamente dignos de honrarem empréstimos ainda que elevados e os quitarem no prazo conforme pactado.

      Os Bancos avaliaram corretamente o risco de crédito, tanto que não houve perdas com estes clientes e os bancos ainda registraram lucro com estes empréstimos.

      Qual o "documento falso" que a reportagem não informa ? Qual lavagem de dinheiro que a reportagem também não explica ? Faltou MUITA seriedade à reportagem, isso sim.

      • Paula

        Os boletos eram falsos devidos a não serem referente a venda de produto ou prestação de serviço. Lavagem de dinheiro, eles pagaram R$ 39.000.000,00 em faturas, da onde saiu esse dinheiro que não foi declarado ao imposto de renda nem da pessoa física nem da jurídica. Formação de quadrilha por ter envolvido outros familiares na fraude.

        • Debora

          Uma pessoa acima já falou do Mercado Livre. É um lugar onde ele poderia "vender" um produto inexistente, alguem da familia dele "compra" e eles pagam o boleto pelo cartão de crédito.
          E aí? O boleto é referente a uma venda.

    • mario/campinas

      André
      Os bancos na busca de lucros cada vez maiores, fornecem cartao de crédito até pra quem não tem renda.
      Meu filho foi um exemplo.

  • É sério que tem gente defendendo a falcatrua? Isso é o mesmo que receber dinheiro a mais de troco e não devolver, é errado, não é o fato dele ter feito contra bancos que torna certo, a despeito dos bancos merecerem todo o desprezo da humanidade.

    • Diego

      Por que é o mesmo de receber troco a mais?

    • Sergio Pioli

      Onde está o dinheiro "a mais"?

    • Não é o mesmo que receber troco a mais. Os bancos ganharam, as cias aéreas ganharam, ele ganhou… Não vi quem tenha perdido para a relação ter sido negativa para alguém…

  • Joel

    Não tá acreditando que tem gente defendendo o cara. Não é possível!

  • João

    Pessoal tentando justificar se é crime ou não… lógico que é. Ele não estava pagando contas normais com o cartão, ele gerava boletos fantasmas que o depósito ia para ele mesmo e ao pagar com o cartão ganhava milhas e depois revendia. Além disso estão olhando apenas a questão das passagens, mas e os carros, casas e gastos no exterior? Vem da onde? Ahh ele só emitiu umas milhaszinhas de nada para passar férias… bobagem! As milhas são só um jeito de ganhar dinheiro ilegalmente. Ou alguém que ganha R$1,7 mil/mês e vai viajar mesmo com a passagem de graça, se hospeda em hotel de luxo, estação de esqui e resort 5 estrelas? Como diria o cumpadi: sabe de nada inocente….

    • Marcos

      Ta falando merda… Milhas podem ser trocadas por passagens, mas também por hospedagem em hotel.

    • Tony

      A hospedagem também é paga com milhas.
      Mesmo assim, acredito que usaram como negócio, venderam as milhas e não declararam.
      Foram pegos porque o volume de grana girado era incompatível com o salário.

      • João

        Verdade, a hospedagem também pode ser paga em milhas. Mas e as compras, passeios, restaurantes, parques? O exemplo era para alguém que realmente ganhe 1700 reais por mês… só as taxas de hospedagem (sem contar a diária) iam custar quase isso numa semana de hotel 5 estrelas com a família.

  • Andre Luiz

    Vamos e venhamos 39 milhões em um ano o cara ficava fazendo isso o dia todo kkk..

  • maria veronica

    Não acredito!
    Tem pessoas defendendo a falcatrua!
    Que qualidade de ……

  • Marcus

    É por isso que esse país não vai para frente! Uma vergonha existirem pessoas que estão defendendo atos ilegais e ainda se amparando em brechas que não tem o menor fundamento! E este site ainda falando a reportagem foi " carnaval ", MD vc perdeu alguns pontos comigo! Galera, vamos colocar a mão na consciência e verificar os fatos antes de ficar tomando partido do lado errado!

    • Diego

      Ninguém está defendendo atos ilegais… estão, isso sim, questionando justamente a legalidade da conduta.

      Tentei, tentei, e ainda não consegui ver crime na conduta do sujeito.

    • Marcus, não estamos defendendo o que ele fez , mas a Globo fez sim um CARNAVAL, uma palhaçada sensacionalista travestida de reportagem. Que circo é esse de fazer tocaia na frente da igreja, como se ele fosse algum fugitivo criminoso? Por que não vemos o mesmo empenho da emissora quando o rombo é muito maior, verdadeiro (os tais milhões foram movimentados mas nunca existiram) e retirado do nosso bolso de contribuinte? Dinheiro que deveria ser empregado em hospitais, escolas e serviços essenciais? Desses a senhora Globo tem medo de falar?

      • mariostefa

        Mandou bem Denis. Pelo jeito a pessoa acima num leu a materia toda.

      • Caio

        Acho q a intenção do Fantástico foi falar com a família, por isso foram até a Igreja Adventista, a qual eles frequentam. A pessoa que é honesta, paga seus impostos corretamente e junta suas milhas com suor não deve temer a imprensa, a justiça ou as pessoas. Não achei carnaval. Achei informativo pra que muita gente que faz isso e prejudica nao só as instituições como os outros consumidores, pensem melhor antes de fazer essas falcatruas!

      • Sergio Pioli

        Carnaval mesmo. Mas vocês pisaram na bola, quando atribuiram a "piora nos programas de milhagem", à atitude do cara. O mercado de milhas Brasileiro movimenta BILHÔES de milhas por ano. Ese coitado, mesmo com 39 milhões de movimento/ano, não consegue nem ao menos fazer cócegas no mercado. Por outro lado, 80% (isso mesmo OITENTA) das milhas distribuídas no mercado são perdidas. E a cia aérea embolsou o lucro delas, antecipadamente. Faltou conhecimento dos fatos pra vocês.

        • Fabio

          Coitado? Esse Sergio Pioli deve ser o proprio cara ou da família pra defender uma atitude amoral como esta!

          • Sergio Pioli

            Amoral? Acho que vc quis dizer imoral, certo?

            Onde está a imoralidade? Pode desenhar para mim?

        • " Mas vocês pisaram na bola, quando atribuiram a "piora nos programas de milhagem", à atitude do cara." Então não pisamos na bola, já que nunca dissemos isso!
          Leia de novo o que escrevemos: "a piora dos programas de milhas, que se acentua a cada dia, tem nessas práticas uma de suas razões". Nessas práticas incluímos todas as artimanhas no geral! E para ficar ainda mais claro, ainda ressaltamos: "Obviamente não é este o único motivo das medidas péssimas adotadas por nossos bancos"!. Desculpe a franqueza, meu caro,mas não falltou conhecimento de fatos mas sim um pouquinho de atenção na leitura, afinal nossos pontos de vista não se contrapõem no final das contas! =)

          • Sergio Pioli

            Discordo. Você mesmo incluiu o processo do cara no seu argumento, dizendo que tal prática é uma das razões. Ou seja, vc criticou negativamente a operação atribuindo à ela parte da "culpa" da piora dos programas de milhagem.
            Volto a dizer: 39 milhões, embora seja muito dinheiro, não é absolutamente NADA no universo brasileiro de milhagem, que movimenta por ano BILHÔES de milhas. Muito pelo contrário, a venda de milhas é excelente negócio para as cias aéreas, pois, além de receberem ANTECIPADAMENTE, têm 80% das milhas vendidas não utilizadas. Ou seja, se os programas de milhagem estão piorando, não é por causa de "artimanha" nenhuma, mas sim pela ganância cada vez maior de bancos e cias. aéreas. Capisci?

          • Sergio Pioli

            E observe os comentários. Estão todos "concordando" com a sua matéria, dizendo que é por causa de pessoas como o tal Bruno que os programas de milhagem têm piorado.

            Se não foi isso que você quis dizer, então retrate-se, ou altere o texto da matéria.

          • Sim! Parte da culpa, não a culpa total como você deu a entender no comentário anterior! Pelo menos em parte é sim por causa de pessoas como o tal Bruno que os programas têm piorado. Podemos questionar o tamanho dessa parcela de culpa, mas ignorá-la é impossível. Todos estão concordando porque é irrefutável!
            Sem retratações de nossa parte nesse caso, o texto expressa claramente nossa opinião, mas ninguém é obrigado a concordar com ela.

          • Sergio Pioli

            Você poderia, por gentileza, fundamentar sua opinião, amigo Denis?
            Baseado em que informação, notícia ou fato, você alega que gerar milhas "artificialmente" prejudica, de alguma maneira, os programas de milhagem das cias aéreas?
            Só estou pedido a prova, para que seu artigo não fique com cara de "achismos" ok?

          • Por conta do nosso trabalho temos contato com pessoas chave de diversas organizações, incluindo companhias aéreas e bancos. Isso é fundamental para entender o que acontece nos bastidores e avaliar corretamente cada situação.

      • Bruno Bastos

        Acho a atitude do cara ilegal sim, mas a Globo não é nenhum exemplo de respeito a lei. Ela sonegou mais de R$ 600 milhões em impostos também…

  • 4 cartoes? viram a reportagem, tinha uma mesa que tinha no minimo 30 cartoes

  • CHICOVIX

    Não cometeu crime algum… Usou brechas das regras de milhagem de bancos e companhias aéreas para multiplicar suas milhas. O assunto foi discutido várias vezes aqui no MD e dicas foram dadas por diversos usuários. O cara vai se incomodar um pouco mas se livra fácil, fácil. A reportagem foi encomendada e teve por finalidade "assustar" as centenas de milheiros que se beneficiam das regras.
    Muita demagogia dos que os condenam.
    E os que se utilizam do expediente, coloquem as barbas de molho ou busquem já seus advogados…

    • Helládio

      Olha, eu posso dizer pelos negócios de meu tio que é construtor e tem vários imóveis alugados e paga tudo em dias, impostos, etc… Ele tem uns alugueis e prédios dele, um pre´dio tem 24 apts e ele mesmo emite boletos para as pessoas pagarem o aluguel, uma vez eu fiquei lá aluguado e claro ele não me cobrou o aluguel, eu paguei e ele me devolveu o dinheiro alegando que não precisava. O Dinheiro vai para a conta dele, então a dúvida se tem taxa que falaram não tem taxa não, o dinheiro vai direto para a conta dele. Agora respeito todos e peço que respeitem a minha, eu não acho que deveria ser um crime, no máximo uma conduta ilegal para serviços humanitários, não considero isso crime afinal ele não está lesando ninguém, está aproveitando uma falha no sistema, assim como não acho que deveria ser crime no brasil contra cassinos e jogos, lá fora temos cassinos e jogos e são legais, também a prostituição sem ser infantil e ser considerada crime tb não concordo.

  • Guilherme

    Nao entendi ainda como ele ganhava. Talvez porque nao pague contas no cartao. Exemplo: tenho uma empresa. Gero um boleto de R$ 10.000. Pago no cartão que me cobrará 3.75%, ou seja, R$ 175,00. Em dolar seriam aproximadamente U$ 4444.00. Em pontos em um cartao 1.5/dolar ganharia 2962 pontos. Consigo comprar 10.000 pontos por R$ 320,00. ONDE ESSE CARA GANHAVA?

    • Marcos

      Como que U$4444 x 1,5 = 2962?

      • xicofuxico

        A operação esta errada, neste caso seria dividindo por 1,5.

      • Guilherme

        Tem razao… errei. Alias nunca fui bom de matematica. hahahahaha. O correto seria 6666 pontos.

    • Robson

      Tive o mesmo questionamento que você, mas fiz a conta da seguinte forma para exercitar: Se o cara fabrica um boleto de, por exemplo, R$10.000,00 e paga com cartão. O credor desse valor receberá em sua conta os R$10.000,00 já descontada a taxa de administração. Se for 2,5%, vão se embora R$250,00. E no meu cartão, cada U$1,00 equivale a 1 milha, portanto, convertendo os 10.000 reais em dolar (cotação de 2,33 o turismo), equivale a 4.292 milhas. Aqui no Brasil isso, quando em promoção das boas, é um trecho nacional.
      Para trechos na América do Sul o mínimo são 10.000 milhas. em viagens para os EUA pode dar sorte de encontrar a 20.000 milhas e para a europa vi gente comemorando quando achou por exemplo um trecho para a itália por 40.000 milhas.
      Ué! Se pagando R$250,00 em taxas para uma transação de R10.000,00 se acumula 4.300 milhas (arredondando), então seria preciso um volume de transação de R$93.023,00 e pagar taxa de administração equivalente à R$2326,00 para conseguir 40.000 milhas. Se vemos no Melhores Destinos promoções de passagens ida e volta entre R$1500,00 e R$2000,00, onde será que esse cara saiu lucrando? A conta não fechou.

      • Eles aparentemente vendiam as milhas em excesso (que não eram poucas). Mas não vou saber te dizer é se eles conseguiam revender as milhas de forma a pagar as taxas de boleto e ainda sobrar $$ e milhas de "lucro líquido" pra quadrilha.

      • Cartão só é cobrado de empresas, não de boletos. Os boletos gerados devem ser de empresas de terceiros que geram boletos gratis para qualquer um com um CPF cobrando taxas fixas de R$10,00, vc pode gerar 250 boletos, e receber o valor integral depositado na sua conta. Se vc (no caso usando um gerador de boletos online) gerar 100 boletos de 50 mil, pagar 4 boletos em 4 cartões, terá movimentado 200 mil em apenas um mês. E não pagará taxa nenhuma, exceto os 10 reais do boleto.

      • Estelionato se encaixa… além do que movimentou 39 milhões e não declarou… não importa se foi no cartão, depois retornou via boleto pra ele mesmo. No momento que ele paga o boleto, movimenta o dinheiro pra companhia do cartão, que movimenta pra cia que gerou o boleto que movimenta pra ele. Isso deveria gerar imposto de renda em cima de 39 milhões.

    • Cartão só é cobrado de empresas, não de boletos. Os boletos gerados devem ser de empresas de terceiros que geram boletos gratis para qualquer um com um CPF cobrando taxas fixas de R$10,00, vc pode gerar 250 boletos, e receber o valor integral depositado na sua conta. Se vc (no caso usando um gerador de boletos online) gerar 100 boletos de 50 mil, pagar 4 boletos em 4 cartões, terá movimentado 200 mil em apenas um mês. E não pagará taxa nenhuma, exceto os 10 reais do boleto. Estelionato se encaixa… além do que movimentou 39 milhões e não declarou… não importa se foi no cartão, depois retornou via boleto pra ele mesmo. No momento que ele paga o boleto, movimenta o dinheiro pra companhia do cartão, que movimenta pra cia que gerou o boleto que movimenta pra ele. Isso deveria gerar imposto de renda em cima de 39 milhões.

    • paulo feijoo

      o guilherme a conta é pior ainda pq quando vc paga contas no cartao ganha 0,6 pontos para cada real, pelo menos no santander é assim, alem do iof para cada transaçao

      • paulo feijoo

        0,3 pontos para ser mais preciso

  • RayBandeira

    Fiquei com algumas dúvidas. Assisti ontem e revi a matéria, mas não percebi qual foi o exatamente o crime que a família cometeu, exceto o fato de ter emitido boletos falsos com pagador e recebedor no mesmo nome. Se é que isso é considerado falsificação, como falaram aqui: qualquer um pode depositar quantas vezes quiser na sua própria conta. Pelo que a mídia divulgou ele pode ser condenado a até 23 anos de prisão, somando todos os crimes. Ok, eu pessoalmente acho exagero, no mínimo. Mas vejamos: ele lavou dinheiro, ou seja, na venda das milhas declarou como outros ganhos?! E lavar dinheiro significa também não declará-lo, ou esse já é outro crime?! Vender milhas é crime?! Se não é crime é permitido. E se é permitido poderia alguém declarar para a Receita que o dinheiro veio da venda de milhas? Eu pessoalmente não concordo em vender milhas, mas há oferta e procura e isso acontece livremente por aí. O que está errado foi a forma que eles conseguiram as milhas. Eu mesmo já paguei alguns boletos, verdadeiros, claro, com cartão de crédito só para ganhar milhas. Mas sempre ficava na dúvida se vale a pena ou não, pelos juros. Se ele conseguiu burlar o pagamento de juros, aí é outra coisa… Então, acredito que seja importante entender qual foi o erro da família, para que nós 'milheiros' não cometamos erros parecidos – se é que há algum erro aí… Estamos aqui para aprender a viajar mais barato ou de graça, mas de forma honesta.

    • Estelionato se encaixa… além do que movimentou 39 milhões e não declarou… não importa se foi no cartão, depois retornou via boleto pra ele mesmo. No momento que ele paga o boleto, movimenta o dinheiro pra companhia do cartão, que movimenta pra cia que gerou o boleto que movimenta pra ele. Isso deveria gerar imposto de renda em cima de 39 milhões.

      • Sergio Pioli

        affff…

    • Rogerio

      http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/c
      Duplicata Simulada
      Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
      Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata.

      • RayBandeira

        Ah sim, finalmente um Artigo do Código Penal para esclarecer as coisas. Valeu Rogério! Já pensou o cara ter que pagar 20% de R$ 39 milhões!!??! kkkkk

      • Sergio Pioli

        BOLETO NÃO É DUPLICATA!

        Quantas vezes vou ter que repetir isso aqui?

      • Pedro Victor

        Você sabe o que é uma duplicata ??? http://www.protestopatrocinio.com.br/dp_54.htm
        Tem uma lei que fala… Estude um pouco mais !!!!

  • Marcio

    Acredito que cada processo, de emitir boleto para sí próprio, pagar com cartão, acumular milhas, não seja crime… mas o processo todo, incluindo "falsificar" vendas/serviços para gerar pontos e pontos em bens, isso é considerado LAVAGEM DE DINHEIRO sim…

  • Marcelo Lopes

    Infelizmente com essas coisas podemos nos preparar para perder um ou outro benefício que temos.
    E fico bobo com as pessoas justificando o ato, falando que não é crime . QUE ISSO GALERA!
    Existe um ditado que devia ser seguido por todos nós:
    O ERRADO É ERRADO MESMO QUE TODOS ESTEJAM FAZENDO.
    O CERTO É CERTO MESMO QUE NINGUEM ESTEJA FAZENDO.

    • Shintani

      Muito bem. Falou pouco mas falou bonito.

      • Concordo plenamente. Este é o erro da nossa população, sem educação, acho que um faz e não é pego pode fazer igual!

  • Marcos Augusto

    Pessoal que não está conseguindo ver onde está o crime, prestem atenção…
    Brasileiro em geral é um povo que faz vista grossa para pequenos delitos, e é por isso que o país vai de mal a a pior.
    O sujeito emitia boletos fraudulentos, cujo único propósito era a geração de milhas através do pagamento pelo cartão de crédito.
    Assim, o mesmo dinheiro ficava rodando entre as contas dos envolvidos.
    Vou dar um exemplo: Digamos que temos os sujeitos A, B e C querendo gerar milhas. A gera um boleto para B pagar.
    Aí, C gera um outro boleto, e A paga usando o dinheiro que recebeu de B.
    Agora chegou a hora de B gerar um boleto, e C vai pagar com o mesmo dinheiro originalmente saído de B…ou seja, o mesmo dinheiro ia girando de conta em conta gerando milhas indefinidamente.
    Fazer isso por sí só não seria crime, mas o X da questão é que faziam isso pra obter vantagem indevida, ou seja, com o propósito de gerar milhas.
    Tem gente aí escrevendo que não fizeram nada de mal.
    Abram o olho gente…se eu pegar meu carro e bater na parede da minha própria casa, não estarei cometendo crime…mas seu fizer isso só pra receber o dinheiro do seguro, aí sim se transforma em crime.
    O que a reportagem não explicou (com certeza para desencorajar novos golpes) é como a quadrilha fazia para o esquema ser rentável, mesmo tendo que arcar com as taxas administrativas do cartão.

    • Para pagar boleto com o cartão não há taxa, ai esta a jogada!

      • Maria Elisa Silva

        Como não há taxa? É claro que há taxas, a menos que eles, por serem clientes MUITO especiais, não pagassem taxas.

        • Amiga Maria, para comprar em um loja comum o lojista para taxa, para você pagar um boleto não tem taxa, nem para você e nem para quem emitiu o boleto. A ideia do banco ao aceitar isso é pensar que se você pagar o boleto pelo cartão é sinal que não irá pagar e entrará no rotativo.
          O espertalhão não se quer tinha maquinas de cartões, ele fazia exatamente como o "Marcos Augusto" citou acima.
          Em minha opnião é crime sim, pois ele estava circulando dinheiro pagando títulos sem valor fiscal, o que é proibido pois toda movimentação financeira tem que ter um motivo, estar vinculado a uma nota fiscal, se fosse assim as empresas não teriam tanta dificuldade em sonegar impostos.
          Abraços.

    • Sergio Pioli

      Caro Marcos Augusto, seu raciocínio é falho.
      A vantagem nunca foi indevida, uma vez que o sujeito PAGOU ao banco as taxas pelo pagamento dos boletos. Portanto, ele estava adquirindo um serviço. Sua comparação com o seguro foi totalmente descabida.

      • Rogerio

        E a lei n° 172 do Codigo Penal, é descabida?

    • Bartira

      finalmente uma resposta correta jurídica e logicamente!

    • Mieline

      Obrigada, Marcos. É claro que há alguns crimes envolvidos sim. Eu pagar algo que não existe pra mim mesma não tem nenhum problema, só me classificaria como doida mesmo. Mas para com isso conseguir lesar a terceiros…. Convenhamos.

  • No mínimo houve crime de evasão fiscal, já que eles não declararam a renda das vendas de milhas. O resto, eles usaram o sistema para trabalhar para eles.

    • Concordo, usou o sistema. O problema está na declaração…. ou falta dela.

    • Sergio Pioli

      Sonegação, não evasão. Se ele vendeu as milhas por dinheiro, e não declarou o ganho, sonegou. Mas a reportagem estava se referindo a outra coisa…

  • gerar um boleto para si mesmo nao é crime!
    E pela repercussão dessa materia, quando terminarem de investigar, ainda terá toda uma nova "geração" de novos milheiros!

    • GMBF

      Não é crime, mas é IMORAL !!!!!!!!!!!!!!!!
      Infelizmente existem muitas pessoas SEM princípios …..

  • Cristiane

    Deixando claro que não defendo qualquer ilegalidade ou imoralidade, acredito que a reportagem não esclareceu o que efetivamente ocorreu. Apesar do acusado ganhar menos de 2 mil reais por mês ele poderia, por exemplo, ter esses parentes todos como dependentes e a renda de todos somar na contabilidade para aumentar o limite do cartão. Esses boletos gerados em seu nome poderiam ser o pagamento desses parentes pelo uso e consumo dos cartões, inclusive das viagens feitas. Ele pode ter uma empresa em seu nome individual e os pagamentos se explicariam. Pode não ser ético, os valores envolvidos são significativos mas daí a ser crime precisa de muito esclarecimento.

    • Marcos Augusto

      Então vc quer dizer que essa família tem gasto anual de 39 milhões? Se for uma família de 15 pessoas, dá R$ 2.600.000,00 por indivíduo durante 1 ano inteiro. Se tivesse renda suficiente para arcar com tais gastos, estariam viajando de primeira classe. Abre o olho.

    • Exato!

      Estão confundindo falta de ÉTICA com CRIME!!!

    • Andre

      Óbvio que é crime. De estelionato e falsificação de documentos no mínimo

  • Edson

    Boa Tarde:
    Acho que vou fugir um pouco do foco deste assunto, mas é relativo as milhas. Comprei passagens para a Asia pela Qatar Airways, e informei o número Smiles, na hora da compra. Vou viajar agora em Setembro, e descobri que vão creditar somente 25% das milhas em minha conta Smiles prata. Isso confere? Desde já agradeço…

    • Viajei com a delta e informei o meu smiles, olha creditou 3x mais que o normal na gol. Nao sei se foi erro mas me surpreendi, acho q foram 12.500 pontos no smiles por um trecho PVH/MIA/PVH um bilhete que paguei 980 na promo.

    • JB

      Edson,

      Confere, sim. A Qatar tem uma diferenciação dependendo de quanto vc pagou pela passagem. As mais baratas permitem o acúmulo de apenas 25% do total de milhas. Não há almoço grátis!

  • Eddie Veder

    O crime do sujeito foi tentar dar um golpe na banca. Ninguém sai ileso se tentar tapear a máfia, nem se trapacear num cassino. As regras sempre são feitas pelos poderosos e para os poderosos.

    Foi dar golpe nos agiotas dos bancos e nos seus cúmplices dos cartões de crédito? Agora está em cana!

    Cá entre nós, 23 anos de cadeia? Nem atropelando e matando alguém ele pegaria tanto…

  • Cinthia

    Rolar dívida de um cartão de crédito para outro (o famoso Ping-Pong) não e crime.
    O erro dele foi emitir boletos em que cedente e beneficiário eram a mesma pessoa, para pagamento de uma mercadoria/serviço inexistente.
    No Ping-Pong a dívida e real e existe.
    E o outro crime foi deixar de declarar a renda obtida com a venda das milhas, tendo havido sonegação fiscal.
    Mas enato ele não tiver sido intimado pela Receita Federal, ele pode retificar sua declaração de IR e pagar os impostos, com juros, mas sem a multa, pq ainda não foi intimado.
    A matéria foi sensacionalista e, ao que tudo indica, patrocinada pelos bancos. Até para dar aviso aos que tentam fazer igual.
    Ab
    Cinthia Rangel

    • Sergio Pioli

      Só colocando que emitir boletos para si próprio também não é crime.

  • xicofixico

    Existe sim algo errado nesta família tão religiosa, pois para conseguir 39 milhões de milhas seria necessário gastar em torno de 60 milhões de reais e mesmo emitindo os tais boletos falsos, o juro cobrado pela transação bancaria não cobririam os montante de milhas angariadas com a transação, ou seja tem caroço graúdo nesta historia!

    • eu mesmo

      Gastaram R$ 39 milhoes (reais) não geraram 39 milhoes de milhas.

    • Mieline

      Bonito, né? Deviam estar agradecendo "as bênçãos" concedidas….

  • Leonardo Pereira

    Como tanta gente não vê o crime?

    O crime está na INTENÇÃO de todo o processo, ele tirou dinheiro do grupo para o próprio grupo com a única INTENÇÃO de vantagem pessoal. Se ele tivesse gerado os boletos porque ele PRESTOU SERVIÇO ou vendeu algum bem, era justo, mas ele criou todo o esquema para vantagem nítida de acumular milhas em prejuízo a outros.

    Uma atitude que eu vejo como possível é a restrição do uso das milhas para o titular e seus dependentes num futuro próximo.

    • Sergio Pioli

      De quem foi o prejuízo??

    • ISSO. Exatamente isso.

  • Talita

    Conheço o cara, trabalhei com ele, nossa, incrivel

    • Cinthia

      Thalita
      Esse e o didogs?
      Só o via comentando nós inúmeros sites de viagens e ele fazia mais de 1 milhão de milhas mês fácil, fácil.
      Ab
      Cinthia.

  • Andre

    É crime sim. Crime de estelionato( Art.171 do Código Penal) e falsidade ideológica(Art.299 do Código Penal)

    • José

      O estelionato absorve o crime de falso. Isso é pacífico no STF.
      Dos crimes imputados, creio que podem ser condenados apenas pelo estelionato, e possivelmente quadrilha.

      • Andre

        Você está correto. A falsidade ideológica fazia parte da fase preparatória do estelionato

    • Sergio Pioli

      Onde está a falsidade e o estelionato? pode evoluir o comentário?

  • rosana

    Aproveitando o assunto milhas…Algúem pode me tirar uma dúvida? Quando pago uma compra com cartão de débito,também é possivel acumular milhas,ou isso só acontece na função crédito?Meu cartão é do BB,mas nunca consegui esclarecer essa dúvida. Obrigada

    • Andre

      Só cartão de crédtio acredito

    • André

      No BB débito também acumula pontos, porém, numa proporção bem menor que o crédito.

    • Rosana, você só acumula pontos se a função de crédito estiver ativa. Assim, independente da forma que você escolher para pagar(débito ou crédito), você acumulará pontos. Mas, se você utilizar seu cartão única e exclusivamente para débito direto na conta corrente, não terá pontos para depois transferir para algum programa de milhagem.

    • JB

      Rosana,

      Sim, também acumula, em proporção menor do que se utilizasse crédito – acho que é uma milha a cada 3 reais na função débito. Veja com seu gerente de banco.

  • Arno

    Esse cara nao vai pegar um dia sequer de cadeia! Vai alegar que nao sabia que era ilegal emitir um boleto pra si mesmo (e quem sabia?!, metade dos comentários aqui das pessoas tb nao sabia)
    Quanto a formaçao de quadrilha: ele tava com a família viajando, avisou pras pessoas perto dele da "brecha" que ele achou.
    Falsidade ideológica: ele nao se passou por ninguem!
    Receita federal: ganhava 1,7 mil por mes, mas viajava de milhas, nao gastava um real! Ele pode!
    Milhares de cartoes: pode ter, qualquer um pode!
    E assim vai, pode ser não ético e imoral, mas ilegal acho que ele se safa…

    • Andre

      Primeiro, ignorância da lei não isenta ninguém de responder por crimes. Formação de quadrilha pode ser caracterizada, uma vez que a família se associou para cometer crimes, quais sejam, estelionato, falsidade ideológica, além de outros crimes fiscais. Falsidade Ideológica, pois emitia boletos de conteúdo falso.

    • Cartão só é cobrado de empresas, não de boletos. Os boletos gerados devem ser de empresas de terceiros que geram boletos gratis para qualquer um com um CPF cobrando taxas fixas de R$10,00, vc pode gerar 250 boletos, e receber o valor integral depositado na sua conta. Se vc (no caso usando um gerador de boletos online) gerar 100 boletos de 50 mil, pagar 4 boletos em 4 cartões, terá movimentado 200 mil em apenas um mês. E não pagará taxa nenhuma, exceto os 10 reais do boleto. Estelionato se encaixa… além do que movimentou 39 milhões e não declarou… não importa se foi no cartão, depois retornou via boleto pra ele mesmo. No momento que ele paga o boleto, movimenta o dinheiro pra companhia do cartão, que movimenta pra cia que gerou o boleto que movimenta pra ele. Isso deveria gerar imposto de renda em cima de 39 milhões. Ninguém no Brasil pode alegar desconhecimento de nenhuma lei promulgada em diário oficial com o fim de não ser condenado, está na constituição.

    • mariostefa

      se ele for do PT ou tiver um bom advogado, vai terminar tudo em pizza.

    • Sergio Pioli

      Qual a lei que diz que emitir boletos para si próprio é ilegal? Pode apontá-la?

  • Andrei Santos

    Nessa briga de ser crime ou não ser crime, preparem-se pra uma coisa: Bancos e CIAs aéreas vão restringir ainda mais o ganho/uso de milhas.

    • Shintani

      Isso é certo, como tudo que ocorre nesse país, muitos pagam pelos poucos.

  • kdera

    problema todo está em gerar boletos "fantasmas" o resto não tem nada de ilegal

  • Arno Fabricio

    Por sinal mta gente entendendo errado! Ele movimentou 39 milhoes!

    Fazendo uma conta besta: que ele tivesse 30 mil reais, e movimentasse esse $ 4x por dia: 120 mil/dia
    X 325 dias do ano (alguns dias ele tinha que descansar né, hehe) dá exatamente 39 milhoes MOVIMENTADOS!!!

    A globo faz alarde com o número! É o papel dele!

    • PB1

      15 pessoas movimentaram 39 milhões de reais; Refaça seus cálculos e o valor diário é 15 vezes menor.

  • Parabéns a ele. Achou uma brecha do sistema e a aproveitou. No mais, a matéria é extremamente sensacionalista.

    • Andre

      Parabéns aos nosso políticos tbm que encontram brechas no sistema,né?

      • Gabriel

        kkkkkkkk Boa. Não podemos nem reclamar dos nossos políticos, basta ver em simples comentários que já conseguimos reconhecer o nosso país.

        • A matéria foi tão superficial e sensacionalista que se preocupou mais com os efeitos especiais e com a caça aos envolvidos do que com o esclarecimento dos crimes que o tal sujeito cometeu. Crimes que, pelo menos metade das pessoas aqui não conseguiu ver (me incluo nessa fatia). Como outros comentaram, não confunda falta de ética com crime. O que os políticos fazem não se enquadra. Não faria o que ele fez simplesmente pela questão ética. Se é crime ou não, falta muito explicação.

          • Andre

            Superficial porquê?? Explicou como era feito o esquema , quem eram os envolvidos, além dos crimes aos quais foram indiciados. Fique tranquilo que tenho conhecimento para distinguir o que é imoral e o que é crime. E afirmo que a conduta deles era criminosa.

          • Realmente, a conduta deles é criminosa. Concordo contigo. Eu não faria isso e ponto. Há a questão de sonegação fiscal, pois nada disso foi declarado e tributado. Maaaasssss, se ele tivesse declarado isso no IR estaria tudo certo? Vamos a algumas questões: me diz onde ele cometeu falsidade ideológica? O que havia de errado com o fato de ele ter dezena de cartões em casa? O que há de errado em emitir boletos em ciclo (de A para B-C-A)? O banco desestimula o pagamento cobrando um percentual da conta (algo como 5%) e cobra taxa de emissão do boleto. Então, em tese, se eu tiver R$1.000 e ficar rodando ele no ciclo boleto/pgto_com_cartão, as taxas consumirão o dinheiro de maneira inviável. Fora as anuidades do cartão de crédito, que são normalmente proporcionais ao limite dado. Se ele fez isso tudo se tornar rentável, o cara merece os parabéns. Veja que ele conseguiu reverter o processo, pois é o banco que nos f@#¢ e não o contrário.

          • Só complementando, dei uma pesquisada sobre a função do boleto bancário. Ele deve estar atrelado a uma nota fiscal, representando operações de compra/venda ou prestação de serviços. Logo, a questão sobre o pagamento do IR sobre esses boletos já está respondida. Não há como torná-los válidos, mesmo realizando o pagamento de tributos.

          • Andre

            A falsidade ideológica seria porque, apesar de formalmente adequado, o conteúdo do documento é falso, não serviria para pagar nada. Mas o crime de falsidade acho que ele escapa, pois era crime meio para o delito de estelionato. Concordo com vc, o banco ferra o povo com a anuência do governo, mas isso não justifica a prática do cidadão, uma vez que, em benefício próprio,pode prejudicar os demais.

          • Sergio Pioli

            Acho que você se equivocou na sua pesquisa, Fernando. Boleto bancário é um meio de pagamento, não uma duplicata ou o equivalente a uma Nota Fiscal. Um boleto é a mesma coisa que um cheque, por exemplo. Você pode tranquilamente emitir um cheque da sua conta no Itaú, nominal a você mesmo, e ir depositá-lo no Bradesco. E fazer o caminho inverso, se quiser. Quantas vezes quiser.

          • Olá, Sérgio. Pelos comentários aqui e as informações que vi na internet, não há um consenso se o boleto é uma duplicata ou não. Por isso questionam o protesto do mesmo, o que seria ilegal – caso sua definição seja apenas um meio de pagamento. Concordo que a movimentação do dinheiro em círculos não constitui crime. Com isso, volto a frisar que eu parabenizo o sujeito do esquema. Ele pode ter extrapolado e cometido os crimes citados para conseguir vantagens de forma mais rápida, porém o 'golpe' mostra uma falha do sistema que ele conseguiu aproveitar.

          • Sergio Pioli

            Boleto NÃO É duplicata, nem título de crédito, nem fatura, nem nota fiscal.

            Boleto é um INSTRUMENTO DE PAGAMENTO. Você só não vê consenso nisso aqui, que tá cheio de "doutores" dando palpites mais furados que peneira.

          • Sergio

            Toda matéria de jornal é um resumo dos principais fatos. Você esperava que a matéria fosse ler toda o inquérito policial?

          • Ah vá.

      • Os advogados estão fazendo isso o tempo todo, não?

      • mariostefa

        Esse cara já pode sair candidato a um cargo politico

    • Shintani

      Dando parabéns a vagabundo, rapaz? Assim fica difícil.

  • HUGO DE BRITO

    Atenção Gurizada do Melhores Destinos!!!
    Digo isso porque conheço o caso.
    Não há infração penal nenhuma praticada pelos familiares. Gerar boletos falsos não é crime porque não prejuízo a terceiros. O que aconteceu foi uma troca de dinheiro de uma pessoa para outra e assim vice versa gerando o pagamento dos boletos por quem recebia e milhas. Esse sistema do banco permitia o pagamento de boletos. É como se houvesse um empréstimo entre entes por meio de boletos. O que a REDE GLOBO fez foi uma maldade com a família porque não há nenhum crime nisso. Muito mesmo formação de quadrilha, estelionato e falsidade documental. ERA EMPRÉSTIMO ENTRE AS PESSOAS. Agora se a forma de pagamento era por cartão de crédito era porque o próprio banco permitia isso. Vão entrar com ação de dano moral em face da rede globo. E o delegado de polícia que apareceu no fantástico precisa estudar um pouquinho mais. Isso decorreu da pressão do sistema financeiro. Logo mais vão querer prejudicar também o MD porque divulga os furos das companhias. Anota ai TONIBOY. ABRAÇOS.

    • Eduardo

      Empréstimos entre parentes? Kkkkkkk… Sabe de nada, inocente!

  • Adamastor Seabra

    Só uma dúvida, se eu resolver pagar contas de terceiros no meu cartão de crédito, e reter o dinheiro deles comigo para o pagamento das faturas, estarei cometendo crime? Crime de que ? E se esse montante for realmente grande ?

    • Sergio

      As contas foram de produtos ou serviços que realmente existiram? Se sim, então não há problema

  • Adriana

    Eita Brasil o problema do próprio país sao os brasileiros que ainda acham um jeito de defender aquele que tá errado. Que moral essas pessoas tem pra reclamar dos políticos desse país?! NENHUMAAAA POIS FAZEM IGUAL!

  • Susana

    O crime e sonegação fiscal. Quando alguém emite um boleto pressupõe que ele vendeu ou prestou serviços ao sacado. Ora, se o emitente da fatura recebe o dinheiro, sobre este valor ele tem que pagar imposto ou seja todos do grupo que em seu nome emitiram boleto, todos estes, são sonegadores.

  • Costa Neto

    Acredito que não exista crime na conduta de você emitir um boleto em seu nome e quita-lo. Boleto bancário não é um documento que tenha formalidade ou regulamentação legal sob a sua forma, como uma duplicata. Desconheço ainda qualquer regulamentação legal sobre o pagamento de boletos com o cartão de crédito. Isto não é estelionato porque não tem nada no regulamento proibindo pagar boletos emitidos por você mesmo, bem como falsidade de documento porque as informações nele são um simples meio de pagamento, como se fosse uma duplicata, etc.

    Ademais, acredito que se trate claramente de matéria PAGA ou ao menos daquelas matérias que as assessorais de impressa atuam para a sua realização, pleiteando a defesa dos seus interesses.

    • Gabriel Q.

      Itaú e globo andam de mãos dadas…

      • Camila

        Com os cartoes do Itaú ele não pagou os boletos, pq há mais de um ano pagto de boletos não geram milhas quando pagas com seus cartões de crédito!!!

        • Gabriel Q.

          Eu bem sei disso, até cancelei meu cartão do Itaú por esse motivo. Depois vieram até outros motivos, mas já tinha cancelado… kkk
          É só pra exemplificar. Eles tâm várias mãos, também estão dadas com Santander, Bradesco, etc…

  • Sergio R. Carvalho

    Como uma pessoa recebe R$ 1.700 por mês e movimenta R$ 39 milhões por ano?

    • Shintani

      Com muita cara de pai.

      • Shintani

        Cara de pau, digo.

    • Rodrigo

      Fazendo ping pong entre contas no valor de R$ 1000 cerca de 200x por dia ao longo do ano. Pronto, movimentou 39 milhões no ano.

  • Adriano Andrade

    Infelizmente tudo aqui no Brasil está assim: bandidagem para todo lado..e isto devido a certeza da impunidade e há corrupção em todos as áreas…Os honestos como nós sempre seremos prejudicados, mas é melhor e certamente continuarmos honestos, pois estes não tem temor a Deus e imaginam que não prestarão contas ao Senhor….Se enganam, pois isto é uma cilada do mal e certamente pagarão por isto…

  • Rômulo
    • Meu herói esse cidadão !

    • Ajord

      A diferença é que neste caso ele não inventou nada, não burlou nada, não maquiou nada! Já os espertinhos denunciados ontem aqui no Brasil… Já começaram fraudando documentos bancários, sonegando renda e por ai vai…

    • Sergio Pioli

      Muito boa essa, ainda não tinha visto!
      Fosse aqui no Brasil, iriam acusá-lo de "lavagem de pudim", no mínimo!

    • Eduardo

      Rômulo, casos totalmente diferentes… nada haver um com outro.

      • Eduardo

        (*) maldito corretor ortográfico. nada "a ver" um com outro.

  • felipe

    A verdade é q agora ele vai gastar uma bela grana com advogado! Será q valeu tanto a pena assim.

    • Fabio

      Verdade. Fora que não tem dinheiro que compre paz, sossego e consciência limpa!

  • Karina

    Prefiro ter minha consciência tranqüila, guardar dinheiro, parcelar a viagem em várias vezes do que fazer isso…

    • Eu tb Karina, ou ficar só na vontade de conhecer aquele lugar, do que fazer essa série de fraudes , para conseguir viagens … lamentável

  • Também não vi nenhum crime. Ele paga a tarifa para emissão de boleto e paga os juros à administradora do cartão de crédito.

    Mas sem dúvida, o que mais me causou espanto, foi na reportagem do MD onde diz "o que é proibido pelas empresas aéreas, apesar de permitido pela lei."

    Devemos então obedecer as empresas mesmo contra a lei?? Esse é um dos motivos pelos quais nosso país é assim!!!!

    • Interprete o texto direito, por favor! O que dissemos é que não há lei específica que proíba a prática!

      • Exato, se não há lei que proíba a prática – e em se tratando de direito disponível do consumidor que "paga" e não "ganha" essas milhas/pontos – é um absurdo ter que se submeter a uma regra expressamente ilegal imposta por empresas privadas.

        • Sergio Pioli

          Exato. E já há até jurisprudência sobre o assunto. Um sujeito ganhou na justiça o direito de vender suas milhas a quem queira, uma vez que ele pagou pelo serviço.

        • Sergio Pioli

          E na verdade, as cias aéreas fazem vista grossa para o comércio de milhas, pois é do interesse delas esse comércio. As cláusulas de impedimento de comercialização nos contratos são feitas apenas para que a cia. aérea se salvaguarde de algumas situações específicas, que lhe poderiam trazer prejuízos.

    • Cartão só é cobrado de empresas, não de boletos. Os boletos gerados devem ser de empresas de terceiros que geram boletos gratis para qualquer um com um CPF cobrando taxas fixas de R$10,00, vc pode gerar 250 boletos, e receber o valor integral depositado na sua conta. Se vc (no caso usando um gerador de boletos online) gerar 100 boletos de 50 mil, pagar 4 boletos em 4 cartões, terá movimentado 200 mil em apenas um mês. E não pagará taxa nenhuma, exceto os 10 reais do boleto. Estelionato se encaixa… além do que movimentou 39 milhões e não declarou… não importa se foi no cartão, depois retornou via boleto pra ele mesmo. No momento que ele paga o boleto, movimenta o dinheiro pra companhia do cartão, que movimenta pra cia que gerou o boleto que movimenta pra ele. Isso deveria gerar imposto de renda em cima de 39 milhões.

  • Pessoal, devemos nos ater-se a lei, pois o Estado não poderá fazer nada a um particular se não estiver proibido em lei. Talvez ele possa ter cometido algum crime fiscal por sonegação ao declarar uma renda de R$ 1,7 mil. Declarar quanto se ganha é outro tipo de crime diferente desses elencados pelo delegado. Vislumbro criatividade no caso em tela, e a polícia deve apurar pra saber se os crimes foram cometidos de fato, pois pelos fatos narrados não podemos afirmar nada.

  • Vinícius

    Inicialmente, cumpre ressaltar que boleto bancário NÃO é título de crédito, na forma da legislação aplicável. Constitui-se em mero "instrumento de pagamento" criado por instituições financeiras para facilitar as transações bancárias. Pode até representar um título de crédito, mas não é o próprio título.

    Não há nenhum norma legal que exija lastro em produtos ou serviços, como em notas fiscais, debentures, notas promissórias, duplicatas, notas de seguro, etc…

    Portanto, não tem lei, decreto ou previsão legal que regule (tem apenas o manual técnico operacional de bloquetos da Associação dos Bancos) E mais, dependendo de como ele é protestado é ILEGAL, assim denuncia WILLE DUARTE COSTA, na obra TÍTULO DE CRÉDITOS, da editora DelRey, pág. 229.

    Ainda ensina o autor que “Não se deve esquecer que o título de crédito surge por força da lei que o regula. Dessa forma, não se pode admitir a criação de um novo título, sem base legal mesmo os existentes não podem receber outros requisitos não previstos, ou modificações capazes de alterar-lhes a substância, sem lei. Por isso, a maioria dos títulos de crédito corresponde a título formais, entendo no sentido de que devem atender, obrigatoriamente, a certas formalidade impostas pela norma jurídica” (COSTA, 2006).

    Dessa forma, não há que se falar em boleto ilegal. Pode-se emitir boleto para qualquer pessoa, como meio de pagamento ou transferência. Até onde sei, não há vedação para emissão de boleto em nome próprio, o qual se assemelharia a um DOC ou TED. Tanto é assim que o STJ (e a própria Febraban) considera abusiva a cobrança pela emissão de boleto bancário, já que os serviços prestados pelo banco são remunerados pela tarifa interbancária e, assim, a cobrança de tarifa dos consumidores pelo pagamento mediante boleto ou ficha de compensação constitui enriquecimento sem causa por parte das instituições financeira, pois há “dupla remuneração” pelo mesmo serviço.

    O pagamento de boletos bancários no cartão de crédito segue as regras do próprio banco (como valores máximos, limites, pontuação, etc…), mediante tarifa.

    E é um serviço altamente lucrativo para o banco. No Santander, por exemplo, se o cidadão pagar uma conta de água, luz ou telefone no cartão, pagará uma tarifa fixa de R$ 19,90. Se a conta for de R$ 100,00, pagá "juros" no importe de 20%.

    Por outro lado, se pagar um boleto de R$ 3.000,00, o serviço também será lucrativo para o banco, mas nem tanto…

    Dessa forma, entendo que não há qualquer ilegalidade – muito menos crime – nos fatos narrados na reportagem.

    • Cesar

      Uma mensagem fora do senso comum, concordo com você. O cara só caiu pq afetou os grandes e só estes podem ganhar no jogo.

    • Sergio Pioli

      Ufa…até que enfim um comentário inteligente…já estava ficando nervoso…rsrsrsrrs

      • Só corrigindo que as contas de água, luz, telefone nao pagam os $20 no Santander, somente iof. Os títulos sim.
        Abx

    • Marcos

      O Brasil realmente não tem futuro. Entendam de uma vez por todas: gerar boleto pra si próprio, pra avó, pro padeiro, para qualquer pessoa, não constitui crime. O que constitui crime é o fato de fazer isso para criar uma transação fictícia e gerar milhas de forma fraudulenta. Fazer ted ou doc também para si próprio, não é crime, mas fazer isso pra gerar falsa movimentação bancária também é fraude.

    • PB1

      Excelente comentário esclarecedor; Acrescentaria à sua frase "E é um serviço altamente lucrativo para o banco." e também para o Governo Federal que cobra IOF sobre o valor da transação, além do benefício de marketing que passa a ter a instituição financeira, e de forma gratuita, elementos para melhor conhecer o perfil de cada um de seus clientes.

      Os especialistas sabem o brutal custo e os benefícios não facilmente tangíveis de se obter profundamente o perfil de cada cliente.

    • Sergio Pioli

      Vinicius, vc é advogado? Muito bem explanado…

    • RIISANN

      Perfeito na materia!

    • Silva

      Nossaaaaaaaaa, aleluia! Um ótimo comentário, já estava cansado de ler várias besteiras por aqui. Parabéns Vinícius, mas infelizmente no BRASIL tem mais pessoas reclamando das coisas do que saber dos direitos e esses que são interpretativos com vários finais.

  • Eolo chaves

    Tem advogados que recebem em milhas !!!!!! Sem problemas . O cara somente usufruiu do beneficio , parabens ……

  • Guto

    Vamos lá. OBVIAMENTE que a Globo nao mostrou tudo. Com certeza absoluta tinha laranja no meio, possivelmente um cara que vc pede o cartao no nome dele e dava para o bonitao utilizar. Depois, talvez para a atitude dele nao exista numa tipificacao penal, mas fiquem tranquilos, que a policia vai achar como enquadrar o cara. Até porque, para a Receita ele deve explicacoes sim. O fato dele gerar renda para ele mesmo atraves do boleto, deve ser justificado para a receita. O cara movimentou 39 milhoes!!!! de algum lugar esse montante tem que sair, nem que seja aos poucos. Nao surgiu do nada. Tá tipo o Al Capone: nao foi pego pelos crimes mas por fraudar o fisco.

    • Jefferson

      Saiu do NADA, sim, meu caro! Tempos modernos, dinheiro virtual, etc, nunca ouviu falar disso? O problema é a acusação de que a atitude do cara era ilegal, afinal moralidade cada um tem a sua, muitas vezes, como lhe convém.

      • Guto

        Dinheiro virtual… sei como é. peraí que vou ali comprar um ap com ele. Cada asneira que a gente ve por aqui.

  • Sou bancário há 17 anos e tem crime sim. Qualquer movimentação financeira irregular, ainda mais nestes valores, cai automaticamente para análise de indício de lavagem de dinheiro. Não entendo essas pessoas dizendo que não tem crime… Cada boleto tem que ter uma contrapartida: ou é um serviço executado ou um produto comprado… É impossível ele comprovar a contrapartida de cada um dos boletos… Então ele criou milhas baseadas em boletos falsos e ele comprava passagens com elas. Já os gastos de hotel e demais gastos terrestres a reportagem disse que foi com o dinheiro das milhas vendidas. Ele tinha até planilhas e cadernos… Isso realmente prejudica a sociedade, pois qualquer um que estudar microeconomia e macroeconomia vai saber que se todo mundo fizer isso estão movimentando um dinheiro que não existe e criando uma bolha. Isso é gravíssimo. Então eles fizeram coisas muito parecidas às que o Leonardo DiCaprio fez no filme O Lobo de Wall Street. O que muda é que hoje são novas tecnologias. Mas add milhas e o dinheiro não deveriam existir no caso dessas transações sem contrapartida.

    • Fabio

      Perfeito comentário José Jr

  • Júlio cesar

    Sem ver a reportagem afirmo que todo o dinheiro movimentado deve ser declarado pra receita.
    Acho que esse cara ai pecou nesse ponto.
    Os advogados sempre defende em função de brechas tbm e nunca são questionados por isso.
    Agora uma coisa e fato ele terá que pagar a receita federal sobre a movimentação não declarada mesmo que o dinheiro não seja dele.

  • Shintani

    Os que não estão vendo nada de errado nisso são os mesmos matemáticos que acharam que Telexfree era um investimento que poderia se sustentar e ser bom para todos. R$ 1.700,00 x R$ 39.000.000,00. Ilegal ou não, não há lógica e nem como aceitar isso.

    • Jefferson

      A lógica não é tão simplista assim, meu caro! Dê uma lida nos comentários mais técnicos acima que vc vai entender que R$1.700,00 não tem nada a ver com R$39milhões. Ele poderia ter renda de 100mil x 39milhoes, 10mil x 100mil, essa relação é só para criar para especular a ignorância popular. O cerne do problema é na legalidade ou não da emissão de boletos que era feita, só isso!

      • Shintani

        Meu caro, o meu exposto foi somente para demonstrar que ambas as situações não coadunam com a realidade, não há sustentabilidade e com certeza alguém está pagando por isso.
        Quanto ao mérito da legalidade ou não do ato, realmente não tenho a intenção de debater sobre.

  • Hariton

    Continuo não acreditando que tem gente defendendo o cara e dizendo que não vê crime! Esse é o povo brasileiro sempre querendo se dar bem e fazendo vista grossa para esses "pequenos" delitos.
    Quero é deitar minha cabeça tranquilo no travesseiro e de consciência limpa de que não arrumei nenhum "jeitinho" pra me dar bem! Fala sério! Cadê a vergonha na cara gente!?

    • Shintani

      Concordo contigo, mas independente de ser crime ou não, é errado e ponto final. Isso sim tem que ficar claro.

  • Não acredito que ainda tem gente defendendo, não existe meio certo ou meio errado, ou e certo ou e errado, e R$39 milhões esse tal de Bruno e família forçaram a barra, o que a ganância não faz, ai e fácil conhecer o mundo todo e ficar se gabando em redes sociais, "tirando onda" . Que seja apurado, e responda pelos crimes, espero que as andanças tem compensado , E por causa de uns infelizes como estes, que todos pagamos , sendo cada vez mais difícil acumular pontos, transferir, resgatar…
    Acorda povo

  • HRC

    A lógica dos bancos é a mesma dos quebra-molas: se não consegue punir o culpado pude tudo mundo. É cômodo para eles e péssimo para nós.

  • Jardel Peres

    Muita gente postou comentários afirmado que o indivíduo é criminoso, mas não entendem bulhufas de economia, analisado os fatos sem objetividade e imputando seus conceitos morais.
    O fato é que ele usou de arbitragem, ao perceber uma brecha no sistema. Ele nada fraudou pois, como foi dito em um comentário anterior, ele não criou dinheiro, simplesmente o movimentou.
    Quem frauda dinheiro com a chancela do Estado são os próprios bancos: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=311

    E o sistema de milhas e o preço das passagens aéreas não pioraram por conta de alguns "espertinhos", Melhores Destinos; quem piora o mercado de aviação é o Estado, cartelizando-o por intermédio da ANAC (a qual protege os empresários com melhores conexões políticas e com burocratas da mesma) e o sistema bancário é cartelizado e protegido pelo Banco Central, i.e., com o aval do Estado.
    Concentrem suas forças no verdadeiro inimigo, o qual é o próprio Estado.

    • fred k. chagas

      fala sonegador.
      Você diz que entende de economia, bonitão… mas o MP tá de olho em você…
      vamos puxar seu IP…

      • mariostefa

        Opa temos aqui o fred (kruger) um espiao a serviço do governo, aqui no MD?

        • Sergio Pioli

          Deve ser aquele cara que faz a página elogiando a Dilma no Facebook.

    • mariostefa

      Jardel falou a mais pura verdade

  • Márcia

    Gente, muitos não leram a notícia toda nos veículos de comunicação. Os boletos que ele gerava eram falsos. Não era pagamento de nada. O dinheiro saía da conta dele e entrava para a conta dele de novo. Os boletos eram gerados simplesmente para fraude. Não havia pagamento de serviço ou produto algum. Agora pagar contas verdadeiras através de boleto, usando o cartão de crédito é legal e correto. Apenas você vai pagar juros.

    • Marcia, vamos aos pontos:
      1. Qualquer pessoa física pode ir no banco e assinar um convênio de boletos.
      2. São cobrados tarifas a cada boleto pago.
      3. Ele gerou boletos e ele mesmo pagou… qual crime nisso? me diga qual artigo que ele violou?.
      4. Todos boletos pagos geraram tarifas ou seja LEGAL.
      5. Maximo que ele fez foi violar alguma regra do programa de pontos, que está longe de ser crime penal.

      • Caio

        É crime sim Pedro. Desvio de dinheiro das cias aereas para vantagem propria por meio dos boletos falsos(sem ser prestação de serviços ou produtos) e venda de milhas. Crime de Estelionato e Formação de Quadrilha no mínimo.

        2.6.8. Duplicata simulada. Art. 172. Emitir fatura, duplicata ou nota de venda que não corresponda à mercadoria vendida, em quantidade ou qualidade, ou ao serviço prestado:
        Pena – detenção, de dois a quatro anos, e multa.
        Parágrafo único. Nas mesmas penas incorrerá aquele que falsificar ou adulterar a escrituração do Livro de Registro de duplicatas. Caput com a redação dada pela Lei 8.137, de 27.12.90 (Lei dos Crimes contra a Ordem Tributária, Econômica e contra as Relações de Consumo); parágrafo com redação determinada pela Lei 5.474/68.
        Cabe a suspensão condicional do processo para todos os fatos ocorridos antes da vigência da Lei 8.137/90 (detenção, de 1 a 5 anos e multa equivalente a vinte por cento sobre o valor da duplicata). ​Com a alteração deste artigo feita em 1990 deveria passar a designar-se: “Fatura, duplicata ou nota de venda simulada”
        O objeto jurídico básico é o patrimônio particular, mas visa indiretamente os interesses da fazenda pública que pode ser lesada concomitantemente com o particular ante as condutas descritas no artigo.
        2.6.8.1-A fatura, duplicata ou nota de venda simulada. “Nas vendas a prazo, com a emissão da nota e da fatura, é possível que o vendedor emita uma duplicata, que, por tratar-se de título de crédito, pode ser colocada em circulação. Assim, o vendedor pode descontar antecipadamente o valor nela contido com terceira pessoa (instituições financeiras, na maioria das vezes), e esta, por ocasião do vencimento, receber do comprador a quantia respectiva.
        Veja-se que uma duplicata também pode ser emitida em decorrência da prestação de um serviço. Acontece que, se a duplicata, fatura ou nota de venda for emitida sem que corresponda a uma efetiva venda ou serviço prestado, poderá gerar prejuízo para quem a descontar. Isso porque, na data do vencimento da duplicata, é evidente que a pessoa que constar no título como adquirente da mercadoria negar-se-á a pagar o seu valor, já que, na realidade, nada adquiriu. Por essa razão, o legislador incriminou a simples conduta de ‘emitir’, ainda que disso não advenha efetivo prejuízo para terceiros. Trata-se de crime formal, que se consuma com a simples emissão da duplicata, fatura ou nota fiscal.
        A tentativa, por sua vez, é inadmissível, pois, ou o agente emite o documento, e o crime está consumado, ou não o faz, e o fato é atípico. Crime comum quanto ao sujeito ativo, doloso, formal e unissubsistente.

        • Humberto

          Olá Caio.
          boleto bancário não é a mesma coisa que fatura, duplicata ou nota de crédito.

  • Será que dá para fazer isso de forma compessatoria pagando contas em sites tipo PAGSEGURO, MERCADO LIVRE, PAYPAL, EBAY. Eu sei que todos tem taxa e dependeria do valor. O que vcs acham?

  • Juca

    Será que pelos menos pagaram o dízimo na Igreja Adventista do 7.dia.? Pelo menos iriam dar algo pra Deus!

    • Mariane

      MD deveria bloquear comentários desse tipo que nada acrescentam para a discussão além de ofender a quem possa praticar essa religião.

    • Pastor Evandro

      KKKkkkk. Achei muito espirituoso. Sem censura MD. A reportagem fala de golpes. E esse dinheiro que os trouxas destinam para as assembléias da vida também são um golpe descarado.

  • Thiago

    Voces estão fazendo uma apologia ao crime… que absurdo. Vou denunciar voces ao Ministério Público por incitação ao crime.

  • Caio

    É claro que houve crime de Lavagem de Dinheiro. Desvio de Dinheiro é crime de Lavagem de Dinheiro, até um juiz já foi condenado por desviar dinheiro de obra pública pelo crime de lavagem de dinheiro.

    Lavagem de dinheiro (Lei 9.613/98). “Lavar” dinheiro signifi ca ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou a propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de crime. Ou seja, o dinheiro lavado tem de obrigatoriamente ter-se originado de atividade ilícita, e a Lei 9.613/98 elencou expressamente quais seriam esses crimes: tráfi co ilícito de drogas; terrorismo; contrabando ou tráfi co de armas; extorsão praticada no crime de seqüestro; crimes contra a Administração Pública, contra o sistema fi nanceiro ou os praticados por organização criminosa (quadrilha, máfi as) ou por particular contra a administração pública estrangeira. Ex.: caso TRT. O juiz que àquela época presidia o tribunal foi condenado pela Justiça Federal pelos crimes de lavagem de dinheiro (desviado das obras de construção do tribunal) e evasão de divisas.

    A partir do momento que eles criaram milhas para vende-las, subtraindo as das Cias aéreas e comprando até carros como diz a matéria, enquadra-se em desvio de $. Acho que como cidadãos de bem, que pagam seus impostos, não podemos compactuar com algo desse tipo e afirmar que não é crime e tudo bem! Onde chegamos?

    • Thiago

      Pois é…. e o MDC acha isso normal. Apologia ao crime

    • Sergio Pioli

      Mais um que não sabe o q fala.

  • ThiagoM

    Alguém aqui joga com as regras do jogo?
    Ou seja, paga a fatura de um cartão com outro cartão?

    • Ricardo C.

      Isto não écontra as regras, é totalmente permitido pelos cartões na maioria

      • ThiagoM

        O problema é a data de fechamento da fatura, que eles não divulgam.
        Assim, pode-se ter uma bela surpresa com juros.
        Você costuma fazer isso?

  • Gabriel Q.

    Eu pago, mas as taxas cobradas oneram bastante as milhas adquiridas.

  • Não sou advogado, logo não sei se, à letra da lei, há crime ou não. Mas o cabra emite um boleto onde é ele o pagador e o receptor, vende milhas para agências de turismo e neguinho aqui acha isso tão normal quanto beber um copo d'água? E são tão sem noção que ainda postaram as fotos no Facebook.

  • Mozart

    Os boletos foram gerados por uma pessoa jurídica? Em caso positivo, caso os seus administradores não tenham declarado as operações para fins de IRPJ, existe crime contra a ordem tributária a ser apurado. É possível imputar-lhe a prática do crime de lavagem de dinheiro caso tenha utilizado algum método/tipologia para dar aparência lícita a dinheiro de origem ilícita, como, por exemplo, adquirir bens móveis (veículos) ou imóveis em nome de "laranjas". A infração penal antecedente seria o crime contra a ordem tributária. Enfim, é um bom caso para discussão jurídica.

  • marcel

    Uma coisa eu sei esse esquema não é ético, agora se é crime ou não cabe a justiça julgar.

  • fred k. chagas

    ENGRAÇADO que os "malandrix" de plantão já se alvoroçaram, SE DEFENDENDO do que não precisam se defender.
    Uma coisa é pagar contas & boletos com o cartão. ISSO, PELO CONTRÁRIO , é até incentivado (o banco, na apresentação do cartão coloca isso como uma vantagem E no caixa eletrônico do ITAU uma das sugestões é justamente essa).
    AGOOOOOOOOOOORA, o malandro de PADRE MIGUEL (um bairro de periferia, aqui no Rio) que tinha por vencimentos coisa de R$ 1.700,00 tinha DEZENAS DE CARTÕES DE CRÉDITO e utilizava-os CRIANDO GASTOS INEXISTENTES, APENAS para gerar cobranças irreais e com isso ganhar milhas. AGORA SUAS VIAGENS serão lembranças. E SE VC FAZ ISSO, vc é um criminoso também. Simples.

    • Marcio

      Vc é um falso moralista. Deve ser daqueles corrompem, mas acham que são cidadãos corretos.

  • fred k. chagas

    ALO MPE e MPF, esse post , EM ESPECIAL OS COMENTÁRIOS, está uma beleza . Algo me diz que o MD vai receber liminar para entregar o IP dessa turminha que "não ve nada demais".
    Só para averiguações, claro.
    Alooo PF, atenção…

    • Deus Ajude!

      Seria ótimo…

      Quem sabe não eliminamos mais alguns "Brunos" do "mercado"… Falcatrua lesa A TODOS… e o brasileiro diz que "corrupção isso, politico corrupto aquilo" mas vive esperando uma boquinha para agir igual ou pior… ASCO DESSA GENTE PILANTRA!

      • Sergio Pioli

        Eu tenho asco de gente burra.

    • Sergio Pioli

      Se quiserem saber meu endereço e telefone passo gentilmente. Não tenho nada a esconder.

    • Sergio Pioli

      Me fez lembrar daquelas discussões onde o cara que tá "perdendo", quando acabam seus argumentos, começa a xingar a mãe do "oponente".

      Tsc,tsc….

  • Fabio

    Tá claro os crimes de Estelionato e formação de Quadrilha.
    A emissão de fatura(boleto) duplicata ou notas que não corresponda a mercadoria vendida ou serviço prestado configura crime de Estelionato Cod Penal Artigo 172.
    Além de gerar para si e para família uma renda que não existia, eles puderam pegar cartões com limites altos nos bancos, o que provavelmente aconteceu. Alem de desviar dinheiro das Cias aéreas para venda de milhas e compras de passagens.

    • Sergio Pioli

      afff…

  • marcel

    Aproveitando o tópico, alguém ja se indagou o porquê das companias aéreas não devolverem a taxa de embarque em caso de noshow ?

  • wagner

    Não houve crime na conduta do sujeito. Se ele pagou boletos, de certo ele também pagou juros e iof nas respectivas transações.
    O fato de ele ter emitido boleto para ele próprio, como o colega logo acima exemplificou, também não é tipificado como crime. Assemelha-se a um envio de DOC D/ TED D (mesma pessoa).
    O que houve sim, foi um grande estardalhaço da mídia querendo render audiência e condutas que não são crimes sendo a ela equiparadas.
    Lamentável o despreparo.

    • Sergio Pioli

      Wagner, quer apostar que esse povo que defende a Globo é o mesmo que não perde um capítulo da novela das oito? Que assiste o "Domingão do Faustão" todo domingo?
      Povinho alienado, uma maravilha.

      • Ana

        Duplicata Simulada
        Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
        Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata. http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/c….

  • Voltaire Bene

    Estou abismado com tantos comentários favoráveis aos meliantes, considerando atitudes normais, legais, éticas, espertas, inteligentes, etc. São absurdos demais. Realmente não temos futuro promissor nesse Brasil varonil. Menos mal, que li algumas declarações decentes, coerentes e sensatas. Continuarei lutando na vida e acumulando milhas com minha renda "real". Fiquei até com medo de expor meu nome. Lamento.

    • Ardison

      A questão não é ser favorável a prática, mas sim analisar a questão criminal. O fato pode ser imoral e até amoral, mas vejo a situação sobre o aspecto pena da conduta.

  • Frans

    O que me deixa mais triste não é a discussão se emitir "TITULO FRIO" é certo ou errado… O que me deixa triste são pessoas que acham que "levar vantagem" em cima de outros ( seja empresa ou pessoa fisica) se não for proibido por lei, pode… "O mundo é dos espertos" é o que vale… O cara virou em herói, um exemplo a ser seguido. Uma pena, realmente.

    • Sergio Pioli

      Quem saiu perdendo?

      • Deus Ajude!

        Quem saiu perdendo?

        TODOS NÓS…

        Quando o Bruno se acha no direito de ser "espertinho" e quando os "Sérgios" vêm defender esse tipo de atitude

        • Sergio Pioli

          Não respondeu a pergunta. Só fez um julgamento moral vazio.

          • Shintani

            Sergio, você é tão incisivo ao perguntar quem saiu perdendo. Não quero tirar conclusões precipitadas, mas parece que no seu entender, ninguém saiu perdendo. Convém lembrar que é difícil para qualquer um aqui dizer exatamente, mesmo porque poucos devem saber como funciona todo o sistema de emissão de milhas. Mas é certo que alguém foi muito lesado, e quando isso acontece, já justifica não ter sido feito. De todo modo, se mesmo assim você acha que ninguém perdeu, vamos todos fazer isso, o mundo inteiro, vai ser bacana viajar "de graça".

          • Deus Ajude!

            Acho que isso respondeu à pergunta dele… Ou não?

            Viajar de graça = alguém pagando a conta…

  • É de causar espanto como tantas e tantas pessoas confundem a discussão sobre "ser crime / não ser crime" com julgamento ético e moral. E vem aqui postar tolices dando lição de moral nos que estão dando seus palpites, ainda que contestáveis, a favor do "não ser crime". Crime, seus desavisados, é só o que a lei tipifica como tal. Como podem ser tão ignorantes sobre algo tão fundamental em nossas vidas? Vai ser leigo assim lá longe.

    • Sergio Pioli

      O que dizer, de um país onde quase 20% de seus habitantes são analfabetos (ainda que funcionais)?
      Neguinho confunde boleto bancário com duplicata, movimentação bancária em círculos com lavagem de dinheiro, e ainda acha que tá falando coisa inteligente. Deplorável…

      • Os mais estúpidos ainda ameaçam com denúncias dos palpiteiros na Polícia, no Ministério Público, na Receita Federal, etc. Olha que essa comunidade é de gente que viaja… tem recursos para isso. Fico assustado com isso. De onde sai tanta ignorância?

        • Sergio Pioli

          Não sei é uma comunidade de gente que viaja, não, Magno. A julgar pelos comentários e pela ignorância, me parece mais um grupo de pobres diabos que sonham um dia em conhecer o "estrangeiro", mas por pura incapacidade nunca saíram da várzea de onde vieram. E aí, ficam morrendo de inveja de quem viaja, adquire cultura, conhecimento etc. Assim, quando vêem um cara que conseguiu auferir lucro numa operação completamente legal, ficam se mordendo de raiva.

          • Cassio

            Sergio é engraçado ver você em todos os comentários defendendo atos do tal espertinho Bruno e da sua família. Ou estaria se defendendo?

            "Dai á Deus o que é de Deus e à Cesar o que é de Cesar".

            Se eles estão tão corretos e dentro da lei como você diz, pq não pagaram à Receita os devidos impostos sobre os ganhos de venda de milhas? Isso seria o mínimo!

          • Sergio Pioli

            Prezado Cassio,

            Até ontem nunca tinha ouvido falar nesse Bruno. Portanto, lhe garanto que não sou o "réu" da estória.
            E estou comentando em varios tópicos (assim como vc), pelo simples fato de que me causa enjôos ver esse povo ignorante, alienado, inculto, defendendo poderosos (Emissora de TV corrupta, Governo corrupto, agentes financeiros inescrupulosos e cias aéreas gananciosas, por exemplo) sem o menor conhecimento de causa, sem a mínima capacidade intelectual para compreeender que estão sendo diariamente, a todo instante, enxovalhados, roubados, massacrados por estes mesmos poderes e ainda batendo palmas para o fato.

          • Paulo Sena

            Menospreza tanto a capacidade alheia que não entendeu que o Cássio insinuou que vc faz uso de artifício semelhante ao utilizado pelo rapaz da reportagem e não que vc é o próprio ou o conhece. E ainda quer falar de analfabetismo funcional…

          • Sergio Pioli

            E continuo menosprezando. Inclusive a sua, que não percebeu que o texto pode ter dupla interpretação.

          • Paulo Sena

            Dupla interpretação somente para os "analfabetos funcionais".
            Não tem a capacidade de interpretar uma frase "e ainda acha que tá falando coisa inteligente. Deplorável…"

  • Deus Ajude!

    É POR ISSO QUE O BRASIL ESTÁ COMO ESTÁ

    O CARA LESANDO, AGINDO CRIMINALMENTE E ESSA PENCA DE GENTE DEFENDENDO…

    OS MAUS-CARÁTER QUE ESTÃO NO PODER NÃO NASCERAM DE ÁRVORES NEM DO PÉ DE COUVE… TÁ AQUI UMA EVIDÊNCIA DO QUANTO A FALCATRUA ESTÁ NO DNA DO BRASILEIRO… SOCORRO!

  • Vinicius

    O que mais impressiona e me deixa aborrecido com a humanidade é o fato de serem uma família normal, religiosa, aparentemente feliz e claramente inconformada com a situação financeira a ponto de praticar atos ilícitos para terem uma vida de luxo, de viagens, uma vida de aparências para impressionar os outros. Agora terão uma vida de tormento. Mesmo que não sejam presos, terão ficha suja em processos criminais, dificultando suas vidas, suas viagens, etc. Alguém com processo criminal, mesmo que em liberdade, dificilmente consegue vistos. Para viajar ao exterior deve pedir autorização a justiça. Na minha opinião, perderam a PAZ. Prefiro ter minhas escassas viagens, mas com honestidade e consciência limpa pra por a cabeça no travesseiro.

    • Caio

      Verdade Vinicius. Agora vão gastar com advogado todo o dinheiro. Pra que?

  • Pra mim, o único crime cometido foi de sonegação fiscal, art. 1º da Lei 8.137/1990.

  • Só não entendi uma coisa, como é que o cara conseguiu movimentar 39 milhões de reais em um ano, se todos os cartões de crédito têm limites?

    • Tony

      Se pagar logo o limite volta.

  • Fernanda

    Inacreditável mesmo é ter gente aqui defendendo esse bando!

    Então, sabe aquela passagem que vc não conseguiu por milhas na promo (Pq não saiu, Pq acabou, etc.)? Esses aí conseguiram. De forma desonesta. E aí? Não teve alguém lesado???

    E depois, claro, vamos à igreja, pois somos muito religiosos.

    O pecado do espertão é achar que todo mundo é trouxa, e só ele não.

    Pode mandar o outro asteróide que a humanidade não tem mais jeito não …

  • Claro que é ilegal gerar boletos falsos, eram falsas contas que estavam sendo pagas. O povo fica defendendo mesmo sabendo que é errado, exaltando o jeitinho esperto, depois fica suspirando e elogiando os países desenvolvidos onde a saúde funciona e onde se tem segurança… A honestidade passa a ser um valor quando convém… Por causa desses espetinhos é que pessoas realmente honestas são prejudicadas… Imagina se não fossem religiosos.

  • Iury

    Este site está cheio de juristas. está claro q não houve crime, apenas exploração das brechas legais. náo há estelionato porque não há vítimas. os bancos cobram tarifas proporcionais, impõem limites de pagamentos. nada disso foi descumprido. lavagem de dinheiro igualmente não existe, pois os 39,milhões de reais são fictícios.se não há crime ma conduta, tb não há formação de quadrilha. deixem de ser trouxas em acreditar tudo que um delegado fala. por ele, o cara vai cumprir mais prisão que o josé dirceu. um bom advogado e um juiz equilibrado acabam com essa baboseira em dois tempos.

    • evanildo andrade

      Houve falta de ética e crimes , basta ver o código penal em resumo dois: a falsificação ou alteração de documentos e lavagem de dinheiro

      As vítimas do estelionato são as instituições financeiras ( sim, elas podem ser vítimas ) . A lavagem de dinheiro é claro q ocorreu: eles tem carros e diversos imóveis , ou seja houve grande lucro e dinheiro ficou "limpo" na vendas milhagem.

  • Me surpreende vê tantos comentarios nao percebendo crime nesse caso. As pessoas estao perdendo a noçao do que é certo e o que é errado? Como que se apoderam do que nao é seu é normal? Gostaria que essas mesmas pessoas se colocassem no lugar dos que estao sendo logrados.Outra observação: esses mesmos do esquema das milhas, ocupam lugares nos voos que nao sao seus, usufruem de viagens, hoteis etc e depois vao na igreja. Rezar? Pedir perdão? Agradecer os benefícios? Quanta falsidade! Torso que a justiça seja feita. MD coloque aqui o final desta hiistoria.

    • Sergio Pioli

      Quem está sendo logrado?

      • Cassio

        Pelo menos a Receita Federal está sendo! Menos, bem menos Sergio Pioli.

        • Sergio Pioli

          Receita Federal não está em discussão aqui. Por favor atenha-se ao tópico.

        • PB1

          Não temos informações sobre eventuais pagamentos à Receita; Apenas ilações que não fizeram os pagamentos, mas de fato, talvez os tenham feito; Por isso o Delegado não os pretende investigar por esse crime…

          Já pensou por esse ponto de vista ? É uma possibilidade.

          Muita ilação sobre uma reportagem falha, superficial e sensacionalista.

    • Heider

      Torso…

  • Tony

    Essa linha entre ilegal, imoral e até criminal é muito tênue. Estamos confusos sobre como ele tornou economicamente viável todas essas transações. Custo de emissão de boletos, juros sobre o pagamento de boletos com cartão, troca por milhas, venda de milhas e por aí vai. Segundo a reportagem quem acendeu a luz vermelha foi a Receita Federal quando viu que as movimentações não eram condizentes com o salário. Suponhamos que ele tivesse montado uma empresa que fizesse todo esse esquema seria viável?

    Me lembrou de uma história que li recentemente. Um cidadão na China comprou uma passagem de primeira classe aberta com validade de 1 ano (full price). No primeiro dia se apresentou no check-in, pegou o cartão de embarque e foi para a sala vip, onde jantou e bebeu muito bem. Depois do jantar desistiu do embarque. Fez isso durante 1 ano, diariamente pegava um cartão de embarque, jantava e desistia, até que no último dia de validade da passagem pediu reembolso. Resultado, comeu e bebeu muito bem diariamente por um ano e recebeu no final todo dinheiro investido na passagem. É imoral? Ilegal? Com certeza engorda.

    • PB1

      No caso em concreto desse passageiro, que usou o esquema de salas VIPs com bilhete First da Lufthansa… a empresa não se interessou na imoralidade ou ilegalidade do caso; Simplesmente focou o lado financeiro.

      A Lufthansa, com base no contrato de transporte subjacente ao bilhete vendido, acionou o passageiro pelo uso das salas VIPs à razão de 50 dólares por visita, já que o passageiro comprovou sua intenção de não voar.

      A Lufthansa é ressarcida pelos custos e até tem lucro operacional pelo uso dos lounges e o cliente em questão aprendeu que o uso de brechas não é para qualquer um.

      Simples.

  • Júnior

    Pra mim, quem enxerga crime é por dor de cotovelo porque também não fez ou tem medo de fazer. A ignorância do exato funcionamento da Justiça leva muitos a confundir o imoral com o ilegal, e por conseguinte atribuir crime a toda ação de forma indiscriminada. Neste caso é como se de manhã ele entregasse uma importância pra mulher mediante recibo e ela devolvesse à noite mediante a devolução do documento. Há crime nisso? E se o documento não é um recibo mas um boleto, qual a diferença? Quando ele recebeu do banco, por norma do mesmo, uma quantidade previamente estipulada de milhas pela liquidação com um meio de pagamento absolutamente legitimado (por ele, banco) com o cartão de crédito mediante custo previamente definido, infligiu a lei? Mas se sim, qual o texto legal restritivo e específico? Se não há este texto, então … o resto é balela!

    • Cassio

      Se o ato é tão lícito como você afirma, o que me diz do Imposto de Renda sobre os ganhos de venda de milhas? Isso é no mínimo sonegação.

      • Sergio Pioli

        Mas não é disso que trata a reportagem.

        Isso é OUTRO assunto…Eu já comentei acima, que se houve lucro financeiro não declarado, é crime.

        • Carlos

          Correto. Não há crime nenhum.

          Ele disparou um falso positivo no relatório do COAF por ter movimentando o mesmo recurso diversas e diversas vezes, entrando e saindo da mesma conta. Isso gerou movimentação atípica e indício de lavagem. Não houve lavagem. não há crime a não ser o de sonegação fiscal. E ter a conta do programa de milhagem cancelada por fraude as regras.

          Se eu todo dia tirar todo o dinheiro da minha conta e deposita-lo novamente, varias vezes por dia, o ano todo, provavelmente aparecerei no relatório do COAF. Podem tentar. Com sorte aparecem até no fantastico ou serão chamados pela receita para explicar. Guarde os comprovantes da brincadeira.

          Apenas ele explorou uma brecha no sistema. Só.

          • Ana

            Duplicata Simulada
            Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
            Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata. http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/c….

      • PB1

        Você sabe se foi ou deixou de ser declarado ? Ou está afirmando sem bases ?

        A reportagem não menciona e o Delegado sequer investiga o fato.

  • Sou otario..

    Sabe o que é complicado?.. E que no Brasil, e, especial no RJ, tem muito malandro p pouco otario. Nao to falando da questao juridica.. Mas do fato de um usuario levar vantagens sobre os outros. Quando esse malandro fez isso, ele causou uma INFLAÇAO das milhas. Tipo, trechos internacionais em que se comprava por 30.000, hj estao por 50.000. Ele simplesmente prejudicou as pessoas que faziam isso de modo honesto. Se todo mundo fizesse o que ele fez.. nao existiriam mais esses programas.. Juro q me senti um bobo vendo esses comentarios aqui. Sei q muitos q comentam, tb aplicavam tais golpes.. E semelhante a o caso de furar fila.. O agravante nisso e a tradicao religiosa da familia.. Eu q sou evangelico estou muito decepcionado…

    • Caio

      Verdade. também sou evangélico e me decepcionei. Pessoas q fazem este tipo de falcatruas podem escapar da justiça humana, mas nao da divina!

    • Rosemberg

      Ele não causou nada, os bancos iriam reajustar as milhas de qualquer maneira… só inocente acredita nisso.

    • Sergio Pioli

      Daqui a pouco o coitado vai ser culpado do fato do Brasil tomar 7×1 da Alemanha também…

    • PB1

      A "inflação" das milhas talvez ocorra porque Multiplus e Smiles são empresas listadas em Bolsa de Valores, vêm apresentando lucros surreais, que os acionistas agradecem.

      Em outros países os bonus na obtenção de cartão de crédito são de 100,000 milhas, logo de saída; Já teve banco que oferecia até 500,000 milhas para certos clientes.

      Tente analisar por um outro prisma…

      • outro otario

        Sergio Pioli desesperado para defender o cara.., se eu fosse da policia ia atras desse ai tambem…

  • Boa Noite Gente. Todo mês pago um boleto de aluguel de imóvel, e gostaria de ganhar pontos nesse pagamento. Geralmente eu pago a vista. Tenho cartões bradesco, hsbc e BB. O boleto vence dia 1. Qual desses três é melhor pra pagar esse tipo de boleto? sabem as taxas? e qual da mais pontuação?

    • Sergio Pioli

      Melhor vc esquecer isso. Do jeito que está a patrulha, vão te denunciar por tráfico ilegal de órgãos.

    • sabbathbh

      Pega um cartão Smiles do BB que rende 2 milhas por dólar e coloca o vencimento da fatura pro dia 14 ou 15. Vai ter um custo de aproximadamente R$185 para gerar 10.000 milhas.

  • Sempre existe a possibilidade de terem cometido algum crime que não ficou claro na reportagem. Do que menciona a reportagem, só tenho dúvida se boleto realmente pode ser usado para transferências entre pessoas. No mais, toda a manifestação sobre prejuízo das companhias aéreas, dos cartões, da receita, e "de todos nós que poderíamos estar viajando no lugar deles", "pessoas logradas", desonestidade, etc só mostra que muita gente não tem a menor ideia do que seja "ganhar milhas". Ora, se pagava boletos no cartão e ganhava pontos pra isso, significa que tais operações davam lucro para o cartão, fato que independe do motivo ser transferência entre contas ou uma despesa (consumo) real. E se as companhias aéreas aceitavam esses pontos, trocando por milhas, é porque também ganham com isso. Quem está sendo logrado?

    • Rita Zaniboni

      Kkkk. Até domingo eu não sabia como funcionava e descobri que tenho 98mil pontos e muitos expirados nos últimos meses.

      • Sergio Pioli

        Cuidado pra receita não te pegar, Rita! 🙂

      • mariostefa

        na duvida, repassa eles para mim. kkk

  • CASSIO

    Li todos os comentários até aqui e consegui algumas conclusões:
    1. Pela própria discussão do site a respeito da legalidade ou não dos atos, podemos concluir que a justiça não chega a nenhuma conclusão em menos de 10 anos.
    2. A família não terá dificuldade nenhuma para conseguir ótimos advogados interessados em popularidade. Não me surpreenderia se dentro de algum tempo ele se candidate a algum cargo, com a apologia de ter enfrentado os poderosos (Bancos, Cias. Aéreas e Rede Globo).
    3. Gerou popularidade, gerou discussão: é o que a TV quer.
    4. É imoral e infelizmente nos acostumamos com a imoralidade em nosso país. Valores morais são individuais, concordo, mas nem assim são sempre aceitáveis.
    5. Se há participação das cias. aéreas e/ou bancos, a intenção de inibir práticas semelhantes terá algum efeito
    6. Dificilmente acabará sem Pizza.
    7. Bom o texto do MD. Esclarece, opina discretamente, sem concluir claramente sobre a legalidade do fato

    • Obrigado Cassio, de fato nós não somos advogados, portanto não temos qualificação para concluir sobre a legalidade ou não das ações. A solução é aguardar esses dez anos – ou mais – para ver a conclusão da história, que talvez até vire filme depois…

  • Jonatas

    Mais uma informação aqui .http://www.ebc.com.br/noticias/brasil/2014/08/policia-desmonta-esquema-de-fraude-de-milhas-aereas
    "De acordo com as investigações, duas agências de viagem teriam sido montadas no Espírito Santo e Maranhão para a venda de passagens aéreas obtidas por meio das milhas. Os suspeitos poderão ser enquadrados nos crimes de produção de documento falso e fraude para obter vantagem econômica."
    Acho que complica mais um pouco.

  • Felipe Souto Maior

    Não sou especialista nessas regras bancárias e nem sei o que DE FATO está na lei, mas se o que ele fez foi possível pelo próprio sistema, então estamos culpando-o por uma questão ética e moral, e não pela lei em sim, já que está não previa como crime o acontecido. É crime se está na lei, infelizmente. Não adianta perdermos tempo acusando o cara e ficarmos com moralismos. Houve uma brecha e ele aproveitou. Éticamente foi errado, principalmente porque quase todos nós suamos muito pra ganhar numa vida inteira um valor muito menor do que os 39 milhões que ele gastou. Além disso, há a questão da criação de uma bolha econômica também, que como já vimos, pode resultar em sérios problemas como a crise dos EUA em 2008.
    Eu pessoalmente condeno o que o cara fez, mas se a lei não o acusá-lo, quem seremos nós para fazê-lo? O que determina se uma ação é criminal ou não é a lei, e não a nossa formação ética e moral. Pensem bem antes de defender o cara ou mesmo acusá-lo!

    • Ana

      Duplicata Simulada
      Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
      Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata. http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/c….

      • PB1

        Ana por favor estude a diferença entre duplicata e boleto – os nomes são diferentes e legalmente também.

  • Decafon

    Crimes? Lavagem de dineiro, falsidade ideológica, estelionato e formação de quadrilha. Só isso.

  • Esse caso é os comentários me fizeram lembrar de uma música dos Engenheiros do Havaí – "Somos suspeitos de um crime perfeito, mas crimes perfeitos não deixam suspeitos…."

  • Fábio

    Se esquecermos a moralidade e atentarmos para a questão jurídica em sí do que ele fez eu tenho bastante dúvidade sobre a LEGALIDADE (e não moralidade) da coisa.
    O artigo citado várias vezes aí tipifica como crime “Emitir fatura, duplicata ou nota de venda que não corresponda à mercadoria vendida, em quantidade ou qualidade, ou ao serviço prestado”.
    Acontece que tem um erro conceitual aí. O boleto é somente a instrumentalização de um pagamento qualquer, é um título de cobrança. Diferente da duplicata, que é um título de crédito, e vinculada a uma nota de venda. Um boleto pode ser emitido até para receber uma doação, por exemplo, e não precisa estar vinculado a uma fatura.
    Sem crucificar ou defender o cara, entrar no mérito do certo ou errado, quero ver qual será a interpretação jurídica disso tudo, porque independente de ser moral ou não, se juridicamente não for COMPROVADO crime, as empresas com certeza vão ter que se defender depois desse estardalhaço todo.
    Se ele vendeu, sonegou informações à RF, aí são outros 500. Mas no caso apenas da emissão e pagamento de boleto não acredito que ele será condenado não.

    • Sergio Pioli

      Exatamente isso, Fábio.

  • ivan

    Eu sempre soube dessa possibilidade mas tive dúvidas se era legal ou não, então nunca fiz. Sou frouxo, pobre e impaciente, não conseguiria perder meu tempo depois me explicando no judiciário. Isso é pra quem tem grana e coragem.
    Por outro lado, também não dou a mínima para questões morais e éticas. Sem hipocrisia, se o rapaz conseguir provar que era tudo legal e não for punido por isso, vou pensar> po, o cara se deu bem, pena que não fui eu.

  • Ricardo C.

    Com certeza a conta não fecha. Com certeza ele gastou mais do que ganhou. Os detalhes do ele sabe mas alguns dos 15 colocaram dinheiro a toa para se iludirem com as milhas.

  • RIISANN

    Li tanta gente defendendo e outros criticando, mas a real é que:
    . Até os Políticos (que deveriam ser as pessoas mais honestas e confiáveis que um País pode ter) se aproveitam das brechas que há na legislação vigente.
    Exemplo: Os que estão presos pelo Mensalão, de pouco em pouco estão sendo libertados pelas brechas da legislação e seus companheiros de plenário.
    . Os advogados dos maiores bandidos também se aproveitam das brechas das legislações.
    . Os bancos então, nem se fala, como tiram dinheiro da nossa conta diariamente, só falta cobrar pela rodada da porta giratória. Trabalhamos para eles diariamente ao pagar boletos bancarios, contas de consumo, etc via internet e não recebemos nada em troca (e ainda pagamos muito caro para trabalhar para eles).
    Agora pense bem::
    . Se não houvesse a troca por milhas, duvido que um banco reclamaria de uma pessoa ou de uma empresa que está emitindo muitos boletos bancarios, pois eles cobram a tarifa do boleto, a taxa de custodia, a taxa de permanencia e assim por diante. Agora quando eles "perdem" dinheiro em relação a tarifas cobradas x milhas trocadas, aí o consumidor é fraudulento. Será mesmo? Ou os bancos foram coniventes com a situação?
    . Não há legislação definitiva para emissão de boletos, os bancos aceitam recebimento e pagamento dos mesmos sem questionar sua origem, aceitam pagar contas no cartão de crédito, aceitam pagar um cartão com outro cartão e assim por diante, pois lucram muito com isso. Caso contrario ninguém e nenhuma instituição financeira aceitaria este tipo de "comércio". Afinal de contas, alguem já viu banco perder dinheiro? Creio que não.
    Portanto a pessoa não precisa provar renda para pagar um cartão de crédito de R$ 1.000,00 com outro cartão de crédito de R$ 1.000,00 e em seguida com outro cartão de R$ 1.000,00, pois a dívida continuará sendo R$ 1.000,00, mas ele pagou 03 vezes, portanto não podemos achar que ele gastou R$ 3.000,00.
    Agora a verdade é a seguinte: Vale o bom senso em todo lugar e em todo momento.
    Pense, reflita e chegará a seguinte conclusão:
    Nós, cidadãos sempre pagamos a conta, independentemente se é por uma pessoa igual a essa, se é por um ladrão que te espera na porta de casa, se é pelos impostos altos que pagamos, se é pelos "superfaturamentos de obras dos orgaos publicos", se é pelos desvios de dinheiro dos politicos, se é pelas altas taxas cobradas pelos bancos, enfim sempre somos vitimas de um sistema fraudulento.
    E mais ainda, duvido que todas essas pessoas que quiseram dar lição de moral nunca furou uma fila (como disseram nos comentarios), nunca se aproveitou de um brecha, nunca colou numa prova na escola, nunca aceitou um emprego com indicacao, nunca comprou um produto sem nota fiscal pois basta ir a padaria, enfim essas pessoas que tanto quiseram dar lição de moral, acho que não podem e não devem enganar a si próprio.
    Bom senso.
    Não estou defendendo ninguém e nem acusando ninguém e principalmente nunca emiti um boleto bancario, portanto só estou colocando meu ponto de vista, pois a Cias. estão cada vez dificultando nossa vida na troca de milhas, convertendo por menos milhas, aumento a quantidade para troca, tirando bonus de voos, fechando salas vips, enfim só estamos sendo penalizados.

    • Deus Ajude!

      Sabe o que o seu comentário diz para mim?

      Um erro justifica o outro…

      Se o outro faz e lesa, eu também posso lesar… e sequer tenho moral para condenar um mensaleiro se um dia eu já furei uma fila no mercado…

      Que bom senso esse hein?

      • RIISANN

        É acho que é melhor voce prestar mais atencao ao que lê, visto que nao entendeu nada mesmo.
        A palavra "bom senso" foi usada justamente para alertar as pessoas que estao condenando sem saber os fatos na integra, portanto estao condenando como se elas nao fizessem nada de errado, mas basta comprar um pao na padaria sem nota fiscal que ela ja esta agindo a favor da sonegacao fiscal do proprietario da padaria.
        Quanto a vc, é melhor comecar a ler as coisas com mais calma e interpretando o texto antes de opinar, caso contrario , só "Deus Ajude!"
        Tenha bom senso voce tambem no seu dia a dia

  • Carlos

    Correto. Não há crime nenhum.

    Ele disparou um falso positivo no relatório do COAF por ter movimentando o mesmo recurso diversas e diversas vezes, entrando e saindo da mesma conta. Isso gerou movimentação atípica e indício de lavagem. Não houve lavagem. não há crime a não ser o de sonegação fiscal. E ter a conta do programa de milhagem cancelada por fraude as regras.

    Se eu todo dia tirar todo o dinheiro da minha conta e deposita-lo novamente, varias vezes por dia, o ano todo, provavelmente aparecerei no relatório do COAF. Podem tentar. Com sorte aparecem até no fantastico ou serão chamados pela receita para explicar. Guarde os comprovantes da brincadeira.

    Apenas ele explorou uma brecha no sistema. Só.

    • Thomas H.

      Negativo, entrou muita grana na conta dele, oriundo da venda das milhas pras agencias de turismo, de forma ilicita. Grana não declarada e sem origem.

  • Daniel Henriques

    Equipe ML. Sugiro um post com amparo legal a fim de dirimir as dúvidas dos usuários. Tem muito achismo, de ambos os lados.

    • Sergio Pioli

      Achismo, só de quem confunde BOLETO BANCÁRIO com DUPLICATA e MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA EM CÍRCULO com LAVAGEM DE DINHEIRO.

      O resto está bem claro, explicado em detalhes. Não tem achismo nenhum.

  • daniel

    Quem acha isso normal eh responsavel direto pela nossa situacao atual….onde a corrupcao eh tolerada e incentivada…..

  • Luiz Machado

    Fico constrangido pelo grande número de comentários favoráveis a ilegalidade, tendo como desculpa que os políticos roubam, que os impostos são altos, que um bom advogado livrará a cara , etc, etc.
    Considero que não devemos apoiar ações imorais e criminosas e depois "deitaram falação" sobre corrupção , imoralidade, roubo e desonestidade que assola o nosso país.
    Não devemos apoiar ações ilegais, pois a ética e a honestidade deverão prevalecer no caráter das pessoas de bem e honestas. Caso apoie, não procure a polícia ou a justiça quando for vítima de furto ou roubo, pois não terá moral para tanto.

  • EVALDO KIEVEL

    Bom dia!
    Não sei se é por aqui que devo falar, entretanto, por não encontrar outro canal de comunicação com vocês, usarei este.
    Ocorre o seguinte: já tentei várias vezes nos últimos dias cadastrar amigos pra receber email do Melhores Destinos, mas, em várias oportunidades, a mensagem "Quase no final…" se mantém e o cadastro não se formaliza.
    Tempos atrás aparecia algo como "Confirme em seu email…" e isto não apareceu.
    Está com problemas o site? Como procedo?
    Fico no aguardo.
    Abraço.
    Evaldo Kievel.

  • Incrível essa história, não sabia da existência desse "nicho". Como vocês bem colocaram na matéria, por causa de uns poucos, o grande público paga o pato.

  • Luiz Machado

    Além de ser processado criminalmente, o mesmo deveria também pagar Imposto de Renda sobre os 39 milhões de reais.
    Receita Federal: Olho nele e nos outros que praticam estas ações ilegais como estas e prejudicam as pessoas honestas!

    • sabbathbh

      Você entendeu errado: eles não receberam e muito menos lucraram 39 milhões, eles giraram esse valor gerando boletos e pagando.

  • Gastei uma hora pra ler absolutamente TODOS OS COMENTÁRIOS, e ninguém aqui chegou a conclusão de COMO ELE FEZ O ESQUEMA

    1° vamos aos limites 39 milhões dividido em 12 ( meses do ano ) da 3 milhões ( a grosso modo de limites no cartão )

    2° supondo que ele tenha 10 CARTÕES DE CREDITO daria um limite de 100 MIL REAIS PRA CADA CARTÃO

    onde estou querendo chegar ??????????? Onde um cara com renda de 1,7 mil consegue tal LIMITE ?

    Ou seja, TEM GERENTE DE BANCO ENVOLVIDO NO ESQUEMA

    ………………………………………………..

    Outra coisa que ninguém reparou (pelo menos que eu tenha lido)

    Ele nao pagava, isso é fato ele nao teria esse capital (3 milhões por mês)….

    ALIAS, se ( E SOMENTE SE ) ele pagasse o juros nao compensaria

    Ex.: Suponde eu tenho um supermercado ( sim eu tenho mesmo ) tenho um limite de 20 mil reais, eu passo meu cartão aqui, (que o cnpj esta no nome da minha mãe, logo n serei favorecido diretamente, vide que ja sou casado e tal ) o juros que vou pagar so com a despesa da CIELO ( ou rede card ) nao compensa, pois é de 3,5%

    Ou seja, 20,000/2,27*1,5= 13,000 milhas pela operação

    maaaaaaaaaaaaaaaaas, dos 20,000 que eu paguei a cielo me tira os 3,5%

    então, pra me gerar, 13 mil milhas eu gasto 700 reais

    CONCLUSÃO: É INVIÁVEL

    ……………………………………………………….

    so sei, ELE NÃO PAGAVA ( nem de um cartão para o outro, nem fazendo isso 10x )

    Sabe porque ?? PORQUE ELE NÃO TINHA 3 MILHÕES POR MÊS PRA GIRAR TODA ESSA GRANA

    ………………………………..

    PS. se é ilegal ou nao, vou deixar pros moralistas (ou falsos moralistas ) decidirem… Só sei que fiquei curioso pra saber como ele MITOU fazendo o ''esquema''

    • Sergio Pioli

      Oliver, vc não entendeu direito.

      Primeiro, ele não precisa de dinheiro, ele usa o crédito de um cartão para pagar outro;

      Segundo, ele não paga taxa nenhuma pra Cielo, ele paga apenas uma tarifa de pagto de contas com cartão de crédito para o banco.

      • daniel

        Sérgio, mas como ele conseguia um limite tão alto para movimentar mais de 3 milhões por mês? Acho que esse valor tá furado.

        • MTorres

          O valor ta certo Daniel. O nome é Ping Pong. Procure no google ok?

          Ele não tem essa despesa da Cielo. Por exemplo: ele tem uma fatura de 10 mil reais. Ele paga o cartão A com o cartão B. De pois Paga o B com o C. E depois ele Paga os 10 mil + Juros pro Rata com o Cartão A. E assim infinitamente.

          A unica despesa é o Juros prorata, e ele devia girar e pagar tudo no mesmo dia. Uma divida de 10 mil vira facil 150 mil milhas assim.

    • Deus Ajude!

      39 milhões em 3 anos > 13 milhões por ano > pouco mais de 1 milhão por mês…

  • José

    Tem muita gente aqui que opina sem o menor embasamento. Opina no puro "achismo" mesmo, ou por ter visto uma reportagem na "Grobo" se acha especialista em direito penal econômico!

    Esse post reuniu muita pérola, com destaque para a "isso é lavagem de milhas!", e "isso é imoral, e ilicito, portanto é crime"…rs

    Sabem por quais crimes eles serão condenados? NENHUM! Em razão do nosso garatismo penal. E sim, a conduta deles foi flagrantemente imoral e reprovável, mas não criminosa.

  • Bruno

    Sinceramente, eu ainda não consegui entender como esse cara fez isso por tanto tempo! Qualquer compra que faço no meu cartão de crédito que foge do meu perfil a administradora do cartão suspeita e liga imediatamente para mim! Sem falar que hoje em dia a Receita Federal cruza todo tipo de informação dos contribuintes.
    Isso coloca em xeque a competência da Receita e também a segurança do banco, já que ele conseguiu fazer esse esquema por um longo período ao ponto de acumular um valor absurdo de milhas que despertaria interesse em todos os lados (cia aérea, receita, cartão…).

  • José

    Eu tb sofri =(

  • Viajador

    Caramba, complicado esses comentários. As pessoas adoram condenar os outros sem saber dos fatos. Eu também não sei bem o que aconteceu, mas imagino que ele tenha feito o seguinte:

    Gerou Bolero e pagou com o cartão ganhando as milhas.

    Tadinho do banco! Não, o banco ganhou em cada operação dele. A geração de boleto é cobrada e o pagamento de boleto com o cartão é cobrada (2% da operação). Se o cartão dá milhas com o custo de 2% do valor pago pelo boleto quer dizer que isso vale a pena para eles. Para o banco não faz diferença para quem está indo o dinheiro. Se o cara movimentou 40 milhões o banco ganhou no total 800 mil reais. Tanto é assim que os bancos não bloquearam as operações.

    Tadinha das companhias aéreas! Não, elas ganharam o valor acordado com os bancos.

    No fim o banco ganhou o que ele esperava e as companhias ganharam o que elas queriam. O único que não ganhou foi o governo com a cobrança de impostos. E acredito que é por isso que eles vão ser processados. Venda de milhas não é ilegal, é contra o regulamento dos programas de milhagem, podendo fazer com que ele seja excluído do programa.

    Muita gente fala, mas e de onde que ele tinha 40 milhões, não ele não tinha ele movimentou o mesmo montante várias vezes, movimentar 10 mil 10 vezes é diferente de movimentar 100 mil uma vez.

    • PB1

      O Governo Federal ganhou um mínimo de 0,38% por cada operação até 2*0,38% sobre os R$39.000.000.

      Na pior das hipóteses foram cobrados e o Governo recebeu de R$150.000 a uns R$300.000 deste grupo de cidadãos.

      Então, o Governo também "lucrou" com esta transação que sofreu incidência de impostos.

  • Antonio Leite

    É no mínimo imoral a conduta desse cidadão, trata-se de enriquecimento ilícito e tem gente que defende esse tipo de conduta. Quer ganhar mais use a inteligência para ganhar dinheiro de forma legal!!!!

    • Viajador

      Porque enriquecimento ilícito? Onde que ele fez algo ilegal e imoral?

  • Marcos Augusto

    Vamos lá pessoal, vou tentar explicar mais uma vez que o sistema utilizado pelo cara era ilegal.

    Eu sou correntista Van Gogh do Santander. Possuo um cartão Platinum que me dá 1.5 ponto a cada dólar gasto no cartão de crédito.

    Existe um limite de R$ 3.000,00 para o pagamento de boletos no cartão, mas eu posso pagar quantos boletos eu quiser, caso o valor de cada um seja de no máximo R$ 3.000,00.

    Pois bem, cada boleto de R$ 3.000,00 equivale a USD 1.250 que multiplicado por 1.5 me dará 1.875 pontos.

    Se eu pagar 54 boletos de R$ 3.000,00 terei ganho 101.250 pontos (1.875 X 54).

    Esses pontos eu posso passar para o Multiplus e terei 101.250 pontos lá.

    Acabei de envia um e-mail para um famoso site que compra milhas, e sabe quanto eles pagam por 100.000 pontos Multiplus? Pagam R$ 2.650,00

    O banco cobra de R$ 16,00 a cada pagamento de boleto. Para emissão de boleto, não sei quanto o banco cobra, mas pesquisei e vou chutar uns R$ 4,00. Para eu pagar 54 boletos terei gasto R$ 1.080,00 de taxas. (16,00 + 4,00) X 54.

    Ou seja, eu lucraria R$ 1.570,00 (R$ 2.650,00 que recebi pela venda das milhas – R$ 1.080,00 que tive de despesa para pagar os boletos).

    Se eu fizer isso 10 vezes no mês terei ganho R$ 15.700,0 (lucro puro).
    De onde vem esse lucro? Do prejuízo que o bando está levando com o esquema ilegal.
    Vejam bem, na maioria das vezes, se uma pessoa está ganhando dinheiro sem trabalhar, outra está perdendo (existem exceções).

    Para ter esse lucro de R$ 15.700,00, precisarei pagar boletos no valor total de R$ 1.620.000,00 por mês…
    Me digam, quem paga tudo isso de boleto a cada mês com cartão pessoa física? Acho que só esse cara do esquema.

    Portanto, abram o olho: Pagar boleto que eu mesmo emiti, ou ficar transferindo dinheiro entre minhas próprias contas para simular movimentação bancária…nada disso é crime…mas passa a ser quando eu faço isso para enganar alguém e obter vantagem.

    Eu acumula uma quantidade razoável de milhas, pois eu utilizo o cartão para todas as despesas possíveis. Antigamente quando o limite para o boleto era de R$ 10.000,00 eu dava um jeito de pagar até carro dividido no boleto. Quando diminuíram para R$ 3.000,00 (provavelmente por conta de fraudadores) eu parei de pagar boleto pois não compensa.

    Aos que não estão vendo crime na conduta, por favor, me digam que estão dizendo isso apenas para tumultuar, pois se estão sendo sinceros, é triste imaginar o futuro do nosso país.

    • José

      Muito legal a sua explicação Carlos, muito didática.
      Mas uma dúvida: vc fala em prejuízo ao banco, qual prejuízo? Haja vista que nesse seu exemplo, e me parece que no caso do fantástico tb, todas as taxas eram pagas (tanto as do boleto como as do cartão).
      O tipo penal é claro:

      Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ILÍCITA, em PREJUÍZO alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:

      A dúvida é: onde esta o prejuízo? e a vantagem é ilícita? Lembrando que como já disseram aqui ele "jogou com as regras do sistema", e pagou todas as taxas devidas.

      Não nego que a conduta dele é imoral, errada, reprovável, etc, mas não creio que seja criminosa. Falaram muito aqui no "passa a ser crime quando faz isso para obter uma vantagem", no dolo específico (sem o qual não haveria crime), mas creio que nesse caso não há tipificadade formal, logo não ha crime.

      • Marcos Augusto

        Inicialmente, quero deixar claro que não quero defender os bancos. Acho que são instituições detestáveis que colocam o lucro acima de tudo.

        Bom, voltando ao meu exemplo acima: Quando eu ligo para a central do Santander e peço para que eles transfiram 100.000 pontos para o programa Multiplus, o que ocorre na verdade é que o Santander compra pontos Multiplus e repassa para mim. É aí onde está o prejuízo ao banco, pois o Multiplus não dá as milhas de graça para o Santander repassar para mim.
        Entrei na Minha conta Multiplus agora e verifiquei que comprar 50.000 pontos custa R$ 3.500,00…então, teoricamente, 100.000 pontos custariam R$ 7.000,00.

        Tudo bem, o banco deve pagar muito menos, mas mesmo assim deve levar prejuízo, pois se desse lucro ele incentivaria esse tipo de transação ao invés de dificultar.

        Lembrando que se eu pagar 1 único boleto de R$ 3.000,00 ganharei 1.875 pontos e pagarei R$ 20,00 de taxas. Simplesmente não compensa para mim, pois vou perder R$ 20,00 e em contra partida vou ganhar 1.875 que praticamente nada valem.
        Assim, pagar poucos boletos = lucro para o banco.
        Pagar muitos boletos = prejuízo para o banco.

        • MTorres

          Muito bem explicado. Lembrando que no ápice do esquema (acho que 2009 a 2012) não havia cobranca para pagamentos e não havia limites. Hj não é viavel, mas a uns 3 anos SÓ EXISTIA VANTAGEM. Hoje os bancos conseguiram perder BEM MENOS, pois com as tarifas e limites, fica elas por elas.

        • José

          Entendi Marcos, ficou mais claro.
          Não sei (ou não sabia) como funciona a questão das milhas entre o banco e os programas de fidelidade, mas de qualquer forma, a pessoa está """pagando"""" ao banco (através de texas, tarifas, etc) para usar o cartão de crédito que dá as milhas.

          Penso que é o mesmo exemplo que já falaram por aqui…se eu chegar no supermercado e ficar pagando com o meu certão as compras de td mundo que está na fila do caixa (e recendo o valor em dinheiro, óbvio…rs), eu vou estar utilizando o cartão da mesma forma, pagando as mesma taxas, e o banco vai "comprar" as milhas da cia da mesma forma qdo eu quiser transferir p/ algum programa.

          Enfim, de novo sem entrar no mérito na conduta do rapaz, ainda não estou convencido de que ele praticou um CRIME. Mas seu argumento é bem interessante.

          • Marcos Augusto

            Amigo, pagar as compras de quem está na fila do supermercado está oK, pois são dívidas reais e jamais chegarão a milhões. Só chegarão aos milhões se vc mentir e dizer que uma pacote de macarrão custa R$ 500.000,00, que 1 quilo de batata , custa R$ 700.000, e assim por diante.
            Ou talvez funcionasse se vc ficasse o mês inteiro num grande supermercado. Mas o banco ia ficar feliz, pois ganharia 5% de tudo e não levaria prejuízo.

            Esse esquema com BOLETOS só funciona com valores muito, mas MUITO altos, o que só é possível através de fraude.

          • Bau

            Os seus mesmos 1875 pontos, com a sua taxa de venda valem quase 50 reais.
            Não sei quanto os programas de milhas pagam aos bancos, mas se for essa taxa, eles tem prejuízo sim!!!
            Se você repete a operação 1000 vezes, você aumenta a escala do prejuízo do banco, mas sempre dá prejuízo.

        • Pedro

          então Marcos vc afirma que, independente de como foi adquirida essas milhas esse repasse das milhas é prejuízo para os bancos? Pois, vc estará obtendo uma vantagem ao vender essas milhas recebidas, tendo em vista que os produtos comprados por vc, se tornarão "mais baratos" devido ao dinheiro que vc recebe, na venda dessas milhas, qual o volume da vantagem para ser considerado crime? senão me explique como funciona o repasse da porcentagem dessas operações para os bancos, das bandeiras dos cartões de crédito, então vc afirma que existe uma diferenciação na porcentagem desse repasse, quando o cartão é usado para compra e quando é usado para pagamento de títulos, se sim qual é essa porcentagem de cada operação? ou vc acredita que é somente essas taxas que o banco recebe no pagamento de títulos, não existindo nenhuma porcentagem que será repassado sobre essa operação?

    • Viajador

      Me tira uma dúvida, qual a diferença para o banco se eu gero esses boletos para mim mesmo ou se eu pago para alguma compra? O banco ganha o mesmo valor nas duas operações. Porque ele concede milhas por esse valor? Porque para ele vale a pena, ele fez as contas de quanto custa cada milha para eles mais os custos operacionais e lucro.

      Você considera errado eu pagar as dívidas da minha empresa ou comprar bens muito caros pelo cartão? Para mim é a mesma coisa, o banco não foi enganado nem logrado, ele ganhou o mesmo. Me explica o problema.

      Se em vez de criar boleto eu pagar a fatura de um cartão com outro cartão e assim sucessivamente, isso está errado? O banco vai ganhar o mesmo que ele ganharia e minha dívida vai crescendo.

      Na minha opinião não faz sentido o que você disse.

      • Marcos Augusto

        Viajador, vamos lá…

        Primeiro de tudo, o próprio cara sabe que cometeu crime, pois ele nem quis dar entrevista. Não sei vc, mas se eu fosse acusado injustamente por um crime, iria fazer questão absoluta de dar entrevista e me justificar…apresentar provas da minha inocência…

        O cara se escondeu das câmeras…apenas criminosos fazem isso…pois quem não deve, não teme.

        Amigo, existe muita diferença entre pagar as contas de outras pessoas e inventar contas. Primeiro, me fala uma coisa. Junta as despesas mensais de toda a sua família…vamos lá…
        Lembrando que só vale boleto, ou seja, exclui supermercado, posto de gasolina, restaurante, roupas, ou seja, exclui quase tudo.
        O que se paga através de boleto hoje em dia? Escola do filhos? Plano de Saúde? Bom, sei que tem outras coisas, mas tudo bem…junta todos esses boletos e paga no seu cartão. Quanto vai dar por mês? Vou chutar bem alto…numa família de 15 pessoas, se cada uma gastar R$ 5.000,00 por mês em boletos, vc vai pagar R$ 75.000,00.

        Pois bem, o banco não vai levar prejuízo se vc pagar R$ 75.000,00 em boletos, mas se vc fizer com o cara do Fantástico e pagar R$ 3.250.000,00 por mês em boletos, o banco vai levar prejuízo.

        Sim, o banco já fez as contas e sabe que vale a pena, pois é impossível que alguém gaste R$ 3.250.000,00 por mês com boletos.

        O sujeito só conseguiu pq inventou gastos.

        Então…pagar despesas de outras pessoas = ok…o banco vai ficar feliz, pois vai lucrar. Além disso, as dívidas são de outras pessoas, mas são REAIS. E jamais romperão o limite que o banco estipulou para ter lucro.
        Boletos falsos = 171…mentira…invenção = errado = crime. Vai cair numa hipótese impossível. Ninguém gasta tanto por mês.

        Você considera errado eu pagar as dívidas da minha empresa ou comprar bens muito caros pelo cartão? Para mim é a mesma coisa, o banco não foi enganado nem logrado, ele ganhou o mesmo. Me explica o problema.
        "Não considero errado. Se vc gastar R$ 3.250.000,00 por mês pagando tudo isso, parabéns, seja feliz com as suas milhas. Mas me corrija se eu estiver errado…vc gasta muito, mas muito menos do que isso, certo?"
        Lembrando que o banco ganha bastante com COMPRAS feitas no cartão, pois o lojista paga uma parte ao Banco. Já para boletos o banco ganha apenas a taxa estabelecida e o custo de emissão do boleto que é uma merreca.

        Pagar uma fatura de cartão usando o outro não vejo como algo errado. O que é errado é inventar uma fatura falsa para pagar com o outro cartão.

        Pra matar de vez a questão. Se o cara tivesse feito COMPRAS de R$ 39.000.000,00 o banco teria cerca de 5% de lucro = R$ 1.950.000,00.
        Mas ele pagou BOLETOS de R$ 39.000.000,00 que renderiam cerca de R$ 260.000,00 de taxas. E para isso deu a ele cerca de 24.375.000 milhas. Com tudo isso de milha dá pra emitir umas 400 passagens de ida e volta aos EUA…ou seja, cada passagem sairia por R$ 650,00.
        Ou seja, o banco teve prejuízo no caso dele

        • Pedro

          novidade pra mim esses 5 % eram pago para as operadoras dos cartões de crédito visa, mastercard, etc…, e uma porcentagem não sei se de cada compra ou do valor total das operações do dia eram repassados aos bancos, vinculados a essa bandeira. Mas como vc disse é exatamente ao contrário, o banco é quem repassa, e esses 5 % são dos bancos.

    • Ana

      emitir boleto para si não é crime?

      Duplicata Simulada
      Art. 172 – Expedir ou aceitar duplicata que não corresponda, juntamente com a fatura respectiva, a uma venda efetiva de bens ou a uma real prestação de serviço. (Alterado pela L-008.137-1990)
      Pena – Detenção de um a cinco anos, e multa equivalente a 20% sôbre o valor da duplicata. http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/c….

      • José

        Ana, como já explicaram por aqui a duplicata é um título de crédito, que tem natureza jurídica totalmente distinta de um boleto bancário. Logo, esse crime não se aplica no caso do tópico.

      • Marcia

        E boleto é duplicata? No Direito Penal temos que ser taxativos, não existe analogia para prejudicar o réu.

    • SÓ ACOMPANHANDO

      "nada disso é crime…mas passa a ser quando eu faço isso para enganar alguém e obter vantagem."
      Só faltou você completar dizendo que quem compra e vende acoes na bolsa de valores e obtem lucro está enganando quem vendeu e obtendo vantagem sobre isso e querer que o cara seja preso.
      Será que entendi errado ou voce não soube colocar isso de forma mais clara
      Sinceramente não vejo nada de errado, mesmo porque se o banco te "pede" para pagar suas despesas com o cartao dele e deixa voce pagar boletos e outros cartoes e outras contas com ele é porque ele ganha muito dinheiro com isso seja nas taxas, seja nos juros e só de "devolve uma minima parcela do que ele já ganhou" em forma de milhas,

      • Marcos Augusto

        Será que é tão difícil entender?

        Comprar e vender ações não é crime. Mas existem várias formas de manipular o mercado para valorizar ou derrubar uma ação (pump and dump, uso de informações privilegiadas, etc.), e isso sim é crime.
        Vc não pode chegar para alguém mentir a pessoa vendendo ações da Zé das Couve Motors e prometer que a empresa é tão sólida como a BMW. Recomendo ver o filme Wolf of Wall Street.

        Entendam de uma vez por todas…mentir na maioria das vezes não é crime…mas mentir para obter lucro e dar prejuízo a alguém represente realmente o crime de estelionato.

        Sim, o banco pede pra vc fazer COMPRAS com o cartão, mas ele não quer que vc pague boletos (BOLETOS) com ele, pois não é rentável. Aliás, ele até quer que vc pague os boletos, se forem de baixo valores, pois aí ele lucra.
        Quando vc faz compras, 5% do valor da compra vai pro banco (lucro do banco = banco happy). Quando vc paga o boleto, o banco ganha apenas cerca de R$ 20,00 reais independente do valor.
        Se fizer uma COMPRA de R$ 3.000,00 com o cartão de crédito, o banco vai ganhar R$ 150,00 (5%) e vai ficar feliz em dar lhe dar 1.875 milhas. Se vc pagar um BOLETO de R$ 3.000,00, o banco vai ganhar R$ 20,00 apenas (7,5 X menos do que ganha com compras) e vai ser obrigado e lhe dar os mesmos 1.875.
        Mas o banco não está nem aí, pois ninguém paga boleto no cartão pois simplesmente não vale a pena. Só vale a pena pra quem paga muito, mas MUITO boleto (milhões de reais), o que é possível apenas para fraudadores.

        Se vc pagar vários boletos de valores altos, o banco vai ter prejuízo.

        Aí vc pode dizer: Ah! Mas se o banco permite, tudo bem. O banco permite por uma única razão: Nem o Jorge Paulo Lemann paga R$ 39.000.000,00 em boletos durante um único ano.
        Pagar tanto boleto assim no cartão de crédito só é possível mediante fraude, ou seja, se inventarem despesas inexistentes.

        Galera, o próprio cara sabe que cometeu crime, pois ele nem quis dar entrevista. Não sei vcs, mas se eu fosse acusado injustamente por um crime, iria fazer questão de dar entrevista e me justificar.

        O cara se escondeu das câmeras…apenas criminosos fazem isso…

        • José

          "Galera, o próprio cara sabe que cometeu crime, pois ele nem quis dar entrevista."
          Essa assertiva é muito, muito perigosa. Interpretar o silencio do cara como prova de culpa é muito grave.
          Do nada a policia entra na sua casa (te acusando de um crime), com uma equipe da Globo filmando td, e vc vai la de boa, super tranquilo, dar uma entrevista "para provar a sua inocencia"? É óbvio que o cara sabia que iria ser julgado pelos milhões de juizes morais que existem no Brasil.
          De novo, é óbvio que ele sabia que estava agindo de modo imoral, mas não criminoso.

          Sobre os seus cálculos, mais uma vez muito bem explicados, não fazem sentido quando vc diz que se o cidadão pagar X reais de boleto o banco ganha, mas se ele pagar 1000 X o banco perde. Primeiro: Se 1000 pessoas pagarem X em boleto o banco também perde? Me parece que não
          Segundo: o banco permite a prática para incentivar o uso do cartão, senão bastaria simplesmente proibir o pagamento com cartão, ou não dar milhas por esse pagamento.

          Aqui não me parece que há um dificuldade de entender, e sim pontos de vista diferentes, havendo sim uma dificuldade de mudança desses pontos de vista.

          • Bau

            Exatamente isso!
            Pagar boleto de valor alto(por exemplo 3000 reais), pagando taxa fixa (por exemplo 16 reais) + IOF, no cartão de crédito (com 1,5 pontos por US$) e vender as milhas (por exemplo por 265 reais cada 10.000 milhas) dá lucro! Sempre!
            Não é o numero de vezes você faz que cria o lucro. Ele apenas multiplica o lucro.
            Eu acredito que os bancos permitem isso como forma de incentivar o uso do cartão.
            Na verdade, permitiam… pois a maior parte dos bancos se adaptou e não permitem mais que isso ocorra.

          • Marcos Augusto

            1000 pessoas pagando um boleto de três mil reais cada, o banco vai dar 1875 pontos pra cada uma. Sabe o que uma pessoa faz com 1875 pontos? Nada. Vai ter que gastar muito mais do que isso se quiser trocar por milhas ou qualquer outra coisa.

            Agora, se apenas 1 pessoa pagar mil boletos de três mil reais cada, vai ganhar 1.875.000 milhas. Ele pode teocar esses pontos por TV, assinaturas, viagens e muito mais.

            Ou seja, o banco vai comprar uma TV da Sony, pagar por ela, e repassar ao cliente. Vai ter que pagar para a TAM, comprando milhas, pra poder transferir ao cliente. Vc entende que pra comprar esses produtos o banco vai gastar dinheiro, e que esse dinheiro só está sendo gasto pq os boletos foram forjados. São de mentira.

            Já as 1000 pessoas que ganharam 1875 pontos não consegue trocar por nada. Vão ter que gastar muito mais, pra poder trocar por algo.

            Amigo, sou advogado, e não tenho a menor dúvida que o cara será condenado. Pra cadeia ele não vai, pois provavelmente é réu primário e coisa e tal…mas a condenação vem.

            Se eu te conhecesse pessoalmente seria capaz de apostar o quanto vc quisesse.

          • José

            Exato, aí se a pessoa acumula 1875 milhas o banco ganha, apenas ele! Na verdade o boleto é verdadeiro, o favorececido é um parente, ou sei lá…
            Enfim, são pontos de vista, como já disse, acho muito dificil ele ser condenado, no maximo por um estelionato, se for.
            Quanto aos bancos, eles nunca, nunca perdem, é óbvio que não sabemos como são as transações entre eles e as cias aéreas, onde td mundo ganha, menos consumidor, à menos que ele encontra uma brecha no sistema.
            Seria interessante ter os dados desse caso p/ poer acompanhar esse processo. Eu apostaria uma passagem com vc

          • MTorres

            Como assim ninguem ganha? Eu acho que sou bem remunerado. Consigo duas passagens internacionais por ano com minhas milhas. É um retorno que tenho por ter sido fiel a X cartão.

            Se o cara gasta mil reais e recebe 500 milhas, o banco DEVOLVEU uma singela parte do lucro dele pra pessoa. Justo. Banco é um monstro na hora de ganhar dinheiro. Mas não acho que sou PREJUDICADO por eles. Caso prefira, posso usar o colchão pra guardar meu dinheiro.

          • Pedro

            Marcos, já que vc é advogado me tire uma dúvida, pois eu trabalho em uma empresa de contabilidade, no qual realizamos vários pagamentos de títulos de créditos para nossos clientes, que variam entre 300 a 500 mil/ mês, caso eu pagasse todos esses títulos com meu cartão de crédito, e com o dinheiro dos clientes pagasse as faturas dos meus cartões, qual crime eu estaria cometendo? Já que obtive vantagem e o banco obteve prejuízo. Os boletos para serem considerados forjados não deveriam ter alguma falsidade em sua emissão? Vc alguma vez já emitiu algum boleto vinculado a sua conta corrente? Pois, quando eu realizei esse tipo de serviço, não me foi pedido explicação sobre o motivo da emissão desse boleto, que no meu caso foi para facilitar o pagamento de um dinheiro emprestado a um amigo, então me explique como foram forjados esses boletos? conforme vc afirma acima, que ainda não entendi.

    • Igor

      Sabe de nada inocente! O Santander cobra 19,90 e dá apenas 1,1 milha por cada dólar gasto. Os bancos não tiveram prejuízo nenhum com a conduta porque cobraram as tarifas estabelecidas no regulamento do banco. Se esse cara sozinho movimentos 39 milhões o Brasil inteiro movimenta alguns trilhões e os bancos cobram as tarifas que avaliam que sejam mais pertinentes. Só haveria crime se os cartões fossem fraudados ou se ele não pagasse a fatura dos cartões, ai sim entraria o estelionato. Procure se informar melhor!

  • Archeiro

    Nao vi a reportagem, nem li todos os comentarios.
    De tudo posto, acho que obtenção de milhas era o objetivo do cara, fato que eh permitido pelos cartoes. Se o cartao nao quer que o pague contas pontue. Simplemente tira esse diferencial do cartão, tal qual o ITAU fez.
    No entanto, fizeram um estardalhaço escrachando a milhagem por boletos, que nao eh crime, eh permitido pelo cartao.
    O cara pode ter cometido fraude na analise de credito junto aos bancos, forjando documentos, ter se associado para esse fim com outras pessoas, tendo incidido em quadrilha e ter sonegado imposto da venda das milhas, o que nao eh permitidos por nenhum programa, como eh proibida a agiotagem.

    Ta com uma cara de materia paga, e vou além, paga por empresas de turismo, pois os bancos e os programas de milhagem e companhias aereas curtem a milhagem. A milhagem só é ruim para as empresas de viagens e turismo.

    Nao to defendendo o cara. Ele pode ter cometido varios crimes. Mas deram foco na milhagem para fazer sensacionalismo. Pra mim é coisa de companhia grande de viagens e turismo que bancou essa papagaiada. E mais, crime financeiro deveria ser investigado pela PF e nao pela CIVIL. Esse crime puxaria a competencia sobre os outros de quadrilha e estelionato.

    • MTorres

      Esta enganado. Os bancos tambem perdem com milhas. Mas tal perda é compensado com tarifas e limites. Obvio que hj esta normalizado, mas estava uma zona. Imagina pagar um boleto de um corolla, e ganhar 70 mil milhas. Ainda se for um dia antes da fatura fechar, não da quase NADA de juros. Lindo, mas lesa os bancos, que no caso não tiveram vantagem.

      Resumindo…tava tudo muito lindo… pessoas normais usavam o pague contas e conseguiram 1 milhão, 500 milhas e etc. Aí vem um louco e fura tudo. Sem necessidade usar o artificio do boleto, pois se ele tivesse compras e etc num nivel de uns 10k mensais, dava pra ter feito sem usar boletos…só tendo mais paciencia.

  • nao li todos os comentarios mas quem aqui lembra uma materia que saiu ha algum tempo do AMERICANO DO PUDIM?

    teve uma promoção de uma marca de pudim que dava milhas, o americano comprou muitos milhares de pudins com aqueles cupons de desconto e ganhou muuuuuuuuuuuitas milhas e passa a vida viajando E acumulando mais milhas!
    Fez de um jeito honesto (pagou pelos pudins) e se deu bem!

    • PB1

      A diferença no "Pudding Guy" é que todas as empresas envolvidas aproveitaram para estratégias de marketing corporativas e vender seus serviços – Desde a empresa de pudins, às entidades de caridade que receberam os pudins, às companhias aéreas com seus sonhos de consumo.

      As empresas de milhagem utilizaram UM caso de sucesso para atrair milhões de pessoas para essa possibilidade, que ocorre, talvez, uma vez na história de vida de cada programa.

      Sem moralismos, foco no Business e no lucro corporativo.

  • Fabio Mello

    pra mim foi mito demais…não cometeu crime, viajou o mundo e ferrou com essa corja de ladrões chamados bancos….tem que virar filme….virei fã dessa familia

  • Guilherme

    Para contornar isso bastaria termos duas empresas, e uma prestar serviços para a outra.

    Pronto, resolvido. Duas PJ são duas pessoas diferentes.

    Agora vocês já podem começar a quebrar a banca.

    • MTorres

      Quando uma empresa vende para a outra pode incidir IPI, ISS, PIS, COFINS, IR e o escambau.

      Quando gerou boleto de CPF pra CPF nao teve nada disso.

  • Carlos

    Uma dúvida sobre vender milhas: – Além de ser contra o regulamento dos programas de milhagem, implicaria em que "medidas judiciais cabíveis"?

    "
    5.2.1. As Milhas Smiles não poderão ser vendidas, doadas, cedidas, ou de qualquer forma alienadas ou oneradas, nem são passíveis de sucessão por herança, salvo em caso de eventual produto ou serviço desenvolvido por Parceiro em conjunto com a Smiles, que possua regras específicas que o permitam. Em caso de falecimento do Participante, seu Número Smiles será encerrado e as Milhas Smiles canceladas. A utilização indevida de Milhas Smiles de Participante falecido sujeitará o infrator às medidas judiciais cabíveis, bem como ao cancelamento de sua Conta Smiles em virtude da infração cometida e comprovada pelo Smiles.
    "

  • Alex

    O mais engraçado é que o banco Bonsucesso tem o cartão de crédito internacional pré pago MEOCARTAO e lá você só tem como recarregar esse cartão via boleto. Ou seja você paga uma coisa com o boleto que vai para você mesmo….

  • wilbur

    Interessante que ninguém questiona o sistema de milhagem. A aquisição de passagem aérea atrelada a um determinado nível de consumo é encarada como um "prêmio", só que os custos deste "prêmio" já estão embutidos nos custos financeiros das operações realizadas. Seria preferível que fossem reduzidos tanto os preços da movimentação financeira quanto os das passagens aéreas, para que haja maior transparência e clareza na escolha de cada consumidor.

  • Rosemberg

    No Brasil tudo que gera prejuízo à Bancos é Crime… E a mídia está comprada para defender os interesses dos banqueiros… Só eles podem se dar bem sempre… Se alguém consegue ser inteligente o suficiente para burlar o Sistema é considerado criminoso…

  • Pedro

    Gostaria que alguém me dissesse qual foi o crime cometido? Esqueça o que a reportagem sensacionalista diz e responda. Primeiro irei explicar como esse "esquema" funciona, vc terá que ter um cartão que os pontos por compra sejam convertidos em milhas (proporção cada dólar gasto = valor x de milhas), o q ocorreu é que essa família verificou uma "brecha" para conseguir essas pontuações, da seguinte forma: qualquer pessoa física pode emitir um boleto/ título (desde que possua conta corrente), no valor que quiser pagando somente uma taxa para emissão do mesmo, (no itau esse boleto pode ser emitido pela internet pagando uma taxa de + ou – R$ 12,00 até 2012), esse boleto não possui validade jurídica, ou seja, não pode ser protestado e não pode ser cobrado judicialmente, por não se tratar de um titulo de crédito previsto em nossa legislação, pois se tratar de um documento unilateral. A maiorias das operadoras de cartões permitem o pagamento de títulos/boletos com seus cartões (pagando uma taxa que no visa até 2012 era de +/- R$ 18,00), caso as operadoras de cartões de créditos não oferecessem nenhum prêmio para os gastos realizados nos mesmos, vc teria somente pago as taxas no valor de R$ 26,00 e o valor do título/ boleto, mas não é isso que ocorre, pois os cartões oferecem PRÊMIOS que podem ser modificados, suspensos ou extintos a qualquer momento pelos mesmos, pois sua oferta não estão vinculados a nenhuma lei, o que essa família fez foi ao verificar essa "falha" no sistema de prêmios, começou a emitir boletos/ títulos em seus nomes (o que é permitido pela regulamentação bancaria e não existe nenhuma lei que proíba) e a realizar o pagamento desses boletos/ títulos com o cartão de crédito, (exemplo vc possui um cartão com limite de R$ 12 mil, vinculado a sua conta do banco "bradesco", vc irá emitir um boleto com valor de R$ 12 mil para sua conta do banco itau," pois na mesma conta vc não consegue", pagará as taxas/ tarifas, com esse valor em sua conta, vc pagará o cartão de crédito), fazendo esse círculo diversas vezes vc irá acumular milhas, que poderão ser usadas em viagens, foi isso que essa família fez com diversos cartões em seus nomes, esse no meu entender não é um problema criminal e sim um problema para as operadoras de cartões ao ter verificado essa falha solucionar, e mais o que poderia no máximo acontecer a essa família é ter que dar explicações para receita federal sobre essa movimentação financeira não corresponder a sua declaração IRPF, após ser explicado seriam liberados, pois se vc possui em sua conta R$ 5 mil e é algum "maluco", que saca e deposita umas 100 vezes gerando assim uma movimentação financeira de R$ 500 mil/mês, vc estaria cometendo algum crime, por gerar esse volume de transação? Essa é apenas uma suposição sei que não é assim que funciona, Então qual foi a fraude? já que emissão desse boleto não está vinculado a nenhum objeto, não havendo assim nenhuma simulação de negócio para caracterizar a fraude e esse boleto não possui os requisitos para ser caracterizado como titulo de crédito previsto na nossa legislação, então não houve qualquer ilicitude na emissão desse boleto, o que ocorreu realmente foi uma irresponsabilidade da P.Civil do Rio, ao divulgar o caso para os meios de comunicação, antes da conclusão das investigações. O que difere esse caso do caso que ocorreu na china onde passageiros de 1ª classe, teriam acesso a uma área VIP onde era servido petisco e almoço, sendo que um desses passageiros viu uma brecha nesse "sistema" e antes de embarcar, ele remarcava a passagem para o dia seguinte e fez isso por quase 1 ano, até que a companhia aérea percebeu essa situação reembolsou esse passageiro o valor da passagem e modificou sua forma de operar para evitar que isso ocorresse novamente. http://oglobo.globo.com/estilo/boa-viagem/chines-… Mas caso alguém entenda que essa família, cometeu algum crime me diga qual? Quais leis foram infringidas?

    • Marcos Augusto

      Código Penal Art. 171 – Obter, para si (Bruno) ou para outrem (família), vantagem ilícita (milhas), em prejuízo alheio (o banco recebe um valor fixo e baixo pelo pagamento de boletos. Portanto, se a pessoas pagar valores altíssimos como o Bruno, o banco vai ter prejuízo, pois o que vai receber de taxas é menos do que vai ter que pagar pelas milhas a serem repassadas ao cliente. No caso de compras o banco não teria prejuízo pois recebe uma porcentagem da transação), induzindo ou mantendo alguém em erro (o banco entendeu: Nossa, temos um milionário maluco que paga milhões em boletos bancários), mediante artifício (dívidas e boletos inventados), ardil, ou qualquer outro meio fraudulento.

      • Pedro

        Marcos cadê a lei que regulamenta a aquisição e uso de milhas aéreas, como vc mesmo citou o art. 171 CP, diz que a vantagem tem que ser ilícita, onde está a ilicitude nesse caso para ser ilícito deverá existir lei antes que o proíba, ou seja, pq vc considera que existiu um prejuízo então existiu um crime, vamos utilizar como exemplo uma empresa, que utiliza as brechas na legislação tributária para pagar um tributo menor, essa empresa está cometendo um crime pq a arrecadação foi menor, então menos dinheiro nos cofres públicos "prejuízo", não vejo como prejuízo dos bancos, mas sim uma redução de seus lucros, como tb não acredito nessa justificativa de que é por isso que o sistema de milhagem, está pior, pois bastaria restringir o uso do cartão para pagamento de títulos de créditos (conforme os previstos em lei) e de empresas reconhecidas no mercado, pq não o fazem? pois esse prejuízo não deve ser tão grande assim, senão já teriam feito, um fato agora curioso para vc marcos, vc sabia que as tarifas bancarias foram criadas, no Gov. Sarney com a criação do plano cruzado, esse plano inicialmente baixou significativamente a inflação, o que causou protestos dos bancos, pois os mesmos lucravam muito com a inflação, sob alegação de que estavam iniciando a informatização e expansão de suas agencias, foi autorizada a cobrança temporária de tarifas para reduzir esse "prejuízo", sendo que essa cobrança é realizada até hoje, e com essas tarifas é pago todo salário dos funcionários, manutenção e construção novas agências. Então vc acredita mesmo que esse "prejuízo" é significativo para os Bancos, ou vc considera que qualquer redução de lucro é crime? me explica que ainda não entendi.

      • Pedro

        marcos, como vc deve ser conhecedor das porcentagem das transações recebidas pelos bancos, me diga qual a porcentagem repassadas pelas bandeiras dos cartões de créditos, para operações de compras de produtos e de pagamentos de títulos, vamos utilizar como exemplo o mesmo valor para as duas operações R$ 3.000,00. Para podermos calcular esse prejuízo…

    • PB1

      Parece-me que o Brasil não aprendeu nada com o triste caso da Escola Base em São Paulo, onde os donos foram mediaticamente expostos e ostracizados por "molestar crianças".

      Inquérito terminado e não era nada disso: Mas o casal já morreu na desgraça e sem sua Escola, que afinal era até então considerada uma boa Escola.

      Melhor não julgar sem ter acesso a todas as evidências; Para isso existe um fórum próprio que a Sociedade chama de Tribunal.

      Pior aos que são religiosos aqui entre comentaristas e se apressam a julgar; Será que a Bíblia permite julgamentos apressados por outros irmãos de fé ?

      PS – Eticamente eu não faria esta trama, já por questões de princípio tanto em relação ao sistema financeiro como ao regulamento de milhas; Mas entendo que tanto bancos como empresas de milhagem são crescidas e maduras o suficiente para saberem se valeu a pena para todos os envolvidos.

  • Rita Zaniboni

    Nessa confusão toda, a otária aqui descobriu que tem 98mil pontos no cartão e nunca usou. Eu não sabia que funcionava mesmo e nunca dei atenção. Agora fiquei antenada, kkkkk.

  • Igor

    Fiquei decepcionado com essa Rede Globo com uma reportagem medíocre, sensacionalista e sem nenhum embasamento expôs uma família a execração pública. Nunca fizeram isso nem com bandidos e políticos corruptos e fazem com um cara que obteve as milhas porque o regulamento dos bancos assim permitiam. O cara não fraudou nem roubou milhas. Conseguiu as milhas porque pagou os encargos para obtê-las. Se viajou com as mesmas não deve nem declarar já que não houve lucro, mas sim usufruiu de um prêmio. Não houve nenhum prejudicado, tanto que nem as companhias aéreas nem os bancos denunciaram o caro. Acendeu a luz no COAF por causa dos valores movimentados, que a meu ver não são decorrentes de prática ilícita. Infringiu apenas o regulamento dos programas de milhagem quando vendeu, mas não quando viajou com a família porque é uma doação de milhas para parentes.

  • Joca da Silva

    Como é que eu não pensei nisso antes?!

    • Bau

      Chegou tarde! Agora já era!

  • Fábio

    Rita, cuidado com seus pontos que você poderá ter problemas! Transfere eles pra mim que eu seguro a bronca kkkkkk

    Brincadeiras à parte, esse caso é bem interessante e precisa ser analisado em partes. Uma é a questão da movimentação e da emissão de boletos, que por si só, eu acredito que não vai dar em nada. A outra é que ele provavelmente não vai mais poder participar de nenhum programa de milhagens 😀 E a última é sobre os supostos crimes que ele possa ter praticado para atingir o objetivo.

  • Bau

    Tá aqui o MD explicando como pagar uma fatura na outra faz você ganhar mais milhas! http://www.melhoresdestinos.com.br/ganhar-milhas….

    Nesse esquema aqui você apenas "dobra" a quantidade de milhas.

    O que o cara fez foi "turbinar" esse esquema com os boletos permitindo circular o crédito dele entre os cartões. O boleto era o meio de fazer o dinheiro circular.

    Outra coisa é que o cara fez isso numa super/mega/ultra escala.

  • Johnpeter

    Querem saber quem este cara prejudicou? Todos que já marcaram uma passagem por milhas na vida.

    Amanhã mesmo os poucos bancos que ainda aceitam pontos no pagamento de boletos irão retirar este benefício do sistema. Era só a desculpa que eles estavam esperando.

    As pessoas que estão aqui apoiando este sujeito deveriam pensar nele na próxima vez que não conseguirem marcar uma passagem pelo Smiles ou Multiplus.

    Mas neste país pensar assim é coisa de "otário". Cada um por si.

  • Alex

    galera, olha que reportagem interessante de 2012 http://oglobo.globo.com/economia/pagar-contas-com

  • mariostefa

    Prá mim, o governo (receita Federal) e o Bancos, não querem concorrentes no mercado. Só´eles é que podem meter a mão no bolso dos brasileiros.

  • Joao Estrela

    Nesse exato momento estou no Chile, e aqui é permitido abrir uma conta num banco chileno e ter cartão de credito mesmo nao sendo cidadão.

    Fiquei pensando depois de ler aqui:

    Digamos que esse cara fizesse todo o esquema que fez via internet em um ou varios bancos de outro país, ex Chile ou sei la mais qual.

    Logo nao levantaria suspeita da receita Brasileira, e caso a receita, digamos chilena, descobrisse ele não seria deportado ou sei lá condenado no Brasil, correto?

    E caso tb que ele resolvesse vender as milhas, mas declarasse esse valor na receita como receita e pagasse o imposto dela.

    Juristas e advogados de plantao (parece que aqui no MD tem mtos) o que aconteceria com ele???

  • Marcos Alves

    POR FAVOR, VAMOS PENSAR ANTES DE ESCREVER!!!!
    ELE PODE TER 100 CARTÕES SE ELE QUISER!! ELE PAGA AS ANUIDADES….
    ESTELIONATO?? O BOLETO ERA DELE PARA ELE, NÃO TEVE UM TERCEIRO……
    SONEGAÇÃO?? SE O DINHEIRO QUE ELE "RECEBE" E DELE MESMO ISSO NÃO E RENDA!!!!! E MOVIMENTAÇÃO BANCÁRIA…
    E NÃO INTERESSA QUANTO ELE GANHA….. AS MILHAS SÃO OFERECIDAS PELA MOVIMENTAÇÃO DO SEU CARTÃO, E NÃO PELOS SEUS LUCROS OU SUAS DESPESAS……
    E AS MILHAS? QUEM RESOLVE SE ELE TEM DIREITO A CREDITO DAS MILHAS E A INSTITUIÇÃO FINANCEIRA……
    NÃO TEM CRIME!!!!! NEM IMORALIDADE!!!

    AGORA POR FAVOR AOS HIPÓCRITAS DE PLANTÃO…..
    POR FAVOR, DEVOLVAM O TROCO ERRADO PORQUE ISSO E O CERTO….
    VA A IGREJA SEMPRE QUE QUISER E SE, SOMENTE SE, ESTIVEREM COM VONTADE….
    VIAJE SEMPRE QUE PUDER, INDEPENDENTE DA ONDE VOCÊ MORE…..
    SE PUDER LEVE SEUS AMIGOS E FAMILIARES….
    NÃO DEIXE DE PAGAR SEU CARTÃO EM DIA, PORQUE O FANTÁSTICO NÃO VAI ATRÁS DE NINGUÉM DISCUTIR O JUROS QUE VOCÊ TERÁ QUE PAGAR….
    SE VOCÊ NÃO TIVER DINHEIRO PARA PAGAR SUA FATURA DE CARTÃO DE CREDITO, PAGUE COM OUTRO, PORQUE ISSO PODE PELO REGULAMENTO DE ALGUNS DELE, E NÃO ADIANTA PEDIR PARA O CARTÃO NÃO CREDITAR SUAS MILHAS POIS JÁ FOI CREDITADO EM OUTRO DA MESMA BANDEIRA PORQUE ELE VAI TE RESPONDER QUE SE NÃO CREDITAR ESTARÁ INDO CONTRA O CONTRATO ENTRE VOCÊS E AÍ SIM VOCÊ PODERIA GANHAR UM DINHEIRO PROCESSANDO O MESMO POR NÃO CUMPRIR AS REGRAS DO CONTRATO QUE ELE MESMO REDIGIU…..
    99% DOS LUCROS DOS CARTÕES VEM DAS TAXAS PAGAS POR QUEM ACEITA OS MESMOS COMO FORMA DE PAGAMENTO, POR ISSO SE VOCÊ LIGAR PRA LA, ELES VÃO ANALISAR SUA LUCRATIVIDADE E TE ISENTAR DA ANUIDADE QUE TE COBRAM…………

    …… MAS ISSO, EU TENHO CERTEEEEEEEEEEEEEEEEZA, ABSOLUUUUUUUUUTAAAAA, QUE NENHUM DESSES FALSOS MORALISTAS, JAMAIS FIZERAM, E NEM VÃO FAZER !!!!!!
    PORQUE ISSO E LEVAR VANTAGEM IGUAL…. ENTÃO NÃO LEVEM VANTAGEM…. MESMO QUE SE TRATE DE GASTAR O SEU DINHEIRO…
    ALIÁS, LIGUEM PRA LA E PEÇA PRA AUMENTAR SUAS ANUIDADES PORQUE VOCÊ PODE PAGAR MAIS POR ESSE SERVIÇO!!!!!!

    pronto, desabafo de alguém que se indignou com tantas opiniões toscas ….

    Marcos Alves…..

    • Marcos, por favor, evite escrever tudo em maiúsculas

  • Muito fantasiosa essa história! A explicação da Globo não está correta… Não é viável emitir boletos só para receber milhagem, pois se esquece que existe uma taxa para a operadora do cartão em cada compra, afinal é disso que elas vivem! Além do que pagar boletos/contas (não gera milhagem) é diferente de fazer compras com os cartões de crédito (gera milhagem). Pela quantidade de cartões de crédito mostrada na matéria, duvido que sejam em nome dele ou da família! Deve ser falsificação da braba…

  • Diogo

    Minha nossa, tenho vergonha de ler certos comentários. O cara foi esperto, malandro, imoral? Sim, mas cometeu um crime? Qual?

    Vocês sabem o que é um boleto? Basicamente um boleto é um ATALHO para um depósito em uma determinada conta, não tem nada a ver com comercialização de mercadorias ou serviços. É igual um DOC ou TED. Se vocês quiserem pode até fazer uma campanha de doação e gerar vários boletos de uns R$ 10,00 por exemplo. Não vai ter nenhuma comercialização ou serviço envolvido e o boleto será totalmente legal.

    Lavagem de dinheiro? Vocês sabem o que é lavagem de dinheiro? Sítio do Ministério da Fazenda: "O crime de lavagem de dinheiro caracteriza-se por um conjunto de operações comerciais ou financeiras que buscam a incorporação na economia de cada país de recursos, bens e valores de origem ilícita".

    Que origem ilícita é essa? Não existe. Ou seja, não tem lavagem de dinheiro.

    E dizer que o cara movimentou 35 milhões de reais é piada. Vou fazer o seguinte: tenho R$ 100,00 na minha carteira. Vou pegar e colocar no meu bolso. Quantos reais vou ter no meu bolso? Os mesmos R$ 100,00.

    Agora vou fazer o seguinte: vou pegar esses R$ 100,00 do bolso e colocar na minha carteira. Depois vou colocar de novo no bolso. E vou repetir isso 50 vezes. Quantos de dinheiro eu vou ter ao final disso? OS MESMOS R$ 100,00 – menos para a polícia, que vai dizer que eu movimentei R$ 10.000,00 huehueueeuh. Sério, muito idiota isso.

    Acho que vou movimentar uns 10 milhões de reais esse mês. Tenho uns 2 mil na poupança, vou transferir para a conta corrente e depois para a poupança de novo. Complicado que eu também faço DOCs e TEDs todo mês, transferindo da minha conta do BB para a CEF. Estou me sentindo muito criminoso agora.

    Enfim, piada de extremo mal gosto. O que me deixa mais triste é ver que a maioria das pessoas não entende PORR* NENHUMA e sae cuspindo besteiras, achando que sabem tudo. Isto é que me deixa com aquela sensação de que não tem jeito de melhorar mesmo, as pessoas são muito bitoladas, acreditam em qualquer merd* que a imprensa fala.

    • Fábio

      Essa é a verdadeira cara do brasileiro.
      Esses comentários JULGANDO antecipadamente o cara (alguns só faltaram pedir prisão perpétua) me lembra do caso da banana que jogaram para o Daniel Alves. Todo mundo ficou indignado, estarrecido, horrorizado com o preconceito escancarado, fizeram um monte de campanhas hipócritas contra o preconceito e tal. Mas quando o jogador colombiano machucou o Neymar na copa, o brasileiro novamente mostrou sua verdadeira cara no facebook dele, com insultos, xingamentos e acusações do mais baixo calão. O jogador foi chamado até de assassino!

    • Sergio

      Nossa! Delegado e a equipe de polícia e promotores estão o indiciando por crime e um cara da internet tá falando que não é crime. E agora, em quem acreditar?

      • Fábio

        Eu não disse que ele não cometeu NENHUM crime. E o fato dele ter sido indiciado, não quer dizer que será condenado. Até acredito sim que possa ter tido alguuuuum crime junto com a questão do pagamento dos boletos, da movimentação do dinheiro e tal. Mas não dá para afirmar nada só com base na meia verdade que passou no fantástico. A polícia é quem vai ter que provar.
        A mídia é manipuladora ao extremo, e as pessoas estão tão cegas que dão como verdade absoluta qualquer notícia, por mais tendenciosa ou fantasiosa que possa ser. Mas isso é estratégia do próprio sistema, que desde a escola primária incentiva o pequeno a não pensar, não raciocinar, não ter opinião própria. Você não precisa conhecer história/geografia/química/matemática/etc, basta decorar o que vai cair na prova. Com o sistema de progressão continuada, já que ninguém repete de ano, o pequeno zumbizinho vai empurrando com a barriga e chega à universidade sem conseguir interpretar um texto. E assim se forma uma nação de analfabetos funcionais.
        Sobre a verdadeira cara do brasileiro, é só reler os comentários com mais atenção.

      • Pedro

        Sérgio, vc é parte nesse processo, pq como vc sabe que já existe um processo e promotores no caso? Na reportagem, eu vi que a policia civil está na fase das investigações, colhimento de provas, e como é de costume, a policia divulga fatos para mídia, antes da conclusão das investigações. Então em quem vc deve acreditar? Depende da sua capacidade de analisar e formar opinião própria, buscando fontes diversificadas e analisa-las de forma critica.

  • Felipe

    O próprio texto desta reportagem começa errado: "…o mundo dos milheiros foi abalado…" Não! Ao contrário.

    • Abalado no sentido de polêmica. Basta ver que são 566 comentários nesse post até agora!

  • sabbathbh

    Além do caso do norte americano que gerou mais de um milhão de milhas comprando pudim teve outro muito interessante também e que lembra o dessa familia: os caras que usaram um programa do governo norte americano de incentivo a circulação de moedas pra acumularem milhões de milhas. Outro jeitinho norte americano: http://www.dailyfinance.com/2013/02/28/credit-car

    • PB1

      Vale notar que neste caso houve realmente movimentação diária de dinheiro vivo, chegando em transportadoras e sendo depositado em bancos. Sabemos que dinheiro vivo é muito mais dificil de rastrear. Imagine depositar diariamente o equivalente a 10,000 dólares no caixa humano do Banco, em moedinhas.

      Chama a atenção que nos EUA, o sistema de fraudes entendeu, sequer incomodou os cidadãos e reportagens na imprensa mostravam de forma bem humorada a questão de gerar troco aos cidadãos.

      No Brasil, opta-se por adentrar a casa de um cidadão de manhã cedo com fuzis e câmeras de TV, ao estilo CULPADO, até prova em contrário. A Imprensa escreve que "de manhã a família estava de pijama". Muito provinciano e populista.

  • Flávio

    Não existe jeito certo de fazer a coisa errada.

  • Mendonça Júnior

    Meu Deus! Que post movimentado.
    Engraçado como nessas horas aparecem advogados, juízes e, principalmente, promotores.
    Não posso dar minha opinião acerca da conduta desse cidadão, pois se assim fizesse cometeria a mesma injustiça que cometeram com Cristo: condenar sem sequer conhecer os fatos.
    Não posso – e nem vou – basear minha opinião em uma reportagem de uma emissora que não se pode der total credibilidade. Aliás, está difícil hoje, no mundo todo, diga-se de passagem, achar um veículo de comunicação realmente independente, que difundam a notícia tal como aprendem na faculdade: com total imparcialidade, deixando de lado qualquer tipo de interesse.
    Qualquer advogado porta de cadeia sabe que não de pode tirar conclusões sobre a conduta praticada pelo indiciado sem sequer conhecer a fundo o caso.
    Ou quem de vocês advogados, quando são questionados sobre determinado caso, não respondem que precisam saber da história completa?
    Um dos males da humanidade é defender e acusar sem ter total conhecimento do caso.
    Isso sim, pode vir a ser crime.
    Gostaria de ver a toda poderosa Rede Globo fazer uma nova reportagem caso ele seja absolvido.
    E não estou aqui defendo ele, mas simplesmente o direito que todos tem a defesa.
    TODOS são, indistintamente, criminosos em potencial.

  • Lorena

    O pior é ver tanta gente ainda defendendo esse tipo de “jeitinho”. Que país de gente desonesta!

  • MARIA

    Impressionante este cara, além de espertinho, tem de graça um monte de defensores. Neste país, os pilantras se tornam os bons. Tem um ditado que diz: um gambá cheira o outro.

  • Daniel

    Acho que a única coisa que esse rapaz fez de errado foi o exagero da movimentação financeira. Alguém concorda? O que ainda assim não é crime.

  • lenon chaves

    A policia do Brasil tinha que ter vergonha em prender essa familia que achou um jeito inteligente de viajarem de graça pelo mundo e ainda levarem vantagem financeira(Quem não queria?)As empresas aéreas ganham muito dinheiro nas passagens que compramos,pois chegam a ser as mais caras do mundo e esse programa de milhagem não chega a dar prejuizos pois as mesma não geram tributos para o governo.A Policia tinha que começar a perseguir os politicos corruptos do Brasil que roubam nossa nação todos os dias e não pessoas de bem que trabalham na informalidade.Acorda Brasil!!!As eleições estão chegando,chega da mesmice.

  • Pedro

    Já que esse post está cheio de advogados me tirem uma dúvida, pois eu trabalho em uma empresa de contabilidade, no qual realizamos vários pagamentos de títulos de créditos para nossos clientes, que variam entre 300 a 500 mil/ mês, caso eu pagasse todos esses títulos com meu cartão de crédito, e com o dinheiro dos clientes pagasse as faturas dos meus cartões, qual crime eu estaria cometendo? Já que obtive vantagem recebendo milhas e o banco obteve "prejuízo". Os boletos para serem considerados forjados não deveriam ter alguma falsidade em sua emissão? Vc alguma vez já emitiu algum boleto vinculado a sua conta corrente? Pois, quando eu realizei esse tipo de serviço, não me foi pedido explicação sobre o motivo da emissão desse boleto, que no meu caso foi para facilitar o pagamento de um dinheiro emprestado a um amigo, então me explique como foram forjados esses boletos? A constituição federal já define em seu art. 5o, XXXIX, verbis: “não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal”. O banco foi levado a erro? como vi que muitos afirmam que a previsão está no art. 171 CP, então um correntista realiza movimentações bancárias de 39 milhões anualmente, e passa desapercebido pelo banco, pois essa movimentação é comum entre a maioria de seus correntistas.

  • Eita coisa boa é viajar!

  • miquéias

    Pessoal acho que preciso de algumas aulas se não vou conseguir levar minha filha na disney, preciso de mais informações..rsrsr

  • Guerra

    A verdadeira justiça deve ser feita comparando-se o cidadão que se aproveitou de uma brecha no sistema e os bancos, será que os bancos (somente um deles o grupo Itaúsa teve 6,1 Bilhões de lucro LÍQUIDO! em 2013) são tão inocentes e injustiçados assim?
    Eu que paguei 9,1% de juros no meu cheque especial enquanto o banco me dá 0,5% na poupança me sinto ROUBADO!
    Infelizmente em uma sociedade sempre teremos os espertos que se aproveitam das brechas do sistema e ganham vantagem com isso e os trouxas como nós que somos enganados diariamente.
    Acontece que os Bancos são os que mais se aproveitam das brechas do sistema enganando e tirando tudo que podem das pessoas de bem, então se um cidadão conseguiu ser mais espertos que eles por uma vez só posso dar os meus parabéns.
    Os Bancos que se explodam na minha opinião!

  • William

    Me decepciono muito com a falta de ética das pessoas. Realmente nosso país não irá para frente, sempre uns querendo passar a perna nos outros.

  • Lucas

    De fato ele encontrou uma brecha no sistema… Se encontrarmos um porta lateral aberta, que não requer nenhum esforço para adentrar a um local que há uma bilheteria do outro lado, não estamos sendo desonestos? pode não ser crime, porta aberta, sem ninguém controlando, mas é correto utiliza-la? Fica a questão.

  • Joao Estrela

    Alguem aqui sabe as taxas dos bancos para pagamento de contas com o cartão de crédito???

    No itaú cobram IOF + 2,99% de juros da data do pagamento do boleto até a data do pagamento da fatura!
    E PASMEM, PAGAMENTO DE CONTAS COM O CARTAO NÀO DA PONTOS NO PROGRAMA SEMPRE PRESENTE!!!

    No HSBC, tem limite diário de pagamento de contas com cartao dependendo do cartao (de 500 a 4 mil reais diários), paga-se 15 pila por conta paga + IOF e + IOF diário até o pagamento da fatura do cartao.
    E PASMEM, AO CONTRARIO DAS 1,5 MILHAS POR DOLLAR, GANHA-SE APENAS 0,5 AO SE PAGAR CONTAS COM O CARTÃO.

    Alguem sabe dizer qual o esquema de outros bancos/cartões?

  • Bruno

    Na minha opniao, o cara esta de parabens ficou rico!
    E vcs que precisam trocar e juntar milhas q se lascem. Nao deviam nem viajar se estao fazendo isso.
    Viajar eh pra rico!