Em crise, Passaredo entra com pedido de recuperação judicial

Denis Carvalho 19 · outubro · 2012

A Passaredo entrou hoje com um pedido de recuperação judicial devido à sua grave situação financeira. A companhia afirmou que manterá seus voos normalmente e deve apresentar um plano de pagamento de seus credores em 60 dias. Na nota oficial divulgada pela empresa, ela aponta  “o alto preço do combustível, o atendimento das demandas regionais utilizando jatos e, inclusive, uma concorrência específica, momentânea e predatória” como motivos que à levaram à quase falência, em uma clara alusão aos voos mantidos pela Webjet em Ribeirão Preto, principal base e sede da Passaredo.

No mês passado a Passaredo deu mostras de que as coisas não iam bem ao suspender a operação de seus jatos Embraer ERJ-145 e reduzru sua frota de sete para apenas quatro aviões – todos turboélices ATR. Com isso, todos os voos para Ji-Paraná foram cancelados e vários outros foram suspensos ou reduzidos. Na ocasião a companhia informou que pretendia retomar alguns desses horários até dezembro, quando receberia mais um avião.

Veja abaixo o comunicado oficial:

“Nesta data, a PASSAREDO LINHAS AÉREAS ingressou com pedido de Recuperação Judicial, com o objetivo de viabilizar o pagamento do passivo gerado devido a diversos fatores que vêm ocorrendo nesses últimos tempos, e, assim, conservar as suas atividades, onde atua há mais 17 anos.

O alto preço do combustível, o atendimento das demandas regionais utilizando jatos e, inclusive, uma concorrência específica, momentânea e predatória vivida em sua base principal, Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, foram alguns dos fatores ocorridos no passado e que motivaram esta ação.

As mudanças atuais na estratégia da operação, que incluíram troca da frota de jatos por modernas aeronaves ATR 72 600 e a readequação da malha focada no transporte aéreo regional brasileiro, permitem que a PASSAREDO apresente hoje uma performance saudável, viabilizando o caminho para o desenvolvimento dentro de um setor que é um importante pilar para a infraestrutura do Brasil.

Com o IOSA (IATA Operational Safety Audity), certificado internacional de qualidade conquistado há poucos meses e uma frota nova de aeronaves, a Passaredo continua normalmente com suas operações e seus acordos comerciais, pronta para atender às demandas do setor aéreo regional.

Um plano consistente de pagamento será apresentado aos credores nos próximos 60 dias, para mostrar como a empresa pretende equacionar suas dívidas. Este recurso legal visa preservar empregos, atender aos credores e manter a função social da companhia.

A PASSAREDO LINHAS AÉREAS reitera que o pedido não altera o pleno funcionamento da companhia e todos os voos programados serão mantidos, sem alterações para os usuários.”

 Com informações do Panrotas

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Leandro

    O pessoal de Ribeirão tá enrolado! A Passaredo é uma boa companhia, mas sempre cobrou caro pelos seus serviços (caro é uma passagem para SP custar sempre mais de R$ 150,00 a R$ 200,00). Com as promoções da Webjet e mesmo da TAM ela teve que dar uma abaixada nos preços e não aguentou.

    Tomara mesmo que consiga superar essa crise e voltar para o mercado. Senão vamos sofrer muito por aqui…

  • Carmelo

    Vish…tem viagem pra SP no mes que vem, que de lá vou para Paris.

    Será que tenho que preocupar?

    • Leandro

      Sim. Acompanhe as notícias de perto para não chegar no aerporto e ser surpreendido. Minha esposa vai pegar um Passaredo dia 1/11 para SP. Eu já começo a monitorar agora. Se cancelar, vou instruí-la a comprar uma TAM lá na hora e depois a gente processa a Passaredo para tentar receber algo. Mas aparentemente vão manter os vôos. A AA tá em recuperação faz um tempão e não cancelou nada até agora… Vamos torcer para a empresa sair dessa enrascada…

  • Vinicius – POA

    Será que lá se vai mais uma?

    Almost RIP ;(.

  • Matheus

    E o governo nao faz nada, fica só assistindo todas as companhias aéreas brasileiras indo para o caminho da forca!

  • Carolina

    Para mim que vôo de Curitiba a São José do Rio Preto, foi uma perda imensa o fim da rota com escala em Ribeirão Preto.

  • Desentendido.

    Ora; a passaredo e webjet são empresas do mesmo grupo!

    Ou não?

    • diego benfica

      não a Webjet é da Gol agora a Passaredo é só Passaredo grupo Passaredo ninguem faz idéia quem são os acionistas da Passaredo e tb nem eu!!!!!!!!!!!

      • Desentendido.

        Veja em algumas reportagens:

        Constantino Jr., dono da GOL, paga do bolso R$ 20 milhões pela Passaredo.

    • Não. A WEBJET, antes da CVC, hoje é da GOL.

      A PASSAREDO tem apenas um acordo com a GOL, para venda de passagens em aeroporto que não são concorrentes.

      • Desentendido.

        Constantino Jr., dono da GOL, paga do bolso R$ 20 milhões pela Passaredo.

        • Camila Gomes

          Isso nunca foi confirmado

  • diego benfica

    Esse papo de concorrencia é furada porquê? a Webjet saiu de lá agora é só Azul e Tam a Passaredo já passou por essas crises e sinto dizer que dessa creio que ela não aguenta não e pior se ela não conseguir dar a volta por cima,nem a Tam,Gol,Azul ou Avianca o querem pois ela é pequena seu Hub é Rao e GYN e voa para poucos destinos,vejam bem esse ano primeiro a Aerosur cancela voos e diz estar tudo bem depois ela quebra,depois quem diria a Pluna quebra fica todo mundo ferrado depois Sol del Paraguay que iria fazer voos ao Brasil vai a falencia,dai veio o caso Tap que estamos falando direto depois ou antes a crise da American Airlines olha isso é um cenário apocaliptico isso é só o comecinho pessoal a coisa vai ser assim em todos os sentidos de empresa seja aviação,automobilismo etc.,

    vai chegar o dia senhores que até no nosso bairro a gente só vai ver mini-wall-mart ou mini-carrefour pois os grandoes vão comprar ou fazer falir mudando de assunto desejo sorte a todos da Passaredo e digo mais sorte a Tam estar nas mãos dos chilenos caso contrário Azul ou Avianca Brasil já teriam comprado!!!

    • diego benfica

      ou estaria fazendo compania aos aviões da Vasp e Transbrasil

  • Reinaldo

    Será que lá seu vai mais uma empresa?

    • diego benfica

      cartomante hoje só tem previsão para até 5 dias pois é dificil saber como estará daqui 6 meses

  • Fica minha torcida pela recuperação da cia, que era a única opção direta entre BSB-SJP (rota na qual tinha boa taxa de ocupação e que prometeram voltar a operar no fim do ano).

  • diego benfica

    amigo caso a Passaredo venha a falencia se vc o processar não ganha nada pois aí a empresa já morreu!!!!!

    • Leandro

      Sim, sim, você tem razão, mas ela não pode deixar de viajar e ficar batendo boca em aeroporto talvez não seja uma boa ideia…

  • Luis

    Foi tarde. Essa PassaMedo é uma porcaria…

  • Paulo

    Caro Matheus,

    Me desculpe, mas governo nao tem nada haver com falencia de cias aereas. Eu, como consumidor, nao quero que o governo coloque o meu dinheiro para cobrir dividas dos empresarios espertinhos. Ja basta a VARIG, que o governo custeou por anos. Abraco

  • BRA

    quero que quebrem de Vez pois oque fizeram no Oeste Bahiano tarifas. Bra para Ssa ou Bsb na tarifa de R$ 1.200,00 só nos sabemos oque foi isso agora com a Trip na area estao com tarifas de R$230,00 bando de ladrão por isso que estou revoltado com esta Cia aerea !!

  • ricardo

    Uma pena, já viajei muitas vezes no trecho Brasilia – Sao Jose do Rio Preto é sempre gostei do serviço e dos aviões da Passaredo. Tomara que a empresa nao feche as portas.

  • Camila Gomes

    Aproveitando esse momento do fim da marca Webjet, eu tenho uma dúvida direcionada para o Leonardo ou Denis, sobre a marca Pantanal: por que a TAM ainda finge que ela existe em alguns voos? Vejo que tem pelo menos umas 10 cidades que ainda tem um horário com a companhia, só não sei a pintura do avião… Tem alguma vantagem para TAM deixar alguns vestígios da Pantanal?

  • João Paulo

    E agora Palocci, quebrou foi???? Quem é de Ribeirão sabe de quem é a passamedo e a Leão e Leão… Parou de roubar, quebra messsmo!

  • Alejandro Lopez Garc

    A American entrou em recuperação praticamente apenas para ajustar seu passivo trabalhista, bem no espirito da lei deles (Chapter 11) que "importamos" (e mal – Lei 11.101/2005, aprovada, segundo o MP e o Supremo, com base em votos comprados). O problema é que no Brasil é praxe pedir recuperação judicial quando a empresa já se encontra em fase pré-falimentar, e aí é apenas dor de cabeça para os credores das 3 classes sujeitas ao regime (trabalhistas, garantia real e quirografarios), seguida de convocação em falência.

  • Soll

    INfelizmente essa empresa trata com desrespeito e falta de ética também seus funcionários, houve uma demissão em massa a alguns meses atras devido falta de pagamento "CORRETO", e quase todos não receberam seus FGTS, o que é uma vergonha já que sempre foram descontados, eles burlam contratações com falsas promessas: plano de saúde, almento salarial apos 3 meses… e simplismente não pagam e dizem que não temos como provar… é vergonhosa a forma como essa empresa trata funcionários e clientes.

  • Soll

    *aumento, simplesmente.

  • Fernando

    O Brasil é imenso, só mudar as rotas em vez de ficar insistindo onde já tem muita concorrência. Preços também sempre foram muito caros.

  • Leo

    Concordo com vc Matheus!!!!!!!

  • Leo

    Galera é muito chato saber de tudo isso!!! Sou Comissário e um Fãn dO MD. Com tudo isso gera muitos desempregos e falta d concorrencia para TODOS NOS.

    Bem que o Governo poderia fazer algo para ajudar as empresas,pq pelo jeito que estao andando as coisas,iremos viajar caminhando!!!!

    • Luis

      Nao deve ser o seu caso, mas tem muitas comissarias que merecem perder o emprego. Como é o caso de uma comissária da Passaredo que me tratou mal simplesmente porque estava com dor de ouvido e pedi um copo de água.

  • Oi Camila, eu também não vejo nenhum sentido nisso.

    • Teria sentido a GOL deixar vestígios da VARIG, também? (Peguei um voo CNF – BSB, 9083, na última terça, com aeronave VARIG. Foi um terror.)

  • Não é esse o caminho do Liberalismo? Que o mercado se regule? Aos que defendem a caça predatória, eis um resultado nefasto.

    Só haverá saída para a Passaredo se ela 1. for resgatada pelo Governo Federal (o que acho difícil) ou 2. a TripAzul absorvê-la como parte da holding. Aí, sim, dá para ela segurar seus preços atuais, ainda que ligeiramente acima da média, em prol de um serviço superior (beeeeeem superior) em relação à WebJet.

  • roberto moraes

    Em pensar que estav nos planos da empresa começar a operar também em Viracopos / Campinas-SP (VCP).

  • Nonato

    Agora o sonho de algumas cidades do Nordeste, que segundo informaç

    ões da mídia, reberiam voos da Passaredo – Parnaíba, no litoral do Piaaui, por exemplo, foi de água a baixo. A SUDENE que seria a mediadora, vai ter que buscar outra parceria.

  • luiz

    cLARO QUE NÃO!!!

  • luiz

    jÁ ESTÁ FECHANDO!!!

  • luiz

    Voces não estão vendo que o que os governantes querem é que não tenham mais filas nos aeroportos, e como fazer isso? Aumentando as passagens aéreas, para o povo voltar a andar de ônibus. Como era antes! Cade o CADE? A Anac?

    O que eles estão fazendo para impedirem o monopólio das Cias Aéreas? Nada! E por que?

    Fila nos aeroportos não é bom!

  • alvaro

    a crise aqui é de grandes ofertas como no ano passado

  • Na hora de dividir os lucros, o governo fica fora. Na hora do prejuízo, o governo tem que intervir.

  • Victor Nogueira

    Camila, tem várias vantagens. Não são vestígios. A Pantanal é subsidiária da TAM. Isso é uma estratégia das companhias aéreas do mundo inteiro para expandirem mais facilmente e conquistarem uma malha aérea maior. Quando vc compra uma companhia aérea, ou melhor, a torna subsidiária, além das aeronaves vc consegue permissões de países, rotas da antiga parceira e funcionários dela. É tipo jogo de WAR. Uma cia dominando a outra. A Lufhthansa, Swiss e Austrian por exemplo tem várias subsidiárias. A Amarican Airlines nem se fala. A Varig tinha dezenas de subsidiárias como Nordeste, Rio Sul e a Pluna. É assim que uma companhia cresce. O caso GOL é um pouco mais complexo. A Varig não é subsidiária da GOL, pq a Varig não existe mais. A GOL teve que comprar o nome varig para poder operar alguns trechos que ela não era autorizada, como por exemplo Buenos Aires. Mas acredito que agora ela já tenha essa autorização.

  • Leandro

    Um mini-carrefour já existe, chama-se Supermercado DIA, certamente tem um próximo a sua casa.

  • Juliano

    Esta empresa é mentirosa! Em primeiro lugar, mente que "todos os voos programados serão mantidos, sem alterações para os usuários". Meu voo BH-Ribeirão foi cancelado com menos de 48h de antecedência e não queriam me reacomodar em outra companhia. Ai entra a segunda mentira: tive que escutar por dois atendentes diferentes que os voos da Azul e da TAM estavam lotados (?!), mesmo depois que eu confirmei com o pessoal da Azul que havia mais da metade das poltronas livres. Tive que brigar muito, ficar extremamente nervoso e gastar horas de ligação de celular até receber um fajuto "é, senhor, surgiu uma vaga para o senhor no voo da Azul", a menos de 20h do voo. Duas dicas aos usuàrios: 1. Aqueles que pretendem voar com a Passaredo, não comprem passagens com eles; 2. Aqueles que jà têm passagens compradas, MUITA atenção para não passar o mesmo estresse que eu.

  • Antonio

    Mas é claro que vai a falencia a PASSAMEDO cobra o dobro das tarifas das companhias congeneres…

  • diego

    essa do mercado dia não sabia não valeu

  • Rafael

    A Passaredo era a única com rota direta Belém-Palmas, o serviço era ótimo e o vôo durava 1:20h. Em comparação com a GOL e TAM que demoram no mínimo 5h, prejudicou bastante…

    É uma pena mais uma empresa aérea indo pro buraco, penso que deveria haver mais concessões… afinal quanto maior a concorrência menor o preços para nós consumidores.

    Abs.

  • quem sabe o nome dos socios da Passaredo e/ou se alguma empresa
    aerea comprou a passaredo