Explorando a Europa de trem: dicas para aproveitar muito gastando pouco

Gisela Cabral 20 · junho · 2013

Promoções de passagens aéreas simplesmente “pipocam” aqui do outro lado do Atlântico. Moro na Holanda há cerca de dois anos e como uma jornalista fissurada por viagens, estou sempre de olho nas promoções tentadoras que surgem quase que diariamente. Acho realmente impressionante pagar 30 euros ou menos pra ir de Amsterdã à Londres, de avião, mas no post de hoje quero tratar apenas das inúmeras possibilidades de cruzar o continente sob trilhos.

2013-04-11_13.20.08

Como a maioria dos brasileiros da minha idade, eu não tinha noção do que era viajar de trem até sair do País e conhecer uma outra realidade. Aqui tive a oportunidade de ver de perto um sistema bem eficiente, com estações organizadas e que oferecem excelente estrutura: restaurantes e lanchonetes, caixas eletrônicos e casas de câmbio, pontos de informação turística (muito úteis para quem está chegando!), além de trens ultra modernos e confortáveis, com vagão-restaurante, Internet wifi e muito mais.

Sem contar que as viagens de trem na Europa costumam ser confortáveis e bem mais divertidas, pois são repletas de belas paisagens. Soma-se a isso, ainda, a tranquilidade em não precisar chegar à estação com duas ou mais horas de antecedência, como no caso das viagens de avião. Cerca de meia hora antes já é possível saber o número da plataforma e o local de acordo com a numeração dos carros. Depois disso é só aguardar a chegada do trem e embarcar!IMG_1808

Viajar de trem compensa?

Compensa se você dispõe de tempo suficiente, principalmente no caso de trechos longos, ou se você pretende explorar cidades do interior. Você também deve estar se perguntando se é possível viajar de trem na Europa sem gastar “os tubos”. Não vou mentir, utilizar este meio de transporte pode nem sempre ser a opção mais em conta – como disse anteriormente, é difícil competir com os preços praticados por algumas cias aéreas – mas é algo viável sim.IMG_2089

Planejar-se com certa antecedência, 90 dias antes da data pretendida, em geral, pode garantir a economia de alguns bons euros. Um exemplo: uma passagem de Amsterdã a Paris comprada com três meses de antecedência pode sair a 35 euros, mais ou menos, enquanto o mesmo tíquete adquirido uma ou duas semanas antes da viagem pode custar 135 euros.IMG_2098

Uma forma de estar sempre por dentro das promoções é se inscrever nas newsletters das empresas que operam nas áreas pretendidas, caso você esteja de olho em apenas um ou dois destinos. Agora, se a sua intenção é explorar muitos lugares, passe para o próximo parágrafo!

Passe de Trem

Compensa se você pretende visitar uma grande quantidade de países (ou fazer muitas viagens dentro de um único país) em um determinado espaço de tempo. Também há vantagens de preços para jovens, idosos e grupos (a partir de duas pessoas). No site da Eurail (com versão em português) você obtém todas as informações necessárias e ofertas de passes divididos por categorias. O passe pode ser adquirido ainda no Brasil e é enviado para a casa do portador pelos Correios.2013-04-11_13.15.14

Comprando os tíquetes separadamente

Esta é a forma mais fácil de economizar caso a intenção seja viajar para poucos lugares ou especialmente para o leste europeu (pois lá os preços costumam ser bem em conta). Fique atento, ainda, para o fato de que quanto mais alta a velocidade do trem, mais cara pode ser a passagem. Além disso, outra opção para aqueles que desejam gastar menos são os trechos noturnos.

E a minha bagagem?

2013-04-11_08.16.01

Em geral, as companhias de trem da Europa costumam ser bem mais flexíveis em relação às regras de bagagem do que as companhias aéreas.  Nos trens de alta velocidade Eurostar, por exemplo, são permitidas duas malas médias (comprimento máximo de 85 cm) e uma bagagem de mão por passageiro adulto. Já as crianças têm direito a uma mala média e um item de bagagem de mão, ambos, no entanto, sem limite de peso.

Não é preciso fazer check-in previamente, mas é aconselhável que cada mala esteja devidamente identificada com o nome do portador,  endereço e telefone. Peças maiores costumam viajar em prateleiras especiais situadas nas entradas de cada vagão, já as bolsas de mão e malas estilo cabin size podem ser acondicionadas nos compartimentos que ficam acima das poltronas.

Conheça agora algumas empresas europeias e trechos bem famosos (fonte: Eurail)

França
Eurostar: De Paris e Lille a Londres, além da ligação Lille-Bruxelas;
Thalys: Paris a Amsterdã e Paris-Colônia, na Alemanha.
ICE: Paris a Frankfurt e Munique
TGV: Paris a Luxemburgo; Paris a Turim e Milão; Paris à Côte d’Azur;

Informações completas sobre o sistema ferroviário da França no site da SNCF;

Holanda
NS (intercity): Amsterdã-Haia-Roterdã e outras cidades da Holanda (não necessita de reserva)
Thalys: Amsterdã-Bruxelas/ Amsterdã-Paris
Ice: Amsterdã-Frankfurt/Amsterdã-Berlim

Informações sobre o sistema ferroviário da Holanda no site da NS;

Espanha
AVE: Conecta Madri a Barcelona em menos de 3 horas;
Alaris: Conecta Madri a cidades espanholas como Sevilha, Valência, Córdoba, entre outras;
Elipsos (trem noturno): Conecta Madri e Barcelona a Paris, na França;

Mais informações sobre o sistema ferroviário da Espanha no site da Renfe;

Alemanha
RailJet: Conecta Munique a Viena, na Áustria, e Budapeste, na Hungria;

Mais informações sobre o sistema ferroviário da Alemanha no site da DB;

Suíça (famosa pelas belas paisagens)
Bernina Express: Conecta as cidades de Chur e Lugano;
Glacier Express: Conecta St. Moritz a Zermatt;

Mais informações sobre o sistema ferroviário da Suíça no site da SBB;

Belmond
Os trechos mais badalados são de Londres a Veneza (e vice e versa), Londres a Paris, além do trecho dos sonhos: Paris – Budapeste – Bucareste – Istambul;
Mais informações aqui;

E você, tem alguma dica legal para aqueles que estão pensando em viajar pela Europa de trem?

Publicado por

Gisela Cabral

Editora de Destinos

  • Erick Farion

    Os trens são de longe minha maneira preferida de viagem pela Europa. Muitas vezes o tempo extra do trem é compensado pelo tempo que você gastaria com transporte até o aeroporto e tempo de espera/check-in, etc… Além da praticidade oferecida e do conforto extra, já que nos trens o espaço costuma ser maior e é bem mais prático caminhar pelo trem do que dentro do avião. Recomendo utilizar os passes comprados previamente por aqui devido à flexibilidade (é só achar um horário bom de trem e embarcar), fiz algumas viagens espontâneas, sem problemas algum. Porém, para trechos de maior distância, realmente compensa fazer a viagem de avião.

    Comprar tickets individuais também é uma tarefa muito fácil, sempre o fazia quando meu passe não abrangia o destino ou quando não queria utiliza-lo.

    O único problema que já enfrentei nos trens, foi em uma viagem familiar longa, onde estávamos cada um com duas grandes malas e viajando de segunda classe. Em muitos trens foi difícil encontrar um lugar para alocar as bagagens, ás vezes elas ficavam no corredor, ás vezes em cima de assentos. Mas nada que não desse para se contornar, bastava se acostumar.

  • Raquel de Mentirinha

    Onde vc se hospedou nesses países que vc viajou de trem? Vc disse que é bom que tenha tempo disponível, mas quanto tempo? fiquei encantada com a idéia de viajar de trem de um país pro outro… em que site posso achar as passagens baratas que vc falou nesse post tb? obrigada!

    • Gisela Cabral

      Oi Raquel, todos os links das empresas estão no texto. Já em relação ao tempo, depende muito do trecho ou dos trechos que você quer fazer. Cada caso é um caso!

      • Alvaro Resende

        Raquel, no meu caso, hospedamos na rede ACCORD, Íbis Hotel.

        Todos eles ficam perto das estações de trem, não sendo necessário o uso de táxis.

        Recomendo o Íbis em Milão, Munique, Frankfurt, Amsterdan, Bruxelas e, em Mônaco, Josephine, também da mesma rede.

        Nenhum deles a mais de 15 minutos a pé (outros, ao lado, como o de Amsterdan, excelente, por sinal).

        • rosimara

          existe facilidade em se hospedar sem reserva antecipada??? ou tem que fazer reserva? acho ruim reserva por dias, pois de repente, posso querer ficar em outro local.

        • rosimara

          pretendo fazer uma viagem para europa em setembro do ano que vem, Quero conhecer tudo, de onde devo começar. Preciso muito de dias para customizar minha ida em termos de tempo e dinheiro.

          • Otavio Bicelli

            também tenho a mesma intenção como poderíamos nos comunicar?

  • Isabella Luna

    Parabéns, Gisela!!! Ficou super elucidativo o seu artigo.

    Sou apaixonada pela Europa exatamente por termos essa facilidade para nos deslocarmos de um país a outro de maneira prática, segura e econômica através da sua fantástica malha ferroviária. Inevitável lamentarmos o nosso país ser tão plano e tão tropical, no entanto, não dispor de serviços de transporte com a qualidade e eficiência dos países europeus. Ficamos sempre aqui à mercê das passagens áreas caríssimas e sem explicação para tal valores em trecho exatamente idênticos. Mas enfim, tragédias brasileiras à parte, seu artigo ficou muito esclarecedor.

    Em 2011, fiz uma viagem a Europa que contemplou algumas cidades italianas e Paris (sempre é bom dá uma passadinha por lá, não é mesmo? rsrsrs).

    A Itália também desfruta de um bom transporte férreo, fui de trem de: Roma a Florença, Florença a Pisa, Florença a Veneza e de Veneza a Paris.

    Só lamentei demais o último trecho, foram terríveis 13h dentro de um trem que acreditou eu ter passado horas parado na Suíça. Comprei as camas, mas creio que teria sido muito mais confortável a cadeira mesmo, pois o espaço entre as camas é muito apertado. Super desconfortável. Não recomendo a ninguém.

    Chegando a Paris, fiz um bate e volta a Reims, o que eu recomendo demais!

    esse ano vou dá um pulinho em Paris novamente e já pretendia fazer um bate e volta até Londres, mas depois desse seu artigo, vou tirar um dia para ir a Amsterdã também, são apenas três horinhas para ir e voltar. Será que vejo campos de tulipas em novembro???

    Mais uma vez parabéns e obrigada pelas dicas!

    • Gisela Cabral

      Oi Isabella, muito obrigada! Legal o seu depoimento sobre os trens noturnos, viu? Eu só sei que às vezes são mais em conta mesmo, pois estou sempre de olho, mas ainda não viajei em um deles. Olha, os campos de tulipas são realmente fantásticos, mas em novembro, infelizmente, não é possível conhecê-los. Venha de abril a junho!!!

    • Olá Isabela! sua postagem também foi muito relevante para mim. Nunca fiz viagem internacional e estou me programando para uma.
      Obrigado por sua contribuição!

  • Alvaro Resende

    Ano passado utilizei o passe, adquirido pela EURAIL, para 21 dias. Éramos 5 pessoas (adultos), entramos e saímos por Milão, e fizemos de trem Zurick, Munique, Frankfurt, Amsterdan, Bruxelas, Londres, Paris, Mônaco e Veneza. Sensacional! R$ 1.500,00 cada bilhete, adquirido com 30 dias de antecedência, e entregues em casa, pelos Correios, 3 dias após a compra. Super recomendo!

    • Adriano Luis Bruch

      R$ 1.500,00 cada bilhete? Neste valor você está incluindo a taxa de reserva extra dos trens rápidos e nos trens noturnos?

      Acho que você pagou caro, com algum planejamento, e comprando cada trecho separadamente com alguma antecedência consegue-se fazer os mesmos trechos por pouco mais da metade deste valor.

      • Alvaro Resende

        Adriano, o preço incluiu a taxa de reserva e o trecho noturno, de Paris a Mônaco.

        Fiz o planejamento com seis meses de antecedência.

        Ocorre que para o período em que viajamos, de 20.12 a 10.01, os bilhetes individuais só começaram a ser comercializados com 60 dias de antecedência e, pela simulação que fiz, ficaram mais caros (acho que pela época do ano).

        E preferi não arriscar a comprar os bilhetes individuais nos locais de saída, justamente por conta do risco de lotação.

        E agi bem porque em todos os trechos, os trens estavam lotados.

        Exemplo disso foi o trecho Mônaco – Milão, em que não havia espaço nem nos corredores.

        E eu e minha família confortavelmente acomodados nas cabines.

        Mas fica a dica para se avaliar a aquisição individual em outros períodos do ano.

        • Wallace Magalhães

          Alvaro, boa tarde! Eu irei para Paris dia 26 de dezembro, quero fazer um passeio por países europeus vizinho, porém tenho muito receio de me perder, pois além do idioma tem a questão de encontrar as estações certa de trem para os países que quero. Teria como você me dar uma ajuda?

      • Danilo Fernando

        Sem entrar muito em detalhes, também achei um pouco caro. Planejando as compras diretamente nos sites específicos em cada empresa com cerca de 90 dias de antecedência, dá pra economizar um bocado.

        Um exemplo disso, é o trecho que eu fiz Paris-Bruxelas, que comprando na Thalys com 90 dias de antecedência sai por 22Euros, com 80 dias já pula para 29Euros, se deixar em cima da hora custa cerca de 39Euros. Se for comprar no site TGV, não saia da 'versão francesa', em inglês os preços mudam! O site alemão DB BAHN permite pesquisar quase todos trajetos. Amo viajar de trens na Europa!

        • Alvaro Resende

          O detalhe é a época da viagem.

          Natal e Ano Novo.

    • rosimara

      Alvaro, não entendi. Você pode comprar um bilhete e utilizar por vários dias?? como funciona/??

  • Guilherme Ortale

    Com o dólar a R$ 2,25 e com os economistas dizendo que deve se estabilizar entre R$ 2,30 e R$ 2,40 e o Euro na casa do R$ 3,10 fica completamente inviável viajar pra Europa, infelizmente.

    Mas no Brasil é assim, um descontrole total.

    Quiseram tanto fazer o dólar subir que agora está subindo sem controle.

    Maravilha.

    • Thiago Mourth&eacute

      Mesmo pensamento. O dólar a 2,3 já é ruim… mas dá pra contornar. A Libra chegando em 3,5 e o Euro a 3,10 fica complicado Europa. É hora de investir em Caribe e até US e Canadá.

  • Ana Cristina Da Roch

    1500 reais cada bilhete?? :-O

    Bom, admito que ja faz um tempo que estou por fora desse esquema de Eurail. Gosto de acompanhar as promocoes direto nos sites das companhias ferroviarias dos paises (varios tem versoes em ingles), acho bem vantajoso. Um que eu adoro e o da Deutsche Bahn, com um pouco de planejamento da pra ir da Alemanha pra outros paises da Europa por 39 euros 😀

    • Alvaro Resende

      Sim, cada bilhete. E antes de emitir, simulei a aquisição ponto-a-ponto de cada trecho e ficou mais de R$ 2.000,00. Sem contar que adquirindo o bilhete, você tem liberdade de entrar em qualquer trem, qualquer hora, e para qualquer lugar dentro dos limites adquiridos.

      Vou tentar resgatar todos os dados da viagem e escrever um post específico, já que utilizei dessa modalidade em 2011 e 2012.

      • Vitor

        Quando eu fui (2010) alguns trens exigiam reserva de assento, geralmente trens de alta velocidade e noturnos. Nada absurdo (acho que o trecho mais caro que eu peguei era 10 euros), mas é bom se atentar pra isso. Claro que sempre se pode pegar trens locais e fazer mais baldeações pra não pagar. Demora mais, mas quem sabe fazendo isso não se descobre algum lugar interessante no meio do caminho?

        • Alvaro Resende

          Isso mesmo, 10 euros.

          Teve um trecho que resolvi economizar esse valor e me arrependi pois gastamos 4 horas a mais para chegar ao destino.

          Mas tudo é passeio e, de fato, descobre-se lugares interessantes.

          Havendo tempo, pode ser uma boa pedida.

  • Sergio K. Augusto

    Acabo de chegar da Italia e lá também o trem é o melhor opção…Comprando com antecedência minima de 2 meses pelo site da Trenitalia (trenitalia.com) a economia é muito significativa…fui de Milão à Veneza por 9 euros cada trecho..e Roma a Milão por 19 euros…esse trecho na hora era 86 euros…muito bom

    • Alvaro Resende

      Sem contar o conforto, que é top nos trens que fazem esse trecho. Tentei postar uma foto mas não consegui.

  • Fred Trivellato

    Alguém pode informar um site/blog (europeu mesmo) que atualize promoções entre países do velho continente, algo do tipo Melhores Destinos?

    • Gisela Cabral

      Oi Fred, então, infelizmente não conheço nada no estilo Melhores Destinos por aqui! Uma pena. Mas uma alternativa é se inscrever nas newsletters das principais cias…sempre surgem boas promoções!

  • Danilo Fernando

    Em 2011 fiz vários trechos de trem pela Europa.

    Foi muito fácil comprar pela web. E o que deu para comprar com antecedência, foi melhor. Acho que em alguns casos, ainda dava para pagar mais barato:

    Lisboa – Sintra (1,80 Euros) Urbano

    Madrid – Toledo (8,50 Euros) RENFE AVANT

    Paris – Londres (65 Euros) Eurostar

    Londres Gatwick Express (10 Libras)

    Berlin – Praga (36 Euros)

    Praga – Viena (40 Euros)

    Viena – Veneza (25 Euros)

    Veneza – Firenze (17 Euros)

    Firenze – Roma (27 Euros)

    • gutosoft

      Olá Danilo, gosto muito de passear de Trem, mas nunca fu para a Europa. gostaria de saber se quando chegar em cada destino, como faz para conhecer os locais, passear, etc… É de Taxi ? Aluga um carro ? É de transporte urbano mesmo !?!?!
      Grato
      Augusto

    • Keinny

      Danilo, Boa tarde. Como pego um trem de munich para Praga?

  • Fabio Rudolfo

    Excelente o post, parabéns Gisela! Mas ainda sou defensor do aluguel de carro, tudo tem seus prós e contras mas sempre encontrei mais prós nessa modalidade. A possibilidade de conhecer lugares inimagináveis, através de estradas do interior dos países da Europa pra mim não tem preço, claro que financeiramente só é vantajoso quando se tem tempo e o grupo for a partir de 3 pessoas. Já rodei mais de 12.000km em 4 oportunidades no Velho Continente e posso afirmar que valeu muito a pena!

    • Gisela Cabral

      Valeu, Fabio! Nossa, viajar de carro nessas estradas daqui é um sonho msm! Mas como vc disse, tudo tem seus prós e contras. Gosto muito da praticidade do trem, da pontualidade…mas pegar um carro e fazer o seu próprio roteiro, no seu tempo, tem o seu valor!

  • Gabriela

    Acho que faltou falar da Deutsche Bahn (http://www.bahn.com/i/view/index.shtml )

    Qualquer viagem que saia ou chegue na Alemanha pode ser comprado no site deles. A navegação é super fácil, tem trechos para todos os destinos na/da Alemanha, e eles emitem o ticket via PDF se você preferir. Compensa muito mais do que o Eurail (se fizer pesquisa simultânea, vai ver que tem muita diferença no preço entre um e outro para a mesma viagem). O Eurail é compila todos os trens de todas as cias da Europa, e por isso, tem taxas extras. Se você comprar a viagem direto do site da cia, você elimina essas taxas. Além do mais, você não consegue imprimir os tickets, eles apenas enviam para casa. Se você resolver comprar uma passagem em cima da hora, fica com as mãos atadas, pois não há tempo hábil para entrega. Enfim, usei a Deutsche várias vezes, e só tenho coisas boas a dizer.

    • Gisela Cabral

      Oi Gabriela, eu citei a DB na relação de empresas e trechos mais famosos (Alemanha). Realmente, o site deles é excelente!

  • Gabriela

    Tem razão Gisela, esta lá mesmo! E valeu pelo post..muito bom! É engraçado que aqui a gente não tem a cultura do trem, então acaba não considerando muito a ideia. Mas é fantástico! Eu amo viajar de trem pela Europa, e fico com a sensação de que conheci muitos outros lugares!

  • maycon

    Em 2010 tive a experiencia de fazer 13 paises em 15 dias via trem,na minha opinião compensa e muito,comprei o europass na estação de madri, o mais simples,nas rotas mais curtas por exemplo paris a londres pegava os assentos normais,nas rotas mais longas fazia um upgrade um dia antes do embarque para o proximo destino e pegava uma cabine que tinha cama, pia e 4 duchas por vagão,dormia bem, tomava banho,e chegava no outro dia cedo no destino descansado e pronto para conhecer a cidade toda,alem da comodidade das estações de trens serem bem mais centralizadas do que as de aeroporto,dos 13 paises, 10 ja tinham praticamente na porta da estação um onibus de turismo esperando , daqueles tipo hop on – hop off,foi muito facil e tranquilo,nas dvisas entre paises, o trem para , entra uns guardinhas de imigração e saem carimbando os passaportes de quem é turista, mas não sao todos os paises que se carimba,foi tudo maravilhoso apesar da correria, gostaria de destacar a viagem da suécia(malmo) para Alemanha(Berlim),o trem anda por uns 15 min. logo após sair da estação de Malmo e do nada entra em um tipo de tunel e para, so vi todos descendo após uma chamada pelo microfone que nem sei que lingua era aquela, desci tambem ,peguei uma portinha lateral e subi de elevador uns 3 andares sem saber do que se tratava, ao descer do elevador nao acreditei no que vi, estava dentro de um navio gigante,ai que fui saber que da Suécia para Alemanha ele atravessa de navio, mais ou menos umas 3 hrs, e quando chega na Alemanha o trem pega o trilho novamente e segue para Berlim, muito louco!!!quero destacar também chegando na Suiça de trem, o vizual vale muito a pena,enfim, quem puder vá de trem,muito mais prático , economico e proporciona vistas incriveis,aconselho a viajar a noite para chegar no outro dia cedinho no destino,e ao chegar antes de qualquer coisa,ja deixe a reserva feita para o proximo,não vale muito a pena ficar planejando muito , fiquei dois meses traçando rotas, e quando cheguei la fiz tudo ao contrario, fui indo aleatoriamente e lembrando ainda que isso era um stop over, meu destino final era Narita,e por 100 dolares a mais fiz o stop de 15 dias em Madri,grande abraço…valew!!

    • rossana

      Maycon, gostei do seu post. Pode enviar-me um email de contato pra que eu conheça um pouco melhor este tour que tu fez?
      rossanaguria79@gmail.com

    • Meg

      Maycon fiquei muito interessada nesse seu tour. Pretendo viajar na próxima semana, será que vc poderia me enviar por email seu roteiro. Obrigada
      maggie_sp7@hotmail.com

    • gutosoft

      Bom Dia Maycon, gostaria de planejar uma viagem para a Europa, e por eu gostar muito de andar de trem, será que voce poderia me relatar como foi o seu passeio, a sequencia de cidades, forma de passear, por onibus de turismo sempre ? etc…. 15 dias para conhecer 13 cidades, não foi muito puxado ?
      Grato
      Augusto

    • Ana

      Olá Maycon!! Já viajei na Itália de trem. Achei muito fácil. Estávamos em 6 pessoas e um companheiro nosso falava fluente o espanhol. Agora estou programando uma viagem para outros países só com o meu marido mas me sinto insegura pois falamos mal o inglês. Tens como nos enviar as informações sobre os onibus que citastes. Tinha agência envolvida na tua viagem? Se possível, gostaria que me passastes as informações todas que tens em mãos de como fazer 13 países em 15 dias via trem. Abs. Ana.

    • Neuziane

      Maycon, fiquei muito interessada nesse seu tour. Estou me programando para passar 30 dias pela Europa, será que vc poderia me enviar por email seu roteiro. Obrigada
      neuzianequeiroz@yahoo.com.br

  • Pedro Kormann

    Passe de trem é ótimo pra quem quer gastar muito e não sabe planejar uma viagem!!!

    Se comprar antecipado trecho por trecho sai muito mais barato,

    e direto no site da empresa do trem, NÃO PELA EURAIL, sai muito mais caro comprando com eles

  • Danilo Fernando

    Hum… entendido! Depois eu vi abaixo que fizeste a comparação antes dos vááários trechos! Parabéns!

  • Ana Cristina Da Roch

    Tambem mencionei a Deutsche Bahn, mas nao detalhei porque achei que merecia um post especifico. De todas, acho a de melhor navegacao. So um detalhe: quem sabe pelo menos um pouco de alemao se da melhor, porque a versao em ingles tem um pouco menos de informacao.

  • Alexandre B

    Viajar de trem é ótimo para pessoas que, como eu, detestam perder tempo em aeroportos. A vantagem é que você pode chegar pouco tempo antes da hora marcada, saindo do centro da cidade, e, igualmente, desembarcar no centro da cidade de destino, ganhando tempo.

    Já em uma viagem de avião, só com traslado da cidade até o aeroporto, tendo que chegar no mínimo 1h antes do horario de embarque, para fazer check in, e, na chegada, retirar bagagens, fazer o traslado de volta do aeroporto até o hotel, gasta-se fácil 2h, sem contar o tempo perdido "em vôo".

    Para nós, brasileiros, começar a viajar de trem na Europa pode parecer um pouco complicado, pois não temos esse hábito, já que o transporte ferroviário de passageiros em grande escala é quase inexistente por aqui. Mas isso não é motivo para ter medo ou angústia! Com um pouco de leitura e procura, logo se aprende, não tem mistério.

    Na Europa, os bilhetes de trem podem ser adquiridos pela internet, nos guichês de atendimento da estação ou em máquinas de auto-atendimento, também na estação.

    Nas linhas internacionais, normalmente, o bilhete já terá a reserva de assento, com data e horários certos. Então não tem erro: basta checar no painel da estação, uns 20 minutos antes do horário de embarque, em qual plataforma o trem irá chegar, e se dirigir ao vagão e assento indicados. Os fiscais dentro do trem verificam se há free-riders, normalmente bem depois que o trem já partiu, então pedem a todos os passageiros que apresentem o bilhete, apenas para verificação.

    Já em linhas regionais, é bom verificar adicionalmente se o bilhete é do tipo que deve ser carimbado/validado antes de embarcar. Esse é o caso de bilhetes que podem ser utilizados a qualquer dia e/ou horário, geralmente em linhas de grande frequência (saídas de 10 em 10 minutos, p.ex.). Assim, para evitar que se use o mesmo bilhete várias vezes, o que seria uma "fraude", ele deve ser carimbado previamente em uma maquininha carimbadora, que fica normalmente nas plataformas. A máquina carimba o ticket com a data e horário atual, em um local apropriado, e o embarque deverá ser feito dentro de um prazo curto a partir de então (depende, dentro de 1h, p.ex, ou no mesmo dia em que foi carimbado). Então, é bom ler com atenção se o bilhete tem o campo informando para carimbá-lo, antes de embarcar. Caso o fiscal verifique que o bilhete não foi carimbado, poderá aplicar pesada multa.

    Viajei pelas seguintes companhias, comprando bem antes o bilhete pela internet no site da própria cia, pois os preços são bem menores do que comprando na véspera ou na estação, e sempre foi tranquilo:

    TGV (fiz Paris – Frankfurt) – http://www.sncf.com/en/passengers#

    Thallys (Paris – Bruxelas – Amsterdam) – http://www.thalys.com/

    ICE (Frankfurt – Munique e Munique – Paris) – http://www.bahn.com/

    Trenitalia (Verona – Veneza) – http://www.trenitalia.com/

    E fiz mais umas rotas comprando diretamente na estação, em outras rotas regionais ou curtas, pois aí não tem diferença de preço, mesmo comprando antes:

    Munique – Innsbruck – Munique

    Amsterdam – Haarlem – Amsterdam

    Amsterdam – Rotterdam – Amsterdam

    Veneza – Florença – Veneza

    Paris – Lille – Arras – Lille – Paris

    Única vez que deu um pequeno stress foi na viagem Munique – Innsbruck, pois o bilhete não tinha reserva de assento e, quando entramos no trem, parecia que todos lugares eram reservados. Também, como não entendo alemão, não entendia direito o que estava escrito no bilhete, que acabara de comprar, e os funcionários do trem, com pressa, não queriam parar para conversar e dar explicações. Mas aí descobri que apenas nos vagões da frente havia reserva de assento, já nos de trás podia-se sentar onde bem quisesse.

    • carolina

      eu queria muito fazer uma viagem a Europa..mas não tenhoa menor noção de tempo nexcessário em cada cidade e de onde é melhor começar..mais em conta pra coprar passagem de aviao do Brasil e dali seguir..e quais trechos que faria..saindo de onde pra onde..e terminando no mesmo aeroporto que cheguei ou saindo de outro? Alguem poderia me dar uma luz de um roteiro de uns 15 dias?

      • Marcos

        Carolina, esse roteiro dependerá de seu interesse e quem estará com você.
        Gosto muito do centro europeu (França, Holanda, Austria, Suiça, Hungria, Itália), com o período de 15 dias, é possível conhecer um pouco destes países. Mas precisa de preparo físico, pois se caminha muito para se conhecer bem. Evite chegar por Madri, um stress. Prefira Holanda, Paris ou Itália.

    • keinny

      Alexandre, Boa Tarde. eu estou tentando comprar minhas passagens de trem, porém, esta uma confusão só. vou fazer: munich; praga;budapeste; amsterdam; paris;barcelona e roma. no Eurail a de 4 paises fica ¢ 380,00 euros. o que voce me infica? eu vi mais ou menos que é uma media de 40¢ comprando separadamente. é isso? poderia me passar um email para: keinny_rr@hotmail.com? obrigada

  • Fred K. Chagas

    Ser (muitas vezes) chato e o tal de humano. "viajar de trem é para quem não sabe planejar viagem" e o sujeito ainda tem o desplante de dizer que , além disso, é para quem quer gastar muito (?!) . Não dá nem pra refutar tais bobagens. Já fiz muito em comentar. // Thalys, na HOLANDA, é fantástica, tem uma primeira classe (QUE NÃO SAI CARA se comprada com um tempo razoável de antecedência), maravilhosa. O EURORAIL também é uma linha/companhia ótima. Velocidade, pouca burocracia, muito espaço para bagagem e ótimo conforto. Trem é o GRANDE lance.

  • Fred K. Chagas

    Ser (muitas vezes) chato e o tal de humano. “viajar de trem é para quem não sabe planejar viagem” e o sujeito ainda tem o desplante de dizer que , além disso, é para quem quer gastar muito (?!) . Não dá nem pra refutar tais bobagens. Já fiz muito em comentar. // Thalys, na HOLANDA, é fantástica, tem uma primeira classe (QUE NÃO SAI CARA se comprada com um tempo razoável de antecedência), maravilhosa. O EURORAIL também é uma linha/companhia ótima. Velocidade, pouca burocracia, muito espaço para bagagem e ótimo conforto. Trem é o GRANDE lance.

  • Gabriela

    Fred, o rapaz não criticou viajar de trem. Ele criticou o passe de trem. E, salvo raríssimas exceções, ele tem razão. Esses passes são caros, e além de tudo, você tem que pagar uma taxa extra para cada trecho que vai usar. Se houver planejamento e tempo, comprar os trechos soltos pode ser muito mais vantajoso!

  • Adriano Luis Bruch

    Humm, entendido…

    Eu achei caro pois já fiz um roteiro parecido com este a uns 2 anos atras, gastando menos de R$ 1.000,00, comprando tudo separadamente, mas foi em Novembro.

    O que eu percebi, é que em alguns trechos, tem que comprar as passagens no primeiro dia que abre para venda, pois eles limitam as passagens promocionais a 5% dos assentos, e dependendo do trecho, elas acabam ainda no primeiro dia…

  • beto

    também acho muito bom o site da DB. mas uma correção: nem sempre vc consegue imprimir em casa os bilhetes se o trem for operado por outra companhia.

    Por exemplo, num trecho da Polônia para a Alemanha, o bilhete teria que ser enviado por correio, já que era ferrovia polonesa que operava o trem. Mas para o trecho da Rep. Checa para a Alemanha foi possível emitir em casa o bilhete.

  • beto

    Como tudo, há vantagens e desvantagens. Acho que as vantagens já foram bem comentadas aqui.

    Quanto ao manuseio da bagagem, acho mais simples entregar no balcão da companhia aérea e só ter que pegar no destino. Em trens cheios e quando se está com mala pesada, pode ser uma chateação conseguir achar lugar. e não é todo mundo que consegue levantar uma mala de 30kg para por nos racks acima dos assentos…

    Há também o problema de furtos. Como qualquer um pode subir no trem antes de partir (com a exceção da rota do Eurostar de/para Londres), tem que ficar de olho nos pertences. Outro dia um amigo estava no TGV Bruxelas-Paris e, ANTES mesmo do trem sair da estação, um canadense já tinha sido furtado, levaram sua maleta de mão com passaporte etc. Isso acontece mais nos trens saindo das maiores cidades.

  • Filipe Augusto

    Gisela! MB post..como vc disse no começo que sempre fica de olho nas viajens, gostaria de saber se vc conhece algum site, blog que posso visualizar promoções da Europa para o Brasil ? precisando achar passagens de Londres para Brasil ida e volta, sabe onde acho promoções ? grato

  • Vinnie

    Olá!

    Estou querendo fazer essa viagem de trem, mas não acho nenhum lugar pra tirar minhas dúvidas. Teria como você me dar uma ajuda?

  • Nossa maravilha de postagem,estou querendo ir a Europa ano que vem e suas explicações foram por demais valiosa.

  • Melvin Siqueira

    Preciso que me ajude.
    Comprei duas passagens da eurostar pelo site RAILEUROPE. Poderia escolher entre três modos de receber os bilhetes: imprimir em casa, imprimir na estação de trem ou receber por correio. Optei por imprimir em casa. Segundo o tutorial, depois do pagamento eu receberia um email de confirmação com o link para imprimir as passagens (inclusive mostrava isso em uma imagem). Um email eu recebi, mas o link não está lá, como a figura do tutorial. Já pedi que reenviassem o email com o link, mas não fizeram isso.
    Eu sinto falta de um telefone para ter contato direto com eles. O que devo fazer? E eu ainda pretendia comprar mais uma passagem com eles, e estou me desanimando e me preocupando com a possibilidade de perder o dinheiro.

    • Melvin, você olhou na caixa de spam do e-mail? Costuma se perder por lá!

  • Rodrigo Lima

    Olá, Gisela. Boa noite.
    Estou planejando uma viagem para Berlim com minha noiva no próximo ano, provavelmente em novembro de 2014. Gostaria, se possível, claro, de algumas dicas de como aproveitar bem a viagem.
    Pretendemos passar uns 20 dias lá. Assim também teremos tempo para alguma viagem curta de trem para visitar algum outro país. Queríamos saber mais sobre essas viagens de trem. Se possuem roteiros personalizados ou se já são pré-definidas.
    É isso. Se puder nos ajudar agradeceríamos muito =)
    Obrigado.

  • Sandra

    Estou indo 30 de março para Zurick. mas gostaria e tentando planejar conhecer Londres, Paris que são os mais distantes. o que vcs me ajudam com dicas e orientação. quero na verdade ficar 4 dias em Londres e 4 em Paris.depois voltar para Zurick e fazer os passeios mais proximos. Ajuda por favor. rss ah e quem souber me orientem com hoteis mais baratos nesses 2 paises.obrigada

  • Rodrigo c

    Pessoal, por favor, o que acham deste roteiro? Mesmo assim melhor passagem individual ou passe? E os tempos nas cidades ok? Muito obrigado desde ja…. Somos "mochileiros" de primeira viagem ao velho continente… Abracos.

  • Rodrigo c

    Ops… Faltou o roteiro… Hahaha

    ** Datas de saída de cada cidade
    Brasil (São Paulo) 13/04
    Espanha (Madri) 16/04
    França (Paris) 18/04
    Belgica (Bruges) 19/04
    Holanda (Amsterdã) 21/04
    Inglaterra (Londres) 23/04
    Alemanha (Frankfurt) 24/04
    Alemanha (Berlin) 26/04
    República Tcheca (Praga) 28/04
    Italia (Milão) 28/04
    Italia (Veneza) 29/04
    Italia (Pisa) 30/04
    Italia (Florença) 01/05
    Italia (Roma) 03/05
    Espanha (Barcelona) 04/05
    Espanha (Madri) 04/05

  • Rodrigo

    Pessoal, estou amando todas as dicas.
    Sou marinheiro de primeira viagem e vou visitar minha noiva que esta fazendo doutorando em Pamplona (ES).

    Irei ficar 22 dias por conta de viajar. Gostaria de uma dica de vocês que são feras na Europa.

    Gostaria de ir a Madri, Barcelona, Paris, Roma, Pisa e Veneza.

    Vocês poderiam me dar dicas de por onde começo, e como é melhor modo de me locomover entre as cidades que vocês sugerirem? Agradeço muito, não sei por onde e como começar.

    Obrigadoooo!

  • Rodrigo

    E claro galera, se me derem sugestões de onde ficar nestes locais seria ótimo!!!!

  • luciana jardim

    Vou fazer minha primeira viagem para Europa, estou com muita vontade de começar por Lisboa e Ilha da Madeira, mas quero ir para Madrid e Paris, talvez Italia, gostaria de dicas, tenho 18 dias. Se possivel, agradeço
    Luciana Jardim

  • Catia Spencer

    Lendo todos os posts acima, fiquei motivada em viajar de trem pela Itália. Alguém da terceira idade já fez esta viagem? Tem carregadores de malas, que as coloque dentro do vagão, nas principais estações da Itália?

    • sol

      Olá, Cátia peguei trem bala de Florença à Roma, e infelizmente, não percebi carregadores e pessoas que possam ajudar nesse sentido. Na hora de entrar no trem, peça para as pessoas que estão por ali te ajudar, ou perguntar ali na estação se existe esse tipo de serviço. O bom mesmo, é se limitar em viajar com uma mala pequena, com rodinhas. Imagine você viajando em um low cost (que só permite viajar com malas de até 10 kg e medidas certas)….. aí você aprende a se limitar em fazer malas bem pequenas, é o melhor.

  • Sol

    Em 2013, fizemos um passeio pela Europa em que umas das cidades do nosso roteiro era Pisa, Florença e Roma. Pegamos um low cost de Paris descendo em Pisa (além de ser mais barato, o aeroporto é bem próximo do centro da cidade, facilitando o turismo à Torre de Pisa), depois pegamos um ônibus de Pisa à Florença, super fácil e tranquilo, passei 3 dias em Florença e peguei o "famoso trem bala" para Roma. Uma maravilha, facilidade extrema (comprei pela internete os bilhetes), foi um passeio maravilhoso, reparei que entravam malas de todos os tamanhos e que iam se ajeitando por trás dos bancos, prateleiras, etc…, fiquei surpresa que não havia limite de peso, carrinhos de bebês, etc… Trem confortável, dentro do horário marcado, maior sossego. Dou uma dica para esses trens, se for duas pessoas,….. compre poltronas uma de frente para a outra ,e não do lado da outra, porque você pode esticar suas pernas e não atrapalhar ninguém, pode ter a liberdade de se "esticar", e quem vai estar na frente será seu acompanhante, ficando mais confortável ainda, pois são sempre 4 lugares, sendo dois de frente para dois, divididos por uma mesinha ao meio.

  • Gustavo

    Alguém sabe me dizer qual companhia faz o trajeto Veneza – Paris? Obrigado!

  • Luiz

    Bom dia! Estamos programando nosso primeiro tour pela Europa tendo como passeio principal Paris, mas chegada provavelmente por Milão, Madri ou Frankfut (passagens mais baratas) e gostaria de pedir uma dica de roteiro para conhecer as melhores cidades sem perder tempo de ida e volta para o mesmo lugar. Teremos uns 20 dias disponiveis. Obrigado pela ajuda.

  • Joao

    Bom dia, eu e mais um grupo de 5 amigos estamos nos organizando pra fazer um tour em 2015, é melhor ou pior viajar em grande quantidade de amigos assim, em relação a hóteis e passagens, e óbvio como todo bom brasileiro, queremos gastar pouco hehehe! Obrigado pela ajuda.

  • Carise

    Pessoal, estou indo para Veneza e depois sigo para Roma. A viagem de trem sai mais barato comprar por trecho ou compro direto Veneza a Roma? Os trens funcionam 24hs, sete dias da semana?

    • Bom dia. Compre direto é muito rápida a viagem e confortável, vá a estação termine e boa viagem

  • José Carlos

    Bom dia!
    Pretendo viajar com minha esposa em maio2015 por aproximadamente 25 dias e ficaremos em Pádova (itália). Amamos a frança e gostaríamos de conhecer o sul, já que paris já conhecemos. Outro destino desejado é a Espanha. O que nos sugere dentro desse roteiro viajando de trem. Obrigado.

  • christian machado

    Olá. Estou iniciando a programação de uma viagem à Europa. Gostaria de uma ajuda, pois estou completamente perdido. Vou com a família (esposa, filha 12 anos e mãe 72 anos). Gostei da Ideia de viajar de trem e ficar em hotéis como os da rede Ibis. Pretendo conhecer países como Alemanha, Polônia, Itália, França, Espanha e Portugal. Pergunto se consigo fazer isso de trem ou a maior parte, em quanto tempo e quanto gastaria em média. Tenho 20 dias seria possível? Se não, deveria dividir em duas viagens e conhecer três países em cada uma delas. Gostaria de ir no verão europeu, mas na baixa temporada, sem destinos muito rebuscados, apenas conhecer os principais pontos turísticos de cada país. Peço algum conselho, pois tenho pouquíssima informação de como fazer uma viagem dessas.

    • Lucia de Fatima

      Olá Christian,
      Não sou uma viajante experiente , mas pelo que vivi este ano durante 20 dias, divididos entre Londres e Paris, aconselho você escolher no máximo 3 cidades, para estes 20 dias, para poder aproveitar sem muita correria, senão você não relaxa e é muita informação para absorver. Até hoje ainda estamos relembrando dos lugares e de tudo que vimos com muita saudade mas com a certeza de que aproveitamos bem nossa estadia. Acosnelho voce a escolher primeiro as cidades que mais tem vontade de conhecer e depois procurar blogs especificos para ter um minimo de orientação para montar seus roteiros. Boa Sorte.

  • Lucia de Fatima

    Nossa, com tanta postagem interessante fiquei com muita vontade de voltar a Europa. Estive em Maio/2014 em Londres e Paris e viajei de trem entre as 2 cidades. Foi incrível, muito conforto, limpeza e pontualidade. Na alfandega de Londres não tivemos problema algum, e chegando à Paris simplesmente saimos do trem e da estação sem sermos incomodados. Aliás aconselho a reduzir o tamanho da bagagem, pois eu levei uma mala grande e uma media e foi trabalhoso subir e descer do trem, não tem ajuda alguma da equipe da estação para isto e o nível do trem para a plataforma requer cuidado. Foi uma viagem muito romantica. Recomendo muito. Parabéns pelo trabalho e agradeço aos depoimentos deixados aqui, pois vou salva-los para o futuro.

  • Salete

    Olá

    Estou programando minha primeira viagem a Europa. Queria conhecer vários países mas não sei por onde começar. Não devo ter mais do que 20 dias. Alguém pode ajudar? Considere desde a informação básica até a mais relevante. Obrigada

    • Vá a Paris o restante é puro lucro de lá tem varias formas de passeiobpela europa toda

  • keinny

    Gente, oiii.

    Estou com minha viagem programada para dia 12/10 e vou chegar em roma. o meu trajeto seria o seguinte:

    Roma / munich – eu iria de aviao, devido ao trem tomar bastante tempo
    Munich / praga –
    Praga / budapeste
    Budapeste / amsterdam
    amsterdam / paris
    paris / barcelona
    barcelona / roma.

    mas como faço para fazer os trajetos de trem? na eurail fica 376¢ 4 paises, mas pelo que eu li do post de voces, tem bilhetes que sairiam por 44 ¢. o que voces acham do percurso? podem ajudar?

    obrigada.

  • Adriana Lima

    Ola . Quero ir de amsterdam a praga . Qual a melhor forma de ir ?? Saindo dia 13 setembro
    Obg . Adriana Lima

  • luiz piel

    por favor algue poderia sanar uma duvida?
    quando compro passe para 7 dias em 2 meses , tenho que viajar os 7 dias seguidos ou carimbo um dia para cada trecho?por exemplo terei que pegar trem de 2 em dois dias, sao 6 trechos, dá?
    obrigado para a boa alma que me responder,um abraço á todos.luiz

  • Ricardo Diniz

    Pretendo fazer os seguintes trecho, em um intervalo de 8 dias: amsterdam/Bruxelas, bruxelas/bruges(ida e volta), Bruxelas/gent(ida e volta), Bruxelas/Antuerpia(ida e volta), Bruxelas/Berlim e Berlim/Amsterdam. É melhor comprar o passe ou individualmente mesmo? Esses trechos de um País a outro precisa fazer reserva ou não são consideradas viagens internacional? Tem algum valor adicional para o passe? Obrigado!!!

  • Norma Teixeira

    Estou planejando viajar de trem pelas seguintes cidades: chego em Amsterdan (pois indicaram q é mais barato entrar na europa), sigo para Bruxelas e Bruges, depois para Berne, depois Viena, Praga, Budapest, Berlin ou Frankfurt e volto para Amsterdan para o Rio de Janeiro. O detalhe é que nunca viajei de trem na Europa e Tenho 72 anos. Pretendo passar 35 dias. Preciso de opiniões pois estou insegura. Agradeço a Gentileza.

  • Afonso Claudio Guimaraes

    Parabéns por mais um post maravilhoso.
    Tenho uma dúvida em relação aos trens da França.
    Eu pretendo ir a Gyverny, visitar a casa de Monet. Porém eu gostaria de aproveitar que irei para aquela direção e visitar a Catedral de Notre-Dame de Rouen.
    Minha idéia é comprar um bilhete Paris – Rouen – Paris. Saltar em Vernon e visitar a casa de Monet. Em seguida, pegar o trem e ir para Rouen (com o mesmo bilhete). Os trens que fazem esta linha são o Intercitè. Voces saberia dizer se isso é possível?
    Muito obrigado

  • Bya Amorim

    Mas as passagens aereas promoionais so saoi imbativeis se vc tem so bagagem de mao para levar…Fora isso esquece! Eles metem uma taxa altissima se tiver que despachar uma mala quando a promocao eh realmente boa!

  • naiara

    Olá,tenho interesse em viajar para a Europa mas eu ainda tenho receio em funçao do idioma,falo muito mau o ingles,então queria saber a opiniao de vocês a respeito.

  • ricardo

    meus amigos, alguem já comprou bilhetes pelo site raileurope ?