Como é voar na Ethiopian Airlines

Denis Carvalho 12 · setembro · 2014

A Ethiopian Airlines é uma companhia que sempre gera interesse por parte dos leitores, seja pelos preços atrativos que pratica para Europa e Ásia, seja por ser a única a operar o Boeing 787 Dreamliner no Brasil – pelo menos até o mês que vem, quando LAN passará a usar o avião na rota para o Chile – ou mesmo pela curiosidade despertada pela companhia africana. seja qual for o motivo, temos certeza que será interessante acompanhar o relato do nosso leitor Fábio Nolasco, que voou com a companhia para Tel Aviv. Acompanhe: 

No final de dezembro de 2013, de última hora, eu e um amigo resolvemos passar o ano novo e alguns dias de janeiro em Israel e na Jordânia já que estávamos de férias. Meu amigo estava em Paris e emitiu a passagem dele por lá pela Air France/KLM. Eu comecei a pesquisar os preços de voos de empresas europeias saindo do Brasil e estavam caríssimos. O mais barato que encontrei era pela KLM por R$ 5000,00.

ethiopian-airlines

Quase desistindo, resolvi pesquisar antigos posts no MD e vi um que falava que a Ethiopian Airlines tinha começado a operar no Brasil e tinha bons preços para o oriente médio. Na mesma hora, entrei no site da empresa e verifiquei que o preço para as datas que eu queria era de U$ 950,00 (cerca de R$ 2100,00, pelo câmbio do dia), menos da metade do preço da KLM. Emiti o bilhete na mesma hora.

Após a emissão do bilhete, me veio certo “pânico” por não conhecer ninguém que já tinha viajado com a Ethiopian e nenhuma avaliação no MD (por isso resolvi fazer esse relato, bem como contribuir com o MD, pois sempre aproveito as dicas de passagens do site). Fiz uma pesquisa em sites americanos e europeus de avaliação de cia. aéreas e verifiquei que a empresa tinha bastante elogios e as únicas reclamações eram sobre atrasos nas conexões em Addis Abeba (hub da empresa na Etiópia). Como eu estava de férias e sem compromissos, se houvesse atraso nas conexões, isso não seria um problema.

Os dados dos meus voos foram os seguintes:
Ida
25/12/13 – Rio de Janeiro (GIG) x São Paulo (GRU) – Voo ET507 (escala)
25/12/13 – São Paulo (GRU) x Lomé (LFW) – Voo ET507 (escala)
26/12/13 – Lomé (LFW) x Addis Ababa (ADD) – Voo ET507
26/12/13 – Addis Ababa (ADD) x Tel Aviv (TLV) – Voo ET404 (conexão)
Volta
06/01/14 – Tel Aviv (TLV) x Addis Ababa (ADD) – Voo ET405
06/01/14 – Addis Ababa (ADD) x Lomé (LFW) – Voo ET506 (conexão)
06/01/14 – Lomé (LFW) x Rio de Janeiro (GIG) – Voo ET506

Compra
O processo de compra foi rápido através da internet diretamente no site da empresa. O site tem a opção em português, mas às vezes voltava para o inglês. Após selecionar os trechos, abre uma tela para o cadastro (foi a minha 1ª compra) e depois outra tela para o pagamento. Como a compra era por cartão de crédito do banco Santander, abriu uma tela de segurança do próprio banco para digitar as senhas de segurança do cartão e da conta corrente. Gostei dessa opção de segurança (as cias brasileiras não têm toda essa segurança na hora da compra). Na mesma hora a compra foi finalizada e recebi por e-mail a confirmação. Pode-se também na hora da compra fazer as reservas dos acentos e solicitações especiais.

A única coisa que não gostei foi que para imprimir o e-ticket e as informações do voo, a gente tem que se cadastrar em outro site (SABRE – que é um sistema de gerenciamento para empresas que não têm um sistema próprio). O site é um pouco confuso. Mas após um novo cadastro, todas as informações estão disponíveis.

Check-in e embarque
O check-in foi rápido e tranquilo. Cheguei com 3 horas de antecedência e entrei na fila (terminal 2 do Galeão) que estava pequena. Rapidamente fui atendido por uma atendente simpática, gentil e eficiente. Despachei as minhas malas e ela me informou que não era necessário retirar as bagagens na conexão em Addis Abeba e que eu as pegaria no destino final, Tel Aviv.

Boeing 787 Dreamliner no aeroporto Galeão
Boeing 787 Dreamliner no aeroporto Galeão

O embarque foi tranquilo e no horário, pois poucas pessoas embarcaram no Rio de Janeiro. A maioria das pessoas embarcou em Guarulhos (o voo estava lotado, nenhum assento desocupado). Naquela época o voo fazia escala no Rio, hoje pousa apenas em São Paulo.

avaliacao-ethiopian-addis-abeba

O único problema do embarque foi a constante troca do número do portão no sistema da Infraero. Acho que foram pelo menos três. Não sei se por culpa da empresa ou da administração do aeroporto. Aliás, como isso acontece frequentemente no Brasil. Os turistas estrangeiros devem ficar completamente malucos com essas trocas frequentes de portão de embarque.

Avião
Os trechos GIG-GRU-TLW-ADD foram feitos no moderníssimo (e também problemático) Boeing 787. Confesso que fiquei receoso devido os problemas do Dreamliner com as baterias e proibição de voos durante alguns meses. O trecho ADD-TLV foi feito no Boeing 767.

avaliacao-ethiopian-06

O avião era novo e limpo e tinha a configuração 3-3-3 na classe turística. O espaço entre as poltronas era ok dentro dos padrões usuais. O interessante do 787 são as janelas bem maiores que as de outros aviões e sem persianas, sendo ajustadas através de botão. Os bagageiros do avião são enormes. Mesmo com o voo lotado, não houve problemas de espaço para guardar as bagagens.

avaliacao-ethiopian-11

Os assentos são nas cores verde e amarelo (o que lembra a África) e confortáveis. Uma coisa interessante que me chamou a atenção foi que nos biombos onde estão localizados os banheiros e as galerias têm sempre um quadro de um artista Etíope. Pelo menos nunca vi esse tipo de decoração em outras empresas.

avaliacao-ethiopian-2

Serviço
avaliacao-ethiopian-07O serviço dos comissários me impressionou. Confesso que não estava esperando muita coisa. As comissárias (em todos os voos eram mulheres) eram simpáticas, bem arrumadas e bonitas. Nenhuma falava português, mas todas falavam inglês. Mesmo não falando português, percebi que elas se esforçavam ao máximo com os passageiros que não falavam inglês para tentar compreender o que eles queriam.

Travesseiros, mantas e fones de ouvido foram oferecidos. Em todas as escalas, quando a equipe de limpeza entrava no avião, quem quisesse podia trocar as mantas e os travesseiros. Não oferecem kit de higiene na classe turística.

Todos os avisos dados pelo comandante e comissários eram em Amárico (língua oficial da Etiópia) e em Inglês. Mesmo com voos saindo do Brasil, nenhum aviso foi dado em português. Nem mesmo os avisos de segurança, antes de todas as decolagens, que passava nas telas individuais de entretenimento tinham legendas em português. Me impressionou a gentileza e simpatia de todas as comissárias.

avaliacao-ethiopian-04

Refeições
Outro ponto que me impressionou na Ethiopian Airlines. Refeições saborosas e fartas.
No trecho GIG-GRU foi servido apenas bebidas devido ao pouco tempo de voo. No trecho seguinte, GRU-LFW, logo após a decolagem foi servido o jantar e uma hora antes da aterrissagem no Togo (LFW) foi servido um café da manhã.

A escala foi de uma hora no Togo e logo após a decolagem foi servido um almoço (diferença de 4 horas no fuso horário se não me engano). Quase chegando em Addis Abeba, foi servido um lanche. No trecho para Tel Aviv foi servido um excelente jantar também.

avaliacao-ethiopian-10

Em todos os trechos que tiveram almoço/jantar sempre tinha duas opções de carne (boi/frango ou peixe) com arroz ou legumes e eram acompanhados por uma salada, pão, molhos, cream cheese e sobremesa. As comidas eram saborosas e bem preparadas. Vi que alguns passageiros pediram para repetir e as comissárias sempre os atendiam. Antes de todas as refeições, lenços umedecidos e quentes eram oferecidos para a higiene das mãos.

Para beber, refrigerantes, sucos, cervejas e vinho tinto ou branco. Tudo muito farto. Eu bebi vinho tinto em todos os trechos e toda vez que solicitei mais uma garrafinha, fui atendido. O vinho é servido em pequenas garrafas individuais e não diretamente em copos (em um voo recente pela TAM para Paris, o vinho era servido pelos comissários em copos com metade do volume preenchido, um absurdo).

Portanto, a minha impressão com as refeições e bebidas da empresa foi excelente. Não fica para trás com relação a nenhuma empresa brasileira, europeia ou americana. Aliás, bem melhor do que algumas empresas consideradas TOP.

Entretenimento

Acho que esse foi o único aspecto que deixou a desejar na Ethiopian Airlines. Embora todas as poltronas tenham sistema individual de tela On Demand, nenhum filme disponível me chamou a atenção. Havia também canais de músicas, jogos e documentários, mas também nada empolgante. Como viajo sempre com meu iPad, esse foi o meu entretenimento nas horas que eu não estava dormindo.

avaliacao-ethiopian-09

O que eu gostei foi a revista de bordo, com boas dicas de turismo na África. A revista é muito bem feita graficamente e com boas reportagens. Mas em menos de 1 hora eu já tinha lido ela toda.

avaliacao-ethiopian-05

Chegada
O primeiro desembarque foi no aeroporto de Addis Abeba, hub da empresa na Etiópia. O aeroporto tem um tamanho mediano e me pareceu novo, embora totalmente desorganizado. Há áreas para fumantes, mas todos fumam em qualquer lugar do aeroporto. Os banheiros não são muito limpos. Os preços das comidas são altos e não aceitam cartões de crédito, apenas dólar ou o dinheiro local. Foi uma dificuldade para comprar uma garrafa de água visto que eu tinha uma nota alta em dólar e nenhum estabelecimento tinha troco.

Avaliacao-ethiopianSó tinha um detector de metais quando fui embarcar para pegar a conexão para Tel Aviv. Mas mesmo com a fila enorme, foi rápido o acesso para sala de embarque. A única coisa que gostei do aeroporto foi que tinham várias chaise long por todo o aeroporto para poder esticar o corpo enquanto se espera a conexão, ou até mesmo dormir.

O segundo desembarque foi no aeroporto de Tel Aviv. Aeroporto enorme e novo. O problema (ou talvez, a necessidade) é que as regras de segurança no aeroporto são extremamente rígidas. Todas as escalas e conexões foram dentro dos horários previstos. Ponto positivo para a empresa

Dicas
As dicas que eu gostaria de passar para os leitores do MD são sobre a entrada e saída em Tel Aviv/Israel e não sobre a Ethiopian Airlines em si.

O país devido aos problemas com os vizinhos (não cabe aqui discutir quem tem a razão) tem o aeroporto com as regras de segurança mais rígidas do mundo. Só para vocês terem uma ideia, assim que o avião entra no espaço aéreo de Israel, não é mais permitido aos passageiros levantar do assento, nem mesmo para ir ao banheiro. A comissária, uns 15 minutos antes de entrarmos no espaço aéreo, avisou que o serviço de bordo estava terminando e se alguém quisesse ir ao banheiro deveria ir naquele momento.

Então a dica que eu gostaria de passar é que cheguem com pelo menos 4 ou 5 horas de antecedência ao aeroporto para fazer o check-in. Como eu fui à Jordânia (país árabe) e mesmo com a fronteira aberta com Israel, ao verificarem no aeroporto que eu tinha estado lá, me enviaram para a fila de checagem rigorosa.

Toda a segurança de bagagem no aeroporto de Tel Aviv é feita antes do balcão de check-in das empresas aéreas. Eu fiquei, sem exagero algum, 3 horas na checagem rigorosa. A agente abriu minha mala (mesmo depois de ter passado no scanner de bagagens), retirou TUDO que estava na mala e checou item por item com um aparelho manual. Algumas lembranças que eu tinha comprado e estavam embaladas para presente foram abertas, no Mar Morto eu comprei uns sais e argila que também foram abertos e depois colocados em sacos plásticos.

Enfim, embora a agente fosse educadíssima, foi um transtorno ficar quase 3 horas vendo analisar peça por peça das minhas coisas. Eu estava quase procurando o telefone da embaixada brasileira (risos), mas depois vi que não era só comigo. Vários americanos, brasileiros e europeus também estavam nessa checagem rigorosa. Aí fiquei mais tranquilo. Mesmo com isso tudo, vale a pena visitar Israel. Também adorei a Jordânia e o seu povo.

Conclusão
Concluindo, depois desse longo relato, vale muito a pena voar pela Ethiopian Airlines. Tanto pelo preço quanto pelo excelente serviço de bordo da empresa. O serviço em terra também é excelente. Na volta, como minha conexão em Addis Abeba era de 4 horas, a empresa me deu um voucher (no check in em Tel Aviv) para pegar uma van e ir a um hotel na capital da Etiópia para tomar um banho, café da manhã e descansar. Como eu estava um pouco traumatizado com checagens de segurança, preferi não sair do aeroporto na Etiópia. Então, a empresa me deu um outro voucher para que eu tomasse café da manhã em um restaurante do aeroporto.

Já viajei com excelentes empresas aéreas (Air France, KLM, Lufthansa, British Airlines, Delta, etc.) e a ETHIOPIAN AIRLINES não fica atrás de nenhuma delas. E o preço é excelente para quem quiser ir para o Oriente Médio e Ásia. Acredito que mesmo para Europa (acho que eles voam para Roma e Londres) possa valer a pena pelo preço caso você não se importe com a maior duração da viagem devido à conexão em Addis Abeba. Outro ponto foi que pontuei no Fidelidade TAM, que na época ainda era parte da Star Alliance.

Caso eu tenha outra oportunidade para viajar com a Ethiopian, não pensarei duas vezes. Emito o bilhete na mesma hora. E confesso que lendo a revista de bordo deles, fiquei interessado em conhecer algumas cidades da África.

Agradecemos ao Fábio pela ótima avaliação que certamente ajudará os demais leitores a conhecer um pouquinho mais da companhia e optar ou não por ela na próxima promoção que postarmos aqui no MD. Já voou com a Ethiopian? Conte nos comentários como foi sua experiência e participe!

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • EDUARDO PACI GALVAO

    Excelente! Parabéns pela avaliação!

    • Rafael Castro

      Tb gostei! Parabéns, Fábio.

    • Fabio Romero Nolasco

      De nada. Foi um prazer fazer o relato para os leitores do MD, pois já aproveitei muitas dicas do site.

  • Vinicius

    Excelente relato!!

  • André Ramos

    Parabéns Fábio!
    Muito bom seu relato!

  • Parabéns pelo relato!!

  • Everton basilio

    Que avaliação rica de detalhes, parabéns. Gostei muito da sua visão, visto que muita gente fala mal do serviço oferecido pela empresa. Gostei muito.

  • Amigão , vc precisou de visto de trânsito para estar no aeroporto da Etiópia ?

    • Carlos Alberto

      Não é necessário visto de trânsito. E caso tenhas que pernoitar em Addis Ababa, a cia te disponibiliza um visto p/isto no balcão de conexões.

    • Gustavo

      Não é necessário.

  • Ótima Avaliação. Eu viajo para Roma mês que vem, e estava em duvidas sobre Alitalia ou Ethiopian. Optei pela Alitalia, mas os preços da Ethiopian me atrairam bastante. O que me motivou a optar pela Alitalia, foi a epidemia de Ebola, que estava em grande crescimento quando emiti meu bilhete.

  • jorge moraes

    "O embarque foi tranquilo e no horário, pois poucas pessoas embarcaram no Rio de Janeiro. A maioria das pessoas embarcou em Guarulhos (o voo estava lotado, nenhum assento desocupado). Naquela época o voo fazia escala no Rio, hoje pousa apenas em São Paulo". Agora entendem porque a escala no GIG foi retirada.

  • Nossa, avaliação muuuuito boa, excelente riqueza de detalhes, tudo muito bem exposto.
    Parabéns!!!

  • william

    Parabéns. Perfeita a avaliação. Até me vi na fila rigorosa e com cara de ué !

  • Danilo

    Também viajei pela Ethiopian para a Índia. Os problemas foram mínimos: um atraso de aprox. 2h no voo de volta e um avião meio velho no voo da Etiópia para a Índia. Mas ratifico todos os comentários do colega que fez o relato. Além disso, mais duas observações positivas: na ida, a conexão durava 30 minutos apenas. Fiquei com o maior cagaço de as malas não chegarem no destino, mas chegaram bonitinhas. E na volta, para quem tinha conexões mais longas, ofereceram um city tour por Addis Abeba! Como a nossa não era tão comprida, recebemos um voucher para tomar café da manhã. Enfim, ótimo custo/benefício.

    • Fabio Romero Nolasco

      Exato Danilo. Ótimo custo x benefício.

  • Carlos Alberto

    Excelente avaliação. Uma das mais completas aqui no MD.

    Contudo eu acho que o atendimento das comissárias não é excelente. Em todos os vôos que fiz com a cia, as achei corteses contudo não muito prestativas. Neste ponto, ainda a acho bem inferior à Air France, KLM, Swiss, Turkish e British. E similar à Iberia e Air Europa.

    E nos vôos que fiz, no trajeto GRU>LFW>ADD eles fizeram anúncios também em Francês —além do inglês e amárico.

    Recomendo a todos também dar uma olhada nas avaliações no Ranking daqui do MD também. Fiz minha contribuição sobre minha experiência na Ethiopian: http://guia.melhoresdestinos.com.br/avaliacoes-et

    • Marcelo Sam

      Pior serviço que o da Alitalia não existe…

  • William Perez

    Adoro a Ethiopian. Não sei porque as pessoas costumam critica-la aqui no MD.

  • Alexandre

    Muito bom ….. geralmente temos resistência com empresas menos comentadas/conhecidas e esse relato nos faz expandir os horizontes ….. já perdi boas promos por não ter acesso a um relato desses …. de agora em diante, aproveitarei as promos mais tranquilo ….

  • Alan

    Já ouvi dizer que esse é um.aviao muito estável, quase não dá turbulências. ..mas nada disso foi comentado no post. O editor confirma?

    • carlos

      Depende. Fiz um voo de ida e volta com o dreamliner. Na ida realmente foi um voo bem estavel. Na volta, me sentei no fundo do aviao e balancou bastante! nao consegui passar manteiga no meu pao de tanto que o aviao balancava hahaha.

  • Breno Mello

    Ótimo relato. Sempre é bom termos opções mais baratas para voos de última hora.

    No primeiro da Ethiopian aqui no MD, ouve um comentário de alguém que viajou pela companhia e disse que as comissárias comiam restos da comida dos passageiros. Alguém sabe se isso é verdade, ou apenas engano de alguns passageiros?

    Confesso que isso me assustou um pouco, mesmo sem saber é realmente verdade ou apenas engano.

    • Breno Mello

      Correções:

      No primeiro RELATO da Ethiopian aqui no MD, houve um comentário.

      😉

  • Relato super bacana e imparcial..gostei mesmo!!!

  • nota10!! Parabens e obrigado

  • Com certeza quando tiver outra promoção para a Ásia darei preferência a está cia!
    Como o camarada acima disse as vezes temos uma certa resistência em viajar por cias menos badaladas e conhecidas.
    Mas com relatos como esse do MD podemos viajar tranquilamente!

  • Ricardo Cardoso

    Parabéns excelente relato

  • Thiago Nascimento

    Quanto à medida da TAM (e praticamente de todas as companhias aéreas) de encher copos com vinho (ou outras bebidas escuras) até a metade, é justamente para evitar respingos e derramamento no caso de turbulência. Basta pedir mais vinho que servem ao passageiro. Não tem nada de absurdo nisso.

    • Fabio Romero Nolasco

      Thiago,

      Concordo que encher o copo pode trazer problemas em derramar no passageiro mas absurdo é pagar uma tarifa altíssima pela TAM (e outras cias) e ter que toda hora ficar pedindo mais vinho aos comissários. Pq não usar como a cia. do relato garrafas plásticas de vinho pequenas com uma boa quantidade?

      • ANTONIO

        Com certeza a TAM serve meio copo por puro pãodurismo ! O serviço de bordo da TAM é mínimo e de 2a categoria. Foi bom no tempo do Comandante Amaro. Deviam aprender com a LAN, que oferece qualidade e quantidade (para não falar dos vinhos). A equipe da TAM torce para que haja turbulência, pois ao mínimo tremor suspendem logo o serviço de bordo. Nas cias americanas essa interrupção só ocorre quando a segurança a bordo pode ser comprometida.

  • Renata Paiva

    Obrigada, Fábio! Essa semana aproveitamos a promoção que o MD divulgou para Tailândia com a Ethiopian Airlines, e ficamos muito tranquilos ao ler seu excelente relato! Parabéns!

  • Tive a oportunidade de voar com eles para Frankfurt, posso afirmar que foi uma experiência "diferente". O avião que pegamos estava muito limpo e foi relativamente cheio. O serviço foi excelente, vinho francês (branco ou tinto) e umas comidas diferentes mas boas. As atendentes foram muito simpáticas e falam inglês. Estranho foi chegar em Addis Abba e ter que ir para um hotel (razoável) passando por uns lugares bem suspeitos. O transporte também foi um pouco incomum, uma pequena van com 12 pessoas dentro (incluindo bagagem). O voo no outro dia para Frankfurt foi em um avião mais velho e foi lotado. A volta de Frankfurt também. A volta para São Paulo porém foi um sonho!!! Excelente serviço e avião vazio, eu peguei 3 bancos e dormi toda a viagem. Pelo preço que paguei pela passagem acho que o retorno foi excelente!

    • Olá! Você lembra o nome do hotel em Addis Abeba? Vou fazer conexão lá de 24 horas e disseram que vão pagar o nosso hotel. Queria pelo menos ter uma ideia.

      Obrigada

  • Elder

    Muito bom Fábio. Tenho uma amiga que está morando na Arábia Saudita! Ela viajou pela Ethiopian também, inclusive fez o relato no blog dela, o Revista de Viagem ( wwww.revistadeviajem.net)

  • Thiago

    Também voei com eles em dezembro do Rio para Harare e também achei a companhia ótima, tirando a enorme quantidade de conexões que são um pouco cansativas e a bagunça para reserva do hotel em Addis Abeba que é feita pela própria Ethiopian quando as conexões são longas.

    • Olá, Thiago! Você lembra o nome do hotel em Addis Abeba? Vou fazer conexão lá de 24 horas e disseram que vão pagar o nosso hotel. Queria pelo menos ter uma ideia.
      Obrigada

  • Parabens pelo seu relato. É bem diferente dos demais sobre a mesma empresa.

    No momento, ficaria receoso de voar numa empresa africana em face do problema do Ebola, pois o risco é pequeno, mas existe.

  • HELCIO VELOSO

    Muito legal a avaliação: direta e precisa. Isso nos ajuda muito. Tenho uma amiga que morava em Lomé e foi de lá para Washington pela Ethiopian, e não gostou… Mas mesmo assim, valeu muito!

  • Aline

    Cheguei essa semana de Frankfurt, voando com a Ethiopian, mas Minha experiência não foi tão boa quanto essa. Não achei as comissárias simpáticas, elas nos acordaram várias vezes com fortes cutucões na hora das refeições; pedi água a umas 3 comissárias diferentes e não trouxeram! Mas o pior que nos aconteceu foi na volta, em Addis Abeba, nosso a viao teve problemas mecânicos, embarcamos com 2 horas e meia de atraso e o avião começou a taxear na pista e então parou novamente. Ficamos 2 horas no avião sem saber o que estava acontecendo, até que nós mandaram descer novamente e avisaram que a aeronave estava com problemas mecânicos. Tivemos que esperar outro avião chegar muitas horas depois para seguir viagem. Ficamos 15 horas no aeroporto, não nos ofereceram hotel, nós ofereceram um
    Simples almoço, composto por arroz, legumes e frango. E quando finalmente embarcamos, o avião ainda demorou mais 2 horas pra sair.

  • Arthur Penna

    Eu já realizei dois voos pela Etiophian Airlines (JNB-ADD-CAI). Todos meus voos foram ótimos, as comissárias sempre bem atenciosas! A comida porém é muito apimentada, foi desagradável, apesar de ser saborosa. O único porém é que fiquei 3 dias sem malas no Cairo devido a incompetência da South African ou Ethiopian, não sei de quem é a culpa, porque as malas ficaram em Johanesburgo. No mais, só elogios!

  • tania

    Parabéns e obrigado pelo relato.

  • Henrique Pelosi

    Pergunta… e a questão do Ebola? Quem tem coragem de viajar para qualquer lugar do mundo, considerando uma escala no Togo, que fica justamente entre Serra Leoa e Nigéria?

  • Jackson

    Olá, Viajei também pela Ethiopian em Julho de 2014, numa promoção divulgada aqui no MD, fomos eu e minha esposa para Roma, via togo e adis ababa, saímos de guarulhos a noite num BOEING 777-200LR JET, confesso que fiquei com medo, poltronas que o encosto não desciam e outras que desciam e não ficam travadas, os braços tb não levantavam. meus fones não funcionaram em várias entradas e e o touch da tela de entretenimento não funcionavam… fiquei receoso pois se coisas que víamos estavam deterioradas, logo vem a mente as coisas que não vemos. Na volta de adis ababa para guarulhos viemos de BOEING 787-8 o avião era novo e tudo funcionava, era igual ao que nosso amigo ai da reportagem voou. Tivemos um atraso muito grande de quase 5 horas na volta, na conexão de adis ababa para togo, a empresa forneceu almoço, mas havia uma grande falta de informação do por que do atraso.Várias pessoas perderam voos marcados no brasil. o aeroporto de adis ababa realmente é muito desorganizado, com comida muitoo cara! e de origem, para mim, duvidosa. banheiro sujos, por causa da falta de um local adequado para os muçulmanos se lavarem antes de suas orações, é uma falta de logística, num local com grande transito de islâmicos não ter um local para seus membros fazerem suas abluções, haja visto que há um lugar com tapetes para orações. Realmente a comida e bebidas no voo são fartas,gostei muito das garrafinhas de vinho rsrs, as aeromoças são super prestativas e realmente se esforçam para entender aqueles que não falam inglês. no voo de ida da etiópia para roma, recebemos tapas-olhos, meias, escova e pasta de dente. Avaliando o custo benefício, apesar de levarmos quase 24 horas para chegar em Roma, o preço compensou muito, pelo que me lembro pagamos com taxas cerca de 1400 reais em cada passagem.

  • Gustavo

    Vi que não precisa de visto de trânsito na Etiópia, em Togo também não é necessário? Pergunto pois a companhia não confirmou se será mera escala ou conexão, antes de seguir para Adis Abeba

  • Fabio

    Boa tarde, alguém sabe dizer quais parceiros da Ethiopian Airlines podemos pontuar visto que a TAM não é mais parceira da Star Aliance ?

    • Carlos Alberto

      Todos os demais pertencentes à Star Alliance.
      Entre os programas brasileiros, nenhum pontua na Ethiopian.

  • Laura

    Obrigada pelo relato! É de se considerar para viagens futuras.

    Curiosidade: quanto tempo durou no total a sua viagem?

    Abracos!

  • Mirton

    Acabo de voar pela empresa a rota SP – Hong Kong. Bom, minha impressão foi regular. A saída de Guarulhos, ok. A equipe SUPER educada e solícita. Já em Hong Kong, o funcionário Daniel, seu inglês "macalônico" e sua má vontade chinesa em atender me estressaram um pouco. No voo, tudo bem. Serviço de bordo atencioso, aeronave moderna, concordo com as opções fracas de entretenimento. O aeroporto da Etiópia, melhor não tecer muitos comentários, O Sheba Milles, programa de milhagens da companhia, é fraquíssimo. Pontuo mais com meu TAM fidelidade fazendo rota nacional. O pior foi o companhia cancelar meu voo de volta eu estando do outro lado do mundo, apesar da submarino viagens me prestar toda assistência pelo chat e resolver meu problema, perdi 3 diárias de hotel em Hong Kong e cancelei minha viagem à Tailândia, graças ao voo antecipado que me foi oferecido. Resultado, férias com alguns dias de tensão. Pode ser que um dia eu volte a voar pela Ethiopian, mas vou priorizar as companhias mais sólidas.

    • Carlos Alberto

      O programa de milhagem deles realmente é muito ruim. É bem mais vantagem pontuar nos programas mais tradicionais da Star Alliance, como o MileagePlus, Miles & More, ANA Mileage Club, EuroBonus, LifeMiles, Victoria e Miles & Smiles por exemplo.

      • Vitor Valente

        É verdade. P/ usar os pontos deles, os voos devem sair de Adis, o que quebra as nossas pernas.

  • Carlos Eduardo

    Parabéns pelo seu relato, detalhado e com todas as informações que os passageiros precisam, pretendo ir para Roma e os preços da Ethiopian sempre me chamam atenção de quebra viajo neste avião espetacular e quem sabe não consigo fazer um passeio em Adis Adeba, valeu pelo seu post.

  • Roberto Vargas

    Muito obrigado pelo compartilhamento desta experiência. Realmente estava com um, talvez dois pés atras quanto a Ethiopian…

  • Carlos

    No outro post sobre “como voar na Ethiopian” relataram muitas vezes do odor dentro da aeronave. Ninguém aqui teve problemas com isso? Obrigado

  • dani

    Oi Fábio!!! Adorei as suas informações!!! Quando você fez o check in no Brasil a ethiopian airlines exigiu o visto pra seu destino final! Vou para o quenia onde o visto é emitido no aeroporto. Há uma contradição de informaçoes pela companhia. Uns dizem que precisa outros não.

  • Rogerio

    No ultimo dia 19/07/2015, embarquei no voo ET 1580, código da reserva ZIKQEP, numero do ticket 0716579656784 as 10:35 de Frankfurt para São Paulo, com conexão ADIS ABEBA, teria que permanecer naquele cidade por 12 horas embarcando no dia seguinte as 08:45 com destino a São Paulo.
    Busquei informação no site da cia aérea, também com a Alessandra Prestes da AVIAREPS e em email junto a cia onde em informaram que os custo com relação ao hotel e ao visto de transito seriam agilizados pela cia aérea, sem custo algum ao cliente.
    Não foi o que aconteceu ao chegar em Adis Abeba, ficamos presos no aeroporto por 4 horas, a cada momento nos encaminhavam para um lugar, ate que descobrimos que para sair daquele aeroporto precário onde as pessoas lavam o pé na pia, não tem higiene alguma nos banheiros e alimentação excessivamente cara e ruim, eu teria que pagar 50 dólares para termos direito a um hotel.
    Não tinha dólares apenas euro, e em uma conversão maluca, atendente da cia resolveu converter o dólar em euro e cobrar 50 euros pelo hotel. Foi o momento que eu o outro brasileiro perdemos a cabeça, nesse momento resolveram aceitar cartão de credito, que até então não aceitavam.
    Para ajudar outro brasileiro, que estava sem cartão de credito, paguei a minha e a estadia dele, ou seja 100 dólares, para um permanecer 4 horas no hotel ,que fica no meio de um peco escuro, sombrio e assustador, com uma cama desconfortável e lençóis fedidos.
    Qual a desculpa da atendente para pagarmos: EMBARCAMOS PELA LUFTANSA EM FRANKFURT E NÃO PELA ETHIOPIAN AIR.. Fala serio, se no aeroporto de Frankfurt, a própria funcionária da cia aerea me orientou a fazer o check in na Luftansa que era uma parceira da Ethiopain air, por que naquele horário não tinha avião da cia aérea ETHIOPIAN AIR e tínhamos que ir pela cia parceira.
    Como posso ser culpado disso e pagar 100 euros, por uma ação da cia aerea? Por mais que eu explicasse que não tinha avião da Ethiopian e a culpa não era minha aos aos funcionários e supervisores da cia aérea, eles tinham um numero cabalistico ou era apenas esse numero que sabiam falar em inglês 50 ( fifty) dólares ou euros para sair daquele inferno ou abraçar o capeta e dormir naquele lixo que era o aeroporto.
    Quero saber como tenho meu dinheiro de volta? ou ou ter que entrar com um processo por danos morais, no juizado de pequenas causas e abrir uma reclamação na ANAC?
    Nunca paguei tão caro tomei por um banho e fizer as necessidades fisiológicas, como tive que pagar na Etiópia.

  • Andressa

    Fui viajar com a Ethiopin no início de Julho/2015 e a minha experiência foi excelente!!

    Fizemos a rota Guarulhos > Addis Abbada com 2 horas de conexão e depois Addis Abbada > Paris com uma pequena escala até o destino final em Bruxellas.

    No início eu estava com muito receio pois não conhecia a cia, porém um amigo do meu namorado falou muito bem, então decidimos testar. O preço também era muito mais atrativo dos que as outras cias, pagamos R$3.000 enquanto o preço das outras estavam chegando nos R$5.000 (compramos 2 meses antes de viajar).

    O check in em Guarulhos foi muito tranquilo, bem organizado, sem reclamações, chegamos 3 horas antes. O avião era muito confortável, um Boeing 787, com aparencia nova, limpo, organizado. As aeromoças foram extremamente simpáticas e prestativas, principalmente porque eu sou vegetariana, elas sempre lembravam e tinham o cuidado de levar a refeição sem carne (que por sinal era muito boa). O voo foi muito tranquilo, quase não teve turbulência, realmente não teve nada que eu pudesse reclamar.

    Chegamos em Addis Abbada, e meu namorado teve a capacidade de esquecer o celular no avião, quando já estavamos distantes ele lembrou e voltou correndo pra pegar. Chegou lá, fizeram algumas perguntas de como era o modelo, que cor e depois devolveram o celular em perfeito estado. (Ganhou pontos cmg) O aeroporto é normal, mas um pouco pequeno. Eu li em alguns blogs que era desorganizado, mas não achei nada demais. Eu não tenho muita frescura, mas acho que algumas pessoas ficariam um pouco incomodadas com o banheiro, ou na hora de embarcar que é um pouquinho “cheio”, mas nada demais.

    O duty free é realmente MUITO mais MUITO barato MESMO. Não tem muitas opções, mas as que tem realmente valem a pena (em comparação aos da Europa). Eu particularmente adorei ter feito a conexão lá, achei muito legal ver um pouquinho da cultura Africana, as pessoas, roupas que elas usam, as comidas. Senti até vontade de conhecer a cidade, mas não dava tempo.

    Pegamos o avião para Paris, um Boeing 777, muito confortável. O voo mais uma vez foi super tranquilo, depois de 8 horas chegamos em Paris, a maioria do pessoal desembarcou, aguardamos cerca de 1 horas e seguimos no mesmo avião para Bruxellas.

    Na volta fizemos o mesmo trajeto, tudo foi muito bom. Olho pra tras hoje e vejo como fui “boba” por ter ficado medo de voar pela Ethiopian. Para fazer um resumão: A Ethiopian é uma ótima cia, os voos são pontuais, as aeromoças são boas, a comida servida é boa, os voos são tranquilos.

    Sem dúvidas eu indico a Ethiopian, pelo preço e pela qualidade de serviço prestado.

  • anton perez

    Fábio, valeu a avaliação! Muito útil! Aproveitando: qual o roteiro que você utilizou para Israel e Jordânia? Estou organizando uma viagem como esta… Abraço!

  • Vitor Valente

    ShebaMiles é muito ruim, ñ dá pra trocar os pontos nem por uma miçanga…

  • Thiago Seraglia Rodrigues

    Ótima avaliação!

    Já fui para o Egito em 2015 pela Alitália e por esse depoimento,estou voltando ao Egito pela Ethiopian Airlines.O preço estava muito convidativo (569 USD) no próprio site deles e para os que desconhecem essa informação,eles estão parcelando em até 6x sem juros as passagens pelo escritório da Ethiopian Airlines no Brasil (Aviareps).Está saindo muito mais barato comprar direto com a Ethiopian do que comprar em sites de ponte como decolar,submarino ou algum outro.Vale a pena agora comprar diretamente pelo site,principalmente por parcelarem agora.

  • Marcelo Sam

    Li quase todo o relato e realmente dentro do que imaginava, a empresa é séria! E penso que poderiam desenvolver politicas de treinamento para idioma português ou no minimo em espanhol e aperfeiçoarem o sistema multimidia com melhores conteudos.