Estados Unidos podem barrar celulares e aparelhos eletrônicos com bateria descarregada!

Denis Carvalho 8 · julho · 2014

Passageiros com destino aos Estados Unidos chequem as baterias de seus aparelhos eletrônicos! A Transportation Security Administration (TSA) informou que a partir do próximo domingo seus agentes poderão solicitar que os proprietários liguem seus dispositivos durante a inspeção de segurança para entrar no país. Com isso, os celulares e outros aparelhos descarregados e que não possam ser ligados não serão admitidos nos voos com destino aos Estados Unidos.

A princípio, a medida valeria para alguns aeroportos na Europa, Oriente Médio e África, mas como o comunicado da TSA não isenta nenhum aeroporto é melhor os brasileiros também se precaverem para evitar de ser impedidos de embarcar ou ter que deixar seus aparelhos no aeroporto. 

A nova norma é parte de uma série de medidas para reforçar a segurança nos aeroportos, anunciada na semana passada, com base no temor que grupos terroristas como a al-Qaeda tenham desenvolvido uma nova geração de bombas não metálicas, que não poderiam ser detectadas pelos meios convencionais. Não se sabe se as novas regras são definitivas ou até quando terão validade.

“Durante a inspeção de segurança, os agentes poderão pedir que os proprietários liguem seus dispositivos” eletrônicos, destacou a TSA em seu site. “Os dispositivos descarregados não serão permitidos a bordo do avião. O viajante também poderá sofrer uma revisão adicional”.

Os exames de dispositivos eletrônicos como microcomputadores e smartphones têm como base o temor de que terroristas possam usá-los em novas táticas para atacar aviões. “A TSA continuará aplicando medidas para garantir a segurança dos viajantes nos mais altos níveis”.

Os viajantes que chegam aos Estados Unidos procedentes da Europa e do Oriente Médio têm enfrentado uma férrea segurança aérea diante dos temores de que a rede Al-Qaeda esteja desenvolvendo explosivos indetectáveis.

E não é só isso: o departamento de Segurança Interna (DHS) orientou a TSA a exigir das empresas aéreas e das autoridades aeroportuárias na Europa e em outras regiões que examinem os sapatos dos passageiros com destino aos Estados Unidos e incrementem as revistas aleatórias, revelou a rede de televisão ABC News, que cita uma ameaça “diferente e mais alarmante”.

Mais informações no site da TSA

Com informações do New York TimesExame e O Globo

 

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • re178

    E o pior é que nos EUA as tomadas são diferentes daqui, se o meu celular descarregar lá ele vai ficar por lá mesmo!

    • Cesar

      Ainda bem que existe adaptador universal, não?

      • re178

        E é todo mundo que tem, não?

        • André

          Deve ser bem caro, re178. Quem vai aos EUA, não tem dinheiro pra comprar um.

          • re178

            Independentemente do preço, falo isso porque uma vez no aeroporto de Miami eu vi muito bem um cara dessa TSA "confiscando" um adaptador universal de uma mulher. A mulher implorou, explicou para o cara e ele disse que se tivesse na bagagem que foi despachada TALVEZ teria passado. Como seguro morreu de velho, você acha que eu vou comprar um desses pra chegar lá eles confiscarem?

          • Rena

            Confiscar adaptador de tomada?? Sabendo que cada canto do mundo é um padrão?? Não faz o menor sentido…. vc entendeu direto?? Paguei U$ 9,00 em Orlando mês passado… de graça vai!!! Não paga perder o celular n TSA né…

          • re178

            Pois é, confiscaram um adaptador, mas se tratando de EUA eles podem confiscar tudo o que eles consideram "suspeito", até mesmo um celular descarregado, como diz o post, mas quanto ao adaptador, quem que não garante que eles pensem que os terroristas escondam algum tipo de pó explosivo dentro deles? Quem sabe logo logo o adaptador também vai ser proibido, do jeito que eles são super-paranóicos…

          • carol

            Falou mer-da, admita que fica menos feio.

          • re178

            Então se você for nos EUA algum dia, experimente levar o adaptador na bagagem de mão pra você ver o que eles vão fazer, bando de ********! So estou alertando os desavisados (é claro que pode não acontecer com todos) e vem essa gente falar ***** aqui! Aafff…

          • Moacyr Lopes

            Eu levei e não aconteceu nada. Pode ter sido azar da pessoa.

          • Lucila

            Eu sempre carrego 3 adaptadores e nunca tive problemas com isso.

          • re178

            Moacyr e Lucila, é isso mesmo! Se você tiver sorte de encontrar um agente da TSA "bonzinho", ele não vai fazer nada, até brinca com você, igual um que quando falei que eu era brasileiro ele falou: Brazil? Maradona! >:-( Mas se você tiver azar igual neste dia que o cara confiscou, aí até com uma caneta ele é capaz de implicar, ainda mais que ele aparentava estar bem estressado naquele dia…

          • Oscar Luiz

            A alfândega americana pode apreender qualquer coisa que ache que é suspeito, inclusive copiar dados de notebooks, celulares, tablets e cartões de memória. Caso você utilize criptografia no seu notebook ou celular, ou ele não seja passível de ser ligado, ele será confiscado, seja na entrada ou seja na saída.

            Isso não é novidade e já existe fazem alguns anos, a questão é que ninguém aplicou essa regra, até agora…

          • COPIAR DADOS??? Prefiro ser presa e deportada do que dar essa moral pra eles….

          • Alice

            Ué. Mas melhor perder um adaptador do que um celular, né. Mesmo o mais barato dos aparelhos é mais caro do que um adaptador simples (paguei 4 dólares em março). E de qualquer forma, não faz diferença as tomadas serem diferentes. Mesmo se você não comprar adaptador, nada impede que confisquem seu carregador no padrão brasileiro. Então se estiver preocupado mesmo, melhor nem levar nada.

        • deveriam ter se desejam viajar para outros países…

        • Suellen

          Eu sempre carrego um adaptador universal na minha bolsa de mão e nunca tive problema em passar pela TSA. Acho que essa mulher que você viu tava carregando era outra coisa.

          • re178

            Eu estava em outra fila, mas pelo tamanho e aparência era um adaptador sim, mas é aquilo que falei: o cara devia estar muito "animado" naquele dia, depois que eu passei quase todos que estavam na fila dele tiveram que voltar naquela caixinha que ficam os objetos proibidos e deixar alguma coisa lá (não vi se o adaptador também foi parar lá porque nessa hora estavam me revistando). Agora, imagina quem passou em um aeroporto americano lá pelos dias 13, 14 de Setembro de 2001? Achou que os passageiros foram obrigados a ficar nus!

    • Para que serve os adaptadores?

  • Henrique

    Quem sabe criam uma regra que só é permitido o embarque completamente nu e no checkin as cias aéreas fornecem um roupão para seus passageiros, quem sabe até com o logo da cia nas costas. Além disto as malas não deveriam mais ser despachadas em aviões que transportam passageiros. As mals teriam que ser enviadas exclusivamente por empresas de transporte de cargas como Fedex e UPS. Assim todos estaríamos mais seguros, não acham?

    • Mari

      é, reclamar todo mundo reclama; agora, passar por ataque terrorista ninguém que né…

    • Hugo

      Em 12 de janeiro de 2010, após a tentativa daquele cidadão nigeriano de explodir o vôo de AMS pra Detroit, eu tomei um vôo da BA com passageiros de 57 nacionalidades diferentes dentro. Eu vinha de Barcelona e ia pro JFK em NYC. O trecho internacional foi a bordo de um 747-400 da BA ( LHR-NYC). Já haviamos passado na inspeção em BCN. Chegando em Londres pra passar na área do trânsito, novamente revista e etc. Procedeimento normal, tratando-se do UK…. Contudo quando fomos para a sala de embarque, haviam biombos e policiais femininos e masculinos nos revistaram mais uma vez (além da revista convencional prévia) com uma quantidade menor de roupas…. Não chegamos a ficar nus, mas as mulheres necessitaram ficar apenas de sutiã…. Não surpreenderia uma medida mais dura… Ah só pra constar depois de todos vestidos novamente e embarcados dois cidadãos iraquianos (com barbas longas) foram retirados do avião…. aguardamos todos os demais dentro do avião, até que os guardas voltaram e reconduziram os dois passageiros às suas poltronas e enfim voamos pra NYC. Se isso aconteceu em 2010, imagina o que num virá pela frente com estas novas ameaças terroristas…?!?!!!

  • Marii

    Promoções da Lufthansa…?

  • A verdade é que se você chegar lá na imigração com um cartão de crédito black ou infinite,com uma boa quantidade de dólares e com hospedagem em algum hotel 5 estrelas eles logo mudam o tratamento com você!
    Vai o trabalhador chegar lá só com a passagem de ida e volta,uma merreca no bolso e um hotel simples tá arriscado te que voltar pra casa no mesmo dia.

    • walter

      he….pensando desse lado, o trabalhador tinha que ficar aqui e trabalhar mais!!

    • EDUARDOPGALVAO

      Bobagem, já fui lá dezenas de vezes, não tenho cartão black ou infinite, nunca fiquei em hotel 5 estrelas e sempre fui bem tratado.

    • Marcelo

      E por acaso quem tem cartão black ou infinite, com uma quantidade boa de dólares no bolso e com reserva em hotel 5 estrelas não é trabalhador?

      • Romário

        Geralmente é patrão.

    • Léo

      É que existe uma boa diferença de ser pobre e de berrar que é pobre.

    • Ivo Duran

      Falou besteira da grande, ja fui 10x, nunca pergutaram do meu cartão, no maximo perguntaram quanto de dinheiro eu tinha. Nunca falaram nada do meu hotel, e olha que ja fiquei muito no Motel 6, hotel mais cachorro que tem. Essa besteira de cartão falaram num post aqui e a galera ficou pirada.

  • Paulo

    como se os possíveis terroristas não pudessem ter condições financeiras , vide o ataque ao world trade center, onde os terroristas tinham curso de pilotagem e teoricamente estavam acima de qualquer suspeita. Como se fosse barato manter uma organização terrorista

  • Patrik

    É por isso q cada dia mais odeio esse lugar, cada dia é uma humilhação nova p entrar nesse lixo.

    • ooolha o recalque…

    • É só vc não ir. Se os caras são neuróticos é pq tem uma boa razão pra isso. Não que eu defenda a política externa americana (muito pelo contrário), mas já que eles a tem, tem que se resguardar mesmo. Melhor pecar pelo excesso…

  • ana cláudia

    Amei o “berrar que é pobre”, ótimo.

  • Roberto

    Que ironia. A paranóia transforma o território americano, cada vez mais, em território minado, inclusive para os cidadãos americanos. Como e quando isso vai parar?

    • Emilio

      Quando acabarem com o terrorismo no mundo.

      • Roberto

        Então os próprios americanos devem tomar a iniciativa de parar com as agressões aos demais.

  • MTorres

    Estão certos. Sabem dos riscos. No minimo ja apreenderam centenas de Fakephones que eram acionadores de bombas. Ninguem toma medidas dessas nas cegas.

    Ponto para os americanos. É o preço que se paga por ser o maior.

    • Ser o maior?
      Não querido, eles podem ter a maior produção do planeta, mas existem países com salários médios maiores ou equivalentes que os EUA, e ninguém fica procurando guerra por aí. Países da Europa setentrional, ou Austrália/Nova Zelândia, Canadá, Japão, são países tão ricos quanto, e nenhum deles faz uma guerra a cada governo. E é igual tecnologia hacker, quanto mais segurança se coloca, mais existem formas de burla-las. Quem acaba perdendo com isso é o cidadão comum, como sempre.

    • "Ninguem toma medidas dessas nas cegas".
      Depois que eles invadiram o Iraque com base em absolutamente nada….

  • Uma medida tão simples e que não me afetará em nada… Pois nunca ando sem meus gadgets carregados…

    E tudo vale a pena para segurança!

    Imagine uma coisa tão simples!!!

  • Roberto

    Pelo visto, vai valer pro UK, também: http://www.techradar.com/news/phone-and-communica

  • Com tanto lugar mais bacana para viajar no mundo o povo ainda insiste… Se o caso for muamba Paraguai é mais perto.

  • Moacyr Lopes

    Gente, No stress. É só carregar, deixar a bateria cheia, ok?

    E, conforme o avião, dá até para recarregar dentro dele.

  • Everardo

    Eu não sei o que os brasileiros faz tantos nos Estados Unidos, só presta os parques da Florida, aí vale muito a pena e se você vai uma ou duas vezes pronto, e olha que morei 1 ano em Palo Alto fiquei na universidade de Stanford e neste ano viajei os Estados Unidos todo e não tenho nenhuma vontade de voltar, agora a Europa é outra coisa cada vez que vou eu fico mais fascinado.

  • Rodrigo, não sei do que está falando! Qual baixaria?

    • re178

      Pois é, só por causa dessa discussão do tal do adaptador o pessoal pensa que é baixaria, não é, eu só quis explicar que não é todo mundo que vai querer comprar um adaptador só para ir para os EUA (eu conheço bastante pessoas), aí começou esta polêmica e eu só defendi a opinião da maioria, baseado no número de positivos que eu recebi. E Denis e os outros moderadores do MD, me desculpe de um simples comentário meu ter causado uma certa polêmica e ocupado tanto espaço neste post!!! Abraços.

  • cleone silva

    comprei adaptador universal no walmart de orlando por 10 us$ na semana passada.

  • Flavio

    Alguém sabe se eles estão barrando ou vão barrar eletrônicos que não têm bateria, como bluray player, receivers ou video-game, por exemplo?