Especial Canadá parte 2: as flores e muralhas de Québec

Denis Carvalho 13 · setembro · 2011

O Melhores Destinos apresenta hoje o segundo post de seu especial sobre o Canadá, país que conhecemos a convite da Comissão Canadense de Turismo(CCT). A segunda escala em nossa viagem é a bela cidade de Québec, que reúne atrativos históricos e culturais a uma beleza natural invejável. Acompanhe:

A cidade de Québec é a capital da província de mesmo nome. Está situada a 250 km a leste de Montreal e foi fundada em 1608 por Samuel de Champlain. Québec é conhecida como o berço da civilização francesa na América do Norte, razão pela qual 95% de sua população tem a língua francesa como primeiro idioma. O inglês, porém, também é amplamente falado, principalmente nas regiões turísticas e de lojas.

Quebéc orgulha-se de ser uma das regiões mais seguras de todo o continente. Em 2008, foi eleita pela revista de viagem Cond Nast como o segundo melhor destino de viagem da América do Norte e viajantes do site TripAdvisor a elegeram em Janeiro de 2011 como o melhor destino cultural e paisagístico do Canadá.

As muralhas que envolvem a cidade velha de Québec (Vieux-Québec) tem uma extensão total de 4,6km e são as únicas muralhas fortificadas remanescentes até os dias de hoje de toda América do Norte. Por sua importância, a construção foi reconhecida como patrimônio cultural da humanidade pela Unesco em 1985. Conheça algumas das principais atrações da região:

Joan of Arc Garden
No verão este jardim em homenagem a Joana d’Arc engloba uma variedade de mais de 150 diferentes espécies de plantas e flores. O local é parte do parque Plains of Abraham, um dos mais visitados de Québec, e sua beleza também o faz um dos pontos preferidos de casais de noivos para fotos nupciais.

Monumento em homenagem a Joana d’Arc (Joan of Arc)

Uma das inúmeras variedades de flores da praça

O colorido e a beleza dos jardins encantam os visitantes

Montmorency Falls Park
Localizado a poucos minutos de carro da cidade de Québec, é famoso por sua cachoeira com uma queda d’água de 83 metros de altura, que a deixa 30 metros acima das famosas Cataratas do Niágara. Definitivamente é uma atração que não deve de ser deixada para trás! Devido à sua altura, é possível vê-la do rio St. Lawrence, porém vale muito contemplá-la (e senti-la) dentro do Parc de la Chute-Montmorency, seja por meio da gôndola – que transporta as pessoas até o topo da cachoeira (onde há uma ponte para atravessá-la) – seja através da escadaria que também leva os mais aventureiros até o topo da cascata.

Cachoeira no Parc de la Chute-Montmorency

Canyon Ste-Anne
Distante ao redor de 40 km da cidade de Québec, no município de St. Joachim, o Canyon Ste-Anne é uma riqueza de belezas naturais, onde as regiões turísticas da Costa Beaupre e Charlevoix se encontram. Os visitantes têm várias vistas impressionantes do canyon, de diferentes alturas sobre a água, já que percorrem as trilhas do parque a pé. Existem três diferentes passarelas (pontes suspensas) que possibilitam atravessar de um lado ao outro do parque e admirar as paisagens e cachoeiras por todos os ângulos.

Cachoeira Canyon Ste. Anne

Ponte suspensa – Canyon Ste. Anne

Île d’Orléans
A 15 minutos do centro de Québec, exatamente no lado oposto do Parc de la Chute-Montmorency, Île d’Orléans merece uma visita. Para se chegar à ilha é necessário atravessar somente uma ponte. Feita a travessia, os visitantes são imediatamente tentados a cair sob o feitiço de uma ilha onde as propriedades rurais e todas as formas de agricultura prosperam o ano todo.

Uma viagem ao redor da Île d’Orléans é uma maneira deliciosa de descobrir tudo que a ilha tem a oferecer, já que tem nada mais que 34 km de extensão e 8 km de largura. A principal rodovia que a circunda tem um total de 75 km. O lema inscrito no brasão da ilha (J’accueille et je nourris – traduzindo para o inglês “I welcome and I feed”) convida seus visitantes a admirar sua paisagem e, principalmente, conhecer sua rica herança gastronômica.

Fruta típica de Île d’Orléans


Produtor especializado na cidra de maçã

Loja do produtor

Vieux Québec
A velha Québec (ou Old Town) merece também destaque, principalmente pelo fato de a Unesco considerar suas fortificações patrimônio cultural mundial. Como comentado anteriormente, ao caminhar pelos 4,6km de suas muralhas é possível conhecer em detalhes o único sistema de defesa do tipo remanescente em toda América do Norte. As vistas panorâmicas das muralhas também são bastante interessantes.

Uma das entradas da muralha fortificada de Québec


Funicular que faz o transporte para a Vieux-Québec


Amanhecer no centro de Québec


Uma das ruas de compras da cidade


Algumas das razões pelas quais o pessoal de Québec adora a cidade

 

Não perca amanhã mais uma matéria desta série especial, em que nosso enviado apresentará as belezas das cidades de Banff e o complexo Lake Louise, com imagens de tirar o fôlego!

 


Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Willian Cavalcante

    Ótima reportagem! Espero as demais notícias sobre Canadá.

    Tem previsão de alguma promoçao de passagem para lá?

    Obrigado!

    =)

    • Willian Cavalcante

      Mais específico para Toronto (Ontario).

  • Marcos

    Cadê as promoções pro Canadá?

  • Leo, conseguiu se comunicar em ingles normalmente ai em Quebec?

  • Bruno

    Quebec é uma cidade encantadora. No Observatoire de la Capitale é possível ver a cidade inteirinha, incluindo a Citadella.

  • Cristianer

    Sensacional!!! fiquei com vontade de conhecer ao vivo e a cores estas maravilhosas paisagens!!!!

  • O Canadá nunca esteve entre as minhas primeiras opções de destino – Inglaterra, Grécia e França são meio que o meu top 3 -, mas justamente essa influência em francesa em Quebec faz com que a cidade seja minha escolha dentro do país, caso apareça a oportunidade de ir pra lá. 🙂

    Parabéns pelo ótimo trabalho, Melhores Destinos!

    • cristianer

      Oi Mylla, concordo com vc, tb não estava nos meus planos conhecer o Canadá, mas depois dessa matéria…mudei de idéia!!!!

      To aqui na torcida por promoção..pois pelo que oivi falar ir p/ lá é mto caro..

  • Marlon

    Quebéc é um espetáculo de lugar. Conheci quando tinha apenas 14 anos (hoje tenho 35) e ainda lembro de ter ficado fascinado com o lugar. Até hoje considero uma das melhores viagens que já fiz.

  • Daniel

    Faltou deixar um link para a primeira parte, para quem "pegou o bonde andando".

    Respondendo aos colegas, teve uma promoção ótima para lá no início deste ano, pela COPA. Comprei depois de ver a promoção aqui no site.

  • Sandra Guimar&atilde

    Maravilhosa esta cidade. Quero conhecê-la.

  • Patricia

    Mas nem uma linha sobre o Château Frontenac?

    É tão lindo!!!

  • Thiago Lamarque

    Parabéns pela viagem e tais sugestões! Queria mesmo era poder fazer parte do quadro de funcionários do Melhores Destinos e viajar pelo mundo para mostrar lugares maravilhosos como este!

  • Pela Copa, BH – Toronto, ida e volta, R$ 1.600 com taxas, tá caro, pode melhorar. Lembro que há uns meses atrás estava pouco mais de R$ 1.000 a partir de Porto Alegre.

  • Matheus Fernandes

    Excelentes relatos!

    E by the way, parabéns pelas ótimas fotografias, quem tirou tem boa mão, usou várias técnicas que fizeram as fotos ficarem excepcionais.

  • Tênissonn

    Tenho namorado o Canadá a muito tempo e fico fascinado… como já fiz intercâmbio de trabalho na França e falo um pouco de francês e minha esposa inglês, acho que seria uma excelente destino para nós.

    Trocaria o passeio à França para conhecer o canadá certamente, especiamente por suas opções de roteiros naturais (fauna e flora) e esportes de aventura e suas lindas cidades.

    Gostaria muito de ter uma oportunidade especial de conhecer. Vamos lá melhores destinos dá uma boa notícia sobre isso ai!!

  • Susana

    Concordo com o Daniel, peguei o bonde andando e não vi a 1ª parte…adoro as dicas.

  • André Guerra

    Fui em Québec no Verão e falo é a coisa mais legal e linda que já vi… a Província toda de Québec é fantástica… recomendo a todos…

    Quanto a passagens, quem tem o visto americanos acaba comprando passagens mais baratas, mas quem pode, recomendo ir pela Air Canadá… uma baita companhia aérea… bom demais…

  • O Canadá é realmente incrível. Eu fui durante o inverno e a paisagem é completamente diferente do mostrado nas fotos. É difícil dizer quando fica mais bonito e todas as estações têm atrações específicas, mas só vá no inverno se tiver muita coragem (temperaturas mínimas de -20º C).

    Quem tiver interesse em ver algumas fotos, deixo aqui o meu álbum de fotos do flickr: http://www.flickr.com/photos/williamyamakawa/sets

  • Flávia

    E pra Calgary??? =)

  • Tiago Spack

    Estive recentemente em Montreal, Quebec, Vancouver e Toronto. O Canada é lindo, mas no inverno, quando fui, é muito frio e cinzento. Agora no verão as imagens sao impressionantes! Muita vontade de voltar la! Parabéns MD!

  • virginia rocha teixe

    Adoro os comentários dos Melhores Destinos me faz viajar até mesmo quando estou em casa.

    O Canadá é lindo, porém Quebec é especial, pois tem as coisas boas da França e as coisas boas EUA num só país é perfeito…

  • Marlos

    A cidade de Quebec é linda, super segura. O transporte pública é muito eficiente. Fui de trem de Montreal para lá. A viagem é bem agradável e leva em torno de 3-4 horas, dependendo do número de paradas intermediárias. Vale a pena conhecer. Na volta, peguei um vôo de lá direto para Toronto, pagando uma pechincha !!!

  • Amom

    Penso que o Canadá, assim como o fizeram os EUA, deveria aumentar a validade de seu visto de turismo para 10 anos, reforçando a fiscalização da imigração. Para o turista, é melhor se sujeitar a um controle de entrada mais rigoroso, do que tirar um visto canadense de turismo que valerá, no máximo, 3 (três) anos. Para tirá-lo, pessoalmente, você deverá agendar visita à embaixada de São Paulo. Em caso de utilizar os serviços de terceiros, você se submete a perder o dinheiro e o passaporte. No meu caso, tenho visto para os EUA (válido por 10 anos) tirado recentemente aqui no Recife, o visto americano anterior era de 5 anos. Deixei de ir ao Canadá diversas vezes por causa do seus sistema de visto. Apesar de não ter conhecido o Canadá, eu não chorei (risos!), pois fui gastar o meu dinheiro em países que não dificultavam a minha entrada. Visitei a França (Paris, Lyon, Grenoble, Bas-hin, etc.), visitei Portugal (Lisboa, Porto, etc.) e inúmeros outros locais, onde não necessitei de visto para entrar. No caso dos EUA, enfrentei a MARATONA para tirar o visto, pelo simples fato de que o seu tempo de validade compensava a burocracia, caso contrário, o Tio Sam, assim como o Canadá, também não iria ver o meu dinheiro.

    • Amom

      Corrigindo erro: (…) Deixei de ir ao Canadá diversas vezes por causa do SEUS sistema de visto. Digitei errado "seus".

      Parabéns Léo!

      Abraço a todos!

    • Thiago

      Achei bem mais fácil tirar o visto para o Canadá q para os EUA. Realmente é chato ter q ir lá tirar outro, mas na boa: vc realmente pretende ir para o Canadá todo ano????

      No caso do visto americano é prático por a gente pode fazer diversas conexões lá, mas no Canadá??

      E despachante é chato, mas tem zilhões aí que são confiáveis, então não é bem assim não. Em todo caso, creio que sua viagem tenha valido muito a pena (pelos lugares q vc colocou), mas se vc conhecesse o Canadá com certeza "choraria" por nao ter ido….

  • Flávio

    Parabenizo MD pela matéria. Realmente, apesar de ter visitado o Canadá (Toronto com Niagara, Montreal, Quebec etc) há bastante tempo, guardo ótimas recordações. MD me fez revivê-las com satisfação.

  • Julio

    Sou suspeito pra falar do Québec (província), pois escolhi Montreal para morar e mesmo estando a uns 250 km da cidade do Québec, posso assegurar que essa terrinha gelada é linda nas quatro estações do ano, mas sobretudo no outono e inverno. Garanto aos visitantes que é um lugar maravilhoso para conhecer, apreciar e curtir. As reportagens estão à altura dos locais que vcs vem comentando. Show de bola!!

  • André Sena

    E para Montreal?

  • Amom

    Boa noite!

    Obrigado pela resposta, Thiago! Concordo, em parte, com você: o Canadá, COM CERTEZA, é uma excelente sociedade, uma excelente Nação, um excelente Estado e, uma excelente região geográfica, com as mais variadas belezas naturais para serem exploradas e conhecidas, sem contar com o seu povo, que é espetacular. Todavia, como turista, como consumidor, tenho que fazer comparações e analogias, tenho que optar pelo que é mais atrativo (em todos os termos!). O Canadá, ao que parece, se pretende fazer um novo roteiro para os brasileiros (e outros turistas do mundo). Não é à toa, que estão promovendo o estímulo à visitação, ao turismo. Exemplo disso, vemos na preocupação, que têm os empresários canadenses, com os formadores de opinião, como por exemplo, aqueles que fazem o "Melhores Destinos", estas, pessoas que merecem nossa confiança e respeito. Ocorre que, o Estado canadense, enquanto promotor de seu próprio crescimento econômico, deve agir de pronto, de imediato, tal qual exigem as leis de Mercado, observando, por exemplo, que o seu vizinho, os EUA, após 10 anos de "fechamento" do seu mercado turístico (lembram que depois do atentado as "portas" se fecharam nos EUA?), acordaram para a importância econômica do turismo. Pois é! Atualmente, devido à crise, os EUA acordaram: estão incentivando o turismo, obviamente sem aliviar o aperto da segurança (o que é bom para a gente!), mas aliviaram a concessão do visto, e alteraram de 5 (cinco) para 10 (dez) anos o seu prazo de validade. Não me contento com uma tremenda diferença entre a validade do visto dos EUA e o do Canadá. Não vou me submeter à incompetência ou DESCASO dos legisladores canadenses, os quais não estão acompanhanhando as tendências do mercado, prejudicando os seus próprios empresários. Desculpem-me, pois, apesar de ter profundo respeito e admiração pelo povo canadense, como também, admiração e vontade de conhecer as paisagens, o povo e outros atrativos que foram, de forma espetacular, apresentados pelos "Melhores Destinos", RECUSO-ME a ter que contratar despachante, ou comprar passagens e reservar hotel em São Paulo, para tirar um visto que só valerá três anos, enquanto posso ir para centenas de outros, IGUAIS OU MELHORES DESTINOS, aonde eu não necessite apresentar VISTO, ou se necessitar de visto, que esse tenha uma validade coerente com a realidade do que se pratica nos Estados mais exigentes.

    Tenho receio que o meu passaporte, já com o visto americano VÁLIDO POR DEZ ANOS, além de inúmeras saudosas entradas e saídas de outros países, seja extraviado pelos Correios. Por outro lado, não quero gastar a maior grana para tirar, pessoalmente, em São Paulo (São paulo está mais caro que Paris e Londres – em tudo: hotel, refeições, etc.) um visto que só valerá três anos.

    Quanto a ir todos os anos ao Canadá, não sei se isso ocorreria (talvez sim, seja pelas maravilhas que se apresentam no site Melhores Destinos, seja pelo fato de ser, o Canadá, um país de dimensões continentais e, portanto, com infinitos roteiros para serem desvendados)só posso lhe dizer que vou todos os anos à França e a Portugal (além de outros destinos no Brasil e na América do Sul – enquanto muitos se preocupam em acumular riquezas, eu prefiro acumular cultura), pois são países que, além dos mais variados atrativos, não dificultam a entrada (freqüente) de turistas.

    Prezados amigos, o Canadá é LINDO, mas aproveito, como consumidor, este veículo (Melhores Destinos), como meio de tentar levar esse recado para as autoridades canadenses. Quem sabe isso seja um começo para conseguirmos melhorar algumas coisas: se o Canadá nos quer, QUE MELHORE SUAS OFERTAS, o que inclui o prazo de validade DO VISTO.

    Grande Abraço!

    Amom Mandel

  • Pingback: Especial Canadá parte 5: Toronto e a imponência das Cataratas do Niágara()

  • Stefânia Barre

    Tive a oportunidade de fazer uma viagem ao Québec em 2012 e posso dizer que é um dos lugares mais bonitos e organizados que já vi. Tem aquela cultura francesa bem irraizada e aquela organização típica dos americanos. Definitivamente recomendo!

    Que for visitar o Montmorency Falls Park, não deixe de provar o brunch oferecido pelo restaurante do local. Além de ser um prédio lindo, o brunch merece destaque em qualquer sentido. Delicioso!

  • Helen

    Olá, adorei as informações. Gostaria de saber se paga para entrar no parque Montmorency Falls Park e no Plains of Abraham. Obrigada 🙂