Especial Canadá parte 2: as flores e muralhas de Québec

Denis Carvalho 13 · setembro · 2011

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

O Melhores Destinos apresenta hoje o segundo post de seu especial sobre o Canadá, país que conhecemos a convite da Comissão Canadense de Turismo(CCT). A segunda escala em nossa viagem é a bela cidade de Québec, que reúne atrativos históricos e culturais a uma beleza natural invejável. Acompanhe:

A cidade de Québec é a capital da província de mesmo nome. Está situada a 250 km a leste de Montreal e foi fundada em 1608 por Samuel de Champlain. Québec é conhecida como o berço da civilização francesa na América do Norte, razão pela qual 95% de sua população tem a língua francesa como primeiro idioma. O inglês, porém, também é amplamente falado, principalmente nas regiões turísticas e de lojas.

Quebéc orgulha-se de ser uma das regiões mais seguras de todo o continente. Em 2008, foi eleita pela revista de viagem Cond Nast como o segundo melhor destino de viagem da América do Norte e viajantes do site TripAdvisor a elegeram em Janeiro de 2011 como o melhor destino cultural e paisagístico do Canadá.

As muralhas que envolvem a cidade velha de Québec (Vieux-Québec) tem uma extensão total de 4,6km e são as únicas muralhas fortificadas remanescentes até os dias de hoje de toda América do Norte. Por sua importância, a construção foi reconhecida como patrimônio cultural da humanidade pela Unesco em 1985. Conheça algumas das principais atrações da região:

Joan of Arc Garden
No verão este jardim em homenagem a Joana d’Arc engloba uma variedade de mais de 150 diferentes espécies de plantas e flores. O local é parte do parque Plains of Abraham, um dos mais visitados de Québec, e sua beleza também o faz um dos pontos preferidos de casais de noivos para fotos nupciais.

Monumento em homenagem a Joana d’Arc (Joan of Arc)

Uma das inúmeras variedades de flores da praça

O colorido e a beleza dos jardins encantam os visitantes

Montmorency Falls Park
Localizado a poucos minutos de carro da cidade de Québec, é famoso por sua cachoeira com uma queda d’água de 83 metros de altura, que a deixa 30 metros acima das famosas Cataratas do Niágara. Definitivamente é uma atração que não deve de ser deixada para trás! Devido à sua altura, é possível vê-la do rio St. Lawrence, porém vale muito contemplá-la (e senti-la) dentro do Parc de la Chute-Montmorency, seja por meio da gôndola – que transporta as pessoas até o topo da cachoeira (onde há uma ponte para atravessá-la) – seja através da escadaria que também leva os mais aventureiros até o topo da cascata.

Cachoeira no Parc de la Chute-Montmorency

Canyon Ste-Anne
Distante ao redor de 40 km da cidade de Québec, no município de St. Joachim, o Canyon Ste-Anne é uma riqueza de belezas naturais, onde as regiões turísticas da Costa Beaupre e Charlevoix se encontram. Os visitantes têm várias vistas impressionantes do canyon, de diferentes alturas sobre a água, já que percorrem as trilhas do parque a pé. Existem três diferentes passarelas (pontes suspensas) que possibilitam atravessar de um lado ao outro do parque e admirar as paisagens e cachoeiras por todos os ângulos.

Cachoeira Canyon Ste. Anne

Ponte suspensa – Canyon Ste. Anne

Île d’Orléans
A 15 minutos do centro de Québec, exatamente no lado oposto do Parc de la Chute-Montmorency, Île d’Orléans merece uma visita. Para se chegar à ilha é necessário atravessar somente uma ponte. Feita a travessia, os visitantes são imediatamente tentados a cair sob o feitiço de uma ilha onde as propriedades rurais e todas as formas de agricultura prosperam o ano todo.

Uma viagem ao redor da Île d’Orléans é uma maneira deliciosa de descobrir tudo que a ilha tem a oferecer, já que tem nada mais que 34 km de extensão e 8 km de largura. A principal rodovia que a circunda tem um total de 75 km. O lema inscrito no brasão da ilha (J’accueille et je nourris – traduzindo para o inglês “I welcome and I feed”) convida seus visitantes a admirar sua paisagem e, principalmente, conhecer sua rica herança gastronômica.

Fruta típica de Île d’Orléans


Produtor especializado na cidra de maçã

Loja do produtor

Vieux Québec
A velha Québec (ou Old Town) merece também destaque, principalmente pelo fato de a Unesco considerar suas fortificações patrimônio cultural mundial. Como comentado anteriormente, ao caminhar pelos 4,6km de suas muralhas é possível conhecer em detalhes o único sistema de defesa do tipo remanescente em toda América do Norte. As vistas panorâmicas das muralhas também são bastante interessantes.

Uma das entradas da muralha fortificada de Québec


Funicular que faz o transporte para a Vieux-Québec


Amanhecer no centro de Québec


Uma das ruas de compras da cidade


Algumas das razões pelas quais o pessoal de Québec adora a cidade

 

Não perca amanhã mais uma matéria desta série especial, em que nosso enviado apresentará as belezas das cidades de Banff e o complexo Lake Louise, com imagens de tirar o fôlego!

 


Autor

Denis Carvalho - Editor chefe