Dólar em alta: Dicas para reduzir os prejuízos em viagens internacionais

Denis Carvalho 22 · agosto · 2013

Atualizado em 30/09/2014

O Dólar disparou nas últimas semanas e está assustando muitos viajantes. Quem tem viagem internacional planejada vê a perspectiva de gastos aumentar dia a dia junto com os indicadores da moeda americana e bate aquela sensação de impotência. O que fazer nesse caso? Desistir da viagem? Mudar o roteiro? Correr para agora mesmo para a casa de câmbio para comprar o máximo de dólares que puder?

Nesta edição especial do Manual dos Melhores Viajantes vamos tentar jogar uma luz sobre estas questões, além de reunir dicas de nossos leitores para driblar as surpresas do câmbio, afinal, por maior que seja, esta não é a primeira nem será a última subida do dólar! Vamos às dicas!  

manual-melhores-viajantes

Planejando a viagem

Vale a pena cancelar a viagem?

Sinceramente? Não! A menos que você esteja em uma situação financeira delicada ou se já estava em dúvida se queria mesmo viajar e não reservou nada ainda. É muito frustrante planejar um roteiro, pesquisar, ler, sonhar e jogar tudo pelo ralo devido à cotação do dólar ou outro fator contornável. Vale mais a pena alterar alguns pontos na viagem e tomar alguns cuidados para economizar do que adiar as férias. Caso já tenha reservado passagens ou hotéis confira o custo de desmarcar ou alterar as datas, que podem ser altos.

Vale a pena encurtar a viagem?

543862_59738162

Reduzir o número de dias tem um impacto imediato no planejamento da viagem, com menos diárias de hotel, menos refeições, transporte, passeios, etc. No entanto, antes de sair riscando as datas de suas férias, vale a pena avaliar o impacto real dessa economia no gasto total da viagem. Isso porque dois dos maiores gastos não são afetados: as passagens aéreas e as compras de viagem. Muitas vezes a economia gerada é tão pequena que realmente não compensa cortar seu roteiro, a menos que ele já tenha atrações demais, sobre as quais você não tenha certeza se vale a pena a visita.

Vale a pena mudar o destino?

Pode ser uma boa ideia, desde que a mudança não seja motivada apenas pelo dólar. Se você tem vontade de conhecer ou revisitar algum dos muitos destinos na América do Sul vale a pena comparar a média de preços, pois eles tendem a ficar mais baratos. Alguns países próximos, porém, têm a economia bastante atrelada ao dólar, por isso é preciso pesquisar antes de definir o novo destino.

74895_2743

É melhor optar por uma viagem nacional?

Pode ser, mas nem sempre. Ao optar por uma viagem nacional você evita os problemas com câmbio nas compras e hospedagens, mas ainda estará sujeito à pressão do dólar sobre as passagens domésticas, que andam bem caras. Além disso, a desvalorização do real deve trazer de volta os turistas estrangeiros que tinham desaparecido do nordeste.

É hora de comprar dólares para a viagem?

De uma maneira geral, os economistas recomendam comprar os dólares ou euros para a viagem aos poucos, evitando as maiores altas. Uma boa dica é ficar atento às projeções de fechamento no ano. Por exemplo, a maioria avalia que a cotação deve ficar em R$ 2,50. Com base nisso é possível ter uma ideia se a tendência é de alta ou baixa na moeda. Aproveite também os dias de baixa devido à ação do Banco Central.

dolares

Cartões de viagens pré-pagos valem a pena?

Os cartões de viagem pré-pagos eram uma forma simples e barata de substituir o cartão de crédito, mas depois que o Governo Federal aumentou para 6,38% o IOF eles perderam sua maior vantagem e já não compensam tanto. Vale a pena apenas para evitar a variação de câmbio entre a compra e a fatura e controlar melhor os gastos, já que o valor é limitado. Mas nunca use esses cartões para viajar por países que não usam a mesma moeda do cartão (geralmente dólares, euros, libras ou pesos argentinos), já que via de regra você terá que comprar na moeda do cartão e será feita uma nova conversão para a moeda do país que está visitando – um péssimo negócio! Fora isso, nunca tenha o cartão como única forma de pagamento, pois ele não é aceito em todos os lugares.Veja mais em nosso post especial sobre como levar dinheiro em uma viagem ao exterior.

Observe as promoções!

Soa redundante falar de promoções para leitores do Melhores Destinos, mas na época de variação cambial elevada é mais importante do que nunca prestar atenção nas promoções das companhias aéreas e redes de hotéis. No geral, já observamos um movimento de baixa dos preços em dólares para tentar compensar o câmbio. Um exemplo são as passagens de São Paulo e Rio a Miami que estão em média por 600 dólares na GOL e na Copa há algumas semanas. Na época do câmbio a R$ 1,80 essas passagens estariam a R$ 1.080!

Durante a viagem

Cuidado com o cartão de crédito

cartoes-credito

 

Sim, ele é a forma mais simples, fácil, prática e segura de pagar suas contas no exterior, E ainda rende pontos e milhas. Mas é bom lembrar que ao fazer uma compra com o cartão no exterior, você fica sujeito à variação do dólar até a data de fechamento da fatura. Com o quadro de alta, isso pode significar um prejuízo considerável. Além disso, quando você compra em países que não usam dólar as operadoras costumam fazer a conversão para a moeda norte-americana, o que é mau negócio. Por fim, há o bendito IOF de 6,38% sobre compras com cartão no exterior.Não custa perguntar: se o governo aumentou esse IOF para frear os gastos no exterior pela baixa do dólar, não seria o caso de derrubar essa taxa agora?

Use o cartão de débito

Os cartões de débito são uma forma simples, prática e segura de fazer compras no exterior. Assim como no Brasil, a compra é debitada imediatamente da sua conta e você paga a cotação do dia, sem variações, mas há o IOF é de 6,38%. Para fazer uso é necessário avisar seu banco no Brasil antes da viagem. De acordo com as dicas de nossos leitores, é necessário deixar claro ao comerciante que você deseja a função débito, ou se preferir solicitar ao banco o bloqueio da função de crédito do cartão ou ainda solicitar um cartão separado, apenas de débito, para evitar contratempos durante a viagem. Leia mais sobre o uso do cartão de débito no exterior aqui.

Saque nos caixas eletrônicos

Outra dica importante para economizar é fazer saques no país que visita em algum caixa eletrônico  (ATM). Além da praticidade, costuma ter taxas de câmbio melhores que as dos cartões de crédito e casas de câmbio.Há ainda a vantagem de se conseguir a moeda local, já que a maioria das casas no Brasil trabalham apenas com dólares, euros e pesos argentinos, obrigando novas trocas – sempre desvantajosas – ao longo do caminho. Avise seu banco antes da viagem e informe-se sobre quais correspondentes você poderá usar no exterior. Além disso fique atento ao IOF de 6,38% e às taxas, que podem ser cobradas por saque.

Reduza as compras

Nós brasileiros adoramos viajar e adoramos fazer compras durante a viagem. Alguns pelos preços formidáveis que encontramos em países com uma carga tributária mais racional que a nossa. Outros pelo fetiche das grifes internacionais. Não importa o motivo: as compras são parte importante da viagem. Para reduzir os gastos com a alta do dólar, contudo, é recomendável reduzir as compras. Na verdade, a tendência é que isso ocorra de forma natural, já que tudo fica mais caro, mas é bom ter isso em mente ao visitar lojas, outlets e free shops e procurar fazer a conversão em reais antes de ir para o caixa.

Economize em hospedagem e transporte

Não há como economizar de verdade sem atacar esses dois itens. Será que você precisa mesmo ficar no hotel x só porque alguém indicou ou porque você gostou de lá na última viagem, há dez anos? Será que vale mesmo a pena esticar a viagem até a cidade tal para ver alguma coisa que você nem sabia que existia, só porque está perto? Já pensou em alugar um apartamento? A cidade oferece algum passe de transporte público? Deslocamentos e hospedagem são partes importantes do orçamento de sua viagem e você pode facilmente compensar parte dos prejuízos com o dólar.

Preste atenção aos pequenos gastos

Pilhas de moedas

Um dólar aqui, outro ali e no final da viagem lá se foram muitos! A questão não se tornar um mão-de-vaca – para isso é melhor ficar em casa – mas vale a pena atentar aos pequenos gastos que fazem a diferença. Evitar refeições no hotel ou bebidas do frigobar, procurar o restaurante antes de ter fome e não comer próximo a áreas turísticas, pesquisar ingressos mais baratos ou gratuitos, usar o transporte coletivo ou caminhar em vez de pegar o táxi são algumas dicas simples, mas eficientes. Ter isso em mente pode ser tão ou mais importante que cortar valiosos dias de viagem de seu roteiro!

Essas são apenas algumas dicas e ideias para a sua viagem e queremos saber também das suas, afinal o Manual dos Melhores Viajantes é feito sempre com a participação dos leitores!

maos-de-vaca

Dica de leitura: 

Nenhum guia sobre economia de viagens fica completo sem a indicação do grande especialista no assunto, que é o blog Viagens para Mãos-de-Vaca! Comece pelo excelente A arte de viajar sem gastar muito e vá destrinchando aos poucos o fascinante mundo da muquiranice turística! :-

Atualizado em 30/09/2014 

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Porangaba da Amizade

    O guia NY para mãos de vaca é muito bom.
    Comprei para a primeira vez que fui, pena que chegou um dia depois de eu ter embarcado.

    • Mão de vaca…deve ter economizado no frete….kkkkk

    • Paulo Almeida

      Deixa pra próxima, muquirana.

  • Walisson Lima

    O´Dólar realmente está alto para nós brasileiros! Voltei de Cancún dia 10/08 e, a conta do Cartão de Crédito chegou. “OHH Deus!”

  • luademochila

    "Além disso, a desvalorização do real deve trazer de volta os turistas estrangeiros que tinham desaparecido do nordeste". Ótimo argumento, não tinha pensado nisso. Eu acho que o problema maior não é a valorização do dólar, é a do euro e da libra. A libra por exemplo está custando 4 reais ! Se eu estivesse com viagem programada para a Inglaterra estaria de cabelo em pé. Estou com uma para o restante da Europa no mês que vem e a desvalorização do euro comparada com a última viagem que fiz, em 2011, já está tornando a viagem 2500 reais mais cara. E pensar que esse governo fez de tudo para as moedas estrangeiras subirem quando estavam em queda … agora sobem e não conseguem mais fazer a cotação cair.

    • grace

      Fica no Soho, bem legal e preços bem em conta, mas se estiver em um grande grupo, fica na ilha mesmo…

  • Marcós Paulo

    Por isso só viajo pra Teresina, aquela merda

    pelo menos é barato

    • Láisa

      Tô rindo horrores!!!!

    • Paulo Junior

      Mano…Desculpe a risada…é muito engraçado…rs….

    • Bianca

      Onde fica TEresina? Kkkkkk

      • Márcio Passos

        Para os desenformados Teresina é a capital do Piauí!!! E vamos ser mais educados e respeitar as cidades alheias…

    • renato

      kkkkkkkkkkkkk pelo menos paga em real neh mano, e se aumentar o preco ainda da pra ir de busaooooooo, kkkkkkkkk, isso sim, num tem em nenhum guia econômico essa dica.

    • kkkkkkkkkkkkk

    • eliane

      KKKKKKKKK….foi a melhor resposta, adorei!!!

    • vichymariah

      Puxa, Marcos estou planejando levar meu pai a Teresina. Ele está com 82 anos e quer relembrar os tempos de juventude que passou por lá. Assim eu fico desanimada…

    • Clerison Santos

      Teresina é uma cidade com um clima bem ameno, da ultima vez que estive lá quando estava na rodoviária entrando no ônibus olhei para o termômetro e tava 38°, detalhe eram 22:00h.

    • guto

      Ri muito! ahahhahahahahahahaha

  • Arthur Casado

    Olá, vou a Ny em 01/12. Sera minha primeira vez nos EUA. Qual o valor ideal pra se levar em dolar? Ficarei 10 dias. Alguem tem alguma dica de hospedagem?

      • moalopes

        Eu usei e deu certo.

    • Porangaba da Amizade

      NY em dezembro? É bom reservar pra ontem.

      Fiquei a primeira vez no St. James Hotel, bonzinho, barato (150 USD diária) e do lado da Times Sq.
      Tem o POD hotel perto da Madison. uns 170 USD diária.
      Tem o Novotel Times Sq, que é bem garboso, mas a diária bem mais alta. Tem um terraço com uma vista muito legal.

      Agora, se não levar a tua esposa, e não quiser muito mimimi, fica no HI hostel international. Bem bom e diária de uns 50 dólares.

      Quanto levar? Depende:
      Vai muambar ou não?
      Vai querer comer bem ou se contenta com fast food?
      Vai nos teatros ou não?

      Vais gostar! Boa trip.

      • grace

        Fica no Soho, bem legal e preços bem em conta, mas se estiver em um grande grupo, fica na ilha mesmo…

        • Porangaba da Amizade

          Soho é na ilha!

    • moalopes

      Para comer e transporte, $ 120,00 por dia para duas pessoas é suficiente. P/ 10 dias, $ 1.200,00. Some a isso o que vai gastar em compras e shows.

      Hotel: sugiro procurar no Booking, de preferência em Manhatan, que é perto de tudo e você pode ir de metro. Reserve pela net, veja o valor e pague com cartão pré-pago, que só incide 0,38% de IOF. Se o booking pedir número do cartão na reserva, você pode informar o seu cartão de crédito normalmente usado. Mas, na hora de pagar, use o pré.

      Fiz assim agora em julho e deu certo. Fomos em 4 pessoas e reservamos R$ 250,00 / dia para os quatro para refeições e transporte.

      PS: o nosso Mac é melhor que o de lá.

    • Joelma B

      Procure pelo Airbnb! Vale a pena!

    • Roberto

      Fiquei no Broadway at Times Square. Limpo, confortável, café da manhã muito bom, internet free e por cerca de 100 USD/ noite. Recomendo.

    • JLuiz

      hotel sallysbury 57street com 6 avenue. bom hotel, boa localizaçao. preço por volta de US$200,00 comatu impostos

    • JMV

      Olá! Fiquei 2 semanas em NY em agosto do ano passado. Eu e meu marido nos hospedamos no hotel Deauville, simples, limpo, barato e muito bem localizado, íamos pra vários locais a pé, além de ter 2 estações de mêtro próximas. Gastamos 5 mil dólares, passeamos bastante, assistimos show da broadway e jogo de baseball, mesclamos as refeições entre fast food e restaurantes um pouco melhores, além de fazer muuuuuitas compras. Mas uma dica que dou é carregar o guia Mãos de Vaca, não saia do hotel sem ele, me ajudou muito em várias economias, além de ser muito mais funcional que outros guias. Espero ter ajudado. Abs!

    • 500 bilhões de dólares seria o ideal

    • Alexandre

      Arthur,

      já estive em NYC umas 5 vezes. Na última, resolvi alugar um apto e foi a melhor decisao que tomei. Voce paga bem mais em conta, vive como local e evita os lugares turísticos (afinal, você já irá visita-los mesmo).
      Por US$ 100 ainda tem muitos lofts bons no http://www.airbnb.com, onde costumo alugar. Pode confiar, já aluguei em NY, Chicago, Toronto e Buenos Aires Por lá.
      Sugiro ficar no Soho, tem o charme de Ipanema, com ares novaiorquinos, muito comercio, bons restaurantes e transporte para qualquer lugar. Considere também Union Square. Boa viagem!
      Ah, US$ 120, em media, é uma boa quantia para não ficar de pão-durice. Isso, é claro, sem contar com as compras. Não deixe de aproveitar os menus de preço fixo de bons restaurantes de celebrity chef, como Jean-George Vongerichten (http://www.jean-georges.com), onde não e incomum comer entrada, almoço e sobremesa por cerca de US$ 30. Para economizar e comer bem, Olive Garden (http://www.olivegarden.com/italian-restaurant/ny/).

      • Paulo Almeida

        Isso ae Alexandre. O Soho é muito legal e perto de tudo tb.

  • segundotorres

    A respeito do questionamento do IOF, que por causa da alta do dólar ele deveria ser derrubado, o governo não vai diminuir o imposto. Com o dólar alto e IOF alto os brasileiros vão gastar menos ainda lá fora, o que beneficia a economia nacional.
    Eu mesmo não pretendia comprar coisa lá fora agora em outubro em NY, muito menos agora com esse dólar.
    Eujá ia economizando de todas as formas, agora vou economizar mais ainda. 14 dias em ny o gasto é bem alto, mesmo ficando em albergue.
    Pra terem ideia, os ingressos que comprei pra ver show lá fora peguei a 2,05, as passagens a 2,15, e agora o dólar turismo já está a 2,50. A viagem ficou em média 20|% mais cara, o pior de tudo foi não ter me atentado a comprar os dólares aos poucos, é o tipo de coisa que ninguém faz(ou quase ninguém) por justamente não esperar que exista uma variação maior do que 1-2% pra mais ou pra menos. Agora estou eu aqui torcendo pra conseguir o turismo por 2,30 até o meio de outubro, se sonhasse teria trocado tudo por uns 2,10.

    E sobre o cartão de pré-pago, lembrem-se que o dólar dele é o TURISMO(que é maior do que o comercial), e o do cartão é comercial.
    E que a cotação cobrada pelo cartão pré-pago é sempre maior do que a do BC, e a do cartão de crédito internacional também é maior, e varia bastante de banco, eu mesmo tenho santander e BB, e o santander tá sempre disparado como a maior taxa de dólar entre os 2.

    Mas no fim das contas, costuma sair melhor o turismo, mesmo sendo maior do que o comercial, devido ao iof ser de menos de 1%, contra o comercial de mais de 6%.

    Pra quem tem viagem internacional marcada pros próximos meses ta sendo uma emoção maior do que a outra a cada dia, eu tento não olhar a cotação todo dia, mas acabo deixando a página do uoleconomia aberto direto, e sempre olhando lá, e vendo sempre a cotação subir!!!

    • O IOF do cartão de crédito EM 2012 Arrecadou o equivalente a 48 Bilhões o equivalente a 24 vezes o PIB do thaithi,acho difícil o governo querer se desfazer deste imposto foi o 4 imposto que mais arrecadou no ano passado

      • Ana

        E o pior é que essa grana vai toda p/o bolso da quadrilha federal.

      • Fernando Gama

        Para isso ter acontecido, os gastos no exterior com cartão de crédito seria de 752 bilhões, um quarto do PIB do Brasil. Logo já se vê que a informação é falsa.

    • João Paulo

      "uma emoção maior que a outra a cada dia…" kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Pura verdade.

    • douglasom

      O ruim de comprar dólares aos poucos é que tem que pagar taxa da operação toda vez.

      • Depende de onde vc compra.
        Na agência de câmbio que eu compro aqui em SP, não pago nada para recarregar.

        • douglasom

          Uhm.. Qual agência? Quando você diz "recarregar", está falando dos cartões pré-pago? A cotação é boa? Obrigado.

        • que agência é essa?

    • aziesemer

      Estimula a economia nacional nada! Taxar as importações tem o mesmo efeito que taxar as exportações!! Para importar, antes é necessário ter adquirido os dólares que gastaremos lá fora exportando. Se o governo dificulta a saída dos dólares, os exportadores vão ter cada vez menos incentivo para trazer dólares pois o câmbio começa a ficar ruim para eles.

      Este é um mito que infelizmente é bastante popular aqui na Banâmia.

  • Diegos

    Uma opção é usar a opção de DÉBITO do seu cartão de conta corrente no Brasil – em boa parte dos casos e situações é mais vantajoso que o cartão pré-pago e, principalmente, cartão de crédito. Na internet há várias dicas de como proceder com tal opção.

    • Bruno

      O cartão de DÉBITO é a melhor opção mesmo. Tem cotação melhor e cai na hora, então vc não corre o risco de ter uma alta no dólar. Só cuidado com os cartões que acumulam as funções débito e crédito porque as vezes os vendedores fazem confusão nos EUA, e acabam passando na função crédito.

      • Marcos Sobral

        É isso. Tem que se ligar pq as vezes o cara seleciona credito aí vai pagar juros.

        • Pagar juros só se financiar a fatura do cartão. Vai pagar IOF mais caro…
          Sacar dinheiro na função crédito que é o problema.

          • Marcos Sobral

            foi exatamente o que eu falei…

      • Me falaram que se o cartão é múltiplo, lá fora vc não consegue escolher entre débito e crédito, vai automaticamente no crédito (quem me falou isso foi o dono de uma loja em Malta rs)
        Por isso eu tenho um cartão só de débito.

    • Eu sempre uso o cartão de débito. O credito só para emergência. O problema do meu cartão, é que dependendo da cidade onde estou – ele não simplesmente não funciona! Já briguei com o banco várias vezes.

  • edson

    Vou viajar em outubro para os EUA. Não vou comprar nada antecipado. Vou sacar dinheiro nos ATMs e a cotação deve ser melhor que em casa de câmbio no Brasil. Fiz isso ano passado e me dei bem: lembro que o dólar estava 2,19 em casa de câmbio e eu sacava lá por 2,01… Então tô com essa esperança haha

    • Cotação do dólar, esta semana nos ATMs foi de R$ 2,38.
      Nas lojas, como a Tommy, Armani, Abercrombie era de R$ 2,43…

      • Sigma7

        Então está bom, pois o dólar estava a R$ 2,45. Ontem fechou em R$ 2,35, então imagino que no ATMs seja menor. Conhece algum site para verificar a cotação em ATMs?

  • Fer*

    Também compartilho da mesma angústia, como o "Segundotorres" disse em cima: uma emoção maior a cada dia!
    Vou pra Europa no mês que vem e hoje consegui cotação do euro a 3,36. A funcionária da agência até me mandou msg um tempo depois falando para eu não depositar mais por que a cotação já tinha subido para 3,42. Mas aí bye bye, já tinha feito o depósito e ela teve que manter os 3,36. Não tá fácil pra ninguém!

  • Adriano Garcia

    Para quem tem cartão da Caixa é bom pensar bem sobre o pré-pago. A cotação dos cartões da Caixa é o dólar comercial, não turismo. Por isso, a diferença, muita vezes, compensa até o IOF. O problema é controlar os gastos, coisa que, no pré-pago, é bem mais fácil. Minha sugestão é anotar, de preferência numa planilha, os gastos no cartão, diariamente, para não tomar sustos maiores.

    • moalopes

      O meu cartão é do BB e veio em dólar comercial. Praticamente, é a diferença dos 6% de IOF. Acaba empatando. Seu raciocínio é correto.

      • Ano passado, após voltar de NY, fiz os cálculos e vi que usar o cartao de débito (Citibank) saiu um pouquinho, quase nada mais barato do que o cartao de crédito. Como no cartao de credito ganho milhas, este ano optei pelo cartao de credito, mas é aquilo mesmo "uma emocão maior que a outra a cada dia". Como foi dito, dolar comercial compensa o IOF.

  • Sobre os cartões pré pagos, a Confidence faz cartão de peso argentina, rand (Africa do Sul), dólar australiano/canadense, entre outros! Não é só dólar/euro/libra não.

    • Gustavo

      O cambio da Confidence é um roubo. Nao vale a pena MESMO fazer o cartao pre-pago deles.

      • Paulo Almeida

        Confidence = assalta à mão armada.

  • Vitor

    Faltou uma dica importante: começar a economizar em casa. Ninguem aqui pode controlar a cotação do dolar, mas quase todo mundo pode dar um jeito de cortar alguma coisa no dia a dia. Claro que pra quem for viajar semana que vem não há muito o que fazer, mas pra quem viajar no fim do ano qualquer 100 reais por mês pode ser a diferença entre conhecer algum lugar legal ou ficar enfurnado no hotel porque acabou o dinheiro.

    • Marco

      Dica bem lembrada Vitor,

      eu e minha esposa viajaremos em dezembro e desde junho/julho apertamos os cintos nos gastos no Brasil, para que possamos ter tranquilidade em gastar nos Estados Unidos sem voltar com aquele remorso de devíamos ter feito isso ou aquilo…

    • keyze

      Concordo plenamente, desde que decidi viajar cortei todo tipo de gasto supérfluo.

  • Victor

    Como economista posso afirmar que a taxa de 6,38% de IOF, ao contrário do que se diz no post, “se o governo aumentou esse IOF para frear os gastos no exterior pela baixa do dólar, não seria o caso de derrubar essa taxa agora?”.

    Pode-se corrigir que o governo aumentou o IOF para frear os gastos no exterior para NÃO HAVER ALTA DO DÓLAR. Ou seja, se ele derrubar essa taxa, mais pessoas vão ir gastar com o Rato Mickey, trocando mais reais por dólares. Isto faz a cotação subir.

    Logo, é muito improvável que se retire essa taxa. Entretanto, se subirem a mesma entra-se no risco país, onde investidores ficam aflitos e retiram suas reservas do Brasil.

    Ou seja, se ficar o bicho come, se correr, o bicho pega.

    • Luiz

      Engraçado que essa foi a desculpa que o governo usou para criar a aliquota qdo o dolar estava a R$1,50…

  • Luiza

    Alguém sabe a previsão do dólar para o final do ano?

    • Fred K. Chagas

    • Marcia C

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Denis pega a bola de cristal do MD > aproveita veja quando vai ser a promo da Avianca pra PUJ a 3500 milhas o trecho. kkkkkkkkkkk desculpe não foi por maldade mas não resisti a piada;

    • marcelo

      Não , e você sabe os números da mega sena de natal ??? rssssss

    • andre

      Acabei de falar com o pessoal do Filme "De Volta para o Futuro" e me garantiram que não passa de R$ 3

    • Ana

      Luiza, só não pergunte ao MIn. Mantega, pois ele não faz a menor idéia do que está se passando c/a economia do país.

    • moalopes

      Bola de cristal mode ON.

    • Eduardo

      Luíza, não liga não… esses caras aí ficam dando uma de mega viajados e espertos… dizem que vai a R$2,80.
      Simples…. era isso que poderiam responder espertões das promos….

      • Denis Carvalho

        R$ 2,80?! Tá amarrado! kkk
        Como escrevemos no post (sim, está lá!), a maioria dos economistas aposta em R$ 2,50, mas alguns falam em R$ 2,40 ou R$ 2,70.

        • moalopes

          Já vi hoje previsão de R$ 2,50 até o fim do ano.

    • Luana

      Acima de 3,50.

    • 3,00 kkkkkk

    • Paulo Almeida

      Olá Luiza. Não há como saber. É previsão. Veja que nos jornais toda hora sái nova previsão de economistas.

  • Wall

    Faltou algo importante, muitas vezes trocar de passagem para encurtar a viagem tem um gasto gigantesco, ainda mais para nós que estamos atentos às promoções aqui no site. Fui trocar a minha pela AA e me cobraram 1400 dolares para duas pessoas, ou seja, melhor usar o dinheiro para ficar na viagem mesmo.

    • Denis Carvalho

      Colocamos bem no começo do texto, mas é sempre bom reforçar isso! 🙂

  • Fred K. Chagas

    Olha…
    esse papo de “os brasileiros vão gastar menos lá fora e isso vai beneficiar a economia nacional” é para rir…

    Não dá nem pro começo frente às dezenas de bilhões de dólares mensais no comércio bilateral !

  • Apenas uma correção sobre o cartao pré-pago, ele pode ser em EURO, DOLAR, LIBRA, DOLAR CANADENSE, DOLAR AUSTRALIANO entre varias outras opcoes,
    abs

  • Marcos Sobral

    Uma dica boa para comprar dólar é fazer saque em moeda local. Você usa seu cartão na função débito (desbloqueado) e saca na maioria dos caixas eletrônicos. No Santander é cobrada uma taxa de R$ 15,00 mais IOF e o caixa eletrônico estrangeiro cobra mais uma outra taxa. O dólar real fica (com taxas) uns cinco centavos acima da cotação normal.
    É bem mais barato que comprar em casa de câmbio. O interessante é sacar ao máximo, pois alguns caixas limitam saques em 300 dólares. Outros em shoppings (como é o caso do Sawgrass) dá pra sacar até 1.000 dólares numa tacada só. Aí dilui as taxas.

    • Luiz

      O IOF apareceu para frear as despesas no exterior qdo o dolar estava a R$1,50. Agora que está a R$2,45 não tinha que sair…???
      Venho comentando isso em todos os cantos, mas parece que o governo é surdo qdo se trata de reduções de impostos. Absurdo!!!

      • Marcos Sobral

        É mesmo. Mas duvido que o governo tire. É feito a CPMF que foi colocada para ajudar a Saúde e nunca investiram no SUS. Só tiraram a pulso. É uma safadeza atrás da outra.

      • Denis Carvalho

        IOF virou Imposto Obrigatório sobre Férias!

        • luiz

          Imposto aos Otários de Férias

      • Marcia C

        Não. NENHUM governo de país algum do mundo tem como função estimular compras no exterior, direta ou indiretamente. A classe média pode se rasgar toda, mas definitivamente ISTO nem deve passar na cabeça de governante algum. Tirar o IOF só fará que o dólar aumente ainda mais (=aumento de procura).

        • Denis Carvalho

          Marcia, a questão não é estimular nada, mas sim a legitimidade do governo em criar impostos e mais impostos! Veja a lógica dos nossos governantes (de todos os partidos!). "Vamos criar um imposto por causa do frio do inverno, o IFV". Passa o inverno, está aquele calor insuportável, mas quem disse que o imposto se vai? Jamais! Mas dão um jeito de criar o ICV Imposto por causa do Calor do Verão. Se aproveitam da apatia e alienação da maioria para fazer o que bem entendem. O IOF é um pequenino exemplo em um mar de impostos sem fim. A causa que justificou o aumento já não existe, mas o imposto adicional continua lá. Minha opinião: se o governo já faz o absurdo de tirar até 27,5% do salário da pessoa antes de ela receber não deveria cogitar nenhum outro imposto!

          • moalopes

            É só lembrar da CPMF para a saúde que, milagre, foi extinta.

    • Ana Paula

      O Banco Santander cobra R$ 20,00 pelo saque. E os caixas ATM mais 15 dólares… E corrigindo: o limite para saque, semana passada, estava em 600 dólares…

      • Marcos Sobral

        Pois é. Aumentaram o valor. Olhei no site e, até junho deste ano, era R$ 15,00. Com relação ao limite eu não sei como funciona. Tem lugar que só saca 300 dólares. Mas em maio deste ano saquei 1000 dólares de uma vez no Sawgrass.

    • moalopes

      Boa. Não sabia disto. Valeu Marcos.

  • Rafael

    Eu tenho esse guia de NY, para mãos de vaca!
    É imprescindível para quem vai para NY!

  • Mesmo com a alta do dólar, comprar eletrônicos e roupas de marca nos EUA e Europa ainda é muito mais em conta do que comprá-los aqui no Brasil!

  • All's,

    Voltei hj depois de uma trip de quase 20 dias EUA.

    Relato o seguinte, melhor cotação a fazer é o pagamento TUDO EM DÉBITO. Fujam do CREDITO, nos EUAs quase todas as lojas/estabelecimentos aceitam esta função.

    Outra coisa, saque em espécie direto da sua conta nos ATM's, isto vai lhe trazer uma boa economia, só para informação ontem dólar bateu R$ 2,50 e eu saquei direto da minha conta ontem a R$ 2,30, portanto uma ótima cotação, muito melhor que os CARTÕES CREDITO que tem o IOF de 6,38.

    Vale também a economia ao longo do planejamento da viagem, ir comprando OBAMAS aos poucos tb é uma ótima saída e ajuda a economizar um bom montante. Vale lembrar que se voce pretende viajar no futuro, independente de já ter as datas e roteiro, vá ja fazendo economia na moeda do pais que pretende viajar.

    Outra info importante, nos voos de e para o BRASIL a taxa de ocupação (AA) batendo em 60% ou seja as CIAS vao ter problemas e em breve mais PROMOS e lá vao os Brazucas comprar na empolgaçao e se esquecem que o VOO é o mais barato em uma viagem internacional. O meu motorista em NY que só atende brasileiros com 4 carros, comentou que esta trabalhando com 50% do potencial, ou seja crise para ele tb.

    No mais é isso, boas trips e vida longa as PROMOS. Alias acabei conseguindo emitir NY pela DELTA na Executiva (menos 900 Obamas) para o carnaval 2014, vamos lá começar tudo de novo as economias, preocupação boa.

    Beto

    • Laís

      Roberto, comprar na função debito lá é como aqui? Tranquilo e aceitam bem? Aqui aceitam até mais debito que credito né, nao sei pq lá seria diferente… E os cartões pre pagos são diferentes do visa travel money ou é a mesma coisa? Obrigada

      • Oi Laís, sim, mesma coisa, vc pede para pagar em debito, alguns questionam por seu cartão ser internacional, mas ai vc explica que ele tem tb esta função, ai passa o mesmo e coloca senha saque, como se estivesse em algum estabelecimento no Brasil mesmo.

        Quanto aos Pré pagos sao usados normalmente, como qq cartão debito, a única coisa que e dinheiro mais caro.

        Att. Beto

        • Marcos Sobral

          Rapaz eu nunca consegui comprar em débito. Tentei na Ross, Target e Walmart. Nunca passa, mesmo desbloqueado em ambas as funções.

          Tentei tanto com o Banco do Brasil quanto Santander. Eu uso o cartão múltiplo (que é débito e crédito). Quando peço a para passar no débito o caixa diz que não pode! Sabes dizer se tem alguma função ou alguma operação que possa ser feita para passar no débito?

    • Juliana

      Roberto, lá aceita débito de cartão de banco normal? Qual seu banco? Como funcionam esses ATMS?Descontam direto da nossa conta aqui no Brasil?

      • Abdon

        Na Argentina a função débito funcionou normalmente para saque no ATM do próprio HSBC, descontando direto na conta corrente e cobrando a taxa.
        Já nos EUA, a função débito do BB funcionou diretamente nas lojas, mas não testei no ATM, pois havia levado um visa travel money e correu tudo tranquilo.
        A transação tanto no débito quanto no crédito, nos EUA pelo menos, não requer senha.

      • Oi Juliana,

        Uso banco Santander, sim os atm's sao caixas rapidos como os do Brasil, tem ate drive-thru, em hoteis e lojas tb tem.

        Sim descontam direto na sua conta brasil.

        Abs.

        Beto.

      • Oi Juliana,

        Uso banco Santander, sim os atm's sao caixas rapidos como os do Brasil, tem ate drive-thru, em hoteis e lojas tb tem.

        Sim descontam direto na sua conta brasil.

        Abs.

        Beto.

      • Marcos Sobral

        Se for saque em ATM você saca normalmente selecionando a opção "withdrawal" e depois check (se bem me lembro). NÃO selecione "savings". Cobra uma taxa de R$ 20,00 por saque no Santander mais uma taxa do ATM americano ou europeu. Se você for cliente Van Gogh tem direito a dois saques internacionais grátis. Debita na hora em sua conta e a taxa de conversão fica muito boa.

        Se você sacar com o Visa (débito) e tiver conta no Santander você recebe um SMS na hora em seu celular com o valor debitado em sua conta (já em reais). Se sacar com o Master o SMS dá a informação em Dólares. Lembrando que recever SMS pela OI ou TIM é de graça nos EUA e Europa, desde que o celular esteja desbloqueado.

    • vichymariah

      O problema é que o débito não funciona para quem tem cartão de crédito – visa ou master – do Banco do Brasil. Já tentei usar em Portugal, nos Estados Unidos e no Peru. As vezes eles até falam que vão fazer débito mas o valor vem na fatura do crédito. No Peru, inclusive, não consegui sacar nos caixas eletrônicos.

      • Marcos Sobral

        Tentei usar na Europa e EUA e também não consegui… Deve ter alguma forma para fazer isso, mas eu nunca consigo. Quando penso que foi débito, dou uma olhada e tá lá a despesa no crédito.

  • CLEBER

    nossa! estou impressionado com a matéria! mudou minha vida!

    • Marcos Sobral

      Você está quase batendo o recorde negativo do MD.

  • Estou no Canadá com essa alta do dólar e a primeira coisa q fiz foi cortar as compras. Voltarei ao Brasil com as mesmas coisas que trouxe. Compras? No máximo algumas lembrancinhas… Ah! E dei graças a Deus de ter feito o VTM, não utilizei cartão de credito pra praticamente nada e fiz ele com o dólar ainda em 2,00 (o VTM é de dólar canadense e a cotação é bastante similar à do americano).

  • andre t

    Acabei de voltar do Canadá, usei um misto de cartão pré do confidence, cartão débito BB e Platinum Master Card do Itau.
    Sacar no ATM requer cautela, pois o BB converteu o dolar altíssimo, além da taxa que o ATM cobra que variaram de 1,50 CAD a 2,75 CAD, tem de ficar atento a isso. Apesar que precisei apenas sacar 30 Cad para pagar pequenas despesas, pois tudo lá aceitam cartão.
    Então o VTM da Confidence resolveu tudo e carreguei com cotação de 2,41.
    Para compras grandes, laptop e maquina fotográfica, não teve jeito, lancei mão do platiniun, coração na mão agora esperando o fechamento da fatura.

    • Gabriel Figueiredo

      André… quando não tem jeito e temos que usar o cartão de crédito, grande lojas como Macy's, Tommy Hilfiger, guess, Nike Factory entre outras possuem a opção de pagar em real com o cartão de crédito, ou seja, na hora que vc passa o cartão há essa opção e é usada a cotação do dia, ou seja, nessa tendência de alta pode ser uma alternativa.
      Aconteceu isso comigo quando fui para Miami, e dei sorte, pois na época fiz o câmbio e deu R$ 2,07 e algumas outras compras me dei mal pois quando a fatura fechou o dollar já estava em R$2,21… kkkk é mole!

      • Estranho…, uma vez minha filha se enganou e fez esta opção, o meu cartão de crédito converteu na fatura, novamente para dolar (afinal a compra foi feita nos EUA ) e depois para real. Prejuízo total !

        • beto

          em geral essa opção de, no exterior, ter a compra faturada em outra moeda que não a do país onde foi feita a compra ( como no exemplo acima, a loja nos EUA já faturar em real) é uma furada…
          sempre me disseram que a taxa de conversão usada nesse tipo de transação é péssima. a recomendação dada é que sempre rejeite essa opção e peça para que a compra seja faturada na moeda do país onde está.

          só em caso de o dólar disparar depois de feita a compra é que isso pode ser vantajoso. mas só por pura sorte (ou quem tem bola de cristal) pra poder aproveitar disso

  • andre t

    Em resumo, melhor opção VTM…

    • Carina

      em resumo: melhor opção é cartão de débito da sua conta corrente no Brasil.

      • Paulo Almeida

        Melhor opção é levar dinheiro.

  • Bem, se é para ajudar, apartir de Setembro teremos IOF em TODAS as transações com cartão de credito, mesmo as nacionais. É ou não a volta da CPMF?

  • Lucas

    Para quem tem conta em alguma corretora, a bolsa de valores BM&F negocia diariamente contratos de dollar futuro. Onde você pode se proteger de uma alta do dollar já fazendo o contrato neste momento, o valor da corretagem é pequenas e você pode negociar contratos de USD 10,000.00.

    É uma boa proteção, para quem acredita em uma alta maior.

    • Paulo Almeida

      Calma, cara.
      Pra que hedge com dólar? Poupança tá batendo record……rsrsrsrrsrs.

  • Pedro

    O mais importante o MD nao falou. A melhor forma de comprar dolares é sacar com cartao de debito no proprio EUA. No caso do banco santander vc paga dólar comercial! Alem disso foge do IOF. Nao sei pq o MD nao citou isso.

    • Denis Carvalho

      Tínhamos que deixar alguma coisa para os leitores falarem! kkk
      Amanhã vou atualizar o post com essa e outras dicas legais que vocês estão postando!

      • Diegos

        Sugiro citar que se a diferença for pequena (entre Crédito e Débito), o cara deve analisar o "custo de oportunidade" de não estar ganhando milhas ao optar pelo débito, conforme relato da "Daisy Martins", abaixo.

    • Essa saque e aquele que se faz nos caixas eletrônicas! So usei uma vez essa função e foi na Republica Tcheca. Saquei coroa Tcheca diretamente da minha conta corrente no BB. Se for isso, vouabastecer com menos dólares o meu cartao pre-pato e vou deixar para sacar dinheiro nos EUA agora em outubro.
      Cinthia.

    • Ano passado fiz isto e não achei tanta vantagem assim, Você foge do IOF, mas o dólar não é o comercial, Fiz os cálculos com o valor do cartão de débito (dolar turismo) e com o cartão de crédito (dolar comercial) + IOF no ano passado e a diferença foi mínima, e olha que o meu cartão (de débito (citibank) não me cobra nenhuma taxa de utilização ou algo parecido, nada. Saco como se estivesse sacando no Brasil.. Prefiro pagar um tico a mais e ganhar milhas para minha próxima viagem.

  • leandro

    Olá. Alguém já experimentou utilizar o site airbnb.com, de aluguel de casas e apartamentos nos EUA e resto do mundo?

    • Dilmar

      Reservei um apartamento em Honolulu em Maio e não tive problema algum. Fiz a reserva com pgto Pay Pal no site tripadvisor aluguel de temporada, que acredito que seja semelhante.

    • Joelma B

      Usei em Setembro do ano passado em NY e foi perfeito!
      Uso constantemente alugando o meu ap e funciona muito bem!
      Vale a pena o custo beneficio!

    • joao_alberto

      Já usei 2 vezes. Uma em Paris, que foi excelente e a outra será em San Franciso no mês que vem. Nao tenho do que reclamar. Paga em Reais (paypal) e se protege do cambio e o preço da hospedagem nao tem comparação. Basta garimpar e você encontra algo dentro dos seus critérios. Em Abril vou para NY e nao tenho duvidas, airbnb na cabeça.

      • Cristiane

        Usei na Italia (4 aptos) e em Miami. Foi nota 10, recomendo!

    • É um pouco arriscado se algum dos viajantes é um pouco mais fresco. Eu como não sou, achei tudo ótimo. O melhor que fiquei, sem sombra de dúvida, foi em Amsterdam. Apartamento excelente e preço ótimo. Em N. York o preço segue a hotelaria da cidade, e os melhores e mais bem localizados são bem caros. Fiquei no Harlem e adorei, pois já estava craque no metrô.
      Só em Orlando que fiquei em um lugar meio sinistro, mas a dona da casa foi bem receptiva e deu todas as dicas que eu precisava. O interessante é que essa casa em Orlando tem várias recomendações positivas.

    • Kristen

      Eu aluguei 3 apartamentos na Itália ano passado pela airbnb e deu tudo certo. Os aps eram idênticos às fotos do site e os proprietários simpáticos e atenciosos. Além disso não tive nenhum problema de cobrança (paguei direto no cartão de crédito). O espaço maior, a praticidade de poder lavar suas roupas e até preparar uma refeição no ap. compensam muito.

  • Renata

    Mas como saber os dias em que o banco central atua pra baixar o dólar? Como funciona e como nos informamos sobre isso exatamente? Obrigada.

    • joao_alberto

      Bom, hoje divulgaram que o BC vai atuar todos os dias, até 31 de dezembro.

    • acorda

      ????!!?

    • joao_alberto

      Eh mesmo gênio? Vai dar uma olhada na capa do jornal Folha de Sao Paulo de hoje. O BACEN anunciou ontem leiloes diários de dólar até o final do ano.

    • Paulo Almeida

      Se vai pro exterior compre dólares todos os meses. Se não vai, compre dólares todos os meses tb.

  • Breno

    Parabéns a todos. O post ta excelente. Varias dicas corretíssimas ficando a escolha da forma de pagar pra cada um decidir. Mas informação todos tem.

  • jessica

    Como assim usae cartão no Debito? pode tenho conta no santander posso usar la? e sacar em atms consigo fazer isso de cartões brasileiros no exterior, vou para Cancun?? me ajudem

    • HAHAHAHAAH

      HHAHAHAHAHAHAHAHA
      HAHAHAHAAHAHAHAHAHA

      O Google existe ha tantos anos… e pessoas fazendo perguntas dessas….

    • Cassio

      Seu cartão precisa apenas estar habilitado para uso internacional: veja com o gerente do banco.

    • Paulo Almeida

      Veja tb com seu banco as taxas. O BB cobra 12,00 por saque.

      • tem caixas que cobram 3 dolares outros 2,50 (atm), ah e se sacar dentro do Bank of America acho que nem taxa paga… agora n lembro, mas costumo sacar bastante lá, a cotação do BB é sempre mais baixa que a do cartao de crédito (acho que é dolar comercial mesmo)

  • Monique

    Alguém ai de cima falou que a cotação do dolar na confidence é um roubo, pois bem liguei em 6 casas de cambio hoje e foi a mais barata ! A dica é comprar pelo site, eles mandam entregar na sua casa por motoboy (pelo menos aqui em SP) e fica 5 centavos mais barato do que se for diretamente em qq "loja", só que demora , mas pra quem como eu está comprando aos pouquinhos e com antecedência vale a pena.

    • Paulo Almeida

      Entrega é gratuita? Se não é, já some à cotação.

    • aqui na minha cidade (SC) a confidence é um roubo…

  • Cassio

    Aí vão algumas dicas, algumas já citadas: melhor forma é pelo cartão de débito internacional, pagando menos IOF que o de crédito. Se você tem um cartão crédito + débito precisará inibir a funçao crédito antes de viajar, pois em vários locais nos EUA, por exemplo, já haverá cobrança automática como crédito. Nem todos os locais aceitam débito, você precisará ter dinheiro em espécie. Quem tem BB e for pra Nova Iorque sugiro sacar no próprio Banco do Brasil, fica perto da Times Square: não paga taxa adicional da ATM, já sabe a cotação na hora e dá pra sacar valores maiores. Saques pequenos são ruins, pois há sempre uma cobrança por operação. ATMs do Bank of America também permitem saques maiores e com taxa menor que os ATMs pequenos. Geralmente nestes casos, são cobrados valores de dólar próximos ao comercial. Cuidado para fazer o saque da conta e não como crédito. Mas melhor, muito melhor mesmo, é ter nas mãos os dólares comprados a 1,60, mas acho que estes nunca mais.

    • Paulo Almeida

      Isso aí Cassio,

      Pessoal esquece que sacar lá fora e usar o débito tem custos extras. Ficar sem usar o VTM por algum tempo, tb tem custos. Colocar $$$ no VTM tem custo.

      Posts cheios de mistérios: Viagem pro exterior? compre dólares todos os meses. simples assim.
      Cartão de crédito pra uma emergência.

  • O pessoal aqui entende tanto de economia que deveriam ser consultores do Governo Federal. O melhor é encarar o gastos ou desistir e pronto.

  • joao_alberto

    Na verdade, como o governo federal parece entender muito pouco de economia, talvez vários aqui pudessem mesmo dar umas lições para Mantega e cia limitada.

  • joao_alberto

    http://www.infomoney.com.br/mercados/cambio/notic

    Leiloes diários do Banco Central ate o final do ano.

  • Renan Felipe

    Na minha opinão, o dolar não vai cair tão cedo. É uma manobra do "governo" para que turistas gastam rios de dolares no Brasil durante da Copa. O "governo" não pode aumentar aumentar a cotação a 3 reais de uma vez, mas fará aos poucos, de levinho rsss. Eu tenho sensaçao que o dolar chegará a 3 reais durante da Copa. Eu e minha familia tinhamos planejado em sair do Brasil durante da Copa, mas como dolar esta subindo, está complicado. Pode parecer bobagem, mas para mim faz sentido, rsss.

  • Rodrigo M.

    Muito infelizmente cancelei uma viagem p NY em setembro. sai no prejuizo de 400 reais (200 dolares a epoca da compra), mas preferi a ficar economizando na viagem. juntar mais grana e viajar proximo ano ja preparado p um dolar de ate 2.50.
    estava calculando preços de celulares. o galaxy s4 estava saindo quase o preço do brasil. ipad 4 mesma coisa. so o iphone 5 q valia pela fortuna q cobram por aqui. resumindo, acabou a farra dos eletronicos.
    fora q o hotel em NY bem localizado estava custando horrores. minimo de 250 dolares a diaria na area da times square.
    enfim… vantagem q a viagem aumentou de 7 p 10 dias gastando metade. agora é torcer p o sol no nordeste.

    • Gustavo

      Oi Rodrigo. Eu pensei a mesma coisa que você. Simulando o preço do celular na Amazon e convertendo por este novo câmbio de 2,45, o galaxy S4 só sai uns 200,00 ou 300,00 mais barato. Para mim, já não vale a pena mais.

      Você simulou com o preço da amazon?
      Alguém saberia se o preço da amazon para eletronicos é normalmente barato?

      • Normalmente a amazon costuma ter os melhores preços.
        E o bom das compras online é que dá pra fugir do imposto estadual que vai pagar em toda loja física. ACho que é por volta de 10%.
        Procure também produtos na newegg, loja gigantesca no ramo de eletrônico e hardware

    • Marcelo

      Procure o Juizado Especial Cível na sua cidade e ajuize (c/a ajuda do staff do próprio Juizado) ação indenizatória por cobrança abusiva contra tal empresa aérea. É ganho certo. Prazo final p/a conclusão do processo está em torno de 6 meses, a contar do ajuizamento da acão.

    • Sandra

      BRASÍLIA — Nem mesmo a disparada do dólar foi capaz de conter a vontade do brasileiro viajar ao exterior. Em julho, mês de alta temporada, os gastos do turista no exterior cresceram nada menos que 10% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os viajantes deixaram US$ 2,2 bilhões lá fora. Foi a segunda maior despesa já registrada pelo Banco Central num mês de julho desde quando a autarquia começou a armazenar os dados. Os gastos só não superam os de julho de 2011, quando o patamar do dólar era mais favorável.
      http://oglobo.globo.com/economia/deficit-em-trans

      O dólar pode ir a 3.00 que esse quadro não vai mudar. Nenhum país é tão (ridiculamente) caro como o Brasil.

  • Há duas dicas que passo ao pessoal que gosta de viajar com $$$ ou VTM:

    1) A grande vantagem é que você sabe direitinho onde fica o fundo do saco de bombons, diferente do cartão de crédito, que você corre o risco de levarem os bombons, o saco e sua mão.

    2) Para quem leva dinheiro ou VTM, nessa época de incerteza da moeda, a melhor maneira é comprar parceladamente, não correndo o risco de comprar tudo de uma vez e pagar mais caro. Claro, há a chance de você comprar na menor cotação possível, mas eu prefiro a cautela do que a sorte. Com essa estratégia, ao final, você vai ter comprado um dólar com "preço médio" melhor do que

    Ex: Quero levar US$ 3 mil na minha viagem, que será em 30 de outubro. Adoto a seguinte tática:

    i) US$1 mil a R$2,40, em 20/junho
    ii) US$1 mil a R$2,50, em 20/julho
    ii) US$1 mil a R$2,60. em 20/agosto

    Ao final, você comprou US$ 3 mil a R$2,50, mais baixo do que a cotação de perto da sua viagem.

    Espero ter contribuído.

  • Márcio Passos

    Denis, não sabia que o MD publicava comentários de pessoas mal educadas " Marcós Paulo · menos de 1 minuto atrás. Por isso só viajo pra Teresina, aquela merda, pelo menos é barato", falando mal de alguma cidade, no caso a minha, com muito orgulho – TERESINA / PI – para os mal informados. Uma vergonha !!!
    Vai ver que o Marcós Paulo não viaja nem para Teresina, seu [editado] !!!

    • ana

      Gente, muito sem graça mesmo, Teresina é linda.

  • Márcio Passos

    Denis, chamar Teresina de merda pode, já o Marcós Paulo não. Qual critério o MD usa para editar os comentários??? Vou divulgar este texto para todos os moradores de Teresina e ver o que eles acham do posicionamento do site em relação ao comentário idiota publicado por vocês!!!
    APRENDAM A RESPEITAR AS CIDADES ALHEIAS, SEJAM MAIS EDUCADOS COM OS COMENTÁRIOS IDIOTAS !!!

    • Isso mesmo Márcio, uma coisa é uma opinião sobre uma cidade, um destino, uma companhia aérea. Mesmo mal educada, é uma opinião sobre algo. Quando é sobre uma pessoa, ai já vira ofensa e isso não permitimos no site, ok? Vc tem razão que ele poderia ter sido mais polido e respeitoso em seu comentário, mas isso não te dá o direito de ofendê-lo – pelo menos não aqui no MD. Espero que entenda nossa posição.

      • Cassio

        Tá faltando bom humor aqui, não? As pessoas se ofendem por nada. Pois vi o comentário sobre Teresina e entendi tranquilamente que era uma simples brincadeira, poderia ter sido feita com qualquer cidade sem grande apelo turístico, e seria engraçado. Moro em SP, gosto de morar aqui e também veria com senso de humor se alguém disser "teremos que continuar nesta m. de cidade". Mas não entenderia como uma brincadeira uma ofensa pessoal. Valeu, Denis

    • Aline

      Bom.. eu tb nao gostaria de ningém falando mal da minha cidade…se é pra falar mal ne precisa vir !!

  • Vitor J. Nunes

    “se o governo aumentou esse IOF para frear os gastos no exterior pela baixa do dólar, não seria o caso de derrubar essa taxa agora?”
    Acredito que não, por dois motivos: 1) quanto mais o governo reduza os gastos no exterior, mais ele cumpre seu objetivo; e 2) nós ainda não reduzimos os gatos no exterior, mesmo com a alta do dólar. Vide último levantamento do BC.

  • Marcella

    Se você vai para os EUA, como eu… só uma coisa a dizer… FUDE….!!!

    • Paulo Almeida

      KKKKKKKKKKKKKKKKKk

  • Silvio

    Vou para São Francisco (EUA) em outubro. Nesses tempos de dólar em alta, alguém tem alguma dica de hoteis e restaurantes que combinem bom preço e qualidade?

    • MC Da Leste 2

      hotel: YMCA

      restaurante: comidas de rua. Melhor que restaurante e nao precisa pagar a taxa de serviço (18%)

    • Aline

      Oi, fiquei em San Bruno perto de San Francisco e muiiito mais barato o hotel.

  • Seria legal Denis fazer um post falando sobre o Priceline e o Hotwire. Com o Priceline por exemplo é possível economizar bastante! Possuem o Name Your Own Price! onde você fala quanto quer pagar, em uma espécie de leilão.
    Vou para uma road trip em novembro desse ano pela costa oeste americana e estou utilizando somente compras pelo priceline! Aluguel de carro e hotéis!
    Exemplo: é possível conseguir hotéis de 5 estrelas em Las Vegas, que costumam ser US$400 a diaria, por US$120,00 ou até menos.

    Fica a dica aí!

      • Cainã

        Opaaa, valeu Denis! Vou ler com mais calma depois!

    • Ana

      Me hospedei pelo priceline em junho, em New Jersey, na frente do Jersey Gardens. O apartamento com fogão, frigobar, microondas, louça e café da manhã, bem espaçoso, custou US$ 48,00 a diária para duas pessoas. Como eu fui para fazer compras, para mim era excelente, pois o outlet era praticamente o pátio do hotel.

    • Silvia

      Já foi publicado um post sobre estes 2 sites, em 30.01.2012. Vai lá em pesquisa e digita a data na caixa pra vc ver.

    • Adriano

      Colega, eu também farei com minha esposa a mesma road trip em novembro (SF, LA, SD e LV). Como ficaram seus preços de hotéis nessas praças? To com dificuldade para um bom preço em SF!

      • Cainã

        Adriano, eu não estou pegando hotel agora, somente aluguel do carro pelo Priceline. Como é uma roadtrip, acho meio arriscado reservar hotel por agora, pois talvez eu possa decidir ficar um dia a mais em uma cidade, ou um dia a menos em outra aí acabaria perdendo dinheiro! Vou comprar quando já estiver lá e souber quando chegarei na cidade e quando sairei!

  • Rafa

    Tem muita gente nervosa aqui. O dólar está nas alturas, é uma pena, mas férias são assim mesmo, não tem como sair de casa sem gastar dinheiro.

    • Paulo Almeida

      Isso ae.
      Quer gastar pouco: compra 1 pizza da Sadia e fica vendo Zorra Total.

  • Marcos Sobral

    O dólar tá baixando hoje. Tomara que continue assim…

    • Cainã

      Voltou a aumentar!haha Eu tava aqui na felicidade que tava abaixando pra poder comprar e aumentou de novo… =/

  • Pedro

    Pessoal,

    Tempos bons aqueles em que SEXTA-FEIRA era dia de boas promoções de trechos nacionais e internacionais.

    Com o dóllar nas alturas acho difícil sair coisa boa nos próximos dias.

    Enquanto isso é bom o MELHORES DESTINOS começar a colocar promoções da Itapemirim, Penha, Gontijo, São Geraldo, Guanabara das grandes empresas de ônibus….rs

    Afinal de contas o nome do site é melhores destinos…não importa como se vá….rs

    • Marcos Sobral

      Viajar de ônibus no Brasil não tem nem graça. Eu mesmo tô fora… É melhor fazer um passeio com o Street View. Ou seja, de graça, sem buracos e no conforto de casa.

      • Pedro

        Marcos Sobral , concordo com você…..de ônibus no Brasil, só dá p encarar os da INFRAERO nos aeroportos….rs

        Isso a depender do dia…é claro.

    • Alline

      Fora o perigo de viajar de onibus no Brasil

  • José Ferraz
  • Gevércio Jr.

    Estou indo para Orlando em 03/10, queria dica de hotéis na média 100 a 150 reais a diária.

  • Armando pasqual

    Infelizmente, " quem converte nao se diverte"

  • jorge

    bom dia

    tenho informçao que no HSBC o saque / debito no exterior é limitado $300,00 dia.

    alguem sabe o limite B.brasil saque?

    abs

    • Jorge nao sei se mudou alguma coisa, mas HSBC seria 500 para saque mais 300 compras pelo menos no Premier

      • Wandem

        BB. saquesde 800 usd no bank ofamerica. Mas do nada limitam e vc nao consegue sacarnada. Algunsdias depois deixam novamente.

  • Paulo Almeida

    Não tem mistério.
    Quem viaja pro exterior deve comprar TODOS os meses a moeda do destino escolhido. Simples assim.
    Não tem aplicação A ou B, VTM, cartão disso ou daquilo.

  • Josival

    Paulo Almeida, seguindo o seu conselho;
    onde comprar Soles peruano e Pesos colombiano no Rio de janeiro?

    • Prezado, não se consegue comprar esses no Rio, Acabei de voltar do Peru (16/08). Algumas coisas comprei pela internet. O restante foi lá mesmo A maior parte do que fiz foi no débito. Veja qual a cotação seu banco lhe oferece. O meu era Citibank e fazia 1 real por 1,13 soles. Achei ruim. Alguns locais aceitam receber dólar e outros locais como hotéis, transfer te cobram pela cotação do dólar (permitem vc pagar em soles ou dólares). Eu levei 200 dólares comprados a 2,40 aqui no Brasil (dia 02/08) + IOF, gastei R$ 482,00. Quando cheguei lá troque estes 200 pela cotação de 2,785, ou seja 557 soles. Seu eu gastasse no débito 557 soles * 1,13+IOF teria gasto 494,00+tx de saque. Ou seja no meu caso teria compensado levar mais dólares!!

      • Vou para Cartagena em Janeiro. Desta vez vou pesquisar com os meus bancos qual a cotação da moeda para usar o débito e tentar descobrir qual a cotação do dólar lá em Cartagena. Faça as contas e veja qual é o melhor!!! A cotação do dólar tá subindo aqui mas também sobe nos outros países da América Latina.

    • Paulo Almeida

      Blz Josival,
      O dólar vem valorizando não só no Brasil mas como em todo mundo.
      Imagina no Peru e Colômbia onde valem menos que o real?

      Nesse seu caso é mais barato comprar lá. Leve alguma coisa daqui pra pagar taxi, lanche, etc.
      No Peru troquei dólar por soles numa avenida que tem uma autorizada da Sony enorme, onde ficam cambistas com maços de dinheiro na mão. Todo mundo lá conhece.

      Colômbia não conheço. Mas com certeza seus dólares valem muito lá. De uma passada no site mochileiros.com pra pegar várias dicas de viagens e some com as dicas daqui do site.

      No site do uol/cotações vc pode ter uma NOÇÃO de qto vale a moeda: http://economia.uol.com.br/cotacoes/

      Aqui no RJ vejo cotação em 2 casas: Uma em Copa(2227-8300) e outra na Tijuca(2264-4319).
      A do BB é fake, pois tem uma taxa de 60,00 na compra. Tem que calcular e depois diluir esses 60,00 na taxa pra ver o valor real.

  • Wagner

    Peru e Colômbia levem dólar, não vi vantagem em usar crédito ou débito. Na Colômbia comecei a usar o cartão de crédito pq fui preparado para uma coisa, quando cheguei lá iria ter que levar uma viagem bem regrada. Eu por exemplo não encontrei em Cartagena uma comida de nível por menos de 25 reais, ficando uma média por refeição de 35… Até comi uma massa com frutos do mar por 20 reais + suco, mas qualquer outra coisa era de 35 para cima.
    Passeios caros também.
    Peru sempre, sempre DÓLAR, como a moeda deles é mais desvalorizada em relação ao dólar, você sempre sai ganhando. Você compra aqui a 2,50 e vende lá a 2,75… sempre você ganhará. Pq se levar real vai perder em geral 10 centavos…

    Enfim, a moeda brasileira está indo para o limbo e o governo não está nem aí. Uma vergonha imaginar que só estamos melhores que a Argentina, Bolívia (pior IDH da América Latina) e Venezuela…

  • Paulo Vitor

    Vou viajar para Boston em janeiro do ano que vem com duração prevista para uns 40 dias mais ou menos. Qual a melhor opção de compra de passagem? Alguém sabe se da para alterara as datas prefixadas dessas promoções?

  • leonardo lopes

    E ai galera blz? Alguém sabe me dizer se o cartão múltiplo do Itaú é possível utilizar a função debito para compras em loja e sacar direto da conta corrente nos ATMs?
    Obrigado

    • Paulo Ameida

      É só ligar pro Itaú.

  • Sempre leio as dicas dos livros da série "Pão duros" e "Mãos de vaca" antes de uma viagem! Muito bom e tem em qualquer livraria.
    beijos

  • Saulo

    Faço minhas reservas de hotel no site da booking.com, funciona perfeitamente e os preços são os mais baixos realizados para a época.

  • Doris

    No ano passado usei o cartão do BB no crédito e também para saque. A diferença de câmbio foi tão grande (o valor do saque foi muito mais alto) que quase ficou equivalente ao que eu pagaria no crédito somando os 6,38% do IOF. Depois de muita insistência no BB, disseram-me que o banco cobra uma taxa de 5,41% para saque… Não consegui descobrir como ficaria se tivesse usado o cartão na função débito. O cartão de débito do BB, que é emitido somente em euros e dólares usa uma taxa de câmbio bem mais baixa do que o da Confidence. Eles cobram por recarga, mas acima de 500 dólares já vale a pena usá-lo.
    Neste ano, fui para Londres e tentei fazer saque no cartão do Santander (o melhor câmbio para saque) e não consegui. Aparentemente, alguns caixas têm problemas com cartões "múltiplus". Da próxima vez, tentarei com um cartão só de débito (da conta corrente), o que me parece a melhor opção.

  • Rico Gabrielli

    Ola,

    Vou para Miami na semana de 13/Jan. Com a mudança do IOF para 6,38% nos cartões de débito/pré-pago, qual é a melhor estratégia para gastar $5000 dolares no exterior? Cartão de Crédito? Débito? Pré-Pago? Comprar dolar no Brasil? Comprar dolar em Miami (levando Reais)? Sacar dinheiro no exterior com cartão de débito?

    Desde já, muito obrigado!

  • Marco

    Ué, pelo que saiba o cartão pre pago e o cartão de debito também cobram o$ mesmos 6,38% de IOF. Isso mudou desde quando?

  • Ana Maria

    Já faz muito tempo que Dilma passou a tributar os brasileiros que usam cartões de débitos com absurdos 6,38% e não 0,38% como vocês afirmam. E apesar da maxidesvalorização do real, que deverá continuar, ainda assim é mais barato viajar para certos lugares no exterior do que se aventurar pelo caríssimo e Brasil.

  • Marc Halsberghe

    Não adiantar escrever “Atualizado em 30/09/2014” sem realmente atualizar o texto. Os cartões de viagem pré-pagos com IOF de 0,38% já não estão entre nós faz tempo!

  • Você tem razão, eu atualizei as demais formas, mas essa passou batida! Esse post é do saudoso tempo em que o governo federal não tinha nos presenteado com o aumento geral do IOF! Obrigado por avisar!

  • Já atualizei, obrigado por avisar!

  • Fabiano

    Tenho viagem marcada para o Canada e tive a sorte de estar levando 100% de CA$.
    A minha saída para driblar o IOF foi levar cerca de 30% no VTM e grande parte em espécie e para casos de emergência usar os cartões de crédito!

  • sigma7777777

    Seria interessante se complementassem ou fizessem um post a parte informando os limites de saques no exterior. Em 2013 em um hotel em Orlando eu só conseguia sacar $200, mas um colega aqui disse que já conseguiu sacar $1000 no Sawgrass. Por um acaso é um limite que varia de caixa eletrônico ou de perfil do cliente no banco?

  • Juliana Brito

    estou voltando a argentina agora em 1 de novembro e como tudo la é dolarizado to morrendo de medo.. mas fazer o que so espero que melhore depois da eleição claro se o pt n for reeleito!