Confira o que mudou na documentação exigida para o embarque de adolescentes

Bruna Scirea 26 · abril · 2017

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Várias regras mudaram para passageiros e companhias aéreas desde que entraram em vigência as novas Condições Gerais de Transporte Aéreo (CGTA) da Agência Nacional de Aviação Civil, a Anac. Só que uma destas mudanças parece ainda não ter ficado clara e tem gerado transtornos no momento mais impróprio: durante o embarque dos passageiros.

É que, desde 14 de março deste ano, não é mais aceita a Certidão de Nascimento como documento para o embarque de adolescentes entre 12 e 17 anos (mas continua válida para crianças de até 12 anos incompletos). E, por causa disso, têm sido diários os casos de adolescentes impedidos de seguir viagem por problemas com a documentação.

Com um feriado à vista e, em breve, as férias escolares de junho, vale reforçar as regras. Veja quais são os documentos válidos para embarque de adolescente conforme o voo:


VOOS DOMÉSTICOS (entre 12 e 17 anos)

– Somente documento de identificação civil com foto (como RG ou passaporte), com fé pública e validade em todo o território brasileiro; ou

– Cópia autenticada do documento de identificação civil; ou

– Boletim de Ocorrência, em casos de furto, roubo ou extravio de documento, na validade prevista pelo órgão de segurança.

Atenção: para viagem desacompanhado, consulte a necessidade de autorização pela companhia aérea.


VOOS INTERNACIONAIS (entre 12 e 17 anos)

– Passaporte válido.

Atenção: consulte o site do Ministério das Relações Exteriores e acesse as informações de cada país para entrada, como a necessidade de visto ou outra documentação aceita/necessária para ingresso no país de destino.

Para saber quais são os documentos válidos para passageiros de todas as faixas etárias, acesse o Novo Guia do Passageiro, desenvolvido pelo Ministério dos Transportes. E Fique atento às novas regras! Todos concordamos: poucas coisas são mais chatas do que perder uma viagem. É ou não é?

Autor

Bruna Scirea - Editora
  • Virginia

    O passaporte tem foto, mas já tive problemas com os meus filhos, pois no passaporte deles não consta o nome dos pais. No embarque no SDU não tive problemas, mas no retorno em Salvador não queriam aceitar, por sorte eu tinha a certidão deles comigo. Hoje eles tem identidade (12 e 14 anos) e viajam até mesmo desacompanhados sem problema algum em voos domésticos.

  • Marcos_Brazil

    No passaporte ou declaração em separado do cartório.

    • Mikael Kenan

      Sim sim, lembrando que são 2 vias. 1 fica com a PF no embarque e outra com a pessoa pra caso precise comprovar algo.

      • cac2000b Ca

        Valeu pela informação. Não sabia dessa.

    • Maria Emilia Viana

      Melhor no passaporte, já tive problemas com essa autorização em cartório, onde foi exigido que que o documento estivesse na língua do país visitante, que não era o português.

  • Sergio Viana

    Tentei fazer o check-in do meu filho menor com o passaporte alguns meses atrás, já que ele não tem RG, e no balcão da GOL disseram que o documento só valia para viagens internacionais e não poderia ser usado como ID no Brasil. E agora?