Está no ar o Guia de Frankfurt com todas as dicas para a sua viagem

Gisela Cabral 13 · junho · 2016

O Guia de Frankfurt, a maior cidade do estado alemão do Hesse, é o mais novo integrante da lista de destinos do MD. Uma cidade vibrante e que – além de um excelente hub na Europa, para os que vêm do Brasil e de outras partes do mundo –  tem opções de O Que Fazer para todas as idades e gostos.

Aliás, Frankfurt me surpreendeu bastante como turista, pois, assim como muitas pessoas, eu achava que ela não merecia tanta atenção. Infelizmente, a minha primeira vez no destino foi bastante corrida, mal planejada, e por estes motivos acabei ficando com uma impressão errada.

Vista da margem do Rio Meno - Frankfurt Mainkai
Vista da margem do Rio Meno – Frankfurt Mainkai

Naquela época, mal tive tempo de explorar Pontos Turísticos como a Catedral de São Bartolomeu (Kaiserdom) e a Ponte de Ferro, museus interessantes como o Stadel, isso sem contar com bares e casas noturnas que tornam a Vida Noturna local um tanto quanto agitada.

Más condições climáticas também me impediram de aproveitar bairros como Sachsenhausen. Um lugar onde, desta vez, adorei “me perder” por um dia inteiro e descobrir algumas tavernas que servem a famosa sidra, o vinho feito com maçãs.

Este vinho, inclusive, é amado por uns e odiado por outros. Eu faço parte do time dos que não foram muito com a “cara” dele… bem ácido para o meu humilde paladar! Mas para emitir uma opinião, só mesmo provando a iguaria! Lembrando que nas tavernas e restaurantes da cidade também são oferecidos deliciosos pratos da gastronomia local, à preços bem em conta.

Schnitzel do restaurante Paulaner Am Dom
Schnitzel crocante do restaurante Paulaner Am Dom

Em geral, os pratos são bem fartos, sendo as salsichas assadas ou cozidas, acompanhadas de pãozinho ou batatas e mostarda, um dos mais pedidos! Além disso, vários desses estabelecimentos servem o famoso schnitzel: carne empanada, ultra crocante, que vêm acompanhada de salada de batatas e o “super local” molho verde. Uma verdadeira delícia!

Cidade organizada

Frankfurt é bastante organizada e preparada para o turismo. Durante a minha estada de uma semana na cidade, optei por andar bastante. Estava com sorte em relação ao clima e por isso preferi calçar o tênis e me aventurar nas ruas sem pressa. Mas, em alguns momentos, fiz uso do eficiente Transporte Público local sem dificuldade alguma.

Bondinho elétrico nas ruas do centro de Frankfurt
Bondinho elétrico nas ruas do centro de Frankfurt

Ainda sobre o tema transportes, devo dizer que chegar a Frankfurt vindo do Brasil – de avião, com voos diretos de São Paulo, por exemplo – ou de alguma outra localidade da Europa – de avião, carro, trem ou ônibus – também não é nada complicado.

Sair do aeroporto em direção ao centro da cidade também não. Depois de seguir as placas indicativas que conduzem até a estação de trens do aeroporto, comprei a minha passagem em uma das máquinas do saguão (com informações em inglês e outros idiomas), peguei um trem e desembarquei direto na Hauptbanhof, a estação que fica no centro de Frankfurt.

Em dias de Sol as praças de Frankfurt ficam lotadas
Em dias de Sol as praças de Frankfurt ficam lotadas

O guia vai ajudar bastante aqueles que desejam achar um hotel bom e não muito caro, já que a capital do estado do Hesse oferece diversos tipos de acomodações, das mais luxuosas às mais simples e também apartamentos de temporada. Saiba tudo sobre o assunto aqui.

Informações gerais sobre segurança, gorjetas em restaurantes e tours guiados (pagos e gratuitos) poderão ser encontradas na seção de Dicas. Lembrando que em nosso também há um post totalmente dedicado às principais áreas de Compras em Frankfurt. Outro “lado” da cidade que me impressionou bastante pela variedade de lojas e shoppings centers ultra modernos.

E você, leitor do MD, já esteve em Frankfurt antes? Deixe aqui a sua opinião sobre a cidade.

Publicado por

Gisela Cabral

Editora de Destinos

  • JBliesener

    Gisela, Frankfurt não é a capital de Hesse, mas a maior cidade. A capital chama-se Wiesbaden, uns 50 km de Frankfurt e é bem menor.
    Abs, Jorg

  • Don Kalima

    Já estive em Frankfurt várias vezes a trabalho, a mais recente a alguns dias. Já foi um lugar agradável, limpo e aconchegante. Hoje o centro, especialmente áreas próximas da Hauptbahnhof e do Römer estão bem degradadas, muita gente dormindo nas ruas, a noite bêbados e prostitutas dividem espaço, fora paredes pixadas, ruas sujas, trânsito caótico.. Enfim, uma pena, antigamente, apesar de não ser uma cidade suuuper interessante, tinha seu charme.