Dicas e truques para melhorar as fotos de suas viagens

Camille Panzera 16 · dezembro · 2011

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Fotografia é um assunto fundamental quando você está viajando. Nada melhor  que uma foto para registrar bons momentos e guardar como lembrança. Apesar da facilidade que as câmeras digitais trouxeram, muitas pessoas não sabem como lidar com seus equipamentos. Pensando nisso, elaboramos o este pequeno manual de fotografia do Melhores Destinos – uma lista de passos simples e fundamentais para que mesmo os mais leigos possam tirar fotografias mais bonitas para registrar os momentos maravilhosos de suas viagens. Confiram:

1 – Meio clique: Um erro comum de muitas pessoas é pressionar o botão de disparo das fotos de uma só vez. Isso muitas vezes gera fotografias desfocadas, sem nitidez nem definição. Para solucionar este problema, na hora de fazer a foto aperte o botão de disparo somente até a metade. Em seguida, você normalmente ouve um aviso sonoro ou percebe uma luz indicando que a câmera focalizou o assunto. Prossiga pressionando o botão completamente e pronto! Dessa maneira suas fotos estarão nítidas e o assunto terá sido focalizado, evitando perder um bom momento com fotos borradas e sem definição.

2 – Enquadramento: Evite tirar fotos sempre da mesma maneira, varie! Tire fotos na horizontal e vertical e nada de fotos sempre centralizadas. Uma boa regra que auxilia na questão do enquadramento é a regra dos terços. Imagine que no tema que você está tratando há um jogo da velha. Nesse jogo, as linhas se encontram em quatro pontos, e o ideal é colocar o objeto principal da foto num desses pontos de intercessão. Algumas máquinas inclusive oferecem o recurso de mostrar as linhas, para facilitar o enquadramento.

 

 

Nessa imagem, o ponto de interesse principal está centralizado.

 

 

 

 

 

No segundo exemplo, usamos a regra dos terços. Assim você foge do habitual e deixa sua fotografia mais original. Para isso procure usar os pontos em que as linhas se encontram.

 

3 – Luz: É sempre recomendável observar onde o sol (ou a fonte de luz artificial) está no momento da sua fotografia. Faça fotos a favor da luz do sol, para evitar que o rosto de uma pessoa apareça com sombra. A melhor luz para fotografia é a luz natural, do sol, mas se não há jeito e você precisa tirar uma foto contra a luz, use o flash. Para fotos em que você quer apenas obter a silhueta de uma pessoa, por exemplo, experimente desligar o flash e alterar o valor de EV, a compensação de exposição (valores mais altos clareiam o motivo e valores mais baixos escurecem) se sua máquina contar com este recurso.

4 – Macro: A macro é uma funcionalidade que existe na maior parte das câmeras. Ela é, muitas vezes, representada por uma flor e serve para fazer close up, tirar fotos de perto. Um bom momento para usá-la é quando você pretende tirar fotografias de flores. Ative essa função e não se esqueça de desativá-la quando o assunto tratado for uma paisagem distante.

 5 – Cenas: Assim como a macro, as câmeras digitais possuem diferentes tipos de cena, que se enquadram em diversas situações. Procure pelo modo que mais se ajusta ao seu tema na hora de fazer uma fotografia. Se é uma paisagem, procure pelo modo de paisagem e as fotos sairão com cores mais vibrantes, se você quer tirar uma foto de um objeto em velocidade, procure pelo modo em que a velocidade do obturador está mais rápida, e assim vai… Essa configuração é automática e ajuda para quem é leigo e quer capturar fotos melhores e mais adaptadas a cada cena que está sendo fotografada.

6 – Fotografando pessoas: Se a ideia é tirar foto de uma pessoa, por que não aproximar a câmera? Concentre-se e tenha como objetivo os olhos, que compõem uma área bem expressiva. Procure também estar na mesma altura de quem está sendo fotografado.

7 – Use a resolução máxima da câmera: Muita gente não sabe o que são megapixels. Eles nada mais são do que a menor unidade de uma imagem digital,  pontos de cores ou luz que o sensor da câmera pode captar. Logo, se você tira fotos em um valor baixo de megapixels e pretende revelar num tamanho grande, ela sairá com uma qualidade ruim e você poderá perceber os pixels. Se você tirar fotos numa qualidade alta, a chance disso ocorrer será bem menor.

8 – Fotos Noturnas: Quando a luz do sol não pode dar uma ajudinha na hora de iluminar seu tema, experimente aumentar o ISO. Ele é uma das variantes importantes para os fotógrafos e diz respeito à sensibilidade do sensor. Quanto mais alto o ISO, maior a sensibilidade, fotos mais claras e com mais granulação – assim se usa a noite. Quanto mais baixo o ISO, menor a sensibilidade e menor a geração de granulação, configuração perfeita para dias ensolarados.

 9 – Pontos turísticos: Toda viagem acaba tendo uma foto de uma pessoa em frente a um ponto turístico. Isso é um problema no caso de motivos grandes, como a imensa fachada de uma igreja ou uma torre. A dica nesse caso é não deixar o fotografado perto do ponto turístico, mas sim a uma distância média de você, de modo que ele pareça maior na imagem. Isso vale até para aquelas famosas fotos divertidas, com a pessoa parecendo um gigante ou tendo a torre Eiffel ma palma da mão!


10 –  Praia e Neve: Situações adversas exigem uma atenção especial com as fotografias. Você deve alterar a cena nessas situações para poder balancear a quantidade de luz que a câmera capta, que é bem grande por causa do reflexo. Se está na praia, use o modo praia e a cor do céu, por exemplo, sairá mais azul. Ainda é importante tomar cuidado com a água e o vento que trazem consigo areia e podem danificar seu equipamento. Na neve, é bom se lembrar de que a bateria pode durar menos, por isso certifique-se de sair de casa com carga suficiente para as fotos.

11 – Leia o manual: Parece pouco importante mas algo que todo mundo deveria fazer ao comprar uma câmera é ler atentamente ao seu manual. Ele dá dicas de uso específicas sobre o modelo de sua câmera e ensina o funcionamento de suas funções. Procure também por vídeos ou relatos na internet de quem já possui um modelo como o seu ou semelhante.

12 – Treino: Para tirar fotografias melhores é fundamental treinar em diferentes ambientes e usar sua imaginação. Use e abuse de novas ideias, desprenda-se de regras, tire a mesma foto de diferentes ângulos. Experimente colocar a câmera mais para cima, mais para baixo… enfim, em se tratando de fotografia não há limites. Procure um bom motivo para fotografar e bons cliques!

 

Por fim, uma dica final: por mais interessante que seja fotografar a viagem toda, deixe a câmera de lado para viver alguns momentos da viagem, conhecer as pessoas, cheiros, sabores, sons e sensações do lugar que está visitando. Muitas vezes essas impressões são gravadas em nossa mente de tal maneira que nenhuma fotografia poderia captar!

Boa viagem e boas imagens!

Autor

Camille Panzera - Camille Editora de destinos