No ar o Guia de Curitiba, a bela capital do Paraná

Monique Renne 4 · maio · 2016

Está no ar o Guia de Curitiba, a capital paranaense que encanta os viajantes. Preparamos um guia completo com tudo o que você precisa para curtir alguns dias na cidade. Veja dicas sobre onde ficar, o que fazer em Curitiba, os principais pontos turísticos, os mais belos parques e bosques, opções de compras, como circular no ônibus da Linha Turismo e, claro, como ir de trem até Morretes para saborear um delicioso barreado. Seja bem-vindo a Curitiba e não esqueça de fazer uma retrato com as grandes estrelas locais, as simpáticas capivaras do Parque Barigui, garotas propaganda de Curitiba!

guia-curitiba-001
Parque Barigui

Ao chegar a Curitiba fui alertada por vários moradores sobre a “simpatia” local. Ao contrário do que dizem por aí (e à exceção de um motorista de táxi maluco), posso garantir que só tive boas experiências na capital paranaense. Para dizer a verdade, me diverti um bocado por lá! Assim como muitos turistas que visitam Curitiba, eu pouco conhecia sobre a cidade. Na minha cabeça vinha apenas a imagem do Jardim Botânico e a fama de moderna, organizada e com um excelente transporte público. De fato, o Jardim Botânico se destaca e, apesar de sofrer um pouco com o passar do tempo, Curitiba está sim bastante à frente de outras capitais. E como os moradores se orgulham disso! Não é para menos. A capital do Paraná está entre as melhores cidades do Brasil para morar e também para turistar.

Difícil visitar Curitiba e rapidamente não perceber que o clima por lá é bastante instável. E não estamos falando do humor dos moradores, mas sim da previsão do tempo. Você nunca estará preparado o suficiente para a maluquice que é ter as quatro estações do ano em 24h. Um verso famoso na cidade diz que “Curitiba não nos poupa. De manhã tomo sorvete e à noite tomo sopa”. É a mais pura verdade. Por isso, não deixe de sair do hotel só por causa do mau tempo. Ele sempre pode virar um belo arco-íris ou mesmo um lindo pôr do sol.

curitiba
Parque Tanguá

Feitas as ressalvas sobre o clima local, é hora de curtir Curitiba. A cidade oferece mais de 30 parques e bosques belíssimos. Áreas verdes não faltam e elas são as grandes atrações locais. Por isso, cruze os dedos, peça por um dia de sol e corra para um delicioso piquenique em frente à estufa do Jardim Botânico, à beira do lago do Parque Barigui ou diante do entardecer colorido no Parque Tanguá. Vale também visitar o Bosque Alemão, o Bosque Papa João Paulo II e o Memorial Ucraniano no Parque Tinguí. A lista é grande. Mas se o tempo for curto, experimente um dos passeios mais procurados na cidade: o ônibus panorâmico de dois andares.

A maneira mais prática de percorrer Curitiba, sem se preocupar com roteiros, é a Linha Turismo. O trajeto deste ônibus foi desenvolvido especialmente para tornar a vida do turista mais fácil. E ele cumpre função! Além de vários parques, a Linha Turismo faz paradas também no Centro Histórico, no Museu Oscar Niemeyer (ou Museu do Olho, como chamam por lá), na Ópera de Arame e na Rua das Flores. São ao todo 24 paradas que englobam boa parte dos pontos turísticos de Curitiba. Excelente para quem não tem tempo a perder e vai ficar poucos dias na cidade. Quem desejar fazer tudo por conta própria também não encontrará dificuldade. O transporte em Curitiba é realmente eficiente, os táxis têm preço acessível (os trajetos são muito curtos) e a cidade é convidativa a caminhadas. Ao menos quando o tempo ajuda!

centro-historico-curitiba-007
Centro Histórico

Na cidade também é possível fazer passeios deliciosos em grupo. Ótima opção especialmente para quem gosta de conhecer gente nova e adora um tour animado. Experimentamos o tour de bike com grafites da KuritBike e demos uma bela volta visitando a arte de rua local. Também percorremos o Centro Histórico acompanhados pelo Curitiba Free Walking, onde o valor a ser pago é definido pelo turista. Há ainda opções para quem gosta de doces, como o Curitidoce e também para os fãs de comidinhas e drinks saborosos, com o Tour Comida de Boteco e o CuritiDrinks.

Se o dia estiver muito chuvoso, vale entrar na onda curitibana e se abrigada em um dos shoppings locais. Eles estão por toda a cidade e têm boas opções de lojas. Se o dinheiro estiver sobrando, vale até fazer umas comprinhas. Mas caso a carteira esteja vazia, dá pra aproveitar os bons restaurantes em ambiente fechado. Uma visita à Feira de Antiguidades no Largo da Ordem, que acontece sempre aos domingos, é bem vinda para os que gostam de garimpar, enquanto o Mercado Municipal é especialmente interessante para experimentar algumas delícias locais.

compras-curitiba

Boas opções para os dias de chuva são também os centros culturais. A arquitetura do Museu Oscar Niemeyer é um deleite para os apaixonados por fotografia. Por lá é possível até ver algumas obras de arte apreendidas na Operação Lava Jato que estão em exposição para o público, além do acervo permanente e exposições itinerantes. Vale também uma visita ao Museu Paranaense, que surpreende pelo belo acervo e montagem das peças que contam a história do estado. Outros museus disponíveis para o público, como o Museu do Holocausto, o Museu de Arte Contemporânea do Paraná e o Museu Ferroviário, especialmente dedicado aos amantes dos trens, também valem a visita.

museu-olho-curitiba-002
Museu Oscar Niemeyer

E quem gosta de viajar sobre os trilhos não pode perder de jeito nenhum a viagem de trem até a cidade de Morretes. O trajeto, operado pela Serra Verde Express, tem 3h de duração e percorre o trajeto por dentro da Serra do Mar. As paisagens são deslumbrantes e o passeio ainda rende um delicioso almoço com Barreado em Morretes. No vagão mais baratinho é possível abrir a janela e fazer lindas fotos sentindo o vento no rosto. Já o vagão luxo vai além do passeio e oferece uma experiência de primeiríssima classe para quem ama viajar de trem, porém sem janelas abertas, afinal lá tem ar condicionado.

Curitiblogando

O barreado, prato típico paranaense, pode ser degustado também em Curitiba. Não só ele. Curitiba oferece boas opções de restaurantes e pratos típicos, especialmente por ser uma cidade com grande influência de imigrantes estrangeiros como poloneses, ucranianos e alemães. Vale se jogar em um delicioso e robusto pão com bolinho, pedir uma carne de onça, experimentar tudo o que tenha pinhão e até mandar ver um costelão na madrugada. Coisa fina que só Curitiba faz por você.

E por falar em madrugada, é surpreendente como os moradores não se deixam abater pelo clima e lotam a noite curitibana. Os público descolado boa música e bares animados no bairro São Francisco, enquanto o bairro Batel oferece noitadas mais elegantes. Seja em um belo café, acompanhado de uma boa cerveja artesanal, ouvindo rock ou sertanejo, você será jovem e feliz na noite de Curitiba. Vale até amanhecer ao som dos teclados que tocam o mix de romântico brega no Gato Preto (agora com o nome chique de Restaurante e Bar Pantera Negra). Só não vale esquecer o costelão!

Quer conhecer um pouco mais sobre a capital paranaense? Acesso o Guia de Curitiba e veja tudo sobre onde ficar, quando ir, o que fazer na cidade, os melhores pontos turísticos, bons restaurantes, opções de compras e onde passar uma noite animada em Curitiba. É hora de festejar com os piás e gurias da capital paranaense.

Publicado por

Monique Renne

Editora de Destinos

  • Numismata Jaime

    Curitiba, o terror de Gilma Russéf! kkkkkk

  • VerriJr

    SALVE A REPÚBLICA DE CURITIBA!!!

  • Guilherme Souza

    Esse barreado é muito ruim!!!!

    • Atalibio Schneider

      Barreado é um prato típico do litoral do Paraná, e, realmente, não é todo mundo que gosta não.

  • Monique Renne

    Olá, Atalibio! Tudo bom? Acho que tive uma experiência diferente da sua quando fui ao Parque São Lourenço. Foi um dos meus prediletos na cidade. Acredite, estive lá sim, andei ele todinho e fiz várias fotos que você pode conferir aqui nesse link: http://guia.melhoresdestinos.com.br/parque-sao-lourenco-185-5360-l.html . De todo modo, a sua opinião é muito importante pra gente. Obrigada!

    • Atalibio Schneider

      Para seu conhecimento Monique, eu cresci aqui ao lado do Parque. estou hoje com 45 anos. Talvez você ficou deslumbrada em razão de outras referências que possa ter. No momento, a cidade está passando por uma restauração porque o atual prefeito deseja ser reeleito. Sugiro que você apareça por aqui de novo no proximo ano, após as eleições, e veja a realidade. Esse parque é sempre sujo e perigoso.
      Em qualquer condição, comparar com o Central Park ,é total exagero. Nada a ver um com o outro. Se você tivesse comparado o Central Park com o Passeio Publico, ficaria mais coerente. Seja como for, opinião, cada um tem a sua. Vivemos em um país democrático e temos direito, além de termos a própria opinião, podermos manifestá-la, livremente.

  • Monique Renne

    Olá, Atalibio! Tudo bom? Acho que tive uma experiência diferente da sua quando fui ao Parque São Lourenço. Foi um dos meus prediletos na cidade. Acredite, estive lá sim, andei ele todinho e fiz várias fotos que você pode conferir aqui nesse link: http://guia.melhoresdestinos.com.br/parque-sao-lourenco-185-5360-l.html . De todo modo, a sua opinião é muito importante pra gente. Obrigada!

  • Fabiano Da Silva Santos

    O parque São Lourenço é muito legal e bonito. Nunca vi batedor de carteira em parque nenhum. Acho que você não conhece a cidade onde mora. Sou curitibano e daqueles poucos que ainda gostam de circular a pé, de bike e de ônibus, por opção. Também conheço o Central Park, entre outros pelo mundo. Posso afirmar que qualquer parque bem arborizado e bem cuidado tem seu valor, independente de onde estiver.

  • Cibele Oliveira

    Amei Curitiba! Moraria la fácil, pretendo voltar logo.

  • O São Lourenço foi praticamente quintal de minha casa, cresci brincando no parque e hoje em dia aos finais de semana frequento para a prática de atividades físicas. É um dos meu preferidos da cidade e ao longo dos anos sempre passou por reformas e melhorias, então a percepção de bom ou ruim é um pouco relativa, de qualquer forma não tira a beleza do parque.

  • Guia lindão da cidade, cheio de informações e dicas. Parabéns pelo trabalho.