No ar o Guia de Curitiba, a bela capital do Paraná

Monique Renne 4 · maio · 2016

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Está no ar o Guia de Curitiba, a capital paranaense que encanta os viajantes. Preparamos um guia completo com tudo o que você precisa para curtir alguns dias na cidade. Veja dicas sobre onde ficar, o que fazer em Curitiba, os principais pontos turísticos, os mais belos parques e bosques, opções de compras, como circular no ônibus da Linha Turismo e, claro, como ir de trem até Morretes para saborear um delicioso barreado. Seja bem-vindo a Curitiba e não esqueça de fazer uma retrato com as grandes estrelas locais, as simpáticas capivaras do Parque Barigui, garotas propaganda de Curitiba!

guia-curitiba-001
Parque Barigui

Ao chegar a Curitiba fui alertada por vários moradores sobre a “simpatia” local. Ao contrário do que dizem por aí (e à exceção de um motorista de táxi maluco), posso garantir que só tive boas experiências na capital paranaense. Para dizer a verdade, me diverti um bocado por lá! Assim como muitos turistas que visitam Curitiba, eu pouco conhecia sobre a cidade. Na minha cabeça vinha apenas a imagem do Jardim Botânico e a fama de moderna, organizada e com um excelente transporte público. De fato, o Jardim Botânico se destaca e, apesar de sofrer um pouco com o passar do tempo, Curitiba está sim bastante à frente de outras capitais. E como os moradores se orgulham disso! Não é para menos. A capital do Paraná está entre as melhores cidades do Brasil para morar e também para turistar.

Difícil visitar Curitiba e rapidamente não perceber que o clima por lá é bastante instável. E não estamos falando do humor dos moradores, mas sim da previsão do tempo. Você nunca estará preparado o suficiente para a maluquice que é ter as quatro estações do ano em 24h. Um verso famoso na cidade diz que “Curitiba não nos poupa. De manhã tomo sorvete e à noite tomo sopa”. É a mais pura verdade. Por isso, não deixe de sair do hotel só por causa do mau tempo. Ele sempre pode virar um belo arco-íris ou mesmo um lindo pôr do sol.

curitiba
Parque Tanguá

Feitas as ressalvas sobre o clima local, é hora de curtir Curitiba. A cidade oferece mais de 30 parques e bosques belíssimos. Áreas verdes não faltam e elas são as grandes atrações locais. Por isso, cruze os dedos, peça por um dia de sol e corra para um delicioso piquenique em frente à estufa do Jardim Botânico, à beira do lago do Parque Barigui ou diante do entardecer colorido no Parque Tanguá. Vale também visitar o Bosque Alemão, o Bosque Papa João Paulo II e o Memorial Ucraniano no Parque Tinguí. A lista é grande. Mas se o tempo for curto, experimente um dos passeios mais procurados na cidade: o ônibus panorâmico de dois andares.

A maneira mais prática de percorrer Curitiba, sem se preocupar com roteiros, é a Linha Turismo. O trajeto deste ônibus foi desenvolvido especialmente para tornar a vida do turista mais fácil. E ele cumpre função! Além de vários parques, a Linha Turismo faz paradas também no Centro Histórico, no Museu Oscar Niemeyer (ou Museu do Olho, como chamam por lá), na Ópera de Arame e na Rua das Flores. São ao todo 24 paradas que englobam boa parte dos pontos turísticos de Curitiba. Excelente para quem não tem tempo a perder e vai ficar poucos dias na cidade. Quem desejar fazer tudo por conta própria também não encontrará dificuldade. O transporte em Curitiba é realmente eficiente, os táxis têm preço acessível (os trajetos são muito curtos) e a cidade é convidativa a caminhadas. Ao menos quando o tempo ajuda!

centro-historico-curitiba-007
Centro Histórico

Na cidade também é possível fazer passeios deliciosos em grupo. Ótima opção especialmente para quem gosta de conhecer gente nova e adora um tour animado. Experimentamos o tour de bike com grafites da KuritBike e demos uma bela volta visitando a arte de rua local. Também percorremos o Centro Histórico acompanhados pelo Curitiba Free Walking, onde o valor a ser pago é definido pelo turista. Há ainda opções para quem gosta de doces, como o Curitidoce e também para os fãs de comidinhas e drinks saborosos, com o Tour Comida de Boteco e o CuritiDrinks.

Se o dia estiver muito chuvoso, vale entrar na onda curitibana e se abrigada em um dos shoppings locais. Eles estão por toda a cidade e têm boas opções de lojas. Se o dinheiro estiver sobrando, vale até fazer umas comprinhas. Mas caso a carteira esteja vazia, dá pra aproveitar os bons restaurantes em ambiente fechado. Uma visita à Feira de Antiguidades no Largo da Ordem, que acontece sempre aos domingos, é bem vinda para os que gostam de garimpar, enquanto o Mercado Municipal é especialmente interessante para experimentar algumas delícias locais.

compras-curitiba

Boas opções para os dias de chuva são também os centros culturais. A arquitetura do Museu Oscar Niemeyer é um deleite para os apaixonados por fotografia. Por lá é possível até ver algumas obras de arte apreendidas na Operação Lava Jato que estão em exposição para o público, além do acervo permanente e exposições itinerantes. Vale também uma visita ao Museu Paranaense, que surpreende pelo belo acervo e montagem das peças que contam a história do estado. Outros museus disponíveis para o público, como o Museu do Holocausto, o Museu de Arte Contemporânea do Paraná e o Museu Ferroviário, especialmente dedicado aos amantes dos trens, também valem a visita.

museu-olho-curitiba-002
Museu Oscar Niemeyer

E quem gosta de viajar sobre os trilhos não pode perder de jeito nenhum a viagem de trem até a cidade de Morretes. O trajeto, operado pela Serra Verde Express, tem 3h de duração e percorre o trajeto por dentro da Serra do Mar. As paisagens são deslumbrantes e o passeio ainda rende um delicioso almoço com Barreado em Morretes. No vagão mais baratinho é possível abrir a janela e fazer lindas fotos sentindo o vento no rosto. Já o vagão luxo vai além do passeio e oferece uma experiência de primeiríssima classe para quem ama viajar de trem, porém sem janelas abertas, afinal lá tem ar condicionado.

Curitiblogando

O barreado, prato típico paranaense, pode ser degustado também em Curitiba. Não só ele. Curitiba oferece boas opções de restaurantes e pratos típicos, especialmente por ser uma cidade com grande influência de imigrantes estrangeiros como poloneses, ucranianos e alemães. Vale se jogar em um delicioso e robusto pão com bolinho, pedir uma carne de onça, experimentar tudo o que tenha pinhão e até mandar ver um costelão na madrugada. Coisa fina que só Curitiba faz por você.

E por falar em madrugada, é surpreendente como os moradores não se deixam abater pelo clima e lotam a noite curitibana. Os público descolado boa música e bares animados no bairro São Francisco, enquanto o bairro Batel oferece noitadas mais elegantes. Seja em um belo café, acompanhado de uma boa cerveja artesanal, ouvindo rock ou sertanejo, você será jovem e feliz na noite de Curitiba. Vale até amanhecer ao som dos teclados que tocam o mix de romântico brega no Gato Preto (agora com o nome chique de Restaurante e Bar Pantera Negra). Só não vale esquecer o costelão!

Quer conhecer um pouco mais sobre a capital paranaense? Acesso o Guia de Curitiba e veja tudo sobre onde ficar, quando ir, o que fazer na cidade, os melhores pontos turísticos, bons restaurantes, opções de compras e onde passar uma noite animada em Curitiba. É hora de festejar com os piás e gurias da capital paranaense.

Autor

Monique Renne - Editora de Destinos