Com prejuízo de R$ 710 milhões em 2011, GOL anuncia medidas para reverter a situação

Denis Carvalho 27 · março · 2012

As coisas não andam nada fáceis para a GOL. Hoje a companhia anunciou prejuízo líquido de R$ 710,4 milhões no acumulado do ano passado, quando comparado ao lucro de R$ 214,2 milhões registrado em 2010 – um dos piores resultados de sua história. Segundo a empresa, o resultado negativo se deve a fatores externos, como a desvalorização de quase 13% do real frente ao dólar e o aumento de 23,2% no custo do querosene de aviação. Além disso, a companhia apontou despesas pontuais, como a devolução de aeronaves B767, multas com rescisão de contratos com fornecedores e mesmo a compra da concorrente Webjet, entre outras.

No quarto trimestre de 2011 a companhia aérea apresentou lucro líquido de R$ 54,3 milhões, queda de 59% em relação aos R$ 132,2 milhões dos três últimos meses do ano. Os resultados do último trimestre do ano já incluem a aquisição do capital da Webjet, adquirida em 3 de outubro. A aprovação ainda está sujeita a análise do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Para sair do vermelho, a companhia adotou medidas duras e até polêmicas. A primeira delas foi o plano voluntário de licenças não remuneradas de pilotos e funcionários, que seria uma forma de evitar demissões. Aliado a ele, a GOL fará um corte de 80 a 100 voos diários de sua malha e na da Webjet, o que corresponde a cerca de 8% do total dos voos. Uma terceira medida é a redução do número de comissários de bordo em cada voo, de quatro para três.

“Você pode perceber no quarto trimestre pressão nos custos de combustível, tarifas aeroportuárias, variação cambial… e no momento em que passou a existir essa pressão, principalmente sobre os custos variáveis, nós nos vimos obrigados a revisar a malha… e nessa revisão nós enxergamos a necessidade de reduzir em torno de 80 a 100 voos diários”, afirmou a jornalistas o presidente da GOL, Constantino Oliveira,  em teleconferência nesta terça-feira.

“E todo esse movimento que tem sido feito em relação a licença não-remunerada, demissão voluntária, vem no sentido de adequar a essa nova realidade da companhia”, prosseguiu Oliveira, afirmando que não é possível divulgar números porque o processo ainda está em andamento.

A empresa diz que parou de vender assentos para os voos a serem interrompidos “há alguns meses”. Segundo Constantino, nenhum destino deixará de ser atendido. Serão cortados frequências e horários de menor demanda, sobretudo voos noturnos.

Constantino também lembrou das medidas desenvolvidas para implementar a rentabilidade. “Em 2011, tomamos medidas para mitigar a pressão do aumento de custos de combustível e tarifas aeroportuárias e de navegação. Exemplo disso foi a devolução de 5 Boeings 767, sendo que 2 deles foram devolvidos no fim do ano, como parte do acordo com a Delta. Esse movimento reforça nosso DNA de empresa de baixo custo e de frota padronizada e com a utilização otimizada dessa frota”, comentou, praticamente enterrando os boatos de que a empresa estaria interessada em encomendar Boeings 787 para sua nova rota a Miami.

Apesar de alguns jornais já tratarem do assunto como uma crise econômica na GOL, é preciso entender que estes movimentos são naturais no mundo da aviação. Com a concorrência em alta, a empresa não pode simplesmente repassar os aumentos de custos para o preço final, como fazem comodamente as companhias de ônibus, protegidas por leis arcaicas que garantem seu oligopólio. Isso obriga as companhias aéreas a tornarem suas operações enxutas e rentáveis ao máximo.

O mercado reagiu bem às medidas da GOL, tanto que apesar das más notícias suas ações seguiram em alta na Bolsa de Valores. Constantino também se mostra otimista, especialmente por conta do espaço conquistado pela empresa com a compra da Webjet, com o acordo com a Delta e com a nova linha a Miami.

Não custa lembrar que tanto a GOL quanto a TAM já deram prejuízos em vários trimestres. Porém a situação dessas empresas é bem diferente do que já vimos no passado com Varig, Vasp, Transbrasil e outras.

Pelo bem da aviação nacional, torcemos para que as medidas alcancem os resultados previstos e a GOL supere com tranquilidade essa turbulência, especialmente sem cortes de destinos e demissões. Nós estaremos aqui divulgando os bons preços e ajudando melhorar a ocupação dos voos.

Com informações da GOL, Folha de S. Paulo e Exame

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Vitor

    é… voo 90% das vezes em que pago ($$$) pela GOL… sempre tem preços melhores do que na TAM, onde uso mais quando viajo por milhas..

    espero que se recupere e continue com as promos!!

  • E ainda compraram a Webjet, estariam comprando a Passaredo? É, tem coisa estranha no ar… Literalmente!

    Fato é que os controladores da Gol não contam com a minha confiança, jamais compraria ações desta cia. Vale lembrar que, apesar do capital aberto, a empresa é administrada por uma família que junto com os Canhedo, da VASP, comanda o péssimo serviço de transporte público de Brasília.

    • rodrigoclt

      Eu jamais compraria ação de qualquer empresa aérea, pra mim todas são tem grande potencial a quebrar. Mas acho que tem uma falha aí, pelo que entendi da notícia, a Gol teria colocado a compra da Webjet como despesa, isso eu considero como investimento, não dá pra entrar com o mesmo peso dos custos.

    • LB

      Bruno,

      Bastante oportuna sua colocação. Morei em BSB e sei bem quão ardiloso é o Canhedo que, por sinal, é presidente do sindicado das empresas de transporte público de BSB.

  • Yuri

    Não gostaria nem de pensar na falência da Gol =X

  • marcelo b.

    oh dó!!!

    ñ tiveram nenhuma dó d m descontar 180 paus por ter chegado 5 min depois do checkin ter fechado, c/ a EDITADO da aeronave ainda em solo!!!

  • barbara s.

    espero que a gol se recupere, claro. mas acho o serviço péssimo, a tam da de 10 a 0, se tivesse tam para o trecho que faço com mais frequencia, preferiria pagar mais a voar gol.

  • Lucas

    A Gol é privilegiada pelo governo, sempre conseguindo boas coisinhas com seus parceirinhos de trama. E mesmo assim é esta péssima companhia que não tem comprometimento nenhum com o cliente e seu serviço é péssimo. Se eu voo de Gol, com ser é pelo preço e pela distancia não compensar pagar mais caro por uma passagem, porque a TAM da show em cima dela. Já vi inventarem historinha pra não servir lanche, coisa que em uma viagem de 01 hora pra mim não faço questão nenhuma, e é uma coisa tão baratinha para alegrar tanta gente. O engraçado são as desculpas, tempo claro e aberto e daí dizem: "não serviremos o nosso serviço de bordo por motivos de turbulência" kkkkk isso é ser cara de pau demais.

  • Tiago – MG

    pois é. a sanha de sempre da aviação. como disse uma vez o dono da Virgin, "quer se tornar um milionário rapidamente? seja um bilionário e compre uma cia. aerea."

  • Matheus

    As companhias aéreas deveriam receber incentivos fiscais. Com essa carga tributária brasileira fica difícil manter uma empresa (não só companhias aéreas) de pé, estando elas agindo dentro da lei. Gerariam mais empregos, mais renda e, consequentemente, mais gastos e arrecadações de impostos, além de diminuir a miséria. E enquanto isso os políticos enxendo seus bolsos…

  • Saulo Benigno

    É isso aí GOL invista dinheiro em serviços tipo "GOL NO AR" eu não serve pra nada…

    Boa…

  • FÁBIO J&Uacut

    Como dito na matéria, essa medida e normal com empresas aéreas independente da grandeza. A American Airlines, a Air France, British Airlines, a Delta entre outras também já adotaram medidas para se manter cortandos gastos perante a Economia. E todas estão conduzindo bem, tem que saber controlar os gastos desnecessários para evitar uma crise que isso me parece que não é o que está acontecendo com a Gol. Deve sim retirar vôos em horários em que tem menos demanda (não tem lógica sair de Natal para São Paulo com 10 passageiros). horários na madrugada operar para localidades que concentram maior número e demanda de passageiros ex: Capitais e Grandes cidades. Todas grandes empresas de diferentes seguimentos fazem isso para garantirem e permanecerem no seu posto. Parabéns para a Gol por tomar essa iniciativa. De modo que não possa preojudicar nenhum dos seus clientes.

  • Cid

    3 comissários? Daqui a pouco nem o amendoim estarão servindo mais.

    Ainda bem que sempre deixo somente 20 mil milhas no Smiles. Vai que…

  • Luciano Melo

    ja tinha lido esta reportagem e fico triste pois ultimamente a GOL tem feito muitas promoções com passagens super baratas, principalmente nao tendo mais a lowcost WEBJET que era campea em preços baixos, mas torço para que a empresa supere todas as dividas e que possa continuar baixando mais os preços das passagens forçando a TAM tambem a baixar os preços tambem

  • Ludmila

    Não entendo muito de aviação, mas inúmeras vezes eu já viajei e o avião estava quase vazio; acho que eles deviam abaixar os preços para que assim lote o avião e eles não tenham tanto prejuízo, sem contar que eles poderiam agradar mais os clientes, em lanchinhos por exemplo e/ou tempo de espera, desse modo eles conquistariam a fidelidade gol.

  • Danieli

    E o "corte" de promoção já começou….

    Conforme o MD anunciou bom preço pra viajar FIM DE ANO, eu estava finalizando uma passagem pra toda família (9 passagens) SP/Floripa por $207 ontem e HOJE já está $296.

    Desisti, vou esperar uma outra promoção. Alguma dica??

    Danieli

  • Kleiton

    Gente, gostamos muito de tarifas baixas, eu sei. Mas, infelizmente, com os custos de se manter uma operações de transporte aéreo no Brasil, é inviável manter as tarifas que a Gol vem praticando. A conta não fecha. Não paga sequer o combustível. E o resultado é esse.

    Por esse motivo, por exemplo, a Azul aumentou drasticamente suas tarifas. Ela veio com a promessa de ser low cost, mas o Sr. Neeleman percebeu que no Brasil não dá. Ou ele sobe pra ganhar dinheiro e manter a empresa, ou quebra.

    • LB

      Kleiton,

      E onde estão seus números? Vejo você argumentando mas sem qualquer embasamento matemático.

      Discordo totalmente que as tarifas no Brasil não poderiam ser menores. Poderiam sim! Basta operar de forma realmente 'enxuta' e buscar formas de ter uma elevada taxa média de ocupação.

      Agora, se a empresa cresce rápido, sem controle, e ainda sai adquirindo outras… dá no que dá. Este problema ocorre com empresas de diversos ramos. Veja o que aconteceu com a Gafisa depois de ter adquirido a Tenda…

    • Thiago Castro

      Tb acho que o problema é de Gestão. Falta transparência e controle.

      As tarifas podem ser baixas sim, mas a GOL deve investir no público corporativo, que viaja em cima da hora pagando bem mais caro!!

      Nós, reles mortais que só querem preços baixos, aguentamos numa boa, mas é difícil esse público (corporativo) pagar caro e viajar num avião ruim, apertado e comendo amendoim. Já que vai pagar caro, melhor ir de Avianca ou Azul, e onde não for possível, de TAM.

  • Marcela

    Quem está sempre atento aos preços de passagens deve ter notado que os preços da Gol vem aumentando e as promoções desaparecendo. Principalmente depois da compra da Webjet, que era uma "concorrente direta", a Gol parece ter se sentido no direito de aumentar os preços como se seus serviços fossem "premium". É claro que existe diferença no serviço. Webjet é lowcost. Gol é básica. E enquanto quiserem vender básico por preço de premium, a ocupação vai ser reduzida e os prejuizos virão! Para mim não é mera coincidência que a volta dos preços razoáveis ocorra exatamente agora que os prejuizos foram anunciados… a solução é simples: mantenham preço justo, proporcional à qualidade do serviço e garantam boas taxas de ocupação em seus voos e lucro no volume e fidelização.

  • Alexandre

    Deveriam oferecer um valor diferenciado nos horarios de menor frequência, agora diminuir voos fica complicado porque a ocupação dos outros horarios tende a aumentar e o preço também.Se a GOL não tivesse comprado a WEBJET não teria esse problema, o que seria bom para nos em termos de frequencia de voos e preço.

    • Thiago Castro

      "agora diminuir voos fica complicado porque a ocupação dos outros horarios tende a aumentar e o preço também"

      Se vc fosse gestor da empresa, vc faria esse comentário?? Rs.. 🙂

  • Romeu

    Lamentável o comentário do "Melhores Destinos" dizendo que a concorrência está em alta. Não existe concorrência de verdade, as duas únicas donas do mercado de aviação, Gol e TAM podem prestar um péssimo e caro serviço justamente por não haver concorrência. E se existem leis arcaicas que protegem as empresas de ônibus, existe uma lei arcaica que protege as empresas de aviação nacional da concorrência estrangeira. Uma empresa estrangeira só pode levar passageiros para fora do país, nem mesmo se a empresa fizer uma escala dentro do Brasil ela pode vender passagens.

    Isso deixa tudo muito cômodo para estas empresas, que cancelam vôos a vontade quando o avião não está lotado o suficiente, não dão assistência ao passageiro quando tudo atrasa, pioram o programa de fidelidade a ponto de não valer mais a pena utilizá-lo. Veja o que a TAM fez com o programa fidelidade dela, é impossível conseguir passagens para a Europa por 30 mil pontos ou para os Estados Unidos com 20 mil pontos. Isso é agir de má fé, ela diz que para ir à Europa bastam 30 mil pontos, mas não disponibiliza assentos com essa quantidade de pontos. Os meus pontos de cartão não vão de maneira alguma para qualquer destas empresas.

    Isso tudo mostra que não há concorrência. Se houvesse a Gol e a TAM não poderiam fazer o que fazem.

    O dia que tivermos concorrência de uma empresa classificada como ruim ela dominará o mercado.

    Na Europa você viaja em companhias de baixo custo pagando muito menos por Km voado e com um serviço muito melhor e mais pontual. E mesmo em companhias tradicionais como a TAP o custo do Km voado ainda é mais baixo do que o da TAM e da Gol. Em 2010 eu viajei ida e volta entre Lisboa e Bruxelas pelo equivalente a R$ 220,00. Isso equivale a distância entre Porto Alegre e Belo Horizonte, e você só acha esse preço em algumas promoções e com muita dificuldade. Em 2011 eu voei novamente pela TAP pagando o equivalente a R$ 90,00 entre Porto e Milão, somente ida, 2200 Km. Veja que qualquer promoção no Brasil onde poderíamos ter preços assim não permite que você viaje somente ida.

    • Thiago Castro

      Concordo que deveriam abrir os céus brasileiros para empresas estrangeiras.

  • Sergio

    Então como explicar que o valor da tarifa aérea média caiu 33% nos últimos 10 anos enquanto a inflação foi maior que 50% no mesmo período.

  • Armando

    Acho que o modelo de negócio da GOL não tem mais espaço no mercado e ela tende a ser engolida. Acho que a GOL é a única empresa LOW COAST de aviação do mundo que pratica tarifas de empresa de primeira linha. Assim, a GOL tem o pior dos dois modelos: péssimos serviços e preço alto.

    A diferença de preço entre a TAM e GOL é irrisória na maioria das vezes, fato que torna a escolha pela TAM quase que obrigatória, em função do serviço pouco melhor. Sinceramente, só viajo de GOL quando realmente não disponho de nenhuma outra opção…

  • Feliciano Martins

    A briga tá feia! Mas o mais importante é que a Gol não quebre.

    Valeu MD por estarem atentos e nos alertarem!

    Queremos saber de tudo relacionado a esse assunto, por favor!!

  • LB

    Sérgio,

    Simples! Eficiência administrativa.

    Quer que detalhe mais ?

  • Marcos Reis

    Esse é o Brasil do desenvolvimento do PT. Cortar empregos "dando" férias não remuneradas é um ótimo sinal de que tudo vai bem no país do CRESCIMENTO. Lamentável principalmente para nós aeronautas que precisamos do emprego para pagar as contas. Vale esperar as cenas dos proximos capítulos.

    • Lauro

      Como tem gente que faz comentários ridículos.

      Se uma empresa privada faz cagada em cima de cagada e acaba se complicando, justamente o caso da GOL, a culpa é do PT. Estou longe de ser PTista ou estar aqui defendendo o PT, mas chega a ser hilário esse tipo de comentário que coloca a culpa de TUDO no governo.

      E a GOL se não se espertar, vai ter o mesmo fim que a Varig a longo/médio prazo. No último ano foi uma burrada atrás da outra: compra da WebJet, pioras seguidas nos serviços, pioras no SMILES, e agora fechamento das salas SMILES de CWB e POA, com confirmação de fechamento de todas as salas ainda esse semestre.

      só tenho um sentimento: TRISTEZA!

    • Zena

      Também não sou petista, mas seu argumento é muito irrelevante. Que pena.

  • katia

    Muito bom o comentario Mateus. Inteligente e realissimo. Nao há concorrencia. Existe sim o duopolio Tam-Gol. Azul nao conta. Quando tenta nascer uma concorrencia a Anac/Cade autorizam as compras/associaçoes. E tudo volta a ser como dantes no quartel de abrantes.

  • katia

    Desculpe, troquei seu nome… Romeu

  • Guilherme Ortale

    É verdade. diferença pequena mesmo, exceto nas passagens mais caras ou de última hora que a GOL ainda leva vantagem cobrando bem menos que a TAM que não tem limite pra isso, onde uma passagem num trecho de 1.000 km pode custar de R$67,00 a R$ 1.021,00. Porém na média, a Gol tem um preço similar a Tam com um serviço fraquérrimo. Esse gol no Ar, por exemplo, é uma piada de mal gosto, além de nunca ser atualizado.

    A empresa está sendo mal administrada. Pra mim essa jogada de ir aos EUA com 737 é mais uma coisa que a Gol vai fazer lambança, mas ainda a ser constatado num futuro próximo.

    E por fim, essa diminuição nos vôos já era prevista desde a compra da Webjet, então boa parte vai ser feita com a retirada da sobreposição do vôos.

    A gol não vai falir, longe disso, ainda mais com copa e olimpíadas vindo ai, mas tem que mudar urgente sua estratégia de mercado.

  • Igor – Poa

    Realmente não consigo entender.O preço do combustível e variação do dólar até vai.Mas por exemplo, pesquisei Porto Alegre – Maceió R$ 900,00 e Porto Alegre – Roma R$ 1400,00 considerando Roma ser na Europa, esta cia que voa para Europa também não teria prejuízos?

    A minha dúvida é sobre no que é baseado o preço de uma passagem nacional da GOL e uma internacional com mesmo preço.E porque a cia internacional não tem este prejuízo.

  • leo

    “Ludmila“ Concordo com vc!!!!

  • Robismar

    Isso já foi assim… um dia!

    A TAM está piorando seus serviços dia após dia. Sabiam que a TAM não faz mais o pool de bagagens? Resumindo: um casal viajando onde o marido tem 30kg e a mulher 10kg (bagagens despachadas). Até o ano passado a TAM somava (R$ 40kg) via que não passava da soma que o casal teria direito (46kg) e tudo ficava bem. Agora o marido tem 7kg de excesso cobrado. (aconteceu comigo e o pior, num voo de volta – na ida fizeram, na volta, ja em 2012, não fizeram).

    Nesse mesmo vôo a tão elogiada TAM, serviu os passageiros em um voo de 3h de duração no período do almoço (11:30h as 14:30h) um salgadinho de péssima qualidade. Todos ficaram revoltados à bordo, sem ter sequer a opção de comprar algo. Ficamos com fome!

    Acredito que isso seja reflexo da fusão com a LAN, devem estar nivelando por baixo.

    Pelo menos a GOL dá a opção de comprar algo melhor à bordo. Como esperávamos um lanche decente na TAM, nem nos preparamos.

    Mandei um email pra presidência da TAM que informou se tratar de novas diretrizes da empresa.

  • Alexandre

    Disse “agora diminuir voos fica complicado porque a ocupação dos outros horarios tende a aumentar e o preço também” porque é o que a GOL vai fazer.Sorte a sua que não voa de GOL!

  • Bruna

    A gol não é mais uma companhia de baixo custo!!! Tenho encontrado melhores preços nas demais…

  • Flavio Azevedo

    é um verdadeiro descalabro. como uma empresa que possui uma parcela significante do mercado, consegue ficar no vermelho? imagina a situação da azul, trip e outras que sofrem para derrubar o lobby de gol e tam junto aos orgaos governamentais

  • Tempo claro e aberto não significa que não haverá turbulência meu amigo.

  • Hendrik Nanni

    Espero que a Gol não corte despesas com manutenção, segurança e cuidados com os aviões. ai vc já viu no que dá né?

    Cagando de medo aqui, rs. Tenho vôo marcado para aruba no dia 28/04

  • Zena

    Denis / Leo,

    Notei algumas alterações nos voos, tive um trecho IGU-BSB alterado e não foi muito respeitado horários mesmo eles tentando melhorar a conexão. Entramos em contato com a Gol e imediatamente alteraram para um horário melhor, até no dia anterior pois os horários não atenderiam nossos compromissos. Foi tranquilo, mas compartilho a impressão da Ludmila e ainda questiono se em casos de voos sempre lotados, como por exemplo BSB-CWB-IGU, GRU ou GIG para IGU, ainda assim existem poucos voos e tarifas muito altas… É uma lástima para o turismo brasileiro, sem contar que Foz do Iguaçu é também rota para grandes eventos internacionais e nacionais.

  • Vivian

    Já comecei a sentir os efeitos nos cortes dos voos, visto que os 2 voos diretos que tinha na semana que vem, já foram cancelados! Recebi um e-mail da Gol, informando novos horários e assentos (perdi a minha tão adorada janelinha, escolhida com tanto carinho), e sem falar q na volta o voo faz escala… não curti!

  • romulo

    não precisava nem anunciar a crise… todos perceberam isso quando começaram repentinamente a cobrar pelo serviço de bordo. Absurdo.

  • Renato Barreto

    a gol pra mim mesmo não dando conforto é a melhor e mais segura comp. do brasil e com melhores preços ela acabando a tam vai reinar … com passagens do preço que elas querem

  • Leonardo

    Ninguém tira da minha cabeça que foram decisões erradas tomadas pela GOL, começando pela compra da Varig, e, mais recentemente, a Webjet.

    O mercado de aviação cresceu muito acima da média mundial, em alguns anos, foram crescimentos de dois dígitos.

    A Gol pelo menos nunca mudou o discurso desde a sua criação, sempre se esforçou em ser baixo custo, reconheço, e espero sinceramente que se recupere logo =D

    É ruim voar apertado, não ter serviço de bordo, ter seus atrasos… mas, no bolo de todas, é a mais coerente.

    Nem mesmo meu voo GRU/IOS ter sido cancelado ontem e terem remarcado para o dia seguinte ¬¬

    Força Gol o/

  • Nilton

    O Cid fui pro Recife na sexta passada e nem água foi servida, nem na ída nem volta. Tudo era vendido e com preços absurdos, acho q a Gol já era. E detalhe, já com 3 comissários.

  • jussara

    Concordo.

  • Leonardo

    Eu não acho correto jogar a culpa toda nas empresas ou no órgão que administra o setor.

    É sabido que uma empresa precisa de lucro, e que quanto maior a escala, menor ela pode colocar o preço do seu serviço.

    Na Europa, há muito mais pessoas se deslocando, ou seja, elas podem praticar preços menores. Por outro lado, as tarifas e impostos são menores, os governos de lá não são tão gananciosos quanto o daqui.

    A eficiência do setor aéreo europeu é de longe melhor que a brasileira.

    Somando isso tudo, as empresas lá conseguem praticar preços melhores, mas, por outro lado, elas também não estão tão bem assim, várias estão com dívidas enormes, algumas faliram, outras se fundiram, outras tiveram ajudas governamentais.

    E discordo que não há concorrência, o fato de existirem 2 grandes empresas e outras menores, não tira o fato de que as duas brigam entre si.

    E toda vez que uma tenta lançar alguma novidade, o mercado brasileiro não reage e absorve a ideia.

    Há muito mais coisas por trás que simplesmente o preço alto das passagens, esse preço alto é reflexo da nossa realidade.

    E abrir o céu para empresas estrangeiras acabaria com as nacionais, pois elas têm acesso a crédito, paga menos impostos, compram cobustíveis mais baratos, NÃO oferecem as mesmas proteções que a legislação brasileira oferece, ou seja, o custo delas é menor.

    O setor precisa de uma reforma, de um choque de eficiência, e, consequentemente, as empresas repassam isso para as tarifas, pois Gol/Tam querem crescer, elas não têm acordo para terem 50% cada do mercado.

  • Luciano Cobrinha

    E em São Paulo tbém.temos os Constantinos no transporte público.Péssimo por sinal.

  • EDUARDO

    Comentário brilhante Romeu !

    Como a Gol declara que teve um prejuizo de 700 milhões e compra a WebJet por 260 milhões,só pra eliminar a sua concorrente e manter preços altos ,só faz promoção em baixa temporada para manter aeronaves lotadas ,sem dizer que tiraram o serviço de bordo para diminir custos e as poltronas que outora eram espaçosas ficam cada vez mais apertadas

    TA NA HORA DE ACABAR A RESERVA DE MERCADO !!

  • Alexandre

    Não entendo como que, uma empresa criada para fazer voos de baixo custo, nas atuais circunstâncias possa ter tanto prejuízo. Problemas de gestão?

  • Thiago Castro

    Eu vôo de Gol sim. Só estava achando interessante sua colocação, pois o que a Gol precisa no momento é exatamente fazer o preço subir. Não que eu concorde com isso, mas é o óbvio não é?

  • Thiago Castro

    Tb não entendo pq tudo é culpa do PT hoje em dia. E olha q eu não sou partidário de partido algum, mas acho incrível esses comentários.

  • Vilberto

    Uma pergunta que faço aos participantes desse site: onde fica a responsabilidade da ANAC nisso, que tudo vê passivamente, e nada faz?!

    Deixar de servir uma mísera água em vôo não impacta nada em termod de redução de custos, mormente se considerarmos os custos de catering envolvidos no embarque de outros alimentos que serão disponibilizados para venda, e que muitas vezes não são vendidos como esperado (prejuízo). Acho que esse negócio de disponibilizar alimentos à bordo somente mediante venda um tiro no próprio pé. Só desfideliza!

  • Beniceia

    Ainda serve amendoim? fui e voltei de maceió,com conexão em salvador,tinha um biscoitinho horrível.Más quer saber valeu as promoções das passagens,me programei e curti.Tomara que fique tudo bem com a gol.

  • Patricio

    Pessoal, so para contribuir em um pouco de conhecimento: num aviao cheio do tipo usado pela TAM e GOL, se calcula aproximadamente 3 litros de combustivel por passageiro por 100km.

    Isso significa que um voo Brasilia – Sao Paulo de 1000km gastaria 30 litros por passageiro. Nos precos atuais (obviamente nao identicos aos dos carros) daria um custo combustivel de aprox 90R por trecho. Entao se voce pagar uma ida e volta por menos de 200R voce ta se dando bem.

    Um dos avioes que passa por baixo dos 3L/100km e o novo A380 e o Dreamliner.

    Outra coisa interessante: viajei de Pluna, esta com precos bons ida e volta a Buenos Aires com escala em Montevideo. No total da uns 3000KM, e sai a ida/volta na faixa dos 400u$. Isso daria uns 180L / passageiro na ida e volta, ou seja uns 500R de custo combustivel.

    Alguem tem o custo medio de um voo TAM / GOL ou seja o monto pago na media dos passageiros ? Seria interessante comparar !

    Abs

  • E triste.. p Brasil, Copa de Mundo aqui no Brasil,com essa bagunça entre as empresas,aeroporto e Governo.

  • Mario

    Quanto comentário de gente hipocrita! Brasileiro eh assim mesmo! Quer viajar de avião, bebendo champanhe e pagando barato! Vai na loja da esquina onde eh bem atendido, acha tudo absurdo de caro, chora desconto até morrer e ainda sai dizendo que nao volta! Mas vai a feira de contrabando e implora pra ser atendido e sai feliz e satisfeito! Ou então compra passagem pra Miami em 24 meses e só vai em Outlet… Lamentável! E o argumento é sempre o mesmo: altos impostos, carga tributária, roubalheira! Enquanto o cidadão não prestigiar uma marca nacional, nosso mercado só vai encolher! Comprando lixo com defeito de fora! Nosso país agrário nao tem espaço para tanto "doutor"! Procure um pintor com ensino fundamental hoje e veja se ele te cobra menos de 500 reais por serviço de um dia! Agora procure um professor e veja quantos dias ele tem q trabalhar para ganhar os mesmos 500. Muito conceito invertido! Muita falta de valor no que realnente importa!

  • Bem, em meio a tantos analistas financeiros, resta saber quem se deu ao trabalho de ler o release de resultados do 4T11 da GOL… Se alguém quiser, está aqui: http://www.mzweb.com.br/gol2009/web/arquivos/Rele

    Desde quando uma empresa que tem R$ 2,3 bilhões em caixa está em "crise"? Antes de sair falando uma demasia dessas é preciso entender as opções estratégicas que a GOL fez, que visaram justamente garantir liquidez à companhia.

    Atualmente estimo nem a TAM tem a saúde financeira da GOL. Resultados trimestrais ou anuais são comparados imediatamente com o trimestre ou exercício anterior, não com o contexto geral da empresa.

    Evidente que é desejável que uma empresa sempre apresente lucro contínuo e crescente, mas o fato de apresentar prejuízo em um trimestre ou exercício não significa que a mesma está indo à bancarrota: tem que existir todo um conjunto de variáveis e dados absolutos para ser possível afirmar que a empresa está em "crise", situação que não é nem de longe o caso da GOL Linhas Aéreas.

    A GOL comprou a Webjet por cerca de R$ 300 milhões, sendo que R$ 214,7 milhões eram dívidas da companhia. Esses R$ 214,7 milhões foram renegociados e a GOL já está pagando esse montante. Neste interim é óbvio que isso teria impacto nos balanços trimestrais e no fechamento anual – mas isso porque a GOL escolheu quitar a dívida em vez de empurrar para frente (como fazem 9 entre 10 companhias aéreas brasileiras).

    É só observar o fluxo de caixa da GOL e confrontar com as dívidas que a empresa tem a curto, médio e longo prazos. Se no momento existir outra companhia aérea no Brasil tão solidificada quanto a GOL, seria interessante apontá-la.

    Até no plano de frota a GOL adotou uma política conservadora nos últimos dois ou três anos, em vez de ficar encomendando aeronaves a esmo como a líder do mercado. E apesar disso a GOL já está promovendo a renovação gradual da velha frota de B733 da Webjet: já chegaram 4 B738 e chegam mais 4 até novembro.

    Como falei anteriormente, é preciso compreender as opções estratégicas da GOL. Muitas delas já estavam sinalizadas muito antes dos resultados do 3T11 e 4T11. Portanto não são "medidas emergenciais" de quem está indo para o buraco, mas sim adequações baseadas no comportamento do mercado e na tendência de oscilação do dólar e do barril de petróleo.

    Quanto ao cancelamento de voos da Webjet isso é natural, afinal há frequências conflitantes com a GOL e não tem o menor sentido manter voos duplos se as aeronaves não partem com uma taxa de ocupação que justifique a manutenção de tal procedimento. Este é um dos objetivos da sinergia entre GOL e Webjet, a exemplo do que já ocorre entre GOL e Varig.

    Quanto à redução de comissários por aeronave, a GOL tinha declarado tempos atrás – quando a ANAC criou o precedente para a Azul (depois pleiteado pela Webjet) – que não tinha intenção de usar esse expediente. Talvez a empresa tenha revisto esta opção, o que é legítimo – considerando que o precedente foi aberto.

    Enfim. O pior de tudo é que esta não é a primeira "crise" anunciada para a GOL: ao longo dos 11 anos da companhia eu já vi pelo menos outras duas ou três, que provavelmente estão disponíveis nos arquivos eletrônicos dos portais e blogs, sendo que em nenhum momento a empresa passou perto de alguma crise.

  • arlindo

    Ta ai…gostei do seu ponto de vista,foi no alvo.

  • Morena

    Já cheguei a pagar 391,00 de diferença por causa de um atraso de 5 minutos com a aeronave em solo ainda, ninguém merece. É realmente um absurdo eles dizerem, que estão em prejuízo contabilizando com um investimento de ter comprado a Webjet, fora o serviço deles ser dos piores, nem se compara ao da Tam que eu achei bem melhor!

  • Felipe Rossi

    Espero que assim a gol possa focar mais em seus clientes e deixar de ser a empresa mercenária e desrespeitosa que se tornou!

  • mariaceciliasoaresar

    entao,sera que e por isso que comprei uma passagem natal terezina,indo por recife,fortaleza,terezina,quando dou conta a gol por conta trocou o meu voo e tambem o horario e de quebra ainda me mandou pra brasilia.Fui relamar e uma das atendentes me disse que me informaria via imail,sera que alguem ai reebeu a resposta? pois eu ate hoje nao recebi,sinceramente hoje depois desse voo desastroso estou com medo de comprar passagem pela,fora voce ficar nos aeroportos a deriva, pedindo informaçao e um jogando pro outro e enquanto voce esta calmo tudo bem quando voce perde a paciencia, vem funcionario (isso aconteceu tbem nessa viagem em Brasilia) dizendo que voce esta alterado,alterado foi a gol me jogar sem paraqueda em Brasilia,agora estou em Natal voo o brasil inteiro pra chegar em terezina, entao se a gol nao se garante ,o negocio e ir pro procon.

  • Thiago

    Só pra começar, aviões maiores oferecem menor custo por passageiro por km, mas precisam andar cheios para terem lucro.

    Fora a diferença de eficiência administrativa entre as diferentes empresas.

    O preço de passagem que permite lucro não depende apenas da distância, mas de uma série de fatores.

  • Pierre

    Demorou, promoção se compra logo, não espera para o dia seguinte.

  • PabloCB

    turbulência não é causada apenas em passagem por nuvens, ocorre e muito em tempo totalmente limpo.

  • PabloCB

    Não acredito em nivelação por baixo devido a LAN, voei com eles e tive um ótimo serviço de bordo, inclusive com alfajor havanna.

  • Sergio

    LB, quero mais detalhes sim. Se você acha que é tão fácil redizir as despesas uma empresa em 50% em 10 anos com o valor dos combustíveis só subindo, deveriam te colocar na presidência dessas empresas. Aproveita pra explicar que as grandes promoções feitas de 2006 pra cá não foram causadas por concorrência e sim por bondade das empresas.

  • Sergio

    Pessoal … Voces ficam falando mal das empresas da familia constantino … Nao esquecam … Que o velho manda matar …. Kkkkkkk

  • gustavo

    Concordo que o servico que a gol oferece é simplesmente VIAJAR. quem quer conforto, comidinha boa a bordo, glamour e etc, NÃO DEVE VIAJAR DE GOL. Acho que a gol é low cost sim. É bem fácil encontrar ÓTIMOS preços desde que saiba procurar. É sem dúvida quem oferece os melhores preços do Brasil hoje. Pagar 89 reais em uma viagem de 3 horas de Guarulhos ou Natal é inacreditavel. Imagine que se paga mais de 300 pela mesma viagem de onibus, a diferenca é que dura 3 dias e 3 noites. Torcendo pela recuperacao da gol!

  • Daniel Bazetto

    Eu acho que esse prejuizo foi algo calculado e planejado.

  • joseilton

    Normalmente que reclama muito da gol e diz que o serviço da tam é melhor somente viaja de caju em caju. Chegar a ser cretino comparar empresas com filosofias diferentes. Acredito que muitos miseraveis que reclamam graças a gol as outras empresas tiveram que reduzir os preços pra esses idiotas voarem caso contrario ainda estaria viajando de onibus.

  • Thais

    [2]

    Bate na madeira 3x!

  • Thais

    🙁

    Pelo menos acumulam mais "smiles" com as conexões.

  • jussara

    Não entendo como uma empresa aérea do porte da Gol pode falar em dificuldade. No Brasil o mercado esta em expansão, os aeroportos estão super saturados, as companhias não dão conta de transportar todos que desejam viajar…enfim a muita procura por voos no Brasil, sem contar teremos a Copa e outros grandes eventos e a circulação de pessoas aumentará muito.

    Espero que a Gol se recupere logo. Pois no Brasil a concorrência maior de preços (entre voos doméstico) é feita entre gol e a Tam, imagine se uma delas fechar…. os preços vão para as alturas e será o fim das promoções de verdade! Se a Gol quer mesmos $ deve rever a politica de promoções com o intuito de diminuir a decolagem da aeronave com lugares vazios.. Melhores as promoções, pois tem muitas pessoas querendo viajar. O que dá prejuízo e partir com aeronaves com poucos lugares ocupado e não promoções.

    • Leonardo Marques

      Uma curiosidade… Webjet deu prejuízo em quase todos os anos da sua história, Tam já deu prejuízo várias vezes, Azul dizem que nunca deu lucro, Avianca já deu prejuízo algumas vezes e por ai vai.
      Dar prejuízo uma vez ou outra não é o fim do mundo.

  • Kleiton

    LB, realmente eu não tenho números. O que falo é uma percepção de quem acompanha o mercado de aviação bem de perto. Mas não é uma certeza.

    Algo que também contribuiu para esse resultado – e que você tem razão – é o erro no cálculo do crescimento da empresa. Mas nem falo na compra da Webjet, e sim na compra de aeronaves. A frota cresceu mais do que a demanda.

    O Estadão publicou uma matéria falando exatamente sobre isso: http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,….

  • Carlos Silva Wirtane

    Só não torço para quebrar porque aí a concorrência é quase nula.A GOL tem o pior serviço a bordo que eu já tive o desprazer de experenciar.Só viajo por ela quando o preço tá muito bom e porque adoro aeronaves Boeing.No entanto,a única cia que tem um serviço razoável no momento é a Avianca.Até a TAM tá um porcaria….acredito que o Cmdte Rolim deve se revirar no túmulo por causa das asneiras que vêm fazendo com sua amada airline.

  • Ricardo

    O Melhor Serviço de Bordo Atual é da AVIANCA

  • Evelyn

    Pra quem reclama do serviço a bordo que agora é pago, nas linhas aéreas internacionais é TUDO pago.