Como é voar na Surinam Airways

Redação 9 · dezembro · 2015

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Hoje o Melhores Destinos publica mais uma avaliação de voo inédita, a da companhia aérea Surinam Airways. Em atividade desde 1955, a companhia aérea deu início às suas operações nas rotas domésticas do Suriname, país ao extremo norte da América do Sul, cuja capital é a cidade de Paramaribo.

A partir dos anos 60 a Surinam Airways começou a operar na rota internacional com voos até Curaçao, Guiana Francesa e Trinidad e Tobago, na América Central. Hoje, após grande ampliação da sua malha aérea, a companhia atua com voos até Holanda, Estados Unidos, Aruba, Curaçao, Brasil, Guiana Francesa e Trinidad e Tobago, tendo como hub principal a cidade de Paramaribo, capital do país.

Será que vale a pena voar com a principal companhia aérea do Suriname? Leia o relato de voo completo enviado pelo leitor  André França, que voou com a Surinam Airways nos voos de Miami até Belém com conexão em Paramaribo.

como-e-voar-surinam-airways-report

Caso você já tenha voado também com a companhia aérea, não se esqueça de deixar suas opiniões nos comentários ao final do post, eles são muito importantes para outros leitores.

Boa leitura!

Voos

A Surinam Airways conta hoje com modernas aeronaves modelos Airbus e Boeing, servindo principalmente o Caribe, América do Norte, alguns países vizinhos na América do Sul e a Holanda, pois o Suriname foi colônia da Holanda. Faz alguns anos que eles começaram a voar para o Brasil, até Belém, devido ao alto número de imigrantes do norte e nordeste que desbravam as Guianas em busca de novas oportunidades.

Na ocasião em que tive oportunidade de voar com a companhia, meus voos foram:

PY 462 (Miami – Aruba – Paramaribo)

E ao regressar ao Brasil fiz o voo abaixo:

PY 9917 (Paramaribo – Belém) – Boeing 737

Compra

A empresa vende tickets tanto pelo próprio site como por algumas agências de viagens. Cartão de crédito brasileiro com bandeira internacional é aceito sem problema algum. Curiosamente o site na época não deixava comprar saindo do Brasil, apenas do exterior para o Brasil, portanto, para mim não foi um problema, afinal eu estava retornando ao Brasil. Na época que comprei os tickets o dólar americano custava pouco menos de R$ 3,00, cada trecho custou uma média de U$ 250 dólares.

Check-in

Em Miami o check-in foi um pouco difícil de encontrar, pois além do aeroporto de Miami ser um enorme, alguns telões indicavam umas posições e outros indicavam outras, mas depois de encontrado, não encontrei fila alguma. Os funcionários da Surinam Airways foram extremamente simpáticos e falavam em espanhol, mesmo que você fale inglês eles sempre que veem brasileiro mudam automaticamente para o Espanhol, acredito que seja pela confusão cultural que muitos tem de que no Brasil se fala espanhol como o resto da América Latina.

Já em Paramaribo, no Suriname, é impossível não encontrar os guichês da companhia, o aeroporto todo é deles. Os funcionários em Paramaribo já são um pouco mais chatinhos, acredito pelo fato dos passageiros levarem muita bagagem pra despachar. Não te cumprimentam, nem olham na sua cara, fui “dispensado” às pressas depois de despachar minha bagagem, portanto, esteja preparado para essa situação.

como-e-voar-surinam-airlines_04

Avião

O meu primeiro trecho voado com a Surinam Airways foi em um MD-80, avião dos anos 80, que a companhia aérea aluga para a alta temporada. Era uma aeronave bem antiga, mas muito bem conservada, me senti seguro, a tripulação bem simpática. Acredito que os tripulantes eram temporários e de algum país do caribe espanhol ou Venezuela, pois falavam espanhol entre eles.

Como tenho apenas 1,71 m de altura, é muito difícil me sentir apertado em algum avião, por menor que seja os espaço, portanto, não tive problemas com a distância entre poltronas. Além disso, pude reparar que as poltronas tinham uma boa reclinação.

O voo entre Suriname e Brasil foi feito com uma aeronave própria deles, um Boeing 737 que já tinhas alguns aninhos de idade, mas ainda estava bem conservado.

Não há nenhuma forma de entretenimento, somente uma revista cheia de propaganda, então, traga sua diversão de casa ou divirta-se com a revista de bordo.

Os voos para o Brasil costumam sair lotados, então espere o mesmo de sempre, muita barulheira, muita algazarra. Isso pode ser bem complicado pra quem quer tirar um cochilo durante o voo. Em geral os voos para o Brasil contam com uma comissária que fala português fluentemente.

Serviço de bordo

O serviço de bordo é apenas OK, eles te servem um lanche, bem estilo TAM de hoje em dia, apenas um sanduíche, com refrigerante ou suco e alguns bolinhos.

como-e-voar-surinam-airlines_06

Os comissários geralmente passam duas vezes oferecendo bebida, algumas bebidas alcoólicas são grátis e outras cobradas por fora.

Chegada

Tanto na chegada ao Suriname, quanto ao Brasil, a entrega das bagagens foi bem rápida, nada roubado ou revirado. Já no voo até o Brasil houve um pequeno atraso, pois haviam alguns brasileiros sendo deportados e eles estavam esperando alguma documentação para o embarque de retorno.

Conclusão

Eu altamente recomendo a Surinam Airways pois os achei muito profissionais para uma empresa regional. Além dos bons preços, os voos saíram no horário e não tive maiores problemas em voar com eles. Como dito anteriormente, a companhia também serve alguns países do caribe, América do Norte e até mesmo a Holanda, pode ser uma alternativa para que mora no Norte e Nordeste do Brasil. Quase não se houve falar neles por ser uma empresa pequena, mas voaria neles novamente sem nenhum problema.

Autor

Redação - Equipe Melhores Destinos