Como é voar na Jeju Air

Redação 15 · dezembro · 2015

Hoje o Melhores Destinos publica uma das avaliações mais interessantes dos últimos meses, isso por que se trata de uma companhia aérea bastante nova e desconhecida de muitos de nós brasileiros, a Jeju Air – uma low-cost e uma das principais companhias da Coreia do Sul.

Atualmente a Jeju Air opera em diversos trechos domésticos no país, além de voos internacionais para países como o Japão, Filipinas, Vietnam, Guam e Tailândia, todos os voos operados com aeronaves Boeing 737-800.

como-e-voar-jeju-air-report

Mas será que vale a pena voar com a Jeju Air? Vale a pena pagar mais barato e voar com eles? Leia a nossa avaliação, encaminhada pelo leitor Ricardo Kim, na íntegra e saiba todos os detalhes de voo.

Se você já conhece e teve a oportunidade de voar com a Jeju Air, deixe suas impressões nos comentários ao final do post.

Boa leitura!

Introdução

Durante as minhas férias de julho, quando viajei para alguns países da Ásia, tive a oportunidade de conhecer melhor a Coreia do Sul. Depois de algumas pesquisas na internet, descobri a ilha de Jeju, ao sul do país, destino comum de acampamento, hiking e lua-de-mel para os coreanos. O local vem atraindo um grande número de turistas, principalmente chineses, com passeios a cavalo, pistas de kart, submarino, speed-boat, iates de luxo, campos de golf e inúmeros museus, ou seja, um destino que tem tudo para ser espetacular.

Tanto o voo de ida quanto o da volta da ilha foram feitos pela Jeju Air, mas como não consegui tirar fotos no voo de ida, essa avaliação trata-se somente do voo de volta, de Jeju até Seoul, capital da Coreia do Sul.

Compra

O site da companhia está disponível em inglês e é bem intuitivo, mas como acabei indo ao aeroporto de Gimpo em Seoul, preferi comprar no balcão. A compra foi feita dois dias antes da viagem e paguei menos de R$ 200 nas passagens de ida e volta.

como-e-voar-jeju-air-website

A passagem de volta, em específico, saiu por KRW 29.990 (equivalente a R$ 98) e foi cobrada uma taxa de serviço de KRW 5.000 (equivalente a R$ 16) por ter feito a compra no aeroporto. O atendimento foi rápido e atencioso, o pagamento foi feito no cartão de crédito e o processo foi bastante simples.

Check-in e Embarque

Cheguei no aeroporto de Jeju com aproximadamente 40 minutos de antecedência e me dirigi ao balcão da Jeju Air. O check-in poderia ser feito nos totens de autoatendimento, pelo celular ou no balcão da companhia, mas decidi fazer diretamente no balcão, já que havia apenas um casal na fila.

como-e-voar-jeju-air-01

O limite de bagagem para voos domésticos era de 15 kg para bagagens despachadas e de 10 kg para bagagens de mão. Fui informado de que o check-in seria encerrado 20 minutos antes do voo e o embarque seria iniciado 15 minutos antes e encerrado 5 minutos antes do voo.

A fila na alfândega era grande, mas em menos de dez minutos eu já estava no portão de embarque, sem problema algum. O aeroporto não era grande, talvez um pouco maior do que o de Congonhas em São Paulo, mas tudo era muito limpo e organizado, com as placas de sinalização em quatro línguas (coreano, inglês, mandarim e japonês).

como-e-voar-jeju-air-06

Já na área de embarque, havia um Duty Free grande e algumas opções de restaurantes, lanchonetes e, como não poderia faltar na Coreia, as cafeterias e lojas de conveniência.

Como o avião estava numa posição remota, um ônibus nos levou até a aeronave.

Voo

Jeju (CJU) – Seoul (GMP)
Voo 7C172
Horário de partida: 08:55
Horário de chegada: 10:00

Uma curiosidade interessante é que a rota aérea entre Jeju e Seoul é uma das mais movimentadas do mundo. Para se ter uma ideia, em 2012, o número de passageiros nessa rota foi 30% maior do que na ponte aérea Rio de Janeiro – São Paulo.

O voo foi realizado num Boeing 737-800 da própria companhia Jeju Air, mas diferente do trecho de ida, em que os bancos eram revestidos em couro, na volta os bancos eram de tecido, mas tão confortáveis quanto e estavam bem limpos.

como-e-voar-jeju-air-09

Como se tratava de uma low-cost, esperava por bancos apertados, mas me surpreendi com a distância entre os assentos que era de 80 centímetros aproximadamente, maior do que a de muitas companhias full-service. Não havia telas de entretenimento individual, mas no bolso da poltrona da frente estavam uma revista Join en Joy (da própria companhia), uma revista Air Shop com produtos Duty Free à venda apenas nos vôos internacionais, uma cartilha Air Cafe com o menu de venda a bordo, além da cartilha de segurança padrão.

como-e-voar-jeju-air-08

O voo estava bem cheio, a maioria dos passageiros de coreanos.  Antes da decolagem, as comissárias de bordo deram as instruções de segurança e informaram de que o uso de aparelhos eletrônicos estava permitido em todas as fases do voo, desde que em modo avião – todos os anúncios foram feitos em coreano e em inglês.

A aeronave decolou às 09:10, com 15 minutos de atraso. Vinte minutos depois da decolagem iniciou-se o serviço de bordo. As comissárias, todas muito simpáticas e sorridentes, passaram servindo álcool gel (para higienização das mãos) e bebidas (água ou suco de laranja). Em seguida passaram recolhendo os copos e, em logo depois, iniciou-se o procedimento de pouso.

como-e-voar-jeju-air-10

Apesar do céu bastante carregado nos arredores de Seoul, a descida e o pouso foram tranquilos, sem turbulência perceptível em nenhuma fase do voo. A aeronave pousou às 10:05, cinco minutos depois do horário previsto.

Desembarque

Como o avião parou numa posição remota do aeroporto, um ônibus nos levou até o terminal do aeroporto. Chegando nas esteiras de bagagem, a espera foi de menos de cinco minutos pelas minhas malas.

como-e-voar-jeju-air-15

Para sair do aeroporto em direção ao centro, é possível pegar táxi, metrô, trem ou ônibus.

Uma dica valiosa, por lá existe um cartão chamado T-Money que você pode recarregar em qualquer estação de metrô ou trem e em vários estabelecimentos espalhados pela cidade. Com esse cartão, é possível pagar as passagens de metrô, trem, ônibus e até mesmo de táxi.

Conclusão

Minha experiência com a Jeju Air foi excelente e recomendo a companhia para qualquer pessoa. Além dos preços bem baratos, os aviões possuem excelente espaço entre as poltronas; há franquia gratuita de bagagem e o atendimento foi exemplar.

Autor

Redação - redacao
  • Takacs

    Jejuar? =D

  • Jonatas Elias

    Low cost mesmo só no preço, porque oferece bem mais que as cias “normais”. Só não entendi a alfândega e duty free em voo doméstico.

    • rkimwb

      Se não me engano é o único aeroporto da Coreia com Duty Free doméstico. Achei curioso o fato de haver uma fila especial para coreanos que querem comprar tabaco (parece que o preço do cigarro na Coreia aumentou muito com impostos, então os fumantes de lá aproveitam a curta viagem para comprar vários maços de cigarro).

      • Jonatas Elias

        Legal, primeira vez que vejo. Gostei da ideia.

    • Andrew Bueno Piolli

      Enquanto por aqui algumas cobram preço de normal e oferecem coisas low cost…

    • LEticia

      Jeju é uma província especial auto-governada, por isso tem imigração.

  • Daniel Alves

    Muito bom. Fiquei 6 dias na Coréia agora em outubro, mas não conheci Jeju. Já estou planejando voltar e o relato vai ajudar a economizar na passagem.

  • Luis

    Jeju Air vai expandir na China também,por enquanto ela falta aeronaves.

  • Fernando Ribeiro

    É tipo uma Gol japonesa?

  • Laura Campos

    Oi Ricardo, obrigada pelo relato! Bem escrito, sem enrolação, claro e no ponto! E que maravilha de companhia que entrega o que promete e ainda cobra R$ 200 pela “ponte aérea” ida e volta comprada na antevéspera!

  • Don Kalima

    Coreana