Como é voar na classe executiva da Qatar até Buenos Aires – segunda avaliação

Redação 5 · janeiro · 2016

O Melhores Destinos começa o ano publicando uma avaliação de voo de dar inveja a muitos viajantes por aí, a classe executiva da Qatar Airways de São Paulo até Buenos Aires. Como muitos já sabem, a Qatar Airways é considerada uma das melhores companhias aéreas do mundo e voar em classe executiva é o sonho de consumo muitas pessoas.

Essa é a segunda avaliação de voo em classe executiva com a Qatar que o Melhores Destinos publica, portanto, é uma grande oportunidade para você conferir novamente como é o serviço oferecido pela companhia aérea. Para conferir a primeira avaliação que publicamos, clique aqui.

como-e-voar-qatar-executiva-buenos-aires-report-1

A avaliação de hoje nos foi enviada pelo leitor Pedro Henrique Gonçalves Rodrigues, de apenas 14 anos, mas que relatou de forma bem completa cada uma das características da sua viagem.

Confira a avaliação e boa leitura!

Planejamos a viagem com muita antecedência, e estávamos decididos que iriamos para Buenos Aires, havia diversas opções de empresas aéreas disponíveis para realizar a rota, dentre elas, TAM, GOL, Aerolíneas, Emirates, Turkish, entre outras. De Buenos Aires iríamos para algum destino próximo, como Bariloche, Santiago ou Montevidéu com alguma companhia aérea local.

Com o tempo, fomos amadurecendo o plano da viagem, reservando e “desreservando” diversos hotéis com cancelamento grátis, reservando voos com reembolso até chegar a uma conclusão e fechar tudo, porém, o voo internacional entre São Paulo e Buenos Aires já estava resolvido. Logo mais em Abril decidimos que nosso destino seria Santiago e a melhor disponibilidade de horários era pela Aerolíneas Argentinas.

Brasília (BSB) – Guarulhos (GRU)
Voo: 1687 da GOL
Duração: 1: 40 min

Guarulhos (GRU) – Ezeiza (EZE)
Voo: QR 771 da Qatar Airways
Duração: 2:20 min

Compra

Compramos a passagem aérea com 8 meses de antecedência e estávamos em duvida se utilizaríamos milhas do Smiles ou compraríamos direto pelo site da Qatar. No site do Smiles encontramos uma grande disponibilidade de voos e classes no mês de Junho e Julho, porém não havia as datas exatas que havíamos planejado, então decidimos poupar as milhas para futuras viagens e comprar direto com a companhia aérea.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-website

O site é bem fácil de pesquisar e comprar, tudo está em português e todo o processo foi tranquilo. Não conseguimos marcar os assentos pelo site, então ligamos para o escritório da Qatar aqui no Brasil, fomos tratados muito bem e sem nenhuma dificuldade marcaram os assentos.

Check-in

Primeiramente, como partimos de Brasília, fizemos o check-in em um guichê preferencial da GOL, por ser executiva, e despachamos as bagagens que iriam diretamente para Buenos Aires por conta do codeshare com a Qatar. Também colocaram as etiquetas de “preferencial” que indica que por estarmos em executiva a bagagem tem preferência de chegada na esteira.

Chegamos a Guarulhos pontualmente no Terminal 2 e fomos direto para o novo Terminal 3. Por conta de ser muito novo e moderno, eu estava torcendo muito para conhecê-lo e a Qatar por sorte mudou-se para o T3 no dia anterior de nossa viagem. Tudo ainda era muito novo para nós e para a empresa.

O T3 realmente impressiona pelo seu tamanho, modernidade e pé direito altíssimo. Tudo ficou excelente! Lembra muito aeroportos europeus. Aproveito aqui para parabenizar o novo espaço que conta com muitos benefícios para o passageiro.

Após uma apreciação visual do belo terminal que no dia estava tendo também uma exposição de arte, fomos ao check-in da Qatar que foi realizado em guichês preferenciais e exclusivos para passageiros da executiva e programas de fidelidade elite. Como estávamos em classe executiva, não nos preocupamos em fazer web check-in ou em máquinas de auto-atendimento no aeroporto.

As funcionárias como sempre muito educadas e cordiais. Típica cortesia de companhias do Oriente Médio, onde somos tratados como reis até mesmo em classe econômica. Logo na chegada da fila somos recebidos com a seguinte e calorosa fala da funcionária: “Sejam muito bem-vindos à Qatar Airways!”.

Como havíamos despachado as bagagens em Brasília, estávamos apenas com bagagens de mão, e houve um mínimo problema, pois a franquia de bagagens de mão para passageiros em executiva são dois volumes de 7 quilos cada. Nós estávamos com um dos volumes com cerca de 11 quilos, mas a situação foi contornada, e fomos informados que por a classe não estar tão cheia, eles nos concederiam esta cortesia.

Foram dados os cartões de embarque e os passes para a sala VIP do GRU Airport no T3.

Fomos à única porta de embarque internacional, onde ao invés de ter seguranças fazendo a leitura do cartão de embarque há umas 5 máquinas que operam como “catracas” automáticas e fazem a leitura do mesmo e te liberam. Muito bom e aprovado! Caso tenha alguma problema com esses equipamentos, há funcionários para auxiliar.

Seguimos logo mais para a inspeção de segurança, onde não havia fila e o atendimento estava muito ágil, também pelo fato de ter muitos equipamentos de raio X disponíveis.

Logo mais passamos pela imigração e controle de passaportes. Houve um grande problema para todos os passageiros viajando com menores de idade (tenho 14 anos e estava com meus pais) pois o serviço migratório brasileiro é feito por uma empresa terceirizada. Quem está com menores deve aguardar o atendente ir até uma sala da Policia Federal restrita para verificar os documentos do menor, portanto, o guichê fica paralisado ate a conclusão do processo, isso causou uma grande lentidão no procedimento migratório, o que gerou uma grande fila. E isso não demorava 1 ou 2 minutos, e sim cerca de 9 minutos. Pelo menos uns 8 guichês vizinhos ficaram parados por um longo tempo. Espero que este problema seja resolvido o quanto antes pela administração do aeroporto.

Sala VIP

Por conta da então recém-mudança de terminal, a sala VIP utilizada pela Qatar é a do GRU Airport ao invés da sala VIP do Smiles no T2.

O lounge localiza-se no segundo andar da área de embarque logo após o controle de passaportes.

O espaço é muito amplo, contando com salas de banho, buffet, banheiros, bebidas diversas, muitas televisões e Wi-fi do próprio aeroporto (que só pode ser usada gratuitamente por 30 minutos, horrível e devagar, pois pode ser utilizada por todos no aeroporto inteiro).

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-05

A respeito do buffet, como era por volta das 15:00 havia sopa, saladas, doces, frutas, macarrão com molho de tomate, quiches, frios diversos e sanduíches. Apesar da variedade, estava um pouco fraco. Tudo era no estilo “self-service” e não havia garçons para servir, apenas para retirar os itens utilizados.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-06

As bebidas disponíveis eram refrigerantes, águas, uma maquina da Nescafé, bebidas alcoólicas diversas e sucos naturais.

As salas de banho são pequenas, porém atendem bem o cliente. Nelas são oferecidas shampoo, condicionador, creme hidratante, pente, touca, chinelo e uma toalha grande.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-10

As companhias aéreas que utilizam este lounge são poucas, dentre elas Qatar e Etihad. Para usufruir da sala VIP é necessário pegar os passes no momento do check-in e entregá-los na recepção do lounge.

Durante toda a minha estadia na sala, havia pouquíssimas pessoas e a maioria estava no meu voo, aproximadamente umas 8 pessoas contando conosco.

Achei o lounge, apesar de ser um ótimo local para aguardar o voo, um pouco fraco comparado com o nível das companhias que o utilizam e abaixo das minhas expectativas. Poderia ter disponibilidade de um business center, wi-fi própria, mais opções de bebidas e buffet melhorado.

Embarque

O embarque foi realizado seguindo a devida ordem: Prioridades por lei, Classe Executiva, membros do programa de fidelidade da Qatar (Privilege Club) Silver e Gold, além dos membros One World Safira e Esmeralda, seguido dos demais passageiros.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-20

Tudo devidamente sinalizado em português, inglês e árabe, e alguns funcionários trilíngues.

Logo na entrada da aeronave somos recebidos novamente calorosamente pela equipe de funcionários que nos leva até o assento individualmente.

Antes mesmo de se encerrar o embarque são oferecidos os welcome drink (drinque de boas-vindas) que eram suco de laranja, suco de maçã, San Peregrino, Aqua Panna e Champanhe.

Aeronave

A aeronave que a Qatar utiliza nas rotas de/para o Brasil é o Boeing 777-200 LR e a configuração na executiva é 2-2-2 contando com 7 fileiras, totalizando 42 assentos. A limpeza e conservação do avião estavam impecáveis.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-25

O avião parecia novo e contava com uma iluminação muito aconchegante, que variava entre tons de cores suaves, o que trazia mais conforto durante o voo, especialmente na hora de dormir. Lembra muito os Boeing com Sky Interior.

A poltrona é simplesmente perfeita, extremamente confortável, espaçosa em todos os sentidos, e de longe é sem dúvida a melhor business que já voei. Já tive experiências em executiva com a TAM, American Airlines, TAP, Air France, Delta e Aerolíneas Argentinas. Claro que por  se tratar de uma empresa do Oriente Médio o nível oferecido é outro.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-03

A poltrona vira uma cama totalmente na horizontal, chamada de Fully Flat Bed Seat, e inclina 180º graus. Para se ter uma ideia, meu pai tem 1,90 de altura e quando posicionada na opção “cama” ainda sobra espaço.

Os assentos contam com luz de leitura individual com ajuste de intensidade, massagem, encosto de lombar regulável, encosto de cabeça também regulável e uma pequena divisória móvel para quem viaja com desconhecidos.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-02

O controle de posições fica no encosto de braço direito. Há algumas já pre-estabelecidas e opções de personalização da posição como o passageiro desejar.

Mais um ponto positivo da poltrona é a agilidade em ela se movimenta, ao contrario da poltrona da maioria das companhias, que demora muito para chegar à posição desejada.

Ao lado esquerdo do passageiro há o controle de entretenimento. No local onde se coloca as bebidas, ao pressionar um botãozinho pequeno ao lado, abre-se um compartimento aonde pode colocar garrafas d`água ou serve como porta-trecos.

Também está disponível uma tomada universal, que por sinal e muito útil.

Fornecem um travesseiro grande, um cobertor mais fininho e uma manta enorme que aquece muito, além de uma especie de lençol que a comissária coloca sobre o assento para virar uma verdadeira cama.

Entretenimento de bordo

O entretenimento é feito por de um monitor bem grande (por volta de 16 polegadas), e está recheado com filmes de último lançamento, músicas, jogos, programas de TV, livros, informações, Duty Free e uma programação especial para crianças. O sistema de entretenimento chama-se Oryx.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-33

Pela duração curta do voo, não tive tempo de ver nenhum filme, porém, inspecionei tudo para verificar a diversidade. Optei por ouvir uma musica e aproveitar o restante do voo.

Serviço de Bordo

O serviço é digno de uma verdadeira Business Class e realmente excelente e imbatível em relação às cias em que já voei.

Todas as comissárias e comissários são educadíssimos, super prestativos. Poderia montar uma lista com mais de 100 adjetivos para caracterizá-las, mas resolvi nos poupar. Sem contar nos uniformes super esbeltos e impecáveis.

Os funcionários que atendem a executiva falam apenas inglês e árabe. Eu vi apenas uma comissária que falava português e espanhol para nos atender, pode ser que na classe econômica mais funcionários falem nossa língua. Vale lembrar que todos os anúncios eram feitos nos três idiomas mencionados.

Todas as louças em que são servidas as refeições são de porcelana, assim como os copos de vidro com o emblema da Qatar Airways e os talheres de metal. Também por conta da duração do voo não foi oferecido kit de amenidades.

Pelo fato de não ser oferecido o kit, os lavatórios disponibilizam escova de dente, creme dental e um kit de barbear, alem de produtos exclusivos da grife Salvatore Ferragamo, como refresh water, loção corporal e sabonete liquido.

Os lavatórios da executiva têm uma iluminação e decoração especial. A pia tem um detalhe peculiar, que acaba se tornando prático: a água sai por acionamento automático, bastando colocar as mãos em baixo. Assim não precisamos ficar pressionando aqueles botões chatos.

Os fones de ouvido oferecidos eram noise-cancelling e de excelente qualidade, mas os fones oferecidos na American Airlines e em outras cias são um pouco melhores, na minha opinião.

Um detalhe que achei muito bom foi que os porta-copos e a mesa são revestidos por um material que imita mármore, o que traz um toque de luxo interessante.

Por ser a minha primeira vez com cias desse tipo, fiquei realmente impressionado com o serviço e conforto prestados. As comissarias estão sempre prontas para atender a qualquer pedido. Inclusive, como não oferecem o kit de amenidade, eu achei que não custaria nada pedir um, vai que as vezes tem um por lá. Além de querer para guardá-lo, eu gostaria de uma máscara de olhos para poder descansar um pouquinho durante o voo. Depois de alguns minutos eu já estava sem esperanças mas fui surpreendido com um comissário que me trouxe um kit. Não era lá grandes coisas, pois acho que era o mesmo fornecido na econômica em voos mais longos, mas com certeza me serviu muito bem.

Refeições

Mesmo se tratando de um voo de curta duração, aproximadamente 2 horas e 30 minutos a companhia faz questão de honrar com seu serviço de refeições 5 estrelas.

Primeiramente foram distribuídas toalhas quentes para higienizar as mãos, depois entregaram o menu, e logo mais a comissária passou chamando os passageiros pelos nomes e anotando suas opções. Também foi oferecido antes do prato principal um mix de castanhas.

como-e-voar-executiva-qatar-buenos-aires-13

Dentre as diversas opções, optei pelo peixe com molho, pasta e abóbora. A apresentação do prato é perfeita, tudo muito bonito. Também estava tudo delicioso, nem parecia que estava em um avião, e sim em um restaurante de alto padrão.

A sobremesa era uma torta de morango que também estava maravilhosa, porém não havia torta para todos os passageiros por conta da duração do voo, então só deram para aqueles que realmente solicitaram.

Desembarque

O desembarque da aeronave foi tranquilo, a imigração estava sem fila e os cartões da aduana para preencher foram distribuídos durante o voo. Houve um problema na retirada de bagagens, pois a esteira mencionada era a 10 e simplesmente o número da esteira naqueles terminal ia somente até a 7.

Não havia nenhum funcionário da Qatar para auxiliar a retirada e apos uns 10 minutos em busca de informações fui informado por um funcionário do aeroporto que a esteira era a 5, mas mesmo assim na TV ainda estava escrito 10, o que para os demais passageiros que estavam chegando foi um transtorno.

Também não respeitaram a prioridade de bagagens e tudo veio fora de ordem, misturado com bagagens de outro voo procedente de outro país.

Retorno

No voo de volta o check-in foi feito por uma empresa terceirizada, o que comprometeu a qualidade do serviço prestado. Nada de muita graça e/ou saudações calorosas.

Despachada as bagagens, check-in concluído, passes da sala vip na mão, fomos ao portão de embarque. Para nossa surpresa, havia uma fila gigantesca para a checagem dos cartões de embarque. A fila impressionava pelo tamanho, o que nos trouxe muito desgaste.

Demorou cerca de 20 minutos para entrar para a área segura internacional do Aeroporto Ezeiza, em Buenos Aires e não havia nenhuma prioridade para passageiros da First ou Business como ocorre na maior parte do mundo.

Entrando na área do raio x, havia novamente uma fila gigantesca. E e o mais impressionante: dos seis equipamentos disponíveis, apenas dois estavam operando, sendo um para uso exclusivo de passageiros com prioridades por lei ou passageiros atrasados. Então, para diversas empresas aéreas internacionais que operam no Ezeiza e muitos passageiros, havia apenas um raio x para inspeção dos passageiros.

A fila demorou mais uns 40 minutos e havia até passageiros chorando desesperados com medo de perder o voo internacional. Foi um absurdo total! Ainda bem que estávamos com 3 horas de antecedência e não houve nenhum problema mais grave, tirando o estresse.

Perdemos “apenas” 1 hora, levando em conta que o Duty Free do Ezeiza é excelente e muito grande. Contamos também com um bom descanso na excelente sala VIP da LAN, que fica no segundo andar em frente ao portão 9, junto as demais salas VIP como o Admirals Club e Centurion Lounge.

O lounge é muito bom e nem se compara à sala de Guarulhos na ida. Vou tentar resumir, mas creio que será dificil.

Essa sala VIP conta com muitas regalias, como salas de banho, wi-fi própria e alta velocidade, business center, bar, buffet, televisões, etc. Logo quando entramos somos muito bem recebidos pela recepção aonde já aproveitei para marcar meu banho. Entrando no lounge há um bar só com garrafas de água Evian.

Há uma grande disponibilidade de lugares para se acomodar, o buffet é completo e de costume com castanhas, frios, diversos sanduíches, doces, alfajores Havanna, croissant e pães. Há também um frigobar com apenas potes de sorvetes Freddo (o sorvete mais tradicional da Argentina e bem famoso, melhor impossível!), a disponibilidade de bebidas e bem grande com refrigerantes, cervejas, sucos, águas, bebidas quentes e alcoólicas.

Apos uns 5 minutos explorando a sala, fui chamado no alto-falante para me direcionar à recepção, onde foi levado por um funcionário até as salas de banho.

Na sala de banho há disponibilidade de um kit de amenidade da Salvatore Ferragamo com alguns itens básicos, toalhas devidamente embalada e cheirosas, shampoo, condicionador, sabonetes e loções. A experiência de banho foi muito agradável devido à alta disponibilidade de produtos para uso.

Depois fiz um lanche bem rápido, pois faltavam apenas 25 minutos para o embarque, e também queria guardar meu apetite para a culinária a bordo, que estava muito melhor que na ida. Com certeza o lounge e muito completo e fino. Gostei muito!

O embarque foi um pouco confuso, mas as prioridade foram honradas corretamente.

Conclusão

Em geral, tudo foi nota 10! Apesar dos pequenos inconvenientes, tudo foi realizado da melhor forma possível.

Com toda certeza se tivéssemos emitido com milhas do Smiles valeria muito a pena. E mesmo sendo um passageiro paga, ainda vale a pena em minha opinião. Principalmente se for viajar sozinho e não ter que desembolsar para a família toda. Vale também super a pena pelo acesso aos lounges e as prioridades.

Certamente voltarei a voar com a Qatar, de preferência em voos com uma duração superior, pois quando aterrizou em Buenos Aires eu sinceramente não queria sair dessa poltrona de jeito nenhum. Me senti um verdadeiro rei voando aqui. Foi uma experiência única!

Os pontos negativos que consegui apurar foram o fato de não ser oferecido kit de amenidade, mesmo se tratando de um voo curto, se o passageiro quiser descansar ou mesmo dormir não pode nem ter uma máscara de olho. Não precisa ser um kit super completo e sofisticado como é oferecido em voos mais longos, mas ao menos ter algumas coisas mais básicas, principalmente que é também um voo noturno partindo ás 17:55 (que já esta praticamente escuro) e chegando por volta das 21:10. E foi muito chato também o fato da confusão com as bagagens na chegada.

Publicado por

Redação

redacao

  • Frederico Marinho

    Desconheço esta informação. Prioridade (em relação a Executiva x Econômica) para acesso a área de segurança?!?!

    “Demorou cerca de 20 minutos para entrar para a área segura internacional do Aeroporto Ezeiza, em Buenos Aires e não havia nenhuma prioridade para passageiros da First ou Business como ocorre na maior parte do mundo.”

    • MTorres

      Tem muitos aeroportos que possuem fast track para passageiros de First. De business é mais raro, mas já vi sim.

    • Gabriela

      Frankfurt, por exemplo, tem prioridade para acesso à area segura para passageiros em business e first.

      • Fernando

        Nem precisa ir longe. Santiago, por exemplo, se você tem ticket da business não pega a fila de imigração comum se quiser. É separado e em outro local.

    • Tiago Sampaio

      Qualquer aeroporto dos Estados Unidos tem…

    • Flavio

      Se vc for no mínimo Ruby na Oneworld (Ou Categoria Azul da Tam ) aparece escrito “Priority Access” no ticket de embarque e na grande maioria dos aeroportos dos EUA vc pode usar a fila prioritária do raio x

    • Camila

      Em muitas capitais da Europa tem essa prioridade no embarque tbm pra quem tem classe executiva.

    • Sílvio Carneiro

      Em várias cidades ao redor do mundo há o Fast Track. Na Business da Qatar, por exemplo, é em um lounge separado e embarca antes. Em FRA, CDG LHR, BKK, HKG, AMS e outros têm esta priorização que vale para Business, First e portadores de cartões de fidelidade com status maiores. O de BKK foi muito útil para mim, porque fila lá é grande e lenta.

    • Thomas Hisamura

      Star Alliance Gold Track em alguns aeroportos, só pra citar um exemplo.

    • Londres tem…

    • Fabio

      Voce deve voar pouco. Em muitos aeroportos pelo mundo existe sim essa prioridade.

  • Álvaro

    Excelente e detalhado relato! Estou aguardando, agora mais ansioso, o dia de voar GRU / DOHA, no 777, e DOHA / BANGKOK, no A 380; a Executiva do A 380 deve ser fantástica;

    • Sílvio Carneiro

      Foi a melhor executiva em que viajei até até hoje. Pijama extra, lounge separado e espetacular. Aproveite.

    • José Roberto Maruri Zanella

      Alvaro, em 05 novembro fiz um vôo na First do A380 da Qatar, de Doha para Paris, e posso te afirmar que é incrível, o atendimento é fantástico, a sala vip da First Class é fenomenal, até simulador de F1 tem, 3 funcionários ficaram me auxiliando para ligar o “brinquedo”.

  • Eduardo Palandi

    “aterrissou” é com dois S

    • juliana@uol.com.br

      para um texto muito bem escrito de um garoto de 14 anos, prestar atenção em um mero erro é querer achar defeito.

  • limadelta23

    Fiz EZE-GRU na econômica e gostaria muito de ter a opinião de que Qatar é a melhor cia do mundo.

    Fui muito mal atendido por uma comissária espanhola extremamente mal-humorada e sem a mínima vontade de se fazer entender pelos brasileiros, que eram maioria no voo e na econômica.

    Pra vcs terem ideia, servindo a refeição ela falava algo muito mais próximo de “polvo” do que “podjo”, “poxo” ou “pojo” para se referir à refeição de frango (Pollo). Quando questionada em inglês se o “polvo” era na verdade “chicken” ou “octopus”, ela só repetia a palavra “polvo” com cara de bunda. Haja paciência…

    • Diogo Jobane

      Isso é devido ao acento do catellano Argentino, ela era Argentina e não espanhola. E no espanhol, não se pronuncia POLO e sim POlhO, apesar de escrever pollo.O som da letra “ll” (elle) corresponde em português ao som da letra “lh”; mas em poucos lugares é conhecida desta forma. Dependendo do país, a letra “ll” pode ter quatro sons diferentes.Exemplo: calle (= rua) pronuncia-se “cadje” no México e em alguns países da América Central; em Argentina, Uruguai e outras regiões se pronuncia “caje” ou “cache”; em Espanha e alguns países da América Latina se pronuncia “cáie”. A letra “y” (ye) se pronuncia, – com a exceção do som “lh” -, da mesma forma que a letra “ll” (elle) com as correspondentes variações nos países anteriormente especificados.
      A letra “y” no final da palavra tem som de “i”.

  • Enver Mendonca

    Você tem 14 anos e conhece tanto de aviação? Estou impressionado! Parabéns pelo Relato.

    “Houve um grande problema para todos os passageiros viajando com menores de idade (tenho 14 anos e estava com meus pais) pois o serviço migratório brasileiro é feito por uma empresa terceirizada.”

    • Papel Aluminho

      Tem 14 anos e escreve bem pra caramba!

    • Flavio

      Endosso o comentário do Enver Mendonça. Parabéns por seu relato.

  • Gabriela

    Sendo a Qatar membro da Oneworld, passageiros da business poderiam usar a sala Latam em GRU não?

    • Álvaro

      Sim!

    • João Rubens Nogueira

      Pode sim!
      Inclusive já usei quando fiz o voo em questão!
      A qatar só não adota a da TAM pois o voo pra Doha é bem tarde e a sala fecha 00:00!
      A da TAM é a melhor sala de GRU!

  • Jonatas

    Pergunta boba: esses kits de amenidades, fone de ouvido, toalhas, tanto fornecidos pela cia quanto pela sala vip são dados (pode levar embora) ou devem ser devolvidos?

  • Andrea Bertini

    Pedro, amei o seu relato! 🙂 Parabéns pela redação e obrigada por compartilhar conosco!

  • Fernando

    E olha que você pegou o T3 de Guarulhos ainda em adaptação e com muitas lojas e restaurantes fechados. Hoje ele está mais completo, é muito eficiente e na minha opinião é de longe o melhor terminal do país. O que uma privatização não faz..

  • Papel Aluminho

    Poxa, pra quem só viaja de classe econômica (fui pro Japão, mais de 30h de voo expremido) esse relato é esplêndido! Vou juntar uma graninha boa pra fazer a próxima viagem de executiva.

    • Jonatas Elias

      Voei 36h para a Tailândia pelo pacífico e cheguei moído. Ainda assim acho que não vale a pena pagar para ir de executiva/first. Melhor reservar uma ou duas diárias a mais de hospedagem p descansar de jeito.

  • Luis

    Quem pagar mais,claro quer mais prioridades!Isso é total razoável!Nem fala a diferencia de preço entre classe econômica e executiva!

  • Thais Araujo

    Alguém está conseguindo emitir Buenos Aires – Bariloche? Fazem quase 2 meses que esse trecho sumiu do Smiles…

    • Gabriela

      Faz quase 1 ano que o Smiles sumiu do mapa

    • Andre

      Tente fazer por telefone.

  • Gabriela

    Fone de ouvido na economica geralmente sim, business e first geralmente o fone é de qualidade então eles pegam de volta. Toalha que eu saiba não. Escova de dente, tapa olhos, tapa ouvido etc, pode.

  • Camila

    eu fiz em 2011 um voo de Bali para Doha em classe executiva com a Qatar, e realmente eh tudo de bom mesmo . Como era voo longo ate um pijama de calca e camisa bordados com o logo da cia foi dado para todos os passageiros da classe executiva,e podia levar pra casa. As comissarias sao de outro nivel em relacao a cortesia, e a comida eh excelente. Mesmo classe economica o servico eh maravilhoso.

  • Guilherme

    Perfeito,tenho 16 anos e recentemente voei com a Emirates saindo de BSB-GRU-DUBAI(nao lembro o cod do aero)foi perfeito,fui de economica,nem parecia por ser muito bem tratado…e achei foda seu relato…tenho uma viagem programda para abril,vou sair de GRU-JFK de executiva na Delta ,tentarei fazer um relato igual ao teu!!!!

  • Bruno Bastos

    Conclusão: eu poderia viver 400 anos e não ia andar nessas executivas todas que o menino conhece kkkkkkkkk

  • david

    Eu com 40 não escreveria um texto deste e o cara se apega a 2 s . pelo amor ne

  • Thomas Hisamura

    O menino escreve bem e entende do assunto!

  • Vanessa Lima

    Depois de viajar praticamente todo mês para Buenos Aires pegando no máximo a confort da Gol, finalmente irei em Maio de Executiva Qatar que comprei com smiles! Já era apaixonada pela Qatar pelos outros reviews, agora não perco por esperar!

  • Fernando

    Obrigado por compartilhar e parabéns pelo texto.

  • jorge moraes

    Ezeiza continua péssimo.

  • Que grata surpresa este review!
    Você tem 14 anos. O seu português e visão geral das coisas é melhor que de muita gente de 30 anos!
    Sinceros parabéns!

    Mas não se sinta especial. Continue estudando, que este é o único caminho para sempre voar de Business no futuro!

  • lvcivs

    Mas então, justamente como vc escreveu, ela falava algo mais próximo de “polho”, como os espanhóis, e não “poxo/pocho” como os argentinos.

  • Faça. Estamos aguardando!

  • Álvaro

    José Roberto, aumentou mais ainda minha ansiedade … valeu!!!

  • Álvaro

    Silvio, não vejo a hora em embarcar … valeu!!

  • Rafael Marques

    Excelente descrição, Pedro. Tenho que concordar que, de todas as cias. que voei em Executiva, a Qatar é a que mais impressiona, principalmente pela atenção nos pequenos detalhes.
    p.s.: não leve em consideração as críticas que não sejam construtivas!

  • ronivan magalhães

    Olá Pedro, maravilha seu comentário, nota 1000. Já viajei muitas vezes de business pela BA e depois que a Etihad começou a operar no Brasil só voei com ela, e várias vezes de business, o serviço de bordo é excelente, o meu último voo com eles foi justo no dia do meu niver, de Nova Delhi p GRU, como sou vegetariano e marquei meu voo somente no dia anterior ao embarque, não houve tempo hábil de pedir refeição especial p o meu caso, então chamaram o Chef até a minha poltrona, que era um jovem asiático pra lá de simpático, paciente e solícito, acabou preparando dois pratos especiais pra mim, sendo um deles todo enfeitado e com um presente (um jogo cartas de luxo). Fiquei muito feliz.

  • Fabio

    FYI, o Executive Lounge tem rede wifi propria. Ou estava inoperante ou voce nao a a localizou.
    Quanto a business da Qatar, acho sua disposicao obsoleta. Qualquer business que se preze atualmente tem disposicao 1-2-1

  • Diogo Guerra

    Ótimo relato! Super detalhado e com certeza um dos melhores que já li no MD. Voei nesse mesmo voo para Buenos Aires. Estou indo para Santiago daqui a uma semana e vou no787 dreamliner pela LAN! Também tenho 14 anos e o Pedro me inspirou em enviar um relato para o MD. Vou enviar o relato do voo para Santiago e espero que ele seja publicado, apesar de já ter um relato desse voo.