Como é voar na classe executiva da American Airlines

Denis Carvalho 30 · setembro · 2014

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A classe executiva da American Airlines nos novos Boeing 777-300ER são o destaque de hoje na nossa série especial de avaliações de classes Business. Apaixonado por aviação, nosso leitor Alessandro Quirino fez questão de voar com os novos jatos da American, mesmo optando por uma rota mais longa, e não se arrependeu da escolha! Veja em detalhes como foi a experiência dele nessa excelente avaliação e conheça mais da nova Business da maior companhia aérea do mundo! 

Sou um leitor do MD viciado em viagens e aviação! Através de promoções divulgadas no site já fui para a Austrália, Ilha de Páscoa, Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia. Claro que viajar tem muito mais a ver com o destino do que com o meio de transporte, mas não posso negar que também curto muito a viagem propriamente dita! Foi por esse motivo que aproveitei uma promoção de classe executiva da American Airlines e embarquei para Orlando nos EUA na época da Black Friday 2013!

avaliacao-business-american-airlines

Optei por voar para Orlando via Dallas para aproveitar a classe executiva do Boeing 777-300ER, atualmente o mais moderno da frota da AA! O voo para Miami é operado nos 777-200.

Já tinha lido muito sobre as companhias aéreas americanas, mas só tinha voado na United (Economy plus). Os comissários dessas companhias geralmente têm uma postura “isso aqui é o meu trabalho, trate de me respeitar e aproveitar o que há disponível” rs! Acredito que isso é uma questão cultural, pois aqui no Brasil ainda esperamos o tratamento “encantamento do cliente”, que acaba descambando para a “falsa” ideia de que “o cliente sempre tem razão”. Os gringos em geral não pensam assim!

No entanto, nos quatro trechos voados em Business da AA (nos voos internos a Business é chamada First) recebi um tratamento muito cordial dos comissários. Claro que as companhias top asiáticas estão à frente em muitos quesitos, mas confesso que fiquei surpreso com essa experiência na American.

Compra das passagens

Acabei comprando direto no site da AA, pois no Submarino Viagens estava aparecendo somente voos via Miami – que é a rota com escala mais comum do Brasil para Orlando! Não tive problemas no site da companhia, fiz inúmeras simulações e a reserva ficou “em espera” até a confirmação e pagamento no dia seguinte. Fiz em cinco vezes sem juros no cartão de crédito.

Um mês antes do embarque resolvi mudar o horário de um dos voos da volta. Liguei na AA e a atendente me informou sem rodeios todas as taxas que incidiriam, então desisti. Resolvi tentar a mudança no check-in desse voo, o que inclusive não seria taxado pela empresa para passageiros da Business e First. Isso funciona como uma lista de espera, com certas prioridades.

Depois de fechar a compra, alterei os assentos escolhidos através do site da companhia. Sempre leio relatos em sites que comentam sobre os melhores e piores assentos nos diversos tipos de aeronaves e acabei escolhendo outro assento para ficar mais distante da cozinha e banheiros. Na ida sentei-me na poltrona 7A e na volta na 7J (GRU-DFW-GRU).

avaliacao-american-airlines-executiva-01

Check-in em GRU

O check-in foi perfeito. Não tinha ninguém na fila exclusiva da Business. Entreguei meu passaporte e a atendente começou a procurar minha reserva. Começou então a fazer cara de que estava investigando algo. Pensei comigo se aquela promoção não tinha sido uma pegadinha (rs). Na verdade ela me explicou que estava um tempo terrível em Dallas e a maioria dos voos do aeroporto Fort Worth tinham sido cancelados!

Sala Vip GRU

A Sala Vip da American Airlines é chamada Admirals Club e fica no terminal 2, ala D. Antes da entrada do Duty Free tem uma discreta escada rolante à direita. Ao entrar, já vemos um buffet com pequenos sanduíches (frios), frutas e bolos. Além disso, bebidas alcoólicas, refrigerantes, água mineral e sucos à vontade.

avaliacao-american-airlines-executiva-41

O buffet não tinha uma variedade tão grande, mas depois descobri que pelo menos no Brasil não cobram por isso. Também disponível: internet Wi-Fi, muitas tomadas de energia, sofás, mesas, televisores. Nota dez para a limpeza do banheiro!

Voo para Dallas Fort Worth

O embarque aconteceu sem problemas e, por não estar lotado, bem rápido para uma viagem internacional. Logo no início os comissários já vieram oferendo bebidas. Antes da decolagem a comissária veio me falar que já tinha a informação da minha opção de refeição feita com antecedência pela internet.

avaliacao-american-airlines-executiva-04

Logo após a decolagem, em altitude de cruzeiro, começaram o serviço de bordo. Primeiro ofereceram bebidas e petiscos (amendoim, castanha, pistache) e depois os pratos escolhidos. A entrada foi de salada de alfaces da estação com acompanhamentos, como prato principal serviram frango grelhado com ervas finas, molho de cogumelos shiitake, arroz e legumes e de sobremesa  sundae com castanhas e frutas silvestres.

avaliacao-american-airlines-executiva-13

Também passaram uma cesta com vários tipos de pães para acompanhamento. A comida estava muito boa.  Aceitei uma taça (plástico) de champanhe. Foram oferecidas outras bebidas como vinho, uísque, etc.

Entretenimento

Após o jantar comecei a assistir a um filme, mas devido ao conforto da poltrona-cama (nessa aeronave a poltrona reclina 180 graus), logo caí no sono. Sobre o entretenimento eu me lembro de que tinha gostado mais das opções de filmes e séries da United. Mas nada que desabone a AA, que inclusive oferece acesso à internet para quem quiser pagar por isso (se não me engano algo em torno de 20 dólares para todo o voo).

avaliacao-american-airlines-executiva-07

Desembarque em Dallas

Em voos para os EUA, a imigração sempre é feita no primeiro aeroporto que se chega. Então, teria que passar pela imigração, pegar minhas malas e despachá-las novamente. Antes disso tudo uma funcionária estava chamando todo mundo para conferir o status de seus voos. A maioria deles realmente tinha sido cancelada ou estava atrasada. Um destaque para o aeroporto Fort Worth é a sua organização. Ele é gigantesco, com cinco terminais interligados por um moderno sistema de monorail (Skylink). Fantástico!

avaliacao-american-airlines-executiva-16

Voo para Orlando

O voo para Orlando foi tranquilo. A aeronave utilizada foi um B737-800. A First é composta por quatro fileiras, na configuração 2-2.

avaliacao-american-airlines-executiva-17

O espaço extra e as poltronas mais largas são excelentes! Na econômica a configuração é a conhecida 3-3. Foi servido café da manhã simples, mas condizente com um voo curto.

avaliacao-american-airlines-executiva-18

Na chegada a Orlando, apesar de colocarem etiquetas de prioridade na bagagem despachada, não foi exatamente o que aconteceu nos aeroportos de Dallas e Orlando. Mas sinceramente já estava me sentindo no lucro. Além disso, atualmente ninguém deve ganhar de Guarulhos no quesito atraso de bagagens!

Voo de volta, check-in em Orlando

 

Minha volta para o Brasil foi no sábado, após o Thanksgiving. O aeroporto estava lotado de famílias com crianças. O voo de Orlando para Dallas seria às 16 horas, mas tive que entregar o carro alugado no aeroporto ao meio-dia.

avaliacao-american-airlines-executiva-20

Como a American Airlines não tem sala VIP em Orlando pensei que seria bom se conseguisse antecipar minha ida para Dallas. Ao pedir isso, a atendente logo me disse que os voos estavam lotados, mas, muito atenciosa, não teve preguiça em procurar bastante. Chegou a me oferecer voo via Miami ou Nova York. No entanto, não conseguiu confirmar se as aeronaves seriam 777-300ER. Então preferi manter como estava.

O tipo de aeronave deveria constar nos sistemas deles, achei estranho, mas dei um desconto, afinal de contas imagino que não deve ter muita gente querendo escolher o tipo de aeronave que deseja voar (rs)! Nessa rota foi utilizado um MD-83, que apesar de já bem “rodado” na executiva é bem espaçoso. Não fui lá atrás conferir (rs), mas se não me engano na econômica a configuração dos assentos é 2×3.

avaliacao-american-airlines-executiva-21Sala Vip em Dallas

A sala VIP de Dallas, no terminal D, é bem maior e mais luxuosa que a de Guarulhos. No entanto, estava bem cheia à noite, quando muitos voos internacionais partem. Apresentei passaporte e bilhete e recebi um voucher para um drink cortesia. A comida deve ser adquirida à parte. Café, chá e algumas frutas podiam ser consumidos à vontade.

Apesar de não ter usado, logo na entrada uma funcionária me perguntou se eu queria que ela me providenciasse um banho enquanto esperava por meu voo. Foi uma pena não ter tido tempo para isso.

Retorno Brasil – DFW/GRU

avaliacao-american-airlines-executiva-19

Ao contrário da ida, na volta a Business estava lotada! Percebi que a maior parte das pessoas estava realmente viajando a trabalho. O serviço de bordo seguiu o mesmo padrão que já tinha experimentado na ida. A poltrona-cama foi um diferencial nessa perna da viagem! No 777-200 da AA, a poltrona não reclina 180 graus e, além disso, a configuração é 2x3x2!

avaliacao-american-airlines-executiva-23

Conclusões

Sempre ouvi muitos relatos negativos das companhias aéreas americanas. No caso da AA, eu teria que viajar na econômica para dar um veredito com mais propriedade (sem muita vontade de avaliar isso rs!). No entanto, dessa vez, voando na Executiva vazia na ida e lotada na volta, posso dizer que recebi um serviço muito bom, considerando que paguei por volta de USD 1,000. Agora, pagar R$12.000, na minha modesta opinião, é só para executivos ou gente que realmente está com muita “bala na agulha”. O ponto forte da Business do 777-300ER da AA é, sem sombra de dúvida, a configuração 1-2-1. O espaço é muito grande, inúmeros porta-trecos, bom kit amenidades, e disposição das poltronas “fully lie-flat” que garantem conforto e privacidade durante o voo. Vai ser difícil voltar lá para trás (economy)! Além das milhas acumuladas, o Melhores Destinos está me deixando muito mal-acostumado com tanta mordomia! Valeu MD!

Agradecemos ao Alessandro por essa brilhante avaliação que com certeza deixará muitos leitores com vontade de experimentar o conforto da executiva da American Airlines. E você, já voou na Business da companhia americana? Conte como foi sua experiência nos comentários!

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe