Como é voar com a American Airlines no Boeing 777 – Retrofit

Redação 12 · fevereiro · 2016

Dando sequência às avaliações de voos enviadas pelos leitores do Melhores Destinos, hoje publicamos um review bem interessante, escrito pelo Gustavo Souza, sobre a experiência de voo com o novo Boeing 777-200 Retrofit da companhia aérea American Airlines no trecho do Rio de Janeiro até Miami.

Nos últimos anos a American Airlines reformulou sua frota de aviões Boeing 777-200 e os batizou de Retrofit, com um interior totalmente remodelado, poltronas mais confortáveis, um sistema de entretenimento de bordo invejável, sistema de luzes internas, wi-fi durante o voo, tomadas de energia e conectores USB.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-report

O Gustavo Souza realizou os voos em novembro de 2015, portanto, essa é uma oportunidade para você ver um relato recente de como é voar com as novas aeronaves da companhia aérea americana American Airlines.

Veja todos os detalhes abaixo e boa leitura.

Introdução

No ano passado planejei com minha esposa uma viagem aos Estados Unidos com saída do Rio de Janeiro, a ser realizada durante todo o mês de novembro, passando pelas cidades norte americanas que mais nos afeiçoamos, como Nova York, Orlando e Miami.

Como tal viagem trazia a necessidade de realizar voos internos, nossa preferência sempre recaiu sobre as companhias norte americanas, contudo, a American Airlines ganhou nossa preferência, com o melhor preço disparado das passagens aéreas naquela época, cerca de R$ 2.200 ida e volta com taxas para cada passageiro.

Vale ressaltar que tal compra se deu antes do atual cenário cambial que atrelado à grande oferta de voos aos Estados Unidos, modificou inteiramente o cenário dos preços de passagens.

Fechado tal parênteses acerca do preço, tem-se que outro fator que muito contribuiu para a nossa escolha da American Airlines, a notícia no site da empresa de que a partir de fevereiro de 2015 todos os voos que partissem do Rio de Janeiro seriam realizados nos boeing 777-200 Retrofit. Na prática o bom e velho 777, remodelado, com muito mais entretenimento e conforto, o que para voos da American Airlines, significavam uma grande mudança, já que a maior companhia aérea do mundo não figura entre as mais confortáveis do mundo e, em voos no Brasil, costuma utilizar aeronaves mais antigas como o 757 e 767, com um entretenimento de bordo muito inferior.

Sendo assim, escolhemos o voo 904 (GIG-MIA) e, no mesmo dia o voo 2445 para Nova York, seguido de voo para Orlando (voo 244) e o voo 905 de Miami de volta ao Rio de Janeiro (o trecho entre Orlando e Miami eu executei de carro. Abaixo segue as nossas impressões com ênfase nos voos de ida e volta entre Rio de Janeiro e Miami no Boeing remodelado, deixando o comentário dos voos internos em breve tópico a parte.

Compra

A compra foi realizada através do site da companhia aérea sem grandes problemas, embora o layout do mesmo seja bastante antigo na minha opinião.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-website

Check-in

Chegando ao aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, embora houvesse muita organização e muitos funcionários para atendimento, nos deparamos com uma reclamação comum dos passageiros da American Airlines: a suposta frieza dos funcionários da companhia aérea que, além disso, demonstravam certa dificuldade em operar os terminais que agora realizam o check-in, escaneando o passaporte, visto e etc, porém, nossa única solicitação, que era a alteração de assentos em um voo lotado, foi prontamente atendida pela equipe.

No voo de volta, eu mesmo realizei o check-in no terminal e foi muito fácil e rápido, restando a funcionária da American Airlines apenas passar o crachá para confirmar as informações.

O Avião

E eis que chegamos ao Boeing 777 Retrofit da American Airlines, incrivelmente confortável. A impressão que deixa em cada um dos passageiros é ser um avião novo em folha, tal aeronave possui iluminação Sky interior, que simula a coloração do céu, dando sensação de amplitude na aeronave e, se usada de maneira adequada, maior conforto aos passageiros já que tal iluminação pode ser graduada ao longo voo.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-14

A classe econômica possui configuração 3-4-3 com bom espaço para as pernas, boa reclinação das poltronas, entrada USB para recarga de aparelho eletrônico, tela individual, controle remoto e fone de ouvidos que são fornecidos pela companhia junto com um travesseiro e uma manta, faltando, contudo, um kit de higiene pessoal como manda o script de um bom voo internacional.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-01

Serviço

De novo, a frieza e eficiência tão afeita da American Airlines se fez presente, os comissários de fato não são simpáticos, contudo, conduziram os voos de ida e de volta com grande eficiência, valendo ressaltar que a tripulação era composta de americanos e brasileiros, mas até mesmo os americanos se esforçavam no português para agradar a todos.

Refeição

Nos jantares os serviços não fugiram ao tradicional frango ou massa e, para avaliar a contento comi na ida o frango e na volta o macarrão, ambos deliciosos. O frango foi servido com legumes e estava ótimo, com saladas e pão com brownie de sobremesa.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-16

O café da manhã no voo de ida foi excelente, com um croissant, cream cheese e algumas frutas.

No voo de volta ao Brasil, trecho Miami – Rio de Janeiro, foi servido uma massa com queijo muito gostosa, porém o café da manhã deixou a desejar com apenas um bolinho de laranja.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-19

As bebidas eram liberadas em cada uma das refeições acima, havendo boas opções de vinhos, refrigerantes e sucos.

Entretenimento de bordo

Eis o ponto alto dos voos realizados nessas aeronaves, se o critério de escolha de companhia aérea para os Estados Unidos for o entretenimento de bordo, ouso a afirmar que a American Airlines tornou-se praticamente imbatível e é superior às companhias brasileiras.

Como dito no início, em frente de cada poltrona existe uma tela individual na qual o passageiro encontra entretenimento on demand, com filmes, músicas, mapa do voo em 3D, bate papo entre poltronas e jogos.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-03

Quanto aos filmes e músicas é digno de elogio o catálogo da companhia: São muitas opções!

De filmes, o catálogo conta com mais de duzentos títulos, quase sua totalidade de filmes novos e, boa parte com opção de dublagem em português.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-05

As músicas são infindáveis, havendo opções para todos os gostos.

O GPS em 3D é bem legal, sendo uma pequena distração durante o voo, ele mostra o caminho da aeronave, seu plano de voo até a chegada, as cidades que estão passando nas janelas da esquerda, da direita e, em frente a aeronave, enfim, um pequeno detalhe que pode distrair aqueles que não conseguem dormir facilmente no avião.

como-e-voar-american-airlines-777-retrofit-12

E, por fim, o avião possui muitas opções de jogos, sendo mais uma distração aos passageiros, embora a maioria dos jogos sejam clássicos, como o pac-man e o jogo de dama.

O avião também possui serviço wi-fi, porém é caro e pouco funcional como descreverei abaixo, no voo interno.

Chegada

O voo de ida parou em Miami e nós tínhamos conexão para Nova York, a equipe de terra foi excelente e tão logo passamos pela imigração, fomos cercados por funcionários da American Airlines perguntando se iriamos embarcar em alguma conexão e, ante a afirmativa, nos encaminharam ao despacho de bagagem, após a alfandega americana, tudo muito rápido e tranquilo, chegada esta que foi igualmente tranquila em todos os voos realizados.

Voos internos

Como disse, realizamos voos de Miami para Nova York e de Nova York para Orlando.

Esses dois voos foram realizados no Boeing 737-800 que, para quem não sabe, são as aeronaves utilizadas pela companhia GOL no Brasil, com um diferencial decisivo a favor da companhia americana: suas aeronaves possuem entretenimento, embora única para todos, como a Avianca nos voos internos do Brasil, tal fato ajuda o conforto e o desenrolar do voo, bem como estações de rádio e, no serviço de bordo, as bebidas foram oferecidas de forma gratuita, para comer era necessário comprar as refeições.

A aeronave também possuía a funcionalidade de wi-fi com entretenimento extra para o voo para ser utilizado nos dispositivos móveis dos passageiros. No entanto o serviço é extremamente caro e pouco aproveitado pelos passageiros.

Conclusão

Nós certamente voltaríamos a voar de American Airlines se, fosse em tal tipo de aeronave e ainda mais com os preços que por vezes está sendo praticado e noticiado pelos Melhores Destinos.

Sei que muita gente torce o nariz para American Airlines, já que ela sai de muitas cidades brasileiras e, não raro se utiliza de aviões muito antigos com equipe que carece de simpatia, porém, nos voos partindo do Rio de Janeiro e São Paulo, com a utilização de aviões totalmente remodelados, a companhia tenha dado um salto de qualidade.

Publicado por

Redação

redacao

  • Francisco Santos Filho

    Parece ser um relato de quem nunca havia viajado…. Lamentável……

    • falou, o Gloria Maria do site, o Zeca Camargo o diferentao, o Itinerante, O milhagem de adamantium SE TOCA OTARIO

  • Rodrigo Aguiar

    Ótimo relato, parabens…

  • Leonardo F J

    Muito bom o relato. E só a título de comparação, voei em 2014 MAO-MIA no 767 da TAM, e foi igualmente muito bom. Aeronave nova, entretenimento variado e atual, refeições compatíveis com a classe voada e bom atendimento por.parte de todos os tripulantes.
    Já a educação dos passageiros deixou a desejar.

    • Roberson Lima

      kkk a reputação do povo de Manaus quanto a educação nunca foi das melhores

  • Thomas Hisamura

    Esse 777-200 retrofit da AA é uma enganação na classe econômica. A configuração antiga tinha 9 poltronas por fila e agora tem 10 (o abominável 3-4-3 usando também pela Tam, entre outras), e sem aumentar o “pitch” entre as fileiras. O que melhorou foi a nova business espinha de peixe.

    • lucas

      A business ficou flat bed, mas não é bem uma espinha de peixei igual ao do 77w. Mas é um ótimo upgrade.

      • Thomas Hisamura

        É staggered (alguns pra frente, outros pra tras), mas não deixa de ser herringbone (espinha de peixe).

    • Ricardo

      Concordo plenamente com vc Thomas, se colocaram 10 cadeiras no mesmo espaço que tinha 9 o conforto da cadeira não pode ter melhorado!!
      Já voei nos antigos 777-200 (2-5-2) e nos novos retrofitados (3-4-3) , e posso dizer, o avião realmente esta mais moderno e tem entretenimento bem melhor, porém o conforto do novo assento de 17″ de largura piorou muito!!! Se vc der o azar de sentar entre dois adultos sua viagem será um inferno!!!
      Como o Leonardo falou acima, os 767 da TAm (antigos LAN) são bem mais confortáveis, pois tem 18″ de largura e 32″ de espaçamento, e uma maior reclinação !!! só tem uma avião mais apertado que os 777 (3-4-3), é o 787 (3-3-3) com sua poltrona de 16,8″ !! praticamente um assassinato!!

      • Halvaro

        787, tem 17,3″. E no fim, essas diferencinhas a mais, tipo 18″ não refrescam nada, São todas normais de economicas

    • Salvatore Carrozzo

      isso que nao entendo. Voi recentemente com a aeromexico e o 777 deles eh 3x3x3. A largura dos 777 é igual e as cias aéreas que usam o 3x4x3 empurram uma poltrona a mais? Ou os 777 com 3x4x3 são mais largos?

      • Thomas Hisamura

        A largura da fuselagem a mesma, então eles enfiam mesmo 1 cadeira a mais.

        • Salvatore Carrozzo

          Caraleo. Isso pq a versão 3x3x3 já nem eh tão confortável para quem eh grande que nem eu (1,87m e 105 kg). Nem quero me imaginar num 777 com a versão 3x4x3

  • MTorres

    Acho que pela quantidade de gente que aproveitou a promobug, o que não vai faltar é gente avaliando a AA.

  • Jarbas

    Apenas complementando, acabei de voltar de MIA nesta aeronave e no quesito entretenimento há a opção de tv ao vivo com canais de notícias e esporte (todos em inglês).

    Gostei muito da iluminação da aeronave, realmente torna mais aconchegante o ambiente.

  • Guilhe

    Voei recentemente pela primeira vez com a AA pra NYC de GRU, a ida com conexão em Miami, os 3 trechos foram com o 777-300, sendo o trecho MIA-JFK no assento da business mas sem o serviço e gostei muito no geral, o entretenimento realmente é excelente, nunca vi um igual, bem atualizado e simples de usar. As refeições achei um pouco acima da média do que eu já experimentei e o atendimento dos funcionários em geral foram bem simpáticos. Na volta eu fui um dos ultimos a entrar na aeronave(por opção) e não tinha mais espaço para minha mala de mão, uma aeromoça olhou praticamente um bagageiro por um até quase o meio do 777 para achar um espaço.
    Achei o check-in deles no JFK fantástico, eu praticamente fiz tudo sozinho, sem filas. Entreguei a mala e fui pro embarque em menos de 5 minutos.

  • Valdeci Mendonça

    Falou o “viajado dos 7 mares”. Faz um relato melhor Sr. Francisco (vulgo Xico.. Xiquinho…). Patético.

    • Salvatore Carrozzo

      também nao entendo quem entra aqui so para depreciar os relatos..pobreza de alma.

  • Fabio

    Obrigado pelo relato, mas fiquei sem entender a parte do Wi-Fi a bordo: “No entanto o serviço é extremamente caro e pouco aproveitado pelos passageiros.”
    Afinal vc experimento ou não o Wi-Fi? É caro quanto? A conexão é boa e rápida ou intermitente e lenta?
    Agradeço opiniões a respeito.

  • Rogério Santos

    Gostaria de saber de as aeronaves 757 do vôo AA BSB-MIA já foram substituídas. Grato

    • Luciano Rego

      Não foram. E não há previsão para que sejam.

    • jorge moraes

      Se bobear esse voo será extinto em breve.

    • Rogério Santos

      Putz..

  • Fabio

    AA e United, nem pensar. E Delta só se for o jeito.

    • Marcelo Garcia

      Fabio, o que resta? Tam não vôo. Só se for Cometa ou Itapemirim… ( desculpe, é brincadeira…) Abraços a todos.

      • Fabio

        Copa, Avianca e LAN

      • Leonardo F J

        Por que não voa na TAM?!

        • Marcelo Garcia

          Razões particulares as quais não exponho aqui. Porem repito: Não vôo Tam. Abraços a todos.

          • Salvatore Carrozzo

            oxe…

    • Alvaro

      Vai de que então, Gol, kkkkk

  • André Meluzzi Dos Reis

    Também não concordo com a opinião do Wi-Fi no relato! O preço é de 20 dólares para todo o vôo. Dependendo do tempo de vôo, não considero caro! Quem usou disse q funciona bem… Então não entendi!

  • Patricia Merlim

    Tudo muito lindo, até ter bagagem extraviada e duas outras danificadas, em vôo desta cia…

  • Patricia

    Tudo muito lindo… até ter uma bagagem extraviada e duas outras danificadas, em vôo desta cia…

  • Marcelo Garcia

    Viajo American frequente. Até dezembro ainda tinhamos do Rio para Miami os 777-300. Agora em fevereiro voltamos para os 777-200 NÃO REMODELADOS, inclusive com estofado rasgado na primeira classe. Resultado da queda de ocupação, diminuição e cancelamento de vôos do Brasil para os EUA. O relato acima está desatualizado e parece voltado para quem nunca viajou de avião.
    Abraços a todos.

    • gustavo carvalho

      exatamente! Comprei a Bussiness esperando pegar o 777 remodelado. Na ida consegui! Na volta foi o sucatão, estofado rasgado, tudo bem velho. Lamentável.

    • R.F.

      Os 777-300 nunca voaram para o Rio, sempre foram os 777-200, ou os 767 sucatões, até um tempo atrás.

      • Marcelo Garcia

        Voei 300, 200 remodelados e agora estão vindo pra ficar os 200 nao remodelados que são ainda muito melhores que os resis sucatões que sào os 767. Capaz de voltarem para o Rio os 767 uma vez que inumeros vôos foram cancelados para brasil. Abraços a todos

        • Gabriela

          Necessariamente não será uma constante da companhia. Por exemplo, uma vez voei de KLM e peguei um avião que era exclusivo das rotas da Asia. Provavelmente por algum motivo operacional, substituiram a aeronave. Na volta, voei com um avião normal. A Iberia também trocou as aeronaves pra SP pelo menos pelas modernas, mas vez ou outra vejo uma antiga por lá.

  • Marianilze Alves de Lima

    Viajei 3 vezes mao-mia pela Tam e nada a reclamar, telas individuais, bons filmes, jogos, musicas pra todos os gostos. Comida boa. Atendimento excelente. Nada a dever para AA.

    • Marcelo Garcia

      Não vôo Tam.

      • Guilherme

        Eu não curto muito tambem, mas a executiva no 777 da TAM é bem legal. Vale a pena. Só falta o wi-fi.
        Pretendo usar de novo a business dela no fim do ano se tiver outra promoção de 35.000 pontos o trecho pra europa.

      • Salvatore Carrozzo

        sim, vc deixou claro lá em cima..

  • Felipe de Souza

    Ótimo relato ! Eu estava curioso para saber como ficou o novo interior do 777-200 retrofit realmente ficou muito bom .

  • Bruno Caporalini

    Já voei com a American nesta aeronave e nos sucatões, como já voei com Delta, Copa e Tam.
    A Tam é a melhor sem dúvidas, acompanhada da Delta. A Copa é quase uma low-cost (tb especialista em quebrar malas) e a American péssima, a pior experiência que tive. Vôo de conexão atrasou, perdemos a conexão em Dallas, não recebemos assistência alguma e alguns funcionários da AA debochavam dos passageiros, sequer devolveram nossas malas, com frio de 8 abaixo de zero. Muitas pessoas passaram 24 horas no aeroporto. No dia seguinte vôo novamente cancelado por falta de tripulação, ofereceram hotel e a própria funcionaria da AA dizia ser uma espelunca (por sorte consegui embarcar no lugar de um desistente em vôo pra outra cidade do Brasil e de lá voeei pagando do bolso pra minha cidade). Pra completar minha mala sumiru e, quando chegou, a mala nova estava quebrada. Meu erro foi não ter entrado na justiça contra eles…

  • Priscila Reis

    Fico feliz em ler, que alguém teve um bom voo com a AA.

    EU particularmente, NUNCA mais viajo com eles. Atendimento péssimo, falta de consideração com os passageiros e desorganização.

    No final do mês de janeiro, voei com eles para Orlando no extinto voo que fazia CWB – MIA, e só tive problemas. A ida foi tranquila, mas a volta … só dor de cabeça.

    Ao começar com o cancelamento do voo de MCO – MIA, e ausência de informações; depois a bagunça com a bagagem (não sabiam aonde a minha bagagem estava!); atrasos nos voos (saída de Orlando com mais de 1h de atraso, e depois 1h30 de Miami); aeronaves velhas.

    Para entender vou explicar o que houve, no dia 29/01 tinha um voo marcado de Orlando – Miami – Curitiba, e sem explicações o voo que faria para Miami foi cancelado, e nos falaram que só poderíamos voltar para o Brasil no dia seguinte (algo que não aceitei!), depois de muita conversa consegui um voo da TAM que faria Orlando – Brasília – Curitiba, voo aceito … porém nos alegaram que não sabiam se a minha bagagem chegaria ao Brasil, foi uma longa espera de 2h30 até descobrir que não poderia embarcar, pois as malas tinham “sumido” … Embarquei para Miami, aonde faria uma conexão em Brasília e depois chegaria em Curitiba. Porém o voo que sairia de Orlando, teve um atraso de 1h, o que faria perdemos o voo para Brasília. Ao ver o desespero dos passageiros a AA (única atitude BOA!), “seguraram” o voo para que pudéssemos embarcar. Chegamos em Miami, e formos recepcionados por um PÉSSIMO atendimento dos funcionários. Uma senhora que não nos compreendeu arrancou os nossos tickets da nossa mão, pelo simples fato de não falarmos direito o inglês. Embarcamos novamente, porém ao entrarmos na aeronave vimos que era velha (igual que faz os voos domésticos no Brasil), e os nossos acentos estavam modificados. Estava previsto para levantarmos voo às 21h30 … porém só saímos às 23h. Dentro da aeronave conversando com os passageiros, fiquei sabendo que o mesmo voo no dia anterior teve problemas e foi cancelado … Conseguimos voar e ao chegar no Brasil mais confusão, nos deram o trecho Brasília – Curitiba para às 10h20 e quase perdemos o voo. Depois de muita conversa, a GOL aceitou o nosso embarque e cheguei em Curitiba às 13h30, coisa que deveria ter ocorrido às 07h da manhã.

    Sempre viajei com a TAM e nunca tive problemas … agora mais do que nunca, NUNCA mais viajo com a AA.

    Talvez, eu tenha tido azar … mas a primeira impressão, é a que fica !

    • Caio Teixeira

      Me desculpe, mas achei você muito pessimista diante da situação. Lembre-se você é apenas um passageiro entre milhares, e pelo relato teve envolvimento com mais de uma companhia aérea o que torna mais difícl ainda de controlar a situação. Pensa que apesar de tudo, vc conseguiu realizar o trecho nos dias originais sem mala extravia nem nada …

      • Priscila Reis

        Não diria pessimista … diria que a primeira impressão é a que fica!
        Antes de embarcar, já tive vários problemas com a AA … houve 2 remarcações na minha passagem, isso me fez perder 1 dia na minha viagem …
        Sei que as cias aéreas, não são perfeitas … assim como tive problemas com a American, há pessoas que tem com a TAM e outras …

  • Tiago Sampaio

    Perfeição em viagem seria se as companhias aéreas do Oriente resolvessem difundir voos do Brasil, fazendo conexão em seus hub com destino final aos Estados Unidos.

  • R.F.

    Voei em Setembro passado em um desses 777-200 remodelado, são idênticos aos 777-300, a única diferença é o tamanho e a idade dessas aeronaves. Só discordo da parte que fala que o entretenimento da American é superior ao das cias. brasileiras, porque eu não sei se todas as aeronaves da Tam tem o mesmo sistema de entretenimento, mas o entretenimento do A350 da Tam ganha disparadíssimo desse entretenimento da American, voei algumas semanas atrás no A350 da Tam, e nessa parte a Tam humilha a American.

  • Bruno

    Olha, tem tempo que não vôo de AA.
    Da última vez, tive boas experiências, tanto na ida quanto na volta.
    Tenho mais viajado para a Europa e nessa sexta mesmo, voei pela primeira vez de KLM.
    Minha opinião: IMBATÍVEL!
    Assento confortável, sistema de entretenimento fantástico e com tela cristalina, serviço de bordo perfeito e intermitente e a tripulação mais simpática que já vi.

    Mas, enfim, ótimo o seu relato.
    Parabéns.

  • Alvaro

    Excelente relato, interessante como mesmo uma configuração 3-4-3 pode ser confortável, com bom espaço para as pernas, ao contrario do que muito afirmam

  • Walter

    Parabéns pelo relato. Muito bem escrito. Português acima da média dos conteúdos nacionais.

  • Alvaro

    Excelente relato, mostra que a configuração 3-4-3 pode sim ser confortável, já que não tem nada a ver com espaço para as pernas, o chamado pich, apenas com largura, que nem é tão superior e nem é milagrosamente melhor em 3-3-3

  • Fabio

    Percebo que seus conhecimentos de rotas são bastante limitados

  • César Novaes

    Li alguns comentários criticando bastante a American, eu já voei para os EUA de Delta, Tam, Lan e American, e a American no meu caso foi a melhor, voei no 777-200 na configuração antiga e foi o voo mais confortável que tive.

  • Halvaro

    Esse mimimi de 3-4-3 ja ta enchendo, 1″ a mais ou menos não muda nada para maioria

  • Ricardo

    Me permita discordar de você, eu e todos os viajantes frequentes que perdem um pouco do seu tempo postando relatos em sites de mapas de avião!!!!

    1″ fazem sim muita diferença na largura!! e 2″ fazem mais ainda no espaçamento, pois permite que a poltrona recline mais!!!
    existem até estudos de um instituto do sono inglês sobre o tema (pesquise), a AIRBUS os usa no marketing do A350 !!
    Porém se alguém tiver dúvida sugiro que pesquise os comentários nos sites Airquality e seatguru e tirem as sua próprias conclusões!
    ..abaixo uma exemplo do que vc vai encontrar no seatguru:

    “Submitted by SeatGuru User on 2015/12/09 for Seat 40K:
    Uncomfortable hard seats with poor leg room for a 11 hour overnight sector. LANs old 767’s are far more comfortable than the 787s. Would not fly in a Dreamliner by choice again.”

  • Luis

    Se voar com United,vai entender que a AA é boa!