Como é voar com a Aerocon

Denis Carvalho 28 · março · 2014

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A mais nova integrante da galeria de companhias aéreas avaliadas pelo Melhores Destinos vem lá da Bolívia. A pequena Aerocon tem somente nove aeronaves e uma malha com dez destinos domésticos bolivianos, mas pode ser uma boa opção para quem estiver viajando pelo país e quiser evitar longos percursos de ônibus. Foi o que fez nosso leitor Felipe Ernesto, que hoje relata para nós como é voar na Aerocon. Confira:

No dia 31/08/2013 terminei um mochilão de 27 dias que passou por Peru, Chile e Bolívia. A última parada da viagem foi em La Paz e meu voo de volta para o Brasil, pela GOL, sairia de Santa Cruz de La Sierra. Para evitar uma viagem de ônibus de 17 horas entre La Paz e Santa Cruz, que seria bastante cansativa, resolvi pesquisar voos entre as cidades. 

Avaliacao-Aerocon

A opção mais em conta foi da companhia boliviana Aerocon. O único problema era que o avião pousaria no aeroporto El Trompillo, no centro de Santa Cruz, e o voo da GOL sairia do Viru-Viru, um pouco mais distante da cidade. Eu teria pouco mais de uma hora para me deslocar entre um aeroporto e outro, isso se não houvesse nenhum atraso.

Mesmo assim, resolvi arriscar e fiz a compra pelo site da Aerocon. Alguns links do site contam com tradução para português, mas o processo de compra é todo em espanhol. Mesmo assim é bastante intuitivo e não tive nenhum problema. Fiz o pagamento por cartão de crédito e logo recebi a confirmação da compra por e-mail.

Check-ín e embarque

O voo 177, entre La Paz e Santa Cruz, sairia às 10 horas. Cheguei ao aeroporto de La Paz por volta das 8h30 e fui direto ao balcão da Aerocon. Mesmo com apenas um funcionário trabalhando não havia fila. Fiz o check-in e despachei minha mala em menos de 5 minutos.

Em seguida fui para a sala de embarque, que estava relativamente vazia. Depois de algum tempo, estranhei que passageiros de vários voos que sairiam depois do meu estavam embarcando. Perguntei a um funcionário da Aerocon e ele disse pra não me preocupar que o avião decolaria realmente às 10 horas.

Às 9h55, quando eu já estava imaginando que perderia o voo de volta para o Brasil, chamaram os passageiros da Aerocon. Com a fila formada percebi o porquê da calma, mesmo faltando cinco minutos pro avião decolar. Havia apenas cinco passageiros! Logo que passamos pelo portão de embarque um funcionário deu uma garrafa de água e este foi o único “presente” da companhia.

aero1

Embarcamos os cinco corajosos num avião modelo Fairchild Swearingen, com capacidade para 19 passageiros. A aeronave me pareceu antiga, mas estava bem limpa no interior. A disposição de poltronas é de uma de cada lado. Apenas na última fileira há três poltronas lado a lado. O espaço entre as poltronas é bom, nada muito apertado.

aero3

Logo que entramos o comandante iniciou o processo de decolagem, sem dar os avisos de praxe de onde eram as saídas de emergência, de onde caem as máscaras de oxigênio, etc. Milagrosamente, o avião decolou às 10 horas em ponto. Não houve serviço de bordo, mesmo porque nem comissários havia. Também não há nenhum sistema de entretenimento, nem revistas ou jornais à disposição.

aero2

Após 1h20 de voo pousamos em Santa Cruz de la Sierra. A decolagem e a maior parte do voo foram tranquilas, apesar do barulho grande dos motores da aeronave. Já o pouso foi bastante turbulento, segundo o piloto por conta das correntes de vento.

O desembarque foi realizado na pista do aeroporto El Trompillo e assim que cheguei no saguão a bagagem já estava lá. Um funcionário da Aerocon conferia os comprovantes das bagagens antes de entregar a cada passageiro. Minha mala estava intacta, sem nenhum indício de tentativa de violação.

Avaliacao-aerocon-3

Graças à pontualidade da Aerocon, consegui chegar ao aeroporto Viru-Viru a tempo de pegar o voo para o Brasil.

Conclusão

No geral, apesar da simplicidade dos serviços, voltaria a voar com a Aerocon sem dúvidas. Recomendo para quem quer evitar longas viagens de ônibus dentro da Bolívia.

Agradecemos ao Felipe por este ótimo relato sobre sua viagem com a Aerocon, que com certeza ajudará muitos leitores a optar ou não pela companhia em suas viagens pela Bolívia. E você? Já voou com a companhia? Conte como foi a experiência nos comentários e participe! Veja todas as companhias avaliadas pelo Melhores Destinos neste post.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe