TAM firma acordo com a American Airlines para aumentar opções de destinos na América do Norte

Denis Carvalho 17 · dezembro · 2012

A TAM e a American Airlines anunciaram hoje um novo acordo de compartilhamento de voos (codeshare) para aumentar as opções de voo e permitir que passageiros usem as malhas das duas companhias. O acordo está sujeito à aprovação do Departamento de Transporte dos Estados Unidos (DOT), ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), do Brasil. A aprovação pode levar até 11 meses.

Com o codeshare, os passageiros de ambas as companhias poderão desfrutar de benefícios como a simplificação de reserva de voos e conexões mais convenientes nas Américas do Sul e do Norte (com um único bilhete aéreo). Ao todo, os clientes da TAM poderão chegar a 52 cidades dos Estados Unidos e Canadá a partir de Miami, de Nova York e de Orlando, utilizando a malha aérea da American Airlines.

Com o acordo, a American Airlines substitui também a parceria que mantinha com a GOL no Brasil, que foi rompida pela compra de parte da companhia brasileira pela Delta. A TAM possui outros dez acordos codeshare assinados  com companhias de todo o mundo.

No anúncio, a  TAM reforçou que o acordo com a empresa norte-americana, que é parte da Oneworld “não altera sua condição atual de membro da Star Alliance”. Ao que tudo indica, contudo, a Oneworld deve ser mesmo o destino da TAM a partir de 2014, acompanhando a parceira LAN. A Star Alliance, segundo comenta-se no meio aéreo, deverá ser representada no país pela Avianca Brasil, com a integração de companhia ao programa LifeMiles, da AviancaTaca. A possível compra da TAP, que também é parte da Star, seria mais um incentivo.

Dica do leitor Victor Pirola

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Rony Richardz

    No futuro, será possível usar as milhas da AA.com para emitir passagens da TAM ??

    • Quando ela entrar na Oneworld sim

      • Daniel Gadelha

        É uma pena a TAM sair do StarAlliance.

        • Matheus

          Pois é, a tam saindo da StarAlliance ira piorar muito para quem tem o fidelidade.

      • Alessandro de Ara&ua

        Mas Denis, quando a AA tinha acordo semelhante com a Gol, não era possível emitir passagens pela America usando pontos do Smiles? Esse acordo agora é diferente?

        • Sim, por enquanto é apenas de codeshare

        • Francisco Fernandes

          Na verdade não há necessidade de entrar na aliança para emitir passagens com milhas. A GOL não era da aliança e podiamos emitir passagens na GOL com milhas da AA. Basta que este acordo seja firmado, para que possamos trocar milhas de uma companhia com a outra.

  • Sergio

    Será que elas vão continuar concorrendo nas rotas que atualmente as duas fazem? Ambas fazem de GIG/GRU/BSB para MIA. Se esse acordo acabar com alguma concorrência vai ser mais uma má notícia para o consumidor.

    • Francisco Fernandes

      As duas já foram parceiras ha muitos anos atras, e mesmo assim mantinham voos separados. COmo quem manda é a demanda, não acretido que vá mudar, até porque brasileiro gosta de voar na TAM. E fica esperto porque a LAN já está vendendo passagem pra um voo Santiago x GIG x NYC. Ou seja, teremos voo pra NYC partindo do RIO nos modernos 767 da LAN. Ai a concorrencia vai ficar boa !

    • Leonardo Gomes

      CNF MIA também.

  • João Rodrigue

    Cada dia mais chateado com a saída da TAM da Star Alliance =(

    E com esse destino incerto da TAP também…

  • Victor Mota E Noguei

    Que péssima notícia! Entra a American Airlines aos poucos e com o tempo os acordos Codeshare da StarAlliance vão sumindo. Quem perde somos nós consumidores… TAM deixará de ter voos codeshare com a Lufhthansa, Turkish, TAP, Swiss e outras companhias européias excelentes para ter codeshare com a American Airlines e esses vôos péssimos para os EUA… Deprimente! Torcendo para que a AviancaTACA consiga sumir com a TAM do mapa e compre logo a TAP e faço vôos para a Europa.

    • Francisco Fernandes

      Não tinha como ser diferente, depois da compra da TAM pela LAN. Como a LAN faz parte do OneWorld, é natural que a TAM tambpem fizesse. Perde-se o code share da Star Alliance mas ganha-se os da One World. Sem entrar no merito do que é melhor ou pior, acho que neste caso não teria como ser diferente.

  • Diones Reis

    Por mais que a AA seja ruim pra viajar aos EUA, eu acho péssimo esta notícia, pois acho que no futuro isto acaba com a concorrência, pois a TAM pode muito bem operar vôos da AA e vice-versa.

    Ou seja, você compra um bilhete da AA, e quando vai embarcar, é um avião da TAM.

  • Lucas Brenner

    Galera, sou novo por aqui. Nunca viajei para os EUA e pretendo fazê-lo em Março, indo para Miami… Semana passada comecei a olhar preço de passagens e as da AA estavam sempre mais baratas, em torno de R$ 1825 ida e volta. O voo com a AA é tão ruim a ponto de compensar pagar mais caro e ir de TAM ou outra empresa? Sem falar que com a AA o voos em suas maioria são sem escalas (pelo menos saindo aqui de BH). E uma outra dúvida: como vou em Março, é melhor esperar mais um pouco ou comprar de imediato? Só de semana passada pra cá o preço da AA pulou de 1825 para 2240.. Sei que é comum essa variação, mas será que ainda volta à casa de 1800?

    No mais, obrigado!

  • Márcio Sampai

    Era previsível, pois além do lance na OneWorld a LAN já possuia code-share com a American.

    Por causa da expansão da AA no mercado brasileiro, será excelente para a Tam embarcar passageiros nesses vôos a partir diversas cidades do Brasil p/ Miami, enquanto seus aviões próprios se concentram em Guarulhos.

    Acho excelente para o consumidor, pois em breve poderemos emitir passagens AA com Multiplus, e viajar para Miami (principalmente) sem as terríveis conexões em Guarulhos. Imagino assim: o pessoal de SP vai de Tam, e os do Rio, Brasília, Recife, Manaus, Salvador, BH, em breve POA, usarão AA em vôo direto.