Como é voar na classe executiva da Delta Air Lines

Denis Carvalho 23 · setembro · 2014

Os voos internacionais em classe executiva são o sonho ou a meta de muitos passageiros. Poltronas confortáveis, que muitas vezes se transformam em camas, refeições bem preparadas e todo conforto para fazer a melhor viagem. Como sabemos, porém, cada companhia aérea oferece uma experiência diferente aos passageiros da Business Class. Já temos muitas avaliações publicadas aqui no Melhores Destinos de voos na classe executiva, mas hoje damos início a uma série com várias companhias. A primeira delas é a Delta Air Lines, avaliada pelo leitor Jerônimo Rosado. Acompanhe como foi a experiência dele nos voos de São Paulo a Nova York: 

Compra da passagem

Era um domingo de manhã e voltava de um casamento. Ao abrir meus e-mails, havia recebido uma mensagem do Melhores Destinos, que continha uma promoção para viajar para Nova Iorque em classe executiva. Havia chegado há pouco de uma viagem à Europa e pretendia fazer uma nova viagem no segundo semestre de 2014. Com uma promoção como esta, decidi apostar e comprei duas passagens. A compra foi feita no site Submarino Viagens. Tudo muito fácil. Após, liguei para o telefone que estava no site e marquei os assentos.

avaliacao-delta-executiva

Check-in Guarulhos JFK

Chegamos a Guarulhos às 16 horas, mas o balcão da Delta só abria às 17 horas. O check-in foi feito de maneira rápida, com um funcionário ( Luis C ) muito simpático. Após a checagem das malas e documentos, convidou-nos para usufruir da sala VIP da GOL, empresa parceira da Delta.

Check-in
Check-in

A sala é satisfatória, servindo lanches, sopa e bebidas leves. Confesso que minha impressão foi abaixo do que eu imaginava ser uma sala VIP.

Sala VIP da GOL em São Paulo
Sala VIP da GOL em São Paulo
Sala VIP da GOL em São Paulo
Sala VIP da GOL em São Paulo

Embarque

O grande ponto negativo foi o embarque. O site da Delta é bem claro. Quando oferece a classe business, afirma que haverá um embarque prioritário. Eu, que tinha viajado em classe executiva em outra oportunidade, lembrava-me que o embarque tinha sido diferenciado, o que não ocorreu desta vez. Eles chamaram primeiro a classe executiva, que entrou primeiro no ônibus. O embarque foi prioritário para o ônibus que nos levaria ao avião. Nem finger houve. Ora, se embarcamos primeiro no ônibus, isso quer dizer que, todos que vieram a seguir, até lotar o veículo, desceram na nossa frente e embarcaram no avião na nossa frente. Para mim, um erro imperdoável.

Embarque tumultuado
Embarque tumultuado

Outro lado que avalio como ruim é que todos os passageiros que embarcaram passaram pela classe executiva, já que não foi aberta a porta existente entre a classe executiva e a econômica premium ( uma classe econômica diferenciada da Delta).

Embarque "prioritário"
Embarque “prioritário”

Voo de ida 

DELTA 472 – GUARULHOS – JFK.
BOEING 767-400.

Dentro do avião, as aeromoças foram educadas, destacando-se uma de nome Shelda, filha de brasileira, mas americana nata, muito prestativa. O sistema de entretenimento é muito bom, com uma boa variedade de filmes e um headphone de boa qualidade, com sons graves acima da média.
Há um travesseiro e uma colcha muito bons e macios.

No avião
No avião

É fornecida uma nécessaire para cada passageiro com um kit básico, porém mais do que suficiente.
A poltrona é elétrica e desce 180 graus, virando uma cama. Se tivesse que fazer uma ressalva, seria uma ressalva técnica: quando a poltrona desce para a posição de cama, o espaço para mexer o quadril e os pés fica muito reduzido, dando a sensação de claustrofobia. Preferi descer cerca de 160 graus, o que deixava os membros inferiores mais livres.

 

classe-executiva-delta-11
Poltrona

avaliacao-executiva-delta-06

A comida é muito boa. São servidas bebidas leves, cerveja e vinhos de qualidade aceitável. Avião muito confortável.

Prato principal
Prato principal

Desembarque em Nova Iorque

O voo chegou antes do previsto, o que sempre é bom para quem está desejoso de bater pernas por Manhattan. A despeito das malas terem demorado 30 minutos para aparecer, as que estavam na classe executiva foram as primeiras a chegar, respeitando o que estava preconizado para a business class.

Início da volta para o Brasil – embarque em Nova Iorque 

No aeroporto JFK o nome da sala VIP é Delta Sky Club. Foi feito o check-in em uma área reservada, com embarque também em área diferenciada.

Embarque preferencial
Embarque preferencial

Aqui, diferentemente de São Paulo, ninguém nos encaminhou à sala VIP. Esta, como em SP, é partilhada por membros do SkyTeam, que engloba várias companhias aéreas. Eu, que tinha me decepcionado um pouco com a sala de Guarulhos, tive de rever meus conceitos. Eles ofereciam tira-gostos e refrigerantes, mas nada de sanduíches. O acesso wi-fi tinha uma “pegadinha” que só descobri após perguntar à atendente: era preciso desabilitar um dos wi-fis existentes para que o outro funcionasse a contento.

Sala VIP Nova Iorque
Sala VIP Nova Iorque

 

Voo de volta

DELTA 2916 – JFK – DETROIT.
BOMBARDIER CRJ 900.

Embarcamos no portão C 66, que parece ser um finger único, mas ao chegar ao nível do solo se divide em vários fingers. O passageiro então caminha até o seu avião, por uma área coberta, porém vazada, fazendo com que o frio externo ( estava 4 graus negativos) alcançasse o corredor interno. Para completar o desconforto, não havia nenhum funcionário para indicar em que corredor entrar. Todos passaram pelo corredor que entraria no nosso avião, até aparecer um funcionário e mostrar qual caminho tomar.

Pois bem, para finalizar, para alcançarmos o avião, necessitamos de caminhar alguns metros em área descoberta, o que, convenhamos, no frio, não é agradável. Como não tinha ninguém orientando se poderíamos entrar ou não no avião, expostos ao frio, um passageiro resolveu tomar a iniciativa de embarcar, seguido por todos atrás.

O avião era um CRJ 900, da fabricante canadense Bombardier, com 12 lugares na “primeira classe” e 40 na econômica. Operado pela Endeavor Air, uma subsidiária da Delta. Vale ressaltar que, dos 12 lugares da primeira classe, 9 eram ocupados por brasileiros, trazendo-me à memória o site Melhores Destinos. Sim, acredito que foi a promoção da MD que levou a esta predominância de brasileiros. Não achei condizente com a primeira classe. A diferença entre a primeira e a econômica é mínima, não valendo o preço a ser pago.

CRJ-900 da Delta (Wikimedia commons)
CRJ-900 da Delta (Wikimedia commons)

O voo partiu com uma hora de atraso, devido às condições climáticas. De positivo, o bom humor do comandante que soltou várias piadas, deixando alegre o ambiente. O preço pago por este atraso foi desembarcar em Detroit em cima da hora e não haver nenhum funcionário para orientar o que fazer e em qual portão embarcar. Se não houvesse o atraso, sem problemas, mas o embarque do outro voo já havia começado há algum tempo.

VOO DELTA 53 – DETROIT – GUARULHOS.
BOEING 767-300 – WINGLETS

classe-executiva-delta-25

Os comentários feito no voo de São Paulo a Nova Iorque valem para este avião. Voo tranquilo e no horário.

Prato principal
Prato principal

Desembarque em Guarulhos

Ao chegarmos à esteira para pegar as malas, houve uma certa demora, justificada posteriormente, devido ao posicionamento de nossas bagagens em um setor à parte, onde se lia Sky Priority. Ponto para a Delta por ter o cuidado de separar as malas com a etiqueta de prioridade, mas a empresa perde ponto quando não avisa que isso seria feito.

Quem está viajando pela primeira vez em uma classe diferenciada, ou mesmo quem viaja nesta classe com frequência, mas não havia feito um voo com a Delta, definitivamente não teria como saber que isso iria ocorrer. Uma informação no check-in deste procedimento evitaria esta falha.

classe-executiva-delta-37

Agradeço aos Melhores Destinos pela oportunidade.

Até à próxima!

Agradecemos ao Jerônimo pela fantástica  avaliação e ficamos felizes em saber que o MD contribuiu para que ele fizesse essa viagem (ficamos curiosos para saber quantos dos brasileiros que voavam na Business aproveitaram a promoção que postamos). E você, já voou na executiva da Delta? Conte como foi nos comentários!   

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Matheus

    Muito boa a avaliação! Parabéns!
    Achei engraçada a parte “…o que deixava os membros inferiores mais livres.”

    • Gustavo

      Delta deixa a desejar até na classe executiva. Essa empresa é um lixo.

  • Tatiana

    Fui nessa promo da Delta, graças ao MD, fui no mesmo vôo 472 que o Jerônimo e acredito que pelas fotos, (se vc sentou na última poltrona), eu estava na poltrona a sua frente (então eu devo ter uma foto sua ao fundo rsrsrs). Mas eu voltei no vôo 471 – JFK – GRU.

    MD, eu não tenho n-a-d-a do que reclamar desse vôo, minhas férias começaram desde o momento do check in. O ruim é que ficamos mal acostumados e agora só executiva 😉 Se for pra pagar pouco, melhor ainda!!!!

  • Rafael Poggi

    Gostaria de ter lido mais detalhes sobre o conforto oferecido, como a poltrona, o atendimento diferenciado. E também quanto custou!

  • Luciano

    Esse absurdo procedimento de embarque por ônibus em Guarulhos ocorre desde sempre (pelo menos há mais de 20 anos). Inúmeras vezes já vi funcionários “convidando” os passageiros com prioridade (idosos, grávidas, mobilidade reduzida) a se dirigirem aos ônibus em primeiro lugar e depois, em um completo “non sense”, ao invés de mandarem o ônibus para o avião, liberam os demais passageiros no mesmo veículo. Invariavelmente, os coitados acabam sendo os últimos a embarcar. Impressionante, repetitivo e inexplicável.

  • Luiz Jorge Bolognesi

    Realmente é difícil agradar a todos!! Se vira FLAT é ruim para as pernas, senão desce fica muito em pé. Vai entender….

  • César

    Pegamos essa promoção da executiva Delta em Março desse ano, como o outro colega mencionou aqui, não tenho nada a reclamar, meu embarque foi remoto tambem, mas isso não é culpa da cia!

    • Everton Basílio

      as vezes pode ser culpa da cia quando ela quer reduzir custos. Não sei se esse é o foco da Delta, mas esses dias li por aqui que isso talvez explique o fato de que quase todos as operações da gol seja através das áreas remotas do aeroporto.

  • Gustavo

    A oferta de voos na classe executiva da Delta aconteceu no dia dos pais 2013, aproveitei e comprei para minha família para NY em abril desse ano. Excelente voo mas tive problemas com o check-in em GRU.

    • jorge moraes

      Em N. como em Miami há portões de embarque ao nível do chão, em que os passageiros são obrigados a subir as escadas da aeronaves. Pra mim é uma coisa bem porca.

  • GBC

    Bons tempos aqueles em que podíamos emitir executiva Delta entre BR e US por apenas 37.500 pontos Smiles. Nem classe econômica existe mais no site da Smiles. Eles simplesmente jogaram no lixo o programa de milhagem. Quem quiser executiva, agora, tem que penar muito para achar uma disponibilidade. Quando acha, é com a Aerolienas Argentinas e com conexão em Buenos Aires, por incríveis 85.000 pontos o trecho. Com muita dificuldade, acha-se econômica por 35.000 pontos, também conectando em Buenos Aires. Um absurdo!!!

    • marcio david

      GBC: concordo em n°, gênero e grau. Ou trocando em miúdos: “COMO DESTRUIR UM EXCELENTE PROGRAMA DE MILHAGENS”.
      Abs

    • deniscolli

      Cara antes da desvalorização do Smiles fiz umas emissões bem interessantes…
      Já não tinha mais milhas, então usei promoção de compra com desconto para cartões BB…
      Posso dizer que valeu muito a pena!

  • deniscolli

    Parabéns pelo relato!
    Comprie nessa promoção também, valeu a pena, mas meus voos foram GRU-JFK-GRU
    Por se tratar de Guarulhos, fica dificil culpar a cia aérea pelo embarque remoto…
    Quanto ao frio, isso é comum em embarques nos EUA.
    Em janeiro voei pela última vez MIA-JFK-DUB com a Delta, imagina saindo de 25graus em Miami, chegando em NY com 6graus e neve…
    Os embarques domésticos se não me engano saem do Terminal 2 que não tem uma estrutura muito moderna, no T4 de onde embarquei para Europa os fingers possuem aquecedores, mas era possível sentir um friozinho…
    O embarque também foi pela L1 – porta frontal da aeronave, não vejo isso como um problema – até porque 90-95% das vezes estou na economica…
    Poderiam existir mais promoções com preços competitivos como esta que teve…

  • Ludmila Sobral

    Business Class vale super a pena em voos internacionais, assim com o Jerônimo disse sobre o voo JFK – Detroit, fiz um trecho JFK – Miami de classe executiva e a diferença para a econômica era mínima! No meu caso valeu por ter direito a 3 malas despachadas, mas em outros quesitos é bem similar.
    Me refiro com a Delta, pois nunca voei com outras companhias de Business.

  • Alan Thompson

    Sem dúvida a pior Business pra viajar para os EUA…

  • José

    Relato muito bom.

    Mas, na minha opinião, a partir do momento em que a pessoa se dispõe a escrever um relato deveria também ter a preocupação com as fotos que ilustram o mesmo. Uma boa parte das fotos está borrada e fora de foco.

  • Salvatore Carrozzo

    Mas pq os passageiros da classe economica nao poderiam passar pela executiva? Qual o problema nisso?????

    • walter

      Os ricos nao querem ver os pobres.

    • artur

      Em todas as cias. Aéreas de padrão A a entrada da executiva/ first e feita por fingir separado. A questão é que a confusão e baderna que a econômica faz no embarque causa uma sensação de 25 de março na executiva/ first e tai algo que não queremos

    • Rodrigo Pereira

      para quem acha um erro grave entrarem antes do avião do que o “presidente” kkk

    • Tarcísio Medeiros

      O problema maior não foi a classe econômica passar pela executiva, mas por entrarem pelo mesmo lugar, houve uma demora para entrarem, quando na executiva eles deveriam ser os primeiros a entrar. É a mesma coisa da fila pra entrar, quem é dos cartões TOPs entram primeiro, é uma das poucas vantagens, mas duvido que quem tenha essa prioridade vai aguardar 200 pessoas passarem na frente. Tudo essa “frescura” é inclusa a quem paga mais.

  • Rafaela

    O fato do embarque ser num onibus desgraçado é culpa de nossos medíocres aeroportos. Mesmo que tenha gente fazendo fiasco e dizendo que o terminal 3 é lindo!

    É uma porcaria

  • Rossi

    Parabéns pela avaliação!! Mas, francamente, uma empresa com o a Delta devia renovar essa frota. Tá dando medo de ver o interno dos aviões deles, principalmente as poltronas! Viajei na econômica do DL 104, que faz GRU/ATL, deu até enjoo a TV de tubo rodando a viagem inteira… rsrs… e pelas fotos, a concorrência tem voos infinitamente melhores, não? Abraços a equipe do MD pelo bom trabalho.

  • Nathan Argalji

    Eu também comprei executiva na promoção e simplesmente adorei tudo, a Delta esta de parabéns, estou esperando mais uma promoção para comprar “algumas passagens” ao invés de uma.
    Acompanho diariamente a MD aguardando mais dicas e promoções.
    Obrigado

  • Solange

    Comprei passagem classe executiva da Delta, ano passado numa promoção do Submarino em 10 X de R$ 210,00. Eu e meu marido embarcamos em Guarulhos num voo direto a Nova Iorque… Tudo foi maravilhoso… Serviço nota 10 tanto em São Paulo quanto em Nova Iorque… Sonhamos com promoções como esta…

  • Gustavo

    Achei muito fraca a avaliação, o passageiro não tem a menor noção do que é uma classe executiva e reclamou de pontos que não tem nada a ver com a cia aérea. Provavelmente comprou a passagem na internet. Com isso teve todos os contratempos possíveis do mundo. Um mero atraso de 1 hora quase acabou com a volta do rapaz.

    Quer uma dica, assim como tudo na vida, quando quiser fazer algo com conforto e segurança, consulte um profissional da área que ele com certeza o ajudará a montar uma excelente viagem com os melhores vôos, conexões e aeronaves.

    Eu só compro minha viagem com meu agente e ele da um show

    • Helio Vieira

      Agente? Isso ainda existe em pleno século XXI? Tipo, você paga mesmo uma pessoa para fazer algo que pode fazer sozinho e economizando? Então, está fazendo o que lendo o MD?

      • Gustavo

        Prezado Helio,
        Não só existe como são responsáveis por mais de 80% das viagens feitas no mundo.

        Infelizmente o consumidor brasileiro acha que só consegue economizar passando horas e mais horas na internet procurando promoções. Alguma vez na vida um agente de viagens te cobrou por uma consultoria em um pacote turístico? A resposta é não, pois quem paga o trabalho do agente é o fornecedor final (cia aérea, hoteleiro, empresa de seguro de viagem, locação de veículo e outros). Ou seja, uma consultoria gratuita, especializada, treinada, que responde por problemas ocorridos em sua viagem e que ainda trabalha para fazer você economizar, ter segurança, evitar que você perca seu voo por conexões apertadas de mais, evitar que você fique em um hotel onde suas malas são roubadas e saqueadas e você ainda acha esse serviço caro? Ele é gratuito!!! Vou repetir para você entender, GRATUITO! Agora com certeza você deve estar pensando: ” mas eu acho várias promoções na internet que na agência não tem”. Isso é o que você acha, pois as tarifas são as mesmas, são tabeladas, o que muda é só a forma de apresentação. Quer um exemplo? Você acha uma “mega promoção” de hotel por U$ 100.00 dólares a diária e você pensa “me dei bem” . Mas ais vem os impostos, que dependendo do país podem chegar a 21% da diária, taxas da cidade, 6,38% de IOF do seu cartão de crédito e a diferença cambial do que te foi apresentado no momento da reserva para o que realmente é cobrado na fatura do seu cartão de crédito. Ou seja, por baixo, sua reserva acabou de passar de U$ 100,00 dólares para mais de U$ 136,00 dólares. Incríveis 36% de aumento do valor mencionado na sua compra original, correndo o grande risco de ter uma variação cambial e você ainda paga por tudo isso à vista. No mais, acho o MD um site incrível, com excelente dicas de descontos e que facilita em muito a vida de quem quer viajar. Ele da idéias de viagens e dicas de locais em que você pode viajar pagando pouco. Isso é incrível e esta totalmente de acordo com as funções de um agente de viagens. Nesse caso específico não achei interessante a pois percebi que o rapaz não tinha conhecimento de uma Business Class e nem de que o aeroporto de São Paulo esta em obras. Eu acabei de passar pelo terminal 3 em viagem para o Qatar e a experiência foi completamente diferente. O terminal ainda tem algumas reformas na área do Free Shopping mas a sala Vip está nota 10, padrão internacional.
        No mais, achei extremamente deselegante da sua parte ofender minha profissão. É uma profissão séria que é responsável por cuidar das férias e descanso de milhares de famílias que, diferente de você, entendem e respeitam o trabalho de um bom consultor.

        • Luiz Jorge Bolognesi

          Com minhas viagens sempre consulto o MD e outros sites e depois coto com minha agente que compro a um bom tempo e o preço é sempre melhor ou a mesma coisa, isso levando em conta que qualquer problema quem é responsável é ela, eu nem me preocupo. A AA já cancelou voo meu para o JFK por conta de clima e ela me reacomodou da maneira que eu preferi, voltando de Dubai a Tam cancelou o trecho doméstico e na mesma hora resolveu. Enfim eu sempre compro tickes internacionais com agente.

        • Márcio Silva

          Respeito todas as profissões, mas dizer que em pleno ano de 2014 cerca de 80% das viagens feitas no planeta são intermediadas por agente de viagens é um absurdo. Esse percentual deve ser de 30% no máximo! Neste século XXI, quem se informa bem antes de viajar e lê todas as letras pequenas faz ótimas viagens sem nenhum problema! Sinto lhe informar, mas com o avanço da tecnologia e a abundância de informações disponíveis, profissões como datilógrafos, bancários e agente de viagens, por mais dignas que sejam, tendem a ter cada vez menos adeptos. Todas as minhas viagens internacionais nos últimos 10 anos foram feitas sem NENHUMA intermediação de agentes e foram ótimas! Tive contratempos numas duas, mas foram coisas que resolvi facilmente por ser uma pessoa bem informada. Quem tem em mãos um celular com acesso à internet e tem boa vontade em ler sobre viagens não precisa mais de um agente, essa é a realidade. Abraços

          • Tarcísio Medeiros

            Eu também concordo com você, a proporção certamente é MUITO mais baixa que 90%, basta ver a concentração que a CVC tem no ramo de viagens, e isso porque ela não somente compra a sua passagem, mas também realiza os passeios, hotéis, etc. É tudo num pacote. E é só pras dondocas que nem devem saber usar um PC…

  • FabioPalmeiras

    Muito estranho somente o embarque feito na pista e com acesso por ônibus. Já peguei esse vôo, sempre com embarque nos fingers, em GRU.
    Usei o CRJ 900 de LGA para JAX (Jacksonville) e achei o avião apertado. As malas de mão foram retiradas no embarque e devolvidas ao descer do avião…pois não cabiam nos compartimentos. Nesse ponto, os Embraer e até mesmos os MD-90 da Delta são melhores.

  • Salvatore Carrozzo

    Pois é, Walter, só isso pra justificar mesmo…Triste Brasil.

  • Daiane

    Também comprei essa promoção em um domingo de manhã graças ao MD, nunca vou esquecer a maravilha desse vôo! Foi tudo de bom, não tenho nada a reclamar, pelo contrário, viajar na economica agora vai ser um pouquinho difícil rsrsrsr

  • Rodrigo Pereira

    boa avaliação em termos, então só porque não foi prioritário entrar no avião é um problema grave?, sem comentários, agora o que importa num voou internacional ultra cansativo é embarcar na frente de todos?! kkk piada mesmo…. maldita inclusão do governo dilma

    • Márcio Silva

      Eu também não me importo em não ter o meu embarque prioritário, mas isso é um direito que foi oferecido ao passageiro. Se foi oferecido, deveria ser cumprido. Não acho que querer embarque prioritário e tratamento diferenciado seja uma “piada” e nem que quem queira isso seja “os novos incluídos” do governo. Se a companhia oferece isso e o passageiro tem condições de pagar por isso, tais direitos devem ser respeitados sim.

    • Tarcísio Medeiros

      Não tem nada a ver com o governo. Classe executiva se paga muito a mais, logo ela foi feita para as pessoas terem o maior conforto e menor preocupação possível. Eu nem sei dizer quanto custa uma passagem executiva, mas só a diferença de pontuação do Smiles, pagar quase o triplo de uma passagem econômica, eu também me sentiria bem incomodado em esperar.

      E vale ressaltar, eu viajo de avião desde a época de FHC (sim, quando criança até).

  • Salvatore Carrozzo

    Costumo voar bastante e nunca vi uma baderna que justificasse isso. Parece ser uma fala preconceituosa, isso sim.

  • Roberto

    Achei bastante interessante a avaliação, notadamente, pelos detalhes. Vou procurar fazer os comparativos. Obrigado.