China permite entrada sem visto para brasileiros em viagens de até 6 dias

Bruna Scirea 2 · janeiro · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Brasileiros que pretendem visitar alguns destinos da China por um período de permanência inferior a seis dias não precisam mais emitir o visto de trânsito – a liberação será dada ao turista no momento do desembarque no país. A novidade, anunciada pelo governo chinês no último 27 de dezembro, objetiva ampliar o número de visitantes ao país asiático e deve beneficiar, além de brasileiros, turistas de outros 52 países.

A zona de isenção de visto se limita às cidades de Pequim (Beijing) e Tianjin e à província de Hebei, no norte da China – até então, estas regiões permitiam visitas sem visto com duração de no máximo três dias (72 horas). De acordo com a Embaixada da China no Brasil, o período de 144 horas sem visto já era permitido para brasileiros que visitam Xangai desde 2016.

Conforme o governo chinês, as regras para a liberação do visto de trânsito são as seguintes: “estrangeiros com documentos de viagem internacional válidos e passagem com conexão para um terceiro país ou região com data e assento confirmados podem entrar no território chinês através do Aeroporto Internacional de Beijing, Estação Ferroviária Oeste de Beijing, Aeroporto Internacional Binhai de Tianjin, Porto Internacional de Cruise de Tianjin, Aeroporto Internacional de Shijiazhuang de Hebei ou Porto de Qinhuangdao. A zona de isenção se limita nas cidades de Beijing e Tianjin, e a província de Hebei, e a lista dos países do programa inclui 53 países”.

Além disso, a isenção de visto de trânsito também é permitida por no máximo 72 horas em conexões nas seguintes cidades:

  • Changsha (Changsha Huanghua International Airport);
  • Chengdu (Chengdu ShuangLiu International Airport);
  • Chongqing (Chongqing Jiangbei International Airport);
  • Dalian (Dalian International Airport);
  • Guangzhou (Guangzhou Baiyu International Airport);
  • Guilin (Guilin Liangjiang International Airport);
  • Harbin (Harbin Taiping International Airport);
  • Kunming (Kunming Changshui International Airport);
  • Qingdao (Qingdao Liuting International Airport);
  • Shenyang (Shenyang Taoxian International Airport);
  • Wuhan (Wuhan Tianhe International Airport);
  • Xiamen (Xiamen Gaoqi International Airport);
  • Xi’an (Xi’an Xianyang International Airport).

É importante mencionar que os visitantes que fizerem conexões pelas cidades acima não estão autorizados a circular fora dos limites municipais. Isto é, se sua conexão for em Xiamen, você não poderá ir além do município de Xianmen. O mesmo se aplica às demais.

Até então, visitantes que desembarcavam em Pequim para a visita sem visto, de duração máxima de três dias, reclamavam do curto período de tempo, insuficiente para visitar todas as atrações que a cidade oferece. Já esteve em Pequim? Conta para a gente como foi a sua experiência e qual o número de dias ideal para ficar na cidade!

Autor

Bruna Scirea - Editora