Caraíva! Dicas para a sua viagem a esse paraíso no Litoral Sul da Bahia

Monique Renne 19 · janeiro · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Caraíva é uma vila a beira-mar localizada em meio ao espetacular Litoral Sul da Bahia. Distante 70 km do Aeroporto Internacional de Porto Seguro, ainda pouco conhecida entre os turistas e com a fama de destino rústico, Caraíva vem mudando de cara e cada vez mais entra na rota dos viajantes que desejam conhecer as belas praias da Bahia.

Não faz muito tempo que Caraíva ganhou luz elétrica (restrita, a pedido dos moradores, ao interior das residências e comércios) e até hoje as ruas seguem todas de areia. Na Vila de Caraíva não entram carros, as pousadas são pequenas e o charme ainda é a sensação de estar em um destino que parou no tempo. Excelente pedida para descansar, entrar em contato com a natureza e, claro, curtir as belas praias e um banho de rio ao entardecer.

Caraíva não é pra quem busca luxo, mas certamente é para quem procura um dos melhores destinos da Bahia para ser feliz e tirar boas férias de frente para o mar. E para te ajudar a conhecer um pouquinho mais desse cantinho do litoral baiano, fizemos um post especial com várias dicas sobre o que fazer em Caraíva, como chegar, onde comer, as melhores opções de pousadas e, o principal, as melhores praias e passeios para quem vai passar alguns dias por lá.

Caraíva surpreende por envolver muito rápido os visitantes. Não é para menos… O lugar é mesmo espetacular e você precisará de apenas alguns minutos de barco na travessia do rio até a vila para se sentir parte daquele espetáculo. Aproveite cada minuto em Caraíva e lembre-se de relaxar! Essa é a palavra chave para quem atravessa o Rio Caraíva.

O que fazer em Caraíva

Sorria! Você está em Caraíva! Esqueça o movimento das cidades grandes e as buzinas dos carros. É hora de sentir o vento com cheiro de mar e a areia fina sob pés. Em Caraíva, relaxar é a palavra chave. Deixe do outro lado do rio toda a preocupação do dia a dia cansativo e entre o mais rápido possível no clima lento e delicioso do vilarejo. Encante-se com as casinhas coloridas, as ruas floridas, o povo acolhedor e adiante-se para botar os pés no mar e no rio. Sempre revezando entre eles.

Em Caraíva, você poderá curtir deliciosas praias (algumas praticamente desertas) e tomar banho de rio à beira-mar. Para um banho de mar e rio ao mesmo tempo, não deixe de se sentar nas cadeirinhas da Praia da Barra. Se a pedida for uma praia mais deserta e exclusiva, com mar azul e piscinas naturais, invista na caminhada até a Praia do Camarão e à Praia do Satu, onde, de quebra, ainda tem deliciosas lagoas para banho.

Se preferir um barzinho descolado, com linda vista pro mar, o melhor lugar é a Praia de Caraíva. E se o desejo for de água doce, vá à Prainha do Rio Caraíva. Para dar um intervalo do mar, vale também fazer passeios de caiaque, SUP e canoa pelo mangue. E se der tempo de conhecer os paraísos vizinho, faça os passeios até a Praia do Espelho e a Ponta do Corumbau, seja a pé ou de buggy.

Depois do lindo pôr do sol na beira-rio (acompanhado de uma cerveja gelada e um pastel de arraia no Boteco do Pará), corra para experimentar a culinária local. O tempero baiano é o forte da região, mas por lá há de tudo para recarregar as energias! Faça um lanche rápido com boa música nas charmosas barraquinhas do Beco da Lua ou experimente um dos quitutes mais elaborados nos restaurantes à beira-rio. Mais tarde, invista em um dos forrós de Caraíva para aproveitar até a madrugada. Quando o sol raiar, você já terá um novo banho de mar para recomeçar o dia.

Praia do Camarão

Praia da Barra em Caraíva

Em Caraíva os turistas dividem o tempo entre o mar e o Rio Caraíva. E a ponta de areia onde acontece o encontro dos dois é chamada de Praia da Barra. Essa é a principal praia de Caraíva e onde grande parte dos visitantes passa o dia. Na Praia da Barra é possível escolher entre as cadeiras de madeira de frente para o rio ou de frente para o mar, depende do gosto do cliente. Quem escolher se sentar por lá encontrará quiosques simples onde pescadores oferecem bebidas, peixe fresco e petiscos para passar o dia de sol. Escolha a sua cadeira e relaxe, seja na água doce ou salgada. O pôr do sol na Praia da Barra é um dos mais lindos espetáculos de Caraíva.

Praia da Barra

A Praia da Barra está localizada a menos de cinco minutos de caminhada do centro do vilarejo. A depender da maré, uma parte do trajeto pode estar tomada pela água, mas não será difícil de passar. A maré também influencia muito na cor da água. Com a maré vazante o rio toma conta do mar e deixa a água com tom mais escuro. Já na passagem para a maré cheia o mar avança pelo rio e a água se torna mais clara. Cada hora do dia será uma praia diferente em Caraíva, por isso, aproveite cada minuto.

Praia da Barra

Praia de Caraíva

Apenas a ponta de areia no encontro do Rio Caraíva com o mar é chamada de Praia da Barra, o restante da faixa de areia que segue pelo vilarejo é chamado de Praia de Caraíva. Assim como a Praia da Barra, a Praia de Caraíva sofre grande influência da maré. À primeira vista, o mar em tom marrom pode causar estranheza aos turistas, mas a coloração se deve apenas à vazante do Rio Caraíva, que toma conta do mar e muda o tom da água. Quando a maré enche, o mar volta a ter tons mais azuis e a água se torna mais clara. Tudo depende da hora do dia em que você for à praia.

Para quem gosta de faixas de areia desertas, a Praia de Caraíva é uma boa pedida. Basta caminhar por alguns minutos para chegar à região onde não há ninguém. A praia será só sua! Se quiser algum agito, sente-se nas cadeirinhas do Bar da Praia, que serve boa comida e drinks à beira-mar e à beira da piscina. Se a disposição for grande, siga a pé pela faixa de areia por 11 km até chegar ao Rio Corumbau, onde barcos atravessam os turistas que desejam visitar a paradisíaca Ponta do Corumbau. No caminho você ainda passará por praias dentro da Reserva Indígena dos Pataxós, onde é possível também comprar artesanatos locais.

Praia do Satu e Praia do Camarão

Para quem não abre mão de mar azul e praia deserta a melhor pedida na região de Caraíva é a Praia do Satu. Localizada a 4 km da Vila de Caraíva, a Praia do Satu tem lindas piscinas naturais na maré baixa, falésias e coqueiros que emolduram a paisagem e, de quebra, duas belas lagoas, sendo uma de água doce e outra de água salgada. A distância da Vila de Caraíva ajuda a manter essa praia praticamente deserta. Por lá há somente algumas cabanas e um bar comandado pelo Ataíde, filho do Satu. De resto será só você, o mar e a paisagem.

Praia do Satu

O passeio para a Praia do Satu começa na margem oposta do Rio Caraíva. Será necessário atravessar de barco e seguir em caminhada pela areia em direção norte (rumo de Trancoso). O ideal é fazer o percurso na maré baixa, quando é mais fácil de andar na areia. Durante a caminhada será possível curtir outras praias no caminho, como a Praia do Lontra (ainda com mar escuro) e a Praia do Camarão (anterior à Praia do Satu e também com piscinas naturais). Quem estiver com pique e quiser continuar o passeio poderá andar por mais um quilômetro até a Lagoa do Satu, que é formada por água doce do rio e depois até a Lagoa do Mucaba, que sofre influência do mar e tem água salgada. As duas oferecem banhos deliciosos e merecem a caminhada.

Praia do Satu e Lagoa do Mucaba

 

Se ainda houver disposição depois do passeio, siga até a Praia de Juacena (logo depois da Lagoa do Mucaba) ou mesmo até a Praia do Espelho, acessível por trilha no alto das falésias. De Caraíva até a Praia do Espelho são 9 km de caminhada. Ao final do passeio você poderá pegar um ônibus de volta para Caraíva, sem precisar fazer os 9 km de caminhada no retorno. Boa pedida para um dia inteiro de belas paisagens.

Lagoa do Mucaba

Rio Caraíva e Prainha

Em grande parte dos destinos litorâneos brasileiros a grande estrela é o mar, mas em Caraíva quem atrai mesmo os turistas é o rio. O banho nas refrescantes águas do Rio Caraíva agrada os turistas tanto quanto a praia. É à beira-rio, principalmente na Praia da Barra, onde os visitantes passam boa parte do dia curtindo sob a sombra das cabanas improvisadas e nas clássicas cadeirinhas de madeira. Nesse ponto, é possível dividir a atenção entre o rio e o mar, até porque é ali onde se vê com mais força a alta e baixa da maré, que muda a coloração da água a depender da hora do dia. Um pouco mais para cima, já longe da beira-mar, o sucesso fica por conta da Prainha, onde moradores e turistas se divertem na areia branquinha de frente para o Rio Caraíva. O visual em meio ao manguezal é impressionante!

Rio Caraíva

Para aproveitar o Rio Caraíva vale também fazer um passeio de caiaque e de barco, mas o bom mesmo é descer na correnteza com a ajuda de uma boia. O passeio é relaxante e ótimo para um final de tarde. A boia é tão querida entre os moradores que se tornou parte importante do carnaval na região. No Carnaboia, os barcos se transformam em trios elétricos e os foliões descem o rio boiando. Todos juntos e se refrescando enquanto curtem a festa. Durante todo o dia o Rio Caraíva é delicioso, porém ao final da tarde ele é ainda mais especial. O pôr do sol refletido na água entre os barcos é dos mais lindos cenários de Caraíva. Não saia da região sem tomar ao menos uma cerveja com pastel de arraia diante desse espetáculo.

Entardecer no Rio Caraíva

Passeio para a Praia do Espelho e Praia dos Amores

Entre Caraíva e Trancoso estão duas das praias mais espetaculares da Bahia: a Praia do Espelho e a Praia dos Amores. Juntas, elas presenteiam os turistas com piscinas naturais deliciosas, emolduradas por areia clara, falésias coloridas e muitos coqueiros. Para completar, restaurantes deliciosos recebem os visitantes com ambientes charmosos e convidativos a um dia inteiro de descanso. A Praia do Espelho e a Praia dos Amores são vizinhas e conectadas por uma fina faixa de areia que desaparece na maré alta. Na maré baixa, as duas juntas formam uma das melhores dobradinhas do Litoral Sul da Bahia, com piscinas naturais realmente imperdíveis.

Praia do Espelho

A partir de Caraíva, quem desejar ir à Praia do Espelho poderá optar pelo trajeto de carro, a viagem de ônibus, os passeios de lancha e também a trilha à beira-mar a pé. O trajeto de carro é curto e tem apenas 22 km de distância, porém a estrada ruim aumenta muito o tempo da viagem, que pode levar mais de uma hora. A depender da chuva, a estrada se torna intransitável para veículos que não têm tração nas quatro rodas. Fique atento para não perder a viagem. A questão da estrada também afeta o trajeto de ônibus, que é uma maneira bem econômica de fazer o passeio.

O trajeto é operado pela empresa Águia Azul duas vezes por dia, com saída de Caraíva às 6h20 e 16h. O custo, de Caraíva até a Praia do Espelho (a descida acontece no Condomínio e Pousada Outeiro das Brisas – a 1,4 km da Praia do Espelho), é de R$ 11. Para chegar à Praia do Espelho mais rápido a melhor pedida é o passeio de lancha que sai de Caraíva e tem custo a partir de R$ 150 por pessoa (o preço varia com o número de passageiros da lancha).

Praia dos Amores

Os viajantes mais bem dispostos, ou que gostam de desafios, não podem deixar de fazer a travessia Caraíva – Praia do Espelho a pé. O percurso passa pela Praia do Satu, Praia da Juacena e segue pelo alto das falésias até descer na Praia do Espelho. A caminhada tem 10 km no total e deve ser feita na maré baixa. Para retornar, pegue o ônibus de volta para Caraíva. Certamente a caminhada é a melhor maneira de conhecer a Praia do Espelho e arredores, mas se essa não for a sua praia, vá de carro, lancha ou ônibus. O importante é não deixar de ir à Praia do Espelho e à Praia dos Amores.

Praia do Espelho

Passeio para a Praia da Ponta do Corumbau

A pequena Vila de Corumbau, vizinha a Caraíva, reserva aos visitantes que chegam ao extremo Sul da Bahia uma das mais belas praias do estado: a Ponta do Corumbau. Uma longa ponta de areia adentra o mar na maré baixa e permite longas caminhadas em meio ao mar entre tons de azul e verde. É um lugar para descansar e contemplar a natureza.

A Vila de Corumbau ainda se mantém pouco explorada pelo turismo e o que reina por lá são as casas dos pescadores. Há poucas pousadas e quiosques e, mesmo na alta temporada, o clima é bem tranquilo. Além da espetacular Ponta do Corumbau, quem faz o passeio pode aproveitar a água doce e límpida do Rio Corumbau e os corais de Itacolomi. Em meio à paisagem de areia e mangue, Corumbau desponta como praia imperdível entre os amantes de lugares ainda pouco explorados.

Para chegar à Ponta do Corumbau, a partir de Caraíva, o melhor é pegar um passeio de buggy. O custo do dia de tour é a partir de R$ 50 por pessoa. O valor pode sofrer alteração a depender do número de turistas. O percurso tem duração de meia hora e no caminho há parada para visita à reserva indígena Pataxó. Ao chegar ao Rio Corumbau, os visitantes devem fazer uma travessia de barco (custo de R$ 5 por pessoa). Não vai demorar nem cinco minutos para chegar ao paraíso.

Outra opção, bem mais demorada, é fazer o trajeto de carro. São 124 km até a Ponta do Corumbau via BA-283 / BA-101 / BA-498, mas a estrada de terra é tão ruim que será fácil demorar menos de quatro horas nesse percurso, sendo assim muito mais prático o passeio de buggy. Seja qual for o meio de locomoção, a visita à Ponta do Corumbau é lindíssima!

Ponta do Corumbau

Onde comer em Caraíva

Caraíva, como bom vilarejo baiano à beira do mar, não decepciona e oferece excelente gastronomia. Os pratos, quase sempre inspirados na culinária regional, são bem temperados e com pimenta na medida certa para esquentar os turistas. A diversidade de restaurantes é grande, especialmente se tratando de um vilarejo tão pequeno e com acesso restrito. Em Caraíva será possível experimentar dos famosos pasteis de arraia até um surpreendente risoto de cebola caramelizada com medalhão de filé (para mim, o prato mais inesquecível da viagem).

Os principais restaurantes de Caraíva estão localizado na rua à beira-rio, onde estão concentradas também as lojinhas, mercados e serviços da vila. Apesar de alguns restaurantes funcionarem para o almoço, o mais comum é que a maioria abra as portas apenas ao anoitecer, quando recebem os turistas para o jantar.

Boteco do Pará

Durante o dia os principais restaurantes a atenderem os visitantes são os quiosques de pescadores na Praia da Barra (encontro do Rio Caraíva com o mar) e alguns poucos bares à beira da Praia de Caraíva, como o Bar da Praia. Com a chegada do pôr do sol, os turistas voltam para o centro da Vila de Caraíva em busca de alguns petiscos antes do jantar. É nesse momento que o sucesso fica por conta do Boteco do Pará, que serve o famoso pastel de arraia e o delicioso pastel de camarão.

Quem também abre as portas para o almoço e oferece boas refeições é o Manga Rosa, com PFs bem elaborados; o Cantinho Mineiro, com saborosos pratos e o autêntico tempero de Minas Gerais; e o Culinária Central, com pratos baianos. Quem optar por uma refeição mais leve pode procurar o Cantinho da Duca, com cardápio vegetariano na casa de uma das mais famosas moradoras de Caraíva.

À noite é o momento no qual a culinária é mais farta em Caraíva. Os restaurantes abrem as portas com cardápios realmente deliciosos. A música é ótima, o ambiente acolhedor e o clima é perfeito para recarregar as energias do dia de praia. Um dos melhores restaurantes de Caraíva (onde experimentamos o risoto de cebola caramelizada) é a Caraíva Cachaçaria, com cardápio caprichado e ambiente inspirado no sertão baiano. Com menu bem elaborado e sugestões de pratos diferentes todos os dias, o Jacarandá da Bahia também agrada.

Para escolher entre várias opções e ainda curtir um lindo cenário, vá ao Beco da Lua, onde há diversas barraquinhas servindo pratos rápidos como hambúrgueres e churrasquinhos. Se a pedida for por aliar comida à boa música, sente-se à beira-rio nas mesas do Bar do Porto. Para um lanchinho rápido, tente a um bom sanduíche no Lá no Dom. Não faltarão opções para uma refeição em Caraíva, mas lembre-se de levar dinheiro em espécie. Nem sempre os restaurantes aceitam cartão.

Noite em Caraíva

Apesar da calmaria de vilarejo à beira-mar, Caraíva surpreende com uma noite agitada, especialmente na alta temporada, quando a cidade está repleta de turistas. A noite em Caraíva começa na beira-rio, onde está a maior concentração de restaurantes. Você poderá optar por um jantar tranquilo ou mesas com música ao vivo, como no Bar do Porto e no Beco da Lua. O jantar em Caraíva começa por volta de 20h, depois de uma boa soneca após um dia de praia. Se a ideia for aproveitar a balada, o melhor é estender o descanso e sair da cama depois de 22h.

O agito na madrugada fica por conta do forró, que acontece no Forró do Pelé e no Forró do Ouriço. As duas casas se revezam na festa e a cada dia é preciso assuntar com os moradores para descobrir onde será o esquema. O que podemos garantir é que em Caraíva a noite ferve mesmo só depois de 1h da manhã, quando a música toma conta dos turistas e nativos e o forró não tem mais hora pra acabar. Vale ainda ficar de olho nas festas que acontecem na Vila. E só batendo muito papo com os locais para saber o melhor da noite.

Como se locomover em Caraíva

Na Vila de Caraíva não é permitida a entrada de automóveis. E esse é o ponto chave desse paraíso no litoral sul da Bahia. Os carros que levam os turistas até Caraíva ficam estacionados na margem oposta do rio (ao custo de R$ 25 a diária em estacionamento fechado com segurança). De lá, o acesso a Caraiva é por pequenos barcos que a cada dez minutos saem do porto e levam os turistas à outra margem. O custo é de R$ 5 por pessoa e a travessia não leva nem cinco minutos.Para quem precisa de ajuda com as malas, “carroças” ajudam no transporte até a pousada.

Depois de chegar a Caraíva, a vida se resolverá no chinelo. No vilarejo todas as ruas têm chão de areia, não há asfalto e o mais comum é mesmo bater perna para todo lado. Da praia pra o rio, do rio para a pousada, da pousada para o forró, quase todos os percursos serão feitos a pé. Para passeios mais distantes, como a Ponta do Corumbau e a Prainha (praia à beira do Rio Caraíva), é possível pegar os buggys que têm circulação autorizada. Se a necessidade for de atravessar ou subir o rio, basta ir até a margem e contratar o serviço diretamente com os barqueiros.

Onde se hospedar em Caraíva

A Vila de Caraíva é quase inteiramente dedicada ao turismo. Enquanto grande parte dos nativos mora na Nova Caraíva (na outra margem do rio) ou na aldeia Pataxó de Barra Velha, a Vila de Caraíva é dedicada aos visitantes que chegam para dias de descanso. As casas cercadas por ruas de areia, praia e pelo Rio Caraíva são em grande parte ocupadas por pousadas ou residências para aluguel de temporada. Na Vila de Caraíva o que não falta é opção para entrar no clima tranquilo da região. Não há grandes redes hoteleiras, mega resorts ou hotéis de luxo. O que reina em Caraíva são as pousadas de charme e hospedagens simples, porém sempre com o toque de boas-vindas do vilarejo.

O espaço ocupado pelo centro da Vila de Caraíva é bem pequeno e dificilmente você estará mal localizado. Será preciso escolher entre uma hospedagem próxima ao burburinho da beira-rio, onde estão os principais restaurantes e lojas do vilarejo; de frente para a praia, onde há poucas pousadas com vista para o mar; ou mais para o meio do vilarejo, onde reina o silêncio, mas será preciso caminhar tanto para o rio quanto para o mar.

Vale dizer que a beira-mar e próximo ao rio o custo da hospedagem costuma ser mais alto se comparado ao do centro do vilarejo, mas não é regra. O importante é não deixar a reserva para última hora. Assim você evitará o risco de pagar muito caro. Em Caraíva tem hospedagem para todos os bolsos, certeza que uma delas ira se encaixar no seu orçamento.

Quem está em busca de uma pousada próxima à beira-mar pode conferir a lindíssima Le Paxa, a Pousada da Barra, a Pousada Coco Brasil, a Pousada Céu de Caraíva, a Pousada Vila do Mar, a Pousada Thaynã e a Pousada Caraíva. Para quem procura boa relação custo x benefício e não faz questão de estar de frente para o mar ou próximo à beira-rio, boas pedidas são a pousada Estrela do Mar, a Pousada Raiz Forte, a Pousada da Luci, a Pousada Mangue Sereno e a Pousada Lagoa. Próximas à beira-rio, boas opções são a Pousada Nativa (entre o rio e o mar) Pousada Caraíva Guest House e a Vila Auê Suites. Veja mais opções de pousadas em Caraíva.

Como chegar a Caraíva

Caraíva faz parte do município de Porto Seguro e está localizada a 70 km do Aeroporto Internacional de Porto Seguro (via Arraial d’Ajuda) e 36 km de Trancoso. A dificuldade de acesso a Caraíva é um dos principais motivos que ainda mantêm esse vilarejo à beira-mar tão preservado. A tarefa de visitar Caraíva não é das mais fáceis e é preciso tempo e disposição para chegar até lá. Uma certa destreza ao volante, dirigindo em estradas de terra bem esburacas, também, irá ajudar!

Vale ainda ir de ônibus ou lancha, mas é certo precisar de ao menos uma travessia de barco ao final do trajeto. A Vila de Caraíva, como é chamado o vilarejo onde está a parte turística da região, está localizada depois do Rio Caraíva, por isso a necessidade do barco. O mais comum é que os turistas cheguem na margem oposta, onde está Nova Caraíva. O percurso final, atravessando o Rio Caraíva, é só pra ajudar a entrar no clima da calmaria local.

Como chegar a Caraíva de Carro

Quem está viajando de carro precisa escolher a opção que mais se adequa ao orçamento e ao tempo disponível para o trajeto até Caraíva. Ir de carro para Caraíva – saindo de Porto Seguro, Arraial d’Ajuda e Trancoso – exige um bocado do carro e da atenção do motorista. As estradas são de terra e a quantidade de buracos é bem grande. São pistas de péssima qualidade e que, com grandes chuvas, costumam alagar e se tornam intransitáveis. Quando os temporais são fortes, apenas carros altos e com tração chegam a Caraíva, mas sem chuvas a estrada é acessível por qualquer carro.  Vale, entretanto, o alerta: deixar um pneu furado ou uma roda amassada para trás não é raro nas estradas de Caraíva, por isso, fique atento na hora de dirigir.

Outro detalhe importante, e que deve ser levado em consideração, é a proibição de veículos motorizados em Caraíva. O carro, obrigatoriamente, deverá ficar no vilarejo de Nova Caraíva, na margem oposta do rio e onde há estacionamentos disponíveis para os turistas ao custo médio de R$ 25 a diária. A travessia – que dura menos de 5 minutos – será em um dos barcos que levam os turistas à outra margem pelo custo de R$ 5.

Quem sai do Aeroporto de Porto Seguro e deseja ir direto para Caraíva tem duas opções de trajeto. A primeira – mais longa – é via BR-367 e Estrada de Trancoso (BA-001 e BA-283). O trajeto total é de 100 km e tem 2h15 de duração, mas a estrada é bem melhor. A segunda opção é via Arraial d’Ajuda (atravessando o carro de balsa), com percurso de 70 km pela Estrada de Trancoso e mesmo tempo de duração do trajeto anterior. Vale ainda fazer o caminho passando por dentro de Trancoso, afinal, é sempre bom dar uma voltinha no Quadrado. De Trancoso até Caraíva será 1h de viagem.

Como chegar a Caraíva de ônibus

O trajeto mais comum para os turistas que chegam a Caraíva é com saída de Porto Seguro, Arraial d’Ajuda ou Trancoso. Nos três casos o ônibus é uma boa solução para economizar, especialmente para quem não está de carro. O ônibus parte da balsa no lado de Arraial d’Ajuda e faz parada em Trancoso e depois Caraíva (além de uma passadinha na Praia do Espelho). O trajeto é operado pela empresa Águia Azul duas vezes por dia, com saída do Terminal de Balsas de Arraial d’Ajuda às 7h e às 15h. O retorno de Caraíva é às 6h20 e 16h. O custo, de Arraial até Caraíva, é de R$ 18,50. A viagem tem, em média, 2h40 de duração. 

Como chegar a Caraíva de táxi ou transfer

Quem optar pela comodidade, a melhor opção é reservar um táxi ou transfer para o percurso entre Porto Seguro, Arraial d’Ajuda ou Trancoso e a Vila de Caraíva. O custo varia de acordo com o número de passageiros e a pousada em Caraíva poderá ajudar com a indicação de um profissional para realizar o serviço. A Trancoso Táxi realiza todos os transfers acima, porém não testamos o serviço.

Como chegar a Caraíva com passeio de lancha, carro ou quadriciclo

A partir de Trancoso estão disponíveis passeios de lancha, carro e quadriciclo para Caraíva, algumas vezes com parada na Praia do Espelho. Caso queira aproveitar o dia para curtir um passeio, vale ir até Caraíva com o tour e depois já ficar por lá! É uma boa maneira de chegar a Caraíva, mas certamente bem mais cara se comparada ao carro ou ônibus.

Os preços do passeio variam de acordo com o número de passageiros e tipo de transporte contratado. Consulte a empresa de turismo para ter certeza da possibilidade de realizar ou não o trajeto de volta, para assim aproveitar e já ficar em Caraíva. Se você tiver apenas um dia disponível para ir a Caraíva, os passeios também são boas opções. O tour por terra tem custo médio de R$ 150, o de lancha R$ 250 e o de quadriciclo R$ 450 (para uma ou duas pessoas).

Dicas do que levar para Caraíva

  • Roupa de Banho (é tudo o que você precisa no dia de praia e rio);
  • Chinelo e sandália (será o seu melhor companheiro em Caraíva);
  • Roupas leves e sem luxo (Caraíva é bem simples e você precisará de roupa só para o forró e os jantares);
  • Tênis leve, sandália ou papete (caso não queira andar de chinelo o dia todo ou para caminhar na praia);
  • Lanterna (as vias públicas não são iluminadas);
  • Protetor Solar;
  • Roupas com proteção solar;
  • Todos os remédios importantes para você (não há grandes farmácias em Caraíva);
  • Bolsa térmica (há vários cantinhos desertos nas praias de Caraíva e região e levar a bolsa térmica com bebidas é uma ótima pedida para economizar);
  • Bolsa impermeável para objetos pessoais, eletrônicos e documentos;
  • Repelente contra insetos;
  • Carregador extra de bateria (não é raro queda de energia em Caraíva);
  • Câmera fotográfica e câmera fotográfica à prova d’água;
  • Boia inflável (porque uma das melhores atividades de Caraíva é boiar no rio);
  • Dinheiro suficiente para todos os dias de viagem (não tem caixa eletrônico em Caraíva e alguns estabelecimentos não aceitam cartão).

Quando ir a Caraíva

Caraíva é destino para ser visitado durante todo o ano. O clima na região se mantém constante ao longo dos meses e a variação de temperatura entre o período mais quente e mais frio não passa de 4°. Os meses mais quentes do ano são no verão, entre fevereiro e março, quando a mínima média é de 26°C e a máxima é de 28°C. Já os meses mais frios, no auge do inverno, são julho, agosto e setembro, com mínima de 23°C e máxima de 24°C.

O sol sempre aparece em Caraíva, porém a chuva também está presente durante todo o ano. Mesmo os meses mais “secos” são chuvosos. Será difícil escapar de ao menos alguns chuviscos quando estiver por lá. A boa notícia é que as chuvas costumam ser passageiras. Os meses mais chuvosos são março, abril, novembro e dezembro, com precipitações que variam de 141 mm a 165mm. Já o mês mais seco é agosto, com 81 mm de chuva, o que não é pouco. A combinação de temperatura mais baixa e aumento das chuvas faz o meio do ano – entre maio e julho – o período menos recomendado para visitar Caraíva. Já o período entre a primavera e o verão está entre os prediletos para ir à região.

A alta temporada em Caraíva começa depois do Ano Novo e segue até o Carnaval, quando acontece o famoso Carnaboia. Esse é o período no qual a região está mais cheia. Feriados prolongados também atraem maior número de turistas, mas é difícil o vilarejo ficar lotado. Na baixa temporada, marcada pelo inverno, é comum que muitos restaurantes e pousadas fechem as portas. O período é ideal para quem deseja preços mais baratos. Já a alta temporada tem valores inflacionados e preços bem mais caros.

*Com dados do Climatempo

Afinal, por que viajar para Caraíva?

Quando falamos de um litoral tão rico em belas praias quanto o da Bahia é difícil decidir pra onde ir. Arraial d’Ajuda, Trancoso, Itacaré, Península de Maraú… São tantas opções espetaculares que a dúvida é inevitável. Quais motivos, então, levam um turista a Caraíva?

Parece bobagem, mas Caraíva tem um clima especial que não se encontra em nenhum outro lugar.  Não se trata apenas de belas praias, um rio ótimo para banho, pousadas charmosas e restaurantes com pratos deliciosos. Não é a travessia até a Praia do Espelho, a caminhada para a Praia do Satu ou o passeio até a Ponta do Corumbau que fazem de Caraíva especial. A Vila de Caraíva é maravilhosa por causa das pessoas, do clima, das ruas de areia, das paredes pintadas carinhosamente pela Duca, do forró que começa na madrugada e da felicidade que nunca acaba. Caraíva não é um destino para ser visitado. Caraíva é um destino para ser vivido. Entregue-se e seja feliz, seja no rio ou no mar.

E você? Já esteve em Caraíva? Deixa aqui as suas dicas! Afinal, Caraíva é de todos e quanto mais dicas, melhor!

Autor

Monique Renne - Editora de Destinos Jornalista e repórter fotográfica viciada em passagens aéreas. Com um mundo inteiro a ser descoberto.