Companhias low cost argentinas são autorizadas a voar para o Brasil

Thayana Alvarenga 17 · março · 2017

Os novos voos de companhias low cost da Argentina para o Brasil estão cada dia mais perto de virar realidade. Foi publicado hoje no Diário Oficial da Argentina as resoluções do Ministério dos Transportes da Nação, concedendo autorização das rotas solicitadas pelas companhias Alas del Sur, American Jet e Andes Líneas Aéreas. Entre os trechos, há pelo menos cinco destinos no Brasil!

Por outro lado, Flybondi e Avianca Argentina, que também mantêm interesse em voar para o Brasil, devem esperar mais algumas semanas até resolver suas pendências individuais. No caso da Flybondi, será necessário apresentar os contratos de locação ou compra de aeronaves. A Avianca Argentina não divulgou quais são os reais motivos do atraso.

A resolução diz que a American Jet ganhou uma concessão para explorar 13 voos regulares no total, incluindo uma rota para Porto Alegre. O voo deve partir de Neuquén e passar por Córdoba e Rosário antes de chegar à capital gaúcha. Ao se concretizar será uma opção para chegar a essas cidades.

 

A Andes Líneas Aéreas é a única companhia que já opera voos regulares na Argentina e teve aprovação para operar uma rota de Buenos Aires a São Paulo com escala em Córdoba. Geograficamente não parece fazer muito sentido – talvez fosse mais interessante que os voos tivessem início em Córdoba, oferecendo a ligação direta de São Paulo a Buenos Aires.

Já a Alas del Sur ganhou permissão de um voo para o Brasil com uma rota meio estranha, passando por três destinos brasileiros: Córdoba – Buenos Aires – Porto Alegre – São Paulo – Rio de Janeiro. A companhia pediu 21 voos, todos nesta configuração.

Agora resta esperar por definições sobre a Flybondi e a Avianca Argentina, principalmente porque as duas companhias geraram grandes expectativas.

É importante lembrar que não há prazo para que os voos sejam iniciados e, antes de tudo, eles ainda precisam ser aprovados pela ANAC brasileira. Uma nova audiência deve ser realizada no mês de abril, então vamos aguardar por mais novidades no mercado de aviação argentino!

Publicado por

Thayana Alvarenga

Repórter

  • Anderson Cunha

    Muita calma nessa hora. A única companhia aérea dessas que já opera na Argentina, Andes Lineas Aereas, cobra para ida e volta de Buenos Aires a Córdoba, com taxas incluídas, entre 1.675 e 3.500 pesos argentinos, ou R$ 332 e R$ 695 – dias 18 e 25 de abril. O trecho é de cerca de 700 quilômetros. Fazendo uma pesquisa de São Paulo a Florianópolis, com distância semelhante, nessas mesmas datas, as empresas brasileiras cobram, preços mínimos de R$ 270 (Azul), R$ 347 (Avianca), R$ 387 (Gol) e R$ 397 (Latam) – também com taxas incluídas. Portanto o que temos aqui é uma empresa que “se vende” como low cost, mas que pratica tarifas muito próximas às de companhias tradicionais brasileiras. Se a Andes e as as outras seguirem esse exemplo para os trechos entre Brasil e Argentina, teremos mais do mesmo.

    • Sergio Loureiro

      Perfeito seu comentário

  • Jorge Soirefmann

    Esse lance de “low cost”, em muitos casos, é só estratégia de marketing, nada mais.

  • mariostefa

    Concordo com a decisão da Justiça Brasileira. Falaram em cobrar pelas bagagens , mas na diminuição dos preços, ficou prá depois. Se as empresas fossem sérias, poderiamos até concordar em pagar pelas bagagens,

  • Sergio Loureiro

    Vendo a lista das empresas hermanas, lembrei da Lamia.

  • Sergio Loureiro

    Se comparar com Gol, Multiplus e Azul, os caras não estão oferecendo nada de novo. Mesmo preço ou até mesmo superior

  • Sergio Loureiro

    Thayana,
    Por favor, estou com dois comentários bloqueados. Por favor libere. Grato.