Veja como é o Boeing 787 Dreamliner da American Airlines que estreou hoje em voos para o Brasil

Denis Carvalho 10 · novembro · 2015

A American Airlines iniciou os voos para o Brasil com seu novo Boeing 787 Dreamliner. A aeronave, considerada uma das mais modernas do mundo, está sendo usada na rota de São Paulo a Los Angeles. A companhia apresentou hoje a aeronave à Imprensa e o Melhores Destinos foi até lá conferir o que o 787 da AA tem a oferecer aos viajantes.

A American configurou seus Dreamliner em três classes: Econômica, Econômica Premium (Main Cabin Extra) e a Business. Começamos o nosso tour justamente pela classe executiva, que é dividida em duas seções e oferece 28 assentos cama. Sim, 28 assentos! E o segredo está na disposição em “Z” ou “espinha de peixe” das poltronas.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-098

Para quem está acostumado com as classes executivas convencionais é um pouco estranho ver fileiras de poltronas nos dois sentidos, com parte dos passageiros viajando de costas. Além disso, à primeira vista isso torna a cabine um pouco confusa. Parece que sobram poltronas e falta espaço nos corredores.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-032

A impressão, contudo, se esvai ao tomar seu assento. A American caprichou e as poltronas full flat tem tudo para agradar aos seus viajantes. O espaço é bom, as camas chegam a 1,9 metro e todas oferecem acesso ao corredor. As cores sóbrias caíram bem ao design do 787.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-020

O monitor, de 16 polegadas é retrátil: pressionando um botão ele sai de seu compartimento. O mesmo ocorre com um descanso para o braço, que se eleva conforme a vontade do ocupante.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-007

Mas o mais bacana é o sistema de controle da poltrona, por meio de uma tela touchscreem, do tamanho de um smartphone, que ainda comanda as luzes e ativa a opção “não perturbe”. Quando está deitado, o passageiro tem a opção de usar dois botões convencionais para fazer a poltrona subir novamente.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-029

Além da tela também ser tátil, há um controle remoto retrátil com fio, bastante similar ao que a Avianca Brasil usa em seus Airbus, que permite ao passageiro controlar as funções do sistema de entretenimento, que oferece mais de 250 filmes, 180 programas de TV, 18 canais de rádio e 380 álbuns de música. Para desfrutar de tudo isso, fones de ouvido Bose com redutor de ruído estão a disposição.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-011

Em termos de conectividade, a American preferiu pecar pelo excesso: são duas tomadas de 110v e duas saídas USB em cada poltrona! Muito bom! Ainda há uma simpática luz de leitura lateral, além da superior e alguns porta objetos disponíveis.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-013

A segunda seção da executiva, onde fica a porta da aeronave, é bem menor, mas mantém as mesmas características da primeira. Passando por ela, chegamos à classe econômica, ou Main Cabin, como preferem as companhias americanas.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-040

A diferença entre a Economy e a Economy Extra é basicamente o espaço, que é 12 centímetros superior na segunda. Nenhuma grande novidade por aqui, mas as poltronas não são ruins, dentro do padrão da econômica.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-079

A configuração é de 9 poltronas por fileira (3x3x3),com 57 na econômica premium e 141 na classe econômica. Dica: para quem viaja em duas pessoas e quiser evitar a poltrona do meio, há fileiras com apenas os assentos no fim das duas cabines.

boeing-787-dreamliner-american-airlines-062

O revestimento é em tecido com o encosto em couro e há uma boa tela touchscreem individual, com a mesma opção de controle remoto com fio da Business (sim, idêntico ao da Avianca Brasil).

boeing-787-dreamliner-american-airlines-091

Os passageiros contam ainda com uma tomada de 110v e uma saída USB por assento, o que é sempre muito útil em viagens longas.

No mais, há as vantagens que o Dreamliner oferece: sistemas de redução de ruídos de voo e de iluminação com cores diferenciadas, maior estabilidade, sistemas inovadores de pressurização e umidificação da cabine que reduzem o cansaço da viagem… e as janelas!

boeing-787-dreamliner-american-airlines-100

Pois é, a American já é a quinta companhia a voar com o 787 para o Brasil, mas não tem quem não se encante pelo menos um pouquinho com a misteriosa janela que fica transparente ou opaca apenas pressionando um botão. Elas estão disponíveis tanto na executiva quanto na econômica e não deixa de ser engraçado ver executivos e jornalistas testando o sistema, com aquela expressão de “Nossa, como será que isso funciona?”. Coisas do 787.

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Wescley Lima

    Show! 🙂

  • Patrick Ferreira

    Enquanto isso o A380, não vai operar no Brasil.

  • Victor Cecon

    Excelente aeronave, viajei no 787 pela Air Canada (YVR – YYZ) e me surpreendi pela modernidade. Achei que a qualidade do ar estava muito melhor, além daquelas janelas sensacionais. Todos os voos deveriam ser no 787. Hehehe

  • Alexandre Sperotto

    Eu vou nesse em Maio, que blz!!!!

    • Mariana Ribeiro

      Também vou de 787 em maio, de Los Angeles a Londres pela Virgin America! Mal posso esperar

      • Mariana Ribeiro

        Oops, é pela Virgin Atlantic!

        • Guilherme Barbieri

          Eu farei a mesma rota, mas a segunda pela British no A380.

  • FabioPalmeiras

    Lamentavelmente, hoje, a AA anunciou o fim dos voos diários de Campinas para Miami, a partir de fevereiro/16. Viajei nos voos 998/907 semana passada e lamento muito o final dessa rota (que mal tinha começado), pois moro em Campinas (mesmo os aviões sendo velhos, sem entretenimento… as viagens foram muito tranquilas e rápidas). Detalhe: ambos os voos estavam lotados (talvez pelas promoções). Espero que a AA mantenha esse vôo ao menos 2 ou 3 vezes na semana. Anunciou que vai manter voos sazonais partindo de Campinas. Tenho certeza que uma coisa que influencia muito nessas decisões é o fato de o avião ficar parado 12 horas, quando poderia estar fazendo outras rotas (como acontece com os aparelhos que saem daqui e chegam em Miami). Meu voo que veio pra Campinas, o avião tinha acabado de chegar de um outro estado americano. As pessoas desceram e pouco menos de 1 hora depois, estava partindo para Campinas. Aqui, as estrangeiras são proibidas de fazer voos locais (e também não tem tripulação disponível). Resultado: avião parado=prejuízo. Pior para nós, de Campinas e do interior de SP. Nos resta a Azul (já que a Copa também anunciou parada), sem qualquer concorrência nos preços.

  • R.F.

    Já voei no 787 da Lan de Madri para Frankfurt, realmente um avião sensacional, quase não tem ruído, você quase não sente a pressão também, o jogo de luzes…

  • Gustavo Machado

    Uma correção !!
    A American iniciou dia 06/11 a operação com o 787 para GRU
    Abraços !!!

    • Antonio Silva

      Li em outro canal que foi dia 05 !

  • thebestof80

    Voei no 787 entre Lima e Los Angeles com a LAN e a configuração na econômica é péssima. Nunca viajei tao apertado e olha que já fui pro EUA com diversas companhias, inclusive a Copa no 737. A idéia da janela parece ótima, mas mesmo completamente escura incomoda quando o sol nasce, já que a luz vaza pra dentro da cabine. Posso dizer que foi decepcionante.

  • jorge moraes

    Os voos da AA de/para SP (GRU) também chegam de manhã, ficam o dia todo tomando sol no pátio e retornam para os EUA no final da noite. Isso é bastante comum. E nem por causa disso esses voos vão ser cancelados.

    • Márcio Sampaio

      E bastaria que o retorno fosse logo depois da chegada. Assim, um dos trechos seria noturno e o outro diurno. A TAP costuma fazer isso em quase todos os voos para Brasil.

      Hoje com a diminuição da demanda, não compensa para a empresa operar em Campinas, a apenas 100 km de Guarulhos. Do ponto de vista do passageiro, claro que é ruim, mas a empresa diminui muito seus custos de operação.

  • Douglas Funnie

    Incrível! Voei no B787-8 de Santiago para São Paulo com a LAN. É uma aeronave maravilhosa! Achei as janelas sensacionais! Mal posso esperar para voar no 787 novamente!

  • Tulio Mêne Melo

    Sinceramente, a executiva é moderna. Ajuste do assento digital, mas sinceramente viajei e fiquei com sensação de claustrofobia. Imagina vc viajar de costa, do lado ao contrário. Viajei com minha esposa, e ficamos praticamente isolados um do outro. Sem contato, sem poder conversar, dar as mãos, jantar conversando. Enfim se vc for viajar sozinho e gosta de privacidade, ótimo, se toma ficar espremido no seu assento, só pra ter o privilégio de acesso ao corredor, perfeito.
    A nova executiva da tam, que não têm acesso exclusivo ao corredor, mais em contra partida, pra quem viaja com a esposa é excelente.

    Sim a tam, melhorar o atendimento, reformular o cardápio é carta de bebidas, ficará muito próxima dos concorrentes.

    Acho que já deu um bom avanço, com os assentos flatbed,
    Está na hora de trocar os kit amenity, deixar mais moderno ( fechar uma parceria com a rimowa, ou bvulgari, porshe design ). Colocar headphone da bose. Pequenos cuidados, para deixar a nossa experiência em outro nível.

    • carliny oster

      Que fofo! preocupado em ficar ao lado da esposa! Tão raro isso…

  • Andre Luiz Gomes Dantas

    nem comentaram do snack bar da executiva, vai rolar esse beneficio? Farei o voo de executiva em breve, hehehe

    • Everton

      Também quero saber disso…. Comprei passagens para junho/16, depois da notícia da promoção da executiva…

    • Antonio Silva

      Tem sim ! Fique tranquilo !!! kkk

    • Oi Andre. nós nào fizemos o voo, apenas avaliamos a aeronave, mas eles comentaram que tem sim!

    • Daniel

      O snackbar se resume à uma bandeja com salgadinhos em saco, copos com frutas secas e suco ou água. Nada de muito chique ou diferenciado como você encontra nos A380 da Qantas ou Emirates.

  • Andre Luiz Gomes Dantas

    e o snack bar?

  • Andre Luiz Gomes Dantas

    eu vou de bussiness graças ao MD!!!! Obrigado. MD

  • Cersei depiladora de opiniões

    Eu acho muito garbo.

  • MTorres

    Eu vou nessa Business. Promobug o/

    De 787 ate lax, e depois de 777 sucatão até Tokyo. Depois BKK de JAL.

    Tks MD

    • GBC

      Tinha que ser um A380 ou esse 787 LAX NRT. É uma pena. Também irei de promobug e já tá me dando faniquito de pensar na “econômica expandida” do 777 por tantas horas.

      • MTorres

        Mas a Business do 777 velho não é tão ruim. Da pra descansar de boas. Mas não é nada comparavel a essas novas. Quem sabe até la mudem a aeronave

    • Diego Cabral

      qual período? vou de MAO para BKK via LAX e NRT também. #promobug

  • João

    Amigos, alguma notícia do sucatão AA REC/MIA/REC sumir de vez do mapa? Não que a rota se extingue, longe disso, mas que a AA jogue essse equipamento na lixeira, pois dá medo de voar nesse 737 saindo de Recife.

  • Daniel

    Permita-me discordar do fato de que esta aeronave/vôo estreou hoje. Eu estava no vôo 215 de LAX para GRU no dia 4/11 e que chegou aqui no dia 5/11. Segundo o piloto, o vôo era inaugural e, portanto foi a verdadeira estréia da aeronave nessa rota.

    Viajei na executiva, poltrona 2L, portanto “de costas” e foi interessante ver como as aeromoças estavam meio perdidas com o funcionamento da aeronave. Ou o treinamento não foi bem feito, ou as aeromoças (aliás, uma delas gatíssima, mesmo já sendo loba, e extremamente educada) não absorveram bem o training.

    O curioso também na executiva para quem viaja de frente, é que o cinto é transversal, e não abdominal, como de costume. Uma outra curiosidade é viajar “de costas”: teve passageiro que achou esquisito pois na decolagem, você é pressionado contra o cinto, e na aterrissagem, contra o assento (o inverso de um assento de frente). Um ponto negativo nessa disposição de um de frente e outro de costas é que, como os assentos estão conectados e fazem parte do mesmo conjunto de fixação, toda vez que o passageiro da frente ou de trás se mexe, o outro sente seu assento se mexer. Isto é extremamente irritante porque se assemelha com alguém dando chutes na suas costas (coisa comum na econômica) e isso é imperdoável. No 787 da Qatar, cada assento é fixado separadamente, e portanto você não sente o vizinho da frente ou de trás se mexerem.

    Apesar disso, o assento é 200 vezes melhor do que o do 777, e dormi 7 horas no vôo todo de 12h (um recorde de dormida sem acordar para mim), graças ao full flat, coisa que o 777 não tem e que deve ser o pior assento de executiva que já viajei. Acordei achando que estava em casa, tamanho o conforto. No mais, o avião não me trouxe muita novidade, a não ser o touchscreen para mexer na poltrona. Isto porque já viajei no 787 da Qatar de HND para DOH.

    Fora isso, a qualidade da comida foi muito boa comparada à minha ida no 777 (GRU-LAX-NRT) e volta no 777 (NRT-LAX), além do atendimento que foi muito bom.

    Convém mencionar que não tirei fotos nem nada porque honestamente tenho vergonha de ficar fazendo isso no avião…

  • Daniel Mansur

    Viajei no 787 da Air Canada no mês passado (YYZ – NRT). Foi o avião mais silencioso que eu já andei! As janelas são realmente sensacionais. Mesmo sendo um voo diurno, não entra claridade. Quero muito voar novamente nesse avião!

  • Charles Barros

    Gostaria de entender melhor sua escolha de assentos, pois quando 2 pessoas estão com a cabeça voltada para o ângulo “V” podem conversar, dar as mãos e interagir o tempo todo na posição sentado. Realmente a interação fica limitada quando um está de frente e outro de costas e também quando os pés estão no no ângulo “V” – neste caso o distanciamento entre um casal fica maior ainda. As fotos publicadas pelo MD vão ajudar e muito às pessoas que têm dúvidas em relação a escolha dos assentos.

  • GBC

    Amigo, gostei muito do relato, principalmente porque terei a experiência de ir até Tókio, na executiva, em abril/16. Ao que tudo indica, o voo entre LAX-NRT irá me frustrar, após a “primeira perna” ter sido feita com esse 787. Vi fotos e relatos e a classe executiva desse 777 mais parece uma econômica expandida. O que mais me intriga é o voo da maior cia aérea americana entre duas enormes potências globais ocorrer num avião não top de linha. Lamentável, dada a duração do voo e o valor da passagem.

    • Jonatas Elias

      Só uma correção, a maior cia aérea americana é a Delta, aliás, a maior do mundo por passageiros transportados e passageiros quilômetros voados. A AA é a maior em tamanho de frota e valor de mercado, ficando bem atrás nos outros quesitos.

      • Luiz Roberto

        Depois da fusão com a US a American voltou a ser a maior do mundo em tudo, inclusive passageiros transportados e passageiros quilômetros voados. Em 2014 transportou 197,3 milhões, em segundo a Delta com 105,5 e em terceiro a United com 138 milhões. fonte: Flight Global. http://www.aviacaocomercial.net/rankingcias.htm

    • Daniel

      Pois é … eu não consigo entender o que levou a AA a fazer esse tipo de executiva, e pior, como é que podem fazer algo assim considerando a altura e largura dos americanos médios … fica difícil entender mesmo, e devo dizer, explica muito o por que da maioria dos passageiros de negócios preferirem fazer o trecho até Tóquio com outras cias ao invés da AA (a maioria tenta ir de JAL ou ANA, mas estas são bem mais caras). Se eu tiver de voltar para o Japão, no “modo CNPJ” vou de Qatar por que, ainda que seja mais cara, é mais cômoda (apesar de usar o 777 no trecho Brasil) e pontua One World. AA para a Ásia ou Oceania, enquanto for 777, nunca mais !

  • Luis Rocha

    gostei do “loba” uhauhuaa

    • Daniel

      huahuahuahua …
      fiquei enlouquecido com ela

  • MTorres

    Não tem nada de mais esta de costas. Nem da pra sentir. Só na decolagem que se sente algo. Todos os jatinhos privativos tem acentos de costas e nem por isso são ruims. Marquei eu e a patroa de costas pois ficaremos com a cabeça proxima.

  • Tarcísio Medeiros

    757, não?
    Terei de voar nela em abril, mas por minha sorte a peguei, passagem pra São Paulo está surreal de cara nesses tempos…

  • Carlos Silva

    Tenho uma pergunta e sei que não é o local ideal. Comprei uma passagem AA, durante o “bug”, para o dia 10/12. Um mês depois, descobri um cancer e há um mês, fiz uma cirurgia. Entretanto, terei que fazer sessões de quimio e radioterapia. Posso pedir a alteração das datas, uma vez que seria por motivo de saúde? Eles podem cobrar pela alteração? Caso não queiram alterar alegando que foi comprada por preço muito inferior ao normal, a justiça seria o melhor caminho?

  • Acho que o mais indicado é tentar um contato com a companhia e chegar a um acordo. Se não for possível, ai é ver a possibilidade de alguma outra ação. Boa recuperação!

  • ARYSON FRANCA

    Realmente, eu também só gosto de viajar do lado da minha esposa na executiva para aproveitarmos o momento, e até porque na hora da turbulência é na mão dela que eu seguro kkkkkkk

  • ARYSON FRANCA

    Por enquanto só teremos um voo experimental pela EMIRATES no próximo sábado 21 chegando de Dubai e saindo 1:30 do domingo por causa da corrida, depois volta o 777-300.

  • Antonio Silva

    A AA usa um 757 nos voos para o Nordeste amigo !

    • jorge moraes

      Caindo aos pedaços.

      • Antonio Silva

        Sim ! kkkk

      • Negro Lu

        Tem um assentos que parecem que foram cagados de tão sujos.

    • João

      Perdão, é o 757. Pra mim dá no mesmo, pois ambos tem poltronas 3×3.

  • maria lucia

    Eu tinha uma passagem para Vancouver comprada com mta antecedência mas não era promobug e minha mãe teve um infarte. Eu liguei para AA, expliquei a situação, apresentei o prontuário dela na unidade coronariana do Copa D’Or e eles foram corretíssimos comigo. Me ofereceram de voar em outra data qualquer desde que eu mantivesse a mesma rota, como eu sou filha única e ela não estava bem de verdade eu não aceitei, aí eles devolveram o dinheiro pago via depósito no cartão de crédito com o qual eu havia pago. Escrevo para lhe dizer que é possível e você deve tentar pq eu precisei e eles me atenderam exatamente da maneira como eu havia pedido. Vale dizer que o processo todo durou menos de 30 dias. Boa sorte no tratamento e com a AA.

  • Monica

    Ate’ que enfim pois as aeronaves que saem de Campinas sao um horror!!! Nunca mais!!!

    • jorge moraes

      Esse voo com B787 sai de GRU. AA vai cancelar a rota de VCP a partir de 2016.

  • Rafael

    É interessante pois é uma rota que sempre teve forte histórico de cancelamento (Unites e Delta criaram no passado e abandonaram). Se aumentram a aeronave é porque deve estar indo bem.

  • Rafael

    Operações internacionais em Campinas não são viáveis, com equipamentos bem mais modernos em GRU. Simples assim.

  • Anna Paula

    Noossa deve ser ótimo mesmo! E enquanto isso aki em Recife, se quiser ir de voo direto, só temos a opção de um avião velho q vive dando defeito e atrasando sempre…

  • Negro Lu

    Eles estão reavaliando a malha de voos e aproveitando a parceria com a TAM para reduzir custos. Dizem que a próxima rota a ser extinta será Salvador/ Miami. Veja que é bem mais cômodo fazer Salvador / BH/ Miami. Nos Sites de pesquisa de preços essa rota é disponibilizada e a aeronave de BH é mais moderna, com entretenimento e possui mais assentos (767-300). Além disso, a demanda para a capital baiana é muito pouca. Há disponível hoje apenas 3 dias de operações. O que no passado acontecia 7 dias na semana, passou pra 4 e agora, com um dia a menos, 3 dias. A AA negou que encerraria as operações em SSA, mas ela fez o mesmo com Capinas , POA e CWB.