10 passeios em Bariloche para toda a família!

Leila Aisen 30 · maio · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Bariloche é uma das cidades turísticas mais importantes da Argentina. Cerca de 900 mil viajantes de todo o mundo a visitam no inverno, por seus importantes centros de esqui, e no verão, por suas impressionantes paisagens e atividades aquáticas. Na alta temporada de neve, a cidade recebe tantos viajantes do Brasil que os locais a apelidam de “Brasiloche”.

Quer receber as promoções de passagens do Melhores Destinos no seu Whatsapp? Clique aqui e se cadastre! É grátis!

O que muitos brasileiros não sabem é que Bariloche oferece muitas alternativas para toda a família ao longo do ano, com o extra para pagar menos por estar fora de temporada. Fomos a Bariloche para contar neste post as viagens imperdíveis que você pode fazer em família durante todo o ano!

10 passeios em Bariloche para toda a família

 

1. Colonia Suiza

Localiza-se a apenas 25 quilômetros do centro de Bariloche e foi o primeiro assentamento europeu da região. Declarada patrimônio histórico, mantém as características originais da época de sua fundação, no final do século XIX. Aqui você pode saborear o tradicional curanto, uma comida araucana que foi introduzida desde o Chile. Sua preparação tem toda uma cerimônia, que pode ser vista aos domingos e começa antes do meio dia. Além disso, há várias casas de chá e restaurantes, lojas de artesanato e uma ótima feira de artesanato que funciona às quartas e domingos. É recomendável ir nesses dias!

 

2. San Martín de Los Andes

É uma das cidades mais importantes da Patagônia Argentina e está localizada a 183 km de Bariloche. Foi fundada em 1828 e tem apenas 45 mil habitantes. Embora pareça longe, vale a pena fazer pelo menos um bate-volta para ver os famosos 7 lagos (Espejo, Correntoso, Escondido, Villarino, Falkner, Machónico e Lacar). Na primavera e no verão é comum ver os campings próximos aos lagos cheios de gente.

O belíssimo Correntoso, um dos 7 lagos de San Martin

O caminho de Bariloche a San Martin passa pelos Parques Nacionais Nahuel Huapi e Lanín, e você pode visitar Villa La Angostura, um típico vilarejo de montanha. O passeio pode ser feito alugando um carro ou com agências, onde custam cerca de 110 dólares.

A charmosa San Martin de Los Andes

 

3. Circuito Grande

É um dos passeios mais recomendados! Saindo de Bariloche e margeando o rio Limay, você chegará ao Anfiteatro e à paisagem única do Valle Encantado, onde estranhas rochas podem ser vistas, entre a estepe e a floresta úmida. Seguindo o caminho, você chegará à pequena e pitoresca Villa Traful, muito procurada por pescadores. Seguindo um pouco mais você também pode visitar Villa La Angostura.

Villa La Angostura

O passeio pode ser feito de carro, mas vale a pena reservar um tour, já que os guias costumam ir e voltar por caminhos diferentes que têm belezas naturais próprias para mostrar. O passeio custa cerca de USD100.

 

4. Cerro Tronador

É o monte mais alto da região e está no coração da Cordilheira dos Andes, sendo o limite natural entre Argentina e Chile. A base deste vulcão, adormecido há 10 mil anos, é de 900 metros e o pico está a 3.500 metros. Recebe o nome de Tronador pelo barulho que faz o gelo quando cai.

Cerro Tronador

Para chegar à sua base, passamos por parte do Parque Nacional Nahuel Huapi, que possui florestas, lagos, praias, montanhas e cachoeiras. Suas principais atrações são os glaciares Manso, Castaño Overa, Alerce e Frías, localizados no topo, e o Ventisquero Negro, que é um glaciar muito particular.

Glaciar Negro

Recomendamos não ir em um dia nublado, porque não poderão apreciar a beleza da montanha. Para os alpinistas profissionais, é possível escalar o Tronador no verão e na primavera com guias autorizados.

5. Cascada de Los Alerces

Ao sul do Parque Nacional, margeando os lagos Gutiérrez e Mascardi, um caminho montanhoso nos leva até a bela cachoeira no meio da floresta valdiviana, típica da região. Ali nasce o rio Manso, que desce do Cerro Tronador até o Oceano Pacífico, superando corredeiras e cachoeiras como a famosa Cascada de los Alerces. Este passeio pode ser feito em meio dia.

Lago Espejo – faz jus ao nome!

 

6. Isla Victoria e Bosque de Arrayanes

Este é um passeio que deve ser feito com uma agência, já que para chegar à Isla Victoria e ao Parque Nacional Arrayanes se navegr pelo Lago Nahuel Huapi. Ambos têm trilhas de baixa dificuldade para todas as idades. O passeio dura metade de um dia e custa aproximadamente USD50.

Parque Nacional Nahuel Huapi

7. Brazo Tristeza

Este passeio começa no Puerto Bahía López, localizado a 7 km do belo Hotel Llao Llao, onde ficamos hospedados. El Brazo Tristeza é um profundo fiorde glacial do Lago Nahuel Huapi, cercado por montanhas íngremes e cachoeiras. O setor oeste do braço é uma reserva natural, onde numerosas espécies de plantas são protegidas e é o habitat de animais nativos. Chegando ao final do braço, vale a pena desembarcar para uma caminhada até a cachoeira de Arroyo Frey. O passeio leva o dia todo e custa US$ 100.

 

O lago Nahuel Huapi, visto do hotel Llao Llao

8. Cruce Andino

Estando tão perto da Cordilheira dos Andes, que é o limite natural da Argentina com o Chile, é altamente recomendável cruzar para o outro lado com o Cruce Andino. Através de belos lagos andinos, você pode chegar a Puerto Varas, no Chile. Esta rota foi usada há mais de 400 anos pelos índios Huilliche para fazer comércio, e depois os padres jesuítas a usaram para fundar as missões na região Nahuel Huapi. Se você decidir fazer essa viagem, lembre-se de levar seu documento para cruzar a fronteira.

 

9 – Passeios de pesca

Bariloche é conhecida pela qualidade dos peixes salmonídeos: trutas arco-íris, trutas marrons e trutas de arroyo foram introduzidas no início do século passado, colonizando mais de 90% dos rios e lagos da Patagônia. É um excelente lugar para quem faz pesca esportiva, seja a bordo ou na costa. As agências locais oferecem passeios especializados, com guia profissional, barco e equipamentos de pesca incluídos.

10 – Cavalgadas

Em diversas áreas e estâncias de Bariloche você pode fazer diferentes passeios a cavalo para desfrutar das paisagens deslumbrantes da Patagônia Argentina. Há opções para todos os níveis: dos iniciantes aos cavaleiros mais experientes!

Preparando sua viagem? Confira nosso post com dicas essenciais de Bariloche! Tem mais dicas de passeios por lá com a família? Deixe seu comentário e participe!

Autor

Leila Aisen - Editora - Argentina
  • Renato Silva

    Quando estive em Bariloche em todos os passeios que saia da cidade tinham blitz, notei que coincidentemente tinham muitos carros de aluguel parados e bastante brasileiros parados os locais passavam tranquilamente, alguém tem mais informação sobre isso?