Banco HSBC anuncia fim das operações no Brasil

Denis Carvalho 9 · junho · 2015

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

O banco britânico HSBC anunciou hoje que vai encerrar suas operações no Brasil. A informação é parte de seu novo plano estratégico, que inclui ainda a saída da Turquia e a demissão de cerca de 50 mil funcionários em todo o mundo. O objetivo é reduzir os custos em US$ 5 bilhões e conseguir um retorno sobre o patrimônio líquido de mais de 10% até 2017.

Dois dos cartões de crédito do HSBC estão no Ranking dos Melhores Cartões de Crédito do MD: o HSBC Mastecard Black, considerado o segundo melhor cartão do País, e o HSBC Premier, que ocupa a 18ª colocação da lista, que avalia os melhores cartões para quem deseja acumular pontos para viajar. O HSBC fez o anúncio em um comunicado enviado à Bolsa de Valores de Hong Kong, pouco antes de oferecer uma atualização detalhada sobre o novo plano de investimentos. O banco afirma prever a demissão de cerca de 10% de seus funcionários –entre 22 mil e 25 mil pessoas. A esta quantia serão somadas outras 25 mil demissões devido ao encerramento das operações de varejo na Turquia e no Brasil, país em que ficará só com o atendimento a grandes empresas.

No Brasil, o banco britânico é hoje o sexto maior em ativos, tem 853 agências focadas na clientela de alta renda e emprega 21.479 funcionários. Tem ainda a financeira Losango, que financia compras na agência de turismo CVC. A Losango está à venda há pelo menos quatro anos, mas o negócio nunca saiu porque o banco pede um valor considerado muito elevado.

Desde que o espanhol Santander comprou em 2007 o antigo Banco Real, o HSBC ficou pequeno demais para competir no país. Focou o segmento de alta renda, tentou vender a Losango,mas a reestruturação ainda não deu resultado. Os principais interessados na operação brasileira são Bradesco e Itaú, que também disputavam a Losango.

Informações da Folha de S. Paulo.

 

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe