Azul vai reduzir oferta de voos no Brasil e enviar 19 aeronaves para TAP Portugal!

Leonardo Cassol 21 · janeiro · 2016

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

O presidente da Azul, Antonoaldo Neves, afirmou ontem nos Estados Unidos, durante um evento internacional de aviação, que a partir de março a empresa vai reduzir em 7% da oferta de voos domésticos e que enviará 19 de suas aeronaves para operação da TAP Portugal, na Europa. A companhia aérea de origem portuguesa está agora sob o comando do consórcio Gateway, formado por David Neeleman, fundador da Azul.

A TAP vai receber 19 aeronaves, entre Embraer 190, ATR e A330. Com isso, nossa oferta deve reduzir em 7% no doméstico. O internacional também será repensado. Nossa ideia neste momento é ter apenas um voo diário para Orlando e outro para Fort Lauderdale”, afirmou Neves ao portal Panrotas.

É uma redução bem significativa de frota e de oferta de voos e uma má notícia mesmo para quem nunca voou com a Azul, já que haverá uma menor concorrência em determinadas rotas. E, no setor aéreo, quando a concorrência diminui, as tarifas sobem!

Além da redução de voos anunciada em função da crise econômica e da atual cotação do dólar, ainda há especulações sobre o desistência da Azul em iniciar as operações para Nova York. Por outro lado, é possível que a companhia lance um novo destino internacional ainda no primeiro trimestre de 2016.

“Nós temos caixa para segurar este momento instável e não vamos fazer corte de pessoal, até pela nossa filosofia de treinamentos. Fora isso, deveremos ganhar cerca de R$ 200 milhões em sinergia com a United em 2016, e isso nos dá a condição de melhorar muito o nosso serviço. Teremos um posicionamento global a partir de agora, honrando nossa base de acionistas”, completou Antonoaldo Neves ao Portal Panrotas.

foto-aviao-azul

Além da United, o grupo chinês da Hainan Airlines também é sócio da Azul desde novembro 2015, após anunciar a aquisição de 23,7% do capital da empresa por R$ 1,7 bilhão.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.