Extra! Dono da Azul ganha disputa para ficar com a TAP

Denis Carvalho 11 · junho · 2015

A TAP já tem um novo dono. Trata-se de David Neeleman, empresário que também é dono da Azul Linhas Aéreas foi declarado vencedor do processo de privatização da companhia portuguesa. A decisão foi tomada hoje durante o Conselho de Ministros de Portugal, no qual o Governo aprovou a venda de 61% da companhia a Neeleman, que se aliou nesta operação ao empresário português Humberto Pedrosa, dono do grupo empresarial português Barraqueiro.

“Foi selecionado o agrupamento Gateway, atendendo ao maior mérito da sua proposta, em especial no que respeita à contribuição para o reforço da capacidade económico-financeira do grupo TAP, em especial ao projecto estratégico apresentado e as acções representativas do capital social da TAP”, afirmou o comunicado.

O empresário norte-americano, que também tem nacionalidade brasileira, disputava com German Efromovich, dono do grupo Avianca. A oferta de Neeleman, em termos estratégicos, aposta no desenvolvimento da operação da TAP no Brasil e em uma investida no mercado dos Estados Unidos, com 53 novos aviões. Em termos financeiros, a primeira proposta previa investimento de até 350 milhões de euros na companhia, mas não se sabe se houve alguma elevação após as negociações com o governo.

A330 TAP

Dono da terceira maior companhia brasileira, que por ano transporta mais de 20 milhões de passageiros, Neeleman optou por uma atitude discreta neste processo. A única declaração pública que fez à imprensa portuguesa ocorreu a 5 de Junho, por escrito, depois de ter apresentado a oferta final pela TAP.

A companhia, que ainda será parte estatal, não terá a marca unificada com a Azul, pelo menos no médio prazo. O consórcio Gateway, união de forças entre Neeleman e Pedrosa, ficará, com 61% da TAP, estando 5% reservados aos trabalhadores. No entanto, se não houver procura para esta última fatia, os 5% serão entregues ao investidor privado, conferindo-lhe uma participação de até 66%. A intenção do Governo é alienar o capital restante da companhia de aviação dentro de um período máximo de dois anos.

“Na avaliação do projecto tivemos em atenção a proposta remetida na componente técnica e estratégica. Ambas as propostas são viáveis para apoiar a TAP na concretização do plano estratégico mas a proposta do agrupamento Gateway atende de forma mais rápida os desafios que a empresa tem de enfrentar no curto prazo. É mais dinheiro e mais cedo no tempo para fazer face aos desafios de tesouraria que a Tap tem”, afirmou o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro.

Apesar de a decisão ter sido tomada nesta quinta-feira, será ainda necessário obter luz verde por parte das entidades reguladoras, especialmente da Direção-Geral da Concorrência da União Europeia.

Com informações do Publico, Observador e RTP.

Dica dos leitores Rodrigo Aguiar, Fernando Gama, Wólnei Franco e Werlesson Silva.

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Jefferson Reisinger

    O sortudo que venceu a promoção de passagem vitalícias quando a Azul inaugurou curtiu essa publicação.

    • Bruno Miceli

      O cara já abriu sorriso com os voos pros estados unidos.. agora ficou thug life..

    • Pedro

      Na verdade o dono da Azul tem 49% da sociedade que vai comprar 61% da TAP.
      Não é a Azul que está comprando a TAP!

      A TAP não terá nada a ver com a Azul a principio assim como a JetBlue nada tem a ver com a Azul

    • Eduardo Soares

      ae colega rs! eu ganhei um prêmio de consolação (2 passagens nacionais) por ter sugerido o nome Azul mas não fui o primeiro… sorte e azar ao mesmo tempo :-). E aí, desfrutando muito o passe vitalício?

  • Thiago

    Boa notícia, sendo a Azul uma das donas da TAP, fica cada vez mais próxima a sua entrada na Star Alliance. Os FFP agradecem, depender da Avianca Brasil é tenso.

    • Caio

      Retificando: o Neeleman é quem detém 61%, não a Azul. A JetBlue, por exemplo, também pertence ao mesmo dono, porém nem voos compartilham (nem mostram intenção) como a abertura de voos para os EUA.

      • Pedro

        Na verdade ele tem 49% da sociedade que vai comprar 61% da TAP.
        A TAP não terá nada a ver com a Azul a principio assim como a JetBlue nada tem a ver com a Azul

      • Marco

        Até onde sei o Neeleman não tem mais nada da JetBlue…

  • Leandro L

    Torcendo por uma promoção de pontos em dobro pela TAP!!!
    Hoje recebi e-mail de pontos em dobro da Credicard Exclusive para transferencia pra Azul.. Pena que não uso esse cartão, por medo do destino que o Itaú dará a ele.

    • jorge moraes

      Tirei este cartão este ano sem medo de o Itaú estragá-lo. Pois, o Itaú comprou a Credicard faz uns dois anos e não estragou o cartão em nada.

  • Debota

    Parabéns Azul,grande avanço no mercado!vcs merecem amo voar com a Azul pra mim é a melhor companhia do Brasil

  • Coelho

    Denis, foi a dica que enviei as 10:43?

  • Por onde? Não recebi!

  • Pousada Florianopolis Sc

    A Tap já anda fazendo boas promoções. Acredito que deva melhorar ainda mais.
    Tomara que abram voo prá Floripa. http://www.hotelhola.com.br

  • LLOS

    o/

  • Helio

    Quero ver ele enfiar a cor azul na empresa. No nome já vejo: Transportes Azuis Portugueses… 😉

    • Pedro

      uma das clausulas de venda e a manutenção da marca e da ligação com Portugal, além de manter o HUB de Lisboa

  • Aukai Pilotti

    Possivelmente a TAP deixe a parceria com a Smiles!

    • Pedro

      por 65 mil milhas cada perna para a Europa nao fará falta!

  • Fernando-RJ

    Muita calma aí! Vamos ver se ele vai linkar as empresas ou se vai operá-las separadamente, como a JetBlue.

  • Vinicius

    Acho muito difícil a AZUL se juntar a TAP. São empresas diferentes com propostas diferentes e mercados diferentes. Fora que ele não é dono 100% da empresa. Acho que dificilmente haverá uma integração.

  • Thalitta Sousa

    so eu nao me animo com a noticia? Ele ja comprou a Morris Air, JetBlue e WestJet, todas são independentes.Entao vai continuar na mesma

    • Wescley Lima

      Pois é. Ele mesmo deixou claro que ele está comprando a empresa e não a Azul. O que nos resta é esperar que um dia possa haver alguma integração entre a Azul e a Tap. Já que a Azul é a aérea que atende mais destinos no Brasil e a Tap opera muitos voos para várias cidades no Brasil.
      Pois com o início dos voos internacionais da azul, todos torciam por no mínimo um codeshare e compartilhamento de milhas/pontos entre as duas empresas, e infelizmente isso até hoje não aconteceu.

      • Fernando-RJ

        Como companhia Low-Cost (JetBlue), acho que será difícil esse sonho de codeshare com a Azul.

        • Jetnba

          A Jetblue é Low-Cost em termos, pois é uma das poucos empresas que a 1a bagagem não é cobrada dentro dos EUA, oferece snacks gratuitos nos seus voos (famosas batatas fritas azuis) e tv ao vivo em seus voos!!! Um serviço muito melhor que muitas empresas tradicionais!!!

  • Wescley Lima

    Creio que essa novela ainda não acabou e está longe de acabar. A oposição não deseja que a Tap seja vendida e está fazendo de tudo para que não aconteça. Enquanto ficam na burocracia a empresa vai afundando. E o que mais me dói é ver que alguns (não estou generalizando) portugueses preferem ver uma grande empresa como a Tap encerrar suas atividades do que ser vendida para um “brasileiro” ou qualquer outro latino-americano.

  • Uma coisa importante que estou vendo as pessoas fazerem confusão aqui nos comentários é que quem está comprando a TAP é o David Neeleman, e não a Azul Linhas Aéreas.

    E o Neeleman não é dono da JetBlue. Ele a fundou, assim como fez com a Morris Air (comprada pela Southwest), a WestJet e a Azul. Hoje o Neeleman não está entre os 10 maiores acionistas da JetBlue (http://www.nasdaq.com/symbol/jblu/institutional-holdings).

    A compra ainda precisa de aprovação da UE, que em sua legislação tem restrições para acionistas estrangeiros em cias aéreas na Comunidade Europeia. Ademais, haverão eleições em Outubro em Portugal e caso o Partido Socialista ganhe, este já disse que fará de tudo para melar a compra e ter a TAP como empresa estatal. Também tem-se dúvidas se o Efromovich não tentará rever a decisão, uma vez que sendo ele um colecionador de nacionalidades (nasceu Boliviano e hoje é cidadão também do Brasil, da Colômbia e da Polônia), pode se valer pela legislação da UE mencionada.

    Sobre as expectativas futuras da TAP e para nós brasileiros, eu creio que com quase toda a certeza ambas operarão com marcas e operações independentes, em um molde muito parecido como faz a IAG atualmente com a British Airways, a Iberia e a Aer Lingus (Recém-comprada). O que pode ocorrer é que ambas utilizem o mesmo programa de milhagem (e neste caso, preferiria que fosse algo mais próximo do Victoria que o horrível Tudo Azul) e que a Azul finalmente participe da Star Alliance (a TAP já parte da aliança).

    Mas até lá, veremos como serão as reações do Efromovich, da UE e o resultado das eleições portuguesas.

    • Andre Person

      Por que o Tudo Azul é horrível?

      • Regras mudam todos os anos, não tem tabela de resgate; os valores dos resgates são muito elevados; a validade dos pontos são de apenas 2 anos; o único parceiro aéreo é a United.

        Como passageiro elite, o custo de obtenção é muito elevado, e com um péssimo custo/benefício pois coisas básicas como upgrade no assento ou sala VIP ou não existem ou são muito limitados. Não faz parte de nenhuma aliança; não tenho benefício elite no único parceiro aéreo deles; não tenho benefício elite com nenhum outro parceiro a não ser um eventual upgrade de categoria de carro alugado na Hertz (no Brasil apenas); o atendimento ao cliente é ruim.

        Preciso dizer mais?

        Ps.: Sou cliente no Tudo Azul desde antes deles começarem a voar (estou entre os 100 primeiros cadastrados), fazendo viagem com a Azul desde o seu 1º mês de operação. Fui cliente Safira desde que eles começaram com este tier, mantendo-o até ano passado quando depois do 3º ano seguido de mudanças nas regras do programa (todas para pior) eu decidir não me fidelizar mais à empresa. Portanto sei bem do que falo.

  • Hermes Hs

    Já foi exposto que Neeleman tem itenção de compartilhar vôos com a Jet Blue, após o início das operações para os EUA, para conectar os passageiros da Azul a mais destinos domésticos nos EUA.

    • Matheus

      Inclusive essa foi a intenção da Azul ao lançarem os vôos para FLL que é um dos hubs da JetBlue e não MIA.

  • Bruna

    Pronto! Agora o preço vai ficar astronômico! A Azul é a mais cara e tem menos promoções do que qualquer outra. As únicas promoções reais da Azul são as passagens pros EUA, porque estão tentando ganhar mercado.

  • Jose Renato

    O problema agora é o tempo, tudo tem que ser finalizado até as eleições legislativas de outubro, tendo em vista as declarações do pessoal do Partido Socialista e do Partido Comunista – opositores ao atual governo -, que disseram que tudo farão para reverter a privatização da TAP se vencerem as eleições de outubro, além dos políticos o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil também é contra a privatização. Agora quem sabe se sob nova administração as aerovelhas sejam substituídas por gente que goste do que faz e trate bem os clientes.

  • Marcos

    A princípio vejo como boa notícia, o tempo vai dizer se é mesmo ou não.

    • fernando

      acho que os preços da TAP, que hoje são baratos, vão subir muito, foi assim com a Azul. Que pena!!!

  • luis

    Avianca cresce muito lento ao contrario da Azul.

  • Marcos Moreira

    NADA COMO SEPARAR HOMEM DE MENINO. PARABÉNS AZUL E PARABÉNS AVIANCA. FAZENDO HISTÓRIA E NÃO ESTÓRIA.

  • jorge moraes

    Agora com certeza o novo dono vai cortar várias rotas aqui no Brasil É impossível a Tap dar lucro por aqui voando pra trocentas cidades brasileiras. Nenhuma outra cia estrangeira faz isso.

    • José

      A American Airlines faz. Em pouco tempo, iria ser mais fácil ir a Miami do que a Brasília, ai veio a alta do dólar e….

    • Alan

      Entendes agora a importância do ente público no desenvolvimento da nação? Se o objetivo for puramente o lucro, o desenvolvimento fica em segundo plano.

  • bernard

    A TAP era uma das companias mais baratas pra voar até Europa. Agora sendo privada, os preços vao voar tambem !!!!

  • Mar

    Tenho a impressão q para os passageiros não será tão bom…Possivelmente o programa Victoria vai corrigir para cima a sua tabela.

  • Afonso Weigert

    Alguma previsão à curto/médio prazo de transferência de pontos Smiles/TAM para nova parceria Azul/TAP? Será possível?

  • Aukai Pilotti

    Sem dúvida!

  • Jonatas

    Estava torcendo pela Azul porque tinha muitas milhas deles. Ia esperar a compra da TAP e garantir uma viagem já para o ano que vem (não havia pensado que de repente não haverá um compartilhamento com a Azul), todavia, como venho monitorando o site da Azul Viajanet e (vai a dica) achei voos do Rio para Roma ou Veneza por menos de 75000 ida e volta, ida Março e volta Abril, achei excelente, ainda mais porque havia ganho milhas em dobro na transferência, quer dizer, “saiu” por somente 35000. Para informação, no Victoria estava por 80000.

  • Não, isso não vai acontecer.