Má notícia! Azul terá taxa para escolha de assentos em voos nacionais a partir de 14 de maio!

Redação 7 · maio · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Azul vai iniciar a cobrança pela reserva antecipada de assentos em voos nacionais, nas passagens adquiridas a partir de 14 de maio de 2018, próxima segunda-feira. A medida vale para quem adquirir a “Tarifa Azul”, aquela mais em conta, que não inclui franquia para o despacho de bagagem e, desde a semana passada, também não permite mais a antecipação gratuita de voo no mesmo dia da viagem.

Segundo a companhia, a reserva antecipada de assentos vai custar R$ 10 entre o momento da compra e uma semana antes do voo. Nos últimos 7 dias que antecedem o voo, e no momento do check-in, a marcação de assentos será liberada, sem cobrança.

A tarifa “Mais Azul”, que inclui o despacho de uma bagagem, continua isenta da cobrança pela reserva antecipada de assentos. Clientes TudoAzul Diamante e TudoAzul Safira também poderão reservar previamente seus assentos sem o pagamento da taxa, em qualquer tipo de tarifa.

A Azul será a segunda companhia aérea nacional a iniciar a cobrança pela reserva antecipada de assentos, seguindo a GOL que instituiu a cobrança pela marcação em fevereiro. É provável que a Latam implemente nas próximas semanas política semelhante, já que a companhia havia anunciado essa intenção desde o ano passado.

A nossa dica para não ter gastos adicionais e diminuir o risco de viajar separado da família, ou pegar uma poltrona ruim, é marcar o assento assim que for liberado, 7 dias antes do voo. Não é garantido, mas aumenta bem as suas chances de conseguir um bom assento vazio.

Infelizmente, cobrar pela marcação antecipada de assentos comuns virou uma tendência mundial. E não estamos falando de assentos especiais com mais espaço, como os das saídas de emergência ou primeiras fileiras… Companhias famosas como Emirates, British Airways, Ibéria, TAP, Lufthansa, Swiss, Air France e KLM cobram pela reserva antecipada de assentos em voos nacionais e internacionais, dependendo da tarifa adquirida. E essa “comodidade” pode custar caro, até R$ 670 por voo, dependendo da companhia, da duração do voo e da poltrona escolhida. Vejam, por exemplo, a tabela de taxas cobradas para reservar assentos antes do check-in na Emirates, que passou a cobrar por esse serviço em agosto de 2017:

É uma medida antipática das companhias aéreas, especialmente quando as taxas cobradas são elevadas, já que quem voa com a família fica dividido entre gastar uma grana alta, ou correr o risco de ter os parentes viajando espalhados pelo avião.

Vamos torcer para que esse tipo de cobrança aqui no Brasil não seja ampliado também para os voos internacionais, e que as taxas cobradas nos voos domésticos sejam baixas.

Autor

Redação - redacao