Na mira da Star Alliance, Azul confirma negociação de codeshare com a TAP

Denis Carvalho 30 · outubro · 2013

O fundador e presidente da Azul, David Neeleman, confirmou hoje que a companhia está negociando um acordo de compartilhamento de voos (codeshare) com a TAP. A empresa portuguesa é membro da Star Alliance, que segundo a Imprensa internacional, estaria sondando a companhia brasileira para ocupar, ao lado da Avianca Brasil, o espaço que será deixado a partir do próximo ano pela TAM, que está de malas prontas para a Oneworld.

Com a saída da TAM da Star Alliance a TAP precisará de uma nova parceira nacional e o acordo com a Azul faz todo o sentido, já que ambas têm voos para o aeroporto de Campinas, principal hub da brasileira. 

Essa pode ser, no entanto, a menor das mudanças. De acordo com o site Capa Centre of Aviation, a Star Alliance estaria interessada em fazer da Azul sua nova integrante. De olho na rede com mais de cem destinos que a companhia herdou da fusão com a Trip, a aliança já teria feito um convite à Azul. A ideia seria inserir a companhia de Neeleman e a Avianca Brasil, que juntas não têm a força da TAM, mas respondem por 24% do mercado aéreo.

O plano, porém, estaria encontrando objeção de outros membros. Isso porque a Azul é vista como uma companhia de baixo custo, apesar de ser um modelo híbrido, semelhante ao da JetBlue, que oferece alguns benefícios aos passageiros. De acordo com parte das companhias, a associação de low costs comprometeria a qualidade dos serviços para os passageiros da Star Alliance, além do que tais companhias não teriam como atender às exigências para se tornarem membros efetivos, obrigando à abertura de concessões ou criação de algum novo formato.

Com relação à Avianca Brasil, o site afirma que a companhia quase entrou na Star Alliance com a Avianca, que apesar de não ser formalmente do mesmo grupo pertence aos mesmos donos. Todavia, a restrição foi um pedido da TAM, que até hoje não compartilha milhas com a colombiana ou com a Copa.

“A Avianca Brasil tem trabalhado para se tornar um membro, atualizando seu sistema de TI e iniciando o processo de cumprimento de todos os requisitos de adesão. Apesar da Star ainda não ter anunciado a companhia como um novo membro, a transportadora está bem no caminho para a adesão, por meio de um programa acelerado, projetado para atender mais de uma dúzia de companhias”, afirma o Capa, para quem a entrada da companhia pode se dar até o final de 2014.

Não é possível para a Avianca Brasil para concluir o processo de adesão até o final de março de 2014. Mas a operadora poderia se juntar à Star logo em finais de 2014, e fornecer alguma cobertura não oficial para Star, proporcionando alguns benefícios aos passageiros nível da aliança, a partir do final de março de 2014.

Com as peças sobre o tabuleiro, os lances caminham para que tenhamos a TAM na Oneworld, a GOL independente, mas próxima à SkyTeam e a Avianca Brasil na Star Alliance. Resta saber qual será a estratégia da Azul neste contexto e se o grupo Avianca está disposto a fortalecer seu braço brasileiro a ponto de preencher sozinha o vazio deixado pela TAM. Damas e cavalheiros, façam suas apostas!

Com informações do Capa e Estado de São Paulo

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Angelo

    Quanto mais melhor para nós, viajantes e viajeiros!

  • Seria o melhor para os passageiros ter a Azul e a Avianca na Star. A Azul pela boa malha aérea que atinge muitos pontos no interior do Brasil e a Avianca Brasil pela integração do programa de milhagem Amigo com LifeMiles e espaço diferenciado nas poltronas (nos poucos vôos que oferece).

    Imagino também que o programa de milhagem da Azul ganharia força sendo membro da Star.

  • Junior

    Eu aposto que será Avianca Brasil e Azul na Star Aliance.

  • Será que o pessoal aqui do MD pode confirmar a informação de que a saída da TAM da Star Alliance não muda o acordo de codeshare que ela tem com a TAP? Obtive essa informação em uma agência de viagens, que afirmou que uma coisa é o codeshare entre as empresas e outra coisa é a participação nas alianças.
    Obrigado.

  • Roberto

    Acho difícil termos duas empresas na Star. a lógica diz que deve ser somente a Avianca Brasil.

    • Então nos EUA não há lógica, só aqui que vai ter? United e US Airways estão na Star. Até pouco tempo atrás, eram três companhias na Star (junto da Continental, que se fundiu à United).

  • Comparar a Azul com a TAM e considerar a aérea do David Neeleman uma low cost é, na minha visão, esquizofrênico. A Azul proporciona as melhores viagens, com aeronaves novas, atendimento de excelência e, para os aficionados por lanches, o melhor serviço de bordo. Além disso, os preços da Azul não são assim tão de baixo custo. Muitas vezes chegam a estar 3 vezes mais caro que a TAM. Não sei se existem outros critérios, mas, ao meu ver, a Azul é atualmente a companhia aérea mais top do país!

    • Andre de Mattos

      Esta é exatamente a mesma visão que eu tenho Mauricio

    • Concordo plenamente…

    • Mauricio Rafael

      Concordo plenamente, Xará. A Azul de hoje é o que foi a Tam há 15 anos.

    • Matheus

      Concordo também! Quando li que a azul é low cost quase tive um treco. Faz 1 ano que não vejo NENHUMA vez o preço da azul sendo o mais barato no trecho que eu mais faço, sendo que, ela tem 3 voos e as tem 1 só voo por dia. Adoro viajar de azul, pois o serviço é com certeza mil vezes melhor do que o da tam… se o padrão star é padrão tam, então a azul é que não deveria querer se associar… hahah

    • Thiago Araujo

      Concordo DEMAIS Maurício!

    • Concordo com vc Maurício. Se a Azul é low cost a TAM seria o que???

  • Não entendo porque ainda prevalece essa ideia de que a Azul seria uma low cost, bem pelo contrário – hoje é a empresa de aviação brasileira de melhor qualidade. Considerando o "padrão" do serviço prestado (e às vezes até pelo quesito preço), atualmente a TAM e a GOL estariam mais pra low cost do que a Azul…

    • Fernanda

      Totalmente de acordo! A Azul oferece um padrão de serviço muito superior a qualquer outra companhia nacional.

  • Vitor

    Azul low cost ? Não mais

    • Pois é… essa até foi a proposta inicial, mas claramente hoje a prioridade é o conforto! E quase nunca se consegue isso por preços de low cost (nem a Gol chega a esses valores)…

      • Cleber

        Concordo com o João. A Azul conseguiu enxergar que o serviço das ditas maiores cias aéreas do Brasil está péssimo. Assim, ela que inicilamente se lançou como low cost, viu que o seu diferencial de mercado seria justamente não o ser. Hoje são vôos quase sem atraso e serviço de bordo (atendimento inclusive) muito superiores aos da TAM e GOL. A Avianca Brasil está indo pelo mesmo caminho; mas pena que ela ainda ofereça poucas ofertas de voos.

  • alex

    Seria sim um certificado de maioridade to programa de milhagem da Azul. Hoje só não mando pontos do cartao para a Azul pois ficariam "presos" para voos no Brasil. Alem disso, não acho inviavel 02 cias do mesmo pais na Star, ou alguem se esquece que até ha pouco tempo atras haviam 03 cias dos EUA (United, Continental e US) na Star? Tambem concordo que Azul não é lowcost nem aqui nem na China, os precos são muito proximos de TAM/GOL, quando não + caros, e o servico nada tem tem lowcost, por favor não comparem com Ryanair, German Wings e outras. Gostei, a partir de agora: #AZULNASTARJA!

    • Diego B. Pianta

      Azul na *A seria fantástico! Mas precisaria melhorar a presença em GRU, de onde partem os principais vôos internacionais da aliança… Acreditar que VCP será logo logo o novo maior hub internacional brasileiro ainda é sonho não longe da realidade.

      • Diego B. Pianta

        *sonho longe da realidade!

      • jorge

        Quem sabe daqui uns 50 anos.

        • jorge

          VCP maior hub internacional do BRasil? Quem sabe daqui uns 50 anos,rs.

          • Daiane

            AZUL de VCP para MIA já é realidade. Estou querendo transferir minhas milhas do Itaú na promoção pontos em dobro pensando na provável entrada da Azul na Star Alliance, será que ainda há esperança?

      • Michelle

        ""já que ambas têm voos para o aeroporto de Campinas, principal hub da brasileira."" esta falando apenas da cia Azul, o que é verdade, ou não conhece a malha aérea da AZUL?

    • Bem lembrado. Há países/regiões com mais de 1 empresa na Star Alliance. Eu vejo como uma grande vantagem pois a Avianca tem uma malha muito fraca comparada com a Azul.

      • Hss

        Fraca nacionalmente, porém, muito considerável a malha internacional que se juntaria a malha dda Avianca Brasil, unificando os programas com o Life Miles.

  • LOS

    Rumores de que a GOL vai abandonar a marca Varig, Azul com ótimo padrão de qualidade e na mira da Star Alliance. Será que veremos o recomeço de uma era histórica da nossa aviãção, onde apenas uma estrela que todos conhecem e reconhecem cruzava nossos céus nos enchendo de orgulho?

    • LOS não são rumores, estive semana passada no Centro de Manutenção da GOL e já está programada a pintura das naves Varig para GOL, com término em março.

  • Falando em TAP … Hoje meu banco me ligou dizendo que tinha gente tentando comprar passagens da gol e TAP com meu visa… Tivemos que cancelar meu cartão por fraude e mandar vir outro… Que coisa chata… Nunca havia me acontecido e eu compro bastante online…

  • que maravilha de noticia já era esperado,enfim a azul fazer codeshare com tap é bem provavel agora a star alliance quem entrará primeiro em 2014 é a AVB depois quem sabe Azul,e sobre o tamanha da Azul e Avianca não ter a força da Tam fala sério as duas tem quase o mesmo tamanho de tam e gol e em rotas são a azul é a maior fora a azul a Gol, tam e avianca são pequenas perto de azul e gol,agora preços realmente a azul já não é mais low cost não

    • Gabriel Q.

      vírgula, ponto final.

  • Dênis Colli

    Parabens a galerona do MD pelo artigo.
    Não sei, mas por incrivel que pareça voei até hoje 1 única vez com q Azul(JPA).
    A frota é moderna e a empresa tem uma otima comunicação, mas talvez pelo fato de não operar em CGH e possuir pouca frequencia em GRU fica mais dificil.
    Ao optar pelo meio aereo, para mim hoje não justifica ir até Campinas para embarcar. OK, as vezes é mais rapido chegar em Campinas que em Guarulhos…
    Torço pada que a Avianca Brasil una-se a Avianca/Taca e assim amplie sua operação e frequencias.
    Resta saber se o LifeMiles continuará ser um bom programa de milhas… De dois anos para cá, tem sido muito dificil achar disponibilidade promo em algumas rotas. Considero-o excelente para emitir em empresas StarAlliance, mas tem uma tabela meio inflada 30k Eua, 47,5k Europa cada trecho.

  • Evelyn

    Pessoal, a Aeroméxico está com promoção para Paris de R$1488,00 na data de 06/02/2014 a 15/02/2014. Conta pro povo ai!

    • Dênis Colli

      Evelyn tem um post no MD falando inclusive com uma grande pesquisa de datas

  • AZUL não tem NADA de Low Cost !! risos só nas matérias, notícias etc

  • Não entendo essa mania de falarem que Gol e Azul são Lowcoast. A Gol só é low em seus serviços, porque nos preços muitas vezes saem mais caros que o de outras. A Azul nem em serviços nem no preço é low. Quando tiver passagem REC – RIO por R$50 a gente pode voltar a falar de low no Brasil.

    • Olha só, tem um pequeno problema de significado ai. Para esclarecer:

      low cost: empresa de baixo custo de operação
      low fare: empresa de baixa tarifa

      Então o fato de achar que as passagens estão caras não impedem que sejam companhias low cost, ok?

  • Vitor

    Pergunta sincera: como é o serviço de bordo da Azul nos vôos mais longos? Até hoje só voei com eles em vôos curtos (máximo 2 horas), e embora concorde que o conforto é acima da média, não acho que um ruffles genérico e um cookie sem gosto seja algo muito melhor que um amendoim e uma barra de cereal.
    A melhor parte mesmo é o refrigerante em lata, que não corre o risco dele chegar sem gás na sua poltrona.

    • eh o mesmo serviço: batata frita, amendoim, refri, cookie e goiabinhas, seja isso 5hs da manha ou 11hs da noite nos trajetos longos. Eu fiz FOR > REC > SSA e foram servidos as mesmas coisas e olha que a aeronave já tinha vindo de CNF > THE. hehehehe. Ninguem aguentava mais…

  • O dose da Azul é que tem tido constantes atrasos, principalmente no NE em pousos consequentemente em decolagens tambem, o que pode acarretar uma serie de desconfortos para passageiros que vem de longa viagem como os da TAP.

  • Leonardo Pereira

    Acho que a pessoa que escreveu a matéria pecou em não passar mais detalhes de critérios e também por não trazer para a realidade a comparação.

    A Azul pode não ser do “tamanho” da Tam, mas aí estamos falando em passageiros transportados, e não em número de destinos atendidos. A Azul tem mais destinos, portanto, ela é maior que a Tam em ofertas de destinos, e acho que é mais interessante abrangência do que capacidade nesse momento.

    A Azul foi criada no conceito de low-cost, mas deve existir critérios técnicos para definir se uma empresa ainda é, pois ela oferece serviço de bordo, oferece conforto (mais espaço, monitor e tv ao vivo na maioria dos voos), seus sistemas e procedimentos são muito mais modernos. Então, o que é low-cost aqui no Brasil? Pois a TAM não tem essa qualidade toda (em viagens domésticas) para ser comparada a um nível “top” assim, quem já viajou Azul prefere muito mais os aviões dela que qualquer outra aqui no Brasil.

    E a Avianca deveria conseguir comprar a TAP logo, já pensou? A empresa estrangeira que mais opera destinos no Brasil podendo fazer voos domésticos? Vishhh …

    • “Acho que a pessoa que escreveu a matéria pecou em não passar mais detalhes de critérios e também por não trazer para a realidade a comparação”. Leonardo, por favor leia mais uma vez o texto: não é a minha opinião, mas sim a visão das companhias da Star Alliance. Eu até concordo contigo, que é difícil chamar a Azul de low cost, mas é essa a avaliação que as empresas da Star Alliance estão fazendo, segundo o site Capa, que é um dos mais respeitados do mundo. Não estamos em momento algum dizendo que a Azul é melhor ou pior, estamos relatando o que está acontecendo nos bastidores da aviação e como isso pode afetar a vida de nós passageiros. Obrigado por sua participação!

    • Dênis Colli

      Traduzindo…
      #funcionarioAZUL

  • Seria fantástico a entrada da Azul na Star Alliance.

    Para quem usa o aeroporto de Viracopos (E pq não os mais de 100 espalhados pelo Brasil?) é o sonho!

    Vou mandar e-mail para Star Alliance dizendo que a Azul, mesmo sendo Low Cost, oferece um serviço MUITO MELHOR que as "High" Cost TAM/Gol.

  • Rodrigo Horta

    Azul low cost???? Será que eu tô entrando no site certo para comprar as passagens da Azul?

    Depois que fizeram a fusão com a Trip, a passage entre Porto Alegre e Belo Horizonte, simplesmente, NO MÍNIMO, DOBROU de preço.

    Hoje você paga ida e volta 500 reais, se tiver sorte!!!! Algumas vezes, pelas promoções que vejo aqui no site, fica mais barato ir e voltar para Miami do que para Belo Horizonte.

    Piada isso.

    • Low cost não é low fare
      Low cost: baixo custo de operação
      Low fare: baixas tarifas
      Geralmente uma coisa anda junto com a outra, mas não são sinônimos. 😉

      • Denis, eu já estava escrevendo o mesmo post! Parabéns!

        Simples, porém direto!!!

  • A Azul hoje oferece mais conforto do que Gol e Tam, por exemplo. Não sei de onde tiraram essa coisa de low cost.

  • Star Aliance com medo de incluir a Azul porquê ela é de 'baixo custo'??
    A Azul oferece mais serviços e mordomias aos passageiros do que TAM jamais ofereceu.
    E apesar da proposta da Azul ter sido inicialmente de baixo custo, o modelo de negócios da empresa preza pelo bom serviço.

    • Concordo, mas a questão não é com a Azul, mas sim abrir as portas às companhias low cost de uma maneira geral. Acho que eles temem uma invasão de LCCs

    • Dênis Colli

      Guilherme a barreira é pelas demais cias que pertencem ao Grupo Star Alliance.
      Quando a USAirways entrou na *A ela tinha uma operação mais low que hoje.
      Ela foi se adequando, hoje ja tem um padrão melhor, mas ainda assim não se compara à United ou outras cias membro.

      • Meu ponto é o de a TAM oferecer um serviço pior que o da Azul.
        Ou o que importa para a Star Aliance é como a companhia se auto-denomina?

        • Dênis Colli

          Depois de entrar na aliança ela deve seguir algumas diretrizes. O que não quer dizer que ela deva oferecer "serviço de bordo" gratis em voos domesticos.
          Ela deve atender a um nivel X de qualidade, eficiencia etc.
          A Varig era membro da *Alliance, devido a seus problemas financeiros foi destoando do minimo exigido e deixou o grupo.
          Gostaria muito que a GOL participasse, mas ela esta cada vez mais proxima da Delta que é SkyTeam então o namoro não poderia dar certo!
          A StarAlliance é uma das mais faceis para se manter os beneficios de mala extra, check-in prioritario e acesso as salas vips.
          Um viajante comum como nos, não consegue manter mais que 30mil milhas voadas em um ano, logo perde os beneficios…

          • No ano passado eu tive a oportunidade de uma entrevista exclusiva com o presidente da GOL e perguntei sobre essas exigências. Ele foi bem direto: o problema das alianças é que é caro para participar! =D

          • Dênis Colli

            Não tenho duvidas de que deve ser caro entrar e manter a filiação na Alianças aereas, mas de certa forma esse investimento traz alguns beneficios aos consumidores. Acho inclusive que a TAM participando da *A trouxe mais clientes ou era a primeira opção considerada.
            Torço para que GOL, AZUL e AVIANCA façam parte já que a TAM foi para a OneWorld que se acha a última bolacha do pacote

  • mariostefa

    Tenho viajado pela Azul e não tenho queixas. Excelente atendimento, voos pontuais. Preço? nada muito diferente das outras. Como estou no interior de SP, Viracopos está a meia hora de casa. Quem sabe as outras aereas, aumentem suas ofertas de voos saindo de Viracopos?

  • Kew

    Opto pela Azul, por sair do esquema Rio-SP. Brasil é bem maior que isso, e a empresa sabe atingir os lugares mais remotos.

  • Nossa, vou encher o e-mail da Star com pedidos pra colocarem a Azul lá…

  • "[A Azul] comprometeria a qualidade dos serviços para os passageiros da Star Alliance"? De jeito nenhum! É a melhor companhia local para voar atualmente, com ótimas aeronaves Embraer e equipes de terra e de bordo atenciosas.

  • Fernando filho

    Só tem funcionário da Azul aqui, e o pessoal não tira a TAM da boca rsrs

  • Rafael

    Para você que está vendo o meu comentário,afirmo que essa história
    sobre a companhia aérea Azul tornar-se membro da Star Allaince não
    passa de uma grande mentira,mas seria bom se fosse verdade,pois
    a companhia irá expandir suas operações para o exterior,e quem sabe
    a filiação a uma aliança aérea não poderia beneficiar seus passageiros.

  • Edjane

    Que pena. E quem ser´-a que vai ser membro da Star Alliance no Brasil???