Confira como foi o primeiro voo da AZUL em aviões ATR realizado ontem

Denis Carvalho 02/03/2011 às 8:04h 78 Comentários

Ontem (01/03/2011) a Azul realizou seu primeiro voo com seus novos aviões turbo-hélice ATR e, como não poderia deixar de ser, tinha um leitor do Melhores Destinos lá conferindo a novidade.

A Azul irá utilizar esses aviões ATR para atender rotas curtas entre grandes aeroportos e cidades pequenas. Inicialmente a empresa usará esses aviões ligando Campinas a São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, Marília, Uberaba e outras cidades de pequeno e médio portes. Posteriormente, essa mesma idéia será aplicada entre Porto Alegre e cidades próximas, Belo Horizonte e cidades próximas e em seguida a outras regiões.

Confira aí como foi a experiência do leitor Damione Damito. Como as fotos foram tiradas de celular, não estão muito boas.

Aproveitando a promoção da Azul que vi aqui no Melhores Destinos, resolvi levar a minha filha de 04 anos para andar pela primeira vez de avião num “bate-volta” no novo trecho, Campinas – Ribeirão Preto, que foi feito no novo turbo-hélice ATR 72-200 arrendado pela Azul enquanto os ATR 72- 600 não estão prontos.

Cheguei com uma hora de antecedência e o serviço de check-in foi conforme o esperado, nenhuma novidade em relação aos simpáticos e prestativos funcionários, que inclusive brincaram e responderam às inocentes perguntas da minha filha, uma mocinha muito curiosa rs.

O embarque foi marcado por espera… dentro da sala de embarque, após longos minutos dentro do ônibus superlotado que nos levaria até a aeronave e, finalmente, dentro da mesma. Saímos com cerca de 35 minutos de atraso.

O voo foi auxiliado por duas simpáticas comissárias de bordo, sinto me na obrigação de elogiar o bom gosto do RH dessa empresa para escolher funcionárias tão bonitas, devem ter sido contratadas em agências de modelos =). Dentro do avião tem-se a sensação de estar em um mini Embraer 190, ou seja, tudo muito parecido com os jatos da Azul, porémem tamanho reduzido. Tivemos o voo de ida com bastante instabilidade, causada por uma forte chuva com muitas nuvens altas, segundo nos informou o piloto. Já esperava um pouco desse balanço devido ao tamanho do ATR, porém nem isso foi capaz de tirar a tranquilidade da minha pequena. Comparando com os e-jets utilizado pela Azul posso concluir que o turbo-hélice é um pouco mais ruidoso, porém nada que me deixasse incomodado, talvez pelo curto tempo de voo (cerca de 40 minutos). Segundo a revista de bordo (o único entretenimento presente) o ATR leva dez minutos a mais para cumprir o mesmo trajeto  que o e-jet, porém usa metade do combustível: vantagem para o nosso planeta, para os cofres da companhia e também para nós, que podemos viajar pagando menos.

A chegada no aeroporto de Ribeirão foi marcada por uma suave aterrissagem e um voucher de 50 reais de presente a cada passageiro em comemoração ao primeiro dia desse trecho.

Ribeirão possui um pequeno aeroporto, o menor que vi até hoje, possui apenas 1 pequena livraria e uma lanchonete com pouquíssimas opções. O check-in de regresso foi feito com muita tranquilidade porém o embarque teve 50 minutos de atraso que foi justificado pelo piloto pela troca da aeronave (???).

Ao contrário da ida, o retorno foi absolutamente tranquilo (tirando os embalos da decolagem). Porém, me senti muito incomodado, assim como diversos outros passageiros que pude notar, pelo calor no interior do avião. Parecia que o ar não estava dando conta do recado, problema que foi amenizado pelos vários copos de água servidos prontamente pelas comissárias após a solicitação dos viajantes com a aeronave ainda em solo e posteriormente pelas bebidas com gelo, o de sempre da Azul.

O voo foi marcado por ruídos estranhos a mim, não sou perito em aviões muito menos os desse tipo (essa foi a minha terceira viagem em turbo-hélices), que me deixaram um pouco tenso rs. Em certo momento, após um estalo seguido por uma desaceleração e declive de aproximadamente uns 20 graus, ouvi uma piada de um senhor ao lado: “Fiquem tranquilos, a hélice ainda está girando”. Outro ruído marcou a aterrissagem, muito semelhante a uma freiada de caminhão. Mais uma vez esclareço que não sou apto a dizer se isso é normal ou não, apenas relato o que me chamou atenção.  Apesar de tudo, foi mais um pouso suave.

Enfim, um voo tranquilo e de acordo com o esperado. Parabéns à Azul por estar auxiliando o desenvolvimento da aviação doméstica brasileira com um serviço com excelente custo/benefício.

78 comentários para “Confira como foi o primeiro voo da AZUL em aviões ATR realizado ontem

  1. Ângelo

    Sensacional! a Azul sempre na frente o/

    Responder
    1. Mateus

      A Azul não esta na frente, a Trip já tem esse tipo de avião e um serviço tão bom quanto o da Azul a muito tempo !

      Responder
  2. Fernando Esperidiao

    Passei por uma situação parecida ao atravessar o atlântico a bordo de um fokker 100. O avião pequeno não suporta os fortes ventos da linha do equador. Sacode muito. Eu nunca mais faço isso.

    Responder
  3. tauan

    Poderia ter uma foto das comissárias de bordo hehehe, brincadeiras a parte.

    Parabens para a Azul por prestar serviços assim, aumentando a malha aerea nacional e facilitando a vida de muita gente!

    Parabens!!

    Responder
  4. Daniel

    To ancioso pra viajar num turbo-hélice de Campinas a Presidente Prudente. Mas confesso que tenho disconfiança em relação a esse tipo de avião.

    Responder
    1. Vinicius

      Daniel, não se preocupe, eu viajei por 3 anos nos modelos ATR quinzenalmente, pela antiga TOTAL Linhas Aéreas, adquirida pela TRIP no trecho Belo Horizonte – Uberlândia. No meio da aviação, é conhecido como um dos aparelhos mais seguros!… Hoje só viajo de jatos, mas tenho saudades dos ATRs. Pelas fotos, o ointerior ficou muito bacana, bem superior ao interior dos ATRs da TRIP.

      Responder
  5. JOSE ROBERTO ALVES D

    Parabéns a AZUL por todos estes novos võos em VCP. As rotas têm tudo para dar certo. O equipamento também.

    Sucesso, que Deus os abençõe muito.

    Responder
  6. Letícia

    Vocês sabem que eu sempre dizia que a Ryan Air na Europa é lowcost porque economiza em comissárias bonitas né! haha

    Responder
  7. Henrique Badan

    Como sempre a Azul fazendo diferente das outras companias, com um preço muito bom, trajetos até hoje inexistentes e um serviço (bordo e recepção) muito calorosa, rapidamente se tornará a maior empresa no Brasil!

    Responder
  8. Leal

    Gostaria que a AZUL colocasse esse voos entre JPA e FOR, como tb JPA e REC/SSA/MAC/AJU

    Responder
  9. Nilo

    “Fiquem tranquilos, a hélice ainda está girando”…kkkk boa!

    Responder
  10. anderson

    PARTICULARMENTE NAO VIAJO MAIS DE AZUL QUE PELA 2ª VEZ ME DESCEPCIONOU A PRIMEIRA VEZ FOI QUE FIZ UMA COMPRA VIA BOLETO QUANDO EXISTIA E ME ENVIARAM A CONFIRMAÇÃO DO VOO APENAS HORAS ANTES ISSO PORQUE EU JA TINHA LIGADO DEZENAS DE VEZES E ELES ME INFORMAVAM QUE NAO HAVIA RESERVA EM MEU NOME A OUTRA VEZ SIMPLESMENTE EU TINHA FEITO UMA RESERVA PARA UM DIA E 2 DIAS ANTES ME AVISARAM QUE AQUELE VOO NAO EXISTIA MAIS E QUE ME COLOCASSEM EM OUTRO VOO UM DIA ANTES OU NO FINAL DA TARDE LOGO NO FINAL DA TARDE EU NAO PODIA POIS TINHA UM COMPROMISSO QUE NAO PODERIA CHEGAR DEPOIS DO COMPROMISSO E UM DIA ANTES ELES NAO PAGARIAM A MINHA ESTADIA ISSO PORQUE CONSEGUIR ESTADIA NO RIO DE JANEIRO UM DIA ANTES É CRUEL. CONCLUINDO NAO VIAJO MAIS DE AZUL NEM DE GRAÇA MESMO.

    Responder
  11. Sniffer

    Não é por uma coisa voar que a gente tenha, necessariamente, de andar nela.

    Urubu também voa e a gente não anda a cavalo em urubu. Ou anda?

    Responder
  12. joão tavares

    espero ir a sao paulo em breve e experimentar o trecho Campinas- Sao Jose do Rio Preto.

    Responder
  13. Michel

    A Trip ganhou um grande concorrente!

    Responder
  14. Rogério

    Só um detalhe: o ATR-72 não é "pequeno". Ele tem praticamente o mesmo comprimento que um Embraer 190 e é mais comprido que um Embraer 170, possuindo mais ou menos o mesmo comprimento de um Boeing 737-300 (que a Webjet usa, por exemplo) e envergadura (distância da ponta da asa à outra) tão grande quanto. Por ser pressurizado, ele poderia voar numa altitude mais confortável, mas provavelmente a curta distância da rota não justificaria. Avião pequeno é Caravan, Let-410, etc, usados por algumas cias brasileiras.

    Responder
    1. Lucas

      Análise perfeita.

      Responder
  15. EmersonMH

    Pessoal, ninguém precisa ficar preocupado com a tecnologia do turbo-hélice. Lembrando que esta não tem nada a ver com avião movido à hélice. O turbo-hélice tem a tecnologia bem parecida com os aviões a jato. A diferença é que a "turbina" é aberta, ou seja, vc vê as hélices girando, mas o propulsor fica atrás, igual a um avião a jato e é abastecido através de explosão de gasolina, com oxigênio entrando via movimento das hálices: igual a um avião a jato. Outra diferença é que este modelo de motor é mais barato, mais devagar e consome menos combustível.

    Responder
  16. Lycurgo

    hehe, atravessar o atlântico a bordo de um fokker 100 ?!?! Que companhia aérea faz(fez) essa proeza? abraços,

    Responder
  17. Damione Damito

    Mas, infelizmente, não com os mesmos preços da Azul =s

    Responder
    1. Igor - POA

      Esse tipo de avião não é bom, o que é bom são as rotas e preços da Azul.A trip não tem preços tão bom assim!Embora a Trip esteja solicitando rotas alternativas que nenhuma outra tenha.Em breve será uma briga de cachorro grande Trip x Azul, iráo dominar o mercado, pois atingem lugares isolados e clientes emergentes.Isso já está resultando nas perdas de lucro da GOL e ainda embora muito pequeno e sem percepção também na TAM.

      A TAm ainda tem vantagem de ter seus clientes fixos, que não se importam com preços, e ela tem um serviço bom.Já GOL e WEBJET já estão sentido e sofrerão ainda mais nas mãos da AZUL e TRIP!!! Bom pra nós clientes hehehe :D

      Mas não sei como PASSAREDO, AVIANCA e outras menores como NHT e PUMA irão se manter!

      Responder
  18. Hugo

    Gente .. não tem pontuação.

    #pânico

    Pena que houve problemas com você, mas acredite, problemas vão existir em todas as companhias, a diferença é como eles solucionam.

    Eu tive problemas com a Azul para Manaus e me trataram muito bem lá.

    Talvez o seu pagamento pelo boleto tenha tido algum problema com o banco, sei lá, deixar de voar em uma excelente empresa dessa por um inconveniente desses é loucura, as outras não são tão infalíveis assim.

    Responder
  19. Ricardo

    Atravessou o atlântico em um F100 (ou MK28 segundo a Avianca)?!?!? Diploma de macho garantido!

    Responder
    1. Diego Rafael - DF

      Hahaha!

      Responder
  20. ferbrasilia

    Gostei do relato e dos comentários.. Nunca voei nos ATR e to ansioso pra ir pra Prudente nele. Mas já voei em Embraer Brasília que é menor e foi tranquilo…

    Responder
  21. Eduardo

    Amigo,

    Vc poderia detalhar esse vôo pra gente? Deve ter sido uma experiência interessante.

    Responder
    1. Evandro Gomes

      ahUAhUAhUA

      eu dispensaria a experiencia

      Responder
  22. Eduardo

    Voei num desses no trecho NEW YORK – WASHINGTON no ano passado. Só não morri por que não tinha bosta pronta. Tremia pra caramba, parecia que ia quebrar no meio. A aerovéia nem se mexia da cadeira, tamanho o balanço.

    Nunca mais.

    Responder
  23. FALAVINHA

    Sou Comissario de bordo da AZUL.Esta e uma otima empresa tanto para trabalhar quanto para viajar. Infelismente nao poderei voar nos ATR'S, por causa da minha altura. Como ja foi dito aqui em uns dos coments, a azul tem tudo para ser a numero um, tanto pela otima administracao( o fundador tem mais tres cias aereas, duas nos EUA, outra no Canada – a mais conhecida e a JETBLUE). Nao tem porque ter medo dos ATR's, sao os turbos-helices mais modernos para esses voos, alem de, claro, tem mais tecnologias a bordo do que os ATR,s da TRIP( apenas um diferencial AZUL). Se tiverem alguma duvida me comuniquem estou ai para esclarecer as duvidas (luiz_cms_05@hotmail.com) DESEJO A TODOS UM DIA AZUL.

    TUDO NOVO,TUDO AZUL.

    COMISSARIO FALAVINHA

    Responder
    1. jose a. furlan

      sou fã da azul depois que começou operar em cuiaba so voou azul p/ campinas, mas seria ótimo p/ minha regiaõ se operarem com esses turbo elice aqui em caceres mt. tem muita gente que ta esperando ,pois ate cuiaba temos 300 km.

      pesquise!.

      Responder
  24. José Carlos

    Pagamento por boleto demora cerca de 48 horas para ser compensado…

    Responder
    1. Igor - POA

      TIVE PROBLEMAS COM A AZUL EM CONFINS, A TALA AERONAVE ROSA DEU PANE E NÃO DECOLOU, VÔO CANCELADO! RESULTADO TUMULTO, BRIGAS E TAL… MAS EU E UM COLEGA QUE ESTÁVAMOS JUNTOS GANHAMOS PASSAGEM PARA O PRÓXIMO VÔO CNF-POA ALÉM DE R$ 12,00 CADA UM PARA LANCHE + R$ 200,00 CADA UM EM VOUCHER PASSAGENS DA AZUL.BEM DIFERENTE DO QUE A GOL FAZ QUANDO SE ATRASA OU CANCELA VÔO REMARCANDO SEU VÔO PARA O PRÓXIMO DIA TE DEIXANDO A VER NAVIOS E NEM AVISA ANTES.

      EU VÔO AZUL SEMPRE!

      Responder
  25. alexnadre

    quando vão fazer o trecho RIO-CAMPOS?

    Responder
  26. Igor - POA

    Não gosto muito dos ATR'S mas se Azul chegar no interior do RS com eles, usarei com certeza!

    Responder
  27. Jacks Ramos

    Avião de asa alta são perfeitos para fotos espetaculares! Já pensaram estes ATR fazendo SP > RJ? Belas fotos poderiam ser tiradas na região do Vale do Paraíba, Angra, Ilha Grande, até mesmodo Corcovado.

    Responder
  28. adair lima rodrigues

    A "Azul" com seus voos domesticos "tirou" o monopolio da "Tam" em relação a preços.

    Responder
  29. Evandro Gomes

    perfeita!!

    irei anotar para futuras referencias… hauahauahau… se tivesse parada, o que ele falaria será?

    "morremos"?

    Responder
  30. Tiago Antonio

    A troca de aeronave que o comandante relatou devidamente ocorreu. A Azul já tem 3 ATR-72-200 (matrículas PR-AZR, PR-AZS E PR-AZT)na frota. Todos os ATR voaram voos de testes antes das operações com passageiros. A Azul estava aguardando a liberação das rotas pela ANAC para começar esse voos regulares.

    Responder
  31. Carlos

    Gostaria de saber quais as diferenças tecnológicas a bordo citadas pelo Comissário Falavinha entre o ATR da Azul e os da Trip?

    Não são todos iguais (considerando configurações de assentos) tecnológicamente?

    grato.

    Responder
  32. Hélio

    Desculpe, EmersonMH

    Vc está certo que turbo-hélice tem funcionamento do mesmo principio do turbo-jato com a diferença das hélices externas (turbo-helice ) e aletas internas com RPM muito superior ( turbo-jato )

    Porém , o turbo-hélice e o turbo-jato funcionam com querosene de aviação. Não funciona por explosão e sim por uma queima continua de querozene e oxigênio( principio de funcionamento de tubina )

    Hélio

    Responder
  33. augusto cesar

    Sei lá, fiz dois voos com ATRs da TRIP de Mgá á Alta Floresta e ai várias decolagens nunca senti nada de anormal tirando o ar que não funciona mesmo. Só tenho que elogiar essa máquina que voa no mundo inteiro e é uma das mais seguras, conforme especialistas da aviação………….

    Responder
  34. Beto

    Já voei uma vez nessa aeronave, num voo Santos Dumont – Pampulha, com escala em São João del Rei, e fiquei MUITO incomodado com o calor. Nem mesmo o pouco ar que saía era frio. O avião sambou muito, mas isso tanto faz, o que incomodou muito foi o calor. Minha mãe, no entanto, voa bate-volta todas as quartas nesse avião e não tem reclamações…

    Responder
  35. RABUGENTO

    Já que a TRIP não se decide ir até Macaé com seus ATR, está na hora de a AZUL fazê-lo.

    Responder
  36. Loide LV

    Há um bom mercado muito bom, que acho que só a Team Linhas Aéreas explora, a do Rio – Angra – Paraty – Sampa, que poderia ser muito bem explorada pela Azul, Trip, etc…

    Caindo assim os preços; sendo bom para o consumidor e muito bom para as companhias, que ganhariam no montante.

    Responder
  37. ROSILENE MOREIRA

    ESTOU PRECISANDO SABER QUAL É A PALAVRA QUE SE ESCREVE NO CÓDIGO PROMOCIONAL DA AZUL, PARA GANHAR 10% DE DESCONTO.

    SE ALGUEL SOUBER POR FAVOR ME RESPONDA.

    OBRIGADA

    ROSILENE

    Responder
  38. Dante

    garanto que iam ter todos os voos lotados em todos esses trechos.

    Responder
  39. Eduardo

    Igor o 737-300 não é bom, o ATR 72 não é bom… Qual avião você considera bom?

    Será que se estas aeronaves não fossem boas elas fariam o sucesso que fazem mundo a fora?

    O ATR é uma excelente aeronave, segura e confortável e ideal para o que Azul quer. Apesar que prefiro o 145 que tem um custo bem maior.

    Mercado tem pra todo mundo o brasileiro ta descobrindo como é bom e fácil voar. Como nossas rodovias em sua grande maioria são uma porcaria ai está a fatia do mercado que todas as cias querem… Novos consumidores em Ribeirão Preto por exemplo em 2010 passaram pelo aeroporto 700 mil passageiros. em 2011 vão ser de acordo com a previsão das 6 cias que aqui operam 1,3 milhões…

    Responder
  40. Priscila

    E o interior do Rio Grande do Sul…somos completamente esquecidos. Santa Maria, Santa Rosa..regiao de fronteira com o Uruguay..temos q viajar 8 horas para chegar a Porto Alegre ou pagar 500 reais por uma passagem..comparado ao que eu pago de BH-POA…quando consigo promocao..e sempre acontece..mesmo sem promoçao o preco ainda é muito inferior. Lembrem da gente na próxima vez!!!!

    Responder
    1. gilsom

      oi gente sem duvida a azul é muito boa sempre viajo com azul essa empreza é otima que !@#$%ˆ#@ a gol e tam !!!!

      Responder
  41. Marcelo

    "Porto Alegre e cidades menores"… PELOTAS??? :D

    Responder
  42. Benevides Garcia Bar

    Simplesmente a AZUL está a milhares de anos-luz das concorrentes! AZUL-sempre-AZUL!!!

    Responder
    1. arlindo rosendo

      Nos de Uberlandia estamos ficando quase loucos para ver a AZUL fazer o que a GOL entrou prometendo:PRECO BAIXO,acho que eles trairam os consumidores,e isso e imperdoavel no mercado..

      Responder
  43. baumer

    Isso… (ou mais ou menos).

    O Turbo-Hélice é uma Turbina que ao invés de movimentar o avião pelo empuxo do jato, ele usa o jato para movimentar a hélice, e esta então traciona o ar para voar… ou seja é uma mistura de Jato com Hélice.

    O combustível é Querosene como os Jatos (é um jato!).

    Responder
  44. Margareth

    Saí de Goiânia com destino a Ribeirão Preto, pela Azul. a primeira parte da viagem (Goiânia/GO -Campinas/SP) foi excelente. Mas em Campinas, houve o atraso já mencionado, e ninguém me dava explicação nenhuma, embora eu a tenha solicitado por 2 ou 3 vezes. O trecho de Campinas a Ribeirão Preto foi um sufoco, quente, apertado. O voo, em si, foi normal. eu estava sentada mais atrás, e não senti as turbulências. A decolagem e o pouso foram suaves. Mas o calor no interior da aeronave me fez entrar em pânico quando, ao pousarmos, demoraram para abrir a porta do avião, e as pessoas começaram a se juntar ao meu lado, perto da porta (e nada dela abrir). Senti-me sufocada, começando uma crise de pânico. Se a temperatura interna fosse mais agradável, eu não teria sentido o início de pânico. O sufoco só passou quando passei pela porta e senti um ventinho mais fresco – embora estivesse um dia quente em RP.

    Então, digam-me: este tipo de aeronave – turbohélice (primeira vez que viajo em uma delas) é quente mesmo, e sempre? ou foi uma infeliz estreia minha?

    Responder
  45. jorge krug

    "ATR". SIGLA EM FRANCÊS DE AVIONS DE TRANSPORT REGIONAUX. EMPRESA MULTINACIONAL FABRICANTE DAS AERONAVES ATR 42 E ATR 72.

    Responder
  46. Mara

    Fiz meu primeiro vôo Ribeirão Preto x Campinas no dia 03/03 pela Azul… Não fosse pelo atraso em função das fortes chuvas que cairam na região durante todo o dia e pelo descaso e desorganização durante o embarque, onde os passageiros tiveram que se dirigir para a aeronave sob chuva, teria sido tudo bem. Decolagem e pouso tranquilos… Em Campinas teria conexão para Maringa, e mais uma vez um atraso por conta de uma manutenção não programada na aeronave… Tenho percebido que o pessoal de solo da Azul é cordial, porém diante de situações onde vários voos estão atrasados eles não dão informações satisfatórias aos clientes e demonstram muita inexperiencia para lidar com esses imprevistos.

    De qualquer forma, a Azul se tornou uma excelente opção para os Maringaenses… Viva a concorrência!

    Responder
  47. Fabio

    Cara,a TRIP tem sim esses aviões a bastante tempo, muito lentos, e grande parte deles ja tiveram problemas no trem de pouso, e ja vi noticiarem pelo menos 2 deles que saíram da pista.

    Além disso a TRIP é péssima de atendimento cá entre nós.

    Responder
  48. Gabriella Lima

    Ainda sinto medo nesses aviões de hélices…

    Responder
  49. Eduardo

    Situação corriqueira esta embarcar em dia de chuva em Ribeirão vai fazer com que o passageiro tome chuva como não temos pontes de embarques no aeroporto obrigatoriamente o passageiro tem que ir caminhando para a aeronave o único ônibus do Daesp está sempre sem combustível. O DAESP é o orgão que administra o aeroporto é a "infraero" do estado de SP.

    Responder
  50. Comissario Falavinha

    Carolos respondendo a sua pergunta…as diferencas tecnologicas dos atr´s da Azul e da TRIP! Em primeiro lugar vamos falar do cockpit, temos a tecnologia fly-by-wire utilizada no sistema de comandos de vôo, semelhante à empregada em jatos comerciais maiores e aeronaves militares avançadas. Maios o que é isso? Nada mais é do que um tipo de controle das superfícies móveis de um avião por computador. Isso permite que qualquer modificação da direção e do sentido de uma aeronave feita pelo piloto seja "filtrada" e repassada para as superfícies móveis (aileron, profundor, leme). Com esse filtro, é possível aumentar a velocidade de reação, aumentar a capacidade de manobra de um avião ou impedir que se faça manobras que ultrapassem os limites de uma aeronave. Tambem tem as telas que projetam as principais informaçoes aos pilotos em sua frente, nao necessitando que o mesmo desvie sua atencao para olhar as telas com essas informaçoes. Fora isso a Azul é melhor em tudo, aeronaves mais confortaveis, serviço de bordo com opcoes variadas, espaco interno maior. Essa é a Azul… Um dia Azul a todos, TUDO NOVO, TUDO AZUL

    Responder
  51. Fabiana

    Eu tambem!!!

    Só a Gol que tem voos para Caxias do Sul! Se a Azul conseguir este trecho tambem, a passagem deve ficar mais barata!!

    Responder
  52. Alexandre

    Priscila,

    Pelo menos pra quem vai para a região de Santana do Livramento tem uma companhia argentina (BQB Lineas Aereas) que opera POA x Rivera com as aeronaves ATR-200 e por menos de US$ 100,00 o trecho. Voei várias vezes como ATR-200 e foi muito tranquilo.

    Responder
  53. Carlos Augusto Gomes

    misericórdia!!!!!!

    Responder
  54. Carlos Augusto Gomes

    esse veste mesmo a camisa da empresa. Parabéns pelas explicaçoes e apesar de ainda nao ter voado Azul, te confesso q tenho profunda admiraçao pelo presidente da empresa, sou admirador de carteirinha dele.

    Responder
  55. Ítalo Alves

    Voei uma vez em um turbo-hélice de Cleveland-OH para Washington-DC pela Continental e confesso que fiquei tenso.

    Mas o vôo transcorreu normalmente, exceto pela impossibilidade de conseguir dormir devivo ao barulho das hélices, hehe.

    Responder
  56. Ítalo Alves

    "Fiquem tranquilos. A hélice parou mas nossos assentos são flutuantes, embora cairemos em terra".

    Responder
  57. Ítalo Alves

    Há muito tempo se fala da expansão do aeroporto de Canela-RS, que atualmente não recebe vôos comerciais. Seria ótimo se acontecesse.

    Responder
  58. Consumidor

    Venham para Macaé, quero gastar meu dinheiro na Azul!

    Responder
  59. Fernando

    vixe… a unica diferença dos ATR,72/600, da Azul que ainda nao estao operando para os da TRIP, é quase nada, pois estes ATR/600, tem a mesma tecnologia AIRBUS, fabricante destas aeronaves e tabem dos Airbus utilizados pela TAM e outras cia afora.o Aparelho que fez o Voo inaugural pela Azul, é o mesmo que a TRIP ja possui, logo logo estarão chegando tbem novos ATR/600, na TRIP, para substituir os ATR/42, BALANÇAR TODO ATR BALANÇA, indiferente se Azul ou TRIP.

    Os ATR, hoje tem a mesma tecnologia de um AIRBUS, pois a fabrica onde se monta um ATR, é a mesma onde se monta um A380.

    VAMOS PARAR DE PUXAR SACO DAQUI E DALI, sabendo que a fabricante é a Airbus, melhor termos medo rsrsrs.. porque o que cai de Airbus não é mole..Antes que me corrijam a Fabricante é FRANCESA.. rsrs, abraço e bom balanço pra quem voa…

    Responder
  60. Gabriel

    Tive a fantastica experiencia de voar por diversas vezes nos ATR da Trip na rota Porto Alegre – Foz do Iguaçu, porem nao gostei muito pois o avião nao tem muita estabilidade ate mesmo por voar no meio das nuvens, no final de 2009 tive uma experiencia extremamente desagradavel pois devido as fortes chuvas e ventos que assolaram o estado de santa catarina passei por 60 minutos de puro desespero pois de 5 em 5 minutos a aeronave parecia cair bruscamente eu chegava a sair fora da poltrona mais graças ao cinto que me fixava a poltrona nao tive problemas, o piloto por diversas vezes informou que o aviao era seguro e q nao precisavam nos alterar pois isso era extremamente normal, foram mais de 10 caidas deste tipo que me deixaram extremamente nervoso e tambem todos na aeronave.

    Responder
  61. Misa

    Maluco, juro que li e reli isso dezenas de vezes e não entendi..kkk o que vc quis dizer com isso???

    Responder
  62. Alexandre

    Parabéns pela nova empreitada! Nós campineiros, temos como filial a cidade de Ubatuba/SP, litoral norte, (não é Pelotas/RS, como muitos imaginam…rs), cidade turistica, que tem como grande atrativo a natureza, as praias, o comércio, e o mercado imobiliário arrebentando, assim como em todo o território nacional. Que tal uma escala entre Campinas x Ubatuba, ao menos semanal, com um desses ATR's ? Seria possível em função do aeroporto lá existente? Abraços!

    Responder
  63. Pedro

    Cara a Avianca não é pequena não… pelo contrário. É uma das maiores da América LATINA, se não for a maior… Só que antes aqui no Brasil ela atendia pelo nome de OceanAir e só agora foi virar Avianca (Eu Preferia OceanAir pq era mais exclusivo xD shauhsahusa). Procure saber mais sobre a Avianca e você vai ver a grandeza que esta companhia aérea é.

    Responder
  64. cassiano

    meu Deus !!tem que ser comissário mesmo!vai estudar primeiro manutençao!!fly by wire em ATR?ESSE SISTEMA SOMENTE É UTILZADO NOS EMBRAER E AIRBUS!ATR É COM CABO DE COMANDO DO ATR 200 ATE O 600!LEIA ANTES DE FALAR BESTEIRA!DED AVIAO EU ENTENDO!SOU MECÃNICO E NÃO SOU BANDEJEIRO!HAHHAA

    Responder
  65. Normando Teixeira

    Já viajei nesse avião de vitoria da conquista-BA para SALVADOR-BA,mas nao aconselho de forma alguma pelo fato de muito balanço quando estar se preparando para aterrissagem.E muita adrenalina

    Responder
  66. FLAVIO

    A TRIP E A AZUL ESTAÕ JUNTAS…

    Responder
  67. Luiz

    Fui de ART no trajeto Chapecó/Campinas. Foi a 1ª vez que voei de ATR e a experiência foi positiva, apesar do avião balançar ao passar em qualquer nuvenzinha.

    Responder
  68. vanessa

    parabéns para a azul tão forte e só tem 6 anos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>