Avianca recebe autorização para voar com neblina e baixa visibilidade

Thayana Alvarenga 24 · maio · 2016

A Avianca recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar voos no Aeroporto Internacional de Guarulhos sob a Categoria III (A), que prevê pousos em condições visuais climáticas mais restritas, como neblina, em até 200 metros. A liberação torna a Avianca a primeira companhia aérea no Brasil qualificada para voar nesta situação.

Para os passageiros o importante é que esta nova certificação vai reduzir a necessidade de alternar ou cancelar voos por causa do mau tempo.

A operação entrou em vigor na última sexta-feira. Para colocar esta nova certificação em funcionamento, a Avianca adaptou sua equipe de pilotos com treinamentos em sala de aula e simulador em rota. Além disso, toda a frota de Airbus da companhia já está habilitada para esta nova tecnologia, bem como o Aeroporto de Guarulhos, que também teve sua infraestrutura adequada, com iluminação e sinalização específica.

Este processo de certificação da Avianca levou quatro anos para ser aprovado, já que foi iniciado em 2012. O comandante Norberto Raniero, que é Diretor de Operações de Voo da empresa, explicou que esta nova tecnologia vai facilitar o trabalho para todos os envolvidos, desde o operacional até para os próprios clientes, que não terão mais seus voos alternados por causas naturais.

“O Aeroporto de Guarulhos tem um movimento muito intenso, inclusive internacional, e atende a cidade de São Paulo. Então quando fecha o transtorno é muito grande, primeiramente para o passageiro e segundo para a companhia, que tem de dar um jeito para o cliente chegar ao seu destino”, disse Raniero, explicando porque o aeroporto internacional foi o escolhido.

Entre todos os meses do ano, a nova ferramenta deve ser mais utilizada entre maio e setembro, período de inverno quando os aeroportos costumam ser fechados devido às condições climáticas. Por enquanto ainda não se sabe quando outros aeroportos brasileiros serão adequados para receber pouso de aeronaves nesta situação, porém os estudos seguem acontecendo.

Publicado por

Thayana Alvarenga

Repórter

  • Ponto para a Avianca

  • Renato Monteiro Barbosa

    Na época da Varig era raça bruta!!! kkkk

  • Antonio Silva

    Neste caso, a Avianca já possui todas as certificações necessárias !

  • mariostefa

    Parabéns Avianca

  • jorge moraes

    Antes disso Guarulhos operava com o ILS cat II, que permite pouso com visibilidade de até 400 metros. Agora foi instalado o ILS cat III com visibilidade de 200 metros. Melhorou ainda mais. Parabéns à concessionária de GRU.